Revista GGN

Assine

FHC e a opinião pública no julgamento do mensalão

Da Folha

STF precisa ouvir a opinião pública, diz FHC

Ex-presidente afirma que os juízes devem analisar o caso sabendo que a lei não é algo sem 'relação com a vida'

Em um vídeo postado na internet, tucano diz acreditar que o Supremo mostrará que as 'instituições valem'

Ao comentar o julgamento do mensalão, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) contestou ontem as críticas que os ministros do Supremo Tribunal Federal têm recebido por levarem em conta a opinião pública em decisões recentes.

"Claro que o juiz julga pela lei, mas a lei não é algo que não tenha relação com a vida. Claro que [a opinião pública] não pode substituir a lei. Mas a existência de opiniões da sociedade faz parte de um processo eminentemente político", afirmou o ex-presidente da República.

Para o tucano, os ministros do Supremo deverão, contudo, saber separar no julgamento o "joio do trigo".

O tribunal começará a julgar os 38 réus do mensalão depois de amanhã.

De acordo com o ex-presidente, o caso deve marcar a história política do Brasil.

Ele afirmou ainda que o julgamento ocorre em um momento que o Supremo vem assumindo atitudes para a consolidação da democracia.

"Eu tenho muita confiança em que o Supremo mostrará que as instituições no Brasil valem", afirmou.

IMPUNIDADE

FHC também pediu a atenção da população ao resultado, pois ele pode rebater a ideia de que a corrupção no Brasil está ligada à não punição de envolvidos.

O ex-presidente defendeu um julgamento isento e afirmou que o Supremo tem tomado decisões corajosas.

"O que for correto absolve, e o que for crime castiga", afirmou o tucano.

A declaração do ex-presidente foi feita em video postado no site "Observador Político", criado por ele. O tucano promete publicar outros dois vídeos sobre o assunto nesta semana.

Ontem, o PSDB também divulgou um vídeo no qual afirma "explicar o escândalo do mensalão".

O partido se esforça para ligar o mensalão ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que não é réu do processo.

"Mesmo diante de todos esses fatos, o PT e o presidente Lula insistem em negar a existência do mensalão", afirma o narrador do vídeo.

Depois de exibir diversas declarações do petista, a peça tucana termina com a frase: "Lula, o povo não é bobo".

Sem votos
65 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+65 comentários

É muita desfaçatez desse sujeito, com esta conversa que só engana a trouxas e desavisados leitores de cabeçalho de jornais desta mídia porca, os boçais que dão até boa-noite aos boneres da vida quando acaba o telejornal desinformativo diário na tv, uma verdadeira máquina de imbecilização em massa.

O que eu gostaria mesmo é ver a Justiça julgando dentre os muitos atos de seu desgoverno a distribuição de R$1.000.000.000,00 (hum bilhão de Reais) para cooptar a bancada ruralista no episódio da votação da quebra do monopólio do petróleo brasileiro em junho de 1995. Corrija-se a valores de hoje e vejam a quanto isto chegaria.

Qual seria o nome para esta doação bilionária de dinheiro para obter os votos caitituados até pelo telefone pelo mandatário de então do País e que levaram a quebra do monopólio do petróleo? SECULÃO? MILENÃO?

Só para ficar neste caso, isto não seria um  caso claro de compra de apoio do parlamento para obter votação a favor do governo federal, a pièce de résistance da acusação do dito mensalão que a imprensa porca todos os dias em espasmos de ódio vem se fartando nas acusações ao PT?

Salvo pouquissímas e raras exceções, de jornais nanicos, a grande imprensa de merda, adesista, de cabresto, a da mordaça do pensamento único do desgoverno demotucano, que coonestou toda e qualquer barbaridade de sua administração, bateu palminhas feito focas amestradas. Realmente, trabalho de focas....

É esta mesma imprensa que hoje clama por ética, justiça e moralidade. Nem o mais pérfido dos fariseus faria melhor papel.

