newsletter

Fora de Pauta

O espaço para os temas livres e variados.

Sem votos
34 comentário(s)

Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
+34 comentários

O prof. Dr. Diego Freitas Aranha, da UnB acaba de conceder entrevista à TV UnB em Brasília informando que teve sucesso em quebrar o embaralhamento dos votos registrados nas urnas eletrônicas, durante o teste de segurança que está ocorrendo no TSE entre 20 e 22 de março.

O Investigador conseguiu, atraves de testes, montar a sequência dos votos dados por 485 eleitores.

O observadora do PDT, adv. Maria Cortiz, presenciou o teste e testemunhou a entrevista.

Na prática, o sucesso do prof. Aranha, siginifica que o sigilo do voto eletrônico fica comprometido, podendo ser quebrado por quem anotar a ordem dos eleitores.

Mais detalhes sobre a técnica de ataque será informado em notas subsequentes.

O prof. Diego Aranha integra o Grupo 1 de investigadores inscritos no teste do TSE, que é composto por:

Grupo 1 – Professores da UnB - Diego de Freitas Aranha, doutor em Ciência da Computação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp); Marcelo Monte Karam, graduado em Tecnologia em Segurança da Informação; André de Miranda, aluno de redes de computadores da União Educacional de Brasília (Uneb); e Felipe Brant Sacarel, bacharel em Ciência da Computação pela Universidade de Brasília (UnB).

Hackers testam urnas do TSE Especialistas em computação avaliam a segurança dos equipamentos que serão usados nas disputas de outubro

 

Muito barulho, pouco conteúdoPosted on 21 21America/Sao_Paulo março 21America/Sao_Paulo 2012 

“Mackenzie é tradição.”

Esse foi o argumento visível e gritado, palavra de ordem, da mega-manifestação (800 pessoas,  para o “padrão Mackenzie” de manifestação é muito) contra a utilização do ENEM em lugar do vestibular de inverno da Universidade.

Muito barulho, pouco conteúdo.

Em alguns momentos, ouvi gente questionando a qualidade do exame, mas o ponto principal apontado foi a tradição. O Mackenzie sempre teve um vestibular. Por isso deve ter sempre (antigamente, há não muito tempo, caçavam-se comunistas em pleno território universitário, uma tradição, felizmente, abolida). Aqueles que defendem cegamente suas tradições devem tomar cuidado. Sem contar o poderoso sentimento “ultranacionalista” com relação ao Mackenzie, que levou 800 estudantes a interromper o trânsito na Rua da Consolação às 11h da manhã, cujo caráter é lindo e perigoso, equilibrado numa linha muitíssimo tênue.

Obviamente o ENEM tem falhas. Assim como a FUVEST, a prova da FGV ou a de admissão para o jornal Folha de São Paulo. Impossível que com a amplitude do exame (com quase 6 milhões de inscritos e aplicado em quase todo o Brasil) este não tivesse falhas. Inclusive aquelas as quais escapam das mãos do governo (por exemplo, o colégio cujo professor acessou a prova e passou para os alunos). Falhas essas, inclusive, que podem acometer o nosso tradicional vestibular mackenzista. 

O ENEM vai enfraquecer o nome da Universidade. Oras, conheço pessoas que estão no Mackenzie, pagam a mensalidade e não tem o requisito básico para o curso. No caso, pessoas que cursam jornalismo e não tem a menor noção do que fazem ali, não sabem escrever. Gente que prefere ficar no bar ou fora da sala de aula vai ter com vestibular de tradição ou com ENEM.

O Exame Nacional do Ensino Médio é porta de entrada para Universidades Federais, com cursos muito bem avaliados. Não me parece que a adoção do exame tenha provocado queda no nome dessas universidades.

Agora, um ponto que acho bastante importante: dizem que os alunos do Mackenzie têm sangue de barata – conformados, avessos a protestos (aquele contra as catracalização do campus foi irrisório). Porém com essa manifestação, apesar de me parecer completamente equivocada, bairrista, conservadora e retrógrada, é uma manifestação. Isso me mostra que nós ainda temos voz para reclamar daquilo que consideramos errado.

Por isso, minha mescla de descontentamento e orgulho de pertencer ao Mackenzie.

* Vamos comentar. Divirjam, discordem, apoiem, neguem! Mas vamos manter o nível de educação, por favor.Muito 

 

Nassif & Amigos, Mano Menezes estaria na marca do pênalti e pode receber o "bilhete azul" a qualquer momento. Felipão e Muricy estariam entre os favoritos para substituit. Do blog do Vitor Birner. Abrs.

http://blogdobirner.virgula.uol.com.br/2012/03/21/dirigente-do-sao-paulo-afirma-que-o-clube-deseja-reintegrar-o-atleta-ao-elenco-tenho-la-minhas-duvidas/

Mano Menezes na marca do pênalti

De Vitor Birner

As críticas de Andrés Sanches, diretor de seleções da CBF, ao trabalho de Mano Menezes, além de justas são outro sinal de que o treinador não deve ter vida longa no atual emprego.

O treinador pode ser vítima do futebol que a seleção não joga e da política do novo presidente da entidade.

Tratei disso sábado passado, no Lance!

Reproduzo o texto aqui.

Não se iluda: Andrés, para manter o cargo, fará o jogo de quem manda na CBF.

A defesa do amigo ficará em segundo plano.

Complicou, Mano

A renuncia de Ricardo Teixeira era indispensável para o futebol brasileiro.

Ele desprezava os interesses e as reações dos torcedores ao tomar decisões. Se colocava acima de qualquer pessoa e situação.

José Maria Marin afirmou que pretende dar sequência ao trabalho do antecessor.

A declaração explica o projeto de gestão do aliado de Marco Polo Del Nero e do ex-presidente da CBF

Os clubes vão continuar amadores apesar de movimentarem milhões de reais e realizarem negócios como se fossem grandes empresas, a irresponsabilidade de seus dirigentes no trato do dinheiro não será punida, a troca de favores ao invés da meritocracia pautará o jogo do poder, os cartolas das federações permanecerão anos no cargo sem serem incomodados e os decadentes estaduais por eles promovidos manterão a impossibilidade de os grandes times se prepararem da maneira adequada para a temporada.

Quase nada mudará.

A contraditória e pitoresca cartolagem precisa expurgar as idéias obsoletas, mas resiste de forma radical aos óbvios e urgentes avanços.

O cenário pouco animador, parte de um processo longo que nosso maior esporte precisa viver antes de evoluir fora dos gramados, deve gerar um fato capaz de arrancar aplausos do povo.

A chance de Mano Menezes receber o bilhete azul aumentou horrores.

Marin, diferentemente de Ricardo Teixeira, faz política distribuindo sorrisos e simpatia.

Experiente, dispensará pequenas birras pessoais e só comprará as brigas com a opinião pública que julgar indispensáveis. .

O projeto de reformulação da seleção nacional, iniciado faz um ano e oito meses, por enquanto mal-sucedido, é descartável. O final dele seria uma medida extremamente popular.

O novo comandante da CBF tem até duas opções de mocinhos para o lugar de quem virou o principal foco de críticas, o vilão.

Pode escolher entre Muricy e Felipão, ambos respeitados em qualquer região do país.

Tudo se encaixa. O fim do período de Mano perece certo.

O único desfecho surpreendente será a melhora do selecionado pentacampeão mundial e a permanência do atual técnico até 2014.

 

 

Nassif & Amigos, "o gato subiu no telhado" para o técnico da seleção, Mano Menezes! Parte I - Abs.

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2012/03/21/andres-critica-desempenho-de-mano-e-diz-que-tecnico-nao-agrada-a-ninguem.htm

Andrés critica desempenho de Mano e diz que técnico não agrada a 'ninguém'

Do UOL, no Rio de Janeiro

Andrés Sanchez não poupou Mano Menezes ao criticar o desempenho da seleção brasileira. O diretor de seleções da CBF disse, em entrevista ao jornal Extra, que o técnico e a seleção precisam fazer "muito melhor" e que não agradam "a ninguém" no momento. O cartola, por causa dos resultados e da pressão popular, reclamou do trabalho do treinador e foi sincero ao afirmar que não está satisfeito com o desempenho do time, assim como o próprio Mano.

De acordo com Andrés, o técnico será avaliado pelo dia a dia à frente da seleção, mas também é necessário apresentar resultados. “Infelizmente, no Brasil o futebol vive de resultado. Hoje, dão uma valorização ao treinador fora do normal, como se ele fosse a salvação do mundo. O Mano erra e acerta como todas as pessoas. Ele sabe, todos nós sabemos, que é preciso fazer uma boa Olimpíada. Ganhar? Infelizmente, num detalhe você perde um campeonato. Mas tem que fazer uma coisa muito melhor do que o que foi feito até agora”, comentou o diretor.

