newsletter

Greve dos bombeiros continua no RJ

Do G1

Com faixas de 'resistir é preciso', bombeiros seguem em frente à Alerj

Com cartazes, eles pedem melhores salários e libertação dos presos.
Governador divulgou nota criticando a ação dos bombeiros. 

Bombeiros e parentes dos 439 presos seguem, na manhã desta segunda-feira (6), acampados na escadaria da Assembleia Legislativa (Alerj), no Centro do Rio. Com faixas e cartazes de 'resistir é preciso', eles pedem melhores condições de salários e também a libertação dos bombeiros presos, no domingo (5). Os detidos foram transferidos para o Quartel de Charitas, em Niterói, na Região Metropolitana.

Além do protesto na escadaria da Alerj, na noite de domingo (5), bombeiros também fizeram uma passeata pela Ponte Rio-Niterói. O policiamento em frente ao Quartel Central dos Bombeiros, invadido pelos manifestantes na noite de sexta-feira (3), permanece reforçado. 

Nota do governador

O governador do Rio, Sérgio Cabral, divulgou nota à imprensa na tarde de domingo, afirmando que as prisões dos bombeiros rebelados que invadiram, na noite de sexta-feira (3), o Quartel General da corporação, no Centro, são punições devido à "imprudência" e "imensa irresponsabilidade" dos grevistas. 

Clique aqui e veja a íntegra da nota do governador. 

Salva-vidas seguem trabalhando nas praias

Mesmo com a paralisação em protesto por melhores salários e contra a prisão de 439 bombeiros, os salva-vidas trabalhavam, no domingo, nos postos à beira da orla de Copacabana, Ipanema e Leblon. O G1percorreu todas as praias e conversou com os bombeiros. Eles estavam como voluntários e sem o uniforme da corporação.

"Estamos em greve, mas estamos aqui como voluntários, porque não vamos deixar ninguém morrer sem socorro porque não ganhamos bem", disse um cabo que está há 13 anos nos bombeiros e que estava de plantão na tarde de domingo, no Posto 8 de Ipanema.

Sem votos
29 comentários

Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
+29 comentários

Que vergonha! Nosso país virou motivo de chacota. Simplesmente não tem como comentar um assunto de tal proporção. INFELIZMENTE estamos cohendo exatamente o que plantamos.Poder não para qualquer um , muito mais admistrar.È  preciso sabedoria e principalmente ser humano, enfim a reação do Sr. Governador é lamentavél ,principalmente os absurdos e palavras comentadas durante o episodio tristonho.

 

 

 

 

 

 

eu acho mais do que certo essa greve e esperor que eles ganhem essa batalha.

 

O melhor deste infeliz incidente foi a revelação do caráter deste governador e de outros politiqueiros que vivem do marketing e da mídia.Primeiro semeam o caos,depois tiram proveito.Desta vez foram os Bombeiros as vítimas.Quem ou quais serão as próximas?Depois de atear fogo nos Bombeiros,nosso Nero se retira e deixa tudo aos trâmites militares.Mais covardia e marketing é impossível.De promessas vivem os santos;nós,mortais,temos a fome e lugar de 171 é na cadeia.

 

APOIADO... Sergio

 

