Revista GGN

Assine

A estranha lei do Brasil Novo, por Carlos Motta

​A estranha lei do Brasil Novo

por Carlos Motta

Está cada vez mais perigoso viver no Brasil. 

E nem é por causa da violência urbana, porque a essa, o brasileiro já se acostumou há muito tempo.

O perigo agora mora ao nosso lado, pode partir de um vizinho, de um colega de trabalho, de qualquer pessoa que, por um motivo ou outro, não goste de nós.

É que, desde que o STF participou, com grande entusiasmo, da farsa intitulada Mensalão, quando uma ministra condenou um réu sem prova cabal, sob a justificativa de que a "literatura jurídica" permitia, e esse engodo denominado Operação Lava Jato passou a usar a tortura psicológica do encarceramento sem condenação e a palavra de delatores como verdade, o país é refém de uma ditadura judicial.

Nessa nova ordem ditada por juízes, promotores, procuradores e toda a meganhagem, um dos princípios basilares do direito foi invertido: agora, como nos tempos da Inquisição, o delatado tem de provar que é inocente, e as provas do crime foram substituídas pelas convicções dos acusadores.

Ninguém, à vista de tais inovações, pode dizer que o brasileiro não é criativo.

Assim, nesta república, o cidadão comum, o homem ordinário, o pobre coitado, se antes tinha pouca garantia de ver seus direitos constitucionais assegurados, agora se encontra inteiramente desprotegido, à mercê dos humores das "autoridades".

Um porteiro que não chame o "doutor" de doutor pode virar réu de um processo massacrante.

Uma denúncia anônima pode acabar com a carreira de um político honesto.

Integrar um partido político de esquerda pode ser tão perigoso quanto escalar o Everest de bermuda e chinelo.

Participar de um ato público contra a retirada de direitos trabalhistas ou contra um governo ilegítimo e corrupto é certeza de ser vítima de gentis borrachadas e ardor nos olhos, generoso patrocínio de bestas-feras uniformizadas.

O Brasil Novo tem tudo para durar por muito tempo, talvez para sempre.

A receita para isso é manter, e se possível, aumentar, o estado de exceção que amedronta a todos os excluídos do círculo de mando.

A receita é mostrar que ninguém está acima da lei, mas que essa lei tem a mão pesada somente para os que ousam desafiar a nova ordem.

Nunca antes na história deste país tantos homens de bem tanto fizeram para conservar seus privilégios e manter intacto seu poder - é um vale-tudo cujas regras são definidas ao sabor das circunstâncias, e sempre em benefício dos ungidos pelos céus.

Imagens

Média: 5 (8 votos)
3 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de ze sergio
ze sergio

a estranha....

."..Nunca antes na história deste país tantos homens de bem tanto fizeram para conservar seus privilégios e manter intacto seu poder..." Então finalmente chegamos onde deveríamos ter chegado há quase meio século. Esquerda que não é Esquerda. Elite que não é Elite. Elite são sempre os outros. O Ministro da Justiça José Eduardo Cardoso relata que preferia morrer a ser preso nas cadeias brasileiras. Verdadeiras masmorras. Isto depois de 40 anos da Anisita de 78. 30 anos depois da Constituição Cidadã. 1/4 de século de governos progressistas de cunho socialista  Quase 15 anos do seu partido de esquerda no comando do país. Surreal e Medíocre. Tudo junto e misturado em hipócritas e incompetentes. Isto porque seus parceiros bandidos estavam presos. E Pedrinhas e Alcaçuz?! E quem deveria fazer alguma coiisa fora, o Ministro da Justiça e o Presidente da República? Qual era a serventia de uma Constituição Cidadã, implantada por tais párias, se não temos Democracia, Liberdade, Estado, Cidadnia depois de 3 décadas? A censura, a falra de representatividade social, eleições obrigatórias, parasitas, elites de todas ideologias encasteladas no Poder Público... A culpa é de quem, canalhas?

Seu voto: Nenhum

Nada dura para sempre

" O Brasil Novo tem tudo para durar por muito tempo, talvez para sempre. "

 

Nada dura para sempre. Pode durar décadas, ou séculos, mas nada dura para sempre.

 

O brasileiro terá de selecionar os melhores patrões, que não exploram muito, mesmo que sejam uma pequena minoria.

O brasileiro terá de migrar, para ir a outros países ter o emprego e o salário que não encontram aqui.

O brasileiro terá de se defender por si mesmo daqui por diante. Terá de diminuir o desemprego, diminuindo a própria natalidade, pois com o desemprego baixo, os efeitos desta reforma trabalhista serão atenuados.

-----------

Seu voto: Nenhum

Ze Guimarães

MAS ISSO É CULPA DO LULA!

 

 

A COVARDIA, IRRESPONSABILIDADE, E CONSERVADORISMO do Lula precisam ser punidos. Por causa da incompetência do Lula, pessoas foram presas pela absurda teoria do DOMÍNIO DO FATO", usada pelo Joaquim Barbosa no episódio do mensalão; onde o Lula enfiou o rabo no meio das pernas, e saiu de fininho, porque tinha livrado sua cara.

 

Se o Lula tivesse vergonha na cara, teria feito, como praticamente todos os nossos países vizinhos fizeram na mesma época, e conquistado o direito de se convocar PLEBISCITO DESTITUINTE com os ABAIXO ASSINADOS do povo. Assim, quando o Joaquim Barbosa afastou os réus do PSDB do processo do mensalão, que até hoje não foram julgados, convocaríamos o seu impeachment, direito que tem qualquer cidadão em fazer; e se o presidente do senado engavetasse o pedido, como de costume, convocaríamos o seu PLEBISCITO DESTITUINTE.

 

Pelo fato do Lula ser um completo e imprestável BANANA, hoje a roubalheira ficou escancarada, e a justiça sem vergonha. Na mesma situação e período, assumiram diversos presidentes sul americanos, que chegaram lá, e fizeram o que precisava ser feito; aproveitando-se da fase de ouro da economia mundial, que lhes rendeu muito apoio na mídia e no congresso, como o próprio Lula tinha no Brasil. É justo agora que ele prove do próprio veneno com o Moro...

Seu voto: Nenhum (1 voto)

DEMOCRACIA DIRETA
Porque o Brasil é de todos os brasileiros.
https://www.facebook.com/democracia.direta.brasileira/
 

imagem de Meire
Meire

" o país é refém de uma ditadura judicial."

E a verdade é a primeira vítima, só não se sabe quem mente e engana mais, até que se enrosquem nas próprias mentiras, e como a antiga ditadura, sejam desmascarado e enxotados.   -

 Temer e Gilmar voltam a se reunir fora da agenda oficial   -

O presidente Michel Temer e o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Gilmar Mendes, voltaram a se reunir fora da agenda oficial do Palácio do Planalto. O ministro Gilmar Mendes disse que eles discutiram a ampliação da biometria nas eleições de 2018.  -
 
Como ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes vai participar do julgamento da denúncia contra o presidente Temer. Na semana passada, os dois já tinham se reunido na casa de Gilmar Mendes sem que o compromisso fosse registrado nas agendas oficiais deles. A TV Globo apurou que eles trataram da indicação de Raquel Dodge para a Procuradoria Geral da República.

http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2017/07/planalto-ve-com-apreensao-escolha-de-zveiter-para-relatar-denuncia.html 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.