O dirigente explica a situação de Mano, em caso de um fracasso nas Olimpíadas de Londres. “Mas não é por ser medalha de ouro, prata ou bronze que ele vai ser trocado ou não. Se for trocado, será pelo dia a dia que ele vem fazendo. Não vai ser por um campeonato”, completou.

Questionado pelo diário carioca sobre o trabalho de Mano Menezes até o momento, Andrés deu sinais de que o ex-treinador do Corinthians precisa melhorar. "A ninguém [está agradando]. Nem o Mano está ‘se agradando’. Lógico que ele sabia das dificuldades que teria em um ano e meio. Ele agora vai pôr em prática o que já viu que precisa ser feito até a Copa do Mundo”, afirmou.

Andrés, no entanto, mostra otimismo sobre o futuro da seleção brasileira. “Estou como o povo brasileiro, decepcionado com nosso futebol, mas sei que há um planejamento e a partir de agora será posto em prática o que foi combinado. Todo mundo vai ver uma seleção diferente daqui pra frente”, prometeu o cartola.

Na pré-lista de Mano Menezes para as Olimpíadas, Ronaldinho também foi assunto. Para Andrés, o jogador do Flamengo – assim como Kaká, Maicon e Adriano – terá que estar bem às vésperas da Copa-2014 para ser lembrado. “Se estiverem bem faltando dois meses para a Copa, serão convocados. Mas acho que neste período que temos pela frente, passando pela Copa das Confederações até a Copa do Mundo, precisamos botar a molecada, os garotos que são titulares em seus times, para aprender a jogar com a camisa da seleção”, opinou.

 

 

Nassif, apesar de ser uma notícia de assessoria de imprensa do governo do estado, é um fato de grande importância para quem luta pela promoção da dignidade das pessoas. Rondônia é um lugar ainda muito carente de políticas voltadas aos grupos mais oprimidos da sociedade. É um alento que o as instâncias estadual e federal tenha estabelecido uma parceria na construção do primeiro Centro de Referência em Direitos Humanos de Rondônia.

 

Governo implanta primeiro Centro de Referência em Direitos Humanos do EstadoO primeiro Centro de Referência em Direitos Humanos do Estado de Rondônia será implantado pela Secretaria de Estado de Assistência Social, em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. O centro tem por objetivo promover uma construção social mais igualitária.

Cláudia Moura, titular da Seas ressaltou que o Centro de Referência prestará orientação jurídica, psicológica e social, tendo como público alvo, crianças e adolescentes, idosos, população LGBT, pessoas em situação de rua, pessoas com deficiência, vítimas de preconceito racial, mulheres vítimas de violência e preconceito, trabalhadores escravos, educadores e profissionais do sistema educacional, beneficiários de programas sociais, lideranças em direitos humanos e movimentos sociais, egressos do sistema prisional, vítimas de conflitos agrários, pessoas em sofrimento psíquico, população carcerária e familiares, vítimas de preconceito, discriminação, intolerância, desrespeito, abusos e maus tratos, negligência e abandono.

“O objetivo é avançar na promoção e defesa dos Direitos Humanos, buscando promover o reconhecimento da importância da proteção humana e dos princípios fundamentais de sua dignidade, garantindo o respeito desses direitos à população em vulnerabilidade social promovendo sua inclusão”, frisa a secretária de Estado de Assistência Social, Cláudia Moura.

A secretária ressalta ainda que, as ações propostas neste projeto contribuirão para a promoção, defesa e consolidação dos direitos humanos e da cultura da paz. “Trabalho este que fortalecerá as instituições públicas de atenção aos cidadãos e a efetivação de processos democráticos no conjunto da sociedade”, complementa.

O repasse do governo federal para implantação no período de um ano é de R$ 374,22 mil, tendo como contrapartida do governo estadual o valor de R$ 41,58 mil, R$ 415,8 mil. Após esse período a manutenção do Centro ficará a cargo do governo do Estado.

Fonte: Departamento de Comunicação do Governo do Estado de Rondônia

 

Luiz Augusto A. S. Rocha, 28 anos, jornalista (e servidor público), São Francisco do Guaporé (RO).

Esse texto do Mino Pedrosa está rodando as caixas de e.mail aqui em Brasília...

==

Mino Pedrosa

O NOVO GOVERNADOR: A INTERVENÇÃO VERMELHA NO DF

19/03/201211:12

imprimirenviar para amigocomente essa notícia

Novo governador do Distrito Federal Swedenberger Barbosa, braço direito da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula toma posse nesta 2a feira, 19.  O estopim para este fato foi a Operação Monte Carlo, onde o PT de Brasília aparece em maior destaque do que o objetivo do Palácio do Planalto em atingir a oposição liderada por Demostenes Torres (DEM-GO) e Marconi Perillo (PSDB-GO). O Palácio do Planalto sinalizou através do ministro Gilberto Carvalho que entregaria Agnelo Queiroz à própria sorte. Mas a estratégia do PT comandada por José Dirceu foi a de nomear o interventor, na tentativa de estancar a sangria que Agnelo, vem provocando na Capital da República desde a posse no início de 2011. A posse de Berger foi concorrida com direito a discurso de Gilberto Carvalho e a presença do Ministro das Comunicações Paulo Bernardo.

O Grupo Delta Engenharia, considerado hoje o maior fornecedor do Governo Federal, foi atingido em cheio pela Monte Carlo, por suas operações de propina com o GDF e o Governo de Goiás. O contraventor Carlos de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, e o diretor da Delta Engenharia no Centro Oeste, Cláudio Abreu, tinham uma sociedade em Brasília e em Goiás. Carlinhos despachava numa sala onde funciona a empreiteira com outros negócios, inclusive locadora de veículos, flagrados pelo Ministério Público Federal.

As investigações em que aparece o GDF estão guardadas a sete chaves pelo procurador geral Roberto Gurgel. Ali aparecem envolvimentos de parlamentares distritais, empresários de Brasília chegando a alcançar a porta do Palácio do Planalto. Diante disso, Gilberto Carvalho, que hoje é o verdadeiro porta-voz político de Dilma, resolveu atender a estratégia colocada por José Dirceu. Berger assume tirando todos os poderes do secretário de Governo Paulo Tadeu, do vice-governador Tadeu Filipelli, e colocando o governador Agnelo na sombra, funcionando apenas como porta-voz das decisões do Planalto. Sem o poder de governador, Agnelo começa a contagem regressiva para que a Justiça seja feita em seus processos de envolvimento com corrupção desde a época em esteve à frente do Ministério do Esporte. O soldado quatro estrelas João Dias, que acumulou os segredos das mazelas de Agnelo em sua trajetória politica, entregou à Justiça um dossiê e assiste com total segurança o momento em que será deflagrado o novo escândalo no GDF. O Palácio do Planalto na tentativa de minimizar o impacto de um novo escândalo, não vai conseguir apagar todos os rastros deixados por Agnelo e sua turma. Nos próximos dias, Paulo Tadeu, que tem um mandato de deputado federal, retorna ao Congresso. Rafael Barbosa, secretário de Saúde, também deixará o Governo. O vice-governador Tadeu Filipelli sairá pela porta dos fundos do Buriti para assumir o Ministério dos Transportes, numa manobra do vice-presidente Michel Temer. O resultado desta dança de cadeiras é um novo Governo no Distrito Federal. O Ministério Público é o principal colaborador deste projeto de Dilma, guardando na gaveta o que poderia ser o segundo maior escândalo da história da Capital Federal, que nos últimos quatro vivencia momentos de degradação da cidade por péssima ingerência, mergulhada em denúncias que baixam a estima da população. Berger é considerado homem de Lula e Zé Dirceu. Este último esteve recentemente em Brasília para prestar solidariedade a Agnelo, bombardeado diariamente com as denúncias de corrupção durante toda a sua vida política. O MPF deixou vazar parte do inquérito da Operação Monte Carlo que alcançava o senador Demóstenes Torres, numa relação de amizade com Carlinhos Cachoeira, e o Governador de Goiás Marconi Perillo. Mas, em Brasília, Cachoeira operava com a indústria farmacêutica, lixo e lixo hospitalar, locadora de veículos, segurança e um forte esquema de contravenção de onde saem os pagamentos de propina para funcionários públicos. Cachoeira tem como tentáculos Idalberto Matias de Araújo, o Dadá, Claudio Abreu, da Delta Engenharia, e outro amigo conhecido como Lenine. Os três são considerados pelo MP os articuladores da organização criminosa no DF. A Delta Engenharia tem um vasto currículo de escândalos. No Governo do Rio de Janeiro foram mais de R$ 600 milhões sem licitação com a ajuda de Sérgio Cabral. Em Goiás, o governador Marconi Perillo é o padrinho da Delta. E no Governo Federal quem abre as portas para as transações é o ex-chefe da Casa Civil e deputado cassado do Mensalão José Dirceu.Foi no Governo do PT que a Delta alçou seu grande voo. O presidente Fernando Cavendish declarou que é fácil abocanhar grandes obras: “é só comprar um senador que as coisas acontecem. Escolhe a obra que quer, paga para o senador, e ele se encarrega do jeitinho com o Governo.” Esta declaração em qualquer país do mundo seria motivo para prisão sumária. A Revista Veja tem a gravação de Cavendish bravateando e colocando preço nos parlamentares do Congresso Nacional. A Operação Monte Carlo revela ainda o chefe de Gabinete de Agnelo Queiroz, Claudio Monteiro, o Buchinho, operando em parceria com o Dadá na coleta de propina com a contravenção instalada em Brasília. Monteiro usava até celular internacional para se comunicar com o Dadá e fugir do grampo oficial da Polícia Federal. Mas num descuido foi flagrado operando e deixou brecha para que Agnelo fosse visualizado na investigação.  

