newsletter

Pular para o conteúdo principal

Jornalista da Band Bahia denunciada

Procurador entra com representação contra Band na Bahia por entrevista

João Paulo Gondim, iG Bahia

A emissora, os responsáveis pelo programa "Brasil Urgente" e a repórter Mirella Cunha podem ser condenados pela violação à imagem e à honra do homem detido

A emissora de televisão Bandeirantes, os responsáveis pelo programa "Brasil Urgente" e a repórter Mirella Cunha podem ser condenados pela Justiça baiana pelo crime de abuso de autoridade contra o homem detido entrevistado há cerca de 15 dias pela jornalista. 

No entendimento do Ministério Público Federal da Bahia (MPF-BA), houve trangressão à Constituição Federal no seu artigo quinto _que trata dos direitos e deveres individuais e coletivos, por conta de suposta violação à imagem e à honra. A pena, se houver, deve ser pecuniária, afirma o órgão.

A representação foi à Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC), do próprio MPF baiano, para que sejam adotadas medidas contra a conduta da jornalista. A repórter ironizou a situação de um rapaz detido e suspeito de estupro.

De acordo com a Procuradoria também há indícios de abuso de autoridade, de ofensa a direitos da personalidade, bem como de descumprimento da Súmula Vinculante do Supremo Tribunal Federal (STF), que limita uso de algemas a casos excepcionais.

A emissora de televisão Bandeirantes, os responsáveis pelo programa "Brasil Urgente" e a repórter Mirella Cunha podem ser condenados pela violação à imagem e à honra do homem detido entrevistado há cerca de 15 dias pela jornalista.

Além disso, pesa outra responsabilidade sobre Mirella. "A repórter pôs em risco a integridade física do detido ao sugerir que ele seja estuprador. Infelizmente, sabemos os perigos que sofrem os rotulados de estuprador nas cadeias", afirmou o procurador da República Vladimir Aras. Coordenador do Núcleo Criminal da seção baiana do MPF, ele representou hoje contra Mirella Cunha junto à Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC), vinculado ao MPF da Bahia.

O procurador da República disse ao iG ter constatado "exploração da miséria e da condição de vulnerabilidade" do rapaz identificado como Paulo Sergio. "O MPF vai procurar saber o que aconteceu com ele, se ele vai ser processado por estupro sem ter cometido o ato", afirmou Aras, que não atribuiu somente à repórter as violações dos direitos constitucionais do preso. "Obviamente, uma coisa dessas não aconteceu exclusivamente pelas mãos da jornalista".

Para Aras, o uso da algema deve ser aplicado a casos de resistência de prisão, entre outros excepcionais. "Curiosamente, a entrevista foi exibida há alguns dias, mas ganhou repercussão ontem [segunda, 21], mesmo dia em que Carlinhos Cachoeira depôs na CPMI. Com um bem remunerado advogado [o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos], sem algemas, Carlinhos Cachoeira não produziu provas contra ele mesmo. O tratamento que recebeu em Brasília foi bem diferente dado ao rapaz da reportagem aqui em Salvador", comparou Aras.

Por se tratar de um assunto envolvendo uma concessionária de televisão, compete ao MPF a investigação dos fatos. O MPF vai solicitar ao MP estadual que atue junto ao caso para investigar aconduta da equipe de reportagem dentro da delegacia policial, e à Defensoria Pública baiana para defender o rapaz. "No meu entendimento, ele merece receber uma elevada indenização", afirmou o procurador da República.

A representação foi encaminhada à Defensoria Pública do Estado. Aras pediu que a produção do programa envie, em até cinco dias, a fita bruta com a entrevista. O procurador quer saber da Secretaria de Segurança Pública (SSP) se há permissão de exposição de presos em programas televisivos, e pediu o auto de prisão em flagrante do detido entrevistado.

Em nota, a Band diz que “ vai tomar todas as medidas disciplinares necessárias”. “A postura da repórter fere o código de ética do jornalismo da emissora”, diz a nota.

