newsletter

Pular para o conteúdo principal

Itamarati reage ao cancelamento da licitação dos caças

Por O Observador

Olá Nassif,

O Itamaraty reagiu ao cancelamento da compra dos aviões Super Tucano da Embraer de maneira bastante dura. Segundo a agenda de hoje - 01/03/12 - da Presidenta (veja aqui: http://www2.planalto.gov.br/imprensa/agenda/agenda-da-presidenta-1/agenda-01-03-2012 ), houve um encontro com o ministro Patriota. Ao que tudo indica, a nota abaixo tem aval de Dilma Rousseff.

Nota nº 49

Suspensão do processo de compra de aeronaves da Embraer pela Força Aérea dos Estados Unidos 

01/03/2012 -

O Governo brasileiro recebeu com surpresa a notícia da suspensão do processo licitatório de compra de aviões A-29 Super Tucano pela Força Aérea dos Estados Unidos, em especial pela forma e pelo momento em que se deu. Considera que esse desdobramento não contribui para o aprofundamento das relações entre os dois países em matéria de defesa.

O Governo brasileiro continuará a manter diálogo com as autoridades norte-americanas sobre o assunto.

http://www.itamaraty.gov.br/sala-de-imprensa/notas-a-imprensa/suspensao-do-processo-de-compra-de-aeronaves-da-embraer-pela-forca-aerea-dos-estados-unidos

Sem votos
13 comentário(s)

Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
+13 comentários

André A., uma coisa é mercado - outra é política (protecionista) de Estado! a questão da compra - ano a ano - de jatos de uso civil da Embraer pelos EUA se dá por empresas PRIVADAS estadunidenses. A compra dos Super Tucanos é da USAF, via DoD. Tem que separar vendas ao mercado privado e ao Governo de lá, pra avaliar melhor.

Tá certo que a Embraer é brasileira "meia-boca", mas a geração de empregos e prosperidade por vendas é, no mínimo, metade daqui...E a decisão pelo cancelamento é protecionista, sim -  e baseada unicamente em  pressões da política interna de lá...

O Itamaraty tem de se posicionar contra, mesmo - porque discurso de mercado aberto sem barreiras/políticas protecionistas e de livre concorrência só é remédio bom pros outros, né? Pra eles, jamais...

Agora, pra se ver como a diplomacia nossa é soft, correta e dá de dez a zero na deles: uma notinha de desagravo, sem cutucar muito e o recado está dado - política por política, adeus F-18 no processo do FX-2! E, como o volume e valor de compra dos 36 caças da FAB é quase DEZ VEZES MAIOR (US$ 3 bi, em projeção) do que a dos 20 Super Tucanos (US$ 335 mi) pela USAF, quem sai perdendo são eles...

 

Quem esta conclamando os brasileiros a irem gastar seu din din nos states é o Obama, romper compromissos assumidos com uma empresa brasileira não me parece ser uma iniciativa muito inteligente para quem quer angariar simpatia e dolares dos brasileiros.

 

Srªs Senadoras e Srs. Senadores, a Transparência Internacional divulgou, nesta terça-feira, a classificação anual dos países mais corruptos do mundo, e a situação do Brasil, sob o império do “lulismo”, só piorou. Demóstenes Torres 08/10/2003

Esse cancelamento é, provavelmente, uma retaliação à posição do Brasil na questão do Irã. Aconteceu logo após o Brasil ter tomado uma posição sobre a legalidade da invasão do Irâ, durante o expediênte na ONU...

 

Não achei a nota dura,adequada, e...com certeza tem o aval da Dilma. Afinal (óbvio) ela é a presidenta!

 

Eu acho tão engraçado o Itamaraty de Anthony Patriotic NUNCA falar da INGERÊNCIA CRIMINOSA dos GENOCIDAS IANQUES MALDITOS no NO$$O Veículo Lançador de Satélite, aí fica fazendo lobby para esta APERTAPARAFUSOBRÁS comandada pela bolsa de New York... é o Tony... que saudade do Celso!!!

