Revista GGN

Assine

A marcha das pesquisas, segundo Marcos Coimbra

Marcos Coimbra, do Vox Populi, não conseguiu identificar as tendências que o Instituto Datafolha diz ter percebido no eleitorado.

O Vox Populi tem uma enorme quantidade de tracking (pesquisas rápidas diárias) e pesquisas em diversos estados.

Para o iG/Band, sua pesquisa buscar 500 novos pesquisados diariamente. Para partidos políticos, 3 mil. Faz tracking em Minas, São Paulo, Paraná, Santa Catarina.

Nenhuma de suas pesquisas apontou as tendências divulgadas pelo Datafolha.

Nele, há uma queda discreta de Dilma, Serra se estabilizando no patamar de 28% e Marina subindo.

Nas pesquisas do Vox, não se observou nenhuma tendência de queda de Dilma – que nunca fica abaixo de 49%. Em geral, oscila entre 49 ae 51%. Serra permanece na faixa de 20 a 25% - no momento está em 22%.

Se descontar os 12 a 14% de Marina, sobram de 10 a 12 pontos para Dilma vencer no primeiro turno.

A única tendência nova detectada é de um leve crescimento da Marina, mas restrito aos grandes centros do sudeste.

Coimbra explica que uma pesquisa apenas não pode se pretender identificar o todo. As análises precisam ser feitas em cima do conjunto de pesquisas de todos os institutos. Mas o Datafolha continua considerando seus dados os únicos capazes de refletir a realidade.

Coimbra lembra que nessas eleições, durante todo o tempo o Datafolha correu atrás dos demais institutos. Jamais conseguiu antecipar uma tendência sequer. Seria surpresa se conseguisse agora. 

Média: 4.8 (43 votos)
50 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+50 comentários

...e o ativismo das pesquisas&análises&interpretações&tendências do mago coimbra, o oráculo-mor do luis nassif online ...quebrou a bola de cristal...

emendando a frase da velha raposa militarista prussiana, o chanceler Otto Von Bismarck (1815-1898): "Leis e (pesquisas de opinião) são como salsichas; é melhor não saber como são feitas". 

 

"Não há segredo que o tempo não revele, Jean Racine - Britânico (1669)" - citação na abertura do livro Legado de Cinzas: Uma História da Cia, de Tim Weiner. 

Releiam esse artigo, é de gargalhar. Ou melhor, de chorar.

 

Nassif,

Acredito eu que a Folha e o Datafolha, que muitos estão chamando de "datafalha" e "datamente" chegou como disse o Sergio Ricardo, no desgoverno FHC, no limite da irresponsabilidade. Não vejo nada de mal um jornal tendencioso como a Folha apoiar o Serra, isto é fato desde 2004 quando este foi candidato a prefeito por Sampa. O que não é nomal esse mesmo jornal colocar na guilhotina o resto da credibilidade que lhe resta, arrantando consigo o instituto de pesquisa e pior ainda a reputação dos seus profissionais. Caso seja confirmada a intenção de votos dos demias institutos e Dilma venha ser eleita em primeiro turno com mais de 55% dos votos válidos, o PT deveria solicitar a justiça eleitoral ou em outras instâncias judiciais uma auditoria de todas as pesquisas do Datafolha e responsabilizar criminalmente este por tentar induzir a população brasileira ao erro.

Abraços

 

Vejam a pesquisa  Ibope  hoje..

muito bom...

 

Confio no Vox, pelo próprio histórico de erros, enganos e má-fé do Datafolha.

 

FOLHA: NÃO DÁ PARA CONFIAR.

 

Já pensaram no futuro do Brasil se o Serra ganhasse? O nível de informação que teríamos continuaria nas mãos da Veja, da Folha, da Globo, do Estadão... Alguém falou em ditadura?

 

As manchetes de hoje, 29 de setembro de 2010, dos jornais Globo, Folha, e do Estadão são muito parecidas, praticamente a mesma.

A primeira impressão parece um reconhecimento da pesquisa do Datafolha, e do peso da grande mídia da opinião pública,

mas pensando melhor pode ser uma justificativa por um eventual erro de metodologia, e para uma grande diferença do resultado das urnas e as pesquisa do Datafolha.

O Globo, 29 de setembro de 2010
Manchete: Em queda, Dilma pede PT nas ruas e evita briga com Marina
http://oglobo.globo.com/

Folha de S. Paulo, 29 de setembro de 2010
Manchete: Dilma tenta frear perda de voto com apelo à militância
http://www.folha.uol.com.br/

O Estado de S. Paulo, 29 de setembro de 2010(divulgado pelo Newseum/Newseum Home/Today's Front Pages > Wednesday, September 29, 2010
Manchete: Chance de 2° turno altera estratégias das campanhas
Petistas preparam reação à queda de Dilma, Serra prefere cautela, e Marina ataca os dois na reta final
http://www.newseum.org/todaysfrontpages/pop_up.asp?fpVname=BRA_OE&ref_pg...