A emissora não respondeu se o editor da emissora também feriu o código de ética do jornalismo.

iG entrou em contato com a repórter pela rede social Facebook, mas não obteve resposta. Na Band Bahia, funcionários disseram que não estavam autorizados a passar os contatos da jornalista. 

Sem votos
29 comentário(s)

Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
+29 comentários

Putz, acho que estamos começando a nos tornar um país civilizado. Tomara

 

Juliano Santos

Estamos esquecendo os patrocinadores. Eu não adquiro produtos de empresas que patrocinam estes  programas. É o meu protesto. Gostaria de saber aonde foi que ensinaram a estes pseudos reporteres e apresentadores que a função de jornalista incluia a de delegado, juiz, investigador, policial, etc. Ou será que as autoridades (sic) envolvidas se completam sendo chamados de "Heróis"? É estranho ver e ouvir tamanha intimidade existente entre eles no ar.

 

Ainda tem a cara de pau de defender a liberdade de imprensa. Liberdade de impressa para

quem?

 


 

?

 

?

 

 

ferramenta mais importante para o exercício da profissão, o microfone, e a jovem o utiliza como uma arma aterrorizante contra o rapaz...

quem já passou por algo parecido, interrogatórios dos idos de 70, há de se espantar com a possibilidade da jovem ter sentido prazer ao torturar, digo, entrevistar o rapaz.

Quintela tem razão

acrescento: de repente o delegado estava no outra da sala, se masturbando

 

 

Essas maluquices por Ibope, tenho certeza, uma hora vai dar merda, muita MERDA.

E será de total responsabilidade das TVs.

Esqueçam as asneiras dessa menina idiota e rascista. Elas serão respondidas e punidas pela justiça.

O problema é que esse pessoal da mídia não consegue enxergar alí na esquina, daqui há 30, 60, 90 dias.

A vingança de um maluco (ou não) pelo que passou em celas imundas por culpa da Band e dessa boboca não pode ser descartada.

Imaginem esse rapaz, ignorante, preto e pobre (culpado ou inocente) sendo espancado e seviciado na prisão?

Será que ele vai passar a régua? Esquecerá quem o "julgou e condenou"?

Mesmo se for culpado, não ficará preso por muito tempo.

Será que a Band dará garantia de vida a essa idiota travestida de jornalista quando esse rapaz sair da prisão com ódio nos olhos?

A mídia brasileira, há anos perdeu todos os limites dos limites.

O Ibope, a grana, falam mais alto do que a razão.

Conheço dezenas de países, tenho VERGONHA da imprensa brasileira.

 

  esse procurador faz o certo , por que todos não são assim como ele , por favor , este caso precisa ser acompanhado de perto , inclusive uma boa indenização para o rapaz do estado e da band.

 

João, esse Procurador é progressista. Dê uma olhada no blog dele  que vc vai  verificar   que ele  não  se  coaduna  com a direita reacionária  e  golpista. Não o  conheço ( acho  que ele deve  ser primo  de outro membro  do Ministério  Público Federal, lotado na Bahia, Augusto Aras, meu  contemporâneo na Faculdade de Direito  e filho de um ex Deputado Federal pelo  extinto MDB, Dr. Roque Aras, que  se  aposentou  como Advogado da União).

 

Esta denúncia não passa de verdadeiro ataque à liberdade de imprensa.

Nós sabemos muito bem que é isto que vocês querem: calar a imprensa.

A liberdade de imprensa é um valor absoluto, que está no cume da Constituição.

Que venha logo 2014!

 

Luto pelo fortalecimento da democracia no Brasil...

Augusto,

Tudo bom?

Você com avatar de Chavez não combina, mesmo com a foto induzindo ao Mickey não combina.

Caso tenha assistido a matéria completa, nem mesmo você, com a sua conhecida linha de pensamento é capaz de interpretar a denúncia como ataque à liberdade de imprensa, só pode ser jogo de cena.

Quanto ao que está no cume da C.F., valor absoluto é a liberdade DE imprensa, e não a liberdade DA imprensa.

