newsletter

Pular para o conteúdo principal

Bispo anti-Dilma processa ABCD Maior

Por Paulo Luksys

Do ABCD Maior

22/03/2011 - ELEIÇÕES 2010  

Em segredo de justiça, bispo quer indenização  

Por: Redação  (pauta@abcdmaior.com.br)

ABCD MAIOR sofre processo judicial por reportagens que divulgaram carta de Nelson Westrupp direcionando posição política de fieis 

Depois de sustentar, em 2010, campanha para identificar com a defesa do aborto à então candidata à presidente Dilma Rousseff, o bispo da Diocese de Santo André, Nelson Westrupp, resolveu pedir indenização, em dinheiro, ao jornal ABCD MAIOR. O bispo alega ter sofrido danos morais por conta de reportagens publicadas pelo jornal. Além de aceitar a denúncia, o Poder Judiciário atendeu ao pedido do bispo de segredo de justiça ao processo.

Para o advogado Rui Carneiro, que defende o Jornal ABCD MAIOR, “é uma perigosa aventura jurídica com caráter meramente vingativo em razão da vitória da presidente Dilma, além de tentar usar o Poder Judiciário para calar a imprensa e cercear o livre debate de assuntos de interesse público, o que é inadmissível no atual Estado Democrático de Direito.”

SantSanta Inquisição - De acordo com o jornalista Celso Horta, diretor do Jornal, o que o bispo está querendo é “ressuscitar a Santa Inquisição. Até o sigilo de justiça está sendo invocado para pedir indenização pecuniária, um gesto muito contraditório com quem se diz ofendido em sua dignidade de religioso. O que, afinal, o bispo quer esconder atrás do sigilo? Será que os fiéis da Igreja Católica aceitam que um bispo lave sua honra com uma indenização em vil metal?”, perguntou o jornalista.

Westrupp, que também é presidente do Conselho Regional Sul da CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil), denuncia ainda o jornalista Júlio Gardesani, autor das reportagens. Pouco antes do final do primeiro turno, uma carta assinada por Westrupp e outros dois bispos foi distribuída nas igrejas de São Paulo e por simpatizantes da candidatura de José Serra (PSDB). No documento, Westrupp pediu aos fiéis que não votassem em candidatos que defendiam o aborto, citando por cinco vezes o PT como partido que defendia.

A carta tumultuou a campanha eleitoral. Trouxe debates religiosos como a condenação do aborto e tirou o foco da discussão dos problemas nacionais. Enquanto a candidata, hoje presidente Dilma Rousseff, do PT, se defendia, José Serra, do PSDB, explorava o posicionamento da igreja. Dilma teve de se reunir com lideranças religiosas e preparar uma nota afirmando que não era a favor do aborto. O PT também teve de desmentir as afirmações de Westrupp.

A seção nacional da CNBB publicou, em seu site, texto contrariando o documento de Westrupp. “Lamentamos profundamente que o nome da CNBB (...) tenha sido usado indevidamente ao longo da campanha, sendo objeto de manipulação. A CNBB não indica nenhum candidato (...) a escolha é um ato livre”.

Evangélicos - As informações sobre o envolvimento de Westrupp com as cartas também foram publicadas por outros jornais do ABCD e pela mídia impressa e eletrônica do País e internacional. Westrupp também se sentiu “ofendido” pela reportagem que citava a preocupação confessada pelo bispo em correspondência ao papa Bento 16 com o crescimento dos evangélicos e dos ateus em São Paulo.

Todas as reportagens publicadas pelo Jornal ofereceram espaço ao bispo mas em nenhuma delas ele aceitou falar pessoalmente. A assessora, Irmã Marinéia, chegou a se manifestar em nome de Westrupp, conforme registra a edição, número 253, de 13 de outubro de 2010.

Em relação à carta sobre o aborto, através de e-mail, o assessor de imprensa de Westrupp, Humberto Pastore, não só confirmou a autenticidade, como a encaminhou em anexo para o jornalista Júlio Gardesani. Em seguida, o bispo enviou ao jornal carta respondendo às reportagens, mas eivada de ofensas. “O jornalista Júlio Gardesani demonstra muito mais interesse em criar factóides e contendas do que informar (...) Creio que não é desse jeito que se faz jornalismo, Sr. Júlio Gardesani”, diz Westrupp.

A correspondência do bispo foi publicada na íntegra pelo Jornal (edição número 260, de 05 de novembro de 2010). Para ler a carta do bispo publicada pelo jornal, clique aqui.

Jornalista critica Westrupp - O presidente do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, Guto Camargo, afirmou que a tentativa de Dom Nelson Westrupp de censurar o ABCD MAIOR é política e prejudica, principalmente, o leitor do jornal. Guto é o primeiro representante da sociedade ouvido pelo ABCD MAIOR sobre o processo movido pelo bispo contra o jornal e o jornalista Júlio Gardesani.

