Revista GGN

Assine

Governo inaugura trecho da transposição do Rio São Francisco

Por Marco Antonio L.

No Democracia e Política

São Francisco: EXÉRCITO ENTREGA A 1ª OBRA DA TRANSPOSIÇÃO

Dois canais e uma barragem foram inaugurados quarta-feira em Pernambuco no projeto de intervenção do Rio São Francisco. Orçamento inicial dobrou

Por Leandro Kleber, do jornal “Correio Braziliense”

“Cabrobó (PE) — O governo federal inaugurou quarta-feira, finalmente, um trecho das obras de transposição do Rio São Francisco. Foram entregues pelo Exército, responsável por alguns trechos do empreendimento, dois canais de ligação e uma barragem no município pernambucano. A inauguração, porém, ficou comprometida, pois para que a água passe pelos quase 4km construídos pelos militares até chegar ao reservatório, é necessário finalizar uma estação de bombeamento e uma ponte. Esses projetos são tocados por empreiteiras. Apesar da importância dada pelos militares à solenidade de entrega das obras, o evento foi esvaziado, já que o primeiro escalão do governo participa da conferência “Rio+20”.
 
Iniciada em 2007, no governo Lula, está longe de ser concluída. As obras de transposição do Rio São Francisco, que, quando finalizadas deverão beneficiar mais de 12 milhões de pessoas nos estados de Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba, só estarão encerradas em 2015. O planejamento inicial previa a conclusão em 2010 do Eixo Leste, com extensão de 220km e orçamento inicial de R$ 1,5 bilhão, e em dezembro de 2012, do Eixo Norte, com extensão de mais de 400km e custo preliminar de R$ 3,4 bilhões.
 
Mas muitos trechos tiveram de ser renegociados com as empreiteiras, e novas licitações serão feitas até setembro, de acordo com o Ministério da Integração Nacional. Algumas delas acabaram abandonando os canteiros de obra por divergências entre o projeto básico, elaborado pela pasta, e o executivo, feito pelas empresas. O problema é que o orçamento já estourou as contas iniciais, que apontavam investimentos da ordem de R$ 4 bilhões. Agora, o custo total deve ultrapassar a casa dos R$ 8 bilhões.
 
"Temos casos em que teremos que punir as empresas. Há dificuldade para negociar. Por lei, a administração pública pode conceder aditivo de até 25% sobre o valor inicial previsto", explica o secretário de Infraestrutura Hídrica do Ministério da Integração Nacional, Francisco Teixeira. Ele argumenta que o preço da obra foi elevado por causa da atualização anual da inflação, por problemas entre os projetos básico e executivo e devido a [novas exigências e] novo cálculo de custos dos programas ambientais.

No caso do trecho sob a responsabilidade do Batalhão de Engenharia e Construção do Exército, o ministério avalia que, por ser órgão do Estado, há facilidades. "Eles não precisam passar por aqueles processos licitatórios, por exemplo", diz. O general Joaquim Silva e Luna, chefe do Estado-Maior do Exército, avalia que a diferença é que as empresas buscam o lucro, enquanto os militares desejam prestar um bom serviço à sociedade. "Estamos fazendo nossa parte, mas acredito que as coisas [pelas empreiteiras privadas] deveriam estar sendo feitas simultaneamente", afirmou, na frente da Barragem de Tucutu, que ainda não recebeu água devido aos atrasos nas obras de bombeamento tocadas pela iniciativa privada. 

O Comando garante que irá devolver R$ 5,5 milhões à União por não ter usado a verba e que, no total, foram desembolsados R$ 121 milhões com a construção dos dois canais e com a barragem.”

BALANÇO:

Investimento total - R$ 8 bilhões
Investimento de 2007 a 2010
--Eixo Leste: R$ 1,8 bilhão
--Eixo Norte: R$ 1,7 bilhão
Execução das obras
--Eixo Leste: 50%
--Eixo Norte: 23%
Previsão de término
--Eixo Leste: dezembro de 2014
--Eixo Norte: dezembro de 2015
Total de pessoas, em 390 municípios, beneficiadas com o projeto: 12 milhões”

FONTE: reportagem de Leandro Kleber, do “Correio Braziliense”. Transcrita no portal da FAB (http://www.fab.mil.br/portal/capa/index.php?datan=21/06/2012&page=mostra_notimpol) [Imagem do Google adicionada por este blog ‘democracia&política’].

