newsletter

Assinar

Bichas, um documentário de Marlon Parente

Enviado por Almeida

Esse filme fala, antes de tudo, de amor. Para ser mais exato: de amor próprio. A palavra BICHA vem sendo usado de forma errada, como xingamento. Quando na verdade, deveríamos tomar como elogio.

Ser bicha é correr o risco de ser agredido pela ignorância. Resistimos para nos proteger, resistimos para vencer.

Ser bicha é ser livre.
Não vamos deixar que nos vençam. Não mesmo!

Criado, dirigido e editado por Marlon Parente.
Com Bruno Delgado, Igor Ferreira, Italo Amorim, João Pedro Simões, Orlando Dantas e Peu Carneiro.

Todos os depoimentos contidos nesse filme são experiências vividas pelos próprios participantes.
Recife - PE

www.bichas.com.br
www.facebook.com/bichasdoc

Publicado em 20 de fev de 2016, pelo canal  BICHAS - o documentário.

Assista também De um Filho Gay Cristão, Para Pais Cristãos de Filhos Gays

Média: 3.6 (17 votos)
2 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Josimar Alves
Josimar Alves

bichas

Vai uma Lola do the kins.

 

Seu voto: Nenhum

Biche

Outra coisa, li ha muito tempo que a expressão "bicha" para homossexual viria da palavra biche (veado) en francês. Não lembro qual dos modernistas teria trazido essa expressão para o Brasil. Em todo caso, a biche é um animal tão belo, não é... Meu marido gostava de cantar para mim "biche, ma biche, lorsque tu souligne aux crayons tes jolies yeux..." Uma velha canção popular.

Vai ai para todos as bichas se sentiram lindas!

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Muito instrutivo

Almeida, é bom trazer esse documentario aqui. Muitos pais e mães não querem saber a verdade sobre os filhos e impõem aos filhos, aqueles que não são como eles, pais, querem que sejam, uma culpa muito grande, um peso muito grande a carregar pela vida.

Ademais, um pena que o Brasil não avance tanto quanto gostariamos nas questões dos costumes. Vejo pais dizendo aos filhos, crianças pequenas, que os meninos têm que ser machos, menina pode rosa, menino não pode etc. Enfim, a questão de gênero deveria ser mais trabalhada na nossa sociedade, quem sabe na escola, para combater os preconceitos e a falta de informação.

Abraço.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.