Revista GGN

Assine

A fazenda do pai de Álvaro

Nota: no pé do post há uma explicação possível para o preço da fazenda.

Confira, primeiro, matéria da revista Época de 7 de agosto de 2009. Clique aqui.

Nela, informa-se que o senador Álvaro Dias não declarou à Justiça Eleitoral R$ 6 milhões em aplicações financeiras. O repórter Matheus Leitão descobriu porque o senador inadvertidamente mostrousua relação de bens quando indagado sobre bens da ADTrade, de sua propriedade, que não haviam sido informados ao TSE.

Pego de surpresa, o senador informou que o valor se referia à venda de uma fazenda de seu pai, de 36 hectares, por R$ 5,3 milhões em 2002. As explicações foram aceitas. E a revista absolveu o Senador, sem analisar o valor informado: "Nada ilegal. Mas, a bem da transparência, não custa declarar", concluiu a reportagem.

A bem da transparência, há mais coisas a declarar.

Vamos a algumas contas:

1. 36 hectares equivalem a 14,88 alqueires paulistas.

2. A R$ 5,3 milhões, em 2002 cada alqueire saiu por R$ 356.278,00.

Segundo o Portal do Agronegócio (clique aqui) no auge do boom da soja, o alqueire paranaense chegou a ser negociado a R$ 60.000,00 - quase seis vezes menos que o valor declarado da fazenda do pai de Álvaro Dias.

Uma pesquisa nos preços atuais de fazendas de Maringá revela o seguinte (clique aqui): fazendas a preços (propostos pelo vendedor, não pelo comprador) de no máximo R$ 60 mil o alqueire.

Pode ser que o senador ou o repórter tenham errado nas informações publicadas na Época. É só esclarecer, então. Em vez de 36 hectares, seriam 360, por exemplo?

O Blog está à disposição para oe esclarecimentos.

De daSilvaEdison

Nassif,

A Fazendola estava encravada na área urbana de Maringá, nos fundos da UEM.

Hoje é um bairro residencial de classe média.

Essa área de trinta e poucos hectares era o remanescente da Fazenda Diamante, originalmente com ára de 100 Alqueires (242 Ha).

Distante menos de 4 quilômetros do centro de Maringá, começou a ser loteada acredito que ainda no final da década de 50, restando essa pequena parcela onde estava fincada a sede da Fazenda.

Aqui uma nota sobre a recente inauguração de uma Escola que leva o nome Silvino Dias, pai do Senador:

"A escolha do nome do pioneiro Silvino Fernandes Dias para a primeira escola em período integral de Maringá, se deve não apenas pela trajetória de pioneirismo e trabalho, mas pelo que ele significou para o desenvolvimento da cidade e da região. A Escola Municipal Silvino Dias fica no Jardim Cidade Nova, área onde ficada a Fazenda Diamante, pertencente à família do pioneiro."

http://www2.maringa.pr.gov.br/site/index.php?sessao=84432577b65584&id=10885 

Média: 5 (1 voto)
34 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+34 comentários

Virou  moda esse tipo de desculpa para depósitos de somas vultosas em contas correntes. O Eduardo Jorge flagrado pelo COAF alegou que recebeu em sua conta dinheiro do sogro; o Álvaro Dias o dinheiro é da venda de 36 ha de terra no município de Maringá. Os dois devem ter como provar as alegações. No caso do senador Álvaro Dias é bem mais fácil: se foi herança ou partilha de bens do pai, o seu irmão OSMAR DIAS deve ter recebido a mesma quantidade de terra ou o mesmo valor. Será que o colega dasilvaedson - ele que é de Maringá - tem como confirmar, ou não se isso aconteceu?

 

 

Não sei muito sobre essa fazenda, porém recentemente no Paraná a imprensa divulgou o Imposto de Renda do senador Álvaro Dias citando as suas várias propriedades. Por exemplo, um apto em Curitiba, em bairro nobre, de mais ou menos 1000 m2 ao preço de R$ 75.000,00. Quem quiser investir que venha para Curitiba, os imóveis aqui são baratinhos, baratinhos. eh, eh, eh.

 

 

 
 

Esta aberta a temporada de Tiro ao Alvaro.

Hahahahahahahahahahahahaha

 

Esse tucano é ave de rapina.
Cuidado com ele.
Leiam esse estudo:
http://www.pucsp.br/compolitica/internas/pdfs/florentina_neves.pdf
Ele sabe com manter a GLOBO na palma da mão.

 

Nao eh essa a "fazendola" que foi comprada de alguem que havia morrido oito anos antes?

 

Serra. se o senhor continuar assim, será serra morro abaixo.

 

E o DEM? coitados!

 

Quem não desconfia de si próprio não merece a confiança dos outros (ditado árabe).

