newsletter

Assinar

A carta de Miruna Genoino em defesa do pai

AS MAIS LIDAS EM 2012

Em 10/10/2012

De Miruna Genoino

A coragem é o que dá sentido à liberdade

A coragem é o que dá sentido à liberdade

Com essa frase, meu pai, José Genoino Neto, cearense, brasileiro, casado, pai de três filhos, avô de dois netos, explicou-me como estava se sentindo em relação à condenação que hoje, dia 9 de outubro, foi confirmada.

Uma frase saída do livro que está lendo atualmente e que me levou por um caminho enorme de recordações e de perguntas que realmente não têm resposta.

Lembro-me que quando comecei a ser consciente daquilo que meus pais tinham feito e especialmente sofrido, ao enfrentar a ditadura militar, vinha-me uma pergunta à minha mente: será que se eu vivesse algo assim teria essa mesma coragem de colocar a luta política acima do conforto e do bem estar individual? Teria coragem de enfrentar dor e injustiça em nome da democracia?

Eu não tenho essa resposta, mas relembrar essas perguntas me fez pensar em muitas outras que talvez, em meio a toda essa balbúrdia, merecem ser consideradas...

Você seria perseverante o suficiente para andar todos os dias 14 km pelo sertão do Ceará para poder frequentar uma escola? Teria a coragem suficiente de escrever aos seus pais uma carta de despedida e partir para a selva amazônica buscando construir uma forma de resistência a um regime militar? Conseguiria aguentar torturas frequentes e constantes, como pau de arara, queimaduras, choques e afogamentos sem perder a cabeça e partir para a delação? Encontraria forças para presenciar sua futura companheira de vida e de amor ser torturada na sua frente? E seria perseverante o suficiente ao esperar 5 anos dentro de uma prisão até que o regime político de seu país lhe desse a liberdade?

E sigo...

Você seria corajoso o suficiente para enfrentar eleições nacionais sem nenhuma condição financeira? E não se envergonharia de sacrificar as escassas economias familiares para poder adquirir um terno e assim ser possível exercer seu mandato de deputado federal? E teria coragem de ao longo de 20 anos na câmara dos deputados defender os homossexuais, o aborto e os menos favorecidos? E quando todos estivessem desejando estar ao seu lado, e sua posição fosse de destaque, teria a decência e a honra de nunca aceitar nada que não fosse o respeito e o diálogo aberto?

Meu pai teve coragem de fazer tudo isso e muito mais. São mais de 40 anos dedicados à luta política. Nunca, jamais para benefício pessoal. Hoje e sempre, empenhado em defender aquilo que acredita e que eu ouvi de sua boca pela primeira vez aos 8 anos de idade quando reclamava de sua ausência: a única coisa que quero, Mimi, é melhorar a vida das pessoas...

Este seu desejo, que tanto me fez e me faz sentir um enorme orgulho de ser filha de quem sou, não foi o suficiente para que meu pai pudesse ter sua trajetória defendida. Não foi o suficiente para que ganhasse o respeito dos meios de comunicação de nosso Brasil, meios esses que deveriam ser olhados através de outras tantas perguntas...

Você teria coragem de assumir como profissão a manipulação de informações e a especulação? Se sentiria feliz, praticamente em êxtase, em poder noticiar a tragédia de um político honrado? Acharia uma excelente ideia congregar 200 pessoas na porta de uma casa familiar em nome de causar um pânico na televisão? Teria coragem de mandar um fotógrafo às portas de um hospital no dia de um político realizar um procedimento cardíaco? Dedicaria suas energias a colocar-se em dia de eleição a falar, com a boca colada na orelha de uma pessoa, sobre o medo a uma prisão que essa mesma pessoa já vivenciou nos piores anos do Brasil?

Pois os meios de comunicação desse nosso país sim tiveram coragem de fazer isso tudo e muito mais.

Hoje, nesse dia tão triste, pode parecer que ganharam, que seus objetivos foram alcançados. Mas ao
encontrar-me com meu pai e sua disposição para lutar e se defender, vejo que apenas deram forças para que esse genuíno homem possa continuar sua história de garra, HONESTIDADE e defesa daquilo que sempre acreditou.

Nossa família entra agora em um período de incertezas. Não sabemos o que virá e para que seja possível aguentar o que vem pela frente pedimos encarecidamente o seu apoio. Seja divulgando esse e/ou outros textos que existem em apoio ao meu pai, seja ajudando no cuidado a duas crianças de 4 e 5 anos que idolatram o avô e que talvez tenham que ficar sem sua presença, seja simplesmente mandando uma palavra de carinho. Nesse momento qualquer atitude, qualquer pequeno gesto nos ajuda, nos fortalece e nos alimenta para ajudar meu pai.