Sr. Walter Serralheiro e ao povo Brasileiro, hoje vivemos num Brasil democrático, onde existem Leis, existe a Constituição, Existe o Código Penal, Existe o Código Civil, Existe o Regulamento Militar, entre tantos outros; Prorem nunca li em nenhum deles, que nossos governantes tenham que ser corruptos, que tenham o direito de oprimir as classes sociais menos desfavorecidas, entre tantas outras maselas que nos são impostas e que pacatamente o POVO BRASILEIRO se assujeita. Quando o Cinema Brasileiro lançou o filme Tropa de Elite I e II, os Cinemas lotaram, Recorde Nacional Brasileiro  de audiencia, o Povo encantado com a "SUPOSTA FICÇÃO CIENTIFICA", todos sairam dos cinemas, comentando e aplaudindo, quando na verdade deveriamos nos envergonhar desta História; sabe porque? Porque o filme retratou uma história veridica, Verdadeira, ou seja, Aquilo realmente acontece todos os dias, não em um, mas em todos os quarteis, sejam dos Bombeiros ou dos Policiais. Nossos Governantes Rasgam a todo instante as Leis, rasgam o Código Civil, rasgam o Código Penal, rasgam a Constituição.  E Voce, como tantos outros vem dizer que a greve dos Bombeiros é ILEGITIMA, que fere O artigo 142, §3º, inciso IV, da Constituição, diz que “ao militar são proibidas a sindicalização e a greve”, que fere o Código Penal Militar.  E por causa disto temos que nos submeter a aceitar migalhas, que temos que ser humilhados, temos que cumprir estas Leis que os poderosos tantas vezes rasgam?  Digo Uma coisa ao Sr.:  - Nós, os Policiais Militares somos os verdadeiros lixeiros do Brasil, porque varremos o lixo que voces ( Politicos e Governantes ), Criam a todo instante. Porque ao decretarem um SALARIO MINIMO INDIGNO NO PAÌS, mais pessoas humildes acabam caindo nos Braços da MARGEM DA LEI, acabam virando Marginais, ROUBANDO, MATANDO, ENTRE OUTRAS, muitas das vezes para COMER.  Chega de HIPOCRISIA, NÓS, POLICIAIS MILITARES E BOMBEIROS NÃO QUEREMOS VIVER AS MARGENS DA LEI, NÃO QUEREMOS SER BANDIDOS, QUEREMOS SIM, DAR UMA VIDA DIGNA A NOSSA FAMILIA, E COMO NÃO TEMOS QUEM LUTE POR ESTA CLASSE, LUTAREMOS NÓS.   Se para isso tivermos que rasgar a constituição, se para isso tivermos que rasgar o Código Militar, Saibam que teremos o PRAZER DE RASGAR sim, Porque ESTAMOS LUTANDO PELOS NOSSOS DIREITOS, PELA NOSSA DIGNIDADE.

A NOSSA GREVE É LEGITIMA E VAMOS LUTAR SIM, COM TODA A NOSSA GARRA. 

 

é augusto... vc só vai dar valor pras forças armadas o dia que vc tiver uma arma de um bandido apontado pra cabeça de seu filho... esse é o futuro do brasil sem as forças... e nas mãos de politicos corruptos e safados... igual  avc...

 

A todos que estão criticando a greve dos bombeiros, deixo a minha humilde opiniao.. Ñ tenho ligaçao alguma com eles e sequer conheço um, porem ACHO JUSTO homens que se arriscam todos os dias para salvar vidas, tanto na agua qnto na terra, em incendios ou na areia da praia, reinvindicar melhor remuneraçao. Homens q trabalham com GARRA, q deixam suas familias em casa todos os dias na expectativa se eles voltarao vivos ou se um carro ira parar em frente a sua casa para dar a noticia q mais um guerreiro morreu para salvar alguem. É injusto um bombeiro, que ama o que faz, ter q SOBREVIVER com um salario mediocre de pouco mais de R$900,00 enquanto os malditos politicos, que ñ fazem porra nenhuma e que possuem acessores ate pra coçar seu saco, ganham salarios exorbitantes... E esses mesmos politicos cretinos sao capazes de oferecer aos brilhantes bombeiros um reajuste salarial de 1%. É UM ABSURDO!!! Pq esses miseraveis ñ tiram suas bundas das suas confortaveis cadeiras dos gabinetes e vao sentir na pele o que os herois dos quarteis passam todos os dias para salvar vidas? Eu sei a resposta... ELES Ñ POSSUEM CAPACIDADE E MUITO MENOS AMOR... Somente os bombeiros nascem com esse dom e politico nenhum tera essa mesma capacidade... O unico dom que os politicos possuem é de serem corruptos... Isso eles fazem melhor do q ninguem...

