newsletter

Assinar

Debate da Band revelou duas personalidades distintas, por Fábio de Oliveira Ribeiro

 

Não precisei assistir muito o debate da Band para compreender sua dinâmica.

A agressão é um princípio fundamenta que orienta a estratégia discursiva de Aécio Neves. Ele não quer convencer o eleitor com argumentos racionais, nem tampouco se esforça para rebater os argumentos racionais utilizados por Dilma Rousseff. O candidato tucano só faz uma coisa: agredir e continuar agredindo para mostrar sua virilidade ao telespectador e cansar a adversária que ousa o enfrentar.

Aécio fala olhando para os lados, raramente olha para a frente. O olhar vidrado dele, porém, indica que ele só é capaz de olhar para dentro de si mesmo. Ele não se preparou para compartilhar qualquer emoção ou conhecimento com o mediador, a interlocutora e o público. O ego dele se expande através de frases curtas, ríspidas, previamente ensaiadas, sem que qualquer argumento da adversária afete sua verdade. Aécio comporta-se como um fanático voltado para dentro de si mesmo, que procura irradiar a única verdade que admite conhecer: a sua própria verdade.

Isto fica evidente quando, por exemplo, Dilma Rousseff critica o governo dele em Minas Gerais e o governo de FHC. Aécio rejeita a crítica como se o simples fato de a rejeitar fosse capaz de invalidar o argumento racional levado à discussão. No mundo de Aécio só existe a virtude dele. Nada do que ele fez foi mal feito, nenhum erro FHC cometeu. Sua adversária foi incapaz de cometer acertos.

Impossível não comparar Aécio no debate de hoje com Paulo Maluf debatendo em eleições passadas. Como Maluf, Aécio age calculadamente como se fosse um autista: ele só está contato com a sua própria realidade interior. E, portanto, é incapaz de aceitar qualquer tipo de argumento ou de crítica que lhe seja feita a partir do exterior. Porque o que lhe é exterior simplesmente não existe, ele presume que está sempre certo e que não deve qualquer satisfação ao mediador, ao interlocutor e ao público.

O truque teatral que Aécio Neves usou no debate é infantil e pode ser facilmente percebido. Além de agredir a adversária, de se fechar no seu próprio mundo auto-referente como um autista, Aécio faz de tudo para intimidar Dilma. O candidato tucano age como se já tivesse sido eleito por deus, pairando sobre todos como se ele fosse um "poder legítimo" e sua adversária a "oposição ilegítima".

Até mesmo José Serra (de quem nunca gostei) conseguiu ser mais simpático e aberto que Aécio Neves nos debates presidenciais em que participou. Dilma Rousseff não está debatendo com um homem e sim com uma ostra. Mas ao contrário das outras ostras, Aécio não se fechou em torno de uma pérola muito valiosa. Ele tranca dentro de si um imenso vazio. Talvez isto explique sua exagerada agressividade.

O perfil que o candidato tucano construiu para si mesmo neste debate da Band não foi o de um homem equilibrado que se candidatou a presidente porque ama profundamente o povo que pretende governar. Ele apenas se mostrou como alguém obsedado por vencer a qualquer custo. O encontro de hoje não foi capaz de me convencer a votar em Aécio Neves. Quando ver a foto dele na urna eletrônica em alguns dias vou lembrar de que ele me pareceu alguém mentalmente perturbado que precisa ir para casa se tratar. Se for eleito Aécio vai maltratar o país e isto ele não fará com o meu voto.

Dilma Rousseff procurou usar argumentos racionais. Se esforçou bastante para mostrar as virtudes de seu governo e os equívocos da gestão de Aécio Neves em Minas Gerais e da presidência de FHC nos anos 1990. Ao insistir em atacar FHC a candidata do PT se distanciou um pouco do eleitorado que cresceu e chegou à maioridade nos últimos 12 anos. Aécio Neves parece acreditar que pode cativar os jovens com sua agressiva virilidade. Impossível dizer qual dos dois vencerá a eleição entre os eleitores com menos de 25 anos.

Até o momento que desliguei a eleição pude perceber que Dilma ficou irritada com as agressões de Aécio. Mas ele foi capaz de manter a civilidade e isto conta pontos. Em alguns momentos a petista comete o erro mortal de reagir ao discurso auto-referente de Aécio. Seria bem mais fácil ela fazer ignorar o "não diálogo" proposto por ele mostrando ao telespectador que o tucano não foi ao estúdio da Band para debater.

 

Média: 4 (41 votos)

Recomendamos para você

142 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Dilma se sai cada vez melhor

 Saiu da defensiva e levou Aécio as cordas, Aécio já partiu pra vitimização, o mesmo caminho que fez marina perder o rumo e ainda vai ter que explicar porque os ataques dele à Dilma são melhores.

   Dilma tem que mostrar quem é a vítima de fato, esse papel não colou em Marina com seu drama do ovo repartido e nunca poderia colar em aécio e seu sorrisinho amarelo, um cara de família tradicional por décadas atrelada ao poder e negócios em vários ramos como bem lembrou a presidenta. De vítima ele não tem uma grama, vítima são os desempregados do Armínio Fraga no governo FHC que aecinho quer trazer de volta, as vítimas estão fora do estúdio da band, Dilma fez muito bem ao falar em firmeza pois é tudo que o candidato opositor não passa e ela depois de tudo que teve que passar na vida nunca projeta uma imagem de fragilidade diante do eleitor, tem que valorizar seu lado positivo.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Clever Mendes de Oliveira
Clever Mendes de Oliveira

Reproduzo o que eu disse em comentário agora na terceira página

 


Fábio de Oliveira Ribeiro,


Fiz um comentário aqui neste post “Debate da Band revelou duas personalidades distintas, por Fábio de Oliveira Ribeiro” de quarta-feira, 15/10/2014 às 07:37, quando já existiam uns cem comentários. E como eu já conhecia as particularidades dos posts originados do seu blog resolvi alcandorar o meu comentário em outro que estava na primeira página.


Ocorre que o primeiro comentário que fora feito ao seu post era o de Anarquista Sério enviado quarta-feira, 15/10/2014 às 07:53, e que consistia da reprodução da enquete na Uol sobre qual candidato saiu-se melhor. Tratava-se de comentário absolutamente irrelevante para a sua proposta de discutir o desenvolvimento do debate, mas que originou muitas manifestações desnecessárias e que acabou sendo utilizado por outros comentaristas para trazer os comentários para a primeira página.


Como ontem , terça-feira, 14/10/2014 às 21:46, eu havia enviado um comentário para junto do comentário de Francy Lisboa enviado terça-feira, 14/10/2014 às 12:42, lá no post “A íntegra do debate entre Guido e Armínio na Globonews” de terça, 14/10/2014 às 11:14, aqui no blog de Luis Nassif em que Luis Nassif, após fazer algumas considerações sobre o debate, disponibiliza o vídeo do debate, eu resolvi alcandorar o meu comentário junto ao de Francy Lisboa. Como a qualidade dos comentários que o comentário ruim do Anarquista Sério engendrava era ruim, Luis Nassif resolveu modificar a ordem de aparição dos comentários. Assim, o meu comentário, que eu tive que suar um bocado para o ver encaixado na primeira página, agora com quase 130 comentários e com a alteração da sequência dos comentários passando a ordem a ser dos mais recentes para os mais antigos, está quase na metade da terceira página.


