Revista GGN

Assine

As "forças-tarefas" do ministro-carcereiro Joaquim Barbosa

Barbosa, ao arrepio da lei e das Instituções que não tomam providências para conter seu abuso de poder, tem se valido de "forças-tarefas": Para fazer  coincidir o julgamento  com as eleições de 2012, arregimentou jornalistas, dentre eles Merval Pereira,  e assim fizeram um mutirão e muita pressão, depois criou uma FT com promotaras MP-DF, uma Instituição prá lá de suspeita, recentemente seu presidente, o Bandarra,  foi pego no Mensalão do DEM, uma promotora simulou loucura ao ser pega no esquema criminoso de Arrruda e Roriz, a Milhomens do Barbosa tentou espionar o Planalto e, agora, como se não bastasse, essa FT  formada por médicos que são inimigos notórios do PT, com informações de Miguel do Rosário:

"(...) Vê-se que Barbosa foi cuidadoso. Depois de trocar o juiz, escolheu cinco médicos perfeitos para executar sua missão. A maioria são médicos já maduros, com longa carreira acadêmica e donos de clínicas particulares. Barbosa não se arriscou com nenhum jovem idealista. Chamou só macaco velho.

Vamos a eles. Os nomes são: Luiz Fernando Junqueira Júnior, Cantídio Lima Vieira, Fernando Antibas Atik, Alexandre Visconti Brick, e Hilda Maria Benevides da Silva de Arruda.

Segue a ficha cada um:

 

  • Luiz Fernando Junqueira Júnior, professor de cardiologia da Universidade de Brasília e presidente da junta:

Consegui reunir pouco material sobre sua pessoa, mas obtive indícios do ambiente em que vive. Há uma página no Facebook dedicada à turma Luiz Fernando Junqueira Junior – Medicina UNB.

O administrador é Paulo Machado Ribeiro Junior.

ScreenHunter_2970 Nov. 27 02.39

 

página de Ribeiro Junior é repleta de acusações contra médicos cubanos, ódio contra o PT, festejos pela prisão dos “mensaleiros”.  Essa é a turma do chefe da junta que foi examinar Genoíno.

ScreenHunter_2974 Nov. 27 02.41

ScreenHunter_2973 Nov. 27 02.41

***

Cantídio Lima Vieira, cardiologista e especialista em perícia médica:

Esse aí tem uma história interessante. É um dos “marajás de jaleco” do Senado Federal. Médico do serviço público do Senado, Cantídio Lima Vieira possui clínicas privadas que oferecem serviços aos… senadores. Denúncia da Istoé foi logo abafada.

ScreenHunter_2978 Nov. 27 02.47

mi_561484965151303

Trecho da matéria: “Duas unidades médicas dos funcionários operam no Sudoeste, outro bairro nobre de Brasília. Uma delas pertence ao médico Cantídio Lima Vieira (foto). Ele tem participação em mais quatro clínicas. Duas delas, a Policlínica Planalto e a Cordis são prestadoras de serviço da mesma associação de médicos contratada pelo Senado.”

***

Fernando Antibas Atik, especialista em cirurgia cardiovascular:

Fernando Atik tem um Twitter, no qual tem 16 seguidores e segue 33 arrobas. Destas 33, as únicas fontes de informação são Jornal Nacional, Globo, G1, Globonews, CBN, Veja e Conselho Federal de Medicina. Seus últimos 2 tweets aconteceram no dia 16 de novembro, quando respondeu a uma pergunta da Veja a seus leitores:

ScreenHunter_2983 Nov. 27 04.25

***

Alexandre Visconti Brick, professor de cirurgia cardiovascular:

Esse aí tem um histórico legal. Ganhou o título de cidadão honorário de Brasília por indicação do deputado distrital Junior Brunelli. Brunelli é o deputado da “oração da propina”, religioso exemplar.

 

ScreenHunter_2980 Nov. 27 03.11

ScreenHunter_2979 Nov. 27 03.10

 

***

Hilda Maria Benevides da Silva de Arruda é mais nova e tem atuação mais discreta. Como a maior parte dos médicos brasileiros, odeia o programa Mais Médicos. E faz questão de deixar isso bem claro em sua página no Facebook.

ScreenHunter_2984 Nov. 27 04.43

***

Claro que a suposição de que Barbosa escolheu a dedo médicos com antipatias políticas fortes contra José Genoíno é apenas isso, uma suposição. Entretanto, o laudo médico me parece negligente, porque aponta algumas condições extremamente frágeis do paciente mas conclui que ele pode continuar numa prisão.  Por exemplo, o primeito item da conclusão diz, textualmente, que o paciente deve se submeter a acompanhamento ambulatorial periódico da sua condição pós-cirúrgica.

 

ScreenHunter_2985 Nov. 27 04.49

A má fé dos médicos aparece latente já no segundo item, onde se nota uma contradição que não pode ser inspirada em outra coisa, a meu ver, senão na maldade. Os médicos concluem que o réu, portador de hipertensão, deve usar medicamento de uso contínuo, e o tratamento deve incluir “dieta hipossódica, restrição de atividade física vigorosa, prática regular de leve a moderada atividade física aeróbica e  restrição de fatores psicológicos estressantes”. Repito a frase final: “restrição de fatores psicológicos estressantes”. Mesmo assim, os médicos concluem que não há necessidade do tratamento ser feito em domicílio. Ora, concluir que um homem idoso, sob exposição pública tão pesada, num processo tão polêmico, no qual se autoconsidera inocente, não vai ficar “estressado” dentro da cadeia é ser o que eu chamo, datavenia, de coxinha desalmado e psicótico. E se este stress se dá num homem que acabou de sair de uma cirurgia cujas chances de sobrevivência são de menos de 10%, a orientação de que ele pode se tratar na prisão me parece negligente e criminosa.

 

ScreenHunter_2986 Nov. 27 04.52

Todas as concluões são relativamente iguais, sempre repetindo expressões assim:

ScreenHunter_2988 Nov. 27 04.59

***

Não quero acusar nenhum médico. Vivemos uma democracia e cada um pode escrever o que quiser nas paredes virtuais de suas próprias redes.

Não consigo me livrar, porém, da impressão de que Barbosa catou médicos antipáticos aos réus apenas para que emitissem um laudo que chancelasse suas intenções de humilhar ainda mais José Genoíno. O laudo pode trazer informações verdadeiras, mas a conclusão me parece politicamente tendenciosa, contra o réu, contra a vida, contra o ser humano(...)"

- See more at: http://www.ocafezinho.com/2013/11/27/barbosa-contratou-medicos-antipatic...

Sem votos

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.