 

Gov. Sérgio Cabral, se o senhor fosse uma pessoa razoável, não usaria as palavras que usou para qualificar os bravos militares que foram presos na manhã de hoje. Mas como não possui 10% dos culhões de um bombeiro militar, e não sabe o que é arriscar a vida pelo próximo, o senhor chama esses militares de "vândalos". Gostaria de saber qual seria sua atitude se ganhasse R$ 950,00 de salário base, para arriscar sua vida e se submeter aos rigores da vida militar. O senhor não faz a mínima idéia do que isso representa. Por isso, irresponsavelmente, joga corporação contra corporação, e submete bravos militares amotinados a tratamento semelhante àquele dispensado à traficantes armados. Jogar o BOPE contra os bombeiros não foi um ato de vândalismo, Sr. Governador, foi um ato criminoso de um governante despreparado e irresponsável. Autoritário e soberbo, o Sr. trata os servidores de seu estado como criminosos. Criminoso é o salário que o Sr. paga à eles - migalhas dos banquetes orçamentários consumidos por seus aliados na Alerj e Deus sabe onde. Se fosse um Homem honrado, o Sr. mandaria o BOPE invadir a Alerj, a sede da CBF, o palácio Guanabara, e por aí vai. Mas o Sr., Governador, é simplesmente um fanfarrão. Um fanfarrão de bunda flácida, exemplo do tipo de pessoa que deveria ser banida da vida pública. Gov. Sérgio Cabral, pede pra Sair!!!

 

Vcs acham que acabou a ditadura... veja o que o civil Cabral governadorzinho esta fazendo com os bombeiros... manda prender... isso é que é ditadura.... pelo menos no tempo da ditadura quem ia preso era politico comunista e revolucionário... se fosse ditadura hoje esses politicos é que estavam atras das grades... ladroes do povo... em quatro anos o politico fica milionario... agora... apontem um milico do tempo da ditadura que é rico... apontem um só...

 

Militar não faz greve, amotina-se. E motim, meus caros, em qualquer lugar do universo é tratado na bordoada, seja o governo de esquerda ou direita.
Neste caso, a maioria está a favor dos bombeiros, pois sua reividicação é justa. Mas, e quando não for? Hoje eles estão brigando por salário, amanhã podem tentar derrubar um governo. Lembrem-se que provavelmente boa parte desses bombeiros é eleitor do Bolsonaro, reacionários até a medula.

 

Bolsonaro esse sim merece respeito, fala a verdade e muitos se sentem ofendidos, ele sim não esta preocupada em agradar em troca de votos, mete as caras para falar, agarade quem agradar...Ssinceramente do jeito que esta nosso país, uma bagunça total, até  que caberia os militares tomar o poder... O crime tomou conta, desde de Brazilia até...Tudo pode...Tudo liberado...Uma pouca vergonha...Nem sei onde vamos parar..Impunidade.Gente! Isso tá uma p....Deveria ter mais Jair Bolsonaro em nossa politíca mais Wagner Montes. Esses não são hipócritas!

 

Enquanto os bombeiros passam fome, o Governo brasileiro pretende torrar dinheiro com os milicos da ditadura.

Segundo Época, o exército quer US$ 4,5 bilhões para jogar fora em mísseis e canhões, supostamente para defender os estádios de supostos ataques terroristas durante a Copa e as Olimpíadas.

Qualquer estúpido sabe que o Brasil nunca foi e nunca será alvo de ataques terroristas. Exceto por organizações criminosas nacionais, o Brasil não corre nenhum risco de ser atacada por quem quer que seja.

Em vez de torrar dinheiro com os milicos da ditadura, melhor seria investi-lo na segurança pública na forma de salários.

Aliás, pergunta simples, para que o Brasil precisa de exército???????????????

 

Luto pelo fortalecimento da democracia no Brasil...