Depois de dizer duas ou três coisas para Francy Lisboa, eu fiz também a crítica que eu pensara em fazer ao texto deste post. Vou transcrever esta parte do meu comentário que fora direcionada diretamente para você, embora na parte para Francy Lisboa haja também observações relevantes relativamente ao debate entre a presidenta Dilma Rousseff e Aécio Neves.


Vou talvez fazer alguns ajustes no texto para o comentário mais bem encaixar aqui e ficar mais claro. Disse eu lá:


- - - - - - - - - - - - - -


Bom, mas meu comentário não fora pensado em ser feito para você [Francy Lisboa]. Eu queria me dirigir era ao Fábio de Oliveira Ribeiro com quem discuti muito junto ao post “JB afundou ao cavalgar no tigre da mídia e cresceu ao desmontar do Tribunal” de sexta-feira, 30/05/2014 às 12:12, aqui no blog de Luis Nassif, mas originário de post dele. O endereço do post “JB afundou ao cavalgar no tigre da mídia e cresceu ao desmontar do Tribunal” é (Como eu deixei o endereço no outro comentário que eu enviei para Francy Lisboa aqui neste post ou vou evitar repetir o endereço que só pesam na página).


Chamo atenção para este post porque considero que a raiz do insucesso eleitoral do PT foi ter feito a opção errada de ter ficado do lado dos réus do PT no julgamento da Ação Penal 470 e não do lado de Joaquim Barbosa. E o PT teve a oportunidade da mudança que foi no mesmo momento que o ministro Enrique Ricardo Lewandowski mudou de entendimento e passou a votar na mesma direção do voto do ministro Joaquim Barbosa.


E como eu disse [Para Francy Lisboa], o que eu queria dizer aqui não é para você [Francy Lisboa], mas para Fábio de Oliveira Ribeiro em razão de todo este post dele “Debate da Band revelou duas personalidades distintas, por Fábio de Oliveira Ribeiro” de quarta-feira, 15/10/2014 às 07:37. O que ele diz no post que mais me interessa aqui, eu posso resumir na seguinte frase [em que ele trata do comportamento de Aécio Neves no debate]:


Porque o que lhe é exterior simplesmente não existe, ele presume que está sempre certo e que não deve qualquer satisfação ao mediador, ao interlocutor e ao público”.


Eu disse no meu comentário para você [Francy Lisboa], lá no post “A íntegra do debate entre Guido e Armínio na Globonews”, que a eleição não seria decidida pelo debate entre Armínio Fraga e Guido Mantega, debate que só deveria ter interesse no campo da análise econômica e não da análise eleitoral. E disse ainda que a eleição seria decidida pelos escândalos de corrupção e a capacidade de convencimento dos candidatos nos debates. A capacidade de convencimento depende do carisma e a presidenta Dilma Rousseff como eu digo desde a eleição de 2010 é em matéria de carisma um marechal Henrique Batista Duffles Teixeira Lott.


E o PSDB, que na sua origem constitui-se como um partido de intelectual e como tal só tem o poder de convencimento pelo conhecimento, era um partido fadado ao insucesso eleitoral. O Aécio Neves que era até gago no início da vida política foi adquirindo um carisma que não é próprio dos candidatos do PSDB. O que eu quero dizer com isso, é que ele não pressupõe que ele “está sempre certo". A característica do PSDB tanto a parte intelectual como o novo grupo que vem surgindo das urnas com carisma é que eles não têm nenhuma consideração pelo eleitor. Eles [consideram que eles] podem dizer o que eles quiserem. Como intelectuais, a cúpula do PSDB sabia que o fisiologismo era ínsito à democracia. No entanto, eles alegaram que fundaram o partido para combater o fisiologismo. Como intelectuais, eles sabiam que é uma balela dizer que governo bom o povo põe, governo ruim o povo tira (Se fosse verdade o primeiro governo de Fernando Henrique Cardoso teria sido melhor do que o segundo). Os grandes economistas do PSDB sabem que a inflação não é o mais injusto dos impostos. Hoje isso é muito evidente no levantamento de Thomas Piketty, pois lá se observa que a situação dos mais pobres no mundo piorou a partir da década de 80 quando se reduziu a inflação no mundo. [Apesar de saberem tudo isso, eles nunca foram resistentes em dizer essas frases que eles sabiam que não eram verdadeiras].


Assim, a essência do discurso de Aécio Neves não é que “ele presume que está sempre certo”. A essência do discurso dele é que ele sente que tem capacidade de convencer que ele está certo. Ele pode não acreditar no que ele diz ou saber que ele está errado (É diferente da Marina Silva que acredita no que diz), mas ele precisa convencer que ele está dizendo a verdade. É um discurso que precisa ser vazio, abstrato para não ser objetivamente contestado. E só pode ser contestado quando se consegue mostrar que o carismático é um grande Pinóquio e assim ele perde o poder de convencimento.


- - - - - - - - - - - - - - -


Há um post hoje, aqui no blog de Luis Nassif que traz uma informação interessante, mas que tem alguns senões. Trata-se do post “"Mar de lama": As semelhanças nos discursos de Aécio e Carlos Lacerda” de quarta-feira, 15/10/2014 às 15:28, aqui no blog de Luis Nassif reproduzindo o artigo “Dilma: a vingança de Vargas contra Carlos Lacerda” de autoria de Rodrigo Vianna e publicado na Revista Fórum. O endereço do post “"Mar de lama": As semelhanças nos discursos de Aécio e Carlos Lacerda” é:


http://jornalggn.com.br/noticia/mar-de-lama-as-semelhancas-nos-discursos-de-aecio-e-carlos-lacerda


Transcrevo o que disse Rodrigo Vianna logo no início do artigo dele:


Se Dilma ganhar, essa eleição vai significar também a vingança de Getúlio Vargas contra o “lacerdismo”“.


É um pouco isso no sentido de que o PSDB explora a vertente acusatória da antiga UDN personificada em Carlos Lacerda. Cabem aqui, entretanto, dois senões.


O primeiro senão é que a crítica a esta postura acusatória não deve servir para proteger ilicitudes. E o segundo diz respeito a laços atávicos de Aécio Neves que o põe um pouco mais longe de Carlos Lacerda. O Pai de Aécio Neves, o Deputado Aécio Cunha era na origem do Partido Republicano. Em geral, o partido Republicano se ligava a UDN. O Partido Republicano tinha origem em Arthur Bernardes que em 32 pronunciou a celebre frase: “Quanto a mim fico com São Paulo, pois para lá se transferiu a alma cívica do povo brasileiro”.


