newsletter

Foi filha de Serra quem pediu dados para Receita

Do G1

Receita diz que filha de Serra pediu acesso a dados fiscais

Site de 'O Estado de S. Paulo' informou que houve violação do sigilo fiscal.
Segundo assessoria da Receita, documentos comprovam operação legal.

Iara Lemos Do G1, em Brasília

imprimir

A assessoria da Receita Federal informou oficialmente na noite desta terça-feira (31) que o acesso aos dados fiscais sigilosos da empresária Verônica Serra, filha do candidato à Presidência José Serra, foi motivado e feito a pedido da própria contribuinte.

Na noite desta terça, o site do jornal "O Estado de S. Paulo" informou que o sigilo fiscal de Verônica Serra tinha sido violado, a exemplo do que aconteceu com o vice-presidente executivo do PSDB, Eduardo Jorge, e outras três pessoas ligadas ao partido.

Segundo a Receita, os dados fiscais da filha de Serra foram acessados pela analista tributária Lúcia de Fátima Gonçalvez Milan, lotada na agência da receita em Santo André (SP).

"O acesso às informações foi feito a pedido da própria contribuinte Verônica Serra", afirmou a assessoria de imprensa da Receita Federal, em Brasília.

Segundo a Receita, há documentos que provam que o acesso feito pela servidora nos dados sigilosos da filha do tucano foi feito "por necessidade de trabalho, de forma legalizada".

Antes de dar detalhes sobre o nome do contribuinte que solicitou o acesso, a receita já havia informado que Lúcia de Fátima teve motivos profissionais para acessar os dados sigilosos. A corregedoria informou que a funcionária não teve responsabilidade sobre os vazamentos das informações sigilosas. 

Média: 5 (31 votos)
116 comentário(s)

Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
+116 comentários

Já que a própria Receita acabou concordando que houve golpe contra a filha de Serra, visto que a autorização foi confirmada como falsa, parece que o PT continua tendo que dar explicações sobre o caso. 

 

Buemba! Divulgo aqui meu dossiê de Veronica Serra! 

A filha de Serra integra o conselho da do grupo Forbes, que edita a famosa revista. Não deu certo no Brasil, não sei porque.  Acho que o grupo não gostou da gestão do pessoal que teve a franquia da grife aqui.

O site do grupo divulga um perfil da moça, 40 anos: formada na Harvard, sócia-fundadora de Pacific Advisors e conselheira de MercadoLibre, Inc., empresa de e-comêrcio que funciona em Argentina e o Brasil. Tem uma carreira pregressa bem-sucedida nos grandes gestores de fundos e bancos de investimento, que a revista detalha.

Ele também fornece conselhos estratégicos ao projeto Endeavor, uma campanha global pela promoção de empreendedorismo associado com Harvard e presidido, internacionalmente, pelo controlador de NBC-Universal e o presidente de Televisa de Mexico. Este patrocinou eventos do Instituto Millenium e tem parceria com a Globo pela produção de programas promovendo o empreedendor.  

Em tudo isso, nada de repreensível ou escandalosa.

Veroica é uma admirável criatura de Wall Street, profissional de mérito, e promove a noção de empreendedorismo social. Pode não gosta dessa noção, mas ele tem o direito de acreditar nela.

Em conclusão, a revista divulga a compensação de nossa empreendedora como diretora de Mercado Libre/Livre durantes os últimos três anos. Não é muito dinheiro.

Quer dizer, o grupo pratica uma transparência louvável sobre sua própria diretoria, divulgando cruzamentos como outras diretorias e empresas nos dossiês que divulga sobre diretores.

 

http://people.forbes.com/profile/veronica-allende-serra/52688 

 

Criam factóides para desacreditar o governo. Esse lance de criar dossiês é coisa da direita. Tenham pena de nós, não somos idiotas. Vcs estão criando essas para livrarem a cara dos seus em uma possível investigação futura.

 

Tô meio devagar no raciocínio. Alguém poderia me ajudar como uma dúvida que me intriga ? Como a informação sobre o acesso aos dados tornou-se pública ? Em outras palavras: Quem vazou o vazamento ?

 

Tô meio devagar no raciocínio. Alguém poderia me ajudar como uma dúvida que me intriga ?

Como informação sobre o acesso aos dados tornou-se pública ? Em outras palavras: Quem vazou o vazamento ?  

 

Nassif

Nunca duvidei que os tucanos seriam os autores e beneficiários desse “golpe do Joãozinho Sem-Braço” do dossiê da Receita Federal.
Agora, a prova contundente de que foram eles os mandantes e uma “tucano” a autora da invasão:
Ana Maria CaroTO CANO!
Convém repetir a célebre questão: Qui prodest? (A quem interessa?)

 

Desculpem... falha nossa!!! LN publicou ontgem a informação de que disse precisar.. É que na minha idade as coisas mal feitas que a turma do psdb tem feito me deixam fora de área...

 

Esta é o tipo da história muito mal contada , mas como alguem tem seus dados violados , e agora vem a receita informar que foi a própria que pediu os dados ,  e os outros individúos que teveram seus dados violados, e a propria receita ja admitiu , e até afastou alguns funcionários , olha debaixo deste angu  tem carne , e alguns aloprados doidinhos pra aparecer como aqueles dos dolares na cueca , tambem todos ligado ao PT .

 

Pelo jeito Cartaxo vc nao le o blog do Nassif. So para lembrar ela foi socia da veronica Dantas, processada junto com irmao.

 

 

Este é um esquema montado desde o ano passado como foi o caso envolvendo o Lanzetta.

Comecou a ser executado no 3º trimestre de 2009 e só por volta de 02 meses atrás a Veja noticiou em suas páginas,  já próximo do período eleitoral.  