Prezado Augusto, sou militar da Aeronáutica com muito orgulho, e com o mesmo sentimento afirmo que nada tenho a ver com a ditadura militar. Posso assegurar que a maior parte do efetivo das forças armadas também nada tem a ver com o golpe, apesar de sofrerem diretamente as consequências do mesmo, pelo desmonte imposto às forças armadas pelos governos pós 1985.

Forças Armadas são como o seguro de seu carro, Sr. Augusto. Vc paga caro, acha um absurdo e torçe para não usar. Mas se bater o carro e não tiver seguro...

Gostaria que o Sr. considerasse o cenário de um Brasil sem Forças Armadas. Teríamos ainda a Amazônia? Teríamos o Pré-Sal?

Antes de dar vazão ao ranço que carrega contra nossa corporação, sugiro que passe uma semana pelo menos em um batalhão de fronteira na selva amazônica (se vc aguentar). Lá vc vai conhecer o trabalho anônimo de muitos brasileiros, verdadeiros heróis, que se privam de muito de nossos confortos para defender a soberania do território brasileiro.

Saudações,

Tiago Mendonça - 2º Tenente Historiador.

 

O Sérgio Cabral continua agindo de maneira fascista e continua com a mania de xingar os trabalhadores.

 

Senhor Governador,
venho respeitosamente manifestar a minha profunda decepção com a sua maneira de conduzir a crise com os bombeiros.
Desde abril desse ano que os bombeiros vêm se manifestando em busca de melhorias, e o srº simplesmente os ignorou. Como pode um gestor ignorar o prenúncio de uma crise? ainda que o srº apenas e tão somente os tivesse ouvido, já seria um movimento em favor de uma gestão responsável, mas não para esses profissionais ficou reservada apenas a sua arrogância e intransigência. Eu fui sua eleitora porque o julgava um bom administrador, hoje me arrependo! não que o srº não o seja, acho até que é mesmo ,que talvez seja bom com números, com alianças políticas e que possua mais competências até do que as que posso enumerar, mas decididamente srº governador o srº não sabe lidar com gente, com políticos talvez, mas NÂO com gente.
Gente simples como eu que depositou no srº a confiança em forma de voto, como mães e esposas como eu que há vinte anos espero o dia em que meu marido não precisará mais fazer bicos para sustentar a família, o maior sonho que tenho hoje é ver meu marido voltar pra casa depois do plantão e dormir em casa, mas uma coisa tão simples precisava se tornar um sonho inatingível?
Mas por causa de governos e governadores que são muito competentes em fazer carreira, em exonerar seus opositores e em oprimir seus funcionários, é que me encontro aqui, a essa altura de nossas vidas esperando, esperando, esperando, que surja alguém na politica desse país que seja menos competente nessas coisas que em nada melhoram nossas vidas, e mais competente em respeito e amor pelas pessoas. Não senhor governador, não lhe falta competência lhe falta humanidade. Deus queira que o srº se humanize, do contrário desejo que sua carreira política daqui pra frente dure pouco, para que gente simples como eu, meus filhos e as famílias de todos os bombeiros e funcionários públicos do RJ sofra menos.

 

como "esposa de bombeiro" você pode reivindicar como bem entender: xingue o governador, vá para as ruas e faça um palelaço, convoque outras esposas, enfim... exerça sua cidadania. Só não deprede o patrimônio público. Você pode, seu marido não. Ele é um militar e sabe muito bem que não pode fazer o que provavelmente fez.

 

|_|0|_|
|_|_|0|
|0|0|0|
"Liberdade!, Liberdade! / Abre as asas sobre nós / E que a voz da Igualdade / Seja sempre a nossa voz..."

Com certeza vc dispõe de bem mais que R$ 950,00 para sustentar sua família. É muito fácil ser "ponderado" nessas condições. Gostaria de saber o que faria se fosse um soldado que arrisca sua vida por R$ 950,00 e cujo governador não se presta à receber às lideranças de um movimento de reivindicação salarial. Se fosse a sua reivindicação salarial, com certeza não seria tão assim, "equilibrado".