Só que Tancredo Neves, o avô de Aécio Neves, era da corrente getulista aqui em Minas Gerais, havendo até o parentesco de Tancredo Neves com o ex-ministro da Fazenda Francisco Dornelles que também era parente de Getúlio Vargas. A observar que a mãe de Aécio Neves depois que se separou do Aécio Cunha que era de família de Teófilo Otoni no Vale do Mucuri, casou com Gilberto Faria recentemente falecido e que era filho de Clemente Faria, o fundador do Banco da Lavoura e nascido em Pedra Azul ainda mais no nordeste de Minas Gerais, e com mais ligações com o pessoal de Getúlio Vargas, tanto assim que Magalhães Pinto que se iniciara no Banco da Lavoura foi demitido do cargo de diretor que ocupava no Banco porque assinou o manifesto dos mineiros em repúdio a Getúlio Vargas em 1941. E Magalhães Pinto foi quem derrotou Tancredo Neves para o governo de Minas Gerais em 1961.


Por esses laços familiares eu acho o Aécio Neves muito longe de Carlos Lacerda.


Por fim lembro que há dois tipos de pessoas carismáticas. Aqueles que acreditam naquilo que dizem, mesmo estando equivocados e aqueles que não acreditam naquilo que dizem e dizem apenas porque estão cientes de que tem a capacidade de convencer ainda que estejam mentindo. Mesmos os carismáticos equivocados como a Marina Silva que acredita naquilo que diz, são políticos de mais minha preferência do que os que mentem sabendo que mentem mesmo quando as idéias deles estão mais próximas da minha. Nunca eu votaria no Aécio Neves, mas tenho certeza que o viés getulista em Aécio Neves é muito mais presente do que muitos acreditam. E não me surpreenderia se Aécio Neves aprovasse com facilidade uma alíquota de 35% no IR, algo que o PT com 70 deputados jamais conseguiria (O partido seria alvejado por imprensa e empresariado e taxado de comunista).


Clever Mendes de Oliveira


BH, 15/10/2014

Seu voto: Nenhum
imagem de Rui da São Francisco
Rui da São Francisco

Os arrumos do arrabalde

Os arrumos do arrabalde

S.Paulo hoje foi tomada pela propaganda da ungulada da ordem dos perissodátilos. O facciosismo instalou esse cheiro nauseabundo na minha sagrada cidade. O vento próximo que o carregue.

Seu voto: Nenhum
imagem de Miguel Zibboni
Miguel Zibboni

No primeiro bloco, Dilma ganhou por nocaute

A cena de Aécio ao fim da primeira parte sentando no banquinho como um boxeador jabeado inapelavelmente tem de entrar no horário eleitoral da Dilma. Antológica!

No final da contenda Aécio se sentiu aliviado por não ser questionado sobre o caso do bafômetro ou como seria sua política antidrogas. Tudo terá seu tempo.

Só não entendo porque Dilma não lembra do racionamento de energia no governo do Boca Mole (olha a falta de previsibilidade dos sabichões da seca). Naquela altura se o cidadão - inclusive os  inocentes admiradores de Aécio na classe média - cochilasse por duas horas no verão carioca, por exemplo, teria que vender seu apartamento para pagar a conta.Ou quase isso.

Alô, campanha da Dilma: quebre a espinha da previsibilidade tucana. Contem a história do racionamento de energia! Os jovens que não viveram merecem saber!

Seu voto: Nenhum
imagem de luiz Nery
luiz Nery

SERIEDADE DE DILMA X ARROGANCIA DE AECIO

Perfeitos comentários, parabéns! Aécio se perde na arrogância e superficialidade. Boa a postura da Presidente Dilma, acho que votarei nela.

Seu voto: Nenhum
imagem de wanildo alves
wanildo alves

CONGRESSO/OPOSIÇÃO DESESPERADA/DILMABATE

O Congresso Brasileiro, capitaneado pela Oposição(PSDB/PSB/DEM/PPS/etc.), vai votar em "CARÁCTER DE URGÊNCIA" uma nova Lei denominada "LEI ZÉ DA PENHA" e provar junto à sociedade que o Aécio Neves, foi brutalmente agredido por Dilma Vana Rousseff durante o debate na Rede Bandeirantes e que o "CANDIDATO DAS ELITES"  saiu todo "MOÍDO" e que foi pena de tucano para tudo quanto é lado. Assim não pode!!!. Assim não dá!!!..

Seu voto: Nenhum

Organizando o Cheque da Gestão

O telhado de Aécio é tão exageradamente extenso, que os debates precisariam ser temáticos para Dilma conseguir abrange-lo todo. 

O da Band poderia tratar de patrimonialismo: rádios e aécioportos em Minas, o do SBT de economia: estado mínimo, salário minimo, medidas impopulares e desemprego na contenção da inflação, e finalmente o da Globo de meritocracia e civilidade: nepotismo, lei Maria da Penha e o papel do bafômetro no trânsito.  

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Marly
Marly

Ele que se cuide!

Porque sobram assuntos "interessantes" a serem abordados!!!!!

Seu voto: Nenhum
imagem de astakad
astakad

Como votar em alguém, que

Como votar em alguém, que deixou claro que mal sabe as responsabilidades do Governo Federal, Estados e Municípios? 

Ele afirmou responsabilidades que são do Estado, quanto a questão da baixa qualidade do Ensino Médio, como se fossem do Governo Federal, o mesmo para a falta de conhecimento quanto as responsabilidades de Municípios e Estados quanto a questão do Ensino Básico e Infantil. Idem para com a polícia militar que é responsabilidade do Estado e não do Governo Federal. Impressionante a ignorância deste homem. Erro Infantil para um candidato a presidente.

Francamente, como alguém como Aécio, Governou Minas Gerais, com certeza, enquanto ele "vivia a vida a sua maneira", alguém tomava as decisões por ele.

Sem mais,

Seu voto: Nenhum
imagem de astakad
astakad

Como votar em alguém, que

Como votar em alguém, que deixou claro que mal sabe as responsabilidades do Governo Federal, Estados e Municípios? 

Ele afirmou responsabilidades que são do Estado, quanto a questão da baixa qualidade do Ensino Médio, como se fossem do Governo Federal, o mesmo para a falta de conhecimento quanto as responsabilidades de Municípios e Estados quanto a questão do Ensino Básico e Infantil. Idem para com a polícia militar que é responsabilidade do Estado e não do Governo Federal. Impressionante a ignorância deste homem. Erro Infantil para um candidato a presidente.

Francamente, como alguém como Aécio, Governou Minas Gerais, com certeza, enquanto ele "vivia a vida a sua maneira", alguém tomava as decisões por ele.

Sem mais,

Seu voto: Nenhum
imagem de marlene carval
marlene carval

Aécio também chamou a Luciana Genro ao ser enquadrado

Esse Aécio, parece ser misógino. Ele também chamou a Luciana Genro ao ser enquadrado nas questões de corrupção envolvendo o aeroporto que ele fez no terreno do tiu dele.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Calvin
Calvin

Vi outro debate

Certamente.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Fonte UOL? Mas não esta

Fonte UOL?

Mas não esta faltando água em São Paulo?

Bora lá toma banho cambada!SEcou?

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Pessoal ! Afora todas as

Pessoal !

Afora todas as críticas que temos a posicionamentos e estilo da Dilma, ela não vai mudar. Não tem perfil de político populista e é muito transparente

Outra coisa que não podemos nos esquecer. 