Ele lutará até o fim pela defesa de sua inocência. Não ficará de braços cruzados aceitando aquilo que a mídia e alguns setores da política brasileira querem que todos acreditem e, marca de sua trajetória, está muito bem e muito firme neste propósito, o de defesa de sua INOCÊNCIA e de sua HONESTIDADE. Vocês que aqui nos leem sabem de nossa vida, de nossos princípios e de nossos valores. E sabem que, agora, em um dos momentos mais difíceis de nossa vida, reconhecemos aqui humildemente a ajuda que precisamos de todos, para que possamos seguir em frente.

Com toda minha gratidão, amor e carinho,

Miruna Genoino
09.10.2012

Média: 5 (3 votos)

Recomendamos para você

1 comentário

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Olha só!

"Olha só, queima de estoques ou queima de arquivos?" - "Aproveite a oferta: roube e delate. ‘Lojas Moro’ dão 97,5% de desconto na cadeia"Parece até o comércio dali da 25 de Março... rs rs rsParece não, ali o pessoal trabalha, de uma maneira ou de outra.  "Aí o cara disse que nada mudou em todos estes anos de PT.– “Nada mudou?? Ou você é muito desinformado, ou você é ignorante, ou você é burro ou você é apenas um coxinha GOLPISTA hipócrita. Ou é maluco!” Acabei descobrindo que ele não é desinformado, não é ignorante, não é burro, nem maluco." >> https://gustavohorta.wordpress.com/2016/01/18/olha-so-queima-de-estoques-ou-queima-de-arquivos/

Seu voto: Nenhum
imagem de Maria Aparecida F. Motta
Maria Aparecida F. Motta

Força  para todos

Força  para todos vcs.Acredito na honestidade e inocência  do seu pai.

Seu voto: Nenhum

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
+8 comentários

Sem a menor sombra de dúvidas , seus sentimentos em relação a seu pai são compreensiveis ,agora pelo outro lado vivemos num estado de direito solidificado. A ditadura acabou ,temos que acatar as decisões da justiça e nunca tentar desacredita las ,ai seria um caminho de retrocesso.

Seu pai com certeza como democrata que é vai entender a situação e acatar sem revolta a pena imposta . Outra verdade é que o seu grande amigo e ex presidente teria que ser mais explicito com seus amigos que se imolaram na defesa do chefe ,mas muito pelo contrário ficou pelas sombras.

Saudações a todos do Botelho .

 

miruna, lembre se sempre, seu pai ja foi preso outra vez, assim como imprensa tentou culpa lo pela repressao do estado em leme em 86, em uma greve de trabalhadores rurais, seu pai nao foi preso ou esta sendo por ser mal carater ou ser corrupto, pelo contrario, por nao ser, por nao aderir a elite que contrala imprensa e as leis, o judiciario, assim como ja foi um "terrorista perigoso" no passado por lutar por democracia, alias, esta sendo condenado pelo que representa, por ser um simbolo contra o autoritarismo, previlegio de um classe, lembre-se, podem prende-lo, condena-lo, tortura-lo, tudo isso é dificil, tras sofrimentos e dor fisica mas, sera lembrado sempre com um lutador, um defensor da democracia e de igualdades sociais, se fosse um bolha nao seria condenado, parabens pelo pai que tem, mesmo que isso momentaneamente lhe cause dor, voce so tem a que se orgulhar de nosso guerreiro

 

O email de agradecimento de Miruna Genuíno, reproduzido pelo PHA, também é muito significativo:

---

Olá…

Em uma semana muito, muito difícil, onde achei que realmente não conseguiria manter a serenidade e a calma, recorri à minha única forma de aguentar, escrever.

Gostaria muito que lessem esse meu texto e o repassassem aos que tiverem as almas e os corações abertos ao acolhimento.

Muito obrigada…

Miruna Genoino


Se amanhã sentires saudades,
lembra-te da fantasia e
sonha com tua próxima vitória.
Vitória que todas as armas do mundo
jamais conseguirão obter,
porque é uma vitória que surge da paz
e não do ressentimento.

Charles Chaplin



Essa foi uma entre as muitas mensagens tocantes e emocionantes que eu e minha família recebemos em apoio à injustiça que está sendo cometida contra o meu pai. Tentei durante algum tempo responder a tudo o que foi chegando, mas realmente foi impossível… é por isso que gostaria profundamente de agradecer todos os gestos de apoio e carinho recebidos no último mês, de pessoas conhecidas e desconhecidas, que encontraram as mais diversas formas de mostrar que estão ao nosso lado.