 

2014---distribuição de renda

O Marco Coimbra esta certo, veja o que faz o Brisola neto com os números reais do dataserramarina, só o final dos números.

Mas parece que o manual da Folha não serve para pesquisas eleitorais.Na pesquisa apresentada hoje no jornal, Dilma aparece com 46% na pesquisa estimulada, Serra com 28% e Marina com 14%. Brancos, nulos, indecisos ou não sabem/não responderam são 11%.Portanto o universo de votos válidos é de 89% do total, considerando a fração dos demais candidatos que não chega a 1%, mas que é voto válido. É simples fazer as contas. 46 sobre 89 (100% dos válidos, portanto) dá 51, 685%. Na regra de arredondamento, 52%. Mas a Folha “arredonda” para baixo: 51%.Serra, com 28% de respostas estimuladas tem sobre os mesmo 89%,  31,46% do total de votos válidos. No arredondamento de qualquer estudante, 31%. Mas, na Escolinha do Professor Tavinho Frias, vira 32%.Com Marina não erra: os seus alegados 14% representam 15,73% dos válidos e é correto arredondá-los para 16%.Com esta “pequena regrinha especial”, a comparação entre Dilma e a soma de Serra e Marina fica em 3 pontos.Se usados os números exatos, dá 4,495%E com a regra de arredondamento estabelecida pelo manual, 5% (52, contra 31 de Serra e 16 % de Marina, ou 52 menos 47%)A Folha, agora, usa as regras da conveniência, não as do seu manual.A matemática da Folha anda igual à sua “imparcialidade”.Portanto, eu coloquei estes quadrinhos da historinha “Pedro e seus amigos” para ajudar o pessoal da Barão de Limeira a fazer contas “certinho” E obrigado pela atenção. Uma  conta de arredondamento vejam o estrago, agora imagine pesquísa feita nos bairros induzidos, como por exemplo boa viagem, copacabana e outros pelo Brasil afora, esta conta deve chegar aos 8 do Dutra.

 

A tendência de voto na Marina dos evangélicos e carismático é um realidade,tô percebendo isso aqui no Piauí,essa onda verde contra a candidata "anticristo" pode levar a disputa para o segundo turno.

 

A tendência de voto na Marina dos evangélicos e carismático é um realidade,tô percebendo isso aqui no Piauí,essa onda verde contra a candidata "anticristo" pode levar a disputa para o segundo turno.

 

A perda de credibilidade dos grandes meios é tão grande que essa associação que eles fizeram entre a subida das intenções de voto na Marina com um possível 2º turno com o Serra pode fazer, e provavelmente fará, com que a candidata do PV perca as intenções de voto que acabou de conquistar. Muitos eleitores da Marina se assustam com a possibilidade de os seus votos ajudarem o Serra.

 

Coimbra falou tudo.

"Datafolha sempre correu atrás dos outros institutos".

Akém disso, o Datafolha também corre desesperadamente atrás da manipulação, da mentira e do golpe.

 

Eleição já está decidida há tempos...é Dilma lá de primeira, com certeza.

Para quem duvida, melhor resposta está na diferença entre “se identificar com o eleitorado”, que para Dilma já corresponde a pelo menos 50%, e

“ser identificado pelo eleitorado”, que para Serra é mantido em 25%.

Que se debrucem os matemáticos sobre as planilhas com as respostas espontâneas e confirmem...se 5 dias mal dá para “ser identificado” por 5%, imaginem a dificuldade

no “se identificar com”.

Estabilidade vem daí e não é de hoje.

 

A bala de prata

Durante todo o mês de setembro especulou-se qual seria a chamada “bala de prata”, aquela que faria um estrago na campanha de Dilma Rousseff à presidência da República.

Inicialmente, as especulações gravitaram em torno de dois eixos fundamentais: o primeiro, e mais evidente, foi a possibilidade de se fazer uma arqueologia do passado de Dilma, indo desde a militância e a luta armada até mesmo à instalação de uma loja de artigos populares; já o segundo eixo tem a ver com a desconstrução do Partido dos Trabalhadores e de sua coalizão, repercutindo os escândalos e as denúncias como a de tráfico de influência na Casa Civil.

Posteriormente, passou-se a especular com mais vigor a capacidade corrosiva de algumas convicções da candidata, com grande destaque para o aborto, incluindo boatos sobre a vida pessoal e até mesmo um suposto pouco caso com o cristianismo.

