Revista GGN

Assine

O que a CBF pensa do futebol

Da Folha

Para CBF, futebol serve à "desinformação do povo"

MÁFIA DO APITO
Entidade desdenha de seu esporte em defesa na Justiça

DE SÃO PAULO

Para a CBF, "o futebol não tem interesse social relevante". A entidade que dirige a modalidade no país também acredita que o futebol contribui "para a desinformação do povo, já de si mal aparelhado intelectualmente".
As conclusões acima estão na argumentação que a entidade apresentou à 17ª Vara Cível de São Paulo, para se defender no caso da "Máfia do Apito", no qual é ré.

OjuiO juiz José Paulo Camargo Magano, da 17ª Vara Cível de São Paulo, condenou CBF, Edilson Pereira de Carvalho e Nagib Fayad ao pagamento de R$ 160 milhões. Federação Paulista de Futebol, Paulo José Danelon e novamente Fayad foram condenados a pagar outros R$ 20 milhões.

Trata-se de decisão de primeira instância, à qual cabe recurso. CBF e FPF já avisaram que vão recorrer.

As condenações se deram "solidariamente". Na prática, significa que, se um réu não tem condições de pagar, o outro tem que arcar com a multa -isso em caso de condenação, encerradas as possibilidades de recurso.

"O Nagib [Fayad] está em estado de insolvência civil, não tem dinheiro para nada, está respondendo até ações da Receita Federal por sonegação de impostos", disse o advogado de Fayad, Eduardo Silveira Melo Rodrigues.

O juiz Camargo Magano sustenta, em sua sentença, que não se pode atribuir relação entre analfabetismo e paixão pelo esporte. Cita a popularidade do Super Bowl nos EUA e os estádios cheios na Europa para rebater a argumentação da CBF.

Em sua defesa, a confederação alega ainda que uma condenação poderia levar a entidade "à insolvência".

Em 2009, a CBF faturou cerca de R$ 200 milhões só com patrocínios. Declarou ainda lucro de R$ 72 milhões. A tendência é que as cifras cresçam em 2010, pois novos contratos foram fechados.

Para a Justiça, a alegada ameaça de insolvência é "precipitada" e "alarmista".

Outro argumento da CBF é de que não estaria, entre suas finalidades, "organizar campeonatos e jogos de futebol".

A sentença aponta ainda que a CBF agiu "com má-fé". Carlos Eugênio Lopes, advogado da entidade, não foi encontrado para comentar. 

Média: 5 (5 votos)
23 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+23 comentários

 

Dizer q o futebol é um serviço essencial, seria um exagero, ainda mais em nosso país, onde representa uma das poucas fontes de entretenimento para milhões de pessoas, mas também dizer que não tem relevância social é uma declaração um tanto pesada, tendo em vista essa briga pela concessão dos direitos de transmissão por TV do camp. brasileiro... já chegaram na casa dos bilhões de reais. Deve ser muito divertido presidir uma entidade que pode se dar ao luxo de mudar a história de um campeonato, seja através da manipulação dos resultados, seja pela declaração de que a partir de agora, quem tinha mais títulos não tem mais... Santos e Palmeiras agora são os maiores campeões. Então, a polêmica Taça das Bolinhas vai para o Santos? porque, pela lógica, foi ele o primeiro pentacampeão, e não supostamente o Flamengo. Uma canetada basta para mudar toda a história do futebol. Então, podemos concluir que a relevância do esporte, para a CBF realmente não é a mesma que para os demais brasileiros.

 

 

Dizer q o futebol é um serviço essencial, seria um exagero, ainda mais em nosso país, onde representa uma das poucas fontes de entretenimento para milhões de pessoas, mas também dizer que não tem relevância social é uma declaração um tanto pesada, tendo em vista essa briga pela concessão dos direitos de transmissão por TV do camp. brasileiro... já chegaram na casa dos bilhões de reais. Deve ser muito divertido presidir uma entidade que pode se dar ao luxo de mudar a história de um campeonato, seja através da manipulação dos resultados, seja pela declaração de que a partir de agora, quem tinha mais títulos não tem mais... Santos e Palmeiras agora são os maiores campeões. Então, a polêmica Taça das Bolinhas vai para o Santos? porque, pela lógica, foi ele o primeiro pentacampeão, e não supostamente o Flamengo. Uma canetada basta para mudar toda a história do futebol. Então, podemos concluir que a relevância do esporte, para a CBF realmente não é a mesma que para os demais brasileiros.