Neste caso prá lá de preconceituoso, enquadrar somente a jornalista inábil é um absurdo, atitude cômoda da Justicia, pois falta a equipe do programa e o verdadeiro pai da criança, o delegado, prá fazer companhia à moça sem pé nem cabeça. Sem a anuência do delegado de 5ª categoria, nada disto teria acontecido, certo? É pressuposto que um delegado tenha formação superior, que tenha se submetido a um concurso público, ou seja, não pode ser um desorientado à solta pela ruas.

Sobre esta sua ansiedade em relação a 2014, não imaginava que você gostasse tanto assim de futebol.

Um abraço

 

Você se esqueceu dos direitos do acusado. E se esqueceu o que acontece quando se tem uma "Veja" ou "News of the World" ou "Folha" ou "Globo" ou... por aí.

 

indenização é pouco! seria bom que as outras redes e os outros meios repercutissem o caso (absurdo)! a melhor punição para a emissora é mesmo ter o seu 'filme queimado'!

 

Deveria denunciar todos os abusos.

 

Franklin.

 Em que escola de "jornalismo" essa menina se formou? Não importa? Tá bom. Então cadê a ética desta pessoa, desta profissional, desta mulher? Será que ela sabe o que é isto? A que ponto chegou o jornalismo da grande mídia. Esta repórter é o retrato fiel do lixo do lixo que são estes programas, destas redes de TV que lucram com a exploração da miséria do indivíduo. Pensando bem, o lixo é mais produtivo.

 

Se a "divertida" repórter tiver um mínimo de inteligência e caráter, poderia propor pedir desculpas publicamente ao detido (confesso de roubo, mas não do estupro)... ou aguentar as (in)consequências...

Mas não me surpreenderei se arrumar uma nova colocação em algum Pânico, CQC, com o Rafinha, etc... estão fazendo escola!

 

E outro detalhe... e o delegado estava onde que não viu isso?

Não é o delegado responsavel pelo detido?

Não é o delegado a autoridade máxima na delegacia?

Então reporter pode fazer o que quiser numa delegacia?

Ou a lei só se aplica ao RICO?

 

Nassif, isso é palhaçada! Essa repórter virou bode expiatório! Quase TODOS os canais de TV aqui em Salvador fazem o MESMO PROCEDIMENTO que a Mirella Cunha. 

Ela é a penas a repórter! Ela não responde a ninguém???? O Repórter faz oque quer???? O âncora do programa do Uziel Bueno, foi ele o precursor desse tipo de programa!

TODOS fazem isso! Esse quadro de horror é exibido na BAND, RECORD, SBT... a única que não foi nessa onda foi a TV Bahia (GLOBO)!

Não sei porque a tal Mirella Cunha foi pega pra Cristo!!!!

Se há deboche e violação dos direitos humanos TODOS devem ser responsabilizados! repórter, chefe, editor, não conheço a hierarquia, mas TODOS devem responde por isso! 

Senão será a senha pra impunidade! O dono da TV manda, e o lado mais fraco obedece! Quando a corda quebra quem sobra é o repórter????

Então Policarpo Jr agiu sozinho???????

 

E qual a sua proposta? Que, como todos fazem, ela nao deva ser punida? Aí é que a impunidade vai rolar solta mesmo... Que a puniçao dela sirva de aviso aos outros, ora bolas. E concordo com você numa coisa: que nao seja só ela a punida, mas tb o responsável pelo programa, a direçao da Band. E o delegado que permitiu isso... 

 

Anarquista, não somente a repórter como TODOS os envolvidos no programa e os "gerentes" da emissora. Como também o delegado e os policiais que deteram o suposto criminoso! Cadê o DELEGADO que não viu isso? Repórter pode fazer o que quiser numa delegacia? Minha queixa foi sobre a "corda" que sempre quebra no lado mais fraco. Sei que esse lado não é inocente, mas é o mais fraco! - A cobrança da sociedade deve ser para TODOS os envolvidos, em especial a emissora! Mas enquanto der IBOPE...

