Revista GGN

Assine

O STF não merece ter Barbosa na presidência: o alerta em 2012

De 27/09/2012

Este tema é de decisão estrita do Supremo Tribunal Federal, é óbvio. E não vai, de forma alguma, influir no resultado final do julgamento do "mensalão". E nem influirá porque, a esta altura, provavelmente todos os Ministros já firmaram sua convicção em relação aos acusados.

Mas, inegavelmente, Joaquim Barbosa não está apto a assumir a presidência do STF. De forma alguma. É uma pessoa emocionalmente desequilibrada, incapaz de entender regras mínimas de convivência com seus pares. Sua truculência é tamanha que, nas sessões do Supremo, um presidente vacilante, como Ayres Brito, mal consegue contê-la. Foi necessário que Marco Aurélio de Mello se manifestasse duramente para Joaquim Barbosa sair do surto que o acometeu.

Como presidente, o que ocorreria? Uma desmoralização completa da corte.

Barbosa é o tipo de pessoa que faz questão de exercer seus poderes ultrapassando seus próprios limites. Não lhe basta a plenitude de poderes de que goza um Ministro da Suprema Corte. Ele quer mais e mais, calar dissidentes, proibir o contraditório, indignar-se com quem tem a petulância de pretender divergir.

Ontem, comportou-se como um valentão de bar disputando a menina (a opinião pública). A ponto de invocar suposta inveja do revisor Ricardo Lewandowski, acusando-o de copiar até seu tempo de exposição. Como se a exposição do revisor pretendesse atrapalhar seu grande momento. Como se o momento solene de um julgamento fosse um palco iluminado com apenas um ator.

O Supremo não pode correr esse risco de desmoralização alçando-o à presidência.

A exploração da imagem de Joaquim Barbosa é veneno na veia do Supremo. Ele é enaltecido por jornalistas e populares que sempre trataram a questão da Justiça como vingança, acerto de contas, linchamento, efeito manada.

Seus seguidores e os exploradores da sua imagem são os mesmos que aplaudiram o linchamento da Escola de Base, do Bar Bodega, os mesmos que exploraram a religiosidade mais obtusa, o preconceito mais escancarado, o ódio mais acendrado, o esgoto mais fétido que já jorrou da mídia.

Se o Supremo quiser atropelar garantias, é prerrogativa dele. Que pelo menos seja através da imagem de um Celso de Melo, Marco Aurélio, até Rosa Weber, não desse protótipo de lutador da UFC togado.

Média: 4.4 (67 votos)
102 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

A instabilidade da segurança

Nem precisamos pensar muito nos prazos de prisão: Enquanto se enfraquece o mal hábito do juíz na forma de controle; a improvidade no poder será encorajada com o bom hábito do escape.

Seu voto: Nenhum

Uma ideia ou intuição dita de modo próprio pode servir de via de acesso em direção a percepção metafísica do ser e o quanto no universo ele é capaz de constituir por si mesmo para tal transcendência existencial.

Contaminação

O STF esta contaminado pelo interesse politico PIG, os holofotes e lobby da Globo estão ofuscando os ministros do STF, por que a diferença de trantamento entre processos do PT e do PSDB......

Seu voto: Nenhum
imagem de Falcão
Falcão

Nassif, acredito que o JB foi

Nassif, acredito que o JB foi e é um mal necessário ao Brasil. Certamente, após todo esse dilúvio de irregularidades praticadas por esse pseudo julgador - quem acusa na vida real...jamais deveria assumir cadeira na Suprema Corte - as autoridades competentes para indicar Ministros ao STF - e toda a Sociedade - estarão mais alertas. O JB...é o antídotodo ruim aplicado ao paciente para uma cura. O Brasil estava totalmente leniente...acho que começou a despertar...O pior disso tudo é que o JB no alto de sua soberba e excesso de auto importância...não dá sinal de arrefecer. Sejamos justos: ele não pode dar o que não tem....

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de josé adailton
josé adailton

FACTÓIDE?

"A Polícia Federal investiga, a pedido do Supremo Tribunal Federal, ameaças de morte ao presidente da Corte, Joaquim Barbosa, em perfis de redes sociais na internet. Em um dos dois inquéritos de investigação, a PF descobriu que um dos que ameaçaram o ministro foi Sérvolo de Oliveira e Silva, secretário de organização do diretório do PT em Natal e membro da Comissão de Ética do partido no Rio Grande do Norte."

http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,policia-federal-investiga-ameacas-de-morte-a-barbosa,1164985,0.htm

Seu voto: Nenhum

COTAS RACIAIS no STF e a questão da lealdade

Analisar e criticar a postura de Magistrado do Ministro Joaquim BARBOSA do STF na condição de relator no julgamento do ´mensalão´ - AP 470 - e agora no excessivo rigor que tem exigido no cumprimento das penas aos condenados ZÉ DIRCEU e JOSÉ GENOINO, do PT, partido que o selecionou e indicou ao Supremto Tribunal, na condição de exemplar da ´raça negra´, sem levar em conta as circunstâncias pessoais do Ministro resulta na incompreensão do homem sob a toga do Magistrado: ali está um ser humano que o estado brasileiro sob o comando político dos condenados do PT ousou humilhar perante a humanidade condenando-o a uma prisão perpétua pelo estigma da inferioridade presumida. Condenação perpétua e eterna pois, mesmo depois de morto, daqui duzentos anos a história o descreverá como o primeiro Ministro da Suprema Corte do Brasil escolhido em razão da ´raça´ em vez do notório saber jurídico dos demais indicados para a Corte Alta.

Em primeiro escancarada e manifesta a compreensão de que ´raça´ não pode ser critério ´político´ para a inclusão em qualquer nível, pois tal critério puramente racial viola a autoestima do beneficiário, reproduzo abaixo, com revisão, meu comentário no post "Os problemas do modelo de indicação de Ministros ao STF" publicado em 27/09/12 em que abordo a questão da ´lealdade´ presumida do alforriado e a tendência da deslealdade ao sistema como comportamento do cotista em razão da violação da autoestima e da própria dignidade humana do beneficiário.

Em segundo, os petistas que apoiam a atual política federal de segregar direitos raciais revoltados cobram do Ministro Barbosa uma presumida lealdade que por lei era imposta aos alforriados daquela época. Se pudessem revogar a nomeação, como se revogavam as alforrias, a ´deslealdade´ do Ministro Joaquim há muito teria sido reconhecida e declarada a destituição. Alguns poucos alforriados preferiram perder o beneficio do que serem leais ao sistema algoz. Quase todos os cotistas serão ingratos e desleais ao sistema que os estigmatiza com o benefício mesquinho.

O beneficiário de ´cotas raciais´, precisa ser humilhado pelo estado para fazer jus ao benefício. Em recente manifestação sobre a aprovação do PL 6738/13 que cria a ´Lei de Cotas em Concusros Públicos´, em trâmite no Congresso por iniciativa da Presidenta DILMA, assim comentou OCTAVIO IANNI: "O sociólogo Octavio Ianni disse que o sistema de cotas raciais é a implementação do apartheid oficial no Brasil. Entendo que o sistema de cotas é uma aberração sob todos os aspectos: jurídico-constitucional, social e moral. É claro que é inconstitucional... Do ponto de vista moral, é inconcebível que uma pessoa verdadeiramente digna possa sentir-se honrada e orgulhosa de si mesma ocupando uma função, não pelo talento ou pelo critério do merecimento, mas pelo ´coitadismo´ do sistema de cotas...". - http://www.jornalopcao.com.br/colunas-e-blogs/orbita-juridica/sistema-de-cotas-para-negros-na-administracao-publica-e-imoral-e-inconstitucional-953/   

Porém, a despeito de seus vícios da origem mesquinha as políticas de ´cotas raciais´ não trazem consigo esse dever ´legal´ dessa lealdade e gratidão tão cobrada pelos apoiadores de cotas raciais. Os petistas e a direita em geral, que tem em José Sarney autor do primeiro projeto de lei de cotas raciais em 1997 e o maior defensor das leis de cotas raciais no parlamento, que, na condição de presidente do Congresso fez manobras para aprovar a lei do cotas raciais em 2012, precisam compreender que a segregação de direitos raciais pelo estado é uma política reacionária e racista, portanto perniciosa, pois viola a dignidade humana do beneficiário e mais que isso, traz em si o estigma do racismo com a afirmação estatal de um presumido pertencimento à ´raça inferior´ exatamente conforme a ideologia do racismo vem afirmando desde o século 18.

Julgar de forma desleal para com seus benfeitores – os antigos dirigentes do PT partido que o indicou ao STF como exemplar da ´raça´ - tem sido a tônica do Ministro: de forma inconsciente ele está afirmando não se tratar de um simples alforriado, cidadão de 2a classe,  que tenha o dever da eterna lealdade e gratidão.

Mas o que faz o Ministro é dar cabo e vida ao que ORTEGA y GASSET nos legou: " O homem é o homem e suas circunstâncias" ou na forma originalmente formulada pelo filósofo catalão: "Eu sou eu e minhas circunstâncias. Se não salvo a ela, não salvo a mim."  no caso a circunstância que o Ministro levará até o túmulo, sem salvação, é a circunstância de terem abreviado sua carreira e chegado ao STF, prematuramente, em razão das perniciosas cotas raciais praticadas pelo governante em nome do estado. Para GASSET  " não é possível considerar o ser humano, em sua individualidade, sem levar levar em conta todas as circunstância que o circunda chegando ao contexto histório em que esá inserido."

Abaixo o meu comentário de 27/9/2012, neste portal.

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/os-problemas-no-modelo-de-indicacao-de-nomes-para-o-stf

qui, 27/09/2012 - 17:13

J.Roberto Militão

              COTAS RACIAIS x ALFORRIA: a lealdade e a questão da dignidade humana

As políticas de inclusão por cotas raciais - a compulsória segregação de direitos raciais -, cujo formato na prática beneficiaram a indicação do Ministro JOAQUIM BARBOSA como modelo de exemplaridade ´racial´ para o mundo tem a mesma matriz ideológica do instituto das alforrias tão largamente utilizado no Brasil durante a escravidão – somente  utilizada extensivamente no Brasil -, e pelo qual, o senhor de escravos através da promessa do benefício em longo prazo conseguia aliados dentro da senzala para controlar dezenas, centenas, milhares e milhões de cativos.