Face a uma imprensa de cabresto fica fácil para esse sujeito deitar este tipo de falação: gostaria de vê-lo novamente ser entrevistado pelo repórter do HardTalk da BBC, só para ouvir os mesmos sons das bofetadas (verbais) com que ele foi brindado na reportagem em que ele tentou cagar goma falando em corrupção no Brasil. Foi simplesmente vergastado pelo Jornalista inglês. Patético ver um ex-chefe de estado Brasileiro ser submetido a tal vexame que foi motivado pura e simplesmente por sua verborragia arrogante.

 

FHC não fala em nome da "opinião pública", porque não tem autoridade para isso.

FHC FALA EM NOME DA OPINIÃO PUBLICADA.

Fala por Veja, Folha, Globo, Estadão, Band e congêneres, e também pela minoria de teleguiados reaças de turma da direita, da exrtrema-esquerda porralouca e por alguns incautos manipulados.

Por isso ele tenta fazer uma pressão de última hora, talvez por estar preocupado com alguma coisa.

Não adianta fazer jogo de cena com essa de "criticar as pressões ao STF", porque o que ele está fazendo é justamente tentar pressionar o STF.

Assim como a mídia velha está fazendo.

Mas para tristeza de FHC, da mídia e do PSDB e seus satélites, realmente o povo não é bobo.

 

Não sabia que o horário eleitoral já havia começado. É pura propaganda partidária tucana.

 

FHC é o exemplo maior de que os canalhas também envelhecem.

 

 

FHC foi tão bem sucedido por reunir uma série de características essenciais para política de baixo nível da terrinha: a embromação; o discurso pseudo-intelectual/iluminista; e, acima de tudo, a hipocrisia a toda a prova.

Mas, o fator principal do sucesso não tem nada a ver com este conjunto de qualidades. Foi o compadrio das empresas familiares de mídia. É, se fiando nisto, que ele continua forçando a barra, mantendo esta atuação enjoativa. Aliás,  este conluio permitiu que ele desenvolvesse tão bem estas características. 

Paciência! Cadê o PT pra reprisar constantemente o vergonhoso desgoverno deste homem, inclusive na questão do combate à corrupção?

Sugestão: não sujemos o blog com xingamentos. Sei que dá vontade, mas não percamos a razão.

 

 

 

 

Claro que é livre a manifestação de pensamento e o sr. Fernando Henrique apenas exerce seu direito de opinar. Mas o que suscita dúvidas é: para que, com qual finalidade? Por que na véspera de um evento de natureza JURÍDICA,e , conforme todos sabem o ex-presidente é zero nessa questão.

Quando um personalidade do calibre dele vem a público manifestar-se, fazer juízo de valor, acerca de um ato técnico-jurídico, ele quer no fundo mesmo é:

1) Aparecer, servir-se dos holofotes, suprir sua gana pelo notoriedade, exercitar seu velho pendor para a vaidade. 

2) Tentar influenciar os julgadores, mesmo que através de chavões e frases feitas, a exemplo desse supra-sumo do besteirol: "O que for correto, absolve, e o que for crime, castiga". Acho que nem numa redação do antigo 3º ano primário se escreveria tal obviedade. 

O Poder Judiciário, para o seu ato de julgar, prescinde de qualquer tipo de apoio, manifestação, palavras de ordem, elogios, votos de confiança, ou atos parecidos. Pouca importa que se sua decisão fará história ou não. Mesmo porque sua responsabilidade constitucional não é fazer história e, sim, Justiça. 

Todos os editorais em jornais, sublimações em longos e pedantes artigos na mídia e em blogs, e agora essa manifestalção supostamente cívica de um político ex-presidente da República, são. não só perfeitamente dispensáveis, mas moralmente reprováveis. 

Perguntem a qualquer um dos doutos julgadores acerca disso. 

 

Eu penso que o julgamento do Mensalão é o derradeiro dos golpes. Está tudo armado, é condenação sem provas, será um julgamento que marcará o judiciário e mostrará que ele é em sua grande parte anti-PT e elitista. Quanto a FHC, sem surpresas, o povo já o conhece bem é só ver a sua popularidade no fim de seu governo.

 

Franklin.

 Revoltante os comentários deste ex presidente das privatizações, mudo diante de seus atos, de seu filho, seus amigos e da grande imprensa que o acoberta. A sua vez chegará é só ver o que saiu esta semana sobre a eleiçao de Azevedo, em Minas Gerais.

