Revista GGN

Assine

A FAB responde ao Fantástico

FAB - Nota Oficial - Esclarecimentos sobre reportagem do Fantástico exibida em 07/08/2011

Nota Oficial - Esclarecimentos sobre reportagem do Fantástico exibida em 07/08/2011

O Comando da Aeronáutica repudia veementemente o teor da reportagem do jornalista Walmir Salaro, levada ao ar no Fantástico deste domingo, sete de agosto, e no Bom Dia Brasil desta segunda-feira, oito de agosto.

A matéria em questão parte de princípios incorretos e de denúncias infundadas para passar à população brasileira a falsa impressão de que voar no Brasil não é seguro. A reportagem contradiz os princípios editoriais da própria Rede Globo ao apresentar argumentos com falta de Correção e falta de Isenção, itens considerados pela própria emissora como sendo atributos da informação de qualidade.

O jornalista embarcou em uma aeronave de pequeno porte (aviação geral), que tem características como nível de voo, rota, classificação e regras de controle aéreo diferentes dos voos comerciais. A matéria trata os voos sob condições visuais e instrumentos como se obedecessem as mesmas regras de controle de tráfego aéreo, levando o espectador a uma percepção errada.

O piloto demonstra espanto ao avistar outras aeronaves sobre o Rio de Janeiro e São Paulo, dando um tom sensacionalista a uma situação perfeitamente normal e controlada que ocorre sobre qualquer grande cidade do mundo. Nesse sentido, causa estranheza que a reportagem tenha mostrado a proximidade dos aviões como algo perigoso para os passageiros no Brasil. As próprias imagens revelam níveis de voo diferenciados, além de rotas distintas.

Além disto, o piloto que opta por regras de voo visual, só terá seu voo autorizado se estiver em condições de observar as demais aeronaves em sua rota, de acordo com as regras de tráfego aéreo que deveriam ser de seu pleno conhecimento. Mesmo assim, o piloto receberá, ainda, avisos sobre outros voos em áreas próximas.

Foi exatamente o que ocorreu durante a reportagem, que mostra o contato constante dos controladores de tráfego aéreo com o piloto. Desde a decolagem foram passadas informações detalhadas sobre os demais tráfegos aéreos na região, sem que houvesse qualquer perigo para as aeronaves envolvidas.

A respeito da dificuldade demonstrada em conseguir contato com o serviço meteorológico, é interessante lembrar que há várias frequências disponíveis para contato com o Serviço de Informações Meteorológicas para Aeronaves em Voo (VOLMET), que está disponível 24 horas por dia em todo o país. Além destas, há frequências de ATIS (Serviço Automático de Informação em Terminal) que fornecem continuamente, por meio de mensagem gravada e constantemente atualizada, entre outros dados, as condições meteorológicas reinantes em determinada Área Terminal, bem como em seus aeroportos. Como, aliás, é o caso da Terminal de Belo Horizonte, incluindo os aeroportos da Pampulha e de Confins.

Ressalte-se que, a despeito da operação de tais serviços, todos os pilotos têm a obrigação de obter informações meteorológicas antes do voo pessoalmente nas Salas de Informações Aeronáuticas dos aeroportos, por telefone ou até pela internet.

Ao realizar o voo sem, possivelmente, ter acessado previamente informações meteorológicas, o piloto expôs a equipe de reportagem a uma situação de risco desnecessário. Tratou-se, obviamente, de mais um traço sensacionalista e sem conteúdo informativo.

A respeito do momento da reportagem em que o controle do espaço aéreo diz que não tem visualização da aeronave, cabe esclarecer que o voo realizado pela equipe do Fantástico ocorreu à baixa altitude, em regras de voos visuais, uma situação diferente dos voos comerciais regulares.

Na faixa de altitude utilizada por aeronaves como das empresas TAM e GOL, extensamente mostradas durante a reportagem, há cobertura radar sobre todo o território brasileiro. Para isso, existem hoje 170 radares de controle do espaço aéreo no país. Como dito acima, é feita uma confusão entre perfis de voos completamente diferentes. Dessa forma, o telespectador do Fantástico ficou privado de ter acesso a informações que certamente contribuem para a melhor apresentação dos fatos.