Deu-se tambem com este caso de acesso imotivado aos dados fiscais que a mídia insiste em chamar de quebra de sigilo fiscal e que na verdade está tudo interligado. 

É um turbilhão de informações que chegam aos jormais sem sabermos de onde partiram. Aliás, até sabemos, mas aos leitores e ouvintes não é dado esta informação. Quem descobriu que a filha do Serra teve seus dados acessados? Quem forneceu esta irformação aos jornais? Perguntas é o que não faltam desde o chute inicial dado pela Veja. 

Não se admirem! O homem que tinha uma procuração da filha do Serra será de alguma forma ligado ao PT.  O cartório ou algum funcionário do mesmo tambem. A assinatura será falsa. O posto de atendimento que poderia ser em qualquer lugar já é em Santo André no ABC, berço do PT.

Os próximos serão a esposa do Serra senão o mesmo.

De alguma forma este emaranhado tentará chegar até Brasília no colo de Gilberto Carvalho, Erenice Guerra ou da própria Dilma que ainda estava no próprio exercício do poder. 

Mídia para eclodir o escândalo é o que não falta.

Lembremos que esta diferença cavalar que Dilma colocou nas pesquisas foi inusitada e eles esperavam chegar no mínimo empatados no início do guia eleitoral. Assim o escândalo faria a diferença. 

É um esquema bem arquitetado visto que ninguem (ou a própria mídia, talvez por cumplicidade ou por impulso ou por subterrãneos motivos) ache estranho um crime que favoreça unicamente à vítima.  

Ao PT cabe se antecipar de alguma forma às próximas jogadas e não ficar passivo como parece se  encontrar. 

 

 

 

 

Muito tendencioso o título de sua notícia. Só pra dar acessos?

Afinal se procurar um pouco mais verá que a Receita apenas recebeu um pedido assinado por ela. Ah, é verdade no Brasil não falsificam nada.

Detesto os dois partidos que são líderes nas pesquisas. Quando começa essa época de eleições é que me dá nojo de ser brasileiro. Saber que por mais que você se esforce sempre existirá a 'massa' analfabeta mantida a "Bolsa PQP" para sustentar esse sistema de curral. 

Num tem pobrema se eles me rôba. Eu ganho leite, pão, gás e num perciso trabaiá.

 

 

O mais hilário é ver os veículos de imprensa feito O Estado de SP, terem acesso a dados sigilosos e denunciarem quebra de sigilo...

Como a grande imprensa tem informações iguais aos “aloprados”

A GRANDE MIDIA ALOPRADA...

Serra faça-me o favor, vocês usam aparelhos de repressão do estado paulista e sabem muito mais que mera informação publica sobre a renda das pessoas, porém, sigilosas.

Um candidatura que se isolou do todo político e quer ser a bonitinha da novela, esqueceu que foi do Ministério Fernadista igual a Renam, já quis ser o Zé do Lula e ataque seu parceiro de Une o Dirceu um Zé de verdade e nunca um serra, parece um candidato a Ditador qualquer e seremos uma republiqueta de bananas.

 

Tchê, vamos dar para o Serra, de aniversário, aquela camiseta que traz escrito "A inveja é uma m****".

O cara está tão por baixo que nem a quebra do sigilo fiscal dele interessou a alguém. Então criaram mais um factóide, o da filha. Moça trabalhadora, sócia de várias empresas, todas com reputações ilibadas. Ou não?

 

 

Serra está dizendo que o caso relacionado à filha de Lula à época da campnha de Collor é parecido com o que ora se apresenta envolvendo a filha dele. Adiante, que Dilma deve ter herdado de Collor, hoje seu aliado, o mesmo esquema.

Sou da opinião que o PT, mediante documentos que comprovam a inocência do partido, deveria aproveitar o horário da televisão para desgastar ainda mais essa patota fajuta de gente que só sabe fazer política através de mentiras jogadas. A hora é esta.

 

Essa historia está é muíto mal contada. A propria Receita cada hora da uma versão diferente para o episodio. Cada um acredita no que quer e no que lhe é conviniente. Que nesse mato tem coelho isso eu não tenho a menor duvida. Em se tratando dessa thurma, (PTxPSDB) tudo é possivel.

 

Tentando atravessar a cortina de fumaça que o candidato levantou durante a entrevista, tentei localizar no google as declarações de IR da Veronica Serra.

Usando o string de busca foi "declaração IR 'veronica serra'", e limitando a busca às postagens entre 1/1/2009 e 31/12/2009 (pois o próprio candidato afirma que a publicação dos dados em blogues sujos ocorreu em 2009) resulta nesses dois links:

http://chicaodoispassos.blogspot.com/2009/08/mais-acusacoes-serias-contr...

http://folhadobrasil.blogspot.com/2009/07/deputado-dono-do-castelo-brega...

Usar o string de busca "declaração renda 'veronica serra'" para o mesmo período retorna esses mesmos links.

Usar o string "renda 'veronica serra'", para o mesmo período retorna ainda o seguinte link:

http://wwwterrordonordeste.blogspot.com/2009/05/so-falta-investigar-sua-...

Usar o string "imposto 'veronica serra'", para o mesmo período, retorna três links adicionais:

http://www.bicodocorvo.com.br/cultura/politica/jose-serra

http://folhadobrasil.blogspot.com/2009/02/eleicoes-2010-aecio-neves-suge...

http://omarperes.blogspot.com/2009/03/filha-de-fhc-e-funcionaria-do-sena...

(esses últimos já são anteriores à propria solicitação de acesso à declaração de IR)

A essa altura a busca se tornou redundante. Em nenhum dos links acessados há dados de declaração de renda; há tão-somente menção às empresas de que Veronica é ou era sócia, informação que, salvo engano, é de conhecimento público. 