Outro que ajudou a visualizar o Governador nas investigações do MP, na escuta autorizada pela justiça, foi Marcello de Oliveira Lopes. O agente de polícia matrícula 43280-6, citado no inquérito como Marcelão, abocanhou através da Agência Plá de Comunicação e Publicidade dois contratos milionários com a ajuda do chefe de gabinete do governador Cláudio Monteiro: um na Terracap e outro na CEB. Marcelão foi nomeado no último dia 16 de fevereiro, para um CNE 07, na Subsecretaria de Assessoramento Especial da Casa Militar, ao lado do Coronel Leão. Marcelão, flagrado nas investigações colocando Dadá e Claudio Monteiro  para abrirem portas do GDF para a  Agência Plá, faz parte com esses dois de um esquema de arapongagem em cima dos classificados por eles mesmos de inimigos do Governo Agnelo. Usam grampos, quebram sigilos de contas de telefone e e-mails, para se cacifarem com o governador e conseguirem emplacar seus negócios. Dadá era frequentador assíduo da Agência Plá e recebia propina de Marcelão.

 

 Carlinhos Cachoeira é dono de laboratório em Goiás, e entrou em parceria com a União Química, velha conhecida de Agnelo Queiroz, no caso Daniel Tavares que acusou o Govenador de receber propina do Laboratório, na produção e venda de Genéricos para o Governo. Num país cansado de tantos escândalos, a população de Brasília demonstra que não aguenta mais. O Palácio do Planalto tomou essas medidas, porque em menos de três anos a Capital da República teve quatro governantes e está à beira do quinto. A intervenção vermelha do PT sai exatamente no instante em que o Fantástico da noite deste domingo, 18, revelou ao país, práticas de corrupção muito conhecidas do brasiliense. O sentimento da população candanga, nesta segunda-feira, é de desabafo, pois o escândalo mostrado em rede nacional pela TV aconteceu no Rio de Janeiro, e não em Brasília, mas flagrou empresas que operam também no Planalto Central e a maneira como os saqueadores dos cofres públicos agem sem qualquer escrúpulo, falando de ética no mercado. Que mercado é esse, o da corrupção? A falta de vergonha é tanta que se estivéssemos, por exemplo, no Japão não haveria adagas para tanto haraquiri.

 

http://www.quidnovi.com.br/novo/mino/detalhe.asp?c=388

 

Servidores efetivos da ANTT tomaram a iniciativa de se manifestar em prol da indicação de um nome do quadro de pessoal para compor a diretoria colegiada da Agência. Dos 5 cargos, 3 estão vagos. Nunca um servidor efetivo ocupou vaga na diretoria. Em apenas 3 dias após lançada a petição pública on-line, 32% dos servidores já apoiaram espontaneamente a manifestação (130/400).

http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=ServANTT

 

Este comentário (Mári A.) foi feito sobre um comentário meu  do post sobre a TVFolha. Acredito que como houve um post sobre a TV, caberia o contraponto.


O fato é que tudo é comentado a partir da visão militante, não  da visão crítica.


É fácil por no papel, no caso, na tela, que se ocorresse na tv brasil iria ser criticado do mesmo jeito. Pois bem.


A TV Brasil que em sua maior parte retransmite programas das tvs educativas estaduais, apresenta o mesmo índice de audiência das tvs educativas, ou seja, quando não é traço, é um número absurdamente pequeno. Quando isso foi apresentado, foi uma correria louca da turminha querendo provar que ponto de ibope não quer dizer nada, que o que vale é isso e mais aquilo. Agora usa-se o mesmissimo argumento para desqualificar um programa da grade da tv cultura porque neste caso interessa apontar as deficiências da tv cultura, leia-se governo paulista e do programa leia-se representante do pig.


Se entendi corretamente, a tv cultura transmite um programa produzido pela Folha de SP. Embora não seja o objetivo do post nem está isso explicito ou implicitamente dito no conteúdo do post, os comentários partiram para desqualificar a "transferencia" ou "mistura" entre publico e privado.



A mais tempo no ar, o mesmo canal de tv educativo transmite um programa na grade chamado café filosofico CPFL, que é um programa produzido por uma empresa privada e transmitido por uma empresa pública. Me parece que é a mesma situação da tvfolha. Esse programa da CPFL está a mais de um ano no ar e não teve uma viva alma por aqui para criticar a transferencia ou mistura. Como se trata do mesmo canal publico e que igualmente a mais de ano só leva porrete nas costas por aqui, a unica diferença que explica a sanha inquisitorial em um caso e o silêncio obsequioso em outro é o ente privado. Daí a conclusão é óbvia. Se o espaço na grade fosse sei lá eu, institutolulaTV, seria possivel ouvir a ouvação e o bater de palmas da turminha com uma crítica ou outra ao veiculo. Como se trata da folha,  há o choro e ranger de dentes. Ainda bem que não é Veja ou Abril porque nesse caso haveria imolação e suidios coletivos em praça pública.


Ia me esquecendo. Não adianta xingar, chamar de troll, que essa bobajada não cola. Basta explicar porque ninguem vocifera contra o programa da cpfl e rosnam para o programa da folha, que não seja por motivo ideológico.

 

PATENTES DE SOFTWARE NÃO !

 

Para os que forem contrários às patentes de software no Brasil, o PSL-Brasil está fazendo uma campanha, a propósito de recente consulta pública a respeito divulgada pelo INPI.

http://softwarelivre.org/portal/governos/diga-nao-as-patentes-de-softwar...

 

¨Liberdade é a liberdade dos que pensam diferente¨ -- Rosa Luxemburgo

Jorge Ben, Gal e ... Zico!!!

 

http://youtu.be/4Dhn5zUjR-0

 

  Editorial da Folha de hoje tenta mais do mesmo.Aceita o direito de resposta mas quer brigar no seu campo,ou seja,assim como a revista dos salões de cabeleireiros(tantas vezes citadadas na famosa Vara de Pinheiros),defende que qualquer ação,se necessária,seja aberta no domícílio do réu e não do ofendido como está na lei aprovada pelo senado.

  Oras,querem ofender o cidadão lá da ponta do Acre e querem que este cidadão venha a custear uma ação em São Paulo? Só pode ser brincadeira.

Direito de resposta

O Senado aprovou um projeto de lei que regulamenta o direito de resposta no país. A iniciativa é bem-vinda, mas a Câmara dos Deputados precisará aprimorar o texto legal para sanar problemas que o afastam de seu objetivo maior.

O direito de resposta representa um complemento necessário ao pleno exercício da liberdade de expressão. Previsto de forma genérica na Constituição, tal direito era regrado pela Lei de Imprensa, editada em 1967 e anulada pelo Supremo Tribunal Federal em 2009. Desde então, não há parâmetros claros para o exercício dessa prerrogativa fundamental.

Fechar essa lacuna é importante por duas razões. De um lado, para facilitar o uso do preceito constitucional por pessoas que se considerem atingidas, assegurando-lhes prazos razoáveis. De outro, para resguardar veículos de comunicação de ações cujo intuito seja inibir a investigação jornalística.

O principal problema do projeto do Senado é a ampliação desmesurada do escopo do direito de resposta. A previsão legal existe para que o ofendido possa retificar uma informação inverídica ou replicar acusações que lhe foram feitas.

O texto do Senado, no entanto, dilata tanto seu alcance que acaba por distorcer-lhe o significado. É o que ocorre, por exemplo, ao prever direito de resposta quando há alegada violação da intimidade. Neste caso, impõe-se a pergunta: como uma réplica poderia reparar o suposto dano?