No último trecho de voo da reportagem, o órgão de controle determinou a espera para pouso no Aeroporto Santos-Dumont. O que foi retratado na matéria como algo absurdo, na realidade seguiu rigorosamente as normas em vigor para garantir a segurança e fluidez do tráfego aéreo. Os voos de linhas regulares, na maioria das vezes regidos por regras de voo por instrumentos, gozam de precedência sobre os não regulares, visando a minimizar quaisquer problemas de fluxo que possam afetar a grande massa de usuários.

A reportagem também errou ao mostrar que Traffic Collision Avoidance System (TCAS) é acionado somente em caso de acidente iminente. O fato do TCAS emitir um aviso não significa uma quase-colisão, e sim que uma aeronave invadiu a “bolha de segurança” de outra. Essa bolha é uma área que mede 8 km na horizontal (raio) e 300 metros na vertical (raio).

Cabe ressaltar ainda que a invasão da bolha de segurança não significa sequer uma rota de colisão, pois as aeronaves podem estar em rumos paralelos ou divergentes, ou ainda com separação de altitude, em ambiente tridimensional.

A situação pode ser corrigida pelo controle do espaço aéreo ou por sistemas de segurança instalados nos aviões, como o TCAS. Nem toda ocorrência, portanto, consiste em risco à operação. O TCAS, por exemplo, pode emitir avisos indesejados, pois o equipamento lê as trajetórias das aeronaves, mas não tem conhecimento das restrições impostas pelo controlador.

Todas as ocorrências, no entanto, dão início a uma investigação para apurar os seus fatores contribuintes e geram recomendações de segurança para todos os envolvidos, sejam controladores, pessoal técnico ou tripulantes. É esse o caso dos 24 relatórios citados na reportagem. A existência desses documentos não significa a ocorrência de 24 incidentes de tráfego aéreo, e sim uma consequência direta da cultura operacional de registrar todas as situações diferentes da normalidade com foco na busca da segurança.

A investigação tem como objetivo manter um elevado nível de atenção e melhorar os procedimentos de tráfego aéreo no Brasil, pois é política do Comando da Aeronáutica buscar ao máximo a segurança de todos os passageiros e tripulantes que voam sobre o país. Incidentes e acidentes não são aceitáveis em nenhum número, em qualquer escala.

Sobre a questão dos controladores de tráfego aéreo, ao contrário da informação veiculada, o Brasil tem atualmente mais de 4.100 controladores em atividade, entre civis e militares. No total, são mais de 6.900 profissionais envolvidos diretamente no tráfego aéreo, entre controladores e especialistas em comunicação, operação de estações, meteorologia e informações aeronáuticas.

Para garantir a segurança do controle do espaço aéreo no futuro, o Comando da Aeronáutica investe na formação de controladores de tráfego aéreo. A Escola de Especialistas de Aeronáutica forma anualmente 300 profissionais da área. Todos seguem depois para o Centro de Simulação do Instituto de Controle do Espaço Aéreo (ICEA), inaugurado em 2007 em São José dos Campos (SP). Com sistemas de última geração e tecnologia 100% nacional, o ICEA ampliou de 160 para 512 controladores-alunos por ano, triplicando a capacidade de formação e reciclagem.

Vale salientar que a ascensão operacional dos profissionais de controle de tráfego aéreo ocorre por meio de um conselho do qual fazem parte, dentre outros, os supervisores mais experientes de cada órgão de controle de tráfego aéreo. Desse modo, nenhum controlador de tráfego aéreo exerce atividades para as quais não estejam plenamente capacitados.

A qualidade desses profissionais se comprova por meio de relatório do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA). De acordo com o Panorama Estatístico da Aviação Civil Brasileira, dos 26 tipos de fatores contribuintes para ocorrência de acidentes no país entre 2000 e 2009, o controle de tráfego aéreo ocupa a 24° posição, com 0,9%. O documento está disponível no link:http://www.cenipa.aer.mil.br/cenipa/Anexos/article/19/PANORAMA_2000_2009...