A essa altura, creio ser do interesse do candidato divulgar quais são os sites que publicaram esses dados, e as datas das postagens, para que todos possamos verificar isso de maneira independente.

 

Coincidência brava esta não?

Todos os nomes que aparecem com o sigilo fiscal "quebrado", constam de um capítulo do livro a ser lançado no ano que vem: "OS PORÕES DA PRIVATARIA", que foi divulgado na rede antes da COPA.

Agora seletivamente aparece uma onda de quebras de sigilos que não ajudam em nada a campanha da DILMA. Mas o desespero do PSDB, que vai ser obrigado a ficar nu quando o livro finalmente for lançado, lança mão dessa já exaustiva denúncia, que nunca apresentam provas, nunca tem nomes, somente ilações.

Se a suposta violação dos dados ocorreram antes da campanha eleitoral, por que cargas d'agua, não foram utilizados em momento mais propício, em um momento que causaria mais estragos à campanha demotucana?

 Por que, fugindo a qualquer preceito lógico, quem tem menos a ganhar com este episódio, quem está disparado na frente, com chances reais de liquidar a fatura em primeiro turno, iria usar vazamentos fiscais para debilitar um candidato e um partido que já estão deveras debilitado, mais por erros próprios do que por denúncias?

Factóides, vazamentos propiciados por eles mesmos tentando desviar o assunto, tentando se prevenir por um tsunami que vem por ai.

BYE BYE PSDB FOREVER.

 

Nassif,

Você matou a charada. É "hedge" para o livro do Amaury Jr. que vem por aí.

 

A filha do Serra mora em São Paulo.

E deu procuração para um homem pedir acesso a sua declaração de renda em Santo André.

Pergunta-se:

 

Verônica Serra não guarda cópias de suas próprias declrações de renda?

Se mora em São Paulo, por que a agência de Santo André?

Há coisas que só petista acredita.

 

 

 

Será que este Demétrius Felinto saiu de dentro da agenda de Lina Vieira? Será que seu nome resiste a uma pesquisa ou vai se descobrir que ele tem alguma coisa a ver com alguém da oposição assim como foi com Lina Vieira?

E o Serra, coitado, como deve estar se sentindo depois de descobrir que criou tão bem aquela menina e no fim ela foi se tornar uma aloprada petista?

 

 

Não sei se é o esgoto quem pauta Serra ou se é este quem pauta aquele. O fato é que ambos estão afinadísssimos. Ontem o esgoto publicou o seguinte:

“Lula foi transformado na grande vítima da política brasileira quando Fernando Collor, hoje seu aliado, levou à TV o depoimento de Mirian Cordeiro, e a história de Lurian, sua filha, foi exposta à expiação pública. A indignação foi grande, e compreensível, porque sua vida privada foi devassada com o intuito unicamente eleitoral.

O caso agora é muito mais grave. Collor, vá lá, optou pela baixaria, mas estava fora do poder. Não é o caso do PT. Um ente do Estado brasileiro, a Receita Federal, foi posta a serviço de uma candidatura, evidenciando que eles só conhecem o caminho do vale-tudo.”

Em seguida, como previra o comentarista V Avatar acima,  Serra foi entrevistado pelo Jornal da Globo, onde disse:

“Aliás, utilizar filho dos outros para ganhar eleição eu só me lembrava do Collor ter feito isso com o Lula, lembra? O Collor utilizou uma filha do Lula, a turma do Collor montou essa história para ganhar do Lula em 89. E o Collor ganhou. Agora a turma da Dilma está fazendo a mesma coisa, pegando milha filha, que não faz política, que é uma mãe de três crianças pequenas, que trabalha muito para criar as crianças juntas, para poder viver...”

 Ambos contam uma mesma mentira, de que a campanha de Dilma estaria explorando eleitoralmente a filha de Serra, e fazem a mesma comparação indevida com o episódio da exploração da filha de Lula por Collor em 1989.

A mentira fica ainda mais absurda quando se lê que quem informou sobre o acesso aos dados fiscais de Verônica Serra foi a própria Receita Federal – supostamente sob o comando do aparelho petista – e que foi legal e motivado por solicitação da própria.

Vai ficando cada vez mais evidente que essa história de quebra de sigilos fiscais no ninho do tucanato tem menos que ver com as eleições do que com um “hedge”, ou vacina, contra o livro do Amaury  Ribeiro Jr. e contra possíveis processos criminais.

 

A Folha desce mais um degrau rumo ao Inferno...

 

Não resistiram e apesar da "notícia" escandalosa ter sido desmentido ontem às 23:15 hs. colocou o assunto como manchete principal na sua versão impressa. Inacreditável... uma "não-notícia" como manchete principal e devidamente esclarecida já no texto que acompanha a manchete.

 

Como já deve estar tudo bem ensaiadinho, Serra em seu programa de hoje mostrará a manchete da Folha que "comprova" o banditismo do PT e de Dilma.

 

Essa questão já ultrapassou o mínimo suportável. A insanidade que tomou conta da mídia golpista e de Serra começa a perder a graça.

 

"A assessoria da Receita Federal informou oficialmente..."

Entendi: existem informações oficiais e extra-oficiais. Por exemplo: a declaração do Cartaxo sobre o caso na última sexta-feira foi "extra-oficial". A oficial é aquela divulgada na última segunda-feira, suprimida dos termos mais comprometedores.