EH O JUDICIARIO, ok?  O JUDICIARIO.

O JUDICIARIO em peso esta atraz da corrupcao brasileira.

 

RECORDAR É VIVER:

Em 2005, o cineasta Fernando Meirelles (“Cidade de Deus”, “O Jardineiro Fiel”, “Ensaio sobre a cegueira”) declarou em entrevista à ISTOÉ:

ISTOÉ – O sr. já trabalhou com publicidade. Fez campanhas políticas? Conhece o esquema de caixa 2?

Meirelles – Fizemos programas de horário eleitoral para o PT e o PSDB e a produtora da qual sou sócio fez uma campanha para o PMDB, no Paraná, na década de 80. Eu não participei diretamente, a produção estava com meu sócio, Marcelo Machado. Nessa campanha,cometemos a estupidez de dar um recibo em vez de nota fiscal para o partido [Caixa-2], como eles tinham sugerido, e levamos uma multa [da Receita Federal] que quase fechou a produtora.

Vou revelar algo que fez com que decidíssemos nunca mais trabalhar com políticos. O publicitário forte da campanha fez uma bagunça geral no escritório dele, chamou nossa equipe, uma garotada de 20 e poucos anos na época, e mandou gravar porque pretendia mostrar as imagens no programa da tevê como uma denúncia. Iriam dizer que a sede tinha sido invadida pelo candidato a governador concorrente. A equipe se negou a gravar, houve briga, foi péssimo. Não vou citar nomes. Os caras estão aí, hoje, falando bonito nos jornais, são paladinos da moralidade
——–

Detalhe: Meirelles era sócio da produtora Olhar Eletrônico, que fez a campanha do PMDB, em 1986, cujo candidato a governador era Álvaro Dias, hoje senador (PSDB-PR).

 

Álvaro Dias?

A cada dia que passa mais me convenço que vai ser DILMA no 1º turno !!!

 

Nassif, tudo bem trazer à tona os esqueletos do armário de Álvaro Dias. Porém, Temer também não é santo, bem ao contrário.

Como evitaste partidarismo explícito até agora, achei que foi meio açodado desqualificar o candidato logo de cara. Para equilibrar, trazer à tona as matérias sobre a compra de votos no DF (Caixa de Pandora) que estabeleciam uma conexão com esquemas de propina em São Paulo e mencionavam Temer teria sido conveniente.

Mesmo porque o vice-presidente é antes uma peça de cimentar coalizões. Talvez o que fosse mais útil seria realçar a fraqueza da chapara justamente por ser pura, o que indica que os outros partidos da base de Serra ou foram alijados, ou se alijaram para não afundar junto com ele. Cair matando transmite a impressão de que és aberta e acriticamente apoiador da coalizão governista, quando todos sabemos que não é o caso.

Aliás, o que acho melhor dessa eleição é que ao menos um idiota ficará fora do congresso durante quatro anos: Michel Temer. Ele espera ser eminência parda indispensável na articulação política, mas desconfio que seja uma estrela instável no partido: de apenas três deputados peemedebistas eleitos por São Paulo, ele foi o menos votado. Se Dilma assumir as rédeas da articulação - e não sabemos se ela tem jogo de cintura político propriamente dito -, ele poderá ser exilado no Jaburu, especialmente com raposas como Renan Calheiros no Congresso possivelmente prontas para acumular poder junto aos parlamentares. "Político sem mandato é igual a rameira sem cama", disse, se não me engano, Tancredo. Ora, a vice-presidência é um mandato extremamente fraco.

 

Deram  um chute  na bunda  do DEM.

 

Nassif, veja  o que os professores falam do Alvaro Dias-

Em 30 de agosto de 1988, uma manifestação dos professores pro melhores condições de trabalho foi COIBIDA pela POLICIA MILITAR com CAVALOS, CASSETETES e BOMBAS de GÁS, sob ordem do então governador Alvaro Dias, em frente ao Palácio Iguaçu, sede do Governo do Estado. -

 

Ricardo Noblat, aquele que disse que tem "horror" a qualquer desobidiência da lei (desde que seja pelo PT ou Lula) e que, quando Nassif estava publicando O caso veja, foi instado a opinar e disse que estava esperando ouvir o outro lado, e continua esperando até hoje, não estampa mais o seu horror na capa do seu blog frente ao que faz psdb e aliados nos seus programas partidários. O que não faz a um jornalista não poder ter independência por está abrigado em um grande portal onde se deve seguir a linha dos patrões!

 

 

Nassif,

A Fazendola estava encravada na área urbana de Maringá, nos fundos da UEM.

Hoje é um bairro residencial de classe média.

