newsletter

Pular para o conteúdo principal

A autopunição do Google

Da Folha.com

Google aplica autopunição por violar suas próprias regras

ALEXANDRE ARAGÃO
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Pelos próximos 60 dias, o Chrome, browser desenvolvido pelo Google, aparecerá menos nas pesquisas que forem feitas no próprio site de buscas.

De acordo com o site "Search Engine Land", a empresa pagava por links que direcionavam à página do Chrome. A prática, conhecida como otimização de busca "black hat", viola as diretrizes de qualidade do próprio Google. Duas empresas britânicas, a Essence Digital e a Unruly Media, foram responsáveis pela campanha publicitária que pagou pelos links.

 Reprodução 
Site oficial do Google Chrome aparece apenas na quinta página de resultados de busca por "browser"Site oficial do Google Chrome aparece apenas na quinta página de resultados de busca por "browser"

"O Google e a maioria dos outros sistemas de busca usam links para determinar reputação", dizem as diretrizes de qualidade do site. "Comprar ou vender links para aumentar essa reputação viola as diretrizes do Google."

A punição está valendo: quando procuramos por "browser", o primeiro resultado é o site oficial do Mozilla Firefox, seguido pelo do Opera e pelo do Safari, da Apple. O Chrome aparece apenas na quinta página de buscas.

Em uma busca por "this post is sponsored by Google" ("este post é patrocinado pelo Google", mensagem que aparecia nos links pagos), nenhum dos resultados que aparecem na primeira página direciona aos sites que anteriormente apareciam ali.

Sem votos
4 comentário(s)

Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
+4 comentários

Isso que é de fato o ditado: O feitiço se voltou ao próprio feiticeiro! há há!

 

Até que enfim a verdade se impõe porque me admirava como é que esse Chrome, que por acaso apareceu um dia instalado e entrou em ação no meu computador sem mais nem menos e travou tudo logo em seguida, e me deu uma canseira pra desinstalar, estava líder, enquanto o escelente Firefox, que só me tem feito bem, estava indo prás cucuias

 

estrategia de marketing. comete o abuso, e se redime com uma nota enviada a todos os sites de noticias da internet. isso é pra todo mundo pensar que ela está arrependida, e fazer jus ao slogan de que não é evil. mas essa empresa comete muitos outros abusos por debaixo do pano. só pra citar um: no youtube, quando os moderadores deletam a conta de um usuario, todos que tentam acessar seu perfil recebem uma mensagem que diz que o proprio usuario deletou seu perfil. mentira deslavada, e uma prática no minimo feiosa.

 

Google is evil.