Ao caso: como diria Delfin Neto, economia e física quântica são coisas distintas. Na economia o átomo aprende. E eu emendo, na política e na safadeza também. Agora, quem precisa de ter acesso às declarações feitas por si mesmo? Uma coisa é solicitar uma declaração de situação fiscal para, sei lá, abrir uma firma, contrair um empréstimo, etc. Não me consta que para isso a Receita tenha que, além de acessar, imprimir as últimas declarações de IR, muito menos vazá-las. Outra coisa, bem diferente, é solicitar a Receita Federal as últimas declarações de IR feitas pela própria pessoa. Vai ser desleixado assim lá longe. Dizem que as declarações dos últimos 5 anos bastam para qualquer coisa. De minha parte, conhecendo esta "biosfera brasilis" em que vivemos, mantenho todas que fiz bem guardadinhas.

 

Até o próximo dia 3 de outubro os tucanos, que não encontram outra opção, ficarão neste jogo. Constantemente em busca de criar fatos para alimentar a mídia. Aliás, nem precisam criar, a mídia se encarrega desta missão. É a parte que lhe cabe neste latifúndio. 

                  http://easonfn.wordpress.com

 

Até quando essas mentiras de dossies irão continuar nassif???

 

tá demais...

 

O que ninguém disse é a funcionária  da receita errou foi que quando tinha a procuração em mãos deveria ter acionados um processo contra essa, posto que, é obrigação do contribuinte guardar por cinco anos esses documentos.

 

estou intrigado com uma situação.

tanto a fita do encontro qto esta questão tem a ver com a receita federal.

lina vieira saiu em julho de 2009. cartaxo ficou interino até qdo?

os acessos começam em setembro de 2009, vão a outubro e novembro. o cartaxo desmontou toda a equipe da lina? manteve? até qdo ficou interino? quais eram as notícias envolvendo receita e política, além do sarney, no período?

poderia ter sido um "fogo amigo" tucano?

achei somente estranho que os dois eventos estejam ligados à saída de lina ou próximo de sua exoneração.

 

Essa é RF federal que eu gosto, capaz de desvendar qualquer coisa deste tipo em menos de meia hora. E olhe que só o arquivo deve ter mais de 2.000 pastas.

 

Já está ficando patético o negócio. A chamada na Folha à esta hora (02:18) é "Serra chama de 'ato criminoso' acesso a dados fiscais de sua filha", sendo que o factóide já está desmentido.

Hahaha.

Então se eu pedir detalhamento de conta do meu celular junto à operadora eu vou "quebrar sigilo"? Sério, o que uma boca de jacaré não faz.

 

É espantoso como as baixaria de Serra são totalmente ineficazes, realmente, os tempos são outros. Muitos acham que o PT tem de se mexer contras as baixarias mas eu tb achava que o presidente Lula tb tinha de se mexer e contra-atacar a mídia. O presidente Lula estava certo, daí nem sei o que o PT deve fazer realmente, a não ser processar o candidato por acusar sem provas. Será que é melhor deixar o Serra se acabar sozinho, ou não? Sei lá, só sei que a campanha da Dilma, sem baixarias e com propostas, está dando de cem na dos tucanos.

 

sou do tempo dos gibis,onde tinha um heroi mascarado chamado Zorro e seu parceiro fiel,um indio chamado, Tonto.o cartao de visita dele,ao final de mais uma missao bem sucedida,era uma bala de prata.

hoje,o que se ve,e le, sao uns caras disfarcados, de mascara, a defender seu amigo tonto,ambos do mal...

 

 E até as eleições teremos uma pessoa por dia com quebra de sigilo revelada!

Capas de Jornais e divulgação na campanha tucana!

E Lula vem, em rede nacional, dizer o que está acontecendo!

Sonhar é Bom!!!

 

O funcionário mais idiota que trabalha na Receita, se quizer entrar no sistema para quebrar o sigilo de alguém, sabendo que vai ficar rastro, forjaria uma procuração para pedir a quebra, qualquer galho, diria um problema da polícia. é óbvio que foi quebra de sigilo, FOI E PRONTO.

 

A bola agora está com ela, Verônica. Quero ver se a imprensa ferve nela questionando se ela sabe quem é o cara que solicitou os dados, admite a procuração, etc, ou se vai ter coragem de insistir no vazamento. Aí, como aventado pela reportagem do Terra, só com falsificação de assinatura.

Mas só posso acreditar em armação dos tucanos, porque o PT teria que ser muito burro para fazer algo assim, ainda mais falsificando assinatura...

 