Os  efeitos dos dois primeiros eixos já seriam mais ou menos sabidos, pois consolidaria o eleitorado de José Serra, evitando a sangria de votos que o fez minguar de maneira até surpreendente. Não se suspeitava, é verdade, que Marina Silva pudesse tirar proveito eleitoral, embora não se saiba qual é a extensão desta capitalização em intenção de votos.

O terceiro eixo é uma incógnita, afinal não se imagina qual é o efeito sob o eleitorado, principalmente o evangélico. Desconhece-se até o alcance de tal campanha difamatória, empreendida no mundo digital e em muitos cultos católicos e evangélicos, segundo relatos de internautas de todo o Brasil. Pessoalmente, parece-me que este terceiro eixo é a principal razão da subida de Marina Silva. Infelizmente, os instutos de pesquisa não nos deram dados para fazer tal análise, tampouco os jornalistas, que não tem sido capazes de revelar qual o impacto captado nas pesquisas internas dos partidos políticos.

Contudo, arrisco-me a dizer que nenhum dos três pilares de desconstrução de Dilma Rousseff adquiriu força suficiente para ser a tal “bala de prata”. Não que ela não pareça vir, pelo contrário, parece-me que ela já foi disparada e tem feito um estrago significativo, a ponto de levar para o segundo turno a eleição presidencial e/ou de minorar significativamente a derrota da oposição e de Serra, chegando ao extremo de derrota no dia 31 de outubro.

Porém, se acredito que a “bala de prata” foi disparada, não posso vincular tal feito à oposição, inepta porque não percebeu que o PT instituiu uma agenda de desenvolvimento nacional, calcado na criação de um mercado consumidor de massa e na construção de grandes corporações nacionais via BNDES.

A tal “bala de prata” é fogo amigo. Foi disparada de dentro da campanha petista, que optou por despolitizar a campanha, tornando-a blasé. Entregou-se ao marqueteiro, mais uma vez, a decisão sobre o conteúdo, quando este é especialista apenas na definição da forma. Anestesiou-se, não a população, mas a militância, dando-lhes a sensação de favas contadas. Discutia-se apenas o quão esmagadora seria a vitória sobre Serra, se Dilma teria 60, 65 ou 70% dos votos no dia 03 de outubro.

Ao que tudo indica, a candidatura de Dilma Rousseff sofreu do mesmo mal que a de Lula, em 2006. Naquela ocasião o presidente, informado sobre a ida ao segundo turno, quebrou um copo na parede, externando a sua contrariedade com os fatos e com os próprios erros.

Esqueceram que, em uma campanha, deve-se lutar até o último minuto por mais um voto. Conquistar sempre mais. Usando metáfora futebolística, “quem não faz, leva”.

 

Esse pessoal da Folha de São Paulo é no mínimo estúpido e, no máximo, cretino. A Dilma foi presa, torturada, ficou presa por cerca de 2 anos. O STF, mesmo que em decisão lastimável, decretou que a lei da anistia valeu para todos os lados e que o assunto está encerrado. Então, estão "catando" o quê, mesmo? Repito, no mínimo, estúpidos e, no máximo, cretinos, mas, com certeza: imbecis mal intencionados. Aliás, não há no mundo algo pior do que um imbecil mal intencionado. Creio que o tal FT conseguiu se transformar na "latrina" midiática do Brasil.

 

Nassif

Cuidado! As urnas podem estar sendo preparadas para levar a um segundo turno. E de quebra, desmoralizar os outros institutos. Não descarte essa hipótese.

 

 

     Quando o rio corre pro mar, não tem jeito.

      A manipulação do datafolha vai surtir o efeito contrário.

      Os milhões que contavam tranquilamente com a vitoria da continuidade do governo lula ( e até estavam certos) passam a ficar preocupados e vendo como necessaria uma atitude mais militante.

       Parabens Manezinho Frias. Agora você mobilizou uma multidão a favor da Dilma.

       O seu indice vai ficar mais distante

       .E a farsa mais clara.

      

 

Geraldo Siqueira

Fico intrigado.....será possível que o instituto vá nessa toada até o fim? Será que nao dá a mínima pra sua credibilidade?

 

Wagborja

Fico intrigado.....será possível que o instituto vá nessa toada até o fim? Será que nao dá a mínima pra sua credibilidade?

 

Wagborja

Em busca da bala perdida... no limite da irresponsabilidade.

Portal UOL

28/09/2010 - 19h50

Tribunal militar nega liminar para abrir processo de Dilma

DE BRASÍLIA

O ministro do STM (Superior Tribunal Militar) Marcos Torres negou em caráter provisório o mandado de segurança protocolado pela Folha para que o jornal tivesse acesso aos autos do processo que levou a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, à prisão durante a ditadura (1964-85).