 

 

Não foi essa a posição do partido desta triste figura no episódio que derrubou o presidente do Paraguai.

 

FHC, o povo não é bobo ( a não ser as suas negas )

 

Benvindo ao clube do lugar comum senhor fhc (thc faz mais sentido), ontem eramos cento e noventa milhões de técnicos de futebol, agora especialistas em direito, constituição e pareceres jurídicos.


Chegou o momento de esquecermos o que sr ainda não escreveu!!!

 

As instituições jurídicas são a manus longus do povo.

Mas o que FHC quer é que o STF esqueça os autos e escute o povo "Grande Mídia, conforme, pagina da CIA: no Brasil a mídia é muito concentrada. Se o STF ouvir o clamor do JN (a voz do povo) terá que agir como Pilatos. Essa idéia que tentam associar:  o Mensalão contra o povo, é só estratégia dessa mídia viciada. Na capa da Veja diz:  José Dirceu mais 37 réus. Ora, o principal personagem do "imprensalão" é Roberto Jefferson, foi ele quem levou 4 milhões, foi ele caçado. Na capa da Carta, prevaleceu a coerência, em destaque a figura de R. Jefferson.

Esse julgamento, nesse momento, é tudo que o PSDB precisava nessa véspera de eleições. O quanto vão lucrar com o que vem pela frente, deverá ter resultados positivos para seus candidatos.

O que o povo deseja é que isso acabe. Essa coisa já está malhada demais. Espero, para o bem ou mal, que se prevaleça a justiça.

Mas quando vai ser julgado a Privataria Tucana, o maior escandalo lesa-pátria da história republicana. Quando Serra responderá por seus atos e a imprensa deixará de tratá-lo como "menino mimado da mídia"?. Quando o menino mimado vai aprender a ter limites? Quando vai ser julgados por seus atos e ações excusas? Até quando vão tratar Serra, do mesmo modo que a imprensa de Berlusconi tratava Berlusconi?

 

FHC... só podia!

Mas já q ele deu uma grande ideia, vamos fazer do limão uma limonada!

Nada de julgamento SÓ pelo STF... plebiscito/ referendo/ votação direta!

E c/ direito a acusação e defesa c/ tempo na TV!!

Serão feitos 05 debates televisivos, c/ turno e returno!

Depois o escrutínio!!

 

Daí sim a OPINIÃO PÚBLICA estará bem definida e representada!!!

 

Que ridículo Sr. FHC... 

A direita raivosa prende-se ao mensalão como se fosse a última tabua da salvação!

Eles tentaram TUDO... e nada adiantou!!!

Querem por que querem que o STF condene sem provas!

Serra, Sérgio Guerra, FHC... realmente o PSDB carece de novos políticos com novas idéias...

 

O título tá mais pra: STF precisa ouvir a opinião da imprensa, diz FHC

 

É triste ver um ex-presidente da República, que jurou observar e defender a Constituição, dar-se ao  infeliz papel de publicamente incitar o desrepeito às Leis.  Lamentável!

 

a "opinião pública" do FHC é a do Merval e a do Kamel.

quanto ao povo, já se sabe o que ele pensa do "Príncipe".

romério

 

Para saber o que pensa o povo a respeito do mensalâo, a rádio itatiaia, a maior rádio de Minas, fez uma enquete com o povo e a matéria foi exibida no seu jornal de manhâ. Infelizmente nâo sei postar, mas a conclusão é que o povo não tá nem ai para esse circo armado pela mídia. Seria interessante sabermos como o povo está envolvido com todo o circo armado.

 

Quando, e em qual julgamento, o STF julgou ouvindo a opinião pública? Ora, em nenhum momento, em nenhum julgamento, e é assim mesmo que tem de ser.

