Revista GGN

Assine

Câmara de Piracicaba retira servidor durante leitura bíblica

Do G1

Câmara de Piracicaba retira servidor público à força durante leitura bíblica

Funcionário do MP foi expulso do prédio por PM e por guarda municipal. Segundo o presidente da OAB, ato foi 'exagerado' e desafia Constituição.

O funcionário do Ministério Público em Piracicaba (SP) Regis Montero foi expulso do plenário da Câmara na noite desta segunda-feira (29) por não ficar em pé durante a leitura de um trecho da Bíblia. A sessão chegou a ser interrompida pelo presidente do Legislativo João Manuel dos Santos (PTB) para a retirada do servidor, que foi levado pelo braço por um policial militar e por um guarda municipal. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) considera o ato inconstitucional.

Em imagens disponibilizadas no site da Câmara, o vereador André Bandeira (PSDB) começa a leitura da Bíblia quando foi interrompido pelo presidente da Casa. Santos pediu que o servidor que estava sentado ficasse em pé durante o ato ou que se retirasse. Após uma discussão, o manifestante foi expulso à força do prédio.

O presidente da Câmara afirmou que apenas cumpriu o Regimento Interno da Casa. Ele nega que o ato de retirar o servidor tenha sido inconstitucional. Já o diretor jurídico do Legislativo de Piracicaba, Robson Soares, disse que Montero fazia ‘baderna’ e que ‘tumultuava’ a sessão naquele dia. “O ato da leitura bíblica está no artigo n° 121 do Regimento Interno. É algo presente nas sessões desde a criação do Legislativo piracicabano. Não obrigamos ninguém a acompanhar a leitura, mas que essa pessoa respeite as regras da Casa ou que se retire”, afirmou Soares.

Ainda segundo o diretor jurídico, o homem desrespeitou os funcionários, os vereadores e os policiais durante a discussão. “Não é a questão constitucional que está em pauta, mas o desrespeito do homem com quem estava lá tentando trabalhar”, disse o funcionário.

Desrespeito de vereador
Segundo uma pessoa presente no plenário durante a confusão, e que pediu para não ser identificada, o movimento ‘Reaja Piracicaba’, que tem feito várias manifestações recentemente, está sendo responsabilizado pelos parlamentares pelo ocorrido na segunda-feira. “Já não basta o desrespeito do próprio vereador Trevisan Junior (PR) quando fala olhando para o plenário. Segundo o mesmo Regimento, quem utiliza a tribuna deve falar ao presidente”, afirmou.

Medida exagerada
O presidente da OAB de Piracicaba, Odinei Assarisse, afirmou que o acontecido na Câmara desafia o que está na Constituição Federal. “Acredito que é inconstitucional, pois o estado brasileiro é laico. Ninguém pode ser impedido de acompanhar a sessão na Câmara por não ser católico“, pontuou o advogado.

Ainda segundo Assarisse, a expulsão do homem foi uma ‘medida exagerada’ por parte dos vereadores. O presidente da OAB de Piracicaba também disse que cabe uma medida judicial por parte do homem retirado do prédio do Legislativo. ”Se o servidor se sentiu ofendido, cabe a ele tomar as atitudes necessárias. Não vejo motivo para a retirada dessa pessoa do plenário. Foi um exagero”, disse.

Posição da GM e da PM
A Guarda Municipal e a Polícia Militar de Piracicaba, por meio das respectivas assessorias de imprensa, afirmaram que apenas ‘cumpriam ordens’ do presidente da Câmara.

Posição do sevidor público
Montero informou que não descarta acionar a Câmara juridicamente pelo ato. "Já estive outras vezes no Legislativo e isso nunca havia acontecido", afirmou. Ele disse também não lembrar se havia ficado sentado nas sessões durante leitura da Bíblia em outras ocasiões. O servidor disse que faz parte do Movimento Reaja Piracicaba se for considerado que ele é contra o aumento do salário dos vereadores.

Sem votos

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+68 comentários

Esse presidente da Câmara de Vereadores de Piracicaba é um senhor de origem simples, que se elegeu pela primeira vez há 24 anos e vem se mantendo na câmara por todos esses anos... Conseguiu se reeleger novamente nessas eleições, então irá para o seu sétimo mandato ininterrupto. Sua reeleição é conseguida ano após ano graças a eleitores evangélicos concentrados em alguns bairros da cidade aos quais o vereador empresta representatividade na câmara.

Nesse link http://blogdoamstalden.com/2012/08/15/desafio-publico-a-camara-dos-vereadores-por-luis-fernando-amstalden/ há um texto com mais informações sobre declarações que esse senhor fez sobre um movimento cívico chamado "Reaja Piracicaba", originado pela indignação de uma parcela da população pelos 66% de aumento de salário que os vereadores se concederam nessa última gestão e que entrará em vigor a partir de janeiro de 2012, que representa um salário de mais de R$ 13.000,00.

