Revista GGN

Assine

Centenário de Newton Teixeira, por Laura Macedo

Por Laura Macedo

Newton Carlos Teixeira


*04/4/1916 - Rio de Janeiro (RJ)
+7/3/1990 - Rio de Janeiro (RJ)

Compositor / Cantor / Violonista

 

A vida do compositor Newton Teixeira é bem parecida com todos os suburbanos cariocas, do início do século, os quais enveredaram pelo caminho da Música Popular.

 

No caso de Newton a música aflora aos dez anos de idade, quando começa a aprender o bandolim, o qual seria logo trocado, na adolescência, pelo violão – instrumento dominado com muita competência pelo irmão mais velho - Valzinho, considerado, até hoje um músico avançadíssimo para a época.

 

Da direita para esquerda: Newton Teixeira (flauta [depois bandolim e violão]) / Nilva Teixeira (bandolim) / Norival "Valzinho" Teixeira (violão) / Neuwaldo Teixeira (cavaquinho).

 

Newton Teixeira e Noel Rosa

 

Abraçando um instrumento que era associado à boemia, Newton Teixeira começa a frequentar o Ponto dos Cem Réis, no bairro Vila Isabel, onde conhece Noel Rosa e decide escolher, em definitivo, seu destino de artista traduzido como compositor, músico e cantor.

Compôs sua primeira música aos 20 anos de idade, "Tudo me fala do teu olhar", em parceria com Cristóvão de Alencar, gravada por Sílvio Caldas.

 

Tudo me fala do teu olhar” (Newton Teixeira/Cristóvão de Alencar) # Carlos Galhardo. Disco Odeon (11.371-A) / Matriz (5326). Gravação (02/05/1936) / Lançamento (julho/1936).

 

 

A segunda, "Ela disse adeus", também com Cristóvão de Alencar, foi gravada por Francisco Alves, em 1936.

 

Francisco Alves, que gostava de provocar ciumeira, chegou a discutir com Newton, acusando-o de preferir dar suas melhores músicas para Orlando Silva e Sílvio Caldas.

 

Ela disse adeus” (Newton Teixeira/Cristovão de Alencar) # Francisco Alves. Disco Victor (34.078-A) / Matriz (80125). Gravação (14/04/1936) / Lançamento (agosto/1936).

 

 

 

 

 

Newton Teixeira, em 1937, estreou na Rádio Guanabara, atuando também no regional da emissora, onde permaneceu por dois anos.

Como cantor, Newton Teixeira assumiu o estilo de Sílvio Caldas e Orlando Silva, com quem estreitou laços de amizades e para quem criou grandes sucessos, a exemplo da marchinha “Malmequer”, em 1940, gravada por Orlando Silva.

 

Newton Teixeira e Orlando Silva

 

Malmequer” (Newton Teixeira/Cristovão de Alencar) # Orlando Silva. Disco Victor (34.544-A) / Matriz (33248). Gravação (04/11/1939) / Lançamento (janeiro/1940).

 

 

Ouçam abaixo o próprio autor cantando “Malmequer” e contado como conheceu Noel Rosa.

 

 

 

 

Newton Teixeira gravava muito com os três maiores intérpretes da época: Orlando Silva, Sílvio Caldas e Francisco Alves.

 

Seu maior sucesso foi “A deusa da minha rua” (parceria com Jorge Faraj) na interpretação de Sílvio Caldas. Um clássico da MPB até os dias atuais.

 

Deusa da minha rua” (Newton Teixeira/Jorge Faraj) # Silvio Caldas. Disco Victor (34.485-A) / Matriz (33118). Gravação (10/07/1939) / Lançamento (setembro/1939).

 

 

"A deusa da minha rua" (Newton Teixeira/Jorge Faraj) # Newton Teixeira. A Música Brasileira deste Século por seus artistas e intérpretes, 1974.

