Revista GGN

Assine

A fase inicial de aferição da qualidade da banda larga

Do O Globo

Empresas esperam ‘compreensão’ da agência reguladora

SÃO PAULO – As operadoras consideram que a fase inicial de aferição da qualidade da banda larga fixa no país será de aprendizado, tanto para a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) quanto para as próprias prestadoras do serviço. Segundo o presidente do Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil), Eduardo Levi, a medição da qualidade é algo inédito no país.

— A Anatel terá de compreender que faz parte de um processo de aprendizado. Os problemas que aparecerem fazem parte desse aprendizado — disse Levi.

A medição da velocidade vai incluir também o serviço de banda larga móvel, que neste mês será feita apenas no estado do Rio.

— As empresas sabem qual é a utilização da sua própria rede, mas não têm essa medição da qualidade individualizada para cada cliente — completou o executivo do SindiTelebrasil, que representa empresas como Oi, Telefonica e GVT, entre outras.

Além disso, a GVT informou que se encontra preparada para atender as exigências da Anatel e que já dispõe de um sistema de teste de velocidade da conexão para os consumidores.

Sem votos

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+11 comentários

A Anatel ou sei lá quem está disponibilizando um site (http://www.brasilbandalarga.com.br) para você fazer o teste de velocidade.

O problema é que você não consegue acessar o tal site.

Ou seja, a embromação continua.

 

Não é e nem nunca foi "processo de aprendizado".

Tiveram um ano para pensar no assunto. Confiaram (e confiam) que no Brasil, tem "lei que pega e lei que não pega". Quando pega, dá para dar uma embromadinha.

É mera exploração, com a conivência da ANATEL/Governo Federal.

Vender e não entregar é enganação (crime) e pronto.

Seria o mesmo do que comprar uma garrrafa de refrigerente de 600ml e o fabricante ter autorização para entregar, apenas, 120ml. Quem continuaria comprando dessa marca, caso houvesse um concorrente que entregasse os 600ml?

Sugestão: enquanto não ocorrer o tal "processo de aprendizado", seja lá o que isso possa significar para a teles, a cobrança será pelo que for entregue. Simples.

O benefício direto disso: "processo de aprendizado" ultra rápido. Rapidíssimo. Quer apostar?

 

Cadê aquela conversa que o governo iria exigir que até outubro de 2012 as operadoras entregassem 60% da banda contratada, e nao apenas 10%??

Estamos em novembro e nao vi mudança alguma... 

 

Deixa ver se eu entendo.

Vc compra 10,paga alto pelos 10 mas soh levava 1 e agora vai levar 2,e a Anatel e as operadoras acham normal e ainda ,descaradamente pedem compreensao dos üsuarios".

Ou seja lhe fazem de otario e fica por isso mesmo.

Eta paisinho e povinho sem vergonha!!!!!

 

É isso aí.

Outra analogia:

Uma padaria faz uma oferta: compre um pacote de 100 pãezinhos por R$ 30, para retirá-los quando quiser e quantos quiser até acabar a cota de 100 unidades, dentro de um mês.

- Joia! (você pensa)

Daí, na manhã seguinte você vai na padaria e encontra uma fila enorme. Chega na sua vez só sobra 2 unidades e você queria levar 5.

- Tudo bem, vai ajudar na minha dieta. (você já compra o problema pra si)

Manhã seguinte a mesma coisa, você levanta 30 minutos mais cedo para não pegar fila e consegue levar quanto queria.

No dia seguinte percebe que a fila já começa bem antes, não importa se você acorda mais cedo.

Percebe que só vai conseguir levar seus pãezinhos às 14:00 ou 21:00, quando a fila é pouca.

No fim do mês, você se encontra com um saldo ainda de 50 pães, que você tinha direito. Tinha, porque decaiu seu direito de levar os pãezinhos.

 

 

Há alguns anos o presidente da Telefonica, que vendeu muitos planos a mais sem ter condições técnicas para suportar a carga e/ou garantir o prometido alegou que fizera porque havia demanda e o povo precisava. Estava fazend um grande bem. O dinheiro cobrado religiosmente não foi devolvido. Já que querem compreensão para continuarem vendendo e cobrando o que não cumprem, pois estão aprendendo. É nos considerar um bando de imbecis. Então tá, qero compreensão na minha conta também. Pago só o que efetivamente eu consumir ou ter, ok?

 

 Todo mundo sabe que quanto mais gente conectada, mais liberdade de pensamento, mais opinião, mais reflexão, troca, leitura, saber e menos domínio dos poucos grupos que monopolizam os meios de comunicação. Portanto, todo mundo sabe que a Internet é importantíssima para a Democracia e o desenvolvimento de qualquer nação atualmente.

Porque então o Governo Federal não cria uma ESTATAL para fornecer Internet banda larga para a população? Isso é perfeitamente justificável por tratar-se de um serviço estratégico. Esta ESTATAL poderia ser feita nos moldes da Embrapa, empresa que alavancou nossa produção agropecuária a níveis espetaculares. ESTATAL não é pra dar lucro. É pra ajudar o País a melhorar. E nada impediria que as operadoras privadas continuem oferencendo serviços super, hiper HD, antivirus top-velox, mega-super Wi-Fi com 500 mil megas, etc.

Ouso dizer que hoje a Internet é tão importante quanto a energia elétrica para a inclusão social e para o crescimento do Brasil.

 

....  viva Sergio Mota.   o dito senhor armou essa confusao com a telefonia e a baNda larga e por ordem de deus, se retirou deste plano.

uns dizem q fez tudo pelo bem do Brasil, mas os q ficaram em terra sentem no dia a dia os efeitos do crescimento desenfreado, sem planejamento, mas a um custo q o cristao paga e nao tem a devida prestaçao de serviço.

valeu à pena ????  NAO.    seria isso modernidade   ou  falta de BRASILIDADE.

 

Exemplo real de como funciona: numa sexta-feira, durante o capítulo final da novela dos ruminantes, a conexão da Claro 3G estava do jeito que havia contratado, ótima velocidade. Porém, não durou muito muito, caiu a cerca de 5kbps por segundo. Havia acabado a novela dos ruminantes e o povo todo foi para a Internet, prova disso eram as mensagens nas mídias sociais.

Compreensão? Que tal essas operadoras pegar ... ah, deixa pra lá!

 

Uma fábula sobre os serviços de internete paga no Brasil

http://dasmalazartes.blogspot.com.br/2012/09/os-servicos-de-internete-pa...

 

Essas empresas precisam de aprendizado ??? Para fuder com os consumidores não precisam aprender nada, né ? Agora, para beneficiar , precisam. Espero que a Anatel não dê mole . Não fez o correto e no prazo,  multa.