Em sua decisão, que ainda será analisada e julgada em definitivo pelo plenário do STM, o ministro alegou que não poderia tomar a decisão antes do tribunal.

No dia 17 de agosto, a Folha revelou que o processo relativo à petista estava trancado em um cofre da presidência do STM. O material foi retirado dos arquivos e mantido em sigilo por decisão do presidente do tribunal, Carlos Alberto Marques Soares.

Marques Soares alegou querer evitar o uso político do material e também que o processo encontra-se em "estado de fragilidade, de difícil manuseio".

O mandado de segurança foi protocolado depois que o próprio Marques Soares negou acesso ao processo requerido pelo jornal.

No recurso jurídico, a Folha justificou a necessidade do acesso antes das eleições, para que os leitores tivessem conhecimento do passado de Dilma. Segundo o ministro Marcos Torres, o jornal poderia ter solicitado acesso ao processo anteriormente, e não às vésperas do processo eleitoral.

Taís Gasparian, advogada do jornal, disse esperar que o mandado de segurança seja analisado pelo plenário do STM ainda nesta semana, antes do primeiro turno.

 

Mas a que ponto estes animais da Folha chegaram!?

 

Até o Supremo Tribunal Militar é mais preocupado com suas ações do que esse pessoalzinho de quinta categoria da Folha!

Sinceramente, esse jornal não apenas incorporou o estilo rasteiro da Veja, mas está o soterrando para novos patamares! Se continuarem a cavar de tal forma, vão dar de cara no esgoto do Palácio dos Bandeirantes, que desagua no Morumbi, como demonstrou o Luís Carlos Azenha. Coisas da elite paulista e da Sabesp, sabem como é...

 

Dito isso, como esperar que conduzam pesquisas eleitorais com um mínimo de credibilidade? Será que sua cegueira social é tão grande que ofusca completamente sua visão para as possíveis consequências de tal comportamento antiético, completamente partidarizado e interesseiro? Será que acham que seus interesses sociais e econômicos podem se sobrepor à vontade de um povo? 

 

Caro Nassif,

Acho que esta iniciativa simbólica merece destaque! 

Abraços

Israel intercepta barco de grupo judeu a caminho de Gaza

Guila Flint

De Tel Aviv para a BBC Brasil

 

Irene

Barco Irene tem entre tripulantes um sobrevivente do holocausto

A Marinha israelense interceptou nesta terça-feira o barco Irene, tripulado pelo grupo Judeus por Justiça para os Palestinos, que pretendia chegar à Faixa de Gaza em um protesto contra o bloqueio à população palestina do território.

O barco, que zarpou de Chipre no domingo, deveria chegar nesta terça-feira às águas territoriais da Faixa de Gaza, mas foi conduzido pelas forças israelenses até o porto de Ashdod, ao norte do território palestino.

De acordo com o porta-voz do Exército israelense, durante a invasão do barco "não houve qualquer ato de violência, nem por parte dos militares nem por parte dos viajantes que estavam a bordo".

Os dez viajantes e tripulantes foram presos e levados para serem interrogados pelas autoridades israelenses. Todos são judeus – cinco deles têm cidadania israelense e os outros cinco são europeus e americanos.

Os cinco israelenses foram entregues à policia local, e os viajantes de cidadania estrangeira serão interrogados pelo departamento de imigrantes ilegais do Ministério do Interior.

Parentes dos detidos se manifestaram no porto de Ashdod exigindo a libertação imediata dos viajantes do Irene.

De acordo com a advogada dos ativistas, Smadar Ben Natan, todos deverão ser libertados após o interrogatório.

Sobrevivente do Holocausto

Segundo os passageiros, um dos objetivos da ação era demonstrar que "não são todos os judeus do mundo que apoiam a política do governo de Israel em relação aos palestinos".

Richard Cooper, cidadão britânico que estava no barco, diz que o grupo realizou uma "ação simbólica e não violenta, de protesto e solidariedade".

A embarcação, de bandeira britânica, levava uma carga de próteses ortopédicas, redes de pesca, instrumentos musicais e brinquedos para a população de Gaza.

Um dos ativistas era o sobrevivente do Holocausto Reuven Moskovitz, de 82 anos.

"Como sobrevivente do Holocausto, o protesto contra a opressão em Gaza é uma missão sagrada para mim", disse ele.

Outro viajante é Rami Elhanan, cidadão israelense que perdeu sua filha, Smadar, em um atentado suicida cometido pelo Hamas em 1997, em Jerusalém.

"Queremos protestar contra o bloqueio desumano a 1,5 milhão de pessoas na Faixa de Gaza", disse Elhanan.