 

 

Como músico (violonista) acompanhou, além de Orlando Silva, Silvio Caldas e Francisco Alves, outros grandes artistas da época -, a ponto de Orlando e Sílvio homenageá-lo com muito carinho na gravação de: “Quando eu for bem velhinho” (Lupicínio Rodrigues/Felisberto Martins), cantada por Newton Teixeira e com os violões tocados pelos dois amigos cantores.

 

Quando eu for bem velhinho” (Lupicínio Rodrigues/Felisberto Martins) # Newton Teixeira e Boêmios da Cidade. Disco Odeon (11.822-A) / Matriz (80125). Gravação (31/11/1939) / Lançamento (janeiro/1940).

 

 

Aqui abro um parêntese para compartilhar com vocês um depoimento prestado pelo sobrinho do nosso homenageado – Edgard Carlos Pinheiro da Costa:

 

 

"Em janeiro (1987) levei meu filho mais velho, ainda com meses de vida, na casa de meu padrinho e irmão de minha mãe, para que eles se conhecessem.

Meu tio, já um senhor, três anos antes de seu falecimento, descansava em uma cadeira de balanço, cabeça branca, tinha a expressão da dor que o câncer nos ossos lhe causava. Mas teve ainda um momento de lazer com seu sobrinho-neto ao colo e cantou para ele esta canção, bem baixinho, só o refrão... [a canção é a do vídeo acima].

 

Mais quando eu for bem velhinho,

bem velhinho de usar o bastão

Eu ei de ter um netinho

Oh! Prá me levar pela mão...

Mas bastou para que eu nunca mais esquecesse este momento e a canção. Trago em meu nome um "Carlos" que é nome de família, que até hoje me arrependo de não ter incluído no nome de meus filhos.

Meu nome é Edgard Carlos Pinheiro da Costa. Tenho o nome de meu avô que se chamava Edgard Carlos Teixeira. O nome de meu tio, Newton Carlos Teixeira, que cantou esta canção em 1939 e, pelo menos, em 1987 no ouvido do único sobrinho-neto que conheceu. Não viveu para que seu netinho o carregasse pela mão, mas, pelo menos, cantou a música em seu ouvido".

 

 

 

Newton Teixeira foi parceiro de grandes compositores como nos mostra a fato acima. Ao lado de Newton Teixeira à esquerda: Cristóvão de Alencar e Jorge Faraj. À direita: David Nasser e Mário Lago. Abaixo: Ataulfo Alves, Ari Monteiro, Blecaute e Mário Rossi.

Selecionei duas músicas onde Newton Teixeira atua como compositor e intérprete.

 

Você não tem palavra” (Newton Teixeira/Ataulfo Alves) # Newton Teixeira. Disco Odeon (11.925-B) / Matriz (6449). Gravação (12/08/1940) / Lançamento (dezembro/1940).

 

 

Se alguém disse” (Newton Teixeira/Arnaldo Paes/Arnô Canegal) # Newton Teixeira e Orquestra Fon Fon. Disco Odeon (12.081-A) / Matriz (6809). Gravação (17/10/1941) / Lançamento (dezembro/1941).

 

 

Outras Composições de Newton Teixeira

 

“Arco Iris” (Newton Teixeira/Torres Homem) # Carlos Galhardo. Disco Victor (34.591-B) / Matriz (33341). Gravação (28/02/1940) / Lançamento (abril/1940).

 

 

Até o amargo fim” (Newton Teixeira/David Nasser) # Aracy de Almeida. Disco Odeon (12.930-A) / Matriz (8484). Gravação (21/01/1949) / Lançamento (maio/1949).

 

 

Newton Teixeira também integrou o “cast” da famosa Rádio Nacional permanecendo na emissora até 1955, quando abandonou o rádio, participando apenas de apresentações especiais.

 

 

Malandrinha” (Freire Júnior) # Newton Teixeira [voz], Dino/Arlindo [Violão], Tico Tico [bandolim]. Newton Teixeira - O caçula dos caboclinhos /As mais lindas serestas. Gravadora DiscNews-DN-68/7. Produção [Waldir Machado].