 

 

 

Complementando:

Essa área de trinta e poucos hectares era o remanescente da Fazenda Diamante, originalmente com ára de 100 Alqueires (242 Ha).

Distante menos de 4 quilômetros do centro de Maringá, começou a ser loteada acredito que ainda no final da década de 50, restando essa pequena parcela onde estava fincada a sede da Fazenda.

Aqui uma nota sobre a recente inauguração de uma Escola que leva o nome Silvino Dias, pai do Senador:

"A escolha do nome do pioneiro Silvino Fernandes Dias para a primeira escola em período integral de Maringá, se deve não apenas pela trajetória de pioneirismo e trabalho, mas pelo que ele significou para o desenvolvimento da cidade e da região. A Escola Municipal Silvino Dias fica no Jardim Cidade Nova, área onde ficada a Fazenda Diamante, pertencente à família do pioneiro."

http://www2.maringa.pr.gov.br/site/index.php?sessao=84432577b65584&id=10885

 

 

 

Novidade da hora.

TSE suspende inserção do PSDB pró-Serra

http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/eleicoes-2010/tse-suspende-insercao-do-psdb-pro-serra/

 

Eles são demais!

Dilma no 01. turno, para o Brasil voltar ao normal e a polícia poder trabalhar de novo para pegar esses ramphastos que assolam o nosso celeiro.

Vai, Brasil!

 

Gustavo Cherubine

Se eu fosse o Rodrigo Maia, já teria ligado para a Dilma para oferecer apoio.

O DEM foi duplamente apunhalado pelas costas. Primeiro, porque o vice não saiu de seus quadros, apesar de ser o aliado de primeira hora. Segundo, porque quem anunciou o vice foi um aliado recém conquistado, que subiu agora no bonde e ainda quer ficar na janela.

Desprestígio total.

 

Resolvido: Galvão Bueno pra vice do Serra!

 

DILMA DE VOLTA E ELEIÇÕES GERAIS PARA ESSE CONGRESSO GOLPISTA!

DIRETAS JÁ É CHANCELAR O GOLPE!

Já tinha cantado esta pedra. Com a popularidade cada vez mais em alta, o Galvão pode ser a redenção.

http://www.brasilianas.org/sites/all/themes/luisnassif/images/reply1.png); background-attachment: initial; background-origin: initial; background-clip: initial; background-color: initial; width: 200px; font-weight: bold; margin-top: 10px; background-position: 0px 0px; background-repeat: no-repeat no-repeat;">ter, 22/06/2010 - 19:14

O meu voto vai para Galvão Bueno.

Tão popular quanto Serra;

Tão simpático quanto;

Faz parte de um  partido da base de sustentação do Serra;

Não vai dar palpite, qualquer coisa Serra pode gritar: CALA A BOCA, GALVÃO!

 

Adoro esse blog, um dos motivos é o alto nível dos comentaristas

Ninguem vc acertou na veia.

Galvão pra vice

Posta isso no novo post do Nassif ai em cima

 

Ninguém, pode crer, irmão, vc acaba de criar um dos maires sucessos da infovia brasileira.

Eu já estou espalhando no meu twitter.

Como não pensei nisso antes!

Vamos avisar os tucanos!

GALVÃO BUENO PARA VICE DE SERRA!

 

Gustavo Cherubine

ficam colocando materias de fazenda.pode aposta o botox dias.vai falar que dossie feito no comite do pe e que pedi foi a dilma só aguardar.pois quando e contra o pt de denucia quando deles e dossie.

 

o reporter deve ter se engando a fezenda provavelmente seja no ceu ou na avenida paulista pois nao se encontra em nenhum outro lugar com esse valores absurdos de 147.000,00 a hectarie

pois encontrei nos arredores de petrolina -pe em uma area de irrigacao a 15.000,00 a hectare e é uma das terras que tem um valor muito alto

 

Nassif.

Não sou defensor do Senador Álvaro Dias e até o acho um péssimo político.

Mas a bem da verdade, lembro-me que em post semelhante no ano passado, qdo o assunto foi comentado, um comentarista de Maringá-PR dise que as terras ficavam dentro da cidade em área nobre, creio que ao lado duma universidade e que o preço era bem real.

 

Sérgio,

 

Também não gosto do Alvaro Dias, Acho-o um sacripanta e o vice ideal para o Serra. Ajuda a tirar votos do tucano e facilita a campanha da Dilma.

Mas, sobre a fazenda, pode ser que o valor seja verdadeiro.  Quem quiser conferir é fácil, basta uma busca no registro imobiliário local (que é um serviço público) e vai conseguir levantar a localização exata do imóvel e o valor correto da venda e compra, permitindo, inclusive, apurar se Alvaro Dias sonegou o fisco e passou a escritura  por um valor abaixo do real, engordando seu caixa dois.