A capacitação dos recursos humanos faz parte dos investimentos feitos pelo DECEA ao longo da década. Entre 2000 e 2010, foram R$ 3,3 bilhões, sendo R$ 1,5 bilhão somente a partir de 2008. O montante também envolve compra de equipamentos e a adoção do Sistema Avançado de Gerenciamento de Informações de Tráfego Aéreo e Relatórios de Interesse Operacional (SAGITÁRIO), um novo software nacional que representou um salto tecnológico na interface dos controladores de tráfego aéreo com as estações de trabalho. O sistema tem novas funcionalidades que permitem uma melhor consciência situacional por parte dos controladores. Sua interface é mais intuitiva, facilitando o trabalho de seus usuários.

Os resultados desses investimentos foram demonstrados pela auditoria realizada em 2009 pela International Civil Aviation Organization (ICAO), organização máxima da aviação civil, ligada às Nações Unidas, com 190 países signatários. A ICAO classificou o Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro entre os cinco melhores no mundo. De acordo com a ICAO, o Brasil atingiu 95% de conformidade em procedimentos operacionais e de segurança.

Sem citar quaisquer dessas informações, para realizar sua reportagem, a equipe do Fantástico exibe depoimentos sem ao menos pesquisar qual a motivação dessas fontes. O Sr. Edileuzo Cavalcante, por exemplo, apresentado como um importante dirigente de uma associação de controladores, é acusado por atentado contra a segurança do transporte aéreo, motim e incitação à indisciplina, e responde por essas acusações na Justiça Militar.

O Sr. Edileuzo Cavalcante foi afastado da função de controlador de tráfego aéreo em 2007 e recentemente excluído das fileiras da Força Aérea Brasileira. Em 2010, também teve uma candidatura impugnada pela Justiça Eleitoral.

Quanto à informação sobre as tentativas de chamada por parte do controlador de tráfego aéreo, Sargento Lucivando Tibúrcio de Alencar, no caso do acidente ocorrido com a aeronave da Gol (PR-GTD) e a aeronave da empresa Excel Aire (N600XL) em 29 de setembro de 2006, cabe reforçar que elas não obtiveram sucesso devido à aeronave da Excel Aire não ter sido instruída oportunamente a trocar de frequência e não a qualquer deficiência no equipamento, conforme verificado em voo de inspeção. Durante as tentativas de contato, a última frequência que havia sido atribuída à aeronave estava fora de alcance, impossibilitando o estabelecimento das comunicações bilaterais.

Já quando foi consultar o Departamento de Controle do Espaço Aéreo, a equipe de reportagem omitiu o fato que trataria de problemas de tráfego aéreo. Foi informado que se tratava unicamente sobre a evolução do tráfego aéreo de 2006 a 2011.

Por fim, o Centro de Comunicação Social da Aeronáutica ressalta que voar no país é seguro, que as ferramentas de prevenção do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro estão em perfeito funcionamento e que todas as ações implementadas seguem em concordância com o volume de tráfego aéreo e com as normas internacionais de segurança. No entanto, este Centro reitera que a questão da segurança do tráfego aéreo no país exige um tratamento responsável, sem emoção e desvinculado de interesses particulares, pessoais ou políticos.

Brasília, 9 de agosto de 2011.Brigadeiro-do-Ar Marcelo Kanitz DamascenoChefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica

Clique aqui para ir à notícia

Para acompanhar pelo Twitter: http://twitter.com/luisnassif

Sem votos
59 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+59 comentários

Acho que caberia não só um processo de direito de resposta da FAB como também um processo por perdas e danos das empresas aéreas que são as primeiras prejudicadas quando se cria um clima de medo, com certeza muitos incautos devem ter desistido de voar com medo...

 

alexandre toledo

A TAM e a Gol deveriam dar uma banana pro Kamel. A blogosfera não poderia entupir  estas empresas com e-mails solicitando boicote comercial à Globo?? Pegar os gangsters(palavras do Andres Sanches) pelo bolso??

 

Aproxima o horário dos " jornais " televisivos. Conclamo a todos , gente vamos fazer outra coisa, não quero notícia do pig aqui. Já não é jn e seus iguais que provoca azia e ou úlcera gastro nesse cidadão.

" MOVIMENTO PELO FIM DOS ANÚNCIOS DO GOVERNO NA TV GLOBO, BAND, SBT E RECORD". Presidenta use o horário nobre, chamada geral. Segundinho só.