Realmente o Brasil é um país de terceiro mundo, durante as poucas eleições a que assisti, em todas teve alguma baixaria, mas essa, marcadamente foi a pior. Voto na Dilma, então me coloco sob suspeição em relação ao que vou dizer agora. Tivemos uma grata surpresa com Dilma, uma pessoa que trabalhou muito pelo governo, e portanto pelo Brasil, mas como tecnocrata, atuou sem se mostrar. Sua apresentação pelo Presidente Lula à sociedade brasileira foi pautada por inúmeras dúvidas, continuamente levantadas pela mídia e pela oposição. Seria Dilma um poste, um boneco, um fantoche? Bem, tirando as entrevistas, super agressivas por sinal, iniciais, Dilma se impôs, mostrou que tem idéias, não é boneco e nem poste, surpreendeu e acredito que muitos dos eleitores que antes não pensavam em votar nela, pq já haviam se deixado convencer pela mídia, acabaram mudando seu voto. Entretanto o que vai marcar essas eleições não será o fato de termos pela primeria vez uma Presidenta (como a chama o Presidente Lula), mas sim uma oposição desarticulada, perdida, e amalgamada em torno de uma única proposta. Descontruir a imagem de Dilma e do governo do Presidente Lula. E Serra tem tentado fazer isso como ninguém que eu tenha conhecido antes, já vimos todo tipo de apelação, são dossiês, vazamentos de informação, ataques pessoais, ataques ao governo e ao Estado brasileiro, sem o menor fundamento. E vemos a contínua disposição da mídia, centrada em São Paulo (sempre São Paulo) e Rio de Janeiro, em dar voz, fazer reverberar as diatribes do candidato do PSDB. Em um primeiro momento o que parecia ser sério ganhou o tom anedótico, pois as acusações são tão destituídas de fundamentos que o Ministério Público, órgão que se encarregaria de iniciar os trâmites, passou a ser desconsiderado. Os documentos saem diretamente das mãos de alguém do PSDB, caem em alguma redação, que pode ser de qualquer órgão de mídia amplamente disponível, e passam a ser automaticamente repetidos como verdade absoluta. Tudo sem confirmação, sem possiblidade de contraditório, em uma pauta propositalmente feita para denegrir a imagem do governo e exaltar o candidato da oposição como uma eterna vítima. O mais curioso disso tudo é que não há nenhuma censura, que a mídia clama haver, não há uma única ação do governo e de sua candidata que indiquem que um desses documentos foram usados, para macular a imagem do candidato do PSDB. Somente há Serra, atacando, gritando, babando como um tresloucado, dedo em riste, ergendo o braço vingador e atacando a torto e a direito. Qualquer pessoa percebe que não rolou nada que tenha colocado em risco a candidatura Serra, e que tenha partido do governo, Serra caiu, e cai, constantemente nas pesquisas e na preferência do eleitorado, por méritos próprios. O cinema pastelão de hoje a noite foi a gota que transborda o copo, o Estadão e a Folha publicaram que a filha de Serra teve os dados vazados, e mesmo com a própria Globo informando que documentos da Receita confirmavam que houve pedido para acesso aos dados, Serra usou todo seu tempo no Jornal da Globo para atacar livremente o governo, Dilma, o PT. Uma armação da pior espécie e que já passou do limite do caricato, e entra nos limites ou da loucura, ou da completa falta de ética. O Brasil pode ser governado por uma pessoa com esse caráter? É uma pergunta importantíssima que precisamos nos fazer.

 

A vacina contra o livro do Amaury está a todo vapor. Penas e bicos vão voar quando o livro for lançado. Sai de baixo!!!

 

zanuja

Não é preciso acessar dados sigilosos para fazer Serra desabar nas pesquisas. Basta que ele abra a boca e a queda é automática.

 

_____________________________

Roberto Locatelli

Profissional de computação gráfica, modelador digital

 Estes casos de sigilos podem levar o Congresso discutir o controle externo da rfb.retirado do BLOG CABRESTO SEM NO.

Ago
31
Sobre quebra de sigilo no tempo da Lina. Ninguem foi autuado, ninguem responde a Processo. Por que?AgnelocolaboraçãoPor K. Lado Agosto 31st, 2010 às 19:52

Sobre quebra de sigilo no tempo da Lina. Ninguem foi autuado, ninguem responde a PAD. Por que? Será que o motivo de não abrirem inquerito foi o fato de os envolvidos não serem Analistas (ATRFB)?

Na RFB pau que bate em Chico, não bate em Francisco.

Vamos aos fatos que desfizeram os factóides da época da Lina.

Executivos da Petrobras entram com representação criminal
13 de agosto de 2009 / 22:09 Blog Fatos e Dados (Petrobrás)

Os jornais “Correio Braziliense” e o “Estado de Minas”, periódicos pertencentes ao mesmo grupo, publicaram matérias nos dias 25 e 26 de junho divulgando dados de dirigentes da Petrobras protegidos por sigilo fiscal. Autorizado pela Alta Administração da Companhia, o Jurídico da empresa notificou extrajudicialmente os jornais, informando que aquele ato configurava uma indevida quebra de sigilo e que esses veículos não repetissem o equívoco.

Os executivos citados nas matérias ofereceram denúncia ao Ministério Público do Distrito Federal. A Promotoria admitiu a Representação e determinou a instauração de inquérito.Também foi distribuída Ação de Exibição de Documentos em face do “Correio Braziliense”, tendo o juiz já determinado a citação dos Jornais.

Quanto à suposta quebra de sigilo por parte de funcionários da Receita Federal e do Ministério da Previdência Social, o Jurídico da Petrobras vem acompanhando o desdobramento dos procedimentos internos instaurados naqueles órgãos, a pedido da Companhia. O Ministro da Previdência respondeu formalmente ao nosso expediente informando que adotará as providências cabíveis no âmbito daquele Ministério.

Carta ao Correio Braziliense

A Petrobras repudia a preconceituosa matéria “Patrimônio de ex-sindicalista com cargo na estatal cresceu 4.000% em seis anos”, publicada pelo Correio Braziliense (13/08).

De forma irresponsável, o jornal divulga informações que estariam protegidas por sigilo fiscal e ainda comete uma série de equívocos. A variação patrimonial apresentada na matéria é falsa e absurda. Diego Hernandes é empregado da Petrobras há 30 anos e seu patrimônio é perfeitamente compatível com sua renda.

Como foi informado ao jornalista, todos os bens de Diego Hernandes constam em sua declaração de Imposto de Renda e estão em seu nome. Ele jamais “escondeu patrimônio” ou registrou bens em nome de terceiros, como afirma a matéria.

A reportagem foi montada, segundo o próprio jornal, a partir de avaliações de “funcionários de cartórios e corretores da região”, mas não apresenta qualquer comprovação dessas avaliações.

_______________________________________________________________________________________________

Comentários:

Armando Dias Duarte: Esperamos que com a saida da tucana Lina Vieira da Receita Federal, os vazamentos de informações sigilosas tenham fim. É inadmisssivel que funcionários da Receita Federal quebrem o sigilo de dados de qualquer contribuinte brasileiro. Acredito que a limpeza completa de outros superitendentes da Receita deva continuar. Só assim teremos uma Receita sem vinculos políticos com a dupla Tucanos-demos.