 

 

Um estado laico significa ausência de "cortesia" com qualquer religião. Eu, como protestante, sou contra leituras de Biblia em câmaras municipais. Assino qualquer petição quanto a isso.

E como vamos proceder com os símbolos religiosos-culturais que fazem parte da história do país?

 

“Já não basta o desrespeito do próprio vereador Trevisan Junior (PR) quando fala olhando para o plenário. Segundo o mesmo Regimento, quem utiliza a tribuna deve falar ao presidente”, afirmou.

 

Em Piracicaba, piram com as formalidades e dogmáticos rituais vazios...

E na Camara de Piracicaba se reunem os fariseus, dos quais Jesus fala:

 

"Mas ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque fechais aos homens o reino dos céus; pois nem vós entrais, nem aos que entrariam permitis entrar."

 

"Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque devorais as casas das viúvas e sob pretexto fazeis longas orações; por isso recebereis maior condenação."

 

"Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o tornais duas vezes mais filho do inferno do que vós. "

Mateus 23:13-15Mas ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque fechais aos homens o reino dos céus; pois nem vós entrais, nem aos que entrariam permitis entrar.

{Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque devorais as casas das viúvas e sob pretexto fazeis longas orações; por isso recebereis maior condenação.}

Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o tornais duas vezes mais filho do inferno do que vós.
Mateus 23:13-15

 

"Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho, e tendes omitido o que há de mais importante na lei, a saber, a justiça, a misericórdia e a fé; estas coisas, porém, devíeis fazer, sem omitir aquelas."

"Guias cegos! que coais um mosquito, e engolis um camelo."

"Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque limpais o exterior do copo e do prato, mas por dentro estão cheios de rapina e de intemperança."

"Fariseu cego! limpa primeiro o interior do copo, para que também o exterior se torne limpo."

"Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora realmente parecem formosos, mas por dentro estão cheios de ossos e de toda imundícia."

"Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas por dentro estais cheios de hipocrisia e de iniqüidade."
Mateus 23:23-28

 

Ao invés da Bíblia sugiro a leitura do Código Penal, quem sabe assim os caras criavam um pouco de vergonha.

 

Um antigo prefeito de Seropédica no Rio de Janeiro, mandou colocar pela cidade vários anúncios, com o emblema da Prefeitura Municipal e os dizeres "Leia a Bíblia". Houve na época  reclamações em jornais, mas não foi feito nada a respeito, talvez por ser um município muito pequeno, com pouca visibilidade. 

Mesmo não sendo ateu, creio que o digníssimo dirigente municipal, para ter um mínimo de justiça deveria colocar outros anúncios do tipo: "leia o Alcorão", "leia o Bavadguitá", "leia os Vedas", "leia o livros dos Espíritos", e por aí vai, mandaria sua assessoria fazer uma pesquisa e recomendar todos os livros religiosos do mundo(ou colocar em anúncio o direito de não ter religião). Assim como fez ficou a seguinte impressão: "meu governo é para cristãos somente". E os outros ? Estão isentos de impostos ?

 

Foi citado o Regimento Interno e ele diz no seu artigo 121:

Art. 121. No início dos trabalhos o Presidente declarará aberta a Reunião, solicitando ao Primeiro Secretário para que faça a chamada dos Vereadores e ao Segundo Secretário para que faça a leitura bíblica. 

Parágrafo único. Não havendo número legal, o Presidente fará lavrar Termo  de Comparecimento pelo Secretário efetivo ou "ad hoc", com registro dos nomes dos Vereadores presentes, declarando, em seguida, prejudicada a realização da Reunião. 

- Pelo que se observa, estar sentados ou em pé não é regra e não existem em tal regimento dispositivos de proposição no sentido de punibilidade. O ato de permanecer sentado durante os trabalhos iniciais não é passível de punição.

 

 

"O processo de jumentalização da classe BBB no Brasil é algo estarrecedor."

caraca, isso é cultura medieval.. cruz credo..

 

Essa atitudeviola o direito da liberdade de expressão. O cidadão, em nenhuma hipótese, pode ser obrigado a se levantar para ouvir a bíblia ou qualquer outra manifestação religiosa que seja.

II - ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei;

VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

Art. 19. É vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios:

I - estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento ou manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança, ressalvada, na forma da lei, a colaboração de interesse público;

III - criar distinções entre brasileiros ou preferências entre si.

 

Só podia ser mais uma forma de ditadura demotucana. Um abuso, um grande absurdo.Bando de hipócritas e sem limites. É essa a liberdade de expressão que pregam? Liberdade, desde que seja coniventes com eles. Esses demotucanos não se mancam mesmo.

 

 

O caso é simples, o Brasil é constitucionalmente um país laico, portanto deveria ser proibido qualquer cerimônia de cunho religioso em  dependências públicas.


Infelizmente nem o Congresso Nacional, nem o Judiciário cumprem essa regra, o que gera bastante  confusão quando alguém resolve manifestar a sua discordância (nem sei se é o caso em questão).