 

O velho PIG de sempre se preocupando com a elite que anda de avião.

 

Nas organizações Globo, a mentira é necessária para progredir profissionalmente!

 

Atitude típica dos hipócritas: propalar princípios virtuosos e desmeti-los rotineiramente. Ou seja: nada de novo no front global.

Muito pertinente a resposta da FAB. Em seguida, recorrer à Justiça em busca do direito de resposta seria o caminho adequado a seguir.

 

"Sem citar quaisquer dessas informações, para realizar sua reportagem, a equipe do Fantástico exibe depoimentos sem ao menos pesquisar qual a motivação dessas fontes. O Sr. Edileuzo Cavalcante, por exemplo, apresentado como um importante dirigente de uma associação de controladores, é acusado por atentado contra a segurança do transporte aéreo, motim e incitação à indisciplina, e responde por essas acusações na Justiça Militar." Parabéns a FAB pela retrucada na Globo....até quando vamos ter que conviver com isso?

 

VERGONHA !!!!

 

Nassif, meu comentário saiu com aqueles caracteres ET's e truncado... acho que é bug do word...

eis o original:

A FAB no mínimo deve:

1) Solicitar direito de resposta;

2) Interpelar judicialmente o tal reporter, o tal piloto do teco-teco e quem mais participou da patifaria;

3) Massificar essa nota para toda a FAB (de recrutas até brigadeiros) para que todos vejam como se comportam os ilustres Marinhos e seus lacaios, que estão tentando a todo custo, desde o anuncio e a posse de Celso Luiz Nunes Amorim, causar um mal estar entre os militares e o Ministro da Defesa que, depois de Dilma Vana Roussef, Comandante Máxima das Forças Armadas, é o seu mandatário maior e a quem eles devem satisfação e obediência;

 

"Acabo de receber a informação, de uma fonte que trabalha na TV Globo: a ordem da direção da emissora é partir para cima de Celso Amorim, novo ministro da Defesa"

Essa frase foi retirada do "escrevinhador". Foi só o Jobim cair que já começaram a reviver o "caosaéreo".

 

Dalhe Rodrigo Viana.

Menos uma da rede bobo.

E vamos que vamos, falta pouco para o desespero.

 

São as viúvas de Jobim tentando recriar o "causaéreo". Eita povinho sem noção!

 

Tendo o Governo Federal a prerrogativa de usar dos sinais dos meios de comunicação, não poderia o Ministério da Defesa vir a público, no horário dito nobre, e desmascarar esta armação?

Isto seria altamente justificável tendo em vista o desserviço prestado por esta rede de tv.

 

 

"levando o espectador a uma percepção errada."

Mas é essa a intenção dos marinho  que seu  lambe botas ali kamelo leva ao péda letra.Tanto a favor de demos tucanóides como contra os governos que procuram beneficiar a camada mais carente da população e que eles,que se consideram das zelites,adjetivam de populistas.

Esses salafrários que não tem um pingo de escrúpulos,acreditando que somos um bando de idiotas,quando na realidade quem são, são eles, ainda não perceberam que o povão já não acredita nas suas trapaças que ousam chamar de jornalismo.

 

Os  dirigentes  do  irrespeitável  periódico  devem  estar  saudoso  dos  parceiros  Burnier, Marcio Mello,  os  "rebeldes  de  Aragarças", os  golpistas  de  64....Até  a  carta  que  apresentaram  tem  erro  logo  no  título, e  ainda  não  corrigiram:  trata-se  da  Carta  dos  sem  princíos.  da  Rede  Globo.

 

impressionante a irresponsabilidade deste jornalismo.

o que a globo quer, hein?!

sinceramente...

 

luz

Não via reportagem, mas o texto da Nota Oficial da FAB está perfeito, extremamente coerente. Deixa claro que a reportagem procurou distorcer os fatos ao apelar para o sensacionalismo barato.

 

Descarados como nunca! Impressionante a capacidade!!!

