Revista GGN

Assine

Lamartine Silva - "Minha canção de amor", por Laura Macedo

 

por Laura Macedo

O que motivou esta postagem foi a publicação feita pelo amigo/pesquisador Claudevan Melo da capa da Partitura acima, no Grupo Arquivo Confraria do Chiado (Facebook). Fiquei curiosa em conhecer o compositor Lamartine Silva, mas infelizmente não encontrei nenhum verbete sobre ele, muito menos uma foto do artista.

Pelas pesquisas que fiz nos sites: Instituto Moreira Salles, Banco de Dados do Acervo Nirez e da Fundação Joaquim Nabuco, localizei algumas de suas composições. A mais gravada foi - “Minha canção de amor” -, sendo uma das poucas disponível no site YouTube.

Na capa da Partitura está escrito: “1º Prêmio do Concurso realizado pela Associação Nacional dos Editores e Negociantes de Música”, o que me leva a concluir que o Lamartine Silva logrou o referido prêmio.

Minha canção de amor” foi a sua composição mais gravada, a exemplo dos cantores/cantoras: Maria Branca e Trio Ortega (1930), André Penazzi (1952), Nelson Novais (1953), Gauchinho (1960) e Cascatinha e Inhana nos anos de 1958, 1978, 1995 e 2005 (Fotos abaixo).

 

 

Minha canção de amor” (Lamartine Silva) # Maria Branca/Trio Ortega/Orquestra Victor Paulistana. Disco Victor (33.313-A). Gravação (15/05/1930) / Lançamento (julho/1930).

 

 

“Minha canção de amor”

 

Eu vim de longe, bem de longe, prá te vê
Eu vim cantando para as mágoas desfazê
Subindo serras sem pensar no padecê
Tava pensando nos zoinho de vancê.
Linda morena deve de areconhecê
O sacrifício que eu acabo de fazê
Do meu ranchinho eu saí no amanhecê
Só chego agora que já está prá anoitecê.

Oh, beleza!
Que morena tão serena
Perfumada, delicada como a flor!
Tem a boca tão pequena, que envenena
Toda feita de beijinhos para o amor.

 

Minha canção de amor” (Lamartine Silva) # Cascatinha e Inhana. Disco Todamérica (LPP-3.168). Álbum ‘Os Sabiás do Sertão’ (1958).

 

 

Ivone” (Lamartine Silva) # Chico Viola [Francisco Alves]. Disco Parlophon (12.979-B) / Matriz (2681). Lançamento (julho/1929).

 

 

O pesquisador Samuel Machado Filho, em comentário feito no Site YouTube, diz que essa faixa foi gravada por Francisco Alves com o pseudônimo de Chico Viola e a composição foi feita em homenagem a Yvonne Freitas, eleita Miss São Paulo, em 1929.

 

Sentimento” (Lamartine Silva/Eduardo Silva) # Luiz Americano [saxofone]. Disco Odeon (11.900-A) / Matriz (6062). Gravação (11/04/1939) / Lançamento (setembro/1940).

 

************

Fontes:

- Capa Partitura acervo Claudevan Melo.

- Fonograma: “Sentimento”, gentilmente cedido pelo Banco de Dados do Acervo NIREZ (AQUI).

- Montagem Áudio SouldCloud: Laura Macedo.

- Site YouTube / Canais: “Adalésio Vieira”, “N2010R”, “1000amigovelho”.

************

Média: 5 (2 votos)
5 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Umas belezas. Cascatinha e

Umas belezas. Cascatinha e Inhana super super, como sempre, evocando Yacy e sua madrinha Yara, naqueles tempos da querida Luzilândia.

A bela valsa 'Sentimento' deveria estar no Youtube. 

Às vezes fico a imaginar como é que você, o tempo todo se virando nos trinta, arruma tempo para garimpar preciosidades como as acima, incluindo, para completar,  'Sentimento', que certamente deu uma trabalheira. Típico de quem ama o que faz, como essa pesquisadora maravilhosa.

Beijos.

 

Seu voto: Nenhum

Gregório Macedo

Sempre é maravilhoso relembar nossa Luzilândia!

Gregório,

Foi em Luzilândia que tudo começou...

Beijos

"Meu primeiro amor" (Hermínio Gimenez/José Fortuna/Pinheirinho Júnior) # Cascatinha e Inhana. Disco Todamérica (TA-5179-B) / Matriz (TA-1093). Lançamento (julho/1952).

Seu voto: Nenhum

Lindo, lindo...

Querida amiga Maria Luisa,

Também não conhecia nada a respeito do compositor Lamartine Silva. Nosso universo musical é inesgotável!! Felizmente!!

Adorei seu comentário e a "Bucólica Paisagem".

Deixo pra você outra "Casinha" - a "Pequenina".

Beijos.

Casinha Pequenina” (Domínio Público) # Nara Leão. Álbum ‘Meu Primeiro Amor’ (1975). Segundo Nara: ‘Este disco é como se um círculo se fechasse. O meu disco de Bossa Nova, ‘Dez Anos Depois’, que fiz em Paris, já foi uma espécie de pazes comigo mesma. Agora continuo meu caminho de volta e de reencontro’.

Acompanham Nara, Antônio Adolfo (piano), Luiz Claudio Ramos (guitarra), Paulinho Braga (bateria), Sergio Barroso (baixo), Hermes Contensini, Wilson das Neves, Dominguinhos, Barão e Dom Chacal (percussão), Zé Menezes (cavaquinho, viola caipira e bandolim), Dino 7 Cordas (violão 7 cordas), Jorginho da Flauta (flauta) e Chiquinho do Acordeon (acordeon).

 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Obrigada

Casinha Pequenina é tão comovente, ainda mais na voz também comovente da linda Nara Leão. E ela estava acompanhada de musicos feras.... Nara se foi e deixou um lindo legado de generosidade, de amizade, de humanidade.

Casinha Pequenina e o sonho do citadino de uma vida no campo, simples e saudavel. Pelo menos é assim que idealizamos a vida campestre.

Grande abraço.

Seu voto: Nenhum

Casinha pequenina

Tão bucolico, que da vontade de ter uma casinha na serra... Parabéns pelo resgate, não conhecia "Minha canção de amor" nem seu compositor. São tantos registros esquecidos ou perdidos....

'Bucolica Paisagem'

"Ao chegar na linda terra, entro na minha casinha, que é no sopé da Serra, onde a felicidade se aninha.

Ela é bem pequenina, feita somente de sapé. Mas a mim ela parece, que é um lindo chalé."

Adria Comparini

Casinha no Sopé da Sera da Canastra, MG.

Seu voto: Nenhum

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.