Ah, porque os GENOCIDAS IANQUES MALDITOS nunca ofereceram pra gente o SUPER Boeing EA-18G Growler???? Só porque teríamos que comprar uns NAe??? A gente paga com óleo!!!!

Porque nesta licitação da FAB(tal qual a da MARINHA) só tem OTAN??????

- - - - -

Enquanto isso, na China…

"...o caça de quinta de geração J-20 continua em testes. Os vídeos são de 26 e 27 de fevereiro de 2012. Observar nas imagens a manobrabilidade impressionante do J-20 em baixa altitude. Aparecem também uns caças J-10."

Por Alexandre Galante

http://www.aereo.jor.br/2012/03/01/enquanto-isso-na-china-3/

 

Gostaria de ser lembrado como um homem que foi amigo das crianças, dos pobres e excluídos. Amado e respeitado pelo povo, pelas massas exploradas e sofridas. Odiado e temido pelos capitalistas, sendo considerado o inimigo número um das ditaduras fascistas.

   http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1055942-cancelamento-de-compra-de-a...

Cancelamento de compra de aviões da Embraer pegou Itamaraty de 'surpresa'

   A matéria na Folha/UOL - Folha.com, além de deturpar a nota oficial do Itamaraty, destacando a palavra surpresa como se a diplomacia fosse amadora, não publicou o inteiro teor da nota. Ademais deu espaço amplo ao subsecretário de Estado dos EUA William Burns e nenhum espaço à interpretação da nota do Itamaraty. Eu insisti em publicar o inteiro teor da nota no espaço de comentários, sem acrescentar nenhuma palavra, mas sempre que fazia isso a informação era de que meu comentário continha palavras que necessitavam de moderação. Enfim, mais um caso a comprovar a quem a velha mídia defende em matéria de interesses estratégicos do país.

 

Osvaldo Ferreira

Apenas imagino o que teriamos que fazer em matéria de segurança diante de um conflito internacional, com estes setores antinacionais prontos a defender interesses externos e entregar a rapadura pro inimigo como a Folha, o Estadão, O Globo, a Globo e seus seguidores...

 

Osvaldo Ferreira

O "X" da questão é : o Tucano é testado e aprovado, já o concorrente ainda está na prancheta. O EUA tem pressa na compra para as forças afegãs; então fiquem de joelhos e abaixem às calças.

 

Excelente nota. Denota defesa dos interesses nacionais e preocupações com a indústria aeronáutica, segmento fundamental na geração de novas tecnologias. Ademais deixa claro nas entrelinhas que a decisão norte americana está associada à recente visita de Celso Amorim, ministro da defesa, à India, que recentemente encomendou um lote de 170 caças à Dassault francesa, justamente para orientar o governo brasileiro sobre a decisão de compras de caças à combalida aeronáutica brasileira. A nota deixa claro em linguagem diplomática que esta decisão dos EUA contribuirá para a decisão do governo de adquirir equipamentos militares de outros países. Repito: excelente. Se fosse no governo do PSDB, com o chanceler que tirava os sapatinhos, a nota seria um pedido de desculpas...Esta é a diferença entre um governo que é altivo diante do imenso poder dos EUA e um governo como o de FHC, que levava pitos públicos de funcionários subalternos do departamento de Estado.

 

Osvaldo Ferreira

Vamos esperar o André Araujo, Rebolla e outros partirem pra defesa do Depto de Estado americano sob pretextos comerciais...

 

Osvaldo Ferreira

Nada a ver. O Itamaraty deve mesmo defender os interesses do Brasil mas observo que se o Departamento de Estado reclamasse que o Brasil está comprando caças da França, a esquerdolandia diria na hora ""interferencia indevida do Departamento de Estado, o Brasil

é independente e compra de quem quiser, etc.etc."".

Registre-se tambem que os EUA compram ano a ano  mais da metade  da produção de jatos civis da EMBRAER, é o maior mercado da EMBRAER.

 

"Aquele abraço" pros Super Hornet, no projeto FX...

 

Exatamente...aquele abraço com nota cheia de altivez e mais que necessária. Ainda mais que a transferência de tecnologia com o super hornet não seria tão super assim, submetida aos humores do congresso americano.

 

Osvaldo Ferreira