Giovani de Morais: O Governo Federal tem que passar urgente para a política do “bateu, levou”. Tem gente que só aprende assim!!!

Sussumu Yukawa: Perfeito a decisão da companhia em defender os Diretores, mas lembro que alguns empregados, ja passaram ou ainda poderão passar por situações idênticas e deverão receber, independentemente do cargo que ocupam, do mesmo tratamento, à luz dos principios basilares da administração pública.

ANTONIO LIMA BEZERRA: Contra ¨Fatos e Dados¨, não há argumentos.

Haertel: A verdade não importa, é fator secundário. O que importa mesmo é viabilizar a volta do governo tucano ao poder. A qualquer custo.

Lucas Oliveira: E pensar que devido a uma “suposta” quebra de sigilo bancário, a mídia derrubou o Palocci…

As vezes parece que a grande mídia acredita que conseguiu assumir o papel da igreja no período medieval e declarar o que é verdade ou não, o que é certo ou não, acima da lei e de qualquer valor, moral ou ética… E esses jornalistas parece que incorporaram o espírito daqueles sacerdotes medievais mais conservadores que achavam que eram os únicos “detentores da verdade”…

José de Souza Júnior: Certamente, pelos amplos debates realizados aqui neste blog, desde a sua criação, parabenizo essa atitude, afinal os meios de comunicação não podem ficar impunes. Liberdade de expressão não pressupõe atos escusos por parte dos jornalistas, como essa quebra de sigilo… que sirva de lição. Força à Petrobras, força a nós brasileiros.

Só pra vc. lembrar:

Vazamento do processo da Bovespa é crime — e pode dar até seis anos de cadeia a funcionário da ReceitaAlvaro Dias quer ouvir secretário da Receita sobre quebra de sigilo do vice de Marina e do presidente do PSDB

 

 

Acabei de assistir no Jornal da Globo agora a noite a docilidade dos entrevistadores arguindo Serra.

E como não poderia deixar de ser, levantaram a bola para Serra desferir calúnias sobre a Dilma. Foi perguntado sobre o mensalão do Dem e ele emendou sobre a quebra do sigilo fiscal da sua filha.

Ele disse que é tudo mentira deslavada.

Cabe a receita federal apresentar o requerimento de solicitação feita pela filha do Serra e acabar de vez com essa história e mostrar quem está mentindo.

Isso tem que ser feito o mais rápido possivel, para que se possa, ser for  verdade, incluir mais uma mentira na desatrosa campanha do Serra.

Aliás, não tive estômago para assistir toda a entrevista, tal a disparidade de tratamento em relação  a Dilma ontem.

Simplesmente nojento.

E é bom a campanha da Dilma não dormir de toca, porque eles estão vindo para cima como cães e cadelas raivosas.

Todo o cuidado é pouco. Tem gente já falando em estender as mãos para a oposição numa vitória da Dilma.

Tá bom!!! Vão com esse espírito para a reta final da campanha, que vocês vão ver o que é bom para a tosse!!!

Tem que ir com tudo para cima para massacrar mesmo. Não dar a mínima chance.

A vitória nem aconteceu ainda e tem os "Bentos" da vida postando comentários aqui, propondo um distensão pelo futuro governo para a coitadinha da oposição enfraquecida.

Que se ferrem de verde e amarelo.

São incompetentes. Que paguem o preço pela incompetência.

 

Bancada Dantas Em Acao...

Eita filme chato...

 

ECHELON saiu da internet. ECHELON agora esta no seu proprio computador.

 

Estamos à 00:50 Hs do dia 1º de Setembro e o Site do Jornal mantém a Notícia, inclusive com os nomes das funcionárias que teriam quebrado o sigilo ??????/

 

Ou eu encontro um caminho ou eu o faço! Philip Sidney.

Pra mim o Serra vai sair dessa eleição muito maior que o FHC.

Em impopularidade, óbvio.

 

"Se foi realmente a filha do Serra" ?

É sabido que Serra se puder pisa no pescoço da genitora...mas o desespero já está fazendo PISAR NA PRÓPRIA FILHA.

O bicho está pegando, e a batata dele, assando.

 

É um acusando o outro, alguém tem que sair punido nessa história.

 

Serra saiu em defesa da filha no Jornal da Globo.

 

Nassif, como o FP do dia ainda não está no blog, vou mandar aqui mesmo a indicação.

1) Matéria publicada há pouco no IG dão conta de que a TV aberta perdeu a preferência do brasileiro a internet.

2) Outra matéria mostrando que a Globo vem perdendo Ibope para a Record

3) Por fim uma matéria mostrando que a Globo "não está nem ai" para a perda de audiência.

 

http://ultimosegundo.ig.com.br/cultura/internet+bate+tv+aberta+como+pass...

