Revista GGN

Assine

De Garrincha a Seedorf

Prezado Nassif,

meu fora de pauta de hoje vai para o fenômeno transcendental que aconteceu no último final de semana e que vem desafiando os limites de nossa ciência em sua explicação. A Academia Brasileira de Ciência convocou uma reunião extraodinária para essa semana para discutir o assunto. O CNPq prepara novo edital para aqueles que se lancem a explicar o impossível. O governo americano convocou seu embaixador a Washington para obter mais explicações sobre o assunto. Durante a semana passada, o nome de Garrincha voltou à pauta ao descobrirmos que a FIFA quer proibir a utilização do seu nome no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Nesse último final de semana, ele foi foi visto no modesto e simpático estádio de Moça Bonita. Tostão publicou ontem em seu blog a informação confirmando tratar-se mesmo do ex-camisa 7 da Copa de 58 e 62. José Miguel Wisnick já prepara um novo ensaio sobre devir imperceptível de Garrincha. Será que isso é uma indicação de que ele não aparecerá no ano que vem nos estádios da FIFA?

um abraço, Marlon

De Garrincha a Seedorf: 50 anos a ensinarmos a arte do futebol (1962-2013) Montagem: Facebook, Fotos Históricas.

Sem votos

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.