Se todos os símbolos religiosos fossem banidos dos prédios públicos e qualquer manifestação fossem proibidas, nada disso aconteceria.


Toda crença religiosa deve ser respeitadas bem como suas manifestações, mas não em ambientes que por sua natureza são plurais.


Acabamos de ver a lamentável utilização da religião na campanha eleitoral de São Paulo.


O próprio FHC foi perseguido pelo Boris Casoy com a pergunta "Você acredita em Deus?", como se isso fizesse alguma diferença na sua capacidade de administrar uma cidade ou país.

 

Se está no regimento interno a leitura da Bíblia, mais inconstitucional ainda é o regimento, pois que, por ora, ainda vivemos num estado laico.

 

"O mundo estaria salvo se os homens de bem tivessem a mesma ousadia dos canalhas" Nelson Rodrigues

Alguém já disse e não foi levado a sério: religiões podem separar os humanos. alguns se apoderam da religião e da leitura bruta da bíblia para disseminar o ódio e provocar desconfortos nas pessoas.

Por exemplo, em relação ao velho testamento em que dizia que homem não poderia deitar-se com outro homem. Isso foi escrito num momento em que a humanidade passava por muita perversidade e que subjugar o mais fraco utilizava-se o coito anal...

Mas, na mesma biblia no novo testamento fala na aceitação ao próximo e na indulgência. Ou seja, se alguém não comunga a mesma religião então deve ser respeitado. A verticalização e imposição da crença é muito comum nos meios ortodoxos e conservadores.

 

Robber

O Estado deve existir para que as diversas crenças possam CO-EXISTIR de forma pacífica. Com respeito. Quando a religião é levada para dentro de uma instituição que deveria garantir este respeito, acho que as coisas ficam mais complicadas. Temos que buscar a pacificação. Temos que buscar o entendimento de que o Estado é o grande ator que pode garantir esta pacificação. Enquanto uns defenderem de que esta Câmara possa prender um servidor por não se levantar, pode dar margem, para que o próprio defensor desta ideia possa ser preso por ter olhos azuis ou por ser branco. O conteúdo muda mas a forma é a mesma.

 

Mesmo nas cerimônias católicas onde o tal do senta/levanta parece até uma brincadeira de morto e vivo.

Nunca vi  relatos de expulsão  de alguém que se manteve  em pé ou sentado num sentido contrario a determinação do padre.

Isso é um fato isolado de um político que quer aparecer ou ocultar algo. Não pode ser utilizado como mais um elemento  para transformar 

a religião das pessoas em bodes expiatórios para todos os probemas do Brasil.

 

 

 

Que sacrilégio! Por isso é que eu sou devoto de Crista:

Re: Câmara de Piracicaba retira servidor durante leitura bíblica
 

"In cat we trust" (Hilda Hilst/eu)

Opa, essa religião é das boas. Onde eu me batizo?

 

O estado é laico mas não é ateu e a religião é parte da cultura da sociedade e o estado não deve ser indiferente a isso.

Se um cidadão se dispôs a participar voluntáriamente de uma reunião deve respeitar a cultura dos outros participantes desta reunião, resumindo estando em Roma ande como os romanos. 

Se for um protesto baseado em desobediência civil o manifestante deve arcar com as punições que encontre no caminho. Ficar indignado com a reação significa um ato não baseado em desobediência civil .

Pode ser um desimulado querendo promover se as custas da cultura alheia, faria o mesmo efeito ficar nu no recinto e ficar indignado por ser  retirado do recinto.

A esquerda sempre usa qualquer oportunidade para denegrir a religião, pq religião é formadora de escala de valores e que são antagonicos aos seus, dai pq a campanha permanente contra a religião seja qual for.

A manchete caso o manifestante estivesse nu , "homem é espulso pq praticava naturalismo".  

 

 

 

  Esses "Liberais"...

 

O cara não pensa. Religião é para manipular as pessoas. Ter fé é diferente de ter religião. Ter fé é ato superior a se submeter a um dogma preconizado que fez um leitura dertupada ou não da biblia. Por exemplo, o lucro é pecado. Outro diz, não o lucro não é pecado. Mais na frente alguém ainda diz, o lucro não pecada, a ganância e a falta de caridade é. 

Então, senhoras quanto mais conservador maior é a manipulação.

 

Robber

Roberly o meu interesse na religião é mais filosofica e sociológica, o que importa para mim é a escala de valores que a religião prega e não me importo muito com a fé em si.

Só provocando um  pouco os ateus, o confucionismo é uma religião?

 

 Confucionismo é filosofia.  Nele, a religião é aceita e até incentivada, pois os ¨ritos¨ (no sentido amplo, tratando de respeito as tradições) devem ser respeitados.

 

¨Liberdade é a liberdade dos que pensam diferente¨ -- Rosa Luxemburgo

Aliança Liberal(ou Malafaia Liberal),

Quem emite um comentário desse não é um liberal.