Por outro lado, é lastimável um ex-presidente pedir ao Supremo que ouça a opinião pública ao julgar pessoas, o que é muito diferente, por exemplo, de julgar a descriminalização do aborto (julgar que o aborto é crime, ou não, tem a ver com o comportamento geral das pessoas, enquanto julgar criminalmente alguém tem a ver, sob a ótica dos juízes, somente com os autos, as leis e os réus). Num caso, o Supremo legisla (ainda que tal comportamente seja altamente controverso), ou ratifica/aprimora/muda a interpretação legal; no outro, julga segundo as leis e segundo a interpretação usual delas, não podendo legislar, interpretar a lei diferentemente da interpretação usual, desconsiderar os autos e, principalmente, ouvir, ao julgar, a opinião pública (que, relativamente ao processo em tela, foi enganada e açodada por linchadores profissionais movidos por motivos políticos espúrios). Em qualquer dos casos, porém, o Supremo NÃO pode ouvir a opinião pública, senão a expressão dela por intermédio da Constituição e das leis em geral.

O PSDB e Fernando Henrique, ao pressionarem o Supremo para que julgue politicamente, agem em desfavor da democracia e do direito, e  desconstroem a ainda frágil estrutura institucional brasileira. O Supremo não é diretório psdbista e tampouco seguidor de Fernando Henrique. Diferentemente disto, é pilar fundamental de nossa democracia.

 

nenhuma palavra sobre todos partidos fazerem caixa 2

stf ""Eu tenho muita confiança em que o Supremo mostrará que as instituições no Brasil valem", afirmou.

IMPUNIDADE

FHC também pediu a atenção da população ao resultado, pois ele pode rebater a ideia de que a corrupção no Brasil está ligada à não punição de envolvidos.

tese de golpe fica cada vez mais claro

alem da propaganda globo/veja/etc,,, ainda tem alguem que considera fhc social democrata? sei, que tem gente considerando jose serra unico, a excessao, o desvio padrao do autoritarismo tucano.

 

>>>> STF precisa ouvir a opinião pública, diz FHC (...)

Aí, não, FHC...

 

Por um prisma diferente, vejo que a oposição, depois dos dois governos de Lula e o atual de Dilma até agora, precisa do "mensalão" para continuar com esperanaças de um retorno ao poder.

Nenhum "apagão", desastres econômicos, decisões catastróficas e nada que pudesse ser usado como argumento ao povo para alternar seus adminstradores.

No fundo, acho que o uso do "mensalão" como a grande batalha isolada, com apoio de toda a artilharia oposicionista, incluindo seu "maior" cacique é, na verdade, um reconhecimento incoteste da total falta de rumo da oposição e dos grandes acertos dos nossos atuais governantes.  Pena para a democracia, que nestas alturas já deveria ter alternativas dignas deste nome.

 

FHC pensa que todos nós somos tolos. De que opinião pública ele está falando? Da claque adestrada pela meios de comunicação da mídia corporativa? Essa mídia que superpotencializa escândalos envolvendo o PT ou partidos da aliança do arco petista, mas joga pra debaixo do tapete escândalos cometidos pelo PSDB, DEMO e aliados?

O mensalão não passou de mais um esqueminha de arrecadação e distribuição de recursos (ou sobras) de campanha - o popular "caixa 2". Do qual o PSDB também não esteve imune - por sinal o Valerioduto supostamente teve seu início na campanha do senador e ex-governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo, um grão-tucano (de plumagem nobre... mas com muitas explicações a dar... e ainda não dadas).

Aquele político ou partido que não se beneficiou desse tipo de esquema que atire a primeira pedra! O que não quer dizer que se concorde com isso. Até porque é esse tipo de financiamento (que coloca o poder econômico e agora até o crime organizado dentro dos negócios de Estado, amplificando a corrupção e prejudicando o interesse público).

Está mais do que na hora de parar com hipocrisia e jogo de cena (como essas do ex-presidente FHC) e partir para mudanças radicais na ordem política estabelecida, como por exemplo uma reforma política que inclua o dispositivo do financiamento público de campanhas, que ajudará enormemente a reduzir a corrupção e o tráfico de influência na esfera política nacional.

 

FHC tem coragem de falar em mensalão na semana em que a Carta Capital cita seu nome como recebedor do mensalão tucano. Ele sabe que a opinião pública, isto é, a maioria do povo que é mal informado pela mídia piguenta, nunca saberá sobre seu envolvimento com os mensalões, nem com as privatarias.