O princípio da adoção de políticas de alforria e das cotas raciais é o mesmo: benefícia a poucos com um privilégio individual e o sistema é mantido - escravista de então, racista hoje - opressor da maioria.

O principal argumento dos defensores de cotas raciais é que preferem conviver com o racismo explícito em vez da luta incessante para a total destruição do racismo e seus ideais de segregação, discriminação e exclusão.

Porém, há uma diferença fundamental: conforme a lei no instituto da alforria o benefício era revogável pelo senhor diante de uma comprovada deslealdade ou ingratidão do beneficiário. Assim, o manumisso durante toda a sua vida era tributário de um dever legal da eterna gratidão e lealdade ao seu benfeitor. Com se vê, essa gratidão e lealdade era dever legal e quase sempre cumprida, pois, imperativa para a manutenção da própria liberdade, o maior patrimônio individual.

Não se tratava, portanto, da gratidão e da lealdade verdadeira. Era constrangedora, imposta pela lei, pois implicava ao alforriado no abandono da senzala à própria sorte, e muitas vezes, trair os planos de fuga, rebelião e luta pela liberdade de quilombolas até mesmo de seus próprios familiares. A alforria produzia humanos de 2a classe, traidores e desleais com seus semelhantes, amigos e até familiares.

Para a comprovação disso, basta se verificar que não há na história de lutas do movimento abolicionista, travada por trinta anos, não há o registro de nenhum grande líder oriundo dos alforriados. Somente pretos nascidos livres - eram portadores da dignidade humana que faltava ao alforriado - atuaram de forma heróica no movimento político pela abolição. André Rebouças, José do Patrocínio e Luiz Gama foram os mais conhecidos.

Já no instituto da segregação de direitos raciais para a inclusão através de cotas raciais, muitos defensores pensavam que funcionaria da mesma forma: que a lealdade e gratidão dos afrobrasileiros faria parte do comportamento esperado do beneficiário.

Nos EUA não foi assim. Os grandes defensores de cotas raciais sempre foram os ´democratas´ partido do Presidente OBAMA, um indivíduo que teve carreira acadêmica brilhante e foi um militante de movimentos sociais, acabou vencendo por seus próprios méritos. Porém, as grandes estrelas beneficiadas pelas cotas raciais serviram à direita do partido ´republicano´ exercendo cargos bélicos nos governos dos Presidentes Bush pai e Bush filho: foram o General Collen Power e a doutora Condolessa Rice instrumentos do imperialismo ianque contra povos do terceiro mundo. Eles serviram com docilidade ao que há de pior no racismo norte-americano. As políticas de segregação estatal em cotas raciais produzirá no Brasil notáveis servidores reacionários de direita. É da índole do sistema. Grande parte dos capitaes-do-mato sempre foi constituída por alforriados e seus descendentes.

O Ilustre Ministro BARBOSA, infelizmente está demonstrando na prática, com reiteradas decisões tendenciosas, ilegais e até inconstitucionais que o fato de ter sido indevidamente utilizado como meio exemplar ´racial´ da nossa  ´democracia racial´ na verdade foi uma violência contra a sua própria dignidade humana. A sua escolha foi amplamente noticiada como objeto de uma classificação ´racial´ e não do reconhecimento de seus méritos, em que mesmo os defensores de cotas raciais sabem que ele somente chegou ao Supremo Tribunal pelo fator ´racial´ de ser um preto e não por suas próprias e robustas condições intelectuais, reconhecimento do mérito de sua frágil produção acadêmica de jurista de escol com o notório saber jurídico que ainda não desfrutava.

Por sua trajetória carreirista, certamente chegaria aos Tribunais Regionais e até aos Superiores. Ainda jovem, esforçado e sabendo aproveitar as oportunidades do serviço público, se qualificaria para chegar à Suprema Corte.

Independente da personalidade do Ministro e de seu conhecido pavio curto, o que mais revelam as sessões de julgamento do ´mensalão´ no STF é que está presente a evidência de prazer incontido do Ministro Relator para menosprezar, desqualificar e acusar a seus benfeitores ´raciais´ e o faz no pleno exercício de seu poder e, visando, senão destruí-los, estigmatiza-los para a história, impondo a mácula da condenação judicial criminal da mais alta e respeitável direção do PT, mesmo que venha ser anulada, no futuro, ou mesmo anistiada no parlamento ou beneficiado por indulto presidencial.

Essa a verdadeira vingança pessoal, inconsciente, por ter sido escolhido e exposto ao mundo como um exemplar da ´raça negra´ na Suprema Corte, violando profundamente, a sua dignidade humana. Sem desfrutar de notório saber jurídico, e sem ter passado pelos Tribunais inferiores, o Ministro não aprendeu as contingências, liturgias, virtudes e limitações dos julgamentos colegiados. Conduziu a AP 470 como se o frade Torquemada contra as heresias da idade média. Impõe a Zé Dirceu e Zé Genoino, a tortura diária e os mandaria à fogueira se poder tivesse para tanto: eles foram hereges por não acreditarem ou não praticarem na íntegra o princípio geral da igualdade humana.

Neste sentido, por ter sido individualmente conduzido à mais Alta Corte como meio de exemplaridade racial concretiza a sempre válida e irrefutável a lição de I. KANT, consagrando a máxima da igualdade humana como núcleo da dignidade humana:  "Age de tal forma que trates a humanidade, tanto na tua pessoa como na pessoa de qualquer outro, sempre também como um fim e nunca unicamente como um meio".

Essa regra filosófica estabelece, em suma, que todo humano, todo ser racional, deve ser visto como fim em si mesmo, possuindo um valor não relativo (como é, por exemplo, um preço), mas intrínseco, íntimo ou seja, a sua própria dignidade que é violada quando utilizada para ´meio´ exemplar para qualquer fim, por mais nobre pudesse ser a finalidade.

Compreendam: o Ministro JOAQUIM e quaisquer outros afrodescendentes dignos jamais se orgulharão se escolhidos para a ocupação de um cargo qualquer de aprendiz, concurso público, vestibular na universidade ou de Ministro do STF, pelo simples fato de contemplados por um privilégio ´racial´ para ser um modelo de exemplaridade, através da segregação de direito racial por uma escolha ou de um concurso que não seja universal a todos os humanos. Nós desejamos apenas o fim do racismo e das discriminações, com a garantia da igualdade de tratamento e de oportunidades e isso não significa benefícios de privilégios ´raciais´.

O professor FÁBIO KONDER COMPARATO, com quem aprendi as bases das lições sobre os Direitos Humanos (e por contradição também ele próprio defensor de cotas raciais) em alentado estudo sobre as raízes históricas dos direitos humanos, também realça a relevância das noções kantianas de que a pessoa humana é dotada de razão e de liberdade, bem como de que jamais deve ser tratada como meio e sempre como fim em si mesmo.

Para a compreensão da ideia de dignidade humana, diz COMPARATO: "Ora, a dignidade da pessoa não consiste apenas no fato de ser ela, diferentemente das coisas, um ser considerado e tratado, em si mesmo, como um fim em si e nunca como um meio para a consecução de determinado resultado. Ela resulta também do fato de que, pela sua vontade racional, só a pessoa vive em condições de autonomia, isto é, como ser capaz de guiar-se pelas leis que ele próprio edita."

Daí decorre, conforme assinalou KANT: todo humano, tem dignidade e não um preço, como as coisas. A humanidade como espécie, e cada ser humano em sua individualidade, é propriamente insubstituível; não tem equivalente, não pode ser trocado por coisa alguma. Não pode ser utilizado como ´meio´, ou instrumento de engrenagem social.

Sobre o conceito da dignidade humana, leia mais:  http://jus.com.br/ revista/texto/7069/a-dignidade-da-pessoa-humana-no-pensamento-de-kant#ixzz27hZkMc7p 

Seu voto: Nenhum

José Roberto F. Militão, ativista contra o racismo e contra a ´raça estatal´. "Numa sociedade com a cultura de raças a presença do racista será, pois, natural." (Frantz Fanon, 1956).

imagem de Sérgio Lamarca
Sérgio Lamarca

Nassif sempre Nassif

Acertastes na mosca. Um desequilibrado apoiado pela mídia golpista.

Seu voto: Nenhum

Olha a campanha aí.

A mídia de oposição já divulga que militantes do PT ameaçam de morte Joaquim Barbosa. Deu há pouco, no Estado de MInas, um dos órgãos oficiosos de Aécio Neves: "A Polícia Federal (PF) investiga, a pedido do Supremo Tribunal Federal (STF), ameaças de morte ao presidente da Corte, Joaquim Barbosa, em perfis de redes sociais na internet." A fonte é a Veja...

http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2014/05/10/interna_politica,52...

Seu voto: Nenhum

Ele quer é aparecer na capa do Estadão a cada abuso de poder

Personalidade forte ou um mediocre, o que dizer de uma pessoa que arvorou para si o papel de carceireiro só para aparecer em manchetes como essa, tá no Estadão de hoje, estava no Estadão do 1 de Maio....

Capa do jornal O Estado de São Paulo

Seu voto: Nenhum (1 voto)

 

...spin

 

 

imagem de Pedro Penido dos Anjos
Pedro Penido dos Anjos

O de destino desse sujeito,

O de destino desse sujeito, que é um noveau riche cheio de rabichos que logo vão aparecer, é, no mínimo, o de qualquer tiranete latino-americano. Ou seja, se é que ele vai conseguir mantê-lo, é aquele apartamento comprado daquela forma exdrúxula. É uma questão de tempo.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Elifas Gonçalves Junior
Elifas Gonçalves Junior

Barbosa

Não concordo. Precisamos demais homens desse nipe em nosso país.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Severino Januário
Severino Januário

Por seus extremismos, Barbosa

Por seus extremismos, Barbosa hoje tem um papel fundamental na vida política do país. Quem deseja a instabilidade, depende da mitologia criada em torno dele. Sua imagem incorpora e reflete uma espécie de mundo surreal, onde as leis vigem mas deixam de vigir sem qualquer explicação lógica, onde as notícias surgem sem ligação com os fatos, onde o inesperado brota das mais imprevistas nascentes. Este mundo de constante imprevisibilidade e insegurança, no qual os princípios mais sólidos sofrem síncopes e lapsos e se transformam em fumaça difusa, é o ideal para a emergência de alguma ação ousada e fatal para as instituições, porque Barbosa na presidência do Supremo é a garantia de que qualquer absurdo possa vir a ser tomado como normal.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de flavio jose
flavio jose

Atitudes como estas so

Atitudes como estas so comprovam a ausencia  da educação domestica

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de MThereza
MThereza

Na época (2012) eu até podia

Na época (2012) eu até podia concordar que o stf não merecesse jb na presidência. Podia considerar Marco Aurélio Mello e Gilmar Dantas como perniciosos, mas meio folclóricos, deslumbrados mesmo. Mas hoje, diante dos ataques à lei que jb promove e do silêncio obsequioso dos outros 10, acho que se merecem. E muito. Nós é que não merecemos ter uma corte suprema desse nível. O que se esconde sob as togas, que faz com que todos se calem? Nos dão o direito de suspeitar de qq coisa, desde a mais abjeta covardia até segredos inconfessáveis, do domínio de poucos.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Profético.