 

<!-- /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:""; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman";} span.st {mso-style-name:st;} @page Section1 {size:595.3pt 841.9pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:35.4pt; mso-footer-margin:35.4pt; mso-paper-source:0;} div.Section1 {page:Section1;} -->
/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:"Tabela normal";
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:"";
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:"Times New Roman";
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

1) Solicitar direito de resposta;

 

2) Interpelar judicialmente o tal reporte, o tal piloto do teco-teco e quem mais participou da patifaria;

 

3) Massificar essa nota para toda a FAB (de recrutas até brigadeiros) para que todos vejam como se comportam os ilustres Marinhos e seus lacaios, que estão tentando a todo custo, desde o anuncio e a posse de Celso Luiz Nunes Amorim, causar um mal estar entre os militares e o Ministro da Defesa que, depois de Dilma Vana Roussef, Comandante Máxima das Forças Armadas, é o seu mandatário maior e a quem eles devem satisfação e obediência;

 

Depois dessa esclarecedora e informativa reporcagem do fantásiastico (?), todos os funcionários da Globo farão seus deslocamentos nacionais e internacionais a bordo de um jêgue! Só assim não correm o risco de coliderem no ar! O problema vai ser em saber quem é o jêgue!

 

Pois é. Aposto que o Salafrario não leu essa reportagem:

sábado, 6 de agosto de 2011

ONU: "TRÁFEGO AÉREO CIVIL BRASILEIRO MELHOR QUE O DOS ESTADOS UNIDOS, FRANÇA, ALEMANHA, ITÁLIA, AUSTRÁLIA" http://democraciapolitica.blogspot.com/2011/08/onu-oaci-reconhece-alta-qualidade-do.html

m

 

Que belo chute no traseiro dos Marinho! Enquanto isso, a tal Declaração de Princípios já tinha sumido do G1 no dia seguinte...

 

Foi ótimo que a Globo tenha lançado seus Princípios Jornalistico. Agora será possível confrontar o que ela fala contra o que faz objetivamente.

 

Só encarando como programa de humor pra assitir "aquilo"...

E uma imagem resume a reportagem da glóbulo, ou melhor, várias, escolha a sua.

"Por que expressar com uma palavra o quanto isso foi idiota não é possível."

"Qdo um erro é tão grande, que apenas um "facepalm" não é suficiente..."

"Qdo um "facepalm" duplo não é suficiente pra descrever uma falha épica..."

Mas acho que merece esse abaixo:

"Sim, vc sabe o que vc fez!"

 

Eita!! O soldado alemão do meio parece o çerra (sempre ele) depois da bolinha de papel! Morri de rir!!!

 

Como eu já tinha me manifestado. UMA PALHAÇADA essa reportagem. O certo é que o Chefe do CECOMSAER Brig.do Ar Marcelo Damasceno DESMONTOU essa papagaiada produzida pela central GROBO de TV. O pior é que o tal piloto ainda embarcou nessa, talvez tenha sido por conta do "cachê". Muitos aqui afirmaram " saindo o Jobim o caos aéreo volta". É isso. Quem é profissional da aviação já tinha percebido a malandragem............

 

Para quem quiser assistir essa bobagem dos reporteres do Fantástico voando de teco-teco e reclamando que precisaram esperar meia hora para ter o pouso autorizado no quarto aeroporto mais movimentado do Brasil. Queriam o que? Prioridade para pouso?

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1589544-7823-AEROPORTOS+BRASILEIROS+NAO+ESTAO+PREPARADOS+PARA+AUMENTO+DE+POUSOS+E+DECOLAGENS,00.html

 

André Borges Lopes www.bytestypes.com.br

Ë que os globais estavam acostumados que antigamente parava-se tudo por causa dêles, inclusive os aviões no ar, mais os privilégios estão acabando por isso a choradeira,.

 

Muito boa a nota oficial. Clara, completa e contundente.

Entretanto, não deveriam deixar só por isso, mas também pedir direito de resposta, no mesmo programa e com o mesmo tempo da "reportagem".

 

 

Isso é sério. Na semana em que o Ministro da Defesa, Celso Amorim, assume, a Globo me vem de novo com o Bicho Papão do Caos Aéreo? É claro que é uma estocada no seu desafeto. E é claro que isso mostra medo da regulação da mídia, que a Dilma deve lançar a qualquer momento. Eles estão atirando para todos os lados, pra ver se atingem alguma coisa. Até militar de pijama eles já cutucaram. Que gente irresponsável.