Na mesma linha duvidosa vai a exclusão do rol de situações nas quais o direito de resposta seria negado, que figurava na Lei de Imprensa e no projeto original. Com a redação atual, nada impede que o alvo seja uma crítica literária, ou esportiva, nem se afasta a possibilidade de a retificação pedida conter expressões caluniosas, difamatórias ou injuriosas.

Também é preocupante a inversão do foro para julgar a ação. De acordo com o projeto, o processo deverá correr no domicílio do ofendido, e não no do réu -nesse caso, o veículo de comunicação-, como é a regra geral.

A situação é particularmente perniciosa quando quem pede a resposta é pessoa influente em sua região. Além disso, facilita o expediente de iniciar uma bateria de ações espalhadas pelo país, dificultando a defesa.

O Senado produziu uma peça que, por desequilibrada, precisa ser revista. Seu papel é harmonizar o direito do ofendido e a liberdade de expressão, que não pode ser tolhida.

 

O que segue é um comentário de Marco A. a um comentário por mim feito sobre o post sobra a TV Folha. Acredito que mereça igual destaque.


O fato é que tudo é comentado a partir da visão militante, não  da visão crítica.


É fácil por no papel, no caso, na tela, que se ocorresse na tv brasil iria ser criticado do mesmo jeito. Pois bem.


A TV Brasil que em sua maior parte retransmite programas das tvs educativas estaduais, apresenta o mesmo índice de audiência das tvs educativas, ou seja, quando não é traço, é um número absurdamente pequeno. Quando isso foi apresentado, foi uma correria louca da turminha querendo provar que ponto de ibope não quer dizer nada, que o que vale é isso e mais aquilo. Agora usa-se o mesmissimo argumento para desqualificar um programa da grade da tv cultura porque neste caso interessa apontar as deficiências da tv cultura, leia-se governo paulista e do programa leia-se representante do pig.


Se entendi corretamente, a tv cultura transmite um programa produzido pela Folha de SP. Embora não seja o objetivo do post nem está isso explicito ou implicitamente dito no conteúdo do post, os comentários partiram para desqualificar a "transferencia" ou "mistura" entre publico e privado.



A mais tempo no ar, o mesmo canal de tv educativo transmite um programa na grade chamado café filosofico CPFL, que é um programa produzido por uma empresa privada e transmitido por uma empresa pública. Me parece que é a mesma situação da tvfolha. Esse programa da CPFL está a mais de um ano no ar e não teve uma viva alma por aqui para criticar a transferencia ou mistura. Como se trata do mesmo canal publico e que igualmente a mais de ano só leva porrete nas costas por aqui, a unica diferença que explica a sanha inquisitorial em um caso e o silêncio obsequioso em outro é o ente privado. Daí a conclusão é óbvia. Se o espaço na grade fosse sei lá eu, institutolulaTV, seria possivel ouvir a ouvação e o bater de palmas da turminha com uma crítica ou outra ao veiculo. Como se trata da folha,  há o choro e ranger de dentes. Ainda bem que não é Veja ou Abril porque nesse caso haveria imolação e suidios coletivos em praça pública.


Ia me esquecendo. Não adianta xingar, chamar de troll, que essa bobajada não cola. Basta explicar porque ninguem vocifera contra o programa da cpfl e rosnam para o programa da folha, que não seja por motivo ideológico.

 

 


Hackers testam urnas eletrônicas do TSE

 


http://etudopolitica.blogfolha.uol.com.br/2012/03/20/hackers-testam-urnas-eletronicas-do-tse/#comments

 

 

Uma das mais alardeadas matérias de O Globo  :

 

Blog do NoblatPolíticaLocanty doa a PMDB e recebe da Polícia Federal

Foto: Reprodução TV Globo

 

O Globo

A Locanty Comércio e Serviços Ltda - uma das empresas denunciadas por oferecer propinas para ganhar licitações na área da saúde - doou mais de R$ 1,4 milhão para quatro campanhas eleitorais de 2010.

Entre elas, três foram para políticos do Rio: o PMDB (R$ 1,3 milhão) e os deputados estaduais Alcebíades Sabino (PSC) e Bebeto (PDT), que receberam R$ 50 mil cada. O candidato à presidência José Serra (PSDB) também recebeu contribuição de R$ 50 mil.

Apesar de o site Transparência Brasil informar que a doação ao PMDB foi para a campanha de reeleição de Sérgio Cabral, a assessoria do governador informou que esses recursos foram doados ao partido, a quem cabe explicar o destino do repasse.

No estado, a Locanty já recebeu mais de R$ 7 milhões em 2012 das secretarias de Segurança, Casa Civil, Ciência e Tecnologia, Meio Ambiente, Transportes, Defensoria Pública e Tribunal de Justiça. As empresas Locanty, Toesa, Rufolo e Bella Vista ofereceram propina a um repórter do "Fantástico" que se passava por gestor no Hospital da UFRJ.

Outra curiosidade sobre a Locanty é que ela também presta serviços para a Superintendência da Polícia Federal do Rio, responsável por investigar a denúncia. Os contratos ultrapassaram o valor de R$ 1,2 milhão em dois anos.

Desse total, R$ 629.200 em 2010 e R$ 590 mil em 2009. Os valores se referem à contratação de mão de obra para serviços de copa e cozinha e à limpeza interna e externa. Este ano, a empresa já recebeu quase R$ 150 mil pela prestação de serviços à PF do Rio. As informações foram obtidas pelo GLOBO numa consulta a notas de empenho no Portal da Transparência mantido pelo governo federal.

 

" A injustiça que se faz a um, é uma ameaça que se faz a todos." - Barão de Montesquieu

 

 

O PROBLEMA É QUE O MACACO NÃO OLHA O PRÓPRIO RABO :

 

Portal R7 (Fabíola Reipert)

 

Empresa denunciada pela Globo presta serviços para a emissora

Comente

Chegou ao blog uma informação (confirmada pela própria Globo), que causou surpresa...

A Toesa, empresa de atendimento médico pré-hospitalar que foi denunciada pelo Fantástico por fazer parte do esquema de fraudes em licitações na área da saúde no Rio, trabalha para a Globo.

Mesmo depois da denúncia, neste domingo (18), ambulâncias e funcionários da Toesa continuaram circulando pelo Projac.

Curiosamente, as ambulâncias estavam descaracterizadas, sem o logotipo, mas os funcionários trabalhavam devidamente uniformizados.

A Globo diz, por meio de sua assessoria: "A Toesa presta, sim, serviços de ambulância e primeiros-socorros no Projac. Todos os veículos levam o logotipo da empresa e os funcionários andam uniformizados".

Já governo e a prefeitura do Rio de Janeiro, após a denúncia, cancelaram contratos com a Toesa e as outras empresas denunciadas pela Globo.

 

" A injustiça que se faz a um, é uma ameaça que se faz a todos." - Barão de Montesquieu

 

  Importante depoimento do capitão de mar e guerra Fernando de santa Rosa. Não vou fazer clipping porque é muito longo. mas considero essa leitura imprescindìvel. Desmonta toda a cansativa argumentação do AA e também o simplismo de certa esquerda que acusa a Dilma de adesista.

 http://www.rodrigovianna.com.br/outras-palavras/quem-defende-torturador-e-monstro.html#more-12143

 

Nunca é tarde para consolidar a democracia


Nunca é tarde para consolidar a democracia Foto: Divulgação STF julga na quinta-feira a polêmica sobre a extensão da anistia concedida por lei de 1979 aos agentes que sequestraram e torturaram cidadãos durante a ditadura

20 do 03 de 2012 às 10:35

Por Victor Longo_Bahia 247

Há cerca de cinco anos, tive a preciosa oportunidade de morar no município de La Plata, na Argentina, capital da província de Buenos Aires e um dos mais afetados pela ditadura militar mais sanguinária da América Latina. No país vizinho, onde foram cerca de 30 mil desaparecidos de 1976 a 1983, ainda existe uma intensa movimentação política para a conclusão dos julgamentos de agentes públicos que cometeram crimes durante o regime. Diferente do que ocorre no Brasil, já houve alguns julgamentos e réus condenados; o baú está sendo aberto aos poucos e a verdade, por sua vez, vai prevalecendo, a despeito de interesses contrários.

Não à toa, o Brasil recebeu no último dia 8 um duro golpe da ONU ao modelo de transição política no país. A crítica partiu do relator da entidade contra a tortura, Juan Mendez, que acusa a Lei da Anistia brasileira de ter tido seu objetivo original "travestido" e de ter sido usada como "desculpa para proteger militares e policiais". O país ainda é um dos poucos na América do Sul a não investigar seu passado.

Após o fim da nossa ditadura, que começou antes e terminou depois que a da Argentina (1964-1985), houve um movimento para anistiar políticos perseguidos que precisavam voltar e participar da vida pública do país. Era uma forma de abertura para a democracia, mas acabou sendo aplicada para proteger os militares e a polícia de enfrentar processos criminais.