O barco Irene surpreendeu as autoridades israelenses, que, de acordo com a imprensa local, não estavam cientes dos planos do grupo.

De acordo com o governo israelense, o objetivo do bloqueio à Faixa de Gaza é impedir a entrada de armas que poderiam ser usadas pelo Hamas, que controla a região, para atacar Israel.

 

Até que enfim uma voz lúcida sobre o papel do Datafolha nesta eleição. Isto mostra que nada mudou, afinal, qual fatonovo importante aconteceu para que Dilma caísse assim tão abruptamente? Ha institutos e institutos de pesquisa. Os que querem fazer pesquisa de verdade e os que querem defender uma candidatura. Felizmente, o Datafolha é o que possui a menor credibilidade.

 

Até que enfim uma voz lúcida sobre o papel do Datafolha nesta eleição. Isto mostra que nada mudou, afinal, qual fatonovo importante aconteceu para que Dilma caísse assim tão abruptamente? Ha institutos e institutos de pesquisa. Os que querem fazer pesquisa de verdade e os que querem defender uma candidatura. Felizmente, o Datafolha é o que possui a menor credibilidade.

 

 

A bala de prata e mesmo a pesquisa do Datafolha e o debate na Globo.

 

 

A bala de prata e mesmo a pesquisa do Datafolha e o debate na Globo.

 

A direita tenta jogar suas últimas fichas utilizando-se da desonestidade.

A derradeira tentativa se dará na quinta-feira no debate da Globo, onde Dilma será bombardeada de todos os lados. Espero que ela esteja preparada!

 

A bala de prata é o DataFolha

A idéia é consolidar que a Dilma caiu e está por um triz. Isso pode influenciar os indecisos. Vão bater nessa tecla a semana toda e o JN de 5a vai até dizerf que na mergem de erro, acontece segundo turno para as pessoas no domingoi saítem de casa com a idéia de que vai dar segundo turno. Aí, das duas uma. Ou existe um esquema para melar as eleições (outro proconsult, o que ria uma loucura sem fim e com consequ~encias imprevisíveis) e nesse caso a pesquisa de boca de urna do DataFolha vai apontar segundo turno, no mesmo esquema contra o Brizola, ou para recuprar a credibilidade, quando eles perceberam que não deu mesmo a pesquisa de boca de urna vai fazer o dataFolha voltar atras e apontar a Dilma a "primeira mulher a se tornar presidente do Brasil" e se manter como se nada tivesse acontecido.

 

 

acho isso interressante Nassif:http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-marcha-das-pesquisas-segundo-marcos-coimbra#moreLiderança de Tasso Jereissati na disputa ao Senado no Ceará está ameaçada

PUBLICIDADE

FLÁVIA FOREQUE
ENVIADA ESPECIAL A FORTALEZA (CE)

O senador Tasso Jereissati (PSDB) está tecnicamente empatado com o deputado federal Eunício Oliveira (PMDB) nas intenções de voto para o Senado no estado do Ceará.

De acordo com pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira (28) pelo jornal "O Povo", o tucano tem 44% das intenções de voto, contra 41% de Eunício Oliveira e 36% do deputado federal José Pimentel (PT). Como a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, há um empate técnico entre Tasso e Eunício.

Acompanhe a Folha Poder no Twitter
Conheça nossa página no Facebook

O empate técnico também é constatado entre Eunício e Pimentel, considerando a variação mínima do peemedebista (38%) e a máxima de Pimentel (39%). Na pesquisa anterior, realizada entre os dias 9 e 10 de setembro, Tasso tinha 12 pontos a mais que Eunício, tecnicamente empatado na ocasião com José Pimentel (31%).

O candidato ao senado Alexandre Pereira (PPS) tem 4% dos votos. Marilene Torres (PSOL), Raquel Dias (PSTU) e Tarcísio Leitão (PCB) aparecem com 2% cada. Benedito Oliveira (PCB), Reginaldo (PSTU) e Polô (PV) têm 1%.

A pesquisa mostrou ainda que 79% dos eleitores do estado não sabem o número de seus candidatos ao Senado.

LULA

Esta é a primeira pesquisa feita pelo instituto desde a participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na propaganda da coligação "Por um Ceará melhor pra todos", do candidato à reeleição Cid Gomes (PSB). O vídeo foi gravado na primeira quinzena de setembro, em Brasília. Sem mencionar Tasso, Lula aparece na televisão pedindo ao eleitor cearense para eleger uma bancada aliada no Senado Federal.

"Eu peço ao povo do Ceará, com o respeito e o carinho que eu tenho pelo povo do Ceará, que não permitam que a Dilma passe no Senado o que eu passei. Senadores com ódio, senadores trabalhando para tudo dar errado", afirmou o presidente na TV.