 

Até que enfim o governo e o Estado brasileiros estão acordando: mentiu, desmentiu, parece estar se tornando a desejada regra, uma versão jornalística do bateu, levou. Mas essa é só a primeira etapa. Só vou soltar foguete quando se passar à segunda fase: entrar na justiça exigindo direito de resposta imediato no jornal ou programa que vinculou a matéria mentirosa.

 

"O mundo estaria salvo se os homens de bem tivessem a mesma ousadia dos canalhas" Nelson Rodrigues

ver mais em:

http://democraciapolitica.blogspot.com/2011/08/onu-oaci-reconhece-alta-q...

 

 

AUDITORIA DA OACI NO BRASIL: RESULTADOS E RECONHECIMENTO

Transcrição de Informativo do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica - Nº 03/09 - Brasília, 21 de maio de 2009:

“Reconhecimento. Essa é uma expressão que abrange pelo menos dois significados gigantescos para cada um de nós. O primeiro aspecto é ter o olhar justo de alguém com base em dados concretos. A partir de fatos e serviços realizados, ser distinguido pela forma com que faz. Pela capacitação, suor e ideais doados. O segundo significado é tão importante quanto. É o reconhecimento que temos de nós mesmos. Como nós nos enxergamos, nesse caso, profissionalmente.

Senhores e senhoras que compõem esta Instituição [Comando da Aeronáutica], temos bons motivos para falar em reconhecimento em todos os sentidos que essa expressão esclarece.

O Comando da Aeronáutica recebeu, nesta semana, notícia muito significativa. Após auditoria da “Organização de Aviação Civil Internacional” (OACI) [órgão da ONU], as conclusões são de que o Brasil está em patamar elevadíssimo, com resultados superiores a diversos países desenvolvidos em relação aos indicadores do tráfego aéreo civil.

 

Realmente, o controle de espaço aéreo no Brasil é super seguro. A Globo, como sempre, inventando coisas. Uma pena que as vítimas do vôo GOL 1907 não possam deixar seus comentários, concordando conosco.

 

Sua perfídia é impressionante, meu caro. Parabéns.  

 

O cara ainda teve coragem de defender? é cara de pau mesmo...

 

alexandre toledo

Isso da rede plimplim é  fantastiroso ou mentitástico?

Ou  a forma global de terabalhar agora já é uma metástase, impossível de extirpar ???

 

o Walmir SALAFRARIO sempre esteve por trás, das mentiras da REDE GLOBO, agora foi pêgo em mais uma, realmente eh de gente assim que está cheia a emissora, se desde os donos, até o repórter, todos têm esse comportamento, imaginem o mal que essa rede não faz ao BRASIL, ok

E chegou a hora de começar à caçar CONSESSÃO DESSAS EMPRESAS DO PIG, nao entra na minha cabeça, que o próprio gôverno tem que dar autorização, para o PIG criticar-lhe, ok

 

De fato, a matéria apresentada pela TV Globo é aterradora para o público leigo. Aliás, parce que o propósito da emissora foi atingido. A intenção, certamente é assustar os novos voantes, liberando assim aeronaves e aeroportos pros cheirosos. Ao tempo em que, com uma coelhada só, quebram dois porretes, ao lançarem a abertura da edição do novo caos aério para recepcionar o ministro da Defesa Celso Amorim.

Realmente, o jornalismo que esse bando comete é de lascar. O cinismo é de tal monta, que não se envergonham de inventar um código de ética fajuto, mesmo assim, o descumprem descaradamente.

Vá p.q.p. com tanta trapaça.

 

Orlando

 

"Leigos"

Ai, ai, ai... só um leigo para acreditar nesta história da FAB. 

Se vcs tivessem nas mãos todos os relatórios de perigo (que eu vi) e que certamente a Globo teve acesso, vc pensaria duas vezes antes de entrar em um avião...

Depois do GOLxLegacy, a FAB veio com a mesma ladainha: "sensacionalismo, sensacionalismo"... até que aconteceu tragédia do TAM... Se vcs estiverem deixando que a disputa "Globo x outras" interfira na discussão da "minha segurança" de voar, lamento, mas só posso denominar isso de "irresponsabilidade". 