“Essa é uma situação que muito nos preocupa ultimamente. Essa tentativa de interferência no trabalho da imprensa não é judicial, mas política. Isso porque, desde que derrubaram e Lei de Imprensa, não a substituíram por nenhuma outra. Assim, as decisões são subjetivas”, afirmou o presidente do Sindicato dos Jornalistas.

Privação de informação - No entanto, o processo judicial movido por Dom Nelson Westrupp acerta diretamente o direito da população de se informar, explicou o presidente. “É um problema para o público leitor, que pode ser privado de uma informação por uma situação mal esclarecida”.

O presidente do Sindicato ainda garantiu que nunca viu a Igreja Católica processando diretamente um jornal em São Paulo. “É o primeiro problema de tentativa de censura à liberdade de imprensa partindo da própria Igreja Católica que eu tenho conhecimento”.

http://www.abcdmaior.com.br/noticia_exibir.php?noticia=28427

Média: 3 (2 votos)
19 comentário(s)

Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
+19 comentários

 

Assim é que a Igreja Católica vai sendo ridicularizada, e perdendo espaço para as outras que se proliferam a cada dia com mais e mais denominações, sendo, em essência a mesma coisa.

Em outros tempos, conforme vimos na campanha passada, a interferência desses bispos e padres, sempre ofendendo cruelmente a figura de Dilma Roussef, teria sido suficiente para Serra ganahar as eleições. Se Dilma ganhou é porque a igreja católica perdeu o poder que tinha antes.

 

Nassif e malungos.

Algumas questãs.

Não poderia esse bispo estar se ocupando de assuntos mais urgentes e relevantes para a Igreja, como uma forma de punir os padres pedófilos que abalam os pilares da milenar instituição?

Não seria melhor para a imagem da igreja do que tentar abafar e proteger criminosos?

Poderia esse bispo explicar porque ataca e acusa sem provas pessoas enquanto protege criminosos?

Poderia este bispo explicar como seu colega de alto clero lá no Recife excomunga uma criança de 9 anos vítima de estupro pelo padrasto, excomunga os médicos que salvaram a vida desta criança e a mãe, e alivia pro estuprador, o qual, segundo o "eminência", "não cometeu pecado mortal"?

PoderiA esse bispo explicar porque se sentiu ofendido, pois é fato que misturou religião e política, distribuindo panfletos assinados por ele, fazendo campanha pro Serra?

Poderia esse bispo explicar porque se surpreende e se incomoda com o crescimento de evangélicos, já que condutas como as dele são decisvas para que pessoas se afastem da Igreja, decepcionadas com caráter e a estatura moral de alguns bispos como ele próprio?

Poderia esse bispo explicar como pode um indivíduo que se apresenta como representante da Igreja, ser tão dissimulado, cínico e hipócrita, além de fazer uso de perseguição e de falso testemunho?

EVOÉ!!!

 

 

 

Com a palavra, a Dona Judith. Quem será que ela vai defender agora?

 

É a velha santa madre fazendo o que sempre fez: vingança, preconceito, excomunhão, perseguição e amor ao vil metal.

Esse tipo de ação do bispo só faz aprofundar ainda mais o fosso entre a igreja e a sociedade. As recentes denúncias de pedofilia, tão frequente na igreja, parece não ter dado a segmentos do clero a dimensão de seu descrédito.

Decididamente a velha igreja não se compatibilizou com a democracia.

 

o advogado deveria pedir exceção da verdade e provar o que o bispo fez...na verdade ele que deveria ser processado por tentar interferir em uma eleição pregando o preconceito...e a igreja mantendo esse maluco como bispo só se afunda cada vez mais, deveriam estar preocupados com os estarrecedores casos de pedofilia dentro da igreja

 

Visitem o Blog Ponto & Contraponto. Twitter: @len_brasil Robozinho do blog: @pontoXponto

 

O PADRE E SUAS JOVENS FIÉIS, COM SUAS ROUPAS DE DOMINGO, NOS  ANOS 20 -30  !!!

 

Re: Bispo anti-Dilma processa ABCD Maior
 

CAMPANHA 10% DO PRÉ-SAL PARA REAPARELHAR NOSSAS FORÇAS ARMADAS, VIVA O BRASIL!!!

Gostaria de perguntar ao 'Bispo":

Gostaria de saber do Sr. Bispo os motivos que o levaram a requerer SIGILO sobre o pedido de INDENIZAÇÃO EM DINHEIRO feito pelo mesmo à justiça em vista do fato de determinado meio de comunicação ter informado à população acerca de seu posicionamento politico, em prol do qual, inclusive, foi produzido panfletos assinados e sobre os quais não houve endosso oficial pela CNBB, mas que, no entanto, atraves destes buscava orientar (manipular?) seus paroquianos e comunidade.
Mais uma questão:
O Sr. Bispo acredita que não deveria um veiculo comunicação CUMPRIR SEU OFICIO DE INFORMAR?

