Revista GGN

Assine

Os violões de Rogério Guimarães e Francisco Alves

Por Laura Macedo

Natural de Campinas, Rogério Guimarães cedo se mudou para o Rio de Janeiro e, tal como outro paulista de renome - Américo Jacomino, o Canhoto -, ele utilizava as cordas do violão às avessas sendo, também, batizado de “Canhoto”.

Carmen Miranda e Rogério Guimarães

Rogério Guimarães teve sua obra registrada nas gravadoras Odeon, Parlophon e RCA Victor. Nessa última, em 1929, se tornou diretor artístico permanecendo no cargo por três anos, período esse que admitiu a novata Carmen Miranda, primeiro sucesso da gravadora, e tantos outros artistas.

 

Ary Barroso, em entrevista concedida ao escritor/jornalista Paulo Mendes Campos à Revista da Música Brasileira (nº1/pag.10/setembro/1954), quando perguntado qual seria, em sua opinião, o melhor violonista ele citou o Rogério Guimarães. E todos sabem como o Mestre Ary era exigente em tudo.

Rogério Guimarães

Em suas apresentações solos era conhecido/chamado por Rogério Guimarães.

Quando acompanhava seu conjunto - “O Regional Rogério Guimarães”, recebia o apelido de “Canhoto”. As apresentações e o acompanhamento de cantores em gravações e nas rádios, principalmente na Rádio Tupi a partir de 1935, se estenderam por vários anos. Seu Regional foi considerado um dos melhores de todos os tempos e esteve em franca atividade até meados de 1950.

Francisco Alves

Francisco Alves (1898-1952), o nosso eterno Rei da Voz, dispensa comentários. É um dos grandes mitos da Música Popular Brasileira. Considerando os meios de comunicação da época em que viveu, foi um artista cuja popularidade estava sempre em alta. Sua carreira artística, infelizmente, foi abortada no dia 27 de setembro de 1952, quando um desastre de automóvel tirou-lhe a vida deixando uma legião de brasileiros inconsoláveis.

Confiram as interpretações de Rogério Guimarães e Francisco Alves, ambos ao violão, para as composições de Rogério Guimarães.

Campanha do Sul” (Rogério Guimarães) # Francisco Alves/Rogério Guimarães. Disco Odeon (10.148-B) / Matriz (1558). Lançamento (março/1928).

Araca” (Rogério Guimarães) # Francisco Alves/Rogério Guimarães (violões). Disco Odeon (10.149-B) / Matriz (1559). Lançamento (março/1928).

Cateretê Paulista” / “Radiosa” (Rogério Guimarães) # Francisco Alves/Rogério Guimarães. Disco Odeon (12.898-A) /Matriz (2168) e Disco Odeon (12.898-B) / Matriz (2169). Lançamento (janeiro/1929).

Saudades” (Rogério Guimarães) # Francisco Alves/Rogério Guimarães (violões). Disco Odeon (10.201-A) / Matriz (1651), 1928.

Silvia” (Rogério Guimarães) # Francisco Alves e Rogério Guimarães (violões). Disco Odeon (10.149-A) / Matriz (1556). Lançamento (março/1928).

Norma” (Rogério Guimarães) # Francisco Alves/Rogério Guimarães (violões). Disco Parlaophon (12.815-B) / Matriz (1820). Lançamento (agosto/1928).

Ao luar” (Rogério Guimarães) # Francisco Alves/Rogério Guimarães (violões). Disco Odeon (10.201-B), 1928.

Aguenta o galho” (Rogério Guimarães) # Rogério Guimarães. Disco Odeon (11.912-A) / Matriz (6353). Gravação (24/04/1940) / Lançamento (outubro/1940).

FRANCISO de Morais ALVES
*19/8/1898 - Rio de Janeiro (RJ)
+27/9/1952 - Pindamonhangaba (SP)

ROGÉRIO Pinheiro GUIMARÃES
*8/6/1900 - Campinas (SP)
+23/6/1980 - Niterói (RJ)

______

Agradecimentos especiais ao escritor/pesquisador Miguel Nirez Azevedo pela liberação dos fonogramas constantes neste post.

______

************

Fontes:

- Banco de Dados do Acervo Nirez (Liberação de quatro Fonogramas).

- Coleção Revista da Música Popular. - Rio de Janeiro: Funarte / Bem-Te-Vi Produções Literárias, 2006.

- Dicionário Cravo Albin da MPB (Verbete: Rogério Guimarães).

- Fotos: Adilson Santos / Laura Macedo.

- Fotomontagem: Laura Macedo.

- Revista Carioca: Edição 113/Ano de 1937 / Edição 147/Ano de 1938.

- Site YouTube / Canal: “SenhorDaVoz”.

************

Média: 5 (1 voto)

Recomendamos para você

2 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Pra não passar batido,

envio o excelente Sebastião Tapajós executando PRIMAVERA, (Imagens capturadas no meu quintal)

Abração pra você, George e distinta família!

luciano

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

lucianohortencio

Adoro o violão de Sebastião

Adoro o violão de Sebastião Tapajós.

Tive a oportunidade de conhecer este grande violonista/compositor, quando da sua participação no V FENAVIPI (Festival Nacional de Violão do Piauí), em 2009. Foi fantástico!!

Grande abraço amigo Luciano.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.