 

A CBF está absolutamente certa ! Me lembrei da declaração de um integrante do Metallica que afirmou que 90% dos fãs deles eram idiotas. Mais ou menos isso.

 

Quanta sujeira. CPI engessada no STF no ano de 2000 , Ação Penal engessada por desembargador (es) e por aí vai...

...e no final vem essa na cara, fraude no futebol não é questão moral. E eu pergunto à CBF e seus seguidores, - De quem cara pálida, esverdeada com dólares e outras moedas ganhas de forma fraudulenta?

 

Legal admitirem q o futebol não é pra ser levado à sério; principalmente o brasileiro, q tem tanta credibilidade quanto o antigo telecatch "Gigantes do Ringue". Deixou o Ronaldo no nível do Homem-Montanha, literalmente.

 

Não há como esconder: é séria a crise no Clube dos 13. Os gigantes decidiram seguir as ordens da Rede Globo e querem negociar separadamente. A justificativa é que os patrocinadores só aceitam expor as suas marcas na líder de audiência. Por outro lado, os clubes médios e pequenos estão marginalizados e jogados a própria sorte. Estão sem a mínima capacidade de arregimentar poder de negociação. Existe outro agravante: apesar das boas intenções, percebe-se claramente que Fábio Koff, atual presidente do Clube dos 13, está sem força politica para impor sua vontade. Teve o azar de se defrontar com dois presidentes com criatividade para dizer ou palavras de efeitos, distribuir coices à imprensa ou fazer pose em instantes indevidos: Andrez Sanchez e Patricia Amorim.

Por conta dessa conjuntura, uma solução insólita poderia ser adotada: por que não convocar o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva para mediar o conflito? As vantagens são várias. Em primeiro lugar, Lula gosta de futebol, entende do assunto e sempre foi atuante nos oito anos em que esteve no poder. De certa forma, reabilitou Ricardo Teixeira para a opinião depois das acusações das CPI´s e deu aval vital para a realização da Copa do Mundo e da Olimpíada para os anos de 2014 e 2016, respectivamente. Ou seja, Teixeira não poderia nem agir nos bastidores contra Lula, porque sabe de sua força popular e ligação com o futebol.

Lula poderia comandar os debates entre os clubes rebeldes e o Clube dos 13. Além disso, ao agir como agente externo, poderia convocar profissionais e técnicos que pudessem fornecer subsídios para verificar os argumentos encaminhados pelas duas partes. Se um agente neutro respondesse que a Globo tem razão em suas preocupações, tudo bem: a licitação poderia até ser cancelada e o modelo de preferência prevalecer. Caso contrário, o processo do Cade seria levado adiante. Outro detalhe: o autor da implosão, Andrez Sanchez, é ligado ao PT e dificilmente entraria em choque com um ex-presidente popular e declaradamente corintiano. Mais: Juvenal Juvêncio também teria respeito pela liderança de Lula na negociação, especialmente porque o ex-mandatário do Planalto colocou-se claramente contra a exclusão do Morumbi da Copa do Mundo.

Além disso, Lula seria o agente ideal para estudar em minúcias a resolução do Cade, órgão ligado ao Ministério da Justiça e responsável por zelar que o capitalismo no Brasil não seja apenas peça de retórica. Tal decisão foi tomada em seu governo. Nada melhor do que o criador cuidar da manutenção da obra. E mais: Lula foi forjado no mundo sindical, acostumado a negociações complexas difíceis e que envolvem muitas nuances econômicas.

