newsletter

A erupção do vulcão chileno Puyehu

E SE FOSSE POEIRA ATÕMICA ?

Do G1

Cinzas de Vulcão do Chile suspendem voos em Buenos Aires

Vulcão Puyehu, na Cordilheira dos Andes, entrou em erupção no sábado.
Nuvens de cinza de vulcão devem chegar a Buenos Aires, diz meteorologia.

Todos os voos domésticos e internacionais nos dois aeroportos de Buenos Aires, os maiores da Argentina, foram suspensos na manhã desta terça-feira (7) em consequência da presença das cinzas do vulcão chileno Puyehue na região.umtota"Um total de 30 voos foram cancelados nesta terça-feira no Aeroparque de Buenos Aires e outros 32 no Aeroporto Internacional de Ezeiza pela nuvem de cinzas", afirmou uma fonte da Aeroportos Argentinos 2000, a empresa que administra os dois terminais aéreos.

Os aeroportos da Patagônia argentina permanecem fechados após a erupção de sábado do vulcão situado no sul do Chile e próximo de localidades turísticas da Argentina, incluindo a cidade de Bariloche, que recebe milhares de viajantes estrangeiros.

O comitê de crise deverá voltar a se reunir para avaliar o deslocamento da nuvem de cinzas vulcânicas que chegou a Buenos Aires, mas era imperceptível para a população já que alcança mais de 5.000 metros de altura.

As companhias Aerolíneas Argentinas e Austral, assim como a chilena Lan, informaram a suspensão de suas operações até novo aviso.

Buenos Aires amanheceu nesta terça sob um nevoeiro, habitual nesta época do ano, e porta-vozes do Serviço Meteorológico confirmaram que os ventos farão chegar tênues nuvens de cinzas do Puyehue, situado a cerca de 1,8 mil quilômetros ao sudoeste da cidade, na Cordilheira dos Andes.

A Patagônia, no sul da Argentina, é uma das regiões mais afetadas, e importantes centros turísticos de inverno tiveram de reduzir ao mínimo suas atividades.

Os fortes ventos desde a cordilheira dos Andes até o Oceano Atlântico complicavam as operações das companhias aéreas comerciais, que também começaram a cancelar voos para o exterior.

Imagem de satélite mostra a coluna de fumaça expelida pelo vulcão Puyehue, na Cordilheira dos Andes (Foto: NASA / Reuters)
Imagem de satélite mostra a coluna de fumaça expelida pelo vulcão Puyehue, na Cordilheira dos Andes (Foto: NASA / Reuters)

O aeroporto da cidade argentina de Bariloche, no sul, permanecia fechado por falta de visibilidade. O principal centro de esqui da América do Sul e os seus arredores estavam cobertos de cinza.

Além disso, a rodovia Cardenal Samora, importante passagem na fronteira entre Chile e Argentina, continuava fechada por causa da escassa visibilidade e do acúmulo de cinzas.

As autoridades argentinas desaconselham o uso das estradas na região afetada pelas cinzas.

Algumas delas estão com o trânsito interrompido.

O fechamento do movimentado aeroporto de Bariloche obrigou a companhia aérea LAN Argentina, filial local da chilena LAN, a Aerolíneas Argentinas e a Austral a cancelarem seus serviços para e da região, que é vizinha ao complexo vulcânico chileno de Puyehue-Cordón Caulle, cuja erupção lançou lavas e provocou o desprendimento de pedras.

A imprensa local afirmou que também empresas dos EUA cancelariam nesta terça-feira voos para e do Aeroporto Internacional de Ezeiza, em Buenos Aires.

As graves consequências sobre as localidades argentinas na região da cordilheira levaram a própria presidente argentina, Cristina Kirchner, a contatar as autoridades da área por causa de sua proximidade com o complexo vulcânico.

Uruguai
O Aeroporto Internacional de Carrasco, em Montevidéu, no Uruguai, também cancelou a maioria de seus voos, segundo fontes do aeroporto.

Segundo o site do terminal, o último voo a partir foi da Gol, com destino a São Paulo às 5h50 no horário de Brasília. O próximo voo, que era da TAM, com o mesmo destino e que deveria ter decolado às 6h, foi cancelado.

Avião da companhia aérea Austral coberto de cinzas do vulcão no aeroporto San Carlos de Bariloche, na Argentina (Foto: Chiwi Giambirtone / Reuters)
Avião da companhia aérea Austral coberto de cinzas do vulcão no aeroporto San Carlos de Bariloche, na Argentina (Foto: Chiwi Giambirtone / Reuters)

Sem votos
8 comentário(s)

Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
+8 comentários

Caso fosse poeira atômica (do que? césio, urânio enriquecido , ilicitamente, empobrecido, ou polônio, ou qualquer outro elemento da tabela periodica) continuariamos sendo a 3ª pedra a partir do Sol.