Por outro lado, se a fazenda estiver bem próxima à área urbana ela pode sim valer o montante informado pelo senador, ou até mais, considerando que deve se destinar a criação de um empreendimento imobiliário. Mas se a área for terra de agricultura, portanto longe de área urbana, seu preço por alqueire é aquele mesmo indicado pelo colega acima , algo em torno de R$ 50 mil por alqueire, se for terra roxa.

 

Meu Deus. Não fazem 24 horas que o senador foi indicado e já está se tornando alvo ? Vocês acham mesmo que os tucanos iriam se cobrir com telhado de vidro ? Anos atrás opositores de Alvaro Dias espalhavam ilações sobre (...). Será que veremos ressurgir este tipo de veleidade novamente? Vamos jogar limpo. Este blog tem assumido uma postura francamente contra o assassinato de reputações

 

 Fulano sem nome(pelo menos para mim não apareceu nome algum) só achamos que não custava ter mencionado na JE, afinal um valor desses, ninguem esquece assim, facilmente.  Ninguem acusou ninguem de nada, só estamos conjecturando e comentando fatos.  Para um senador "esquecer" de declarar tamanha quantia, realmente pega mal, não é mesmo??  Para se falar o mínimo. Ou será que é tanto dinheiro que nem se lembra? Não vejo nenhum assassinato de reputação, estamos só exercendo nosso direito de comentar uma matéria que saiu na revista  Época, na época!!!!

 

Estaria assassinando reputações se:

1. Não publicasse o contraponto do Paes sobre a fazenda do pai de Dias.

2. Publicasse na íntegra o seu comentário, com as tais insinuações.

 

Ei Nassif,

Se continuar desse jeito não vão arranjar vice para Gengivão.

Esse ái tá bom demais! Não vamos queima-lo agora não!

 

PSDB larga de mão seu candidato presidencial, e parte para o tudo ou nada nas eleições regionais.

A mudança de prioridades foi escrachada no anúncio de Álvaro Dias como vice de José Serra, pois este é um vice que não agrega nada a corrida presidencial, Serra já tem vantagem no Sul, no eleitorado conservador onde Álvaro Dias teria maior capacidade de agregar votos, o problema grave da estratégia presidencial é a sangria no resto do país, onde um vice de expressão pudesse fazer alguma diferença.

Qual seria a lógica então?

A lógica é a da base do PSDB, que já desembarca da candidatura presidencial, despreza a aliança com os DEMOS, e vai com tudo para salvar suas candidaturas estaduais, onde a dobradinha PSDBista teria mais força em ajudar alguns candidatos a Governador, ao Senado além de somar mais força para salvar o PSDB de ser varrido dos parlamentos estaduais e federal.

E como fica o DEM? Chegou o fim de seus “dias”? O DEM ficou segurando na broxa, pois o foco do PSDB será capitalizar todo o eleitorado conservador, num salve-se quem puder, na construção de sua bancada. O DEM agora é concorrente.
A última pesquisa eleitoral, onde Dilma Rousseff ultrapassa Serra desencadeou a nova diretriz política de sobrevivência PSDBista.

Álvaro não tem nada a perder, de todas as formas ficaria/ficará no Senado mais 4 anos, agora, Osmar Dias que poderá retirar-se da candidatura para o Governo do Paraná seria o grande perdedor, e sua contraparte do PSDB, Beto Richa, o grande vencedor.

O mesmo jogo será jogado pelo PSDB em todo o Brasil, mas sua expressão mais forte será mesmo no Paraná, onde salva um governador de uma derrota provável e embaralha o joga da esquerda e de um palanque forte para a Dilma.

José Serra vai para o sacrifício de um fim amargo de sua carreira política, abraçado na submersão não a Álvaro, mas a seu irmão...

E que Oxalá nunca provemos de uma trama intrafamiliar tão perniciosa quanto prova o cidadão Osmar Dias.

http://engajarte-blog.blogspot.com

 

 

Análise acurada do Engajarte!

Mas será mesmo prejuiízo as perdas do Osmar Dias?

Nunca consegui ter confiança neste senhor, parece-me um lobo em pele de cordeiro. Perderá sim o PDT.

Quanto ao Beto Richa, se ganhar, poderá ocupar o espaço deixado pelas velhas lideranças que levaram o PSDB ao estado em que se encontra.

Isso é positivo para renovar a oposição, e acabará por colocar o atual senador Álvaro Dias em posição mais subalterna do que a que ocupa hoje.

E isso também é positivo para a política nacional.

E como maré de sorte é assim mesmo, enxugar mais ainda o DEM é uma contribuíção inestimável para nosso presente e futuro.