newsletter

Imagens da escravidão

Escravidão

quilombo

 

quilombo Cuanhama, sudeste de Angola


 zumbi dos palmares

"Bateria de pilões, região de Entre-Rios , RJ. J B Wiegandt, 1878. xilogravura (SMITH, 1878)"



 engenho de cana-de-açúcar – Brasil colonial


 navio negreiro


 navio negreiro




 "Augusto de Azevedo (Militão). Retratos de negros. 1864-1883. Fotografia (albúmen). Museu Paulista da USP. São Paulo, SP.


 Negros-libertos-1884 Porto Alegre-RS


 Missa campal em Ação de Graças em 22 de maio de 1888, para comemorar a Lei Áurea


 Princesa Isabel e Pedro Henrique
  Escrava e o filho de seu senhor - Acervo do Museu da Baronesa (Pelotas/RS)


Escrava e o filho de seu senhor - Acervo do Museu da Baronesa (Pelotas/RS)

 Engenho de cana de açúcar




Capoeira - Rugendas


anúncio de um escravo fugido


anuncio escravo fugido - Jornal A PROVÍNCIA DE MINAS



anuncio escravo fugido - Jornal O UNIVERSAL


engenho de açúcar


capitão do mato - Rugendas


mercado de escravos - Rio de Janeiro


escravo punido - Jean Baptiste Debret


senzala - Jean Baptiste Debret


Pedreira - Jean Baptiste Debret


escravo - Jean Baptiste Debret


Pelourinho - Jean Baptiste Debret



casa grande, mestre e escravos - Jean Baptiste Debret

  Escravos voltando da plantação de café - Jean Baptiste Debret


Escravos e seus senhores - Jean Baptiste Debret


 Negros e mulatos coletando esmolas para irmandades - Jean Baptiste Debret


mina de diamantes sec XVIII
 
 
http://imagenshistoricas.blogspot.com.br/2009/08/escravos.html#!/2009/08/escravos.html

Sem votos

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de thamires borges gonçalves
thamires borges gonçalves

escravos

e triste o que os brancos ou seja os ricos fez com os negros eles trabalharam muito mal tinha tempo de cuidar de seus filhos uns matavam os filhos de escravos porque eles nao tinham tempo de cuidar de seus filhos e os brancos nao gostaram de cuidar deles e eles nao tratou bem eles nao dava comidas pra eles e os bebes ficaram sem comer e um dia os escravos foram trabalhar  e seus filhos ficaram em casa e eles tinham que esconder eles no gardaroupa velho e eles trabalharam muito pouco e eles tinham que ficar ate de manha e quando chegaram em suas cabanas abriu a porta do gardaroupa e viu seus filhos mortos e roxos e foi ai que 250;bebes moreram e depois os brancos foi la e pegou os bebes e cortou eles e de a carne aos porcos e vacas e cavalos e e porisso que a vida dos escravos eram triste e voceis tomam cidado no que pode acontecer com seus filhos e os seus pais esse e o sofrimento de um negro que sofre porque eu nao sou negra mais tinha vontade de ser sim mais sou branca mais nao sou mal como eles sou alegre sou forto sou batalhadora gosto de gentes negras e sempre vou ser amigos deles thau essa e a minha opiniao e que se sofrer por chamaram voceis de negros vao a delegaçia ou a poliçia mais nao sofra vc e negra

Seu voto: Nenhum

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.