Qualquer um(a) em seu lugar estaria cansad@ e abatid@. Ela dá expediente como Presidenta da República, cumpre a agenda eleitoral, viagens seguidas, às vezes três no mesmo dia, muitos discursos e debates, aos 67 anos de idade. E acho que está cumprindo bem.

Ôrra, meu. Eu não aguentaria!

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Marly
Marly

Além de tudo exposto por

Além de tudo exposto por Nilva, Dilma convive há pelo menos dois anos com uma mídia inescrupulosa e má, que tenta atingi-la duramente. É, sem dúvida, uma mulher muito forte física e psicologicamente falando. Certamente é UM CORAÇÃO VALENTE! Não à toa, ainda menina, enfrentou os militares do golpe de 1964!  Viva Dilma guerreira! Sinto imenso orgulho de tê-la como presidenta!   

Seu voto: Nenhum
imagem de Marly
Marly

Uma mulher forte!

Além de tudo exposto por Nilva, Dilma convive há pelo menos dois anos com uma mídia inescrupulosa e má, que tenta atingi-la duramente. É, sem dúvida, uma mulher muito forte física e psicologicamente falando. Certamente é UM CORAÇÃO VALENTE! Não à toa, ainda menina, enfrentou os militares do golpe de 1964!  Viva Dilma guerreira! Sinto imenso orgulho de tê-la como presidenta!   

Seu voto: Nenhum
imagem de MAAR
MAAR

CHUVA DE PRATA

Creio que a presidente Dilma obteve um bom resultado no debate de ontem na Band, e ela mostrou um desempenho muito superior ao do adversário, em termos gerais.

Porém, na minha humilde opinião, a Presidente poderia ter aproveitado melhor diversas oportunidades que teve para demonstrar a inconsistência de seu oponente.

O senador Aécio exibiu uma performance forjada, deselegante e prepotente, com atitudes indelicadas e até indecorosas, pois abusou das tentativas de desestabilização emocional, e mostrou uma inquietante habilidade para distorcer deliberadamente a realidade e negar fatos históricos incontestáveis.

Aécio tentou distorcer e camuflar a dupla derrota sofrida pelo PSDB em Minas no primeiro turno, que foi significativa tanto na eleição para o governo do estado quanto para presidente. Além de haver negado o fato público e notório de que sua gestão como governador foi marcada pela condenação proferida pelo Tribunal de Contas, resultante do comprovado descumprimento da norma constitucional relativa à aplicação de recursos públicos na área de saúde, conforme amplamente noticiado.

Este foi um dos pontos nos quais a Presidente Dilma poderia ter enquadrado de modo mais firme o adversário. E ela deixou de fazê-lo por não ter conseguido expressar com clareza o dado concreto de que a referida condenação, aplicada ao governo Aécio, foi decorrente da comprovação de que os investimentos do Estado de Minas na área de saúde estavam abaixo do patamar mínimo fixado na Constituição, que é de 12% da arrecadação estadual, conforme norma em vigor desde setembro/2000.

Além disso, a presidente poderia utilizar melhor o importante trunfo que é a possibilidade de abordar de modo mais adequado a recente condenação do governo de Minas pelo STF, resultante da contratação ilegal de mais de 98 mil servidores sem a indispensável realização de concurso público.

Fato é que esta importantíssima questão deveria ter sido objeto de pergunta a ser dirigida ao oponente, e, infelizmente, foi mencionada no âmbito de uma resposta da Presidente. Este erro de estratégia permitiu que o adversário não se pronunciasse sobre as referidas contratações ilegais. Assim, foi desperdiçada uma ótima oportunidade para desmistificar a pseudo meritocracia alardeada pelo tucano e demonstrar o fisiologismo político de PSDB, caracterizado por uma prática desleal e antidemocrática.

É importante também lembrar de apresentar os dados que mostram o fato de que os investimentos do governo de Minas em saúde e educação estão entre os cinco menores entre os 26 estados da federação, numa comparação proporcional que considera o orçamento de cada estado nas referidas áreas e a receita corrente líquida de cada um, conforme aponta o excelente artigo divulgado pelo Jornal GGN no link abaixo.

E tais investimentos nas áreas de saúde e educação são incompatíveis com o porte do Estado de Minas, que está entre os primeiros em população e riqueza.

Por outro lado, no calor do debate, Dilma esqueceu de rebater a alegação falaciosa expressada por Aécio quando este afirmou que não estaria ele envolvido em nenhum processo judicial contra sua administração no governo de Minas, dado que tramita no TJMG ação civil por improbidade administrativa, movida pelo Ministério Público Estadual, na âmbito da qual é investigado o desvio de 4,3 bilhões de reais, relacionado com o descumprimento da norma relativa à aplicação de recursos na saúde, conforme noticiado pela Revista Fórum no texto cujo link segue abaixo .

O mesmo ocorreu em relação à denúncia de nepotismo, negada pelo tucano em alegação que a Presidente Dilma não conseguiu ter oportunidade de rebater.

E, talvez o item mais importante, faltou desmascarar a manipulação promovida pela campanha de Aécio, com o apoio escuso da grande mídia, e que consiste na divulgação tendenciosa de denúncias não comprovadas, feitas por criminosos através de delação premiada e sem a apresentação sequer de indícios verificáveis.

Estas são questões que precisam ser divulgadas e debatidas com grande destaque, para desnudar o grave golpe contra a democracia que se assiste hoje, caracterizado pela maquiavélica tentativa de induzir o eleitorado ao erro de considerar como fatos reais meras acusações, desprovidas de qualquer comprovação concreta.

Por fim, é importante alertar a Presidente Dilma para a necessidade de evitar a ingenuidade observada na formulação de algumas de suas perguntas no debate de ontem. Pois não é recomendável perguntar ao adversário o que ele acha das propostas do PT para o governo federal, nem muito menos perguntar o que o oponente pretende fazer para melhorar o que quer que seja. E isto porque fazer perguntas deste tipo fornece a quem responde a chance de apresentar sua propaganda falaciosa, ao invés de obrigar a abordagem de relevantes assuntos espinhosos.

Todavia, a ressalva dos aspectos acima destacados visa apenas auxiliar melhorias nos próximos debates, e não altera em nada a avaliação destacada no início deste artigo, onde foi frisada logo de saída a conclusão inegável de que o desempenho da Presidente Dilma no debate de ontem foi muito superior ao do candidato Aécio.

Para encerrar, devo ressaltar que defendo desde o início a reeleição de Dilma Roussef para a Presidência da República por amor à causa, porque considero que esta é a forma de evitar retrocessos danosos e perseverar na construção de um futuro melhor para a Nação Brasileira. E reitero aqui minha disposição para contribuir para o sucesso deste projeto eleitoral, como tenho tentado fazer, com grande empenho.

P.S.: Peço, humildemente, a todos que militam em prol desta reeleição, que façam chegar à Presidente Dilma estas sinceras considerações, que não têm a pretensão de serem exaustivas nem geniais, mas podem ser úteis.

Fraternais Saudações, MAAR.