1)  "O Estado é laico, mas não é ateu". Diaboéisso? Outra coisa: por que a SUPREMA pretensão de achar que religião são só as cristãs? Tenho absoluta certeza que se algum vereador umbandista fosse fazer um despacho no plenário da CM o céu viria abaixo pela gritaria dos ditos "cristãos". A sociedade brasileira, meu caro, é multifacetada, pluralista. Tire os pés do século XIX. Você está no século XXI, viu?

2)  Que desobediência civil é essa meu caro? Quem incidiu nisso foram os babacas vereadores(ou será os vereadores babacas?) ao utilizarem um ESPAÇO PÚBLICO para, afrontando o caráter laico do Estado, fazerem as suas exortações religiosas. Eles representam o POVO. E este engloba cristãos, protestantes, ateus, umbandistas, espíritas, taoístas................................

3)  "A esquerda sempre usa qualquer oportunidade para denegrir a religião.............." E a direita sempre caluniando a esquerda. Sempre escudando na religião seus valores; apropiando-se da religiosade das pessoas para introjetarem seus ranços e pecados ideológicos. A direita não tem o direito de fazer julgamentos morais da esquerda porque não tem moral para isso.

4)  Desmiolados pretenciosos foram os que tomaram essa atitude criminosa contra o rapaz.

Por que será que vocês nunca dão a mão a torcer? Tiram sempre uma casquinha MESMO SABENDO QUE ESTÃO REDONDAMENTE ENGANADOS? Isso é má fé. 

A mesa diretora dessa Câmara deveria ser é denunciada ao Ministério Público por esse intolerável. Quem quiser expressar seus sentimentos religiosos que o façam nas suas casas, nas suas igrejas e nos seus cafofos,  e não num espaço  que é todos. 

 

"O Estado é laico, mas não é ateu". Diaboéisso? o estado não tem religião mas não proibe nem persegue as religiões.

Estados ateus já existiram (e existem ainda) e tinham como expectro politico como sendo de esquerda a perseguição contra religiosos foi severa, com prisões, torturas, morte de cléricos  e crentes.

Tudo pq causa da convicção comunista de que a religião e realmente uma ameaça e incompatível com o marxismo-leninismo.

 

 o estado não tem religião mas não proibe nem persegue as religiões.

  E qual estado está perseguindo alguma religião?

 Religião é uma decisão PARTICULAR de cada indivíduo.

 O estado é LAICO.

 Logo, transformar um poder PUBLICO, que deve representar TODOS os cidadãos de uma comunidade, em um representante de APENAS UMA FÉ, DESRESPEITANDO os cidadãos que não professam a mesma fé, é inconstitucional.

 

 

¨Liberdade é a liberdade dos que pensam diferente¨ -- Rosa Luxemburgo

A primeira frase ("O estado é laico mas não é ateu...etc ") leva à conclusão de que o autor da mesma, se lá estivesse, seria posto para fora do recinto, pois se supõe que naquele ambiente seja proibido zurrar. Embora seja permitido aos participantes fazê-lo em silêncio.

 

"O estado é laico mas não é ateu" foi a maior besteira que eu já li nos últimos anos, superando as declarações do José Serra e do Malafaia!

 

Primeiramente: FORA TEMER! E pra encerrar: FORA TEMER!

"Se um cidadão se dispôs a participar voluntáriamente de uma reunião deve respeitar a cultura dos outros participantes desta reunião"

O cara nao estava la' para celebrar a missa, estava la' como cidadao interessado nos assuntos politicos de sua cidade.

 

"Se for um protesto baseado em desobediência civil o manifestante deve arcar com as punições que encontre no caminho."

"Desobediência civil" consiste em violar uma lei que voce considera injusta. O cara nao violou nenhuma lei.

 

"A manchete caso o manifestante estivesse nu , "homem é espulso pq praticava naturalismo"."

Pessima comparacao. O naturalismo nao esta' protegido em nossa constituicao.

 

O cara nao estava la' para celebrar a missa, estava la' como cidadao interessado nos assuntos politicos de sua cidade.

O cidadão interessado sabia que era costume dos partipantes ao inicio da sessão citar trechos da biblia (e não uma missa) este rito que eu saiba não causa dano a ninguém.

Vamos supor que em fez de citar a biblia , fosse  tocado o hino da cidade ou nacional e da mesma forma ele ficasse sentado.

Lei = costume.

Domingo vou furar a fila do cinema em protesto contra a corrupção no governo Dilma, vamos ver o povo que esta na fila vai fazer e os seguranças do shopping.

E vou processar pq estão cerceando meu  direito constitucional de protestar contra o governo. 


 

Estava bolando uma resposta quando vi que as bobagens que vc escreveu já tinham sido rebatidas, uma a uma.

O pior é que nem argumentos você tem mais, tenta inverter a situação, como se o servidor/cidadão é que fosse o intruso.