A conjuntura é complexa. A Globo quer impedir o avanço da Record na televisão aberta, das empresas de telecomunicações no pacote das televisões fechadas e dos portais tanto na internet como na telefonia celular. Quer continuar a faturar sem repartir o bolo. Por outro lado, uma disputa igualitária pelos direitos de televisão proporcionará uma chance concreta para o pontapé inicial da democratização dos meios de comunicação. Nada melhor que o presidente mais popular da história agarre o processo e conduza a um final feliz.

 

trecho da sentença que se encontra disponível na íntegra no site do TJ de SP :

(...) CBF foi citada e apresentou contestação, aduzindo, preliminarmente, impertinência subjetiva da demanda quanto a ela, e ao MPE, no mérito, afirma não estar entre suas finalidades “organizar campeonatos e jogos de futebol”, ausência de culpa in eligendo e in vigilando decorrentes do art. 932, II do CC, pois os árbitros não lhe prestam serviço nem são por ela remunerados, sendo, ademais, os mesmos indicados pelas federações regionais e escolhidos por sorteio. Também afirma que: não participa das receitas de jogos de quaisquer competições, o futebol é o ópio do povo, o demandante pretende dar uma importância ao esporte que o mesmo não tem, a fraude nos jogos não dá lugar a danos morais, eventual condenação implicará em sua insolvência e desfiliação da FIFA (fls. 641/733)

(...)

 

O CADE pode resolver isso de outro modo: futebol é assunto de interesse público, então todas as emissoras poderão transmitir os jogos, desde que paguem os direitos de imagem aos clubes. Pode-se fixar como piso o valor médio recebido nos últimos dois ou três anos, por exemplo. Ou a metade disso, já que poderia haver duas ou mais emissoras transmitindo o evento. Bastaria acabar com o monopólio. Transmite quem quiser, e fim de papo.

 

Apoiado!

 

Para acabar com a impunidade, basta que se faça uma emenda à constituição: o desembargador ou ministro que demorar mais do que 30 dias para por um processo em pauta para julgamento (e isso vale para pedido de vista, tb), PERDE O CARGO, sem direito a nada. E quem deve aplicar a pena deve ser um órgão externo, pq se deixar na mão dos próprios juizes, vão inventar um procedimento tremendamente burocrático, que levará 1000 anos para se completar.

 

O futebol não desinforma. O que desinforma é o jornalismo esportivo da tv globo. Esse sim macula o futebol. O futebol jogado limpo sem falcatruas é fonte de gigantesca informação. De informação relevante em muitos aspectos. Pensem

 

Jamais pensei que um dia fosse concordar com a CBF :-)

 

Acho que com esta notícia abaixo, a graça da Globo acabou!

http://www.lancenet.com.br/futebol-general/C13-afirma-Globo-direitos-tra...

Cade corta os 10% dos direitos de transmissão da Globo

Emissoras têm até o dia 11 de março para apresentarem as propostas de concorrência

LANCEPRESS

Publicada em 01/03/2011 às 12:36
Brasília

Nesta terça-feira, o presidente do Clube dos 13, Fábio Koff, acompanhado pelo diretor executivo da entidade, Ataíde Gil Guerreiro, em reunião com o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), afirmou que a Rede Globo não terá mais os 10% do ágio dos direitos das transmissões do jogos. Com isso, as emissoras de televisão têm até o dia 11 de março para apresentarem suas propostas, que serão feitas em envelopes fechados e cujo valor mínimo é de R$ 500 milhões (por TV aberta).

A Globo mantinha vantagem na oferta dos direitos de transmissão dos Campeonatos Brasileiros do triênio 2012, 2013 e 2014, que será derrubada a pedido do Cade. Ela poderia oferecer 10% a menos do que os concorrentes e mesmo assim, seria beneficiada. O ágio foi oferecido pela maior audiência que a emissora carioca tem em relação às outras participantes (Record e Rede TV!).

- A melhor oferta levará os direitos de transmissão - afirmou Koff.