Na próxima quinta-feira (22), o Brasil terá, uma vez mais, a oportunidade de fazer como o país vizinha e enfrentar o seu passado, com o intuito de superá-lo definitivamente. Na ocasião, o Supremo Tribunal Federal deve esclarecer a polêmica questão reaberta por membros do Ministério Público Federal sobre a extensão da anistia concedida pela Lei 6.683/79 aos agentes públicos que cometeram crimes de sequestro ou de tortura durante a ditadura militar. O STF dará prosseguimento ao julgamento da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) de número 153, proposta pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em abril de 2010.

A ADPF questiona, justamente, a abrangência da Lei da Anistia que, segundo parecer da OAB, não deveria valer para todos os agentes públicos. Na pauta da sessão plenária da quinta foi incluído embargo de declaração, interposto em novembro do ano passado pela OAB, contra o julgamento que, por 7 votos a 2, rejeitou a ADPF 153, sob o fundamento de que "a anistia, por se tratar de pacto bilateral objetivando a reconciliação nacional, considerando o contexto histórico em que foi concedida, teve caráter amplo, geral e irrestrito".

Com o julgamento, o STF terá a chance de superar a premissa de que, por terem atuado em nome do Estado e pela manutenção da ordem política em vigor, os agentes criminosos não devem enfrentar os processos. Fazê-lo no mesmo ano em que a Lei da Ficha Limpa passará a valer será uma chance de mostrar que o Brasil não é o país da impunidade, não senhor. Até quando carregaremos essa indesejável pecha?

As famílias dos milhares de militares que sofreram com o desaparecimento e a morte dos seus entes queridos merecem, como mínimo, que a justiça seja feita. Afinal, permitir que a anistia se estenda àqueles que cometeram crimes hediondos é perpetuar a lei da impunidade, abrindo brechas para o país ser internacionalmente mal visto por não ter aprendido com sua própria história.

Caso Marabá

A reabertura da questão da amplitude da Lei da Anistia ganhou repercussão na última quarta-feira, quando o MPF encaminhou à Justiça Federal em Marabá, no Pará, uma denúncia contra o coronel da reserva do Exército Sebastião Curió Rodrigues de Moura, sob a acusação de crime de sequestro qualificado de cinco militantes. Eles teriam sido capturados durante a repressão à guerrilha do Araguaia na década de 70 e até hoje desaparecidos.

No entanto, na última sexta-feira, o juiz João Cesar Otoni de Matos, da Vara Federal no município, negou a petição inicial do MPF, que usava os mesmos argumentos da OAB no embargo de declaração do Supremo. Segundo o juiz, a Lei de Anistia deve ser aplicada e o crime já está prescrito.

Diante disso, faço minhas as palavras do relator da ONU. Ele apelou para que a sociedade "não se deixe chantagear" pelo argumento de setores que insistem na ideia de que não seria conveniente reabrir o passado. "A lei (da anistia) foi estabelecida para tentar criar um espaço político, mas foi usada como argumento para impunidade". Ainda é tempo de demonstrar às forças contrárias que nunca será tarde para consolidar nossa (ainda jovem) democracia.

http://www.bahia247.com.br/pt/bahia247/poder/7213/Nunca-%C3%A9-tarde-par...

 

Toffoli, um ministro emparedado no STF

247 – Ainda não se sabe se o julgamento do século no Brasil, sobre o escândalo do Mensalão, ocorrerá antes ou depois das eleições municipais de 2012. O ministro relator do processo no Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, defendia que a votação ocorresse em maio deste ano. A ministra Carmem Lúcia, que presidirá as eleições, no Tribunal Superior Eleitoral, tem defendido, junto a interlocutores próximos, que o caso fique para 2013. Apesar desse dilema no STF, o fato é que, na imprensa, o julgamento já começou. E o primeiro ato é o emparedamento do ministro José Antônio Dias Toffoli, que já foi criminalista do PT, advogado-geral da União e chegou à mais alta corte do País pelas mãos do ex-presidente Lula.

No fim de semana, a revista Veja o colocou sob suspeição, ao noticiar que sua ex-sócia Roberta Rangel defendeu três réus no processo: o ex-ministro José Dirceu e os ex-deputados Professor Luizinho e Paulo Rocha. Nesta terça-feira, é a Folha de S. Paulo quem destaca, na manchete da página A6, que “Ministro do STF atuou em ação de ex-cliente”. Ou seja, ele não teria ficado atento ao conflito de interesses, numa ação relacionada ao ex-deputado José Abelardo Camarinha. Num dos parágrafos, a Folha reforça a suspeição que tem em relação ao ministro: “Os dois casos reforçam as suspeitas sobre como Toffoli agirá na ação penal do mensalão: se alegará impedimento, como fez no processo de Lula, ou se não se sentirá suspeito, como fez em relação às ações contra Camarinha”.

Dos 11 ministros do Supremo, contam-se, na bolsa de apostas, como votos contrários aos mensaleiros os de Joaquim Barbosa, Gilmar Mendes, Cesar Peluso, Marco Aurélio Mello. Mais brandos seriam Ricardo Lewandowski, Luiz Fux, Carmem Lúcia e Ayres Brito. Quatro a quatro. A novata Rosa Weber, que pediu o auxílio do linha-dura Sergio Moro, e o decano Celso de Mello, extremamente legalista, ainda são incógnitas. Nesse jogo, portanto, o voto (ou não) de Dias Toffoli pode ser decisivo.

E, contra ele, paira ainda outra ameaça. A de que a lobista Cristiane Araújo, com quem o ministro teria mantido um relacionamento especial, divulgue fitas sobre seus supostos encontros.

Dias Toffoli é hoje um ministro emparedado no STF, e que já vem sendo julgado, antes mesmo dos mensaleiros.

http://brasil247.com/pt/247/poder/48658/Toffoli-um-ministro-emparedado-n...

 

A Folha "enfrenta" até o Judiciário.

Depois de "bater de frente" e constantemente contra o Executivo, agora a Folha, perdeu de vez, a noção da sua função de orgão de imprensa, e não de juíza do bem e do mal.

Será que até o Poder Judiciário, de dentro do qual, está sendo escolhida, pela Folha, a nova "bola da vez" o Ministro Jose Antonio Dias Tofolli, tambem ficará em silêncio, e deixará este jornaleco, sem resposta ?

 

Os poderosos  vieram na escuridão, e destruiram a única rosa do meu jardim; Depois vieram novamente às escondidas, e destruiram todas as minhas roseiras, porem jamais conseguirão impedir, a chegada da primavera.

"Dos 11 ministros do Supremo, contam-se, na bolsa de apostas, como votos contrários aos mensaleiros os de Joaquim Barbosa, Gilmar Mendes, Cesar Peluso, Marco Aurélio Mello. Mais brandos seriam Ricardo Lewandowski, Luiz Fux, Carmem Lúcia e Ayres Brito":

O autor da denuncia do mensalao foi CASSADO por nao conseguir provar absolutamente nada do que disse...  porque essa palhacada ainda ta no judic.... oh.  Claro, se nao fosse palhacada nao estaria la!

 

ECHELON saiu da internet. ECHELON agora esta no seu proprio computador.

Mensalão, mensalão, mensalão...

 O que esta "palhaçada" acrescentaria à nossa democracia ?

Um país que tem pressa em crescer, e diminuir as desigualdades sociais, não deveria perder tempo, com estes factóides, que mais e mais, desmoralizam a nossa ainda incipiente democracia.

A grande maioria dos brasileiros, não tá nem aí, para este julgamento, que só serviria à oposição, e atrasaria em muito, os trabalhos do judiciário, neste setor, que tem entre suas obrigações, julgar casos que tenham importancia, e não meros factóides políticos. 

 

Os poderosos  vieram na escuridão, e destruiram a única rosa do meu jardim; Depois vieram novamente às escondidas, e destruiram todas as minhas roseiras, porem jamais conseguirão impedir, a chegada da primavera.

Um ano após queda de Kadafi, Líbia tem dificuldade para proteger etnias minoritárias, avalia ACNUR

O Representante do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) na Líbia, Emmanuel Gignac, afirma que o país tem problemas de proteção relacionados a migrações mistas e casos potenciais de apatridia entre etnias minoritárias. “No sul, toda a questão de migrações mistas [pela Líbia e através do Mediterrâneo] para a Europa está crescendo.”

Um ano após o início dos conflitos que levaram à queda do ditador líbio Muamar Kadafi, a Líbia ainda vive uma crise humanitária difícil. Líbios que se deslocaram internamente fugindo dos conflitos civis se misturam com refugiados provenientes da África subsaariana que, por sua vez, ainda são confundidos com forças leais à Kadafi e presos por não possuírem a documentação necessária.