 

Quero mesmo é saber a opinião do bispo sobre a pedofilia na Igreja Católica, e tambem o que ele acha sendo o Brasil um país "laico" que mantem crucifixos e bíblias em repartições públicas,assembleias legislativas, fóruns e etc e etc e etc, onde devem ficar as imagens dos orixás se a direita ou à esquerda de um bizarro ícone de JESUS com cara de doente dos crucifixos? A próposito pra mim JESUS era um leão, se não fosse não teria sido assassinado pelos poderosos da época e as idéias dele não teriam chegado aos nossos dias.

 

Para acalmar a sanha do indigitado "bispo", deixai ir a êle as criancinhas. Louvado seja, amém.

 

Cadê o Estadão para reclamar de censura devido à decretação de segredo de justiça no processo.

Alguem viu alguma reclamação desse jornal?

 

Comentei na época e repito: a questão do aborto foi mero pretexto para alguns religiosos entrarem de corpo e alma na campanha eleitoral. E a velha mídia, sob a bandeira da "liberdade de imprensa", vai condenar o bispo?  

 

É claro que o jornal esta envolvido até a última FOLHA!!!

É lógico que o BISPO, independente de ser CRistão, Crente, ou macumbeiro, ele é cidadão e merece ser sim idenizado pela IMÚNDICE que o jornal publicou, ou DEFECOU !!!!!!

Fizeram sujeiras e mais sujeiras durante as eleições contra LULA, DILMA e contra o BRASIL!!!

Felizmente o BRASIL ganhou, e os jornais e meios de comunicação, não podem ficar SUJANDO a vida de ninguém ou de uma empresa !!!

Sobre inquisição temos que ficarmos de olho em uma proposta de lei a PL987, proposta pelo DEp. Federal Marcelo Zaturansky Itagiba, do Rio de Janeiro, que pretende estalar aqui no BRASIL, uma lei que resultará, entre outras conseqüências, na restrição da pesquisa científica em território nacional.

o deputado quer transformar em dogma um episódio da história, punindo com o rigor da lei aquele pesquisador que revisar e discordar da atual concepção científica a cerca do tema. Uma afronta direta à liberdade de pesquisa acadêmica. Segundo texto apresentado junto à Comissão de Direitos Humanos e Minorias, o deputado quer penalizar "quem negar ocorrência do holocausto ou de outros crimes contra a humanidade, com a finalidade de incentivar ou induzir a prática de atos discriminatórios ou de segregação racial". A princípio, tal proposição parece ser conseqüência da resolução política da ONU de janeiro de 2007, e ela é frontalmente agressiva à liberdade conquistada pela sociedade brasileira desde a queda do regime militar.

Observando o desenrolar dos fatos a cerca deste episódio da historiografia mundial, é notória a movimentação política para proteger o Holocausto judeu de investigações históricas perpetradas por centenas de pesquisadores, variando desde indivíduos das mais diferentes correntes ideológicas até as mais variadas nacionalidades. Esta corrente científica denominada Revisionismo Histórico abrange diferentes assuntos, cresce vertiginosamente em todo o planeta, e o tema Holocausto Judeu é o que atrai mais atenção, MAIS SERÁ CRIME PESQUISAR OU DISCORDAR DE DETALHES.  

Dois pesos, duas medidas = hipocrisia

 

Re: Bispo anti-Dilma processa ABCD Maior
 

CAMPANHA 10% DO PRÉ-SAL PARA REAPARELHAR NOSSAS FORÇAS ARMADAS, VIVA O BRASIL!!!

"Poder Judiciário atendeu ao pedido do bispo de segredo de justiça ao processo":

Logico.  Se nao for lunaticamente, o judiciario nao se move de maneira nenhuma.

 

ECHELON saiu da internet. ECHELON agora esta no seu proprio computador.

pobre dos Catolicos. com pequeninos bispinhos assim, tais o pequenino diminuto luizinho de Guarulhos, o dos panfletos anti-Dilma rodados na grafica dos parentes do sergio japa, agora esse pequenino diminutozinho nelsinho.....a igreja de bento xvi nem precisa de pregacao contra dos dizimistas evangelicos.basta esses lugares-tenentes, acho que nem tementes e credores a Deus.

 

 

Uma dúvida :

Foi este westruppício que articulou a futrica do bento XVI para ajudar o Zé bolinha ? .

 

" A injustiça que se faz a um, é uma ameaça que se faz a todos." - Barão de Montesquieu

 

Sim, foi esse westruppído que pediu a interveniência do nosso velho pastor alemão, cardeal Ratizinger - o inquisidor.

Sabemos que o westruppído aprecia quem faz aborto "por baixo dos panos" como Serra e que a pedofilia está liberada para religiosos, desde que feita discretamente.

 

Os golpistas não desistem nunca.

 

Esclareça que este inquisidor é bispo de Guarulhos e não de Santo André.

 

 

Tomara que o processo caia também na vara de pinheiros....ou é longe demais...?

 

O jornal lá que faça uma consultoria com a Veja.....