Profético.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

O STF não merece ter Barbosa na presidência

Caro Nassif, permita-me discordar.

Cada povo tem o governo que merece não é mesmo?

Qaul a diferença de JB com Gilmar, Fux, Celso e Marco de Mello?

O que  o diferência é somente a truculência, a ideologia é a mesma.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

A CUT emitiu uma nota de

A CUT emitiu uma nota de desagravo ao STF.

Jornalistas com credibilidade emitirem opiniões contra o julgamento político.

O Congresso decidiu aposentar o Genoíno e não cassar o seu mandato.

A Globo e afiliadas e jornalões só enaltecendo o candidato "negro"para presidente do Brasil e achincalhando o sentimento de revolta em todos que enaltecem a verdade surrupiada deste processo. Todos nós  teocendo para que Piziolatto, lá da Itália,  mostre ao mundo topdas as verdades que foram "propositalmente" escondidas pelo Batmam ,

E todos vão ficar esperando o que ? 

Por que o Congresso não tenta destituir este herói do Fantástico ?

E a CUT , paralise as fábricas e exiga que o STF se demita ? Vocês fizeram isto no passado.

O PT, o LUla vão ficar adiando posturas e  blá, blá  que isto sim é respeito a democracia, mesmo que nos contrarie-

Jesus também pensava que Pilatos seria um "cara culto, nobre , justo, um democrata".

Está todo mundo ficando de saco cheio de levar cacetada por todos os lados que daqui a pouco a melhor alternativa será "um acordão" para se ter um presidente  aceito pela Globo, pelo Cerra, pelo FHC, pelo STF, pelo

http://www.megacidadania.com.br/o-maior-segredo-de-jb-esta-perto-do-fim/

Seu voto: Nenhum

MRE

imagem de mello
mello

Por  que  será  que  quando 

Por  que  será  que  quando  vejo  alguma  menção  ao  ministro  joca barbosa me vem a mente o abominável  delegado  fleury  ??

Seu voto: Nenhum (3 votos)

JB é o resumo do STF

Já eu acho que Joaquim barbosa deve assumir a presidência do STF, até para que se possa expor toda a podridão que aquela corte representa hoje: arrogância, discricionariedade, interpretações bastante generosas quanto a lei - no que tange os próprios negócios dos ministros, é claro, além de ser um palco político e não jurídico.

Não posso falar sobre toda a história da corte, porém, quanto a composição dos últimos 30 anos, pode-se afirmar sem sombra de dúvida: ao STF, a última coisa que importa é a lei.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Cunha
Cunha

Merece sim.  Os brasileiros

Merece sim.

 Os brasileiros que elegeram Lula e Dilma é que não merecem.

 

Seu voto: Nenhum

O STF disse que houve desvio

O STF disse que houve desvio de dinheiro público pela Visanet (uma empresa privada!) e compra de votos na Câmara (esqueceram o Senado!), sendo alguns desses votos “comprados” de deputados do próprio partido (!), e nenhum da oposição (!). Para aprovar um projeto na Câmara, que tem 513 deputados, o “esquema” teria comprado cerca de 3 ou 4 deputados (segundo a PGR e o STF)! De centenas de pessoas ouvidas no processo, NENHUMA testemunha confirmou ou pelo menos ouviu falar na existência de um “mensalão” aos deputados. Nas milhares de páginas do processo e 7 anos de investigação, não se conseguiu reunir nenhuma foto, e-mail, bilhete gravação de áudio, vídeo, nada que pudesse se transformar na primeira e única prova material do crime (!). Por iso tiveram que considerar como prova e testemunha ilibada Roberto Jefferson, um dos réus e inimigo declarado de José Dirceu, e usar contra este, uma lei inexistente, a teoria do domínio do fato, incabível para o caso, pois necessita de provas contra o réu, de acordo com o especialista no assunto, o alemão Roxin. 
Além dessas e muitas outras intrigantes questões, há mais uma que não foi esclarecida ainda: Se, como afirmou o próprio J.Barbosa e o STF, o ministro Dirceu não cometeu crime de peculato (desvio de dinheiro público) - http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,dirceu-genoino-delubio-e-silvio-escapam-da-acusacao-de-peculato,40796,0.htm ; http://www.conjur.com.br/2007-ago-24/gushiken_respondera_peculato_jose_dirceu_nao, como poderia ele ser o “chefe da quadrilha” e ter cometido crime corrupção ativa, como o STF o condenou?

----------

Notícia de 2012 do estadão: “Ao ler seu voto, o relator, Joaquim Barbosa, considerou que não havia indícios de crime de peculato por parte do ex-homem forte do governo Lula. Não houve nem discussão no plenário: os nove ministros acompanharam o voto (Barbosa conduzia mesmo o julgamento!). Com isso, Dirceu, acusado de ser o chefe da quadrilha do mensalão, e os outros três não serão denunciados pelo repasse de R$ 73 milhões do Banco do Brasil, por meio da Visanet, para agências de publicidade do empresário Marcos Valério. Segundo a denúncia apresentada pelo procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, as agências teriam repassado boa parte do dinheiro para deputados aliados e credores do PT (e para a Globo, nada?)” -------------Barbosa, pelo que tem dito Pizzolato, sabia que havia provas (no proc.paralelo 2474, que ele mantém sob sigilo) de que a acusação era falsa, então tratou de deixar Pizzolato como o único acusado nesse item da denúncia, para evitar por tudo a perder, caso as provas viessem à tona. Vejam as sutilezas do maroto.

Seu voto: Nenhum

Globo Dá Sinais de Que, se Farsa Ruir, Barbosa É Quem Vai Pagar

Globo Dá Sinais de Que, se Farsa Ruir, Barbosa É Quem Vai Pagar a Conta

por Helena Sthephanowitz publicado 21/11/2013 12:24, última modificação 21/11/2013 14:41


Conquistada a condenação dos réus da Ação Penal 470, o chamado mensalão, a Globo agora quer transferir o ônus do golpismo para o STF, mais especificamente para Joaquim Barbosa. Não parece ser por virtude, mas por esperteza, que William Bonner passou um minuto no Jornal Nacional de quarta-feira (20) lendo a notícia: "Divulgada nota de repúdio contra decisão de Joaquim Barbosa".

O manifesto é assinado por juristas, advogados, lideranças políticas e sociais repudiando ilegalidades nas prisões dos réus do mensalão efetuadas durante o feriado da Proclamação da República, com o ministro Joaquim Barbosa emitindo carta de sentença só 48 horas depois das ordens de prisão.

O locutor completou: "O manifesto ainda levanta dúvidas sobre o preparo ou boa-fé do ministro Joaquim Barbosa, e diz que o Supremo precisa reagir para não se tornar refém de seu presidente".

A TV Globo nunca divulgou antes outros manifestos em apoio aos réus, muito menos criticando Joaquim Barbosa, tampouco deu atenção a reclamações de abusos e erros grotescos cometidos no julgamento. Pelo contrário, endossou e encorajou verdadeiros linchamentos. Por que, então, divulgar esse manifesto, agora?

É o jogo político, que a Globo, bem ou mal, sabe jogar, e Joaquim Barbosa, calouro na política, não. E quem ainda não entendeu que esse julgamento foi político do começo ao fim precisa voltar ao be-a-bá da política. O PT tinha um acerto de contas a fazer com a questão do caixa dois, mas parava por aí no que diz respeito aos petistas, pois tiveram suas vidas devassadas por adversários, que nada encontraram. O resto foi um golpe político, que falhou eleitoralmente, e transformou-se numa das maiores lambanças jurídicas já produzidas numa corte que deveria ser suprema.

A Globo precisava das cabeças de Dirceu e Genoino porque, se fossem absolvidos, sofreria a mesma derrota e o mesmo desgaste que sofreu para Leonel Brizola em 1982 no caso Proconsult, e o STF estaria endossando para a sociedade a tese da conspiração golpista perpetrada pela mídia oposicionista ao atual governo federal.

A emissora sabe dos bastidores, conhece a inocência de muitos condenados, sabe da inexistência de crimes atribuídos injustamente, e sabe que haverá uma reviravolta aos poucos, inclusive com apoios internacionais. A Globo sabe o que é uma novela e conhece os próximos capítulos desta que ela também é protagonista.

Hoje, em tempos de internet, as verdades desconhecidas do grande público não estão apenas nas gavetas da Rede Globo, como acontecia na ditadura, para serem publicadas somente quando os interesses empresariais de seus donos não fossem afetados. As verdades sobre o mensalão já estão escancaradas e estão sendo disseminadas nas redes sociais. A Globo, o STF e Joaquim Barbosa têm um encontro marcado com essas verdades. E a emissora já sinaliza que, se ela noticiou coisas "erradas", a culpa será atribuída aos "erros" de Joaquim Barbosa e do então procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Joaquim Barbosa, homem culto, deve conhecer a história de Mefistófeles de Goethe, a parábola do homem que entregou a alma ao demônio por ambições pessoais imediatas. Uma metáfora parecida parece haver na sua relação com a TV Globo. Mas a emissora parece que está cobrando a entrega antes do imaginado.

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de MThereza
MThereza

Sinto muito, Nassif, mas o

Sinto muito, Nassif, mas o stf merece o presidente que tem, pois os demais ministros lhe deram asas, curvaram-se aos seus ataques verbais, tanto pelo palavreado quanto pelo tom de voz intimidatório, às suas diatribes, tentando apenas marcar posição quando discordavam, sem nenhuma atitude prática que pusesse fim aos desmandos do presidente. Até os signatários do "Manifesto" de 19 de novembro de 2013 sugerem que os demais ministros "atentem para a gravidade dos fatos dos últimos dias." (o show de ilegalidades, arbitrariedades em que se tranformou a prisão dos réus do mensalão).