Por respeito a mais de um milhão de vítima (mortos e famílias): MENTIROSA (E CANSATIVA) É ESSA LADAINHA DA FAB. 

 

A Nota Oficial vai pra onde?

Se for somente para o Diário Oficial (que ninguém lê) ou para o blog do Luis Nassif, então a Globo ganhou a parada.

Tem que desmontar a reportagem no mesmo programa, tempo e horário da denúncia.

Isto é a verdadeira democracia. 

Vale uma denúncia infundada contra um órgão público? e o órgão público que dá concessão de uso a empresa, não faz nada a respeito.

 

Os blogues e redes sociais têm mais leitores que estes jornalecos da outrora Grande Mídia. O fator multiplicador é imenso!!!

 

Pode ser, contudo são públicos distintos. Os videotas que vêem Fantástico provavelmente lêem a Veja, Estadão, Folha, e não o blog do Nassif.

Acho que caberia uma ação reivindicando direito de resposta, dada a gravidade dos fatos e por envolver questões relacionadas à segurança dos passageiros de vôos comerciais.

 

Como não assisto, nem leio, nada que venha da grande "mirdia" não vejo as mentiras que eles lançam todo santo dia, além do mais, essa nota comete um erro o nome do reporter não é Walmir Salaro o correto deve ser Walmir "Salafrário". Sinceramente, não entendo até quando a mentira será o padrão de nossa mídia, nós não podemos confiar no que é apresentado, nem numa porcaria de um programa de entretenimento de 5ª categoria? O que me espanta é que estamos reféns desse tipo de atuação e nada acontece para responsabilizar quem atua dessa forma. Quero, desejo, almejo, sonho com uma mídia livre, mas verdadeira, honesta, correta e tratando a verdade factual como sua única fonte de inspiração e informação. Chega! Cansei!;=D

 

Mas mas mas mas mas mas mas...

Voces sabiam que Protogenes Queiroz realmente tinha O PROCESSO ITALIANO no seu pen-drive?  Sim, Senhoras E Senhores!  Eu Vi!  EU VI!

Num site da internet, eu vi...

 

E ainda resquentaram o opsódio do acidene da Gol. "os pilos do Legacy desligarma, sem perceber, o transponder.." Transponder desligado + sem comunicaçõa = espionagem (chamem o Ivan)!!!!

 

O desmentido do Centro de Comunicação Social da Força Aérea Brasileira valeu mais que a reportagem criticada. O texto coeso, conciso e claro valeu pela Aula que dá ao jornalismo brasileiro, particularmente ao Sistema Globo apesar de sua recente Carta  de Princípios (?!) que nada atende. É preciso que haja respeito às instituições oficiais e privadas e às pessoas se Democracia é o que efetivamente se constrói neste País, onde quem manipula o sistema midiático se acha dono da verdade a iludir por décadas milhões de cidadãos em sua boa-fé.

 

 

Nas entrelinhas podemos antever que é uma tentativa patética de criar um novo "caos aéreo". Logo agora que assume novo Ministro da Defesa.

Esta nossa impressa é realmente muito ética.....

 

 

A globo não lançou um tal de 'Princípios' do jornalismo ?? Não durou dois dias e foi pega na mentira.

 

Cesar, acho que muita gente entendeu errado quando a rede globo lançou seus "princípios jornalísticos". O correto é você interpretar que o jornalismo da rede globo é ao contrário do que eles mesmos apregoam, ou seja, tudo que lá foi escrito é justamente aquilo que eles não fazem. É como uma acusação de corrupção lançada pela da veja, serve mais como atestado de lisura!

Abraços

Alex

 

"O correto é você interpretar que o jornalismo da rede globo é ao contrário do que eles mesmos apregoam, ou seja, tudo que lá foi escrito é justamente aquilo que eles não fazem":

Nao existe, ha mais de 30 anos, sequer um unico, misero, "plano Brasil" estrutural, logistico, emresarial, politico, ou comercial que deu certo PELO qual a media brasileira esteve a favor.

Eh tudo espiao, gente.