Não vou perder meu tempo com você. Abaixo uma foto sua e de um monte dos seus argumentos:

Monte de merda
 

 Mesmo se TODOS os vereadores da cidadee tenham o COSTUME de ler a bíblia, isso não pode virar REGRA na câmara municipal, pois a câmara deve representar TODOS os cidadãos, seja qual for a religião deles, e deve respeitar suas crenças, e não obrigar a todos a seguirem as crenças dos vereadores.

 

¨Liberdade é a liberdade dos que pensam diferente¨ -- Rosa Luxemburgo

Mas essa comparação não procede.

O errado é se fazer cultos em ambientes que deveriam ser laicos, como uma Câmara. Se esse erro acontece, mesmo assim alguém ficar sentado durante o mesmo não prejudica ninguém, não causa dano em ninguém e não é ilegal em nada.

E mesmo se é tocado o hino nacional pessoas podem fazer objeção de consciência. Seria o caso de pesquisar mais, mas o que a legislação diz sobre o direito de Testemunhas de Jeová não jurarem bandeira, etc?

Já protestar furando fila prejudica outras pessoas. Então vai estar certo se seguranças intervierem.

 

"Se você pode sonhar, você pode fazer" - Walt Disney

Apesar de vetado, o projeto existiu.... mais um exemplo de afronta a liberdade religiosa!

 

Errata: Candomblé é proibido em Piracicaba

PDFImprimirE-mailnoticias - Debate Racial  SEG, 04 DE JUNHO DE 2012 15:37

candomble

Uma observação: recebemos esta notícia e confirmamos a publicação na fonte citada ao pé dela. Entretanto, a leitora Gabriela Pessoa (a quem agradecemos) escreveu informando que o prefeito vetou o projeto, já que era inconstitucional.  E Renata Maria Fantim (a quem igualmente agradecemos) nos enviou o link para a notícia informando que a Câmara dos Vereadores acatou o veto (ver AQUI). Não gosto de ver o blog se equivocando, mas, por outro lado, nas (felizmente pouquíssimas) vezes que isso acontece, é um prazer verificar a atenção e o cuidado de [email protected]! Acho que mostra o quanto estamos [email protected] na luta! Maurílio Ferreira da Silva*

No interior de São Paulo a assembléia de Inquisidores Evangélicos passou por cima da Constituição que garante aos brasileiros liberdade religiosa e aprovou por unanimidade uma lei proibindo a prática do candomblé, religião essa que é brasileira por criação. Lá em Piracicaba/SP os seguidores desta religião terão que ir a outro município para professar sua fé ou pagarão multa no valor de R$ 2.000,00 e R$ 4.000,00 se houver reincidência. Vereadores de vários partidos se sentiram a vontade para aprovar esta lei sob o comando do prefeito psdbista Barjas Negri.

A Câmara Municipal de Piracicaba/SP, por unanimidade, com o apoio dos vereadores dos seguintes partidos: PT, PDT, PP, PPS, PTB,PR, PMDB, PRB, PSDB, aprovou em 7/10, o PL 202/2010 do vereador Laércio Trevisan (PR).

Comentários em Piracicaba, informam que o referido PL. é parte de um MOVIMENTO chamado “ALIANÇA PARA A SUPREMACIA CRISTÔ, que tem por objetivo levar este projeto a outras cidades do Estado de São Paulo, depois, independente de quem seja eleito, encaminhar para a Câmara dos Deputados, através de deputados federais dos partidos envolvidos. Estes deputados, no momento, são mantidos no anonimato.

O O referido pela agurda sanção ou veto do Sr. Prefeito Municipal Barjas Negri, por favor mandem e-mail, telefonen para o prefeito/
secretário de governo e demais autoridades solicitando o veto ao PL. tendo em vista que o referido PL. entre outras coisas, atenta contra a liberdade religiosa e fomenta o racismo.

1- Integra do PL. 202/2010;
2- E depois, Nomes, fones, e-mails do vereadores de piracicaba:

1- Íntegra do PL. 202/2010: PROJETO DE LEI Nº 202/10 – Proíbe o uso e o sacrifício de animais em práticas de rituais religiosos no Município de Piracicaba e dá outras providências.
Art. 1º Fica proibido o sacrifício de animais em práticas de rituais religiosos no Município de Piracicaba.

Art. 2º O descumprimento do disposto na presente Lei ensejará ao infrator, a multa de R$ 2.000,00 (dois mil reais) dobrado a cada reincidência.

Parágrafo único A multa a que se refere o caput deste artigo será reajustada, anualmente, com base no índice do INPC – IBGE , adotada pelo Poder Executivo através de Lei.

Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Justificativa

Primeiramente cabe ressaltar que independente de credo religioso e o respeito aos costumes de crença, ou seja, barbáreis como sacrifício de animais em rituais religiosos são inconcebíveis, e contraria a nossa Lei maior a qual é a garantia de vida e bons tratos para com os animais .

Precisamos sim, que as pessoas de bem, que gostam de animais, defenda–os, em principal em leis municipais, estaduais e federal
através de seus legisladores.