 

 

 

Newton Teixeira voltou a cantar em 1964, em um compacto duplo intitulado "A Volta do Seresteiro", lançado pela Chantecler.

 

"Seresteiro" (Newton Teixeira/Osvaldo Guilherme) # Newton Teixeira (voz/violão). Disco Chantecler [compacto duplo], 1964.

 

 

"Jura de caboclo" (Cândido das Neves) # Newton Teixeira (voz/violão). Disco Chantecler [compacto duplo], 1964.

 

 

A lenda do Pastor” (David Nasser/Nássara) # Newton Teixeira (voz/violão). Disco Chantecler [compacto duplo], 1964.

 

 

Não” (Newton Teixeira/Cristovão de Alencar) # Newton Teixeira (voz/violão). Disco Chantecler [compacto duplo], 1964.

 

 

Um dos últimos sucessos de Newton Teixeira foi a marcha-rancho “Avenida iluminada”, em parceria com Brasinha, para o Carnaval de 1969.

 

Avenida iluminada” (Newton Teixeira/Brasinha) # Zé Kéti. Gravação (1969).

 

 

 

Encerro a seleção musical de Newton Teixeira com “ADEUS”, uma das minhas preferidas.

 

Adeus” (Newton Teixeira/Cristovão de Alencar) # Orlando Silva. Disco Victor (34319-A) / Matriz (80718). Gravação (28/03/1938) / Lançamento (junho/1938).

 

 

Durante sua trajetória artística, Newton Teixeira, se dedicou a SBACEM (Sociedade Brasileira de Autores e Escritores de Música) nas funções de tesoureiro e diretor de repertório, em detrimento da sua carreira de intérprete, mas, felizmente, preservando a de compositor. E que COMPOSITOR!!

Segundo seu sobrinho - Edgard Carlos Pinheiro da Costa - sua obra fonográfica é extensa e muitos dos sites que a divulgam o faz de forma incompleta.

O certo é que as novas gerações precisam conhecer/reconhecer que o grande baú de composições de Newton Teixeira está recheado de pérolas legitimas! E muitas delas precisam sair da “concha”, para que um grande número de pessoas tenham acesso a este tesouro.

____________

Agradecimentos especiais a Edgard Carlos Pinheiro da Costa (sobrinho do homenageado) pela liberação dos áudios constantes no compacto duplo: A Volta do Seresteiro.

___________

************

Fontes:

- A Música Brasileira deste Século por seus Autores e Intérpretes, Vol: 3 / J.C. Pelão Botezelli e Arley Pereira. - São Paulo: SESC, 2000.[O texto inicial dessa postagem é uma adaptação que fizemos do trabalho do pesquisador Arley Pereira publicado no encarte do CD Newton Teixeira, referente a gravação original da Fundação Padre Anchieta, em 08/02/1974, do Programa MPB dirigido por Fernando Faro].

- Áudios SouldCloud / Montagem: Laura Macedo.

- Blog Os Teixeiras (Aqui).

- Dicionário Cravo Albin da MPB - Verbete: Newton Teixeira (Aqui).

- Fotomontagem: Laura Macedo.

- Revista Carioca / Edição nº 273 / Página 41 / 1940.

- Site YouTube - Canais: “SenhorDaVoz”, “Edgard Costa”, “luciano hortencio”, “Igor Tavile”, “Marco Bernardo”.

- Uma história da música popular brasileira - Das origens à modernidade, de Jairo Severiano. - São Paulo: Ed. 34, 2008.

************

 

Média: 5 (1 voto)
2 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Gregório mais uma "Deusa" para você

Deusa do cassino” (Newton Teixeira/Torres Homem) # Orlando Silva. Disco Victor (34.319-B) / Matriz (80719). Gravação (28/03/1938) / Lançamento (junho/1938).

Beijos.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Homenagem à altura do talento

Homenagem à altura do talento de Newron Teixeira.

Você, querida, iluminou a avenida para a passagem triunfal do centenário desse talentoso ícone da MPB.

Beijos.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Gregório Macedo

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.