Quando escrevi minha carta sobre a condenação de meu pai jamais imaginei que minhas palavras chegariam a tanta gente, de tantas formas diferentes, pois, contrariamente ao que alguns publicaram, aquela não era uma carta aberta ao Brasil, mas sim um texto desabafo dirigido aos amigos, familiares e conhecidos, mas que no fim acabou percorrendo os mais inimagináveis caminhos. Eu realmente agradeço a você que leu e compartilhou minhas palavras, a você que respondeu, mesmo sem saber se eu leria aquelas mensagens, a você que não teve vergonha – nem medo – de publicar aos seus conhecidos o outro lado de toda esta história.

Gostaria de dizer que ao longo do último mês recebemos as mais variadas formas de solidariedade. Visitas à nossa casa foram muitas, de Walmor Chagas, Nelson Jobim, Aloízio Mercadante, Antônio Nóbrega e Marcelo Deda, a tias, amigas, primas e conhecidas – minhas, de meus pais, de meus irmãos, de nossos amigos. Mensagens, inúmeras, de Leonardo Boff, João Moreira Salles e Luis Nassif a amigos de infância, amigos de antes, amigos de ontem, amigos de hoje. Ligações, infinitas, de Marilena Chauí, Jaques Wagner, Abílio Diniz, do presidente do senado, da governadora do Maranhão, de deputados dos mais diversos partidos, a maridos, cunhados, namorados, amigos de amigos, de amigos de outros amigos, de todos nós. Apoios, fiéis, de líderes do PT, do PMDB, de Lula, Rui Falcão e de Dilma, ao apoio de parceiras, companheiros e colegas de trabalho, de bordado, de vida. Neste tempo todo sentimos muitas coisas, das mais diversas, mas se há algo que nós não sentimos, foi solidão e abandono. Se hoje nos mantemos de alguma forma firmes, é por saber que a corrente que nos apóia é maior que toda e qualquer justiça injusta que hoje tenta calar a voz daquele que nunca teve medo de ser ouvido.

Neste momento tão difícil, quando recebemos totalmente por surpresa a dosimetria da condenação de meu pai, 6 anos e 11 meses de cadeia, mais uma multa de um valor que estamos muito longe de possuir, também quero de todo coração, agradecer a você que teve a coragem de enfrentar os comentários contrários, as opiniões maldosas, os artigos mal intencionados, as notas futriqueiras, as informações equivocadas, profanadas das mais diversas formas, nos mais diversos meios. Fosse por meio de supostas respostas à mim, fosse por meio de comentários no facebook, sei que muito provavelmente você leu muita coisa ofensiva à respeito de meu pai e de nossa família e em muitos casos sei que teve a garra de se indignar, de discutir, de mostrar sua opinião e principalmente, de deixar clara a solidariedade em relação ao que estamos vivendo.

Como devem imaginar, para mim é sempre muito duro quando vejo essas manifestações agressivas, principalmente por estarem carregadas de falta de informação e de discursos bastante marcados não por fatos e evidências, já que não existe nada que prove a culpa de meu pai, mas sim por “achismos” e especulações alimentadas sabemos bem por quais fontes. Mas justamente por isso gostaria de compartilhar com vocês, para que quem sabe um dia vocês também compartilhem com estas pessoas, o que desejo a todos os que hoje parecem estar bastante satisfeitos com estes 6 anos e 11 meses que injustamente foram colocados em cima de meu pai.

Desejo aos que dizem que meu pai merece ser condenado, que um dia indaguem um pouco além das manchetes e das frases de efeito, e tentem mesmo encontrar uma prova que indique que José Genoino é culpado.  E aos que usam teorias do direito para justificar sua falta de razão em condenar, desejo que leiam o que o próprio autor da teoria declarou, mostrando que sim, para condenar é preciso que existam provas, pois meros indícios nunca poderão ser suficientes para privar alguém de sua liberdade.

E desejo aos que têm por profissão tentar tornar impossível que um cidadão exerça um direito constitucional, o de votar, que em algum momento de suas vidas possam me dizer se foram mesmo capazes de dar risada deste seu humor maligno que parecem tanto acreditar, e aos que buscam, com esta mesma profissão, incentivar o ódio e a reação das pessoas contra meu pai, que um dia estejam em um supermercado de bairro, na porta de uma loja, na entrada de uma padaria e presenciem os comentários carinhosos e emocionados que toda nossa família teve o orgulho de muitas vezes presenciar.

Por fim, desejo com todo sentimento possível e verdadeiro, que as pessoas um dia entendam que por trás da notícia, do fato, da chamada do jornal, da atualização de status ou de um tweet, existem muitas famílias que estão não apenas aqui, agora, vivendo a onda midiática do momento, mas sim que estão há 7 anos sofrendo junto aos seus pais, maridos, tios, irmãos, sogros, cunhados, amigos, a dor da injustiça e a angústia do futuro pleno que nunca chega.