Por outro lado, compete aos municípios de acordo com a – Constituição Federal – Art. 30 – I – Legislar sobre assuntos de interesse local.

Também cabe ressaltar que, o município pode legislar em assuntos de seu próprio interesse local de acordo com C.F Art. 30 – I e respaldado na lei orgânica do município de Piracicaba – Artigo 25 XXII .

Isto posto, felizmente a consciência de que a proteção aos animais também é uma obrigação do município.
Inobstante em Piracicaba através da Lei n.º 6647/09 já proíbe a instalação de circos que contenha animais, sendo um grande avanço em defesa dos animais.

Somos sabedores que há pessoas que realizam o sacrifício de animais em cultos religiosos, e isso é inaceitável, e deve ser observada com atenção por parte não só desta Casa Legislativa, mas também por todos os municípios .

Assim pelo alcance do Art. 225 d 1º, VII da C.F para a proteção dos animais, o interesse humano social, apresento este Projeto de Lei .

No ensejo, que o mesmo seja aprovado por unanimidade pelos pares, e que caminhemos em direção do bem, da proteção dos animais e os clamores da população e das ONGs de proteção com os animais.

Sala de Reuniões, 21 de junho de 2010.
(a) Laércio Trevisan Júnior

2- Lista dos vereadores:

- André Gustavo Bandeira – PSDB
- Ary de Camargo Pedroso Jr – PDT
-Bruno Prata – PSDB
- Capitão Gomes – PP
- Carlos Alberto Cavalcante PPS
- João Manoel dos Santos – PTB
- José Antonio Fernandes Paiva – PT
-José Aparecido Longatto – PSDB
- José Benedito Lopes – PDT
- José Luiz Ribeiro – PSDB
- José Pedro Leite da Silva – PR
- Laércio Trevisan Jr – PR
- Marcos Antonio de Oliveira – PMDB
- Paulo Henrique Paranhos Ribeiro – PRB
- Walter Ferreira da Silva – PPS
Att.

Maurílio Ferreira da Silva
Movimento Negro Unificado – Campinas/SP/ Presidente do Secretariado de Negros do PSDB Campinas/SP, Membro da Comissão de Religiosos de Matrizes Africanas de Campinas e Região- CRMA


Fonte: DELDEBBIO

 

“O que me amedronta, não é o grito dos maus, mas o silêncio dos justos” Martin Luther King

canalha mentiroso esse autor, coisa de nazista fedorento que mainpula otarios que dejam ouvir mentira que corroborem com seu paradigmas!

 

http://religioesafroentrevistas.wordpress.com/2012/06/13/candomble-e-liv...

 

 

"A verdade é a melhor camuflagem. Ninguém acredita nela." MAX FRICH

mentiroso? Não entendi, vc LEU? Não, né?

O fato é que o vereador do PR protocolou o Projeto de Lei onde proibia o sacrifício de animais em rituais religiosos, e em primeira discussão na Câmara Municipal foi aprovado o referido projeto, porém, depois de nós, povos de matriz africana nos articular e em uma discussão seria com o Prefeito Municipal, foi enviado a Câmara municipal o Veto total ao referido projeto. No dia da votação do veto, fomos à câmara municipal onde, o que se viu no discurso de alguns vereadores, relatos dos mais dos absurdos do mundo, em uma apologia clara ao preconceito e a discriminação.

Mas o que interessa é que o veto do Prefeito foi apreciado e votado, os vereadores que eram contra o veto do Prefeito, portanto a favor da proibição do sacrifício em rituais religiosos ganharam na votação, porém por uma questão regimental para que o veto fosse derrubado precisaria de maioria absoluta, como não conseguiram o veto foi mantido e o Projeto arquivado.

O vereador autor desta matéria que proibia o sacrifício de animais em rituais religiosos, prometeu voltar com esse projeto, mas somente em outra legislatura, pois regimentalmente, é proibido se apresentar o mesmo projeto nesta legislatura. Lembrando que em Outubro próximo teremos eleições para novos cargos de vereadores e prefeito, para a legislatura que começa em Janeiro de 2.013 à Dezembro 2.016.

Blaya, vc pelo menos ler o sute que vc coloca?

 

“O que me amedronta, não é o grito dos maus, mas o silêncio dos justos” Martin Luther King

Parabéns EVA,

Demonstrou muita classe ao lidar com o comentário baixo e rasteiro que veio em sua direção. Ainda estou tentando a aprender a lidar com este tipo de opinião rasteira. Tem horas que fico passada. Irritada mesmo. Mas acho que vc deu uma lição de classe e educação. Obrigada.

 

Eva pior que nas seitas evangélicas há um sincretismo religioso com elementos afro , cristão, e judaico.

Uma cliente minha evangélica estava com  um colar com a estrela de Davi e perguntei se ela sabia o que era aquilo, ela  falou que não sabia o que era e foi o pastor que deu para ela.  