A pesquisa Datafolha foi feita entre os dias 23 e 24 de setembro e ouviu 985 eleitores de 44 municípios do estado. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número 32025/2010.

 

acho isso interressante Nassif:http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-marcha-das-pesquisas-segundo-marcos-coimbra#moreLiderança de Tasso Jereissati na disputa ao Senado no Ceará está ameaçada

PUBLICIDADE

FLÁVIA FOREQUE
ENVIADA ESPECIAL A FORTALEZA (CE)

O senador Tasso Jereissati (PSDB) está tecnicamente empatado com o deputado federal Eunício Oliveira (PMDB) nas intenções de voto para o Senado no estado do Ceará.

De acordo com pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira (28) pelo jornal "O Povo", o tucano tem 44% das intenções de voto, contra 41% de Eunício Oliveira e 36% do deputado federal José Pimentel (PT). Como a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, há um empate técnico entre Tasso e Eunício.

Acompanhe a Folha Poder no Twitter
Conheça nossa página no Facebook

O empate técnico também é constatado entre Eunício e Pimentel, considerando a variação mínima do peemedebista (38%) e a máxima de Pimentel (39%). Na pesquisa anterior, realizada entre os dias 9 e 10 de setembro, Tasso tinha 12 pontos a mais que Eunício, tecnicamente empatado na ocasião com José Pimentel (31%).

O candidato ao senado Alexandre Pereira (PPS) tem 4% dos votos. Marilene Torres (PSOL), Raquel Dias (PSTU) e Tarcísio Leitão (PCB) aparecem com 2% cada. Benedito Oliveira (PCB), Reginaldo (PSTU) e Polô (PV) têm 1%.

A pesquisa mostrou ainda que 79% dos eleitores do estado não sabem o número de seus candidatos ao Senado.

LULA

Esta é a primeira pesquisa feita pelo instituto desde a participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na propaganda da coligação "Por um Ceará melhor pra todos", do candidato à reeleição Cid Gomes (PSB). O vídeo foi gravado na primeira quinzena de setembro, em Brasília. Sem mencionar Tasso, Lula aparece na televisão pedindo ao eleitor cearense para eleger uma bancada aliada no Senado Federal.

"Eu peço ao povo do Ceará, com o respeito e o carinho que eu tenho pelo povo do Ceará, que não permitam que a Dilma passe no Senado o que eu passei. Senadores com ódio, senadores trabalhando para tudo dar errado", afirmou o presidente na TV.

A pesquisa Datafolha foi feita entre os dias 23 e 24 de setembro e ouviu 985 eleitores de 44 municípios do estado. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número 32025/2010.

 

portal R7 denuncia a farsa:

 

 

Boatos tentam desestabilizar 
reta final da campanha de Dilma

 

Rumor atribui à petista a frase “nem mesmo Cristo me tira essa vitória”

Do R7

 

Uma falsa declaração atribuída à candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, circula na internet com o fim de desestabilizar a candidatura da petista nesta reta final da campanha, a cinco dias da eleição. De acordo com e-mails e mensagens repassadas pela web, Dilma, que lidera a disputa de acordo com todos os institutos de pesquisas, teria dito: “nem mesmo Cristo me tira essa vitória. As pesquisas comprovam o que eu estou dizendo, vou ganhar no primeiro turno”.

A declaração, no entanto, nunca existiu, de acordo com a equipe de campanha de Dilma, e se deve ao “jogo baixo” utilizado pelos seus adversários durante a campanha.

Segundo o coordenador de comunicação da campanha da petista e candidato a deputado estadual por São Paulo, Rui Falcão, ela nunca deu esta declaração.

- É uma calúnia. Dilma respeita todas as religiões e jamais usaria o nome de Cristo em vão. Ainda mais com esse tom de arrogância, que não é do temperamento dela, muito menos de soberba com os eleitores.

Diferentemente da declaração atribuída a ela, a candidata do PT tem dito, sempre que questionada, que pesquisa não ganha eleição e a definição só ocorre no dia 3 de outubro, quando os eleitores forem às urnas.

Em campanha em Curitiba (PR), em julho, a candidata negou qualquer “salto alto”.

- Ninguém pode subir no salto alto e sair por aí achando que já ganhou. Até o dia 3 de outubro, muita água vai rolar debaixo da ponte.

A declaração foi repetida em evento de campanha em Mauá, na grande São Paulo, no dia 21 de agosto.

- Eleição a gente não ganha com pesquisa. Eleição a gente ganha respeitando o voto do povo brasileiro. Peço para vocês muita atenção, muito empenho e muita garra, porque, de hoje até o dia 3, nós vamos disputar cada voto.