Nesta situação complexa, o ACNUR está retomando suas atividades no país e aguarda a formalização de um acordo com as novas autoridades para reestabelecer as atividades de proteção.

Segundo Gignac, a tendência é que cada vez mais migrantes e refugiados entrem no país. O ACNUR registrou 6,6 mil refugiados e outros 2,7 mil solicitantes de refugio. A maioria vive em Trípoli e outros estão em Misrata e Benghazi, cidades extremamente afetadas pelos conflitos.

Para ler a entrevista com Representante do ACNUR para a Líbia, clique aqui.

http://www.onu.org.br/um-ano-apos-queda-de-kadafi-libia-tem-dificuldade-...

 

MV Bill presta depoimento e nega acusações de agressão

RIO - O rapper Alex Pereira Barbosa, o MV Bill, prestou depoimento na tarde desta terça-feira na 32ª DP (Taquara). Segundo o delegado titular da unidade policial, Antônio Ricardo Lima Nunes, o rapper disse que teve um desentendimento com a irmã Cristiane. Ainda segundo o delegado, MV Bill afirmou que a irmã esteve na delegacia na madrugada desta terça-feira para tentar retirar a denúncia. Na segunda-feira, Cristiane compareceu à 32ª DP para registrar ocorrência de lesão corporal e ameaça contra MV Bill. Ela contou ter sido agredida a pauladas pelo irmão, além de ser ameaçada depois uma discussão familiar. Segundo o delegado Antônio Ricardo, mesmo que a ocorrência seja retirada, o inquérito será relatado ao Ministério Público. A vítima foi atendida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Cidade de Deus na segunda-feira mesmo e encaminhada ao exame de corpo de delito.

— Ela voltou à delegacia na madrugada para retirar a queixa. Achamos melhor ouvi-la durante o dia. Mas ela não retornou mais. Independentemente de ela retirar a ocorrência, o inquérito de lesão corporal e ameaça foi instaurado e será relatado ao Ministério Público — explicou Nunes, que solicitou cópia do boletim de atendimento médico de Cristiane no Hospital Lourenço Jorge, para onde ela foi encaminhada. — Ela foi encaminhada para o exame de corpo de delito, mas não fez. Vou anexar as cópias do laudo de atendimento ao inquérito.

Na manhã de desta terça-feira, MV Bill usou sua página no microblog Twitter para negar as acusações. O músico negou a violência, e atribuiu as declarações da irmã a uma crise e disse que está procurando um médico para tratá-la. Por meio de seu perfil no Twitter, @mvbill, o rapper afirmou ainda que está em casa e que cuidará da irmã como cuida dos próprios filhos, por volta das 11h.

Também em seu blog, MV Bill fez um relato detalhado do caso. Ele afirma que não são raras as “crises psicológicas” da irmã, cujos filhos, de 10, 13 e 15 anos, moram com ele desde que nasceram.

“Ontem (segunda-feira), no fim da manhã, fomos informados que essa nossa irmã estava sofrendo de uma uma dessas crises. Imediatamente, saímos, eu e minha outra irmã, Kamila, para socorrê-la e trazê-la de volta para casa, coisa que fizemos por volta de 11 horas”, relata o rapper, no blog. “Pois bem, em determinado momento do dia, precisei me ausentar (tive que levar minha sobrinha, filha dessa minha irmã, à UPA da Cidade de Deus) e ela aproveitou para sair novamente, à revelia, de nossa casa. De forma desequilibrada, ficou andando pela Cidade de Deus e, depois, foi à delegacia, contar o fato que nunca existiu, e que hoje permeiam as páginas da imprensa. Esse delírio foi confirmado por ela mesma, que depois de mais calma, voltou à mesma delegacia para desmentir (fato que pode ser confirmado pelas autoridades policiais, certamente)”

Por fim, MV Bill diz que levará a irmã a um médico especializado para tratamento específico de sua enfermidade: “Ela ter aceitado ir voluntariamente para nós já é uma grande vitória. Minha vida, como todos sabem, sempre foi um livro aberto, especialmente no que diz respeito a não-violência e pelo social. Mas demorei um pouco para escrever esta nota porque ela envolve um drama familiar e a exposição das crianças. Afinal, minha irmã é dependente e muitas vezes incapaz, tanto assim que cuido desde o nascimento de todos os seus filhos. Não houve agressão alguma e ela esta agora com as crianças sob meus cuidados”, conclui.




 

http://www.facebook.com/notes/protógenes-queiroz/protógenes-queiroz-entrega-requerimento-da-cpi-da-cachoeira-ao-presidente-da-câm/305846799480680

 

O deputado Delegado Protógenes (PCdoB-SP) entregou hoje (20/03), às 16:30, requerimento da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do caso 'Cachoeira' ao Presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia. O objetivo da comissão é apurar o suspeito envolvimento de políticos em práticas criminosas desvendadas pela Operação 'Monte Carlo' da Policia Federal. O parlamentar obteve número maior de assinaturas do que o necessário (171 adesões) para pedir a instalação da CPI.

 

A quadrilha de 'Carlinhos Cachoeira' realizava interceptações clandestinas de telefones e e-mails com cunho político, além de manter estreita ligação com parlamentares, o que facilitou seus negócios clandestinos ao longo de anos.

 

No requerimento de instalação da CPI, Protógenes alegou  que os atos de contravenção e corrupção encabeçados por 'Cachoeira' constituem “uma verdadeira ameaça ao Estado Democrático de Direito, fragilizando suas instituições”.

 

 

Anvisa suspende importação de 
próteses de silicone  Medida vale até que o Inmetro registre as normas de qualidade.
Avaliações levarão em conta a composição e a resistência do silicone.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu nesta terça-feira (20) suspender a importação de próteses mamárias, até que o Inmetro registre as normas de avaliação de qualidade. A medida vale a partir desta quinta-feira (22).

A Anvisa decidiu que a venda das próteses só poderá ser feita depois que os fabricantes conseguirem o selo de qualidade, que vai avaliar a composição e a resistência do silicone.

As próteses também serão analisadas em microscópio para detectar se possuem metais pesados, como cádmio, chumbo e mercúrio, danosos à saúde. A medida é bem parecida com o que acontece com os preservativos importados.

A agência também determinou que os médicos terão de informar aos pacientes sobre os riscos de implante dessas próteses de silicone e sobre a vida útil do produto.

saiba mais

Casos PIP e Rofil
A Anvisa já havia publicado na sexta-feira (9), no Diário Oficial da União, a suspensão da importação, distribuição e comercialização das próteses mamárias das marcas PIP e Rofil. A medida vale para todo o território nacional, independente da importadora.

As empresas adulteraram os seus implantes. Os produtos da PIP apresentaram taxas de ruptura acima do permitido por lei. As primeiras reclamações surgiram em 2010 e levaram à falência da empresa.

Em depoimento, o fundador da empresa admitiu ter usado silicone adulterado e não-testado nas próteses por acreditar ser “mais barato e melhor”

Em janeiro de 2012, após denúncias, o registro da marca holandesa Rófil também foi cancelado.

http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2012/03/anvisa-suspende-importacao-de-proteses-de-silicone.html

 

Por falar em silicone as mulheres, salvas algumas exceções, estão mais para bonecas de plástico , tudo plastificado , o rosto não tem mais expressão por causa do botox , mamas e bubuns então . Ao natural é muito melhor , tem mais vida , mesmo que seja uma táboa !

 

Barão de Itararé solicita espaço na TV Cultura 

Do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé

A entidade encaminhou nesta segunda-feira, 19 de março, ofício ao presidente-diretor da Fundação Padre Anchieta solicitando audiência para discutir a abertura de editais com o objetivo de selecionar programas para a emissora. O Centro de Estudos Barão de Itararé já manifestou interesse em participar do processo seletivo.

O ofício reitera que “é missão inalienável da TV pública garantir a diversidade e a pluralidade informativa e cultural, abordando temas de interesse social e local, garantindo a projeção da comunidade em que está inserida para dar visibilidade a questões que, na maioria das vezes, não têm espaço nos veículos comerciais”.

É neste sentido que se insere o pedido do Barão de Itararé: garantir espaços na programação da TV Cultura “para a produção independente proveniente das experiência de grupos sociais”.

Transparência e participação social

No ofício encaminhado pelo Barão de Itararé, a entidade solicita que a Fundação Padre Anchieta adote critérios transparentes para abrir espaços na sua programação à produção independente. “As entidades/movimentos/produtoras interessadas – entres as quais o Barão de Itararé já se apresenta –, que manifestarem interesse, poderiam pleitear um espaço na programação da emissora, a ser concedido a partir de métodos e critérios transparentes. O Barão e estas entidades seriam inscritas por edital público e a seleção dos programas apresentados seria feita através de pitching”.