Milico não pode fazer greve, assim como os salários da população devem por lei, garantir o suprimento de suas necessidades básicas. Não é isso o que ocorre.

Pela lei Inlgesa do século XVIII, os colonos norte-americanos também não podiam contestar a dominação colonial. Mas os colonos acharam que o o direito à vida, à felicidade e à dignidade suprimiam qualquer lei ditada pelo Rei da Inglaterra. Aí começou a Rev. Americana, depois a Rev. Francesa, nos tornamos independentes de Portugal e depois de muita água rolar, nasceu a constitução de 1988, assentada sobre os princípios da dignidade humana, os mesmos princípios que nortearam a independência dos EUA e a greve dos bombeiros do RJ. 

A restrição à greve dos militares é uma adjacência dentro de um texto que tem por finalidade maior assegurar a dignidade dos cidadãos brasileiros.

Diginidade não é o que gozam os bombeiros do estado do RJ.

 

Repostando sobre este asunto:

Professor pode fazer greve. Metalúrgico pode fazer greve. Metroviário pode fazer greve. Qualquer "celetista" também. É um direito constitucional. Militar NÃO. Profissional das Forças Armadas e forças militares auxiliares (polícia militar e bombeito militar) NÃO PODE FAZER GREVE.

O artigo 142, §3º, inciso IV, da Constituição, diz que “ao militar são proibidas a sindicalização e a greve”

A greve realizada por militares, é enquadrada como crime de motim, punindo-se criminalmente o militar não por ter realizado greve, mas por ter praticado este crime, que está previsto no artigo 149, caput, e incisos I, II, III e IV, do Código Penal Militar.

Quem defende o direito de greve para militares não sabe do que estão falando. Não tem a menor idéia da diferença entre ser um civíl e ser um militar.

Quem tem o direito de portar uma arma em serviço e fora dele, tem um estatuto profiisional diferente. Está sujeito a uma disciplina rígida, de estrita obediência a seus superiores.

O que os bombeiros estão fazendo não é greve. É motim, sublevação, tentativa de golpe contra as instituições democráticas. Ao informarem a seus supeiores que possuem armas para defender os seus "direitos", institucionalizam uma rebelião militar digna de uma "republiqueta latrino-americana".

E aí, não dá para discutir este assunto. Defender o direito de greve para os bombeiros militares cariocas faz parte da série "O meu ouvido não é penico".

 

|_|0|_|
|_|_|0|
|0|0|0|
"Liberdade!, Liberdade! / Abre as asas sobre nós / E que a voz da Igualdade / Seja sempre a nossa voz..."

Hoje por acaso entrei aqui e li esses comentarios. Tambem penso que militar era diferente. mas a politica entrou no militarismo. um militar no meu ver era militar e nao cidadao.pois nao aceitava mulheres,nao votavam, e nao podia ter propagandas  em suas instituiçoes. Era de fato uma instituiçao a parte da sociedade.

Mas veio o diretio de votar, diretio de propagandas nas camisas,nos quartteis ,nas viaturas. entao começou ai tornar os militares das forças auxiliares cidadaos comuns. e pra torna-los militares de verdade,terao que fazer prevalecer as leis militares da época da ditadura onde existia lei da mordaça. e ai por diante. leis  que nao dar diretio de defesa é militar esta preso,se fosse civil tudo bem poderia fazer. isso dar poder aos politicos de chamarmos de bonecos mariuonetes. usam o dinheiro do cofre pros civis que podem exigir seus direitos,mas os militares auxiliares podem sofrer perdas finjanceiras,nao podem fazer nada mesmo. a lei oprime. entao vamos gastar com todos menos com a segurança do estado ou até mesmo do País.