 

´Deve ser vergonhoso para um profissional do DataFolha ler algo verdadeiro como isto: "Coimbra lembra que nessas eleições, durante todo o tempo o Datafolha correu atrás dos demais institutos. Jamais conseguiu antecipar uma tendência sequer. Seria surpresa se conseguisse agora. "

 

Isto se chama "fabricar pesquisa", ou seja, forçar a barra para que os dados dêem aquilo que você desejaria que dessem.

O Datafolha não deve esquecer que no dia da eleição vai dar o que o povo quer. E aí, não existe manipulação que dê jeito. Só restará o descrédito!!! 

 

 

Olha, não sou nenhum especialista em pesquisas, mas o que eu vejo aqui de longe é o seguinte:

O Instituto Datafolha só está oscilando favoravelmente aos candidatos DEM/PSDB, isso acontece em SP, PR, MG, BA e também para presidente. Além dos candidatos ao senado que também recebem apoio do Instituto.

Oras, se os demais institutos fazem a pesquisa e não encontram essa diferença, será que são eles que são falhos, ou será que é o mesmo Datafolha que não via o crescimento de Dilma antes e depois envergonhado teve que ir alterando os resultados e chegar próximo a Vox, Sensus e Ibope?

Se fosse o contrário os demotucanos já estariam com ameaças de processo por manipulação e coisa e tal. Será que não é hora de o PT se mexer?

Pois está claro que isso ai é manipulação pura!

 

 

Quanta angustia. Considerando que DF segurou o Zé enquanto pode, porque não acreditar que neste momento esta novamente inflando os números, em benefício do zé. Quero crer que o povo Brasileiro não queira retroceder. Aqui pra nós, serão os 5 dias mais longos....

 

O COimbra não vai falar, o Nassif jamais colocaria nesses termos, as pessoas ligadas à pesquisas de opinião, ao jornalismo (de verdade, não o esgoto de Veja, Folha e o resto da máfia) e à política não vão usar a palavra certa.

Mas eu, como não tenho relação com nada tenho a liberdade da criança que avisa que o rei está nú. Então posso afirmar minha opinião com a palavra correta e usando todas as letras.

O que o Datafolha está fazendo chama-se FRAUDE.

F R A U D E

Não tem outro nome. Eles fabricam o resultado que querem para atingir seus objetivos.

É fraude!

Pronto, falei.

 

ABAIXO A DITADURA

 

na verdade o vox populi já percebeu a pequena queda de dilma.. mas faz mais de uma semana, e o datafolha só perceeu agora.

a diferença é os números. no vox dilma tem mais e no datafolha serra tem mais.

pra variar o datafolha sempre atrasadinho...

 

Olha a bala de prata da mídia, a saúde da Dilma

Link http://teuchamado.blogspot.com/

 

gAS

 

Estou de saco cheio por tudo que vem acontecendo no país, e nós democratas, não fazemos nada.

Eu inclusive. Parece que estamos todos anestesiados, que fomos dopados. Mas essa lombra vai passar e vamos acordar.

Eu creio !!!

gAS

Creio que depois de encerrado as eleições, o governo deve intervir severamente nesses "institutos de pesquisa" . Novamente esse data-folha está tentando manipular dados estatísticos para criar um factóide. A própria pesquisa "fake"  publicada tem erros grosseiros. As porcentagens de Dilma são arredondadas para baixo enquanto as de Serra são arredondadas para cima. Impressionante como a tal "grande imprensa" compra na hora, essas manchetes turbinadas da Folha. Qualquer jornalísta com conhecimentos rudimentares de matemática perceberia os erros e manipulações de tal pesquisa. Ainda não entendo esse silêncio de boa parte da mídia ao fingir não ver isso. Estão todos juntos para quê?? Vão todos morrer abraçados?? Ninguém vai gritar Independencia ou morte?? Estão todos ignorando a grande maioria de brasileiros??? Só no Brasil mesmo, a grande imprensa para um pequeno público. Quando acordarem será tarde demais...

 

Tô com o Coimbra e não abro.

 

Marcos Coimbra é o único que acalma meu coração disparado...rsrs...Nassif, aproveitando o espaço: não consigo me comunicar no blog a não ser mudando email e nome.  Minha inscrição anterior, para tanto, parece que derreteu!!!!

 

Mas vá fazer o JN mostrar essa análise, e até o sbt que parece ter se unido à Folha .

 

Caro Nassif, sou de Uberaba terra em que Dilma também viveu, este texto é do Dr Jorge, psiquiatra e diretor clínico da Fundação Gregório Baremblitt de Uberaba, modelo de luta Antimanicomial, ficaria muito feliz se colocasse este post em seu blog. Vá ao blog dele e veja os seus escritos.

