newsletter

Pular para o conteúdo principal

As mínimas das ações asiáticas e do euro

De Reuters/ UOL

TÓQUIO, 28 Mai (Reuters) - Ações asiáticas e o euro se recuperaram das mínimas de 2012 nesta segunda-feira, depois que pesquisas de opinião mostrando a liderança de um partido a favor do plano de resgate financeiro na Grécia ajudaram a acalmar os temores de uma saída desordenada de Atenas do bloco financeiro, que provocou aversão a risco na semana passada.

A retomada era vulnerável, no entanto, uma vez que o índice MSCI, que reúne mercados da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, subia 0,98%, com 394 pontos, às 8h (horário de Brasília), não distante de seu nível mais baixo desde dezembro, que foi atingido na sexta-feira.

O índice pan-asiático de ações registrou a terceira semana consecutiva de perdas na semana passada, em seu maior período de quedas seguidas em seis meses.

O índice Nikkei, do Japão, subiu 0,15%, após ter registrado a sua maior sequência de perdas semanais em 20 anos na semana passada.

"Hoje as coisas realmente se resumem ao que está acontecendo na Grécia, a ideia de que a Grécia ficará na zona do euro acalma o mercado", afirmou o operador Ben Taylor, da CMC Markets.

Investidores debandaram para a segurança dos dólares norte-americanos na semana passada devido às crescentes preocupações sobre a Grécia e a instabilidade no setor bancário espanhol, em meio a falta de respostas políticas imediatas dos líderes europeus para combater a crise da dívida.

Com a expectativa renovada de permanência da Grécia no euro, a moeda comum europeia subiu 0,6%, para U$1,2588, na segunda-feira.

A bolsa de Cingapura teve alta de 0,52%, a 2.787 pontos, enquanto Taiwan subiu 0,91% e Hong Kong subiu 0,47%. O índice referencial de Xangai teve alta de 1,19% e Sidney subiu 0,96%.

(Reportagem de Chikako Mogi; Reportagem adicional de Luke Pachymuthu, em Cingapura, analista de FX Reuters FX Krishna Kumar, em Sidney, e Carrie Ho, em Xangai)

Sem votos

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.