 

Agora tente dizer que há sincretismos no catolicismo e nas religioes evangelicas para vc ver o sonoro "naaaaaaao imagiiiiiina!!!" As pessoas mal conhecem - ou sao desencorajadas a conhecer - a propria história de sua religião! 

 

“O que me amedronta, não é o grito dos maus, mas o silêncio dos justos” Martin Luther King

Não faz o menor sentido ler a bíblia numa sessão da câmara. Quais os argumentos que poderiam justificar isto?

Usando um pouco de sarcasmo...

Será que alguns pensam que se tornarão santos com esta atitude? Teria que comunicar o papa, para santificá-los............. rsrsrsrs

Me poupem, me poupem, me poupem.

Usar a polícia contra este servidor foi uma falta completa de bom senso, de lucidez e de respeito à lei.

 

Como sugestão: convido para na próxima reunião da câmara, os cidadãos que respeitam a constituição federal e presam pelo estado laico, a participarem da próxima leitura bíblica. Seria interessante se uns 50 ou 100 munícipes participassem do evento.

 

Vereadora travesti de Piracicaba diz que ameaças têm motivação política Thomaz Fernandes/G1)Madalena recebeu denúncia sobre eventual mandante das ameaças de morte (Foto: Thomaz Fernandes/G1)

A vereadora eleita de Piracicaba (SP) Madalena (PSDB), cujo nome de batismo é Luiz Antônio Leite, disse ter informações de que um dos suplentes do partido seria o mandante das ameaças de morte que vem recebendo desde que venceu as eleições. O preconceito por ser travesti foi apontado como uma das possíveis razões para as ligações. Além dos telefonemas, a vereadora eleita já foi abordada na rua onde mora por um motoqueiro. A presidência do PSDB informou que, caso a suspeita se comprove, o responsável será expulso da legenda. 

Madalena registrou dois boletins de ocorrência em função das ameaças de que se ela assumir o cargo em 1º de janeiro será assassinada. A vereadora eleita afirmou que cogitou desistir da posse, mas se convenceu de não abrir mão da cadeira para a qual foi eleita. A Polícia Civil já pediu, inclusive, o rastreamento das ligações à casa da política para tentar localizar o telefone de onde as mensagens se originaram.

Um homem que trabalhou como cabo eleitoral durante as eleições procurou Madalena nesta quinta-feira (18) para relatar que um dos candidatos do PSDB havia dito à equipe que a mataria caso o vencesse. "Essa pessoa me chamou de 'preto safado' e quebrou alguns cavaletes com a minha foto e disse que se eu ganhasse me mataria", disse Madalena.

Madalena deve ir até a DIG nesta sexta-feira (19) relatar às autoridades o que soube e definir como e quando o seu informante poderá depor sem divulgar a identidade. "Se for provado que foi realmente essa pessoa, ela vai ser processada e vai ter de pagar pelo que fez", disse. A vereadora eleita também afirmou que não vai mudar a rotina por conta dos problemas que vêm ocorrendo. "Eu não pretendo me mudar ou aumentar a segurança, só espero que haja segurança no dia da posse", completou.

PSDBO deputado federal Antônio Carlos de Mendes Thame (PSDB), presidente da legenda em Piracicaba, disse que procurou a Secretaria Estadual de Segurança Pública para informar da ameaça e pediu providências. "Pedi que a polícia investigue a fundo, afinal houve uma ameaça de morte a um vereador eleito pelo meu partido", disse.

Thame afirmou que, caso o autor das ameaças for membro do PSDB, a punição será a mais severa. "Se houver algum envolvido dentro do partido, essa pessoa será expulsa. Não haverá contemporização com ninguém", completou.

Para ler mais notícias do G1 Piracicaba, clique emg1.globo.com/piracicaba. Siga também o G1 Piracicaba no Twitter e por RSS.

 

“O que me amedronta, não é o grito dos maus, mas o silêncio dos justos” Martin Luther King

estoria mal contada!!!  segundo a imprensa local, as ameaças não foram feitas diretamente a Mada, mas para um "amigo", e que o autor estaria indignado porque perdeu a eleição para vereador apos gastar os tubos, bom a coisa fica estranha, porque Mada não e do partido dele, quem teria tirado o tal sujeito seria uma colega da coligação pois ele é suplente da coligação!

conversa estranha, deve ser investigada sem duvida, mas não tem muito nexo!  sobre quebrar cavaletes, acho isso lorota, pois quase todos os candidatos tiveram cavaletes quebrados, novamente espero que Mada não comece com mentiras antes mesmo de tomar posse!!!

 

"A verdade é a melhor camuflagem. Ninguém acredita nela." MAX FRICH

"Medida exagerada"

Só isso? Putz, que país é esse? Ninguém mais respeita a constituição. Nem o STF.

Fundamentalismo é coisa nossa.

 

O Brasil é um país laico portanto  o Regimento da Câmara de  Vereadores é inconstitucional.

Se  eu  estivesse lá  eu também  ficaria  sentada.