Internet bate TV aberta como passatempo nacional Espectador brasileiro prefere internet e busca web para assistir à televisão

Marco Tomazzoni, iG São Paulo | 31/08/2010 14:39

A internet virou a forma de entretenimento favorita entre os brasileiros, acabando com o monopólio da televisão. Pelo segundo ano consecutivo, uma pesquisa realizada pela Deloitte no Brasil e em outros quatro países (Estados Unidos, Japão, Alemanha e Reino Unido) mostrou que a web é o passatempo nacional favorito – ao contrário dos estrangeiros, que ainda preferem a TV. O internauta brasileiro gasta em média, por semana, 17 horas assistindo televisão e cerca de 30 horas navegando na internet. Média de televisores ligados das 18h à meia-noite Fonte: Ibope // . 5E6D6F c7d0e0,b2bfd5,9daeca,899dbf,748cb3,5f7ba8,f5dbdb,eaaaaa,cd2c2c,d86969 100 50 50 20 1 0 333333 10 1 5 1 999999 0 0 1 999999 0 0 0 666666 90 left 2 0 76 1 {value} inside 1 regular Percentual de televisores ligados 18 000000 13 center ")); so.addVariable('chart_data', encodeURIComponent(" 2000 2009 66 59 ")); so.write('grafico83');]]>

 

 

Para enfrentar esta mudança, as redes de televisão aberta têm si um desafio complexo pela frente: vencer o desinteresse do espectador. Nos últimos anos, a TV aberta vem perdendo ponto atrás de ponto no Ibope, seja para uma poltrona vazia, seja para outras mídias. A TV por assinatura, DVD players e principalmente e internet vem se firmando como as principais opções para o brasileiro em seu tempo livre.

Entre 2000 e 2009, a média de televisores ligados das 18h à meia-noite – o horário nobre da audiência e dos anunciantes – caiu de 66% para 59% e as cinco maiores redes do país perderam juntas 4,3 pontos de audiência. Enquanto isso, no mesmo período o total de aparelhos utilizados para outras funções – TV a cabo, games, etc – cresceu 91%, de 3,5 para 6,7 pontos.

Explosão da web

O salto é reflexo da explosão que esses serviços tiveram no país. De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o total de usuários de TV por assinatura partiu de 3,4 milhões, em 2000, para 8,6 milhões em julho de 2010, aumento de 152%. O mercado doméstico de cinema também vive sua era de ouro: de 5,9 milhões de fitas VHS e DVDs em 2001, segundo a União Brasileira de Vídeo, para 25,4 milhões de unidades no ano passado, uma expansão de 430%.

Com relação à internet de alta velocidade, o aumento é exponencial: de 100 mil pontos fixos no início da década para 12,2 milhões em 2010, de acordo com a Associação Brasileira de Telecomunicações. Só no primeiro semestre deste ano, a banda larga móvel, o famoso 3G, teve crescimento de 141%, passando de 4,3 milhões de conexões para 10,4 milhões, uma verdadeira febre entre os usuários.

 

Audiência dos televisores fora da TV aberta das 18h à meia-noite

Aparelhos utilizados para TV por assinatura, DVDs, games, etc.

Fonte: Ibope  http://ultimosegundo.ig.com.br/cultura/poder+de+escolha+derrubou+audiencia+da+globo/n1237766046966.htmlPoder de escolha derrubou audiência da Globo “Por muito tempo houve apenas uma opção na TV. Agora não”, diz especialistaÉ mérito da Record ter dobrado de audiência neste novo século, mas na opinião de Eugênio Bucci, professor de jornalismo na Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), o crescimento está vinculado a um valor essencial à sociedade: opção. “Por muito tempo houve apenas uma alternativa com maior estrutura tecnológica e condições de produção, recursos. O Brasil tinha um nome só. A Record, independente da qualidade estética, soube se apresentar como uma segunda rede de grande porte”, afirma.

 

Foto: Arte/iG

 

 

Segundo o professor, o êxito da emissora é menos uma questão de qualidade e mais de massa e volume, de agressividade no mercado. “A qualidade da programação interfere? Evidente que sim, mas interfere como um segundo fator”, explica. “É uma grande rede, com grande capacidade de produção, que tem muito dinheiro. Isso é o que faz ela crescer.”

Para Bucci, a relação com a Igreja Universal do Reino de Deus está mais relacionada a esse fator – estrutura interna, com aporte de recursos – do que propriamente com o público, tanto que a programação própria não tem apelo religioso, pelo contrário: a estética de Record é nitidamente inspirada na fórmula consagrada da concorrente, nas novelas, nos telejornais, na grade horizontal. “É uma rede comercial espelhada na Globo, uma espécie de Globo B”, sentencia.

http://ultimosegundo.ig.com.br/cultura/para+globo+disputa+se+da+na+concorrencia/n1237766052887.htmlPara Globo, disputa se dá na concorrência Emissora carioca segue "isolada" em primeiro; Record quer mais

Marco Tomazzoni, iG São Paulo | 31/08/2010 17:22

 

A Rede Globo viu a distância para a Record encolher nos últimos anos, mas a emissora minimiza o quadro. Através da Central Globo de Comunicação, afirma que sempre se manteve 11 ou 12 pontos à frente da segunda colocada, e que a disputa está “restrita ao âmbito das próprias concorrentes”. “Somadas todas as médias das emissoras que ocupam da segunda até a quinta posição no ranking de audiência da TV aberta, a Rede Globo prevalece isolada na liderança, mantendo uma distância acima dos 3 pontos”, informa.

 

A Record, paralelamente, tem um discurso corporativista. Mafran Dutra, presidente do comitê artístico do grupo, destaca justamente o avanço da rede em meio a um cenário hostil. “A queda no número de [televisores] ligados pode ser um problema para todas as emissoras, mas demonstra o quanto o nosso trabalho foi eficiente neste período. Enquanto a grande maioria perdeu audiência, a Record cresceu. Os números falam por si.”

Dutra enaltece a “dedicação e comprometimento” da Record e que o crescimento vem acontecendo “dentro do planejado”, nem mais rápido, nem mais lento. O segredo do sucesso, segundo ele, foi ter diversificado a grade de programação e estabelecido uma estratégia de valorização do profissional e tecnologia de ponta.

O objetivo, contudo, ainda é um só: a liderança. “Dizer que estamos satisfeitos seria sinônimo de acomodação. Queremos mais! A equipe da Record é competente e isso a credencia para alcançar nossa meta. Em breve a emissora estará na liderança de audiência e faturamento”, garante.