 

  Não é por que é ilegal que é imoral, mas a lei só vale para os militares ,quando é para punir. Você é que não sabe de nada, certamente não é militar. Um exemplo de que a lei só prevalece quando é para punir, é na policia militar, diz que para cada hora 1 h trabalhada o policial tem direito a  3 h para o descanso ,entretanto isso nem sempre acontece, aqui em Cabo Frio 25º BPMRJ , ainda trabalha-se com a escala 24 x 48, ou seja, o policial não tem direito ao seu descanso como esta escrito. Têm direitos legais infringidos. Então, não me venha com essa de crime e motim, esse código rompe com os direitos de todo o cidadão, que esta garantido em nossa constituição.Ou os militares não são cidadãos brasileiros? Eles estão brigando por algo muito justo.Pelo menos os policiais, os bombeiros, os professores trabalham em pról da sociedade , temos que apoiá- los pois necessitamos do serviço bem prestados por parte desta classe.A população tem que continuar apoiando salário justo para os BOMBEIROS, PMs e PROFESSORES. Toda a categoria deveria entrar em greve, temos que nos unir, unidos não seremos vencidos .

Sérgio Cabral! SOS SEGURANÇA, SOS EDUCAÇÂO E SOS SAÙDE! 

 

Bom dia,

venho aqui informar que os Bombeiros não encontram-se em greve.

Os militares que se encontram na ALERJ e que se reunem a cada dia  estão usando os seus dias de folga, eles estão sim em manifesto pacífico mostrando a sociedade e solicitado so SR. Governador que abra um canal para atender às reinvidicações da categoria. Reinvidicações estas que estão sendo expostas e abertas para o SR. Sergio Cabral e o ex-comandante Pedro há 03 meses.

Se houvesse respeito por parte do Comandante Pedro e do Sr. Governador este tipo de situação vergonhosa não precisaria estar acontecendo pois como toda a sociedade carioca e o Brasil sabe os BOMBEIROS são muito pacíficos e do bem.

Alguns prejuizos à eles atribuidos deveriam ser verificados por parte de pessoas tão ilustres e sapientes, questionem o que a mídia e ogoverno lhe impõem como verdade absoluta.

Atentem-se as falcatruas e manipulações que este governo e tantos outros já fizeram para desvirtuar outros movimentos que vão contra as suas necessidades.

É revoltante ver nos dias de hoje um Governador solicitando que a PM invadam morros; que os BOMBEIROS os ajude em catástrofes, com a sua tropa ganhando tão pouco. Como sobreviver de forma digna com um salário deste?  

 

Walter,

Correto. Na condição de militar a greve dos bombeiros é ilegal, não inoportuna. Acho que o erro maior foram os exageros de ambas as partes. Dos bombeiros, ao invadirem prédios públicos, e do Estado, na pessoa do governador, que deixou a situação deteriorar-se.

A truculência verbal, ao chamar do bombeiros de "vândalos" também não caberia. 

No fundo, no fundo, tudo parte de uma disfunção grave e incompreensível: por que ainda persistir com o corpo de bombeiro militarizado? As características das suas funções nada tem a ver com militar. Se até uma polícia militar já é um erro, imagine uma instituição voltada para proteger e  salvar vidas.

Em nome dos relevantes serviços já prestados à coletividade, deveria o governador anistiar os envolvidos, enviar projeto de Lei para desmilitar a corporação e sentar à mesa para negociar até não poder mais. Remunerar um profissional que diariamente arrisca sua vida para salvar a dos outros,  importante para a sociedade tão ou mais que qualquer governador, com salário mais para office boy(com todo respeito a essa classe) é inadmissível. 

Então que os chiliques verbais do governador se transformem em ação em prol deles e, principalmente, da comunidade a quem ele deve satisfação. 

 

Convém lembrar que esse famigerado Código Penal Militar é uma "obra" dos tres generais-ditadores de 1969:

"DECRETO-LEI Nº 1.001, DE 21 DE OUTUBRO DE 1969
Os Ministros da Marinha de Guerra, do Exército e da Aeronáutica Militar, usando das atribuições que lhes confere o art. 3º do Ato Institucional nº 16, de 14 de outubro de 1969, combinado com o § 1° do art. 2°, do Ato Institucional n° 5, de 13 de dezembro de 1968, decretam:
CÓDIGO PENAL MILITAR..."