Links relacionados:

http://jornalggn.com.br/noticia/a-democracia-particular-de-aecio-neves-p...

http://www.mercadocomum.com/site/artigo/detalhar/divida_publica_de_minas...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Donadio
Donadio

"Não vou privatizar a Caixa

"Não vou privatizar a Caixa Econômica, vou profissionalizá-la"

Como assim, a CEF é amadora, precisa ser profissionalizada?

Com efetivações sem concurso, suponho?

"Não vou acabar com o Bolsa-Família, vou aprimorá-lo"

Veja, eleitor nordestino, pode votar em mim sem medo, não vou acabar com o BF.

Veja, eleitor paulistano, pode votar em mim com vontade, por que vou "aprimorar" o BF (ou seja, você, que é bem informado, sabe que "aprimorar", no caso, significa "tornar inócuo").

Tentando dizer duas coisas opostas e incompatíveis para dois públicos distintos. Muito esperto o duplipensar.

*****************************

Acho que neste formato de debate, seria importante fazer da seguinte forma:

- pergunta

- resposta

- réplica desconstruindo a resposta

Acho que a Dilma acabou às vezes repetindo a pergunta ou contra-respondendo o Aécio. Seria melhor, penso, virar para a câmara (isto é, para o espectador) e dizer algo como: "viu, eleitor, o candidato, quando diz X, na verdade quer dizer Y".

Tipo, "quando ele fala em 'profissionalização da caixa', ele quer dizer, 'juros mais altos para o financiamento da casa própria, de forma que os bancos privados possam entrar nesse mercado em condições de competir com a CEF".

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de DanielQuireza
DanielQuireza

Perfeitas observações. Dilma

Perfeitas observações.

Dilma tem que se ligar menos em Aécio e mais nos eleitores.

Não se preocupara com o adversário e responder direta e claramente para os telespestadores !!

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de MAAR
MAAR

RAJADAS DE PRATA

Creio que a presidente Dilma obteve um bom resultado no debate de ontem na Band, e ela mostrou um desempenho muito superior ao do adversário, em termos gerais.

Porém, na minha humilde opinião, a Presidente poderia ter aproveitado melhor diversas oportunidades que teve para demonstrar a inconsistência de seu oponente.

O senador Aécio exibiu uma performance forjada, deselegante e prepotente, com atitudes indelicadas e até indecorosas, pois abusou das tentativas de desestabilização emocional, e mostrou uma inquietante habilidade para distorcer deliberadamente a realidade e negar fatos históricos incontestáveis.

Aécio tentou distorcer e camuflar a dupla derrota sofrida pelo PSDB em Minas no primeiro turno, que foi significativa tanto na eleição para o governo do estado quanto para presidente. Além de haver negado o fato público e notório de que sua gestão como governador foi marcada pela condenação proferida pelo Tribunal de Contas, resultante do comprovado descumprimento da norma constitucional relativa à aplicação de recursos públicos na área de saúde, conforme amplamente noticiado.

Este foi um dos pontos nos quais a Presidente Dilma poderia ter enquadrado de modo mais firme o adversário. E ela deixou de fazê-lo por não ter conseguido expressar com clareza o dado concreto de que a referida condenação, aplicada ao governo Aécio, foi decorrente da comprovação de que os investimentos do Estado de Minas na área de saúde estavam abaixo do patamar mínimo fixado na Constituição, que é de 12% da arrecadação estadual, conforme norma em vigor desde setembro/2000.

Além disso, a presidente poderia utilizar melhor o importante trunfo que é a possibilidade de abordar de modo mais adequado a recente condenação do governo de Minas pelo STF, resultante da contratação ilegal de mais de 98 mil servidores sem a indispensável realização de concurso público.

Fato é que esta importantíssima questão deveria ter sido objeto de pergunta a ser dirigida ao oponente, e, infelizmente, foi mencionada no âmbito de uma resposta da Presidente. Este erro de estratégia permitiu que o adversário não se pronunciasse sobre as referidas contratações ilegais. Assim, foi desperdiçada uma ótima oportunidade para desmistificar a pseudo meritocracia alardeada pelo tucano e demonstrar o fisiologismo político de PSDB, caracterizado por uma prática desleal e antidemocrática.

É importante também lembrar de apresentar os dados que mostram o fato de que os investimentos do governo de Minas em saúde e educação estão entre os cinco menores entre os 26 estados da federação, numa comparação proporcional que considera o orçamento de cada estado nas referidas áreas e a receita corrente líquida de cada um, conforme aponta o excelente artigo divulgado pelo Jornal GGN no link abaixo.

E tais investimentos nas áreas de saúde e educação são incompatíveis com o porte do Estado de Minas, que está entre os primeiros em população e riqueza.

Por outro lado, no calor do debate, Dilma esqueceu de rebater a alegação falaciosa expressada por Aécio quando este afirmou que não estaria ele envolvido em nenhum processo judicial contra sua administração no governo de Minas, dado que tramita no TJMG ação civil por improbidade administrativa, movida pelo Ministério Público Estadual, na âmbito da qual é investigado o desvio de 4,3 bilhões de reais, relacionado com o descumprimento da norma relativa à aplicação de recursos na saúde, conforme noticiado pela Revista Fórum no texto cujo link segue abaixo .

O mesmo ocorreu em relação à denúncia de nepotismo, negada pelo tucano em alegação que a Presidente Dilma não conseguiu ter oportunidade de rebater.

E, talvez o item mais importante, faltou desmascarar a manipulação promovida pela campanha de Aécio, com o apoio escuso da grande mídia, e que consiste na divulgação tendenciosa de denúncias não comprovadas, feitas por criminosos através de delação premiada e sem a apresentação sequer de indícios verificáveis.

Estas são questões que precisam ser divulgadas e debatidas com grande destaque, para desnudar o grave golpe contra a democracia que se assiste hoje, caracterizado pela maquiavélica tentativa de induzir o eleitorado ao erro de considerar como fatos reais meras acusações, desprovidas de qualquer comprovação concreta.

Por fim, é importante alertar a Presidente Dilma para a necessidade de evitar a ingenuidade observada na formulação de algumas de suas perguntas no debate de ontem. Pois não é recomendável perguntar ao adversário o que ele acha das propostas do PT para o governo federal, nem muito menos perguntar o que o oponente pretende fazer para melhorar o que quer que seja. E isto porque fazer perguntas deste tipo fornece a quem responde a chance de apresentar sua propaganda falaciosa, ao invés de obrigar a abordagem de relevantes assuntos espinhosos.

Todavia, a ressalva dos aspectos acima destacados visa apenas auxiliar melhorias nos próximos debates, e não altera em nada a avaliação destacada no início deste artigo, onde foi frisada logo de saída a conclusão inegável de que o desempenho da Presidente Dilma no debate de ontem foi muito superior ao do candidato Aécio.

Para encerrar, devo ressaltar que defendo desde o início a reeleição de Dilma Roussef para a Presidência da República por amor à causa, porque considero que esta é a forma de evitar retrocessos danosos e perseverar na construção de um futuro melhor para a Nação Brasileira. E reitero aqui minha disposição para contribuir para o sucesso deste projeto eleitoral, como tenho tentado fazer, com grande empenho.

