Revista GGN

Assine

Berlusconi quer liberar o fascismo

Do Opera Mundi

05/04/2011 - 13:31 | Efe | Roma

Partido de Berlusconi quer abolir proibição do fascismo na Itália

O partido italiano Povo da Liberdade (PDL), legenda do primeiro-ministro Silvio Berlusconi, apresentou ao Senado da Itália um projeto de lei que busca revogar a proibição do fascismo no país. 

A proposta do PDL, submetida ao Senado no dia 29 de março, só nesta terça-feira (05/04) vazou à classe política italiana, provocando grande polêmica entre a oposição, que se mostrou surpresa e espantada com a iniciativa. 

O projeto de lei apresentado, segundo a imprensa italiana, é intitulado "Derrogação da 12ª disposição transitória e final da Constituição", em referência à parte da Carta Magna de 1948 que indica que fica "proibida a reorganização, sob qualquer forma, do dissolvido Partido Fascista". 

NoparNa primeira vez em que esta disposição transitória foi discutida na Justiça, aprovou-se também em 1952 a chamada Lei Scelba, que tipificava o crime de "apologia ao fascismo". 

"Acho muito grave e ofensivo para a história do país e da república e para nossa democracia que o PDL queira abolir, através de um projeto de lei, o crime de apologia ao fascismo", comentou nesta terça-feira à imprensa a presidente da legenda opositora Partido Democrata no Senado, Anna Finocchiaro. 

"Seria o enésimo pequeno detalhe proposital, sistemático, mas muito significativo que o PDL estaria usando para destruir os pilares de nossa Constituição. Pedimos que esta proposta seja retirada imediatamente", exclamou a líder opositora. 

Seu companheiro de partido e vice-presidente da Comissão de Assuntos Constitucionais, Roberto Zaccaria, definiu a proposta do partido de Berlusconi como um "ato de provocação insuportável". 

O projeto conta com o apoio de um senador do partido do presidente da Câmara Baixa, Gianfranco Fini - ex-aliado de Berlusconi. 

Sem votos
20 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+20 comentários

Ou tomamos cuidado ou a Itália de Berlusconi é o Brasil amanhã.

 

A principal questão é que há um fascismo no fogo na Europa. Se estabelecermos um paralelo cronológico entre a crise de 29 e o nazi-fscismo veremos que houve um lapso de algo como meia década, mais ou menos. Estamos há apenas dois anos da grande crise e creio que as forças democráticas na Europa devem estar atentas, pois embora a história não se repita há muitos riscos. Se a extrema direita chega á presidência nos EUA que efeitos isto geraria no velho mundo?

O momento é crítico,

 

 

 

Manobra diversionista, para afastar a atenção das encrencas de Berlusconi com a justiça italiana.

 

Assim como na Itália, aqui também o fascismo tem mostrado sua cara.

http://www.redebomdia.com.br/Noticias/Dia-a-dia/50200/Radicais+vao+fazer...

06/04/2011 09:33

Radicais vão fazer ato de apoio para Bolsonaro Ideia começou em comunidade do Orkut. Organizações de extrema direita vão participar do evento em frente ao Masp, na Avenida Paulista Fabio Pagotto/Diário SP  Márcio Galante deu a ideia do ato em uma comunidade de apoio a Jair Bolsonaro na rede social Orkut. Comerciante de objetos ligados à 1ª e 2ª Guerras Mundiais, Marcio se diz admirador do pensamento politico radical de direita de Bolsona Radicais políticos: Márcio Galante deu a ideia do ato em uma comunidade de apoio a Jair Bolsonaro na rede social Orkut. Comerciante de objetos ligados à 1ª e 2ª Guerras Mundiais, Marcio se diz admirador do pensamento politico radical de direita de Bolsona

Fabio Pagotto
Agência BOM DIA

Um grupo de pessoas de pensamento político radical de direita quer fazer um ato de apoio ao deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) no sábado, parando uma das pistas da Avenida Paulista em frente ao Masp. Segundo Márcio Galante, de 23 anos, um dos organizadores do evento, o objetivo é mostrar que o deputado foi ridicularizado pela mídia e "muita gente concorda" com ele. "Todos sabem que Bolsonaro é pai de família e militar de respeito. A mídia está fazendo um linchamento público dele", diz.

O deputado, dono de opiniões políticas polêmicas, como ser favorável à pena de morte e à extinção de parte das reservas indígenas, atraiu a atenção do país no começo da semana passada em uma entrevista ao programa "CQC", da Rede Bandeirantes.

Perguntado pela cantora Preta Gil sobre o que acharia de um filho seu namorar uma negra, Bolsonaro respondeu que "não  discutiria promiscuidade". "Eu não corro esse risco. Meus filhos foram muito bem educados e não viveram em ambiente como, lamentavelmente, é o teu", falou.

A ideia do ato partiu de Márcio, que se diz um radical de direita. "Quando vi o que estão fazendo com ele, entrei na comunidade ?Sou fã do dep. Jair Bolsonaro? do Orkut e lancei a ideia de fazer um ato cívico na Paulista", contou. Segundo ele, nesta terça-feira à tarde cerca de 80 pessoas já haviam confirmado presença.