Sem votos
27 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+27 comentários

O conjuntos desse fatores em nosso cotidiano brasileiros, que de cotidiano não tem nada e sim arcaico, gera essa enganação para os maiores privilegiados dessa historia (as famílias dos sertões), que de privilegiados não tem nada, pois continuam sofrendo por causa inicialmente deles mesmo que colocaram os ladrões no pode, e da constituição que e branda para a punição de corrompidos pela "grana sem dono", pois dono tem mais se omiti em cobra, cobra em retorno para a sociedade. Enquanto haver foro privilegiado, e vista grossa do estado, falta de punição severas e imediatas aos administradores públicos, amigo essa novela se repetirá inúmeras vezes...

 

Porem amigos não adianta somente fazermos criticas destrutivas, temos que fazer nossa parte, que nada mais e que dar a solução iimediata inicialmenre seria votarmos com consciência, em seguida se reunimos aqui mesmo para enviarmos uma proposta popular ao congresso nacional do fim do foro privilegiado.

 

 

teremos chamar o imperio romano pra faser essa obra.kkkkkk eles buscavam água por gravidade ha dois mil anos atras kkkkkk o japaõ constroi metró dentro do mar. a china faz trem bala do tamanho do brasil. ea nosso governo não capacidede de faser um riacho. ahahkkk

 

De acordo com recentes noticias, foi constatado que o exèrcito brasileiro constròi de 5 a 7 vezes mais rápido que as empreiteiras. Se for esse realmente o caso, porque nâo se contrata efetivamente o exèrcito para concluir esta importante  obra. Essas empreiteiras são que nem aqueles motoristas de táxi que pegam passageiros que não conhecem a cidade e fazem o caminho mais longo sò para poderem cobrar mais depois. Acorda governo!!!

 

Se o exercito tomar de conta da obra, será feito. Remunere o militar adequadamente, com a disciplina do exercito fica pronto logo. Agora, com esses empresarios usurentos, meu irmão, haja dinheiro e conversa fiada. Podem fazer licitação que só dá noticia mesmo. Tô falando porque sou da região...tem pilantra sobrando por aqui !!

 

Ola Nassif,

Voce acha que é possivel acompanhar o desenrolar dos procedimentos com relação à transposição do Rio São Francisco, assim teriamos sempre como atualizar o pessoal? Grata

 

Será que o nordeste um dia terá agua? Eu não acredito.

Que valor tem os nordestinos para o Brasil a merecer uma obra de tão grande porte?

Creio que deve ser a pergunta que os politicos fazem lá em Brasilia para desmerecer o povo nordestino.  Será que ninguem em Brasilia leu Vidas Secas de Graciliano Ramos? Será que os politicos sabem que o Brasil tem um nordeste de seca e fome? Acho que não sabem, por isso... deixa prá la !!!! São apenas nordestinos.

Por ser nordestino fico triste em escrever estas palavras e saber que os anos passam e nada se faz.

O povo nordestino sempre será usado como massa de manobra de politicos.   Vai um bolsa familia ai.

Cadê tu Dilma, lembrate que o povo nordestino ajudou a ti eleger.

 

Levar água para o Nordeste é a única solução, disseram:


Século XIX- D. Pedro II


Século XX -( 1943- Getulio Vargas) (1979 João Figueiredo) (1994 Itamar Franco) (1995 Ferando Henrique).


Século XXI -( 2007 Lula da Silva incia as obras que todos afirmaram ser importantes, mas, mas aí já não eram importantes e vieram as greves de fome  os índios invadindo o canteiro de obras, artistas, e empreiterias querendo algo mais.

 

Parece SP que inaugura estação do Metro que só vai funcionar para valer daqui 2 anos.