Na sexta-feira, a TV Globo comunicou que não mais participará do processo de licitação comandado pelo Clube dos 13 e que negociará  separadamente com cada clube. O problema é que, segundo o Cade, para negociar separadamente, os clubes devem se desfiliar do C13. De acordo com o estatuto da entidade, o processo de desligamento demora 60 dias, prazo que expiraria depois da data do  resultado da licitação, marcado para 11 de março. Além disso, aqueles que pedirem a desfiliação devem quitar suas dívidas com a entidade.

- Se a negociação ferir as práticas de concorrência leal, tomaremos medidas - avisou o presidente interino do Cade, Fernando Furlam.

Desde a semana passada, uma onda de dissidentes tomou conta do Clube dos 13. Corinthians, Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco deixaram a entidade. No entanto, apenas os paulistas oficializaram o pedido de desligamento. Além dos clubes do Rio, Cruzeiro, Grêmio e Coritiba também avisaram que negociarão os direitos de transmissão dos jogos diretamente com as empresas interessadas.

O motivo da reunião do C13 com o Cade foi brecar a debandada de dissidentes, que contestam os direitos de transmissão, e evitar a pressão da Globo sobre os clubes da entidade.

 

A responsabilidade subjetiva da CBF era incontestável. Havia uma confição de seus árbitros. Como um patrão que responde pelos erros de seus funcionários, a CBF é responsável pelos danos causados pelos seus prepostos.

Restava a ela diminuir a indenização. Foi o que ela tentou e não conseguiu.

Isso é uma estratégia jurídica - de muito mal gosto, eu concordo! -, mas é só isso.

Bolodório de advogado para vê se cola.

 

E como a CBF tem razão e o futebol realmente emburrece o povo,o povo vai achar que isso é um elogio ou não vai entender nada e continuando dando audiência pra esses miseráveis. É isso.

 

E o pior é que sou corinthiano. Como me livrar dessa paixão doentia???

 

O autor dessa idiotice deveria se juntar no ostracismo ao professor Dantas  , coordenador do curso de medicina da UFBA , baiano , que afirmou ser o berimbau o instrumento preferido do povo baiano  , porque só tem uma corda.  Êsse é o caldo de cultura da  elite tupiniquim .

 

Fora Ricardo Teixeira!

Os fanáticos por futebol são mesmo uns debilóides por conviver pacificamente com uma figura desprezível como Ricardo Teixeira por tanto tempo.

 

 

 Estou cansado e desanimado............. esse país cansa............. a impunidade cansa...............prá que escrever algo se alguém muito mais competente que eu no início do século passadao já escreveu tudo sobre o assunto? Interessante é que nesse meio tempo ocorreram duas guerra smundiais, o início e o fim do império comunista, a bomba a tômica, a conquista do erspaço, a era digital e a fal do grande Rui Barbosa continua atual como se fosse escrita hoje pela manhã.

 

 

"De tanto ver triunfar as nulidades,

de tanto ver prosperar a desonra,

de tanto ver crescer a injustiça,

de tanto ver agigantarem-se

os poderes nas mãos dos maus,

o homem chega a desanimar da virtude,

a rir-se da honra,

a ter vergonha de ser honesto.

  

  

Rui Barbosa

  

 

(Senado Federal, RJ, Obras Completas,

Rui Barbosa. v. 41, t. 3, 1914, p. 86)"

  

 

 

VIVA CADA DIA COMO SE FOSSE O ÚLTIMO, UM DIA VOCÊ ACERTA.......

Mal aparelhado intelectualmente é um eufenismo para Homer, diria Bonner.

 

É a cara do Ricardo Teixeira, o sócio oculto da rede globo que todo mundo sabe.

 

O resumo da notícia:

 

A CBF ADVERTE: O FUTEBOL FAZ MAL AOS BRASILEIROS

 

A entidade máxima do futebol do país do futebol informa que o futebol não é importante para o povo. Pior, afirma que o futebol emburrece ainda mais o povo que já é burro. E por último, diz que não é seu trabalho realizar jogos de futebol.

 

FPD

Então para que serve a CBF????

 

O xis da questão não é para que, mas para quem serve a CBF...

 

FPD