 

Por Leandro Colon, no Estadão.

Documentos da investigação da Corregedoria da Receita Federal revelam que o sigilo fiscal de Verônica Serra, filha do candidato tucano à Presidência da República, José Serra, foi violado no dia 30 de setembro de 2009. O acesso foi feito pela funcionária Lúcia de Fátima Gonçalves Milan, que é lotada na Receita do município de Santo André (SP). A funcionária entrou no sistema e, segundo os documentos da Corregedoria a que o Estado teve acesso, ela coletou as declarações de Imposto de Renda (IRs) dos anos de 2008 e 2009.

Na noite desta terça-feira, 31, a assessoria do Ministério da Fazenda disse ao Estado que a funcionária Lúcia Milan teria um documento provando que o acesso ao IR de Verônica Serra foi “motivado”. O documento até já teria sido entregue à Corregedoria da Receita. Segundo a  direção da Receita informou ao ministro da Fazenda, “a quebra de sigilo teria sido feita a pedido da própria contribuinte (a filha de Serra)”. A Fazenda não soube dizer por que uma contribuinte de São Paulo (Verônica) entraria com ofício para quebra consentida de sigilo em Santo André ou Mauá. A assessoria do candidato tucano informou que Verônica não pediu nenhuma quebra de sigilo.

A violação dos dados fiscais de Verônica Serra antecederam os acessos, igualmente de maneira ilegal, dos IRs de outras quatro pessoas, todas ligadas ao PSDB ou próximas do candidato José Serra. O portal Estadao.com.br antecipou com exclusividade, na semana passada, que no dia 8 de outubro de 2009, a semana seguinte à violação dos IRs de Verônica, foram acessados, sem justificativa legal ou funcional, os sigilos do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, do economista Luiz Carlos Mendonça de Barros; de Gregorio Marin Preciado, empresário casado com uma prima de Serra, e de Ricardo Sérgio, ex-diretor do Banco do Brasil, no governo Fernando Henrique Cardoso (1995-2002).

Depois de ter feito dois indiciamentos na delegacia de Mauá (SP), como noticiou com exclusividade o Estado na edição desta terça-feira, a Corregedoria da Receita Federal formalizou também, na segunda-feira, a acusação contra mais duas funcionárias: Ana Maria Caroto Cano e a própria Lúcia de Fátima Gonçalves Milan. Elas passaram de testemunhas a acusadas. Ontem, depois de dizer que a funcionária Lúcia Milan teria um ofício mostrando que teria quebrado o sigilo de Verônica Serra a pedido da própria contribuinte, o Ministério da Fazenda informou que a Corregedoria da Receita estudava retirar a acusação contra essa funcionária de Santo André.

Se não houver nenhum recuo da Corregedoria, agora já são quatro as servidoras na condição de acusadas por envolvimento nas violações de dados fiscais dos tucanos. Além de Ana Caroto e Lúcia Milan, a Receita já havia indiciado as funcionárias Adeildda Ferreira Leão dos Santos e Antônia Aparecida Rodrigues dos Santos Neves Silva.

AGU recorre

Três advogados da AGU foram nesta terça ao TRF (Tribunal Regional Federal) da Primeira Região e protocolaram um agravo para tentar suspender o acesso de Eduardo Jorge aos autos da sindicância da Corregedoria da Receita. A advogada do tucano, Ana Luiza Caldas Pereira disse “estranhar a rapidez e o empenho exagerado do governo para impedir” esse acesso. A AGU alega o acesso do tucano está causando danos à investigação e comprometendo informações que são protegidas por sigilo legal. O juiz Marcos Augusto de Sousa, da primeira turma do TRF se considerou incompetente para julgar o caso e devolveu-o para ser redistribuído. A redistribuição será feita nesta quarta.

O conteúdo das representações que a Corregedoria vem fazendo contradizem o discurso da cúpula da Receita que, na sexta-feira passada, havia dito, por meio do secretário Otacílio Cartaxo, ter indícios de esquema de venda de dados fiscais mediante “encomenda externa” e “pagamento de propina”. “Há indícios de uma intermediação feita por alguém de fora da Receita. Os indícios são de um suposto balcão de compra e venda de informação. Isso nós vamos repassar ao Ministério Público “, disse o corregedor Antonio d’Ávila. A estratégia era tentar despolitizar a violação fiscal dos tucanos e desvinculá-la da campanha presidencial de Dilma Rousseff (PT), para onde foi parar boa parte dessas informações dentro de um dossiê contra adversários. “Nós não identificamos qualquer ilação político-partidária”, fez questão de frisar o corregedor da Receita.

 

o Dilmate fez agua no chimarrao.O Benjaminctoide perdeu as calcas aqui no LN em 7 horas.

o Veronictoide nao deu ponto no bolo por erro de receita.o que falta agora?

 

Ainda há pouco, Waack, quase que en passant, ponderou a Serra que a Receita emitiu nota dizendo que a própria filha de Serra pediu os dados. Serra, peremtoriamente, disse tratar-se de mentira da Receita. E la nave va.

 

Os tucanos vão duvidar. A receita deve mostrar o protocolo ou pedido e pronto, se resolve a questão e não deixar o assunto encher mais bola.

 

Parece que a  Lina Vieira fez escola na Receita. Tem gente por lá disposta a ajudar a fabricar factóides políticos para o PSDB na mídia. Daqui que se descubra o recibo assinado por quem pediu o extrato do Imposto de Renda, já se fez um barulho dos diabos, o desmentido eles põem no rodapé. Com essa Justiça condescendente  com os jornais caluniadores e difamadores do Brasil  por que eles  se preocupariam se estão acabando com a reputação de algum funcionário sério.