 

falam muito do pt e esquecem os outros os outros sao todos santos e o pt pode ter mensalao mais tem projetos tbm lembra dos nordestinos da seca pelomenos do sofrimento dos nordestinos lembram os tucanos so lembram de sp so tucanos so da falna brasileira o governo so devia ser mais servero com essas empresas safadas e corruptas essas obras eram pra ser esecutadas pelo execito com sertesa 

 

O lado bom desta notícia, que trás bastante ânimo a todo brasileiro que a lê, é a participação do Exército brasileiro, a unica instituição em nosso país que mereçe respeito e motivo de orgulho para nós. Falhas à parte no decorrer de sua história (golpe de 64, ditadura, etc.), não vem ao caso no momento. Qual país do mundo não comete seus erros muitas vezes na adoção de regimes de exceção? Mas no Brasil tivemos a sorte de não durar mais de que vinte anos, e voltamos ao regime democrático, que é o predileto e mais apropriado do nosso povo, muito pacífico, diga-se de passagem. Além das grandes vantagens apontadas pelos comentaristas acima, existe uma mais que é fundamental: cada soldado que cumpre o seu tempo de instrução militar no Exército, e que tem o privilégio de participar de um batalhão de engenharia em um serviço de importância como a transposição do Rio São Francisco, é mais um brasileiro que fica conhecendo mais em profundidade o seu país com seus problemas mais graves, e ainda mais, ajudando na solução desses problemas que afetam uma grande parcela de brasileiros na mais infeliz das situações, ou seja, o verdadeiro flagelado das regiões áridas do Brasil, mormente no Nordeste. Portanto, concordo com as demais opiniões aciama de que essa obra arrojada e de extrema utilidade continue a ser executada pelo nosso, gloriosos sim, Exército Brasileiro.

 

A inauguração do trecho de 4km, mesmo sem estar funcionando, foi para "mostrar" à Rio +20 (assim como a interdição do lixão do Jd Gramacho), que o Brasil está fazendo alguma coisa em defesa do meio ambiente. Acontece que nao foram nem ao menos mencionados tais serviços, porque nada significaram em vista da situação caótica que o Brasil está vivendo, no que se refere aos problemas ambientais existentes. Pelo andar da carruagem, o que se pode observar é que essa obra faraônica jamais chegará a um conclusão satisfatória. Na verdade, mesmo quando ela for for concluida (se for), não vai resolver o problema da seca no nordeste. Se o governo usasse parte dessa verba monstruosa para adquirir caminhões tanques, quantos fosse necessário, até umas 500 unidades, para transportar água para os flagelados, permanentemente, pois, mesmo depóis de terminada a obra da transposição, este serviço poderia continuar (uma espécie de aqueduto volante), e somente assim o problema dos nossos irmãos nordestinos seria resolvido.   

 

as obras federais como a transposiçao e a conservaçao de rodovias deveria todas elas serem feitas pelo exercito e mais barato e mais rapido,melhoraria a violencia,porque tem muito moleque a toa,e evitaria as corrupiçoes dessas empreiteiras que subfatura e roubam o nosso dinheiro.

 

Mesmo com todas as críticas: Parabéns, principalmente aos engenheiros e soldados do exército, pela inauguração.

Mais ainda, não seria hora de se rever a Lei 8.666, sobre as licitações?

 

Gisela

Vamos resolver o problema de obras mal feitas, inacabadas, superfaturadas...etc, tirando das mãos das empreiteiras (roubalheiras), e vamos colocá-las nas mãos do exército.  Esse fato já está causando inveja por parte dos representantes das roubalheiras, digo, empreiteiras.  Os militares podem ter seus defeitos, porém são nacionalistas, haja vista a posição deles sobre a Amazônia.   

 

Tirar das empreiteiras?  Só quando o sgto.garcia prender o zorro.

O poder real  no Brasil são as empreiteiras(não essa que apareceu agora , tal delta), que são propriedades dos dono das terras, que são donos dos bancos, e , consequentemente os maiores "rentistas" da dívida interna Brasileira(2trilhões).

Portanto ELES é que decidem:

SE uma obra vai ser feita,

QUANDO a obra vai começar,

QUANTO a obra vai custar,

QUANDO a obra vai terminar e SE vai terminar.

Lamentávelmente é assim, o resto é conversa mole...

 

Inauguraram 4 km de 220 km? 4 km inúteis pq ainda faltam bombeamento e ponte? E ainda reclamam q não teve repercussão nem staff do governo na inauguração?