Em que pese a violação ética (palavra tão na moda, mas tão em desuso) da divulgação de um laudo médico, li em algum lugar o resultado do exame psicotécnico que barrou a entrada do sr. jb no Itamaraty. Estão lá todas as características de personalidade que hoje conhecemos bem. Esse homem enlouqueceu, de vez. Ele não pode ter NENHUM cargo de responsabilidade em NENHUM lugar. Não pode trabalhar nem num lava jato automático.  Deve ser aposentado por invalidez permanente.

Soube que José genoíno está no hospital, passando mal desde ontem à noite, com sisntomas graves, mas jb não se move de seu pedestal. Se Genoíno morrer (toc, toc, toc), jb nem poderá ser acusado de assassinato, por inimputável. 

Seu voto: Nenhum

Joaquim Barbosa e o STF

A meu ver o STF e, por extensão, a própria elite brasileira nunca fizeram outra coisa, a não ser, defender seus próprios interesses, mesmo antes do Joaquim Barbosa. O que me dói e me deixa triste e piorou muito um Judiciário, que já era, e sempre foi ruim e também  antidemocrático, são as indicações do Lula e da Dilma, não só para o STF mas, também, para outras instâncias do próprio Judiciário e da PGR, com raras exceções, claro. O Lula e a própria Dilma, com este papo de atitude republicana de indicar o primeiro da lista, prestaram um grande desserviço à democracia brasileira. O Lula e a Dilma tentaram de todos os meios e formas se conciliarem com a elite e, esta, apesar de ter sido muito bem atendida em sua ganância por poder e dinheiro, nunca deixou a mínima dúvida queria tudo, inclusive a cabeça do Lula e do PT, pelo visto conseguiram.  Mesmo com o massacre que o PT, o Lula e a Dilma estão sofrendo, e sempre sofreram, eles ainda são cheios de dedos para comentarem esta afronta que o Judiciário e Joaquim Barbosa estão cometendo à frágil democracia brasileira . O Lula se orgulha de ter enchido os bolsos da elite e do PIG, durante seus dois mandatos, e a Dilma é a baboseira da tal "mídia técnica" que despeja bilhões de reais de dinheiro público, na tentativa vã, de conseguir algum agrado da grande mídia, que não esconde de ninguém seu desejo de ver o PT e seus  membros extintos de uma vez por todas. A Dilma teve o desplante de ir ao aniversário de 90 anos da Folha de São Paulo, que ajudou a transportar presos políticos para serem torturados. Logo ela que foi barbaramente torturada. Sua primeira atitude na presidência deveria ser a de cortar qualquer relação com este jornal e seus proprietários, e proibir qualquer membro ou órgão do governo a ter alguma relação institucional com esta empresa e seus proprietários. Aliás, se não me engano, ir ao aniversário da Folha, foi seu primeiro compromisso público como presidenta da República. Como eleitor do PT, desde a sua fundação, me sinto completamente enganado e sem nenhuma esperança no futuro político do Brasil. 

Seu voto: Nenhum

Jogo midiático para destruir o STF - quem melhor destrói?

STF: Joaquim Barbosa diz que Gilmar Mendes "está destruindo a Justiça" Presidente do STF rebateu o colega e encerrou sessão logo depois

 

Os  ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, presidente da corte, e Joaquim Barbosa tiveram uma nova discussão durante a sessão plenária desta quarta-feira, já no final da tarde. Ao avaliar uma das ações do dia, Mendes disse que Barbosa "julga por classe" e não tem condições de "dar lição de moral". As informações são do G1.    Joaquim Barbosa diz que Gilmar Mendes "está destruindo a Justiça" Gil Ferreira, STF   /—  Vossa excelência está destruindo a Justiça deste país e vem agora dar lição de moral em mim. Saia à rua ministro Gilmar — disse Barbosa para Mendes.  
— Eu estou na rua — disse Mendes. 

— Vossa excelência não está na rua não. Vossa excelência está na mídia, destruindo a credibilidade do Judiciário brasileiro. É isso — disse Barbosa. 

— Vossa excelência quando se dirige a mim não está falando com os seus capangas do Mato Grosso, ministro Gilmar. O senhor respeite — acrescentou. 

Discussão anterior

Esta não foi a primeira vez que os ministros discutiram em plenário. Em setembro de 2007, os dois já haviam se desentendido. O bate-boca começou quando Mendes propôs votar novamente, com a presença de todos os 11 ministros que integram o STF, uma questão decidida em uma ocasião anterior, quando um dos ministros não estava. 

– Ministro Gilmar, me perdoe a palavra, mas isso é 'jeitinho'. Nós temos que acabar com isso – disse Barbosa na ocasião. 

Em resposta, Mendes disse que não iria responder à provocação. 

– Vossa Excelência não pode pensar que pode dar lição de moral aqui – retrucou Mendes, em 2007. 

A discussão desta quarta ocorreu apenas um dia antes de Gilmar Mendes completar um ano à frente da presidência do Supremo. Nesse período, o presidente do STF se envolveu em polêmicas com o Congresso Nacional, acusado por parlamentares de usar o STF para tomar decisões de competência do Poder Legislativo. 

Mendes também enfrentou embates com a Polícia Federal, após acusar a corporação de "espetacularizar" suas operações, e com o Ministério Público, ao dizer que o controle externo do órgão sobre a PF é algo "litero-poético-recreativo".

Seu voto: Nenhum
imagem de josé adailton
josé adailton

ONISCIÊNCIA

"Seus seguidores e os exploradores da sua imagem são os mesmos que aplaudiram o linchamento da Escola de Base, do Bar Bodega, os mesmos que exploraram a religiosidade mais obtusa, o preconceito mais escancarado, o ódio mais acendrado, o esgoto mais fétido que já jorrou da mídia."

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Urgente !

URGENTE: GENOINO É TRANSFERIDO PARA O INCORhttp://www.brasil247.com/pt/247/poder/121507/Urgente-Genoino-%C3%A9-transferido-para-o-Incor.htm :  Diretor do presídio da Papuda determinou há poucos instantes que o deputado José Genoino seja submetido a um exame do coração, após suspeita de infarto, e a transferência dele para o Instituto do Coração de Brasília; a informação foi obtida em primeira mão por 247; o juiz da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, Ademar Silva de Vasconcelos, segue para o local; enquanto isso, defesa aguarda decisão do ministro Joaquim Barbosa sobre pedido para que o parlamentar cumpra pena em casa; crise de grandes proporções à vista 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Estou de saco cheio por tudo que vem acontecendo no país, e nós democratas, não fazemos nada.

Eu inclusive. Parece que estamos todos anestesiados, que fomos dopados. Mas essa lombra vai passar e vamos acordar.

Eu creio !!!

gAS

Nassif, com o perdão da

Nassif, com o perdão da dissidência, mas esse Colegiado merece sim o Joaquim como Presidente....o grupo é fraquíssimo........Influenciável.....pra não dizer outra coisa. 

Seu voto: Nenhum

Será?

Do jeito que está merece sim, quem não merece é o país.

Seu voto: Nenhum

Petição pela exclusão de Joaquim Barbosa do STF

Prezados,

Inseri esta petição no Avaaz. Gostaria que ocorressem bastante adesões. Quem sabe? Não merecemos um magistrado que não obedece nem as decisões do Conselho Nacional de Justiça, mesmo estando na presidência do órgão, com o único intuito de se promover. A petição é dirigida ao Congresso Nacional.

http://www.avaaz.org/po/petition/Pela_exclusao_de_Joaquim_Barbosa_do_STF...

Abraços a todos

 

Seu voto: Nenhum

http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2013/11/21/

Notícia fresca: Genoíno sofre princípio de infarto.

Do uol.com.br

 

O deputado federal licenciado José Genoino (PT-SP), preso pela condenação no julgamento do mensalão, teve um princípio de infarto nesta quinta-feira (21) e foi levado para o Incor (Instituto do Coração) de Brasília.

 

Seu voto: Nenhum
imagem de JoaoMineirim
JoaoMineirim

Penso que o JB age por pura

Penso que o JB age por pura vaidade. Vontade de ter o nome em um capítulo da história. Não me assustarei se for retratado como um herói e ter os defeitos minimizados. Um protagonista no "combate à corrupção".

Seu voto: Nenhum
imagem de Jose Emilio
Jose Emilio

Juiz ou Bandeirinha

Vai vaticinar asim lá na.....!

Quer dizer, nesse tempo todo podemos concluir que o JB, nao está apto nem para ser bandeirinha!

José emílio Guedes Lages- Belo Horizonte

Seu voto: Nenhum

Globo dá sinais de que, se

Globo dá sinais de que, se farsa [do mensalão] ruir, Barbosa é quem vai pagar a conta
http://www.redebrasilatual.com.br/blogs/helena/2013/11/globo-da-sinais-de-que-se-farsa-ruir-barbosa-e-que-vai-pagar-a-conta-4280.html

Seu voto: Nenhum

Assinatura: WanderleyKuruzu Rossi Jr.

O irresponsável político Joaquim Barbosa

Janio de Freitas: Joaquim Barbosa é um fora-da-lei

 

 

Enviado por  on 21/11/2013 – 11:15 am 

Janio de Freitas, veterano que – por ser veterano – goza de uma rara liberdade na grande imprensa, denuncia fortemente a postura criminosa e bárbara de Joaquim Barbosa. O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) optou pelo espetáculo, submetendo suas decisões à lógica irracional da mídia e não à racionalidade da justiça, que deve ser ancorada no humanismo e no respeito às garantias.

A vida de Genoíno foi, desnecessariamente, exposta a um grande risco. Ainda está exposta. Este é o herói da mídia! Este é o homem que Roberto Damatta, colunista do Globo, disse que ganharia facilmente uma eleição presidencial, “e no primeiro turno”, depois de afirmar que também votaria nele.

Essa é a direita nacional: sádica.