 

Tá aí, o ayatollah de Piracicaba! 

 

E vamos a mais notícias bastante preocupantes para a democracia em Piraicaba;

MP vai levar ação sobre salário dos vereadores de Piracicaba ao TJSP Fabrice Desmonts/Câmara de Piracicaba)MP quer anular reajuste 66% para os vereadores
(Foto: Fabrice Desmonts/Câmara de Piracicaba)

O Ministério Público de Piracicaba(SP) informou que vai recorrer da decisão do juiz Wander Pereira Rossette Júnior que negou liminar para derrubar o aumento de 66% nos salários dos vereadores, que vigora a partir de janeiro. Além de negar o pedido do MP, o juiz deu prazo de 15 dias para que a Câmara justifique o reajuste de R$ 6,5 mil para R$ 10,9 mil. A comunicação oficial da decisão ainda não ocorreu, mas o promotor João Carlos de Azevedo Camargo disse que pedirá a revisão da medida no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP).

O promotor do Patrimônio Público pediu a anulação do aumento por considerá-lo inconstitucional e acima do crescimento inflacionário que define o reajuste em outras classes profissionais. Para o MP, o valor mais apropriado para os parlamentares de Piracicaba seria de R$ 6,8 mil por mês. O inquérito foi instaurado em agosto e se tornou ação civil pública no início de outubro.  Ao analisar nesta semana o pedido feito por Camargo, o juiz entendeu que não houve irregularidades no processo de aprovação dos salários para 2013 e rejeitou a liminar.

Depósito judicialCamargo informou que só poderá se manifestar depois que for notificado oficialmente sobre a negativa da liminar. "Depois de tomar ciência da decisão terei 20 dias para interpor o recurso, pedirei também liminar para depósito da diferença entre o subsídio atual e o que passa a valer no ano que vem em conta judicial antes mesmo da apreciação do mérito do recurso. Até porque a posse dos novos vereadores se avizinha", informou o promotor.TramitaçãoAo apresentar o recurso, Camargo poderá submeter suas argumentações à avaliação de três desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo. O processo segue na Justiça local em paralelo ao julgamento em segunda instância. Se uma decisão diferente da tomada por Wander Rossete ocorrer, não haverá aumento até que a ação tenha um desfecho definitivo.

Para ler mais notícias do G1 Piracicaba, clique emg1.globo.com/piracicaba. Siga também o G1 Piracicaba no Twitter e porRSS.



 

“O que me amedronta, não é o grito dos maus, mas o silêncio dos justos” Martin Luther King

“O ato da leitura bíblica está no artigo n° 121 do Regimento Interno."
O erro começa aqui: Câmara NÃO é igreja.

“Não é a questão constitucional que está em pauta, mas o desrespeito do homem com quem estava lá tentando trabalhar”
Três falácias. (1) Num espaço público como a Câmara, a questão é constitucional sim. (2) pelo filme, vê-se que o homem não adotou atitude acintosa, estava pacífico; cadê o desrespeito? apenas porque não seguiu a atitude da manada? (3) ler a bíblia é trabalho do pastor, quando vereadores leêm a bíblia eles NÃO estão trabalhando.

"A Guarda Municipal e a Polícia Militar de Piracicaba, [...] afirmaram que apenas ‘cumpriam ordens’ do presidente da Câmara."
Não é desculpa para ignorar a constituição. Quer dizer que se o presidente da Câmara manda atirar no homem eles atiram?


Não sou religioso mas sinto nojo ao ver tanta gente confundir reza com devoção.

Isso revela bem o que vai na "alma" desses religiosos e pretensos fiéis, não aceitam a democracia, o divergente, o contraditório, querem impor sua vontade aos outros.

 

Acho que sobrou para a Bíblia! Segundo a notícia, o funcionário Regis Montero, do Ministério Público, faz parte do movimento 'Reaja Piracicaba' e tem protestado contra o aumento do salário dos vereadores. O assunto da Bíblia é somente o bode expiatório. O que tem incomodado a Câmara Municipal é o protesto da população.

 

na mosca! o pequeno aumento de 66% no salario dos mesmo.... desgraça pouca é besteira!

 

“O que me amedronta, não é o grito dos maus, mas o silêncio dos justos” Martin Luther King

O que nao se faz usando o nome de Deus...

 

Pelo menos no vídeo eu não vi a "bagunça" que o servidor teria feito, ao contrário, parecia um ato de resistência passiva no melhor estilo "Gandhi".

Sobra a constatação que a câmara de vereadores de Piracicaba não é laica, nem séria, pois ter leitura de Bíblia no início dos trabalhos mundanos, tem a mesma eficácia legislativa que rezar a Salve Rainha antes de entrar num puteiro atrás de quenga.

Um abraço.

 

"[...]Devia era, logo de manhã, passar um sonho pelo rosto. É isso que impede o tempo e atrasa a ruga.[...]" - Mia Couto

Hehehehehehehehe, essa vale um meme no Facebook!

 

:)