 

A cobertura da MetSul <http://www.metsul.com/blog/> dá de goleada, tanto pela informação como pelas fotos.

Não perca seu tempo (e o dos seus leitores) com os G1 da vida.

 

BLACK BOX... Você deve desculpas à Presidenta Dilma:

07/06/2011 15h30 - Atualizado em 07/06/2011 15h41

1,5 milhão de contribuintes estão no 1º lote de restituições do IR 2011Do número total, 1,3 milhão referem-se a idosos com mais de 60 anos.
Consultas serão abertas nesta quarta às 9h, conforme antecipado pelo G1.

 

 

Apesar do perigo que representam (até mesmo para a vida no planeta), os vulcões produzem espetáculos sem igual. Simplesmente fantástico! Em 1993 morava numa pequena cidade do interior do Rio Grande do Sul e pude ver uma fina camada de fuligem sobre os automóveis, alguns dias após a erupção do vulcão Láscar, também no Chile. Uma pequena mostra de quem realmente manda no pedaço (e neste caso, não há habeas corpus que salve...).

 

E aqui um video do bichinho

 

CAIXA PRETA... Os 30 aposentados que você sempre entrevista, serão mais ou menos afetados pela cinza vulcânica? Eles também viajam de avião? Eles estão cientes que as passagens internacionais quase que dobraram (em dólares) nos últimos 18 meses? Quem aguenta essa inflação? Abraços, garoto.

 

Impressionante são as imagens, VEJA aqui...

Na Argentina, imagens impresionantes

Um amigo fez uma animação  com as imagens impressionantes da erupção do Puyehue, vulcão que fica localizado ao sul do Chile e achei legal partilhar com vocês. São de um terrível beleza. A erupção do vulcão – que estava inativo há mais de 50 anos – obrigou as autoridades chilenas a evacuarem cerca de 3,5 mil pessoas que moram nos arredores do local.

VIA: TIJOLAÇO

http://www.tijolaco.com/na-argentina-imagens-impresionantes/

 

Aí CAIXA PRETA,

Só pra você sentir o gostinho. Vou trollar logo no primeiro comentário, só pra você sentir o gostinho.

http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,palocci-pode-ficar-no-planal...

Palocci pode ficar no Planalto, mas terá de explicar crise no Congresso Governo Dilma negocia ainda troca de Luiz Sérgio, cuja atuação na articulação política tem se mostrado deficiente 07 de junho de 2011 | 13h 29

Denise Madueño/BRASÍLIA - O Estado de S.Paulo

O ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, pode permanecer no cargo sem, no entanto, acumular a articulação política do governo, como tem acontecido na prática. Esse cenário foi traçado nesta manhã, segundo fontes ligadas ao Palácio do Planalto. Nesse novo formato, a presidente Dilma Rousseff trocaria o ministro de Relações Institucionais, Luiz Sérgio, cuja atuação tem se mostrado deficiente e aquém das expectativas.

Nessa mesma estratégia, há uma negociação em curso para que Palocci vá à Câmara para prestar esclarecimentos sobre a evolução de seu patrimônio nos últimos quatro anos. O depoimento de Palocci está sendo articulado de forma combinada entre o ministro e o presidente da Câmara, Marco Maia, e pelo líder do governo na Casa, Cândido Vaccarezza (PT-SP), com a ajuda do líder do PMDB, Henrique Eduardo Alves (RN).

Palocci, no entanto, não seria convocado, como prevê o requerimento da oposição aprovado pela Comissão de Agricultura na semana passada. Essa convocação deverá ser anulada por Marco Maia em sessão extraordinária da Câmara que deverá acontecer por volta das 19h. Um novo requerimento, dessa vez na forma de convite, deverá ser aprovado em uma outra comissão. Uma das hipóteses é a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), cujo presidente é do PT, o deputado João Paulo Cunha (SP).

Segundo fontes governistas, o cenário nesta manhã é de permanência de Palocci no cargo com a troca do ministro Luiz Sérgio. Essa seria a posição defendida pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo essa avaliação, Palocci acabou sofrendo o desgaste político por acumular muito poder. Com um ministro de Relações Institucionais mais forte e que se imponha mais, Palocci, na Casa Civil, teria reduzido sua influência e poderia se recuperar desse desgaste político.

Apesar da costura institucional para manter Palocci no governo, ainda há setores que defendem a saída do ministro da Casa Civil. Segundo fontes, Dilma já teria pensado em outros nomes para o cargo. Esses setores temem que se mantenha a suspeita de tráfico de influência em negócios milionários de consultoria e que o governo seja permanentemente lembrado por esse episódio. No entanto, no momento, as articulações seguem no sentido de manter Palocci. Nesta manhã, a coordenação da bancada do PT na Câmara se reuniu e decidiu defender a permanência de Palocci.

 

PET - Programa de Erradicação dos Trolls. Não alimente os trolls no blog!