Marcelo Coelho, ainda na Folha, desempenha o triste papel de porta-voz de Luis XIV, e explica ao povão que as Bastilhas são necessárias e boas. Mas Coelho se atrapalha todo. Admite que Genoíno não é corrupto, e que ele foi preso por ser “corruptor”. Aí é mais bizarro ainda. O Brasil tem mesmo que prender os corruptores, mas obviamente estes ocupam os degraus mais altos da pirâmide. Se Coelho admite que Genoíno não tem posses para ser considerado corrupto, é mais estranho ainda que lhe atribua características de corruptor.

Ele foi presidente do PT e avalizou empréstimos. Ok, mas os empréstimos foram pagos, e as contas do PT no período em que foi presidido por Genoíno foram devidamente aprovadas.

Aí Coelho fala que “houve encontros de Genoíno com líderes do PTB e do PP.” Mais uma vez, estamos diante de uma situação surreal, em que a criminalização da política atingiu um nível tão alto que o simples fato de um presidente de partido encontrar-se com dirigentes de outras legendas é usado como prova de crime.

Abaixo, o petardo de Freitas contra Barbosa, o fora-da-lei.

O show dos erros – JANIO DE FREITAS
FOLHA DE SP – 21/11

O estado de Genoino já era conhecido quando Joaquim Barbosa determinou que o sujeitassem à viagem

No primeiro plano, o espetáculo criado para a TV (alertada e preparada com a conveniente antecedência) mostrou montagem meticulosa, os presos passando pelos pátios dos aeroportos, entrando e saindo de vans e do avião-cárcere, até a entrada em seu destino. Por trás do primeiro plano, um pastelão. Feito de mais do que erros graves: também com o comprometimento funcional e moral de instituições cujos erros ferem o Estado de Direito. Ou seja, o próprio regime de democracia constitucional.

Os presos na sexta-feira, 15 de novembro, foram levados a exame de condições físicas pela Polícia Federal, antes de postos em reclusão. Exceto José Genoino, que foi dispensado, a pedido, de um exame obrigatório. Experiente, e diante de tantas menções à saúde inconfiável de José Genoino, o juiz Ademar Silva de Vasconcelos, a quem cabem as Execuções Penais no Distrito Federal, determinou exame médico do preso. Era já a tarde de terça-feira, com a conclusão de que Genoino é portador de “doença grave, crônica e agudizada, que necessita de cuidados específicos, medicamentosos e gerais”.

José Genoino não adoeceu nos primeiros quatro dias de sua prisão. Logo, deixá-lo esses dias sem os “cuidados específicos”, enquanto aqui fora se discutia se é o caso de cumprir pena em regime semiaberto ou em casa, representou irresponsável ameaça a uma vida –e quem responderá por isso?

A rigor, a primeira etapa de tal erro saiu do Supremo Tribunal Federal. A precariedade do estado de José Genoino já estava muito conhecida quando o ministro Joaquim Barbosa determinou que o sujeitassem a uma viagem demorada e de forte desgaste emocional. E, nas palavras de um ministro do mesmo Supremo, Marco Aurélio Mello, contrária à “lei que determina o cumprimento da pena próximo ao domicílio”, nada a ver com Brasília. O que é contrário à lei, ilegal é. O Conselho Nacional de Justiça, que, presidido por Joaquim Barbosa, investe contra juízes que erram, fará o mesmo nesse caso? Afinal, dizem que o Brasil mudou e acabou a impunidade. Ou, no caso, não seria impunidade?

Do mesmo ministro Marco Aurélio, além de outros juristas e também do juiz das Execuções Penais, veio a observação que localiza, no bojo de mais um erro gritante, parte do erro de imprevidência temerária quanto a José Genoino. Foi a já muito citada omissão da “carta de sentença”, que, se expedida pelo ministro Joaquim Barbosa, deveria anteceder o ato de reclusão. E só chegou ao juiz competente, para instruí-lo, 48 horas depois de guarda dos presos.

Com a “carta de sentença”, outra comunicação obrigatória deixou de ser feita. Só ocorreu às 22h de anteontem, porque o destinatário dissera às TVs não ter o que providenciar sobre o deputado José Genoino, se nem fora comunicado pelo Supremo da decisão de prendê-lo. Presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves vai submeter a cassação do deputado ao voto do plenário, e não à Mesa Diretora como uma vez decidido pelo Supremo. Faz muito bem.

Mas o Ministério da Justiça tem mais a dizer. E sobretudo a fazer. O uso de algemas durante o voo dos nove presos transgrediu a norma baixada pelo próprio ministério, que só admite tal imobilização em caso de risco de resistência ou fuga. Que resistência Kátia Rabello, Simone Vasconcelos, José Genoino poderiam fazer no avião? E os demais, por que se entregariam, como fizeram também, para depois tentar atos de resistência dentro do avião? Além de cada um ter um agente no assento ao lado. O uso indevido de algemas, que esteve em moda para humilhar empresários, é uma arbitrariedade própria de regime policialesco, se não for aplicado só quando de fato necessário. Quem responderá pela transgressão à norma do próprio Ministério da Justiça?

Com a prisão se vem a saber de uma violência medieval: famílias de presos na Papuda, em Brasília, precisam dormir diante da penitenciária para assegurar-se, no dia seguinte, a senha que permita a visita ao filho, ao pai, marido, mulher. Que crime cometeram esses familiares para receberem o castigo desse sofrimento adicional, como se não lhes bastasse o de um filho ou pai na prisão?

Medieval, é isso mesmo a extensão do castigo à família. Na Brasília que diziam ser a capital do futuro. Assim até fazem sentido a viagem ilegal dos nove para Brasília, as algemas e outros castigos adicionais aplicados a José Genoino e outros. E que vão continuar.

janio

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Marcelo Netto
Marcelo Netto

BARBOSA X JEITINHO BRASILEIRO

Eu vi, o mundo passa pelos meus olhos e não pelos ouvidos como para os messiânicos!

Dou um singelo exemplo das muintas que aconteceram neste julgamento: O plenário do supremo aprovou o uso de uma tabela de penalizaçãoes apresentada por Celso de Mello, mas a Sra. Rosa Weber quando lhe coube aplicou uma tabela de sua criação, daí algumas das confusões... Não só para o Joaquim mas para muitos de nós vale aquilo que o Milton eternizou:

Caráter, bondade alegria e amor

Pois não posso

Não devo
Não quero
Viver como toda essa gente
Insiste em viver
E não posso aceitar sossegado

Qualquer sacanagem ser coisa normal?

Se ele, (O Bastião) algumas vezês fraquejou é porque os espelhos, (absolutamente impermeáveis), são intransponíveis.

Seu voto: Nenhum
imagem de snoopy
snoopy

na verdade, o objetivo maior

na verdade, o objetivo maior da atuação do jb é 2014... não tenham dúvidas senhores, essas imagens da prisão da cúpula do pt sendo presa será mostrada intensamente durante as eleições... o mentirão será usado de forma sistemática nos debates, e mais importante, a presidenta dilma poderá ficar nervosa e perder o debate do segundo turno (sim, já estou pensando lá na frente)... daí o meu apelo, a presidenta não é a melhor opção pra 2014, devemos ir com o presidente lula... espero que não venham chorar sobre o leite derramado em outubro de 2014 e venham a dizer "bem que o snoopy avisou lá atrás"... eu venho repisando este tema e ninguém me dá ouvidos, e ainda tem um coxinha ou outro que insiste em me conferir uma estrelinha..

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Weyll
Weyll

Dá  a impressão que o Joaquim

Dá  a impressão que o Joaquim se comporta como um condenado a viver na companhia de um algoz de quem não consegue fugir. É daqueles traumas adquiridos ainda na infância.

Seu voto: Nenhum
imagem de maria rodrigues
maria rodrigues

Nem podemos dizer que Joaquim

Nem podemos dizer que Joaquim Barbosa está sendo obtuso, grosseiro, ou coisa que o valha. Ninguém sabia, ao certo, quem era esse sujeito. Um sujeito que coseguiu ser o mais ridículo de todos os ministros da mais alta corte do Brasil, e que está conseguindo fazer dessa casa um lugar de patacoadas, de mesmice, de coisas pequenas, é isso porque nunca foi diferente. 

Não é necessário ser psicanalista pra entender a pobreza desse Joaquim. Ele nasceu e cresceu pobre, aproveitou as chances que a vida lhe deu, e aprendeu muita coisa. Infelizmente não conseguiu aprender a burilar seus sentimentos. Ele pensa e age como um ser complexado, que tem ódio das pessoas que não lhe fizeram mal, e age, também, como capacho de quem hoje tá floreando suas ideias (Globo, por exemplo), enchendo seu ego, porque, a bem da verdade, ele é isso mesmo: um total complexado, por isso agressivo, mas que tá se imaginando lá no alto do Poder. Ele é realmente isso, porque isso está em sua essência. 

Nestas alturas dos acontecimentos eu fico pensando que Lula não tem coragem de pôr a cara a tapa porque deve fazer, a cada dia, um mea-culpa. Lula, pra se diferenciar dos outros presidentes, criou esse ministro, e foi na primeira, pensando apenas na cor do infeliz. Fez o que deveria ter sido um feito, e até certo ponto o foi. Acontece que o sujeito não corresponde, e atenta contra tudo que Lula é, que Lula fez, que Lula gostaria de hoje estar vendo. 

Com toda certeza, Lula sabia que seu partido não escaparia de um julgamento, bem como das muitas bordoadas que levariam todos os petistas. Por outro lado, nem mesmo os mais aguerridos na luta pela desqualificação do PT podiam sequer imaginar que justamente ministros que Lula indicou para o STF fosem tão sem preparo, e tão absolutamente agressivos para com réus primários, que nada fizeram para merecerem esse tempo todo de angústia, com seus nomes jogados no lixo. 

Do que estou gostando mesmo é de ver todas as páginas daqui e de outros blogues, sujos, como as do 247, com matérias que apresentam a indignação de nós, que queremos justiça, e nunca essa coisa nojenta que estamos a presenciar.

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de josé adailton
josé adailton

IGUAIS

Nos bastidores, o PT trabalha para atrasar ao máximo o início do processo de cassação de Genoino com o intuito de que o caso não comece a ser analisado na Câmara antes de uma definição da aposentadoria. Isso porque com a concessão do benefício ele não teria que enfrentar o processo de cassação.