 

É urgente e necessário que sejam criados mais 2 batalhões de engenharia pelo Exército e os mesmos e o atual, deveriam participar de todas as obras públicas possíveis, em substituição aos empresários(?) nacionais.

 

Fala-se muito aqui no Blog de uma grande tremenda inovação do PAC, a definição de um gerente responsávvel para o acompanhamento dos projetos. Onde ele estaria no momento em que irrisórios quatro quilômetros são liberados.?

Enquanto não houver estudo dos problemas de modo sistemático, em várias frentes e conteúdos, a administração pública continuará este sorvedouro inesgotável de recursos. 

Isso porque o caso é do GOVERNO FEDERAL com toda sua experiência acumulada, os profissionais mais bem pagos e grande capacidade financeira.

P.s: Imagine - pois - o que se passa no âmbito dos estados e dos municípios. 

P.s: Imagine o que não será (seria?) com o Trem Bala..?

 

Deveria ter dado o canal todo para o Exército fazer, sairia mais rápido e mais barato.  "A grande corrupção deste governo do PT corre pelas Empreiteiras e pelas Teles" - a corrupção sempre correu por esses caminhos e não é só no governo do PT que acontece isso. Em todos outros governos ocorreram e até muito mais porque a imprensa, o TCU faziam vistas grossas. PIG e TCU nunca foram tão espertos como agora. Falando em imprensa, além do Correio Braziliense, em qual outro lugar do PIG está essa notícia, mesmo em rodapé? Ah, não está acabado, falta uma estação de bombeamento e uma ponte, é? Não interessa, tem dois trechos prontos e saibam todos, que foi preciso um "analfabeto"(e todos os palavrões com que xingaram o Lula) chegar à presidência para que tivesse ao menos dois trechos prontos de um canal de irrigação que era prometido desde D. Pedro II. Imagino que não foi fácil pro Lula e não está sendo para a Dilma, é um trabalho hérculeo empurrar essas malditas empreiteiras para que saia alguma obra nesse País.

 

Enquanto isto, o Nordeste sofre e ainda ira sofrer com uma das piores secas dos últimos anos. Esta obra já deveria estar concluída e amenizando o sofrimento dos nordestinos. 

 

A seca deste ano já era prevista, mas o projeto pouco mudaria seus efeitos; já que, até o momento, a segurança hídrica para a sobrevivência no Semi-Árido da área vem funcionando, e o projeto não é para irrigar o sertão nordestino. Nem dez rios Amazonas seriam suficientes (180 mil m3/s), imagina um único São Francisco(1,8 mil m3/s); o projeto é pra garantir o crescimento econômico da região com a segurança de que ninguém morrerá de sede nas próximas secas, mesmo que a população exploda para o dobro da atual, hoje, com raras exceções, num crescimento vegetativo belga ou dinamrquês.

 

Eu quero ver se as empreiteiras que desistiram vão ser multadas além de devolverem o dinheiro que receberam relativo à parte que não cumpriram.

A grande corrupção deste governo do PT corre pelas Empreiteiras e pelas Teles.

 

Ohh cidadao,

Já ouvistes alguma coisa sobre um Jornalista chamado, Amaury Ribeiro Jr?

 

Meus pais contavam histórias sobre os esquemas de corrupção entre o governo e as empreiteiras na construção de Brasília. Se isso acontecesse apenas com um partido seria fácil, bastaria votar em outro. Mas nos governos estaduais de outros partidos (todos) o esquema é exatamente o mesmo, então essa simplificação de "corrupção do governo do PT" é muito boa para propaganda ideológica, mas não para discutir verdadeiramente a questão, que vai desde a base do sistema capitalista até a forma de financiamento das campanhas eleitorais, passando por questões culturais e sociológicas. Fazer propaganda é bem mais fácil.

 

Quem "vendeu" as Teles não foi o governo do PT; foi o dos tucanos. O esquecimento é proposital, é?

 

Empreiteira só recebe por serviço executado.

 

Quer dizer que empreiteira só recebe por serviço executado?? Vc realmente acredita nisso? Posso enviar para teu e-mail 19 casos em que as empreiteiras receberam sem estarem os serviços executados? Acorde! Vc está no Brasil!!!