A iniciativa foi debatida durante reunião realizada em São Paulo com outras organizações, blogueiros e jornalistas e faz parte de uma série de medidas de uma campanha em defesa do caráter público da TV Cultura.

Privataria da Cultura

A solicitação feita pelo Barão de Itararé vai no sentido oposto das recentes negociações entre a Fundação Padre Anchieta e empresas de comunicação paulistas, entre as quais a Folha de S.Paulo – que já estreiou programa na emissora – a, Estadão, Valor Econômico e Veja que foram feitas sem transparência e afrontando o caráter público da TV Cultura.

“A cessão de espaços na grade da programação da TV Cultura para empresas de comunicação privadas como a Folha é um desrespeito ao caráter público da emissora que é um patrimônio do povo paulista. E, infelizmente, esta é apenas mais uma das várias medidas que os governos tucanos  vêem adotado para desmontar a TV, dilapidar seu patrimônio e descaracterizar sua missão. O que eles vinham fazendo de forma disfarçada agora está sendo feito escancaradamente: a privatização da TV Cultura”, afirma Renata Mielli, secretária geral do Centro de Estudos Barão de Itararé.

Por isso, várias organizações de luta pela democratização da comunicação, blogueiros, jornalistas, intelectuais e movimentos sociais paulistas estão lançando a campanha contra a Privataria da Cultura.

A campanha está organizando um ato político em defesa da Cultura e lançando um manifesto no qual denuncia as principais investidas tucanas contra a emissora e enumera algumas reivindicações.

A reunião que organizou a campanha contou com a presença do Centro de Estudos Barão de Itararé, da Altercom, Intervozes, os jornalistas Paulo Henrique Amorim, Luiz Carlos Azenha, Rodrigo Vianna, Gilberto Maringoni, o professor Laurindo Lalo Leal Filho, o diretor da Carta Maior, Joaquim Palhares e o diretor da revista Caros Amigos, Wagner Nabuco.

No manifesto as entidades denunciam:

- mais de mil demissões;

- extinção de programas (Zoom, Grandes Momentos do Esporte, Vitrine, Entrelinhas, Cultura Retrô, Login) e tentativa de extinção do Manos e minas;

- aniquilação das equipes da Rádio Cultura e estrangulamento da equipe de jornalismo;

- enfraquecimento da produção própria de conteúdo, inclusive dos infantis;

- entrega, sem critérios públicos, de horários na programação para meios de comunicação privados;

- cancelamento de contratos de prestação de serviços (TV Justiça, Assembleia e outros);

- doação da pinacoteca e biblioteca;

- extinção da cenografia, venda de equipamentos e venda da frota de veículos.

A TV e as rádios Cultura estão passando por um processo de desmonte e privatização, com a degradação de seu caráter público. Não podemos deixar esse patrimônio do povo de São Paulo ser dilapidado, vítima de sucateamento promovido por sucessivas gestões sem compromisso com o interesse público, seriamente agravado na gestão Sayad.

Em nome da afirmação de seu caráter público, as entidades se manifestam:

- contra o desmonte geral da rádio e TV Cultura e pela retomada dos programas;

- em defesa do pluralismo e da diversidade na programação;

- por uma política transparente e democrática para abertura à programação independente, com realização de pitchings e editais;

- pela democratização do Conselho Curador da Fundação Padre Anchieta

 

Nassa vc tem certeza que o LClBotelho do post http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-tecnologia-incipiente-do-petroleo-em-aguas-profundas é quem diz ser? Ficou descompensado. Suas referências com todo o respeito ao pesquisador são de 20 anos atrás. Não li tudo mas são pesquisas com algoritmos matemáticos, pesquisa básica.  O que me fez observar que alguns comentários de hoje me pareciam ser de uma mesma pessoa. Comentários raivosos.

Não sou psicóloga, neuro ou qualquer coisa parecida, mas parece quase um padrão. A mesma pessoa.

Nassa será que o Sr. Serra frequenta o Blog?

 

Região Serrana Fluminense:Vergonha!Vergonha!Vergonha!

Grauninha,

Veja abaixo como o sujeito apresenta seu currículo na Plataforma Lattes. Mais cabotino que isso é impossível. O cara deve ser um frustrado na vida, daí a presunção, a necessidade de se auto-elogiar e de ter ficado descompensado porque foi contestado com muita propriedade por leitores como carlos afonso quintela da silva, Waldyr Kopezky, A.Alvaro Guedes, sersikera, entre outros. Note que ele começa uma frase dizendo: "apesar de todas as minhas 70 publicações completas de pesquisa serem em ótimos Periódicos Internacionais em Física Teórica", mas não termina a mesma. Belo material para uns 10 anos de psicanálise.

Como o post onde o Professor Doutor Phd Titular surtou já ficou para as calendas, repito aqui o que ele escreveu lá:

"Prezado Nassif

 

É agora ou nunca que os outros Estados Brasileiros podem ver  a cor do dinheiro dos Royalties , através da aprovação da Emenda de distribuição igualitária do óleo pesado extraido do sub sal Brasileiro  !.Do contrário , só no dia de São Nunca com o Pré Sal!.E olha que o contingenciamento das verbas do Governo para as emendas parlamentares   de foco municipal já era!.

 

Parem de falar Merda!:

 

Você se lembre desta "Tchurma" de Paspalhos Ufanistas sobre o Real do Lula "Macho Man" , supervalorizado em relação ao Dólar ?. E agora ?. Que grande Merda era esta bosta Carioca e Paulista de supervalorização do Real !. E todo mundo de Quatro para as baboseiras da propaganda oficial do Govêrno do Lula

Agora sobre o Prè- Sal , a minha opinião sincera .Mas esperando estar equivocado (chance 0.001%!) :Um grande golpe engendrado no exterior  para  fazer o Brasil gastar dezenas de bilhões de Dólares, (ancorados nas Reservas Externas )  inutilmente  em uma infraestrutura de exploração de petróleo embaixo de uma camada de Rocha de Sal DE MAIS DE UM KILÔMETRO DE ESPESSURA  , mais dura que a "Cabeça do Cão"!. As chances de sucesso são minimais , para não dizer-se NULA .Vai ser preciso desenvolver-se novas e altamente avançadas técnicas de perfuração (Super Sondas!) longe ainda de serem comercialmente viáveis  .E existe o problema da Lama , sempre escondido  nas propagandas .E Só um Idiota completo acha que a Petrobrás tem tecnologia mais avançada que as super empresas dos USA ou da Reino Unido/Holanda/França , etc.. !

 

O Pior vai ser quando for radioatividade do Barracuda do Prosub Nuclear da MGB! ."

Agora a apresentação de seu CV na Plataforma Lattes:

Luiz Carlos Lobato Botelho

Ocupo o cargo de Professor Titular(Matemática-Pura e Aplicada) na Universidade Federal Fluminense desde 2004, através de concurso público de provas e títulos;apesar de todas as minhas 70 publicações completas de pesquisa serem em ótimos Periódicos Internacionais em Física Teórica (dentre os quais destacam-se :Physical Review D (particles and fields) Physical Review E (statistical physics ), European Journal of Physics C,Journal of Physics Math Gen A,Physics Letters B,Mod PhysicsLetters A,Europhysics Letters ,Journal of Mathenatical Physics) . Observamos que as pesquisas em Matemática Pura e Aplicada estão publicadas em sua integridade no Livro : LECTURES NOTES : "PARTIAL DIFFERENTIAL EQUATIONS OF MATHEMATICAL PHYSICS-2008, WORLD SCIENTIFIC-SINGAPORE/LONDON. Convém ainda ressaltar que as minhas Monografias Avançadas de Pesquisa em número de 03 (três) e publicadas pela NovaScience Publisher (02)(New York/USA) e World Scientific (Singapore & London) (01) são formadas inteiramente de conteúdos originais (artigos publicados em uma forma coligida e/ou artigos originais ainda não publicados em Jornais Especializados).Uma listagem bastante representativa das altamente prestigiosas Universidades Americanas ,canadenses,Inglesas ,etc..que adquiriram exemplares destas minhas Monografias (consulte também a secção deste CV -outras informações relevantes), pode ser encontrada procurando no Worldcat, através dos seguintes passos : 1- Procure o site do worldcat-click Luiz C L botelho e ache as referências aos meus Livros .2-click o link Encontrar em uma Biblioteca ;click find a copy in the library 3-Enter your location (Denmark ,France ,United kingdom, United states,Canada. China, Singapore) 4- Aí é só procurar as mais de uma centena de nomes de altamente prestigiosas Universidades que aquiriram exemplares dos meus 03 Livros ( a propósito , procure também os outros meus 02 livros : Methods of bosonic path integrals representations -Random systems IN classical physics-resultados da Pesquisa no site Worldcat e Methods of Bosonic and fermionic Path integral representations-Quantum Field Theory and Random Geometry -NY-Nova Science Publisher -USA, também no Worldcat ). Lista parcial de Universidades Estrangeiras que adquiriram os meus livros : Princeton,Yale ,Caltech ,Texas A&MA&M,Columbia,Cornell ,Berkeley,Wisconsin ,Pittsburgh ,Minnesota ,Illinois at Urbana ,Illinois at Chicago ,Carnegie Mel ,Chicago ,USA Congress,Iowa state ,Duke ,Pennsylvania , Indiana,Utah,Southern California ,South Florida ,Boulder ,Five Colleges ,Oklahoma ,Notre Dame ,Nanyang Technological university ,Hong Kong University of science, Honkong of Polytechnic ,New Orleans ,New Mexico ,Montana-Missoula , Sudoc,Missouri ,Central Florida ,San Diego ,Caifornia at Davis ,Ottawa ,Purdue ,Guelph ,Northeastern ,Simon fraser univ ,Memorial univ ,Vanderbilt ,Temple ,Florida A&M ,NC state university ,Marquette univ ,Rice ,Prairie ,Lehigh ,Furman ,California State Polytechnique ,Old domain Univ ,Miami univ ,Rochester ,Cincinnati ,Maryland , State University of New York at Albany ,Britsh Columbia ,Manitoba ,Memorial ,McGill ,Mountain Lynx,Villa Nova,Florida A&M ,NCSU,Prairie, Lehigh,Furman,California State Polytechnic,Western Australia ,University of Technology -Sydney,Unisa,George Mason ,Wayne ,deVry ,Virginia Commonwealth , British Columbia ,University of Saskatchewan ,Manitoba,Mc Gill,Nebraska,Virgínia Commonwealth University,Florida International ,Devrie ,,La Verne ,Central Florida ,Arkansas ,Georgetown ,Oregon ,Binghamonton ,Florida international ,De Vry ,Otago ,Leicester ,Auckland ,Groningen ,Biblioteca Instytutu Matematycznego,Bayreuth,Leiceister,British Library, Laurier, Hawai.
(Texto informado pelo autor)

Última atualização do currículo em 03/01/2012
Endereço para acessar este CV:
http://lattes.cnpq.br/5779411613656511

 



 

 

(Um horror de comentario mesmo. Eu diria que ele esta alterado mas troll eh o que ele nao eh, ele eh frequentador do blog ha uns dois anos, e muda de nome de vez em quando.  Alias, so agora reconheci que eh ele por causa da referencia ao "Bosonic Paths".)

 

ECHELON saiu da internet. ECHELON agora esta no seu proprio computador.

Sanzio

Depois que eu li essa pérola de comentárioeu fui procurar o CV Lattes dele e como você achei muito esquisito....mas vá lá que alguém se aproveitou disso e postou em nome do cara....Esquisito demais.

 

Região Serrana Fluminense:Vergonha!Vergonha!Vergonha!

O sujeito é meio xarope mesmo. Imagine, botar no CV a relação de quem comprou o livro dele!

 

Do Diário de Notícias de Lisboa

Documentos das Brigadas Vermelhas vão a leilão

por dn.ptOntem

Símbolo das Brigadas Vemelhas numa parede da cidade de Turim.Símbolo das Brigadas Vemelhas numa parede da cidade de Turim. Fotografia © Reuters

Folhetos do grupo terrorista italiano Brigadas Vermelhas, alguns dos quais referentes ao sequestro e assassinato do antigo líder democrata-cristão Aldo Moro, vão ser leiloados no dia 29 em Milão, noticiou hoje a imprensa italiana.

Os 17 textos, escritos e distribuídos entre 1974 e 1978, terão um valor base de licitação de 1700 euros para todo o lote.

Entre os documentos está o folheto de 15 de abril de 1978 que anuncia que "o interrogatório do prisioneiro Aldo Moro terminou" e que ele "é culpado e foi condenado à morte". De recordar que Moro foi sequestrado a 16 de março de 1978 em Roma pelas Brigadas Vemelhas, que mataram cinco dos seus guarda-costas. O corpo do político foi encontrado no porta-bagagens de um carro 55 dias depois, a 9 de maio.

Este leilão "parece-me muito cínico", declarou Agnes Moro, filha de Aldo Moro, ao jornal italiano La Stampa. "Tenho a sensação que é estranho comprar e vender objetos tão delicados e com tanto significado. Acabam por tornar 'quase normal' uma tragédia que nada tem de normal", acrescentou.

As Brigadas Vermelhas, um grupo armado de extrema esquerda italiano fundado em 1973 pelo sociólogo Renato Curcio, foram uma das principais protagonistas dos "anos de chumbo" que ensanguentaram Itália, nomeadamente com o assassinato de Aldo Moro.

 

 


O ambientalismo suicida  

Alguns doutores morte do crescimento econômico:

henry waxman, democrata, deputado, califórnia.   

 

charles hendry, conservador, ministro da energia do reino unido

 

connie hedegaard, conservadora, comissária européia da mudança climática

Estes são alguns dos que estão induzindo e acompanhando o suicídio econômico da maiora dos países ocidentais.

harry waxman teve uma idéia brilhante para reduzir a emissão de CO2 e o deficit público americano. Taxar a emissão de carbono das usinas de energia e das refinarias. Inicialmene pretende arrecada US$ 200 bilhões por ano e chegar aos trilhões até 2050. Está um pouco triste, pois nenhum republicano apoiou a sua proposta até o momento, apesar desta declaração:

"Poderíamos reduzir nossa dívida fazendo as usinas e as refinarias de petróleo pagarem pelas  emissões de carbono que põem em perigo a nossa saúde e o meio ambiente. Esta política iria fortalecer nossa economia, diminuir a nossa dependência do petróleo estrangeiro, manter limpo nossos céus e aumentar muito as nossas receitas."


Este é um gênio. Retirar dinheiro da sociedade para entregar ao governo e aumentar o custo da energia fortalece a economia... quanto mais caros forem os produtos, maiores as vendas e a competitividade...


Faça a indústria pagar pelas emissões de carbono


charles hendry (alguém poderia me explicar o quê significa ser conservador no reino unido?), não é tão criativo quanto o democrata americano, apenas mantém a política energética do consenso político britânico. 31% de geração elétrica movida a vento e a muitos subsídios até 2020. Para alcançar esta meta serão necessários 40 Gw, a um custo estimado de US$ 120 bilhões para concretizar os cata-ventos que faltam, reduzindo em 86 megatoneladas anuais as emissões de CO2. Considerando como verdadeiros os modelos climáticos, o esforço dos súditos da rainha, irá adiar por 10 dias, isto mesmo, dez dias, o cataclisma ambiental em 2100. O custo da energia continuará aumentado, visto que as melhores áreas em terra já estão visualmente poluídas pelos monstros mecânicos, restam as menos eficientes e as offshores, com menor produtividade ou instalação mais cara.


E o vento levou as metas de energia


connie hedegaard, sobre os dinamarqueses repito a pergunta acima, além do conjunto da obra, disse:


"Algumas pessoas tendem a acreditar que a energia nuclear é muito, muito barata, mas a energia eólica marítima é mais barata que a energia nuclear. As pessoas devem acreditar que ela é muito, muito barata."

Ela só esquece de dizer que uma usina nuclear gera a mesma energia em qualquer local onde esteja. Angra II, no Brasil, em 2011, produziu 94% da sua capacidade instalada. No mundo oscila ao redor de 90%. Para a usina eólica offshore london array, no reino unido, a estimativa é de 40%, antes de iniciar a produção. O problema é que para as eólicas os melhores locais são ocupados primeiro. A partir daí o fator de capacidade diminui, visto que o vento não se distribui por igual. Para 630 Mw, um custo de 2,2 bilhões de euros. 630 X 0,4 = 252 Mw., 2.200.000.000€ /252 = 8.730.000€ por megawatt. Um reator areva, com capacidade de 1 Gw tem um custo de aproximadamente 3,5 bilhões de euros. Considerando o fator de capacidade teremos aproximadamente 3.900.000€ por megawatt. Realmente é preciso levar as pessoas a acreditarem que a energia eólica offshore é realmente muito, muito barata...

Energia eólica é mais barata que a nuclear

Os americanos e europeus precisam torcer para que o aquecimento global antropogênico venha com força total, caso contrário morrerão congelados no inverno, por total incapacidade para arcarem com o custo da tarifa da energia para calefação.

Disputando pela energia solar

china constrói reator nuclear por 40% a menos do que na frança

fazenda de vento london array

O valor de london array é bom?

londonarray.com

site ecológico, este é uma piada

Performance de Angra II

P.S. Não fiz nenhuma alteração na foto do henry waxman, é realmente a cara dele.