 

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/11/1374459-preso-genoino-pede-para-camara-acelerar-definicao-sobre-aposentadoria.shtml

Se a notícia for verídica torço para o deputado consiga seu intento.Mas, fazendo um paralelo, não podemos julgar ninguém, nem mesmo JB.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

As ´cotas raciais´: o dever de lealdade do Ministro JOAQUIM

       reproduzindo...Re: O erro de entender o STF como técnico e politicamente neutroimagem de J.Roberto MilitãoRe: O erro de entender o STF como técnico e politicamente neutro

sáb, 29/09/2012 - 18:34

J.Roberto Militão

       JOAQUIM BARBOSA - uma escolha política viciada pelo racismo de ´cotas raciais´

       Concordando com a tese de André Araújo - o dever de lealdade -, observo, porém, que na indicação política (racial) do Ministro JOAQUIM o dever de lealdade ao sistema que o indicou não devia ser presumido conforme alega o ANDRÉ, pois, viciada na origem pela indicação exemplar em bases raciais, prevalecendo no caso, a máxima de ORTEGA Y GASSET: "o homem é ele e suas circunstâncias".

       No caso, a implícita presunção de inferioridade do Ministro implicou numa redução de sua auto-estima e é uma violação de sua própria auto-estima. O dever de lealdade do cotista passa a ser a intransigente defesa do sistema de segregação de direitos raciais - das cotas raciais - em si, e não do sistema político que o indicou.

        Costumo argumentar, de forma empírica, e nunca fui contestado pelos especialistas, que as cotas raciais nos EUA somente produziram notáveis reacionários de direita. CONDOLESSA RICE e COLIN POWER são expressões máximas: beneficiários dos programas induzidos pelos democratas se alinharam à direita republicana e serviram com grande lealdade aos governos Reagan, Bush pai e Bush filho. Desde o final dos anos 1960 não surge nenhuma grande liderança afro-americana na luta contra o racismo. A única exceção é SPIKE LEE nos limites das artes que tem colocado sempre na luta contra o racismo. Mas não é político. Portanto, nos EUA as políticas de cotas raciais defendidas pelos democratas desde o Presidente Kennedy e implementadas por Johnson, produziram serviçais dispostos aos serviços sujos dos republicanos.

       Por outro lado, os efeitos sociais das cotas raciais, apesar da exemplaridade midiática, produziu uma tragédia no seio da comunidade afro-americana. Nos EUA, em 1970, cerca de 30.000 ou 0,1% de afro-americanos estavam nas prisões, em 2010, com OBAMA na Presidência mais 2,5 milhões, cerca de 6% estão sob custódia da justiça.

       Os dados da tragédia social, são explicadas pelo professor WALTER WILLIANS, importante economista e pesquisador afro-americano: as cotas raciais reduziram a auto-estima, especialmente de jovens e crianças que não se orgulham dos feitos de seus pais que, pensam, apenas foram beneficiados pelo critério racial.

        Reafirmando a compreensão de que ´raça´ não pode ser critério ´político´ de direito, reproduzo aqui, com revisão, meu comentário no post "Os problemas do modelo de indicação de Ministros ao STF" publicado em 27/09 em que abordo a questão da ´lealdade´ presumida do alforriado e a tendência de não ser leal ao sistema como comportamento do cotista, em razão, da auto-estima e da própria dignidade humana do beneficiário.

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/os-problemas-no-modelo-de-indicacao-de-nomes-para-o-stf

qui, 27/09/2012 - 17:13

J.Roberto Militão

              COTAS RACIAIS x ALFORRIA e a questão da dignidade humana:

         As políticas de cotas raciais que beneficiaram o Ministro JOAQUIM BARBOSA como modelo de exemplaridade tem a mesma matriz ideológica do instituto das alforrias tão largamente utilizado no Brasil escravocratra, pelo qual, o senhor de escravos através da promessa do benefício a longo prazo conseguia aliados dentro da senzala para controlar dezenas, centenas de cativos.

        O princípio sociológico da alforria e de cotas raciais é o mesmo: benefício a pouco com um privilégio individual e mantenho o sistema - escravista de então, racista hoje - opressor da maioria.

         Porém, há um diferença fundamental: no instituto da alforria o benefício era revogável pelo senhor diante de uma deslealdade ou ingratidão do beneficiário, assim, o manumisso durante toda a sua vida tinha um dever legal de gratidão e lealdade. Com se vê, essa gratidão e lealdade era devida e quase sempre cumprida, pois, imperativa para a manutenção da própria liberdade. Não era, portanto, a gratidão e lealdade verdadeira. Era constrangedora pois implicava no abandono da senzala à própria sorte, e muitas vezes, trair os planos de fuga, rebelião e luta pela liberdade.

      Comprovando isso não há na história do movimento abolicionista nenhum grande líder oriundo dos alforriados. Somente pretos nascidos livres atuaram no movimento político pela abolição. André Rebouças, José do Patrocínio e Luiz Gama foram os mais conhecidos.

         Já no instituto das cotas raciais, muitos defensores pensavam que funcionaria assim: que a lealdade e gratidão faria parte do comportamento esperado do beneficiário. O Ilustre Ministro BARBOSA está demonstrando, na prática, que o fato de ter sido indevidamente utilizado como exemplar racial da nossa falsa ´democracia racial´ na verdade é uma violência contra a sua própria dignidade humana, pois objeto de uma classificação ´racial´, em que, por presunção, mesmo os defensores de cotas raciais sabem que ele somente chegou ao Supremo Tribunal pelo fato ´racial´ de ser preto e não por suas próprias e robustas condições intelectuais e do saber jurídico notório.

     Independente da personalidade do Ministro e de seu conhecido pavio curto, que merecem o devido respeito, o que mais revelam as sessões de julgamento do STF é que há evidência de prazer incontido do Ministro Relator para menosprezar a seus benfeitores ´raciais´, no pleno exercício de seu poder e, senão destrui-los, estigmatiza-los, impondo a mácula da condenação judicial, mesmo que venha ser anulada, no futuro, ou mesmo anistiada no parlamento ou beneficiado por indulto presidencial.

      Em verdadeira vingança pessoal, inconsciente, por ter sido escolhido e exposto ao mundo como um exemplar da ´raça negra´ violando profundamente, a sua dignidade humana. Neste sentido, sempre válida e irrefutável a lição de I. KANT, consagrando a máxima da igualdade humana:  "Age de tal forma que trates a humanidade, tanto na tua pessoa como na pessoa de qualquer outro, sempre também como um fim e nunca unicamente como um meio".

          Essa regra filosófica estabelece, em suma, que todo humano, aliás, todo ser racional, como fim em si mesmo, possui um valor não relativo (como é, por exemplo, um preço), mas intrínseco, ou seja, a sua própria dignidade que é violada quando utilizada para ´meio´ exemplar para qualquer fim, por mais nobre pudesse ser.

        JOAQUIM e qualquer outro afro-brasileiro digno, jamais se orgulharão de serem escolhidos para a ocupação de um cargo qualquer, de aprendiz a Ministro da mais Alta Corte, pelo simples fato de um privilégio ´racial´ para ser um modelo de exemplaridade, através de um privilégio com a segregação de direito e o concurso não ser univeral.

         A doutrina de MARIA HELENA DINIZ esclarece: "Para o jusnaturalismo de Kant, sendo racional e livre, o homem é capaz de impor a si mesmo normas de conduta, designadas por normas éticas, válidas para todos os seres racionais que, por sua racionalidade, são fins em si e não meios a serviço de outros. Logo, a norma básica de conduta moral que o homem se pode prescrever é que em tudo o que faz deve sempre tratar a si mesmo e a seus semelhantes como fim e nunca como meio. Aplicada à conveniência jurídico-social, essa norma moral básica transmuda-se em norma de direito natural. "  ( Maria Helena Diniz, Compêndio de introdução à ciência do direito, 7. ed. – São Paulo: Saraiva, 1995, p. 39/40.)

Leia mais: http://jus.com.br/revista/texto/7069/a-dignidade-da-pessoa-humana-no-pensamento-de-kant#ixzz27hW8Em8w

       FÁBIO KONDER COMPARATO, de quem aprendi as bases dos Direiots Humanos (e por contradição também ele próprio defensor de cotas raciais) em alentado estudo sobre as raízes históricas dos direitos humanos, também realça a relevância das noções kantianas de que a pessoa humana é dotada de razão e de liberdade, bem como de que jamais deve ser tratada como meio, para a compreensão da idéia de dignidade: "Ora, a dignidade da pessoa não consiste apenas no fato de ser ela, diferentemente das coisas, um ser considerado e tratado, em si mesmo, como um fim em si e nunca como um meio para a consecução de determinado resultado. Ela resulta também do fato de que, pela sua vontade racional, só a pessoa vive em condições de autonomia, isto é, como ser capaz de guiar-se pelas leis que ele próprio edita."

            Daí decorre, como assinalou o filósofo, que todo humano, tem dignidade e não um preço, como as coisas. A humanidade como espécie, e cada ser humano em sua individualidade, é propriamente insubstituível; não tem equivalente, não pode ser trocado por coisa alguma.

            Pela sua vontade racional, a pessoa, ao mesmo tempo que se submete às leis da razão prática, é a fonte dessas mesmas leis, de âmbito universal, segundo o imperativo categórico – ‘age unicamente segundo a máxima, pela qual tu possas querer, ao mesmo tempo, que ela se transforme em lei geral’.

Leia mais: http://jus.com.br/revista/texto/7069/a-dignidade-da-pessoa-humana-no-pensamento-de-kant#ixzz27hZkMc7p            AVATAR COMENTOU:—

qui, 27/09/2012 - 20:59

IV Avatar do Rio Meia Ponte

 

Militão,

" Até parece que Lula esperava algum favor de Barbosa ao indicá-lo, para usar suas palavras, ao "alforriá-lo". O certo seria que a indicação tivesse sido feita pelo movimento negro, na Argentina é assim mas não no Brasil. Quando não há nenhum preto nas Instituições o movimento negro reclama. Agora que, por conta de Lula, há, questionam alegando que Lula "esperou retorno". O retorno que Lula e todos nós esperamos é que Barbosa, como qualquer outra, se comportasse como juiz e não como advogado de acusação. Militão, respeito sua pessoa e sua luta em defesa dos pretos mas no mínimo vc foi injusto com Lula, até mesmo pq Barbosa foi escolhido, sim, por ser preto, como forma de inclusão social dos pretos, isso foi bastante simbólico  e não ocorreria num governo de extrema-direita do qual hoje Barbosa é pupilo, neste sentido foi uma lástima a indicação de Barbosa. 