 

..........   perde-se tempo precioso  na soluçao dessa questao: 

os americanos conseguiram pegar Al Capone pelo imposto de renda.  

serah q eh tao dificil fazer o mesmo no Brasiu "L".

 

Lei de Talião nessa turma do PSDB.

O PT deveria publicar um vídeio denunciando a lista de furna, a privataria, o mensalão mineiro, a ligação estreita do PSDB com Carlinhos Cachoeira, etc.

O que não pode é o FHC falar, o PIG replicar, e o PT cheio de munição para gastar, ficar calado.

Vamos PT coloque a boca no trombone ! 

 

Estou de saco cheio por tudo que vem acontecendo no país, e nós democratas, não fazemos nada.

Eu inclusive. Parece que estamos todos anestesiados, que fomos dopados. Mas essa lombra vai passar e vamos acordar.

Eu creio !!!

gAS

se não há com o que se preocupar, a mídia inventa, prejudica e ganha dinheiro...

por saber que o que estava acontecendo tinha a mesma importância ou o mesmo efeito devastador das vaias programadas pelo mentiroso Cesar Maia, posteriormente, o povo permaneceu completamente desinteressado

e enquanto rolou esta palhaçada, ninguém se preocupou com a participação de integrantes da procuradoria da fazenda que, suspeita-se, na época também fizeram das suas em favor dos executivos dos bancos envolvidos............

aí sim tivemos perdas de recursos públicos, tudo mais era transação bancária com dinheiro de campanha como qualquer outra e como sempre aconteceu com qualquer partido

 

 

que merda de Democracia é esta que permite tal abuso, tal aparelhamento político do Judiciário, tal falta de respeito da grande mídia que nada faz pelo Brasil, só prejudica,  e que deveria pelo menos se ater à divulgação da verdade dos fatos,  independente de simpatias pessoais e ligações partidárias, ligações estas já reconhecidas em rede nacional e sem que ninguém da justiça tenha coragem de sondar ou trazer à lume certas atividades ilegais dessa mesma grande mídia, Veja e Globo, por exemplo, até hoje não esclarecidas.........

paradoxal mesmo é a obsessão em perseguir um dos principais personagens da nossa história, reconhecido internacionalmente como um dos melhores presidentes que já tivemos,  com permissão de uma Suprema Corte que diz ser guardiã da nossa Constituição, mas que na verdade, no caso, deixa-se levar não pelo clamor público, mas sim pelas afirmações falsas de um dos políticos mais trambiqueiros da nossa história e que até mesmo já reconheceu que tudo não passou de uma armação para impedir uma das reeleições mais desejadas da nossa história, tanto foi que realmente aconteceu.

 

"Claro que o juiz julga pela lei, mas a lei não é algo que não tenha relação com a vida. Claro que [a opinião pública] não pode substituir a lei. Mas a existência de opiniões da sociedade faz parte de um processo eminentemente político", afirmou o ex-presidente da República.

Quem pediu a opinião desta triste figura ? Ãh..A "FÔIA".

Em negrito, o que vale: A LEI

O resto é "tirando o seu da reta...e botando o "opiniões da sociedade" no fogo. 

Além de tudo...COVARDE!

 

O Professor Cardoso que se cuide, pois se souber o que a "opinião publica" acha dele, já estaria morando em Paris, ou pelo menos vai fazer companhia a alguns "réus". 

 

É isso o que sobra aos vendilhões da pátria: o udenismo. O clamor pelo golpe. A manipulação ad infinitum da opinião pública. A mentira recontada mil vezes. Afinal, há alguma diferença entre o FHC de hoje e o Carlos Lacerda da década de 1950?

Pode tentar o que quiser, FHC. O que é seu e o que é do Lula a história contará daqui uns 20 anos: o sociólogo que arrasou o país com a venda de suas riquezas a preço de banana, e o operário que chegou lá e melhorou a vida do povo como nunca antes. 

Pode tentar pressionar e manipular a opinião pública hoje. A História, essa danada, contará outra muito diferente dos personagens de hoje.

 

O triste é que nenhum repórter pergunta se ele tem a mesma opinião sobre o mensalão tucano, que ocorreu antes e não têm pressa que seja julgado.