A comunidade de apoio a Bolsonaro, uma de 82 que aparecem na rede social com o nome do deputado, conta com 3.966 membros. De acordo com Márcio, pretendem participar do ato organizações militares extra-quartel, separatistas, católicas radicais e grupos de extrema direita, como o Ultra Defesa.

Segundo informações do próprio grupo, o Ultra Defesa tem 28 membros e cerca de 30 simpatizantes. "Levamos aos jovens o conhecimento político, pois se o povo fosse politizado não seriamos roubados e explorados pelos políticos corruptos, que são quase todos", disse o porta-voz do Ultra Defesa, o  instrutor de Jiu-Jitsu Eduardo Thomaz.

"Temos a opinião que cada um faz o que quer. Se a pessoa quer ser homossexual, que seja, mas seja entre quatro paredes. Ninguém é obrigado a ver atos obscenos em locais públicos. Os homossexuais podem lutar pelos seus direitos contanto que não lutem para tirar os nossos", falou Eduardo.

O deputado Bolsonaro disse que não poderá ir ao ato de sábado por ter outro compromisso marcado, mas apoia o evento. "Fico feliz se o movimento for voltado contra as propostas que estão aí, de invadir as escolas de primeiro grau simulando o homossexualismo e preparando nossos jovens para a pedofilia", falou. Bolsonaro é contra o que chama de "kit gay", conjunto de materiais didáticos de inclusão de temas ligados à sexualidade para escolas públicas.

 

Impressiona o modo como o povo italiano deixou que esse senhor envergonhasse uma grande nação como a Itália. Quando vi Saló pela primeira vez o filme foi, para mim, um pesadelo distante, ou apenas uma representação alegórica da nossa sociedade. Na Itália de Berlusconi, tão onipotente quanto descarado, o filme parece tomar forma, o pesadelo cada vez mais real. Será que os italianos não vão acordar nunca dessa letargia que os acometeu?

 

"Ou o Brasil acaba com a mídia canalha, ou a mídia canalha acaba com o Brasil"

Cada país tem o Bolsonaro que merece!

 

FORA TEMER

Arte é Luz - União e Olho Vivo

Uai, ta parecendo o FHC quando aprovou a reeleição em causa própria...

 

Ou seja, ele quer se sentir liberado para ser exatamente aquilo que sempre foi.

 

 

Aonde essa onda de conservadorismo e intolerância que está varrendo o Ocidente irá parar?

 

Será que tudo isso está acontecendo por que a Ásia está aos poucos, se contrapondo ao poder ocidental?

 

uai  ..então não existe intolerância do-lá-dê-lá ?

que beleeeeza

 

Ué...mas achei até que já estivesse liberado...ele tá no poder, não tá??  Ou alguem ainda acreditava que Berlusconi era diferente??  O mundo inteiro precisa importar egipcios urgentemente....é cada administração...uma mais picareta que a outra....me admira os italianos depois de tantos anos, ainda suportarem o Berlusconi e tudo o que ele representa....a Europa tá capenga demais.......o berço da humanidade, quebrou, e faz tempo....

 

O berço da humanidade, que eu saiba, é a África.

O da civilização, a Mesopotâmia (Iraque).

 

A Europa deve ser o berço da humanidade pq negros e semitas não devem ser humanos...

Os maiores legados da Europa para a humanidade foram a super-exploração do trabalho e a intolerância de todos os matizes (religiosa, política, étnica, etc, etc, etc...).

 

Dizem também que ele quer liberar o sexo com crianças.

Berlusca: VTNC.

 

Diz que vai contratar Cristiano Ronaldo para namorar sua filha. Pato can$ou.

 

Berlusconi admite intenção de contratar Cristiano Ronaldo
06 de abril de 2011 07h35 atualizado às 08h22

Comentários
15
  1. Notícia

 AFP

Vice-presidente rubro-negro tem carta branca para contratar português, diz dirigente
Foto: AFP

Silvio Berlusconi, presidente do Milan, anunciou nesta terça-feira sua intenção de contratar Cristiano Ronaldo na próxima janela de transferências do futebol europeu.

Em declarações publicadas pelo jornal Gazzetta dello Sport, o dirigente afirmou que pretende buscar um jogador como o português, capaz de fazer a diferença na equipe.

Berlusconi já havia dito em 2009, quando o português trocou o Manchester United pelo Real Madrid, que um dia tentaria a contratação do jogador. Desta vez, segundo ele, o vice-presidente rubro-negro, Adriano Galliani, tem carta branca para contratar Ronaldo.

Berlusconi afirmou ainda que não perderia a oportunidade de contratar um grande campeão, capaz de promover um salto de qualidade no Milan. Segundo o dirigente, a contratação seria um sonho.

O técnico do

 

Que mentira!!! Ele quer liberar só com adolescentes...

 

So pra copiar o Brasil e seu judiciario.

Italiano eh tao invejoso...

 

ahn?

 

Finalmente ele mostra (oficialmente) sua verdadeira cara.

 

Uma hora as máscaras caem. Alguns, a bem da verdade, optam por nem tê-las, para não se dar ao tabalho de retirá-las, como o Bolsonaro e o Marco Feliciano. Outros disfarçam, mas uma hora acabam, mostrando sua cara, como o Berlusconi e o Delfim Netto.

 

Primeiramente: FORA TEMER! E pra encerrar: FORA TEMER!