Revista GGN

Assine

Cresce o número de candidatos LGBT na eleição 2012

Do UOLEleições de João Pessoa e Itu (SP) terão candidatos a prefeito gays; associação estima 133 concorrentes para as câmaras

 

Do UOL, em Itu

Edmilson Martins (PPL), candidato a prefeito em Itu (SP)

  • Edmilson Martins (PPL), candidato a prefeito em Itu (SP)

 

O público LGBTT (Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transsexuais) terá representantes inéditos na disputa eleitoral de 2012. Na capital da Paraíba, João Pessoa, e em Itu, no interior de São Paulo, já foram lançadas pré-candidaturas de homossexuais ao principal cargo executivo municipal.

 

Em ambos os casos, os candidatos a prefeito prometem, caso eleitos, brigar pelos direitos dessas minorias.

 

Ponto considerado positivo pelo presidente da ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transsexuais), Tony Ramos, que disse acreditar que é importante ter uma plataforma de governo bem alicerçada.

 

Para as câmaras, o número de candidatos LGBT é bem maior. Pelo menos 133 pessoas com esse tipo de orientação sexual vão disputar vagas legislativas em todo o país.

 

O pré-candidato de Itu, Edmilson Martins (PPL – Partido Pátria Livre), considera importante defender a igualdade social em todas as áreas. Ele afirmou que já montou projetos para a criação de departamentos que promovam a inclusão social.

 

“Sou contra qualquer forma de preconceito, por isso quero trabalhar pela profissionalização e introdução ao mercado de trabalho do público LGBTT”, afirmou.

 

Ele disse ainda que pretende entrar para a história do país, como o primeiro prefeito gay.

 

“Quero romper as barreiras e mostrar que a minha opção sexual não interfere na minha posição política e candidatura.”

 

Edmilson disse que sua candidatura é apoiada pelo deputado federal Jean Wyllys (PSOL), que também é gay.

 

“Ele ainda vai estudar no partido a forma de formalizar esse apoio”, afirmou Martins.

 

PSOL

 

O PSOL é o partido de Renan Palmeira, 25, que será candidato na capital paraibana. Jean Wyllys (PSOL) prometeu se engajar na campanha.

 

Para o presidente da ABGLT, além dos candidatos é importante garantir políticos aliados para brigar pelas causas homossexuais em todo o país.

 

Já se mostraram favoráveis nomes como Fernando Gabeira (PV), Gilberto Kassab (PSD) e Antônio Imbassahy (PSDB). Tony diz ainda que é importante conhecer os candidatos.

 

“Não basta ser gay, é preciso ter uma proposta de governo interessante e envolvimento com a política.”

Sem votos
9 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+9 comentários

O novo grupo vai ter apoio de gays da direita? da esquerda? Gay vota em gay só porque é gay?

Que é isso?

O futuro prefeito vai ser o que? Apenas gay?

E se o movimento machão mineiro (MMM) resolver apresentar candidato? Parece brincadeira, uma torre de babel do século 21.

As pessoas se reúnem politicamente em função de ideologias e sobre o que eles acham ser o melhor para o Brasil, para isso existem partidos e linhas gerais de ideologia. E olha que partidos já temos até demais. Existem gays dentro de partidos, assim como existem negros, evangélicos, agricultores, ex-militares, etc.

Francamente, as chamadas minorias estão exagerando no seu desejo de aparecer e, a cada dia, estamos dividindo a sociedade com grupinhos diferentes.

 

 

PPL é o quê? Partido Popular Liberal? Só faltava ser isso para desmoralizar a salada político-ideológico-partidária brasileira.

 

Perplexidade aflita diante da perspectiva caótica

Posso chamar de IMPRODUTIVOS? Se todos for ou Ser Simpatizante, em uma Geração a humanidade ACABA. Seria essa a FINALIDADE? Não seria Correto tratar como ANOMALIAS? Já que é contra a Evolução e Progressão Humana?

 

Bom, se for para todos virarem voce também estaria incluído, não ? Alguma intenção ?

 

bla bla se todos for bla bla se todos ser bla bla 

 

Márcio Cubiak

ja viu isso, nassif?

http://www.youtube.com/watch?v=H2Qu3kwNVcM&feature=youtube_gdata_player

socialites "politizadas" do Jardins dizendo que foram traídas por Demóstenes

 

Essas socialites são ridículas, nunca vi tanto besteirol junto!  

Essas figuras juram que fazem ativismo social e político, mas na verdade só se desmoralizam com seus clichês e preconceitos.

O máximo de contato que tem com pessoas normais é quando falam com suas empregadas, de resto vivem no seu mundinho anormal de pessoas alienadas...

 

Primeiramente: FORA TEMER! E pra encerrar: FORA TEMER!

E a igreja vai deixar?

 

Se ela não deixar, quem se importa?

 

Primeiramente: FORA TEMER! E pra encerrar: FORA TEMER!