Uma vez mais, a você que nos conhece diretamente e que não nos conhece, gostaria de agradecer a força, o carinho e a atitude de estar ao nosso lado. Cada linha, cada agulha, cada caixa, cada bolo. Cada flor, cada oração, cada livro, cada frase. Cada olhar, cada aperto de mão, cada lágrima, cada riso, cada mensagem espiritual, cada abraço. Meu pai, José Genoino, está de cabeça erguida, preparado como sempre para a luta. Se antes ele já tinha muitos motivos para ir até o fim em sua batalha por justiça, agora encontrou mais motivos ainda para seguir em frente com enorme dignidade: honrar e agradecer a cada pessoa que em meio a tanta mentira, soube encontrar e reconhecer o caminho da verdade.
Contem com nossa eterna gratidão.

Com amor e carinho,

Miruna Kayano Genoino – novembro de 2012


 

A condenação deste heroi brasileiro em nada o desmerece. Ela é fruto de um tremendo despropósito cometido por autoridades que foram empurradas para um justiçamento sobre uma construção mental preconceituosa e oportunista. Uma vergonha que será arrastada pelo stf ao longo de sua história. O poder se rendeu ao brilho midiático.

 

Concordo com você.  CRIMES DO LULA, passíveis de pena de morte em praça pública, com a bala paga pela família.

* Ressurreição da construção naval, ferida de morte por FHC e sua quadrilha corrupta.

* Ter tirado da miséria mais de 30 milhões de pessoas.

* Ter restituído a paz social no Nordeste, acabando com os saques de feiras por multidões famintas.

* Ter fortalecido o mercado interno, contra os ditames da tucanalha.

* Ter tirado o Brasil de um incômodo 13° lugar entre as maiores economias do mundo, para o 7° lugar, posição que Itamar Franco entregara o Brasil a FHC em 1995.

* Ter voltado com os investimentos na malha ferroviária, que nunca poderiam ter sido abandonados.

* Ter criado centenas de escolas técnicas e universidades, contra apenas uma que FHC criou mesmo assim, por obra da criação do Estado de Tocantins.

* Ter possibilitado que adolescentes pobres estudassem em universidades federais onde no tempo do FHC os estudantes ricos iam estudar de graça nas UFMG da vida, e os pobres tinham de se virar na PUC-MG, no Milton Campos, no Isabella Hendrix e outras universidades particulares de Belo Horizonte.

* Ter restituído o poder de compra do salário mínimo, que hoje é de 300 dólares e no tempo de FHC não chegava nem a cem.

* Ter aumentado o número de pessoas que viajam para Paris, e Disney, deixando pessoas como você iradas porque o porteiro do seu prédio também pode ir a Disney.

* Ter possibilitado que aeroportos e shoppings ficassem cheios de gente mais pobre indo às compras.  Claro que para um elitista como você isto é crime. Lula é um criminoso.

Por todos esses crimes Lula merece o fuzilamento em praça pública, afinal de contas pobre ''é para trabalhar para nós'', moça pobre é para ser empregada. Rapaz pobre é para ser pião. Dar chances iguais só pode ser coisa de petralhas não é mesmo?

 

Miruna, sempre admirei seu pai como político, porém os fatos foram passíveis de condenação. Ficarei feliz se puder provar sua inocência. Tem o meu respeito. Quanto ao Lula, Dirceu e demais petralhas não nutro os mesmo sentimentos.  Seu pai, talvez na ingenuidade de ver um país livre, se misturou com uma corja da pior espécie, claro sobrou para ele. Se realmente for inocente Deus te dará força para provar a inocência ou a história um dia o fará. Fé, coragem e humanidade.

 

"...os fatos foram passíveis de condenação"

Pode ser a sua opinião e a dos supremos moleques do Tribunal de Exceção, mas não é a opinião de muitos juristas respeitáveis -que não não carregam com eles qualquer mácula ou comportamento sem compostura como os tais moleques que condenaram o Genoíno e os outros- e  de jornalistas, cientistas sociais e outros cidadãos responsáveis da sociedade que vieram no processo apenas um objetivo político escuso. 

 

"...se misturou com uma corja da pior espécie" 

Mostre para nós aqui que corja é essa e seus crimes. Corja, que eu saiba, é aquela formada por um banqueiro de bicho e suas ligações com um senador pefelista, um governador tucano, arapongas paridos pela ditadura, jornalistas de uma editora cujo dono foi expulso dos EUA, da itália e da Argentina e de um Prevaricador Geral da República. 

 

 

   É santos, para alguns vale o lema de que é culpado até que se prove a inocência. Você percebe  o absurdo que disseste: espero que seu pai prove sua inocência, quando deveria ser o contrário e esse nosso stf deveria ter provado a culpa, mas como não havia provas nos autos ou a mesma era tenue, como disse o prevaricador geral, então resta ao nosso Jose provar sua inocência; de coração, espero que nunca tenhas que provar sua inocência diante de qualquer acusador, mas sim que o mesmo prove sua culpa.