 

O que se evidencia no comentário do Efeagagá é a ciência de que, julgada a causa somente com o que consta nos autos, as conclusões não favorecerão às oposições. O desespero nesse sentido deve ser grande.

 

Perplexidade aflita diante da perspectiva caótica

Gostariamos de ver FHC apontar o dedo para os seus, isso sim seria corajoso. Ai sim acreditariamos nas instituições.


Por que o senhor FHC não denuncia os esquemas de seu partido, A caixinha de FURNAS, por exemplo, o dinheiro arrecadado por Paulo Preto.


Este senhor esta cuspindo merda e falando da bunda suja dos outros.

 

"De acordo com o ex-presidente, o caso deve marcar a história política do Brasil".

Se marcar é porque os roubos nas privatizações do governo Fernando Henrique não foram apurados devidamente.

Se marcar é porque o "mensalão" do Psdb não recebeu o mesmo tratamento desta imprensa venal, parcial e elitista que existe no Brasil. "Mensalão" em que o FHC é um dos mensaleiros.

Se marcar é porque o roubo do Dem no distrito federal não recebeu o mesmo tratamento crítico do "mensalão" do PT.

Se marcar é porque a imprensa não deu o destaque devido a  lista de Furnas hoje reconhecida como autêntica pelo Ministério Público.

FHC já esta em idade de desejar o bem para o Brasil, o fortalecimento de sua democracia e não esta atuação panfletária. Se a idade só serve para nos dar sabedoria, nem isso FHC adquiriu na sua velhice.

 

Vera Lucia Venturini

Não está gagá coisa alguma, é apenas venal, safado, sem-vergonha, desonesto, cínico, corrupto. Um crápula.

Logo mais vão aparecer seus defensores para dizer que o filho da puta está de bem com a vida, viajando para Aix-en-Provence, namorando, tomando seus grand-crus e jogando pôquer com seus comparsas. Claro, sem mencionar que o canalha está fazendo tudo isso com o dinheiro roubado da população brasileira.

 

Opinião pública?

Vamos fazer uma enquete com o povo brasileiro entao pra ver se este é o maior escândalo de corrupção da história e se o julgamento deverá ser técnico ou político.

 

O juiz não pode se deixar influenciar por ninguém, deve obedecer somente à voz da sua convicção. Juiz que se deixa influenciar pela opinião pública não é juiz; é simples marionete de desejos alheios. O julgamento tem que ser jurídico, e não político. Se há provas de que houve venda de votos, que seja aplicada a lei, se não há, então não há a fazer senão absolver os réus da acusação, seja lá quem forem. Que mania do FHC de ficar dando palpite em tudo. Se fosse o Lula, tava todo mundo xingando.

 

Ah é FHC? E como é que VS quer ouvir a opinião pública? Plebiscito? Ou a Opinião Publicada pelo PIG? Será que quer ouvir o que pensamos sobre o seu mensalão para estuprar a Constituição e conseguir mais um mandato para você? Será que quer ouvir o que pensamos sobre o seu cinísmo? Ora, vá te catar , FHC!

 

O "Farol de Alexandria" não satisfeito com seu acendedor de tocha dentro do STF anda querendo iluminar o STF.

 

Esse  é  o  mesmo  fernando  henrique que  comprou  votos  para  a  sua  reeleição,  calou-se  sobre  o  mensalão tucano de azeredo e o demotucano de seu  discípulo  arruda, comandou  a  Privataria  Tucana  ou  é  aquele  goleirinho  que  jogou  no  Fluminense?

            Se  não  for  o  goleiro,  que  cara  de  pau !!

 

Elogiável o esforço do ex-presidente em se mostrar sereno e tranquilo às vésperas do sorteio do maior prêmio em disputa no país , o poder. Os tucanos e aliados contam reconquistá-lo com a ajuda do resultado final do julgamento do mensalão , o ex-presidente pressiona o STF , confundindo propositalmente os conceitos de opinião pública , ainda não mensurada , com opinião publicada. Qualquer que seja o resultado final do julgamento do STF , êle não terá influência no julgamento histórico que o FHC mais teme , o seu.

 

O pai da privataria, na maior cara de pau, quer que o STF observe a opinião publicada. 