DIÁRIO DE BORDO: UM VOTO CONSCIENTE E ALEGRE
http://jorgebichuetti.blogspot.com/2010/09/diario-de-bordo-um-voto-consciente-e.html
JORGE BICHUETTI
Amigos votaremos… É um direito, uma responsabilidade e uma obrigação.
Mas em quem? sicrano, beltrano e fulano, todos aparecem, agora, com promessas e atá o rosto se revela mais sincero.
Somos atores por natureza, não se enganem…
Não votem em pessoas, vote no futuro que deseja para nossa Terra e para a nossa gente.
Pense: o que farão? o que defenderão?
Cuidado: Judas se vendeu por 30 moedas, e muitos dos nossos políticos inflacionaram o mercado das traições.
Não vote em canditado com ficha suja, exija ficha limpa, uma conquista popular.
Votar é um ato histórico: um dia, na empolgação dos urros populares, o povo votou em Barrabás, condenando à morte o meigo e terno Nazareno que tinha como sonho e vida o amor na plenitudade da compaixão.
Pense… Pense…
Você estará escolhendo o pão para os famintos ou elegendo a miséria e o abandono para a maioria dos nossos irmãos.
Um dia, me perguntaram se eu não iria votar num amigo comum, e me disseram: Ele é nosso amigo. Pensei, e não tive dúvida: eleição não é um momento de escolha ou glorificação dos amigos pessoais. Disse, então: Gostaria, mas não vou votar… Ele é meu amigo, não é amigo dos famintos, dos sem-tetos, dos miseráveis que perambulam pelas ruas, das mulheres vítimas de violência doméstica, das crianças que sofrem abuso sexual, dos infelizes, dos necessitados…
Meu voto é um voto na potência da vida que deseja o sonho de justiça social e solidariedade, acolhimento e liberdade materializados na vida do nosso país.
Voto contra o desemprego, os baixos salários, a poluição, o preconceito sexual-de raça e qualquer que seja… Voto contra o desmatamento, contra a guerra e contra as políticas de enriquecimento de poucos às custas da massacre das multidões.
SEM MEDO DE SER FELIZ – eu voto num mundo de inclusão social, de políticas públicas de cuidado dos desvalidos….
SEM MEDO DE SER FELIZ – eu voto nos projetos de economia solidária e desenvolvimento sustentável…
SEM MEDO DE SER FELIZ – eu voto na reforma agrária, na política internacional de apoio aos países pobres e de apoio ao direito de autonomia de todoas as nações…
Não voto… na opressão, na exploração, na mistificação…
Voto na reversão do aquecimento global, na convivência pacífica com o pleno direito à diferença.
Voto, sim… no Plano Nacional de Direitos Humanos.
SEM MEDO DE SER FELIZ, EU VOTO NA PERMANÊNCIA DA PRIMAVERA, POIS EU NÃO VOTO EM QUEM CORTAM AS NOSSAS FLORES E NOS FEREM COM OS ACÚLEOS DA DOMINAÇÃO.

 

Volto a insistir que o debate da Globo é que tem que ter audiência... Mesmo porque parece que vai ser o unico na emissora para Presidente.

 

Sem declarar publicamente como fez o Estadão seu voto ao Serra, o Grupo Folhas é o grande derrotado desta eleição (a Veja não é veículo jornalístico, mas de publicitário). Tanto o jornal e o instituto falharam em sua missão de informar corretamente o público. É um caso de visão deformada pela orientação patronal, tolhendo os verdadeiros jornalistas e liberando os fofoqueiros.

 

Está na cara que o Datafolha mente. Eu acredito no Marcos Coimbra, portanto, a Dilma vai ganhar no primeiro turno.

 

Está bastante semelhante nesse ponto ao acontecido em 2006. O Vox garantia vitória de Lula no primeiro turno. O IBOPE dava empate e o DataFolha cravava o segundo turno.

 

Mitou ou realidade, a onda verde aqui no Rio é mais perceptível nas conversas. Algo sem a intensidade necessária pra provocar um segundo turno. Mas... ainda temos 4 derradeiros dias.

 

E eu achando que a bala de prata seria outra....

 

Eles são espertos, vão pegar os eleitores indecisos... E aí já viu. Marina será a escada de Zé do Caixão.

 

Eu confio na vox.

 

Ou seja, Coimbra muito categorica e elegantemente sepultou o Datafolha. Ou é errro grosseiro ou é fraude. Fico com a segunda alternativa, pois o Datafolha já achou "tendências" favoráveis a Serra em várias outras pesquisas e demorou uma eternidade em ver a forte tendência de subida de Dilma em meados deste ano.