Afinal de contas não há como perdoá-lo por ter sido cordeirinho do pig e ter aceitado a instalação desse Tribunal de Exceção recheado de ineditismos."

 então respondi ao AVATAR:

             Prezado, não acusei o LULA, nem ao ZÉ DIRCEU, apenas afirmo a minha oposição contra o estado fazer políticas em bases raciais e o faço em defesa da dignidade humana de todo afro-descendente. 

             No caso o Doutor JOAQUIM, sem dúvida foi sim uma indicação/exigência do movimento negro e foi escolhido exatamente pela cor preta de sua pele e não pelo excelente curriculum pois existem outros conceituados juristas, doutrinadores, com curriculuns e obras acadêmicas incomparavelmente superiores. 

             A dedução que ouso dizer é que inclusão por tais critérios raciais violam a dignidade humana do beneficiário pelas razões tão bem sintetizadas na máxima do iluminismo quando KANT consagra a igualdade como pré-requisito para a dignidade humana e que o mestre COMPARATO tão bem enuncia e ora reitero: "Ora, a dignidade da pessoa não consiste apenas no fato de ser ela, diferentemente das coisas, um ser considerado e tratado, em si mesmo, como um fim em si e nunca como um meio para a consecução de determinado resultado. Ela resulta também do fato de que, pela sua vontade racional, só a pessoa vive em condições de autonomia, isto é, como ser capaz de guiar-se pelas leis que ele próprio edita.". LULA, ZÉ DIRCEU como SARNEY, como você e eu, não são culpados da cultura racial que carregamos herança de uma sociedade vincada pelo racismo e eles de fato acreditam em ´raça´ e acreditam em políticas em bases raciais.

            Enfim, o Ministro BARBOSA não faz ou deixa de fazer um julgamento justo e judicialmente neutro "por ter sido cordeirinho do Pig " ou adotado critérios heterodoxos na avaliação das provas e motivações políticas dos fatos e ilícitos objetos da AP 470. Ele, ao contrário dos alforriados, não tem o DEVER LEGAL de lealdade.

           O que estou avaliando é que a condição de exemplaridade racial para indicação ao STF não condiz com a dignidade humana e ao fazei-lo, quem o fez, e quem o fizer, estará sempre gerando humanos violados em seu patrimônio íntimo: o da própria auto-estima.  A eles BARBOSA, LULA, ZÉ DIRCEU ou SARNEY - todos defensores de cotas raciais, que involuntariamente se tornaram referências no estudo futuro das perversas políticas raciais brasileiras do século 21, são o que ORTEGA y GASSET se esmerou em constatar: são humanos e suas circunstâncias.

     Portanto, não acuso ninguém, apenas constato que no conceito de circunstância do pensamento filosófico de ORTEGA (eu e minhas circunstâncias) pois o eu não se separa da circunstância e essa condição passa a ser tudo o que rodeia o eu: a realidade cósmica, o ambiente político, a corporalidade, a vida psíquica, a cultura em que se vive, nela incluida também as experiências acumuladas no tempo. E influencia o julgamento do Ministro no STF.

      A respeito, das ´circunstâncias e do eu´, excelente artigo do prof. José Maurício de Carvalho, expert em GASSET:. http://www.cfh.ufsc.br/~revista/rch43-2/RCH43-2_artigo_1.pdf  

         AVATAR, é injusto dizer: "Afinal de contas não há como perdoá-lo por ter sido cordeirinho do pig e ter aceitado a instalação desse Tribunal de Exceção recheado de ineditismos." 

       Penso que deve perdoa-lo sim, pois o Ministro JOAQUIM em vez de algoz de seus benfeitores, está sendo vítima de suas circunstâncias: embora esforçado, dedicado a aprimorar sua inteligência, circunstancialmente somente foi reconhecido pela cor e não pelos próprios méritos. A cor ou a ´raça´ do Ministro JOAQUIM jamais poderia ter sido um dos critérios para a sua indicação ao cargo. É isso que quro dizer.

      Resta, nesta oportunidade triste, neste episódio macabro e mesquinho da nossa geração continuar lutando e denunciando que critérios raciais para incluir, são injustos, contrariam a lei natural e violam a dignidade humana do beneficiário. O que devemos fazer é impedir que outros milhares, milhões de afro-brasileiros padeçam dessa insidiosa violência contra a própria dignidade humana. A dignidade humana do Ministro JOAQUIM foi violada quando escolhido na condição de exemplar racial. Eu o compreendo: é ele e suas circunstâncias.

abraço p/consideração.

Seu voto: Nenhum

José Roberto F. Militão, ativista contra o racismo e contra a ´raça estatal´. "Numa sociedade com a cultura de raças a presença do racista será, pois, natural." (Frantz Fanon, 1956).

JB tem problemas sérios ,isso

JB tem problemas sérios ,isso já está claro para todo mundo há muito tempo. O que a gente não sabia é que os demais tb não eram lá essas coisas... Imagine uma Corte com 11 membros deixar-se manipular por um cara como JB. Em qq lugar, JB ia ficar falando e ninguém daria a mínima... No STF ele manda. Ora, resta óbvio que tem magistrado mais pirado e que JB e alguns safados a ponto de aproveitar que o cara é maluco mas tá na presidência, para resolver seus problemas a custa da exposição da Corte, já que o prejuízo vai pra conta do Barbosa. É claro que não vai... Pelo menos, no que diz respeito a mim, não! Os maiores responsáveis pelo constrangimento que o STF está passando são os ministros que se aproveitaram da maluquice de JB para fazer politicagem e posar de moralistas...  Não quero saber de interpelar maluco quero ouvir os outros; quero ouvir esses caras explicando POR QUÊ, rasgaram todo o ordenamento do país por ordem de Napoleão Bonaparte... Não existe explicação para o que os ministros do STF fizeram; dizer, agora, que armaram contra os réus pq Napoleão mandou é para colocar todos numa camisa de força e, os demais, vamos combinar, de malucos, não tem nada. Seu Ayres Britto, seu Fux e seu GM, colocaram JB na frente e acuaram os outros... Não é desculpa.... Não queriam arrumar confusão para preservar a imagem da Corte? Muito nobre mas não arrumar barraco e votar com o maluco ( não quero nem saber quem foi o gênio que teve esssa ideia ), expôs a Corte duplamente. Além da exposição óbvia, agora, o constrangimento maior, o STF exposto como uma Corte sem qualificações técnicas e, pelo jeito, isso vai rodar mundo. As coisas que a gente ouviu nesse julgamento parecem ter sido elaboradas, apenas, para gerar confusão mesmo, de tão absurdas.

Comecei a me preocupar, no dia em que JB acusou o PLENÁRIO de fazer chicana e ninguém deu a mínima. Vale lembrar que qdo o mesmo aconteceu com o Ministro Lewandowski, foi um salseiro medonho e as redes sociais, blogs,comunidade jurídica, em peso e até mesmo os meios de comunicação desceram a lenha no presidente. Já o plenário, não mereceu, por parte da sociedade, qq manifestação de indignação. O que ficou demonstrado é que para boa parte da sociedade  JB tem que saber com quem se mete; esse aqui vc não vai bagunçar, não... o resto pode esculachar pq é tudo galinha de casa... E quem é responsável pela falta de vergonha na cara dos demais membros da Corte, é JB? Não. Vergonha na cara a gente traz de casa; a toga não dá e nem tira.

Minha avó dizia que quem quer ser respeitado tem que se dar ao respeito; sempre achei isso meio sem sentido mas, tô começando a entender... Troquei minha foto no Twitter ( JD ) para a sessão de ontem e coloquei a do Revisor, imaginando que o clima iria pesar no plenário. Pois bem, não consegui nem dar RT em nada pq qdo eu via a foto acompanhando o texto a sensação era mais de falsidade ideológica do que de solidariedade ou apoio. Troquei a foto, rapidinho... Isso é respeito.

Ora, se UM ministro pode, enfrentar essa situação ( JB na preisdência, relatoria, promotoria, perícia, costura e carimbos ), sem fazer barraco, sem ser omisso e sem abrir mão da técnica... pq os demais não puderam? Eles não quiseram e isso não tem nada aver com JB. acharam que era a grande chance de inventar coisas e deu nisso aí... Agora, o país, espera a Globo autorizar o STF a não matar o Genoíno, por exemplo. A culpa é de JB?

Seu voto: Nenhum
imagem de Cláudio José
Cláudio José

UM BOM NOME

Nassif nos temos bons juízes como o Walter Maierovitc, que infelizmente, está fora do supremo, não sei por que? 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Genaro
Genaro

Nassif; Acho que você errou

Nassif;

Acho que você errou no título, somente dois ministros do supremo não merecem ter o Barbosa como presidente, os demais merecem até coisa pior.

Porém ontem esperava uma reação para colocar os pingos nos Is, mas infelizmente até mesmo o Lewandowski e o Teori participaram do coro mudo e hipócrita dos demais.

Só existe uma hipótese que eu acho pouco provável, será que a tal reunião foi as portas fechadas?

A quem recorreremos?

Genaro

 

Seu voto: Nenhum

Nassif, o Gilmar Mendes não

Nassif, o Gilmar Mendes não difere muito do Joaquim Barbosa, a não ser pela melanina.

Em arrogância e truculência, são identicos. Acho até que o Gilmar é mais nocivo à sociedade brasileira que o Barbosa.

O Gilmar é aceito pelas elites, é um deles. O Barbosa não, é descartável, depois que usado será jogado fora. 

E o pior que o bobão não percebe isso.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Estou de saco cheio por tudo que vem acontecendo no país, e nós democratas, não fazemos nada.

Eu inclusive. Parece que estamos todos anestesiados, que fomos dopados. Mas essa lombra vai passar e vamos acordar.

Eu creio !!!

gAS

Mas o constrangimento físico de um doente...

Mas nada se iguala ao injustificado constrangimento físico a um doente recém operado do coração. Isto ultrapassa qualquer comentário já feito ou imaginado. Qual o nome para isto... não ouso dizer. Esta é a questão de hoje, o resto, mesmo medonho, virou resto.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Quem não desconfia de si próprio não merece a confiança dos outros (ditado árabe).

imagem de armando botelho
armando botelho

O mais importante dentro

O mais importante dentro disto tudo é respeitar as opiniões , mas que o contraditório seja igualmente respeitado . Neste assunto do Min. Barbosa , eu não compartilho desta campanha de difação e desqualificação do Ministro , que deságua no desejo da militancia ptista de anular todo o processo do mensalão , o que evidentemense não seria possivel.