P.S.: Peço, humildemente, a todos que militam em prol desta reeleição, que façam chegar à Presidente Dilma estas sinceras considerações, que não têm a pretensão de serem exaustivas nem geniais, mas podem ser úteis.

Fraternais Saudações, MAAR.

Links relacionados:

http://jornalggn.com.br/noticia/a-democracia-particular-de-aecio-neves-p...

http://www.mercadocomum.com/site/artigo/detalhar/divida_publica_de_minas...

Seu voto: Nenhum

A primeira impressão marca

Não vi o debate, então é otimo poder ler resumos, recapitulação, analises. Por tudo que li, o debate pareceu muito com o nocaute que o Mantega deu no Fraga, mas que como foi o Guido, a imprensa foi econômica em dar detalhes. Dilma tem muito o que falar, mostrar, divulgar. Foi uma presidente trabalhadora, fez muito em quatro anos, apesar de ainda termos muito a fazer pelas proximas décadas. 

Aécio Neves não tem obra, não fez nada que benefeciasse a população de Minas enquanto governador e o Brasil, enquanto senador, a não ser usar o estado sempre em beneficio proprio e dos seus. Eh a mais complela tradução da oligarquia à brasileira. 

Fabio, sei que é advogado, mas sua analise da psique de Aécio esta muito boa, acho que retirando algum excesso (não sejamos maniqueistas), esta proximo do que ele deve ser de fato. Toda vez que o vejo falando, soa sempre artificial.  

 

Seu voto: Nenhum
imagem de RICARDO  CAVALCANTI
RICARDO CAVALCANTI

debate

nossa vc e mesmo um fraco de visao....  O  que se le neste seu roteiro e fruto de um petista  que deve estar ganhando para ser super parcial.


  vc nao devia estar aqui  dando sua opiniao

Seu voto: Nenhum (13 votos)

Curioso, um nao cadastrado chamando de troll 1 membro do Blog

que está aqui há mais de um ano. Quem é troll mesmo, hem? O velho golpe de acusar o que faz? Passa fora!~

Seu voto: Nenhum

O PSDB É O PARTIDO DA AMOSTRA GRÁTIS!

É a melhor definição dos tucanos. Dilma até chegou perto quando comparou os 5 milhões com 50 milhões do Bolsa Família. Quando querem mostrar serviço, fazer propaganda, entregam amostra grátis, se você quiser mais, não tem. E o  preço da amostra grátis é alto: Estado mínimo, falta de regulação, falta de transparência, falta de competência, de planejamento (energia/2001 e água/2014) e por aí vai...

E eles acham que ninguém percebe essa mutretagem!

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Ginah

Perfeito.

Há tempos que queria encontrar algum comentário assim aqui. Ele não simplesmente não responde. Pena que Dilma tenha explorado pouco isso. Deveria mostrar que ele está fugindo do assunto. Talvez aí ele tivesse um ataque de pânico, chamasse a maninha, o vozinho...

Só ressaltar que a postura do Aé? (o que não sabe nada do que se passa em Minas porque não passa na Globo) tem motivações e reflexos ideológicos.

Aécio realmente é "vidrado". Alucinado, diria. Ensaiou seu discurso e fica mais louco ainda quando não domina o repertório...

Ah, e a reação ao falar da Lei Maria da Penha... De vidrado, parecia mais que alucinado, transtornado, olhando para os lados... Por que será?

 

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

O discurso do ódio deve ser repudiado !!

Para quem é esclarecido (não pela velha mídia, óbvio...) Dilma mostrou conteúdo e bons argumentos. Aécio claramente optou pelos chavões ("seu governo fracassou" - cuma? Dilma venceu o primeiro turno!!) ou retórica furiosa ("não seja leviana" - mas não conseguiu desmentir nenhuma acusação). Portanto, Dilma foi absurdamente melhor na postura e nas propostas. Aécio foi, somente, agressivo e arrogante.

Preciso fazer uma observação: se Dilma fosse "mais petista" ela responderia indignada aos ataques ao partido. Este discurso de ódio ao PT é que divide o Brasil. O PT é o único partido essencialmente democrático em suas posturas internas, é o partido que tem o investimento social no seu DNA e o partido que adotou mais medidas contra a corrupção na história. Ser petista, ou simpático ao partido, é uma opção democrática e não pode ser tratada de forma leviana e desrespeitosa. É o partido mais influente do Brasil, basta ver que todas suas propostas são aprovadas pela população e são motivo de propostas de continuidade por seus adversários.

Os debates televisivos são uma ótima oportunidade para esclarecer às pessoas de onde, afinal, partem os discursos anti-democráticos e autoritários de incutir nas pessoas o sentimento de ódio áqueles que tem uma opção partidária. Querer aniquilar, diminuir ou menosprezar alguem ou um grupo por suas opções democráticas são posturas de quem tem afinidade com regimes totalitários e merece repúdio forte no discurso da Presidente. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Viver é afinar um instrumento...

imagem de altamiro souza
altamiro souza

aécio mentiu e só

aécio mentiu e só agrediu.

dilma  venceu, na minha opinião...

mas a dilma me parece que deixou alguma s brechas para desmoralizar aécio na próxima.

como ampliar a denúncia de que ele bate em mulher.

e de que o paulo roberto costa foi indicado pelo tio do aécio, o  dornelles.

ou de que aécio é conhecido como o bebum do leblon.

ou de que se dirige sem carteira de motorista em dia,

o que ele fará com um país que é a sextra ou sétime economia do mundo?

 

etc...etc...

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Clever Mendes de Oliveira
Clever Mendes de Oliveira

Aécio Neves só é mentiroso para quem sabe que ele é mentiroso

 


Altamiro Souza (quarta-feira, 15/10/2014 às 12:21),


Para quem sabe que Aécio Neves é mentiroso, as mentiras dele são contraproducentes, mas não é este o eleitor que ele pretende alcançar. O que ele pretende alcançar é o eleitor sobre o qual ele tem poder de convencimento. E para estes uma vez convencidos as agressões dele não são agressões, mas verdades que precisam ser ditas.


Para combater um mentiroso é preciso que ele seja pego na mentira. Daí porque as acusações de um mentiroso são sempre abstratas e superficiais. Dizer que alguém é leviano não tem como ser provado ou negado objetivamente. A crítica pega quando a pessoa que faz a acusação tem poder de convencimento, ou seja, tem carisma. Aécio Neves tem e Dilma Rousseff não. A uma acusação de leviana feita por Aécio Neves, a presidenta Dilma Rousseff poderia dizer que uma acusação desta a uma senhora de 67 é de moleque ou velho decrépito. Só que ela sabe que Aécio Neves nem é moleque nem é velho decrépito (No máximo ela o considera um hipócrita) e, assim ela não vai retrucar no mesmo nível a Aécio Neves. O PT só conseguirá reverter esta eleição se conseguir mostrar o Aécio Neves como um mentiroso contumaz. Só sendo visto como um Pinóquio é que o carisma dele perde o efeito.