Por outro lado, é sempre bom lembrar da

"DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS 
Adotada e proclamada pela resolução 217 A (III)
da  Assembléia Geral das Nações Unidas em 10 de dezembro de 1948"

principalmente o Artigo XXIII

        1.Toda pessoa tem direito ao trabalho, à livre escolha de emprego, a condições justas e favoráveis de trabalho e à proteção contra o desemprego.   
        2. Toda pessoa, sem qualquer distinção, tem direito a igual remuneração por igual trabalho.   
        3. Toda pessoa que trabalhe tem direito a uma remuneração justa e satisfatória, que lhe assegure, assim como à sua família, uma existência compatível com a dignidade humana, e a que se acrescentarão, se necessário, outros meios de proteção social.   
        4. Toda pessoa tem direito a organizar sindicatos e neles ingressar para proteção de seus interesses.

 

esqueça o "famigerado" código militar... A Constituição de 88 fala mais alto, foi elaborada DEMOCRATICAMENTE e diz com todas as letras que milico não pode fazer greve.

Imagine, hipotéticamente, é claro, que os militares do exército resolvam seguir o mesmo caminho e acampem com suas armas em torno do Palácio da Alvorada reivindicando aumento salarial. CAIA NA REAL. Isto será tentativa de golpe.

Repito: militar NÃO PODE FAZER GREVE. Quem defende a greve dos bombeiros ou é golpista ou não sabe do que está falando.

Nego-me a continuar debatendo sobre este assunto gravíssimo. FUI.

 

|_|0|_|
|_|_|0|
|0|0|0|
"Liberdade!, Liberdade! / Abre as asas sobre nós / E que a voz da Igualdade / Seja sempre a nossa voz..."

O Sérgio Cabral demonstrou, com os esforços das UPPs, que iria trabalhar com a Cultura de Paz.

Parece que ele precisa estudar mais, ainda mais, sobre o tema.

 

Sugestões para os assessores de Sérgio Cabral (hope ele mesmo leia tudo isto que está sendo dito sobre sua atuação) trabalharem com ele.

Para governantes nos dias de hoje - líderes em geral, lideranças emergentes e estabeleicdas, ou eles entendem destas coisas abaixo ou então estarão sendo superados pela própria população. Hoje avançar é falar esta língua:

http://www3.unesco.org/iycp/

http://portal.unesco.org/ci/en/ev.php-URL_ID=1645&URL_DO=DO_TOPIC&URL_SE...

http://sfr-21.org/cop.html

http://www.uow.edu.au/~bmartin/pubs/peace.html

http://www.uow.edu.au/~bmartin/pubs/93sdsc/ - Brian Martin, professor

Social Defence, Social Change

The idea of military defence - namely of abolishing military forces and relying in their stead on nonviolent struggles by the general population - is extremely radical. Yet seldom before have the many radical implications of social defence been outlined.

Social Defence, Social Change argues for social defence as a grassroots initiative linked to challenges to oppressive structures in society such as patriarchy, police and the state. Filled with examples from Finland to Fiji, the book also provides a provocative survey of radical alternatives in politics and economics.

  • Social defence is not just a defence option. It is a direction for action that should be known to all those who seek a society without oppression, inequality or violence.

http://www.sgi.org/resource-center/ngo-resources/peace-disarmament/trans...

 

Já dizia Sun Tzu - numa situação como esta, demita-se o comandante e o comandante do comandante. Como este último é eleito, precisa-se de uma ação judicial contra ele.

Há anos, relatórios, denúncias, reportagens propagam o baixo salário dos policiais (militares e civis)

tirando os do Bope.

O responsável tem nome: Sérgio Cabral.

 

O Latuff foi de uma precisão cirúrgica...

Re: Greve dos bombeiros continua no RJ
 

Quando a gente acha que se livrou do casal Garotinho, surge a cria deles e "lidera" o movimento.....