Agora todo este movimento contra o STF , coloca a nossa democrácia em risco , isso é um outro fato e pessoas equilibradas do  nipe de Lula e Dilma , não compartilham desta campanha contra um dos poderes e ainda bem que assim seja , senão estariamos nos piores dos mundos.

Então acho que ja é tempo de esfriar a cabeça , porque vem por ai o julgamento do mensalão tucano , e que sera concerteza cheio de polêmicas.  Vamos aguardar com tranquilidade.

Sauidações a todos .

Seu voto: Nenhum
imagem de FabioS
FabioS

O que assusta é o presidente

O que assusta é o presidente de um dos poderes da República ir a uma reunião “secreta” em outro país e nenhum senador cobrar esclarecimento, como também é estarrecedor que ninguém no Senado peça explicações para a necessidade de os réus serem presos em Brasília, ou explicações para o “erro” ou “engano” na expedição do mandado de prisão cometido pelo presidente do poder judiciário.

Às vezes as pessoas esquecem, mas de acordo com a constituição federal, não é o presidente da República o cargo mais importante do país. Tem o mesmo poder, porém dentro  das respectivas competências, os que comandam os outros poderes, o legislativo e o judiciário.  Por que o Senado não atua? Ficará inerte por quê? O que motiva o silêncio dos senadores? Vai saber.

Seu voto: Nenhum
imagem de PauloBR
PauloBR

Barbosa não tem dores de

Barbosa não tem dores de coluna e trabalha em feriado para prender os condenados petistas, com direito a pirotecnias ais como viagens aéreas, algemas e prisão em regime fechado. Os outros? Para os outros, que não são petistas, a Justiça pode esperar e as costas doem.

E logo mais tirará férias, ou licença. Irá para Miami, passar um tempo no apartamentozinho da JB Assas. E fazer palestras (ou seria receber ordens e orientações) em Yale. E será capar da Veja, umas trrês ou quatro vezes, em 2014. E se perfilará ao lado de Jânio e Demóstenes nom panteão dos moralistas.

Dai-me paciência para suportar o Barbosa, pois se me deres força ...

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Durvalino
Durvalino

..... alguem tem de enterrar

..... alguem tem de enterrar os defuntos  !!   entao, q seja JOAQUIM BARBOSA.

 

ha serviços q precisa-se de luvas para executa-lo e sua ritualizaçao eh o q torna o show midiatico. ha os q se incomodam e os q aplaudem .

agora, numa coisa todos concordam:  alguem tem de enterrrar os defuntos.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Leonardo SoPa
Leonardo SoPa

Parece até mentira essa

Parece até mentira essa história contada por um cidadão comum....eu mesmo não acreditei quando ouvi do meu amigo....

Até que um dia ele me mostrou a carta que Joaquim Barbosa esqueceu dentro de uma revista num voo Brasilia-Rio em que meu amigo sentou proximo a ele.

Dentro da revista tinha uma carta de um jornalista rasgando elogios ao ministro...e TODOS os adjetivos que foram usados na carta foram sublinhados por Joaquim....TODOS....claramente uma pessoa que pauta sua ação no STF buscando holofotes....elogios....loas....

 

 

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+296 comentários

Compreendo sua indignação na forma de ele ter se portado durante o julgamento, mas de certa forma a sua ignorância () é uma virtude sobre o que ocorre no STF, caso soubesse o motivo da forma de agir do Ilmº. Joaquim Barbosa sua indignação e forma de agir seriam muito pior que a dele. Antes de ser um ministro do STF ele é um ser humano, não esqueça disso.

 

   Merece sim sempre foi cheio de "mimos" vamos lembrar anulou julgamento de assasino confesso só porque usou algemas durante o julgamento para validar a proibição delas nos amigos, anulou o julgamento com provas do Dantas só porque foram agentes da ABIN que colheram e no LINXAMENTO do mensalão não foi necessario provas bastava a potencialidade do acusado faz tempo que a nossa alta corte está precisando de JUIZES de FATO. O unico paradigma que deveria ser quebrado é a aplicação da lei.

 

Não ha nada encoberto que não venha a ser revelado.

Eu não tinha a menor idéia do que é o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. Na minha ingenuidade acreditava que era composto por homens sábios, discretos, escolhidos por sua capacidade de decidir com sabedoria e dignidade e que mantinham uma postura de respeito frente a seus iguais e seus humilhados acusados. Nem de longe imaginava que iria assistir a cenas tão grotescas de perseguição implacável e autoritária, de oportunismos, modificando datas. Não havia a menor seriedade de ouvir realmente o que pensavam seu pares,  visões diferentes das suas.

Fiquei pensando que alguns desses juizes já tinham decidido tudo, que o processo foi direcionado como, por exemplo, levar em consideração o que eles queriam como provas ou indícios e a não incorporar no processo o que poderia inocentá-los.

Tomamos consciência disso por causa do REVISOR que sempre chamava os seus pares à razão mas apenas a minoria não se sentia subjugada.

A situação foi ficando cada vez mais indecorosa com muitas palavras ditas para parecerem erudições diante da mídia, mas que se voce prestasse bem atenção veria que nada era dito que verdadeiramente justificasse o voto sempre seguindo o RELATOR. Aliás essa forma de julgar deveria ser modernizada. Mais interessante seria cada um julgar e condenar aceitando as diversas percepções e depois poder-se-ia fazer a média aritmética dos anos de encarceramento individualmente por se  tratarem de seres humanos e não serem tratados em "blocos" como foi feito, de forma bem medieval.

Claro que os advogados deverão pedir revisão de todos os erros observados e nem sei se eles podem recuperar "provas de inocencia" deixadas de lado.

Falo da minha indignação como ser humano vendo entrar em minha casa essas atrocidades que muito mal estar nos causou.

 

O Nassif é preconceitoso, Barbosa é um mininstro digno para dirigir o STF. Nassif tem essa raiva toda porque O MINISTRO foi implacavel no julgamento do Mensalão, condenando Dirceu, Genoino e Delúbio, é essa a dor de cotovelo do nobre jornalista. Você faz parte da legião de blogueiros progressistas que faz jornalismo chapa branca.

 

Olha o Barbosão TÁ MUITO BEM CONCEITUADO NAS REDES SOCIAIS, eu sei q está desagradando um certo pessoal mas vai ser a glória vê-lo na presidência do STF!

 

Excessos do Ministro Joaquim à parte, me admiro quando vejo as pessoas defendendo um Desembargador como Lewandowski, que lança mão de manobras travestidas de argumentos legais para defender interesses escusos de mafiosos do planalto. É compreensível que Joaquim, assim como quem tem capacidade de "enxergar" a verdade, não aguente mais tanta hipocrisia, mau caratismo e desfarçatez. Não consigo acreditar que os comentários aqui não levem em conta que essa é uma das poucas vezes que se pretendeu punir colarinhos brancos corruptos, que se apoderaram e apoderam, com a nossa ajuda, dos cargos políticos do Brasil e confabulam, há anos, - protegidos pelas lacunas de nossas leis - artimanhas pavorosas e secretas para proporcionar-lhes o máximo ganho de vantagens pessoais possível. E quem paga essa conta? ... o tolo e cego brasileiro. Os que conseguem "enxergar", se contorcem de indignação. Brasil, meu Brasil brasileiro...

 

Descabida tanto a sua opinião como a sua defesa dela..."desmoralizar a mais alta corte"? Desmoralizar perante quem? Perante a opnião pública que conhece e sabe o que é STF, ela já está bem para lá de desmoralizada. Um Supremo que teve em Gilmar Mendes, um de seus últimos presidentes, com a arrogência e as atitudes que desmoralizaram essa corte, não pode ir mais abaixo de onde já se encontra. Desmopralizar perante a sociedade conservadora? Seja mais claro Nassif...ou se esqueceu das tentativas de desmoralizar quem queria moralizar a Justiça, retirando totalmente a autonomia e legitimidade do CNJ, ou o abrandamento das punições a juízes sabidamente corrúptos, ou os Danieis Dantas da vida? O ministro Joaquim, muito as avessas de seu comentário, tem sim trazido um pouco de credibilidade ao Supremo, a despeito de seu destempero vez ou outra... 

 

Barbosa vai ser a Marina Silva de 2014?

 

LS

Já dizia a maxima "para algumas pessoas é melhor dar dinheiro do que autoridade" neste caso tambem se aplica Freud " A pessoa com Complexo de Inferioridade procura compensar sua insuficiência real ou suposta, seja pela tentativa de sobressair em qualquer atividade física, artística ou cultural, o que constitui uma reação positiva, seja procurando vencer seu estado de inferioridade por artimanhas, agindo, consciente ou inconscientemente, com astúcia, cautela e pedantismo, a fim de apresentar aos outros caracteres que realmente não possui"

 

Seu comentário se aplica muito bem a Lula... concorda?

 

"O Supremo não pode correr esse risco de desmoralização alçando-o à presidência."

Para um supremo já desmoralizado nada melhor que um presidente como o joaquim.

Será a cereja no bolo mofado.

 

Ele é tão ministro quantos os outros. Foi nomeado do mesmo modo. Embora a tradição não seja obrigatória, ela nunca foi quebrada, ao que me consta. Vão quebrar a tradição justamente quando chega a vez do único negro na corte ser presidente? Isso não iria parecer preconceituoso?

Não lembro de ter visto tanta grita quando da "eleição" de Gilmar Mendes para a presidência do STF. Gilmar Mendes não me parece ser uma pessoa muito equilibrada. No entanto, é ministro, foi presidente e o mundo não se acabou.

A não "eleição" de Joaquim Barbosa traria mais prejuízos do que benefícios. Não há nada mais contraproducente quando se quer criticar uma pessoa do que a colocar na posição de vítima indefesa. Nassif, é exatamente isso que está ocorrendo aqui. Colocando-me na perspectiva de um leitor com excesso de zelo e dotado de alto grau do chamado "politicamente correto", há perigosos indícios de "politicamente incorreto" neste post. 

Esse tipo de campanha anti-Barbosa pode torná-lo um herói ainda maior aos olhos daqueles que "aplaudiram o linchamento da