 

Concordo com que todos os envolvidos devam ser punidos, nao só a repórter. Mas desde que isso nao signifique que, se nao acontecer isso, nem ela seja punida... Mais fraca ou nao, foi abjeta; e a punição serve de exemplo para outros. Que ao menos fiquem com medo de problemas, já que nao sao capazes de respeitar os outros por valor próprio. 

 

Minha proposta é  a mesma  do Ministério Público, por  que? Vc tem uma mais  eficaz?

 

 

Márcia, olhe o nível de endentamento! Minha resposta era para o Quintella, nao para você... 

 

Ana, o mal é  a gente não  se referir a pessoa. Eu pensei  que  fosse  comigo.

 

Você tem razao, mas é que, quando a gente clica no link Responder, ele está logo abaixo do comentário a que se responde, e a gente nao imagina onde ele vai parar... 

 

Quintela  é verdade, todos   os   programas da Bahia (desse  tipo policialesco)  só dá baixaria.

Essa  jornalista  está  em maus lençois, embora  seja mais uma.

 

Marcia, não é só na Bahia não. Já se deu ao desprazer de assistir um programa do Datena e do Paccioli, da mesma BAND(ida)? Os apresentadores bandidos sugerem e insuflam a que nas prisões se façam justiçamento, na porrada ou na violação por estrupo, etc. de criminosos presos por determinados crimes. E isso em rede nacional, em canal aberto. Porque o MPF (apesar do PREVARICADOR Gurgel) não adota a mesma conduta com todos os apresentadores e reporteres. Seria uma forma, correta, de evitar o surgimento de outras cretininhas que nem essa mocinha nojenta (eu tive o desprazer de assitir ao vídeo, onde ela efetivamente 'estrupou' a dignidade do criminoso,num post de título "bonitinha mas ordinária", não lembro o link). Se esse moço, que pode ser ou não criminoso que acusam ser, for torturado e/ou morto na prisão, quem vai responder? Incrível como presos em poder do 'Estado' são vítima de tratamento espúrio apenas pra dar assunto a esse tipo de jornalixo! Depois teremos que fazer novas "Comissão da Verdade" pra apurar essa promiscuidade entre policiais e jornalistas bandidos..

 

Eu  sei  Edmar  que não é  só na  Bahia. Datena, Ratinho, BBB, CQC  e etc estão fazendo  escola.

Essa jornalista é uma despreparada,  sem postura,  vai ter  que procurar outra profissão porque  como jornalista não  vai  arranjar mais   trabalho.

Agora o responsável por  tudo isso é o PIG  que odeia os  3 Ps  e  trata Cachoeira  como  empresário.

E  acabou , meu  amigo.

Esse rapaz  assaltante  é  mais uma  vítima  do  sistema herdado da "ditabranda", da  sociedade  excludente.

Vou  além; Sou  eleitora de Dilma mas  acho  que  o Brasil não deveria   ser  sede  de   Copa  do Mundo.  Tremenda  bobagem (  e  eu gosto  de  futebol), o problema  é  que  com esse  dinheirão  que  se vai gastar deveria  era investir   na  educação (mais  escolas  e salários  dignos para os professores). Educação é o maior investimento  que  se pode fazer. Infelizmente  as  coisas não   acontecem  como  a gente  quer.

Um  abraço.

 

 

 Chega uma hora que a gente não aguenta mais e se sente muito desamparado pelo estado.

 

Finalmente uma noticia boa!

 

O Procurador tem um blog interessante:

 

http://blogdovladimir.wordpress.com/

 

"Curiosamente, a entrevista foi exibida há alguns dias, mas ganhou repercussão ontem [segunda, 21], mesmo dia em que Carlinhos Cachoeira depôs na CPMI. Com um bem remunerado advogado [o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos], sem algemas, Carlinhos Cachoeira não produziu provas contra ele mesmo. O tratamento que recebeu em Brasília foi bem diferente dado ao rapaz da reportagem aqui em Salvador", comparou Aras.

 

Muito bom Dr. Aras, o  senhor  honra  seu nome!