 

E sobre a autencidade da lista de furnas e esquema de compra da reeleição há vídeos postados pelo  expert em mensalão, o premiadíssimo FHC?

 

Gagá C está de volta!!! Viva a inveja e a hipocrisia!!! Ai que nojo...

Re: FHC e a opinião pública no julgamento do mensalão
 

José Antônio

Quem pede pelo clamor públicosobre o que está nos autos tem medo do que está nos autos.

 

Ele perdeu a oportunidade de manifestar sua douta opinião quando a opinião pública ficou estarrecida com o Habeas Corpus concedido ao brilhante, segundo FHC, Daniel Dantas; a propósito, o HC foi concedido pelo Ministro Gilmar Mendes, curiosamente indicado por FHC. Esse senhor, além de farsante, é hipócrita.

Além disso, para alguém que se auto-intitula um intelectual, beira o risível FHC afirmar que a opinião pública é aquela expressada pela -- os de estômagos mais sensíveis devem parar por aqui -- Veja, Folha, Globo e Estadão.

A não ser que ele esteja se referindo à opinião pública manifestada pela vontade das urnas, que,  reelegeu Lula e elegeu Dilma, apesar da insistência no "mensalão" até agora não provado e outras baixezas, até piores do que essa, apregoadas pela velha mídia, sob o aplauso ensandecido da nova direita brasileira (que de nova não tem nada, pois nem as moscas mudaram), pilotada por FHC e Çerra. 

O intelectual FHC deve ser lembrado que não é só seu amigo Dantas que é inocente até que a Justiça o declare culpado por decisão definitiva transitada em julgado. Essa máxima das democracias ocidentais é válida também para os 38 réus do processo que trata do suposto mensalão.

Se ela não sabe disso, não passa de um desinformado. Se sabe, trata-se de um tartufo, sem a graça do personagem de Molière, dele mantendo apenas a natureza pérfida.

 

Caco

Opinião Pública = Leia-se o PIG!

 

Se houvesse justiça neste país, o distinto FHC seria o primeiro a ser preso, por traição à Patria. 

 

 

   Leonel Brizola disse isso várias vezes, que ele deveria ser preso por traição à pátria.

  Só gostaria de saber se o clamor público a que se refere o fracassado Farol da UDN são as edições kamelizadas e novelescas do Mau Dia Brazil, do JN e do JG em atenção aos interesses políticos e financeiros de seus patrões (do FHC também) e/ou o que diz a revista laranja do crime organizado, para tentar prejudicar um partido nas eleições (não vão conseguir, que peninha...) e se vingar do José Dirceu, que não lhes dava atenção e dizia coisas das quais não gostavam?

 Ou será que ele viu alguma manifestação popular, algum clamor público genuino (epa!), multidões pedindo condenação em alguma praça ou avenida?

 Bom, vai ver que clamor público quem sabe pode então se dar pela venda recorde de um livro de denúncias, fazendo dele o livro mais vendido, somado ao grande número de sites e blogs na internet pedindo a instalação de uma CPI que já conta com o número de assinaturas necessário, o da Privataria Tucana, nesse caso não deveria a justiça tomar suas providências, como pede FHC, o Farol fracassado da UDN?

 Ou ele vai alegar como seus corregilionários que essa CPI do Demóstenes-Cachoeira, tudo, tudo contra eles, é uma cortina de fumaça, não se entende onde já que as CPIs são no congresso e o julgamento no STF.

 Mas coerência, competência e sinceridade intelectual não é o forte das aves de bico grande e asas curtas que se alimentam dos filhotes das demais.

 

Outro dia eu li esta frase que não sei de quem é: No Brasil não existe opinião pública, existe caixa de ressonância. Então a pressão sobre o STF não vem da caixa de ressonância, mas sim de quem tenta começar o barulho. Querem que o STF preste contas aos "donos" da opinião pública, não ao público. FHC pode ter sido o pior presidente do Brasil fora do período militar, mas deve saber que se o STF fizer julgamentos baseados em "opinião pública" e não nos aspectos técnicos e jurídicos de cada caso, estará, aí sim, colocando em risco a democracia. O STF não está aí para fazer julgamentos com base em aspectos subjetivos.