Clever Mendes de Oliveira


BH, 15/10/2014

Seu voto: Nenhum
imagem de DanielQuireza
DanielQuireza

Pessoal, vamos atentar para

Pessoal, vamos atentar para não perdermos tempo nem o foco com os trolls.

Neste post mesmo há dois, notórios babacas, um botando uma pesquisa e outro criticando opção pessoal de voto, ridícu-los.

Temos que deixá-los no vácuo, sem repostas, a meu ver, é o melhor a se fazer.

 

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Sérgio Rodrigues
Sérgio Rodrigues

Cínico

Dilma devria chamá-lo de cínico e sugerir que antes do debate fosse feito exame anti-doping!...Aécio pensa que estamos todos drogados para acreditar na existência do Brasil que ele prega!...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Arnaldo Costa
Arnaldo Costa

Petrobras era uma gaiola das loucas nos desgoverno tucano

Ex-diretor Paulo Costa é tucano, assumiu direção da estatal colocado por FHC, governo mais corrupto e aparelhado dos últimos tempos. Petrobras valia 6 vezes menos nessa época, quando aconteceram maiores escândalos. REPSOL, plataformas superfaturadas que afundavam, tentativa de "doação da empresa",… Retornou ao cargo, a contragosto de Lula, por indicação do PP de Dornelles, primo de #AécioFanfarrão. Mais uma herança maldita dessa corja tucana.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Arnaldo Costa
Arnaldo Costa

Aécio não tem nada a dizer - Corrupção aliada a incopentência

Discurso de Coronel #AecioQuebrouMinas é de um raposão politiqueiro, com já vimos muito em outros momentos. Usa frases feitas de efeito, mas sem nenhum embasamento, puras inverdades. Querer discutir com o PT sobre educação, quando humilhou com professores e desmontou a educação no seu desgoverno, e políticas sociais, o fraco dos tucanos, que governam só para meia dúzia de ricos, é mesmo uma piada.
É um verdadeiro fanfarrão a serviço de seus apadrinhados.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de naldo
naldo

Esse senhor é uma fraude que


Esse senhor é uma fraude que estão emais uma vez empurrando para o povo, dissimulado, aquele bom mocismo de fachada, que perde a menor provocação, só acredita quem for muito ingenuo ou quer ser enganado; é muito temerario eleger esse senhor é um collor mil vezes piorado.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Lineu Ignacio
Lineu Ignacio

dilma é desinformada

 

Dilma disse :

 


"Eu quero dizer que o nepotismo é crime. O senhor teve uma irmã no seu governo"

Andréa Neves da Cunha, irmã de Aécio Neves, jamais teve cargos em comissão, de confiança ou função gratificada no governo de Minas Gerais durante a administração de Aécio Neves (2003-2010).

A irmã do tucano foi, na realidade, coordenadora do Grupo Técnico de Comunicação Social da Secretaria de Governo de Minas Gerais, desde que o órgão foi criado, em 2003, por meio do decreto estadual 43.245/2003, até a saída de Aécio do governo mineiro.

O órgão que a irmã do pessedebista comandava tem por missão "coordenar, articular e acompanhar a alocação de recursos financeiros aplicados em publicidade na Administração Pública Direta e Indireta do Poder Executivo estadual".

Apesar disso, para efeito da legislação que rege a Administração Pública brasileira, Andréa nunca fez parte do serviço público mineiro, mas apenas de um grupo consultivo de uma das pastas do Estado.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de DanielQuireza
DanielQuireza

Pelo que voce coloca é PIOR

Pelo que voce coloca é PIOR ainda !!!

Aécio botou a irma para cuidar das verbas publicitárias relativas à mídia em seu estado, e ainda tentou maquiar a nomeação travestindo o nome do cargo.

Isso é a total imoralidade, é notório. Mais uma arma para ser usada por Dilma na campanha, nos próximos debates e no JN.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Ok, Lineu, ela é

Ok, Lineu, ela é voluntária... não é ilegal, mas a Constituição diz que a gestão pública deve ser regida por 5 princípios, e entre eles está a IMPESSOABILIDADE e a MORALIDADE.

Ser voluntário é muito nobre, mas afinal ela vive do quê? E os outros parentes da família na administração direta e nos conselhos das estatais ? Tb são voluntários? E os aeroportos em terras da família ?

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Viver é afinar um instrumento...

imagem de mrebello
mrebello

Tem q partir p/ cima!

ainda enxergo mta passividade da Dilma com a imprensa totalmente pró Aécio, isso deveria ser explorado com mais afinco e até de modo mais duro e incisivo; esse papinho de “..a imprensa no meu governo é livre..” não adianta nada, ela só toma porrada, o preconceito, ódio e irracionalidade imperam justamente no publico q ela precisa atingir mais, classe media/media-alta
vamos lá…pq ela não vira p/ a câmera em algum momento do debate e no horário eleitoral e fala “ei vc, vc mesmo, consegue pensar q os barões da mídia, FOLHA, Estadão, Abril, Globo, e outros q detém o poder de informar deturpam, são parciais, e focam apenas o poder do mercado/ dos bancos ? vejam q só apanho sempre, todo o dia, visitem os sites oficiais do governo ou quem eles menosprezam taxando de blogs sujos, vejam as estatísticas, o Brasil melhorou todos índices nos últimos 12 anos de governo”

Algo + ou – nessa linha…. pergunto, pq não ? o q teria a perder mais do q já perde ? Esse governo da Dilma precisa acordar p a realidade de q o ataque é poderoso e sem escrúpulos e forte, e recuperar o tempo perdido qdo foi omissa e medrosa frente as barbáries diretas da mídia (principalmente da Veja)

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de DanielQuireza
DanielQuireza

Outros pontos que Dilma deve

Outros pontos que Dilma deve levantar:

Com relação aos bancos públicos e até a Petrobras: Quando o Aécio entrar nesse tema é só mostrar os números e verificaremos facilmente que todos tiveram grandes aumentos em seus lucros. Para tornar o tema mais familiar e dialogar com a classe média, Dilma pode até dizer algo como "qualquer um que tenha algum parente que trabalhe nestas empresas saberá reconhecer que isso é a verdade".

Enquanto o discurso de Aécio está repetitivo, ele não tem mais fatos novos, Dilma tem que ir lançando um fato novo a cada debate, e também no JN, seja em relação à vida pessoal e as nomeações nepotistas que Aécio recebeu, seja sobre o programa de cortes de gastos que o candidato promete fazer.

O próximo debate, no SBT, será mais um bom treino. A partir dai é jogo e jogo pesado, no debate na Record, domingo, no JN, segunda e no debate da Globo, sexta que vem. Há inúmeros pontos que Dilma tem que treinar a melhor forma de falar:

- desconstrução pessoal de Aécio: nomeação pelo pai, avô, Sarney, concessão de rádio dada por Sarney.

- pavimentação de 2 pistas (aeroportos) uso pessoal, próximas de fazendas suas.

- nomeação de parentes seus para trabalharem em governos seus ou de aliados.

- verbas publicitárias publicas para rádios de sua propriedade

- comparação de governos PT x PSDB

- exploração atuação Armínio Fraga

- diversas obras feitas pelo Governo Dilma, MCMV, PAC, hidrelétricas, transposição, etc, etc,

- programa de corte de gastos do futuro governo Aécio, que afetará obras e programas sociais.

- carimbar nele que pretende apenas copiar os programas sociais do PT, então é melhor votar nela.

- metas para o futuro: obras, e melhorias em saúde, educação e segurança pública

- pré-sal para educação enquano o candidato defende mudança de regulação e privatização mesmo.

 

São em torno de 10 a 11 parametros que a campanha de Dilma tem que usar para  a explicitação/descontrução diária de Aécio para quem ainda não o conhece. Eles devem ser distrinchados, resumidos e treinados, para que a Presidente e sua campanha os utilize de maneira clara, firme, sem arrogância e no momento correto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de destruidor
destruidor

nocaute

Pode reparar que no debate no caso de corrupção Dilma triturou Aécio. Quem pensava que a Petrobrás seria o principal foco, Dilma conseguiu reverter e ainda disse que no governo dela investiga, sem falar que que disse que Aécio prática nepotismo. Nessa hora acabou com o candidato que diz dar valor a meritócracia. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

"Debate da Band revelou duas

"Debate da Band revelou duas personalidades distintas, por Fábio de Oliveira Ribeiro"

... revelou a antiga personalização da política ou o pior dos mundos da vida pública: a mexericanonização da vida íntima privada no lugar da boa política civilizada:

todo debate político e a vida pública ilustre vira mexericos e mexericas de feira livre ludicamente gostosa de ser descascada ao sol farniente e depois chupada o sumo cítrico agridoce da fruta... e, por fim, o gran finale deste ato político lúdico frugal: cuspir lançando as sementes da mexerica mastigada os bagos o mais longe possível... e que fica ainda mais prazeiroso este jogo homo ludens se houver um ou mais competidores ali na brincadeira ao ar livre "sem causas finais nem causas eficientes senão o acaso e a necessidade" da natureza e do ser, inclusive do ser político.

Seu voto: Nenhum

"Não há segredo que o tempo não revele, Jean Racine - Britânico (1669)" - citação na abertura do livro Legado de Cinzas: Uma História da Cia, de Tim Weiner. 

imagem de Baronato
Baronato

Mas...

Alguém notou como o Aécio ficou EXTREMAMENTE desconfortável ao falar sobre a violência contra a mulher?

 

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Marly
Marly

Também notei...

Perdeu o rumo, achando que ela ia abrir totalmente o jogo... Mas ainda pode abrir... A vidraça é enorme e, se ele continuar com a brincadeira pode acabar ridicularizado perante todo o Brasil. Há muitas coisinhas que o povo desconhece... 

Seu voto: Nenhum

Eu notei. Foi um excelente

Eu notei. Foi um excelente gancho. Na certa ele ficou preocupado sobre o que viria na réplica.

Mas teve um gancho que a Dilma perdeu, quando ele falou em meritocracia, ela deveria responder qual o mérito do candidato, qdo jovem, em trabalhar na Câmara sem receber, ser nomeado diretor da CEF sem experiência alguma e de colocar seus parentes nas estatais mineiras. Seria demolidor !!

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Viver é afinar um instrumento...

imagem de MThereza
MThereza

Acho que a Dilma fica de cara

Acho que a Dilma fica de cara amarrda porque deve ser um enorme sacrifício ficar escutando aquele amontoado de bobagens, ter que considera-las e responder. Eu mesma já estava com vontade dar umas sacudidas no garoto, pra ver se tico e teco voltavam a funcinar. Imagina ela, ainda tendo que manter a calma! Quanto à enquete no Uol, faz favor...

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Marili de Souza Gomes
Marili de Souza Gomes

Aécio reclama que Dilma fala

Aécio reclama que Dilma fala olhando para o retrovisor. Coisa que ele faz o tempo todo. No retrovisor dele: a estabilização da inflação feita no Governo Itamar Franco há 20 anos, o espectro de eduardo campos centrado apenas na figura da mulher (que aecim cita o tempo todo) e dos filhos jovens que ainda embarcam nessa canoa e a derrotada Marina Silva que derreteu a olhos vistos depois de revelar sua inconsistência. Sem ter mais o que mostrar se apega a ferro e fogo ao nome da esposa do seria seu adversário, fossem outras as circunstâncias. O que mais mesmo ele tem para mostrar? A resposta de Dilma para combater a retórica foi excelente: "mesma receita, mesmo cozinheiro, como oferecer um prato diferente?".

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Inútil.

Do ponto de vista do esclarecimento ao eleitor ainda não engajado em nenhuma das propostas, o debate em sentido pedagógico é uma inutilidade. Dilma foi reiteradamente acusada de mentirosa sem poder fazer o contraponto às ofensas de Aécio Neves. Uma, porque o debate televiso não se propõe a isso, outra, quem mente, como Aécio tem a vantagem do "dito pelo não dito". Dilma tenta construir uma disputa de alto nível, estará sempre em desvantagem. Dilma é tão ética que no momento de maior tensão visível do tucano não o atacou com questões pessoais, como exemplo: na pergunta sobre a Lei Maria da Penha, ruborizou-se em jogar na cara do opositor que ele era um agressor de mulheres. O debate é chato e Dilma não se dar bem em nenhum deles por não ter uma retórica fluente como o LULA, a LUCIANA GENRO, o CIRO GOMES, o REQUIÃO, dentre outros grandes oradores e formuladores de discurso. Dentre todas as eleições essa é a mais complicada para o PT por tudo que foi vastamente discutido nesse blog. O partido omitiu-se do debate político, em particular, no confronto com os grupos de mídia. há também, um engajamento hercúleo do poder econômico em favor do PSDB e seus aliados. Aqui em Pernambuco passo pelas ruas e me questiono pra onde foram os recursos desviados da PETROBRÁS a partir da refinaria Abreu e Lima? Afinal, nas ruas no primeiro turno somente campanha do PSB e neste segundo turno somente material de primeira qualidade de Aécio Neves. Mais um vez entra aí o fator Gilmar Mendes. É possível, transpor todas essas grandes barreiras que se estruturaram desde 2003 e hoje apresenta-se consolidada, desde que o partido denuncie o que vem com a campanha do PSDB. Dilma tem de fugir desse didatismo e pular na jugular daqueles que a desrespeitam escancaradamente. Política é diferente de eleição. Enquanto em política se requer tempo e jeito a fim de provocar-se reflexões e isso se pratica no cotidiano; eleição é convencimento, discurso pro senso-comum, frases de efeitos e uma tática de defesa firme e ataque rápido e eficiente.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Opa, agressor de mulheres ?

Opa, agressor de mulheres ? Pra mim é novo, onde encontro ? A essa altura, o pessoal só acredita vendo.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Eu assisti o debate e na

Eu assisti o debate e na minha opinião o Aecio foi bem melhor.

Só mesmo o delirio pelego ou má fé explicita no trato com os fatos podem fazer alguem achar que a Dilma massacrou ou desnudou alguem ontem...

 

 

Seu voto: Nenhum (15 votos)

leonidas

Vc tem razao. O Noblat é 1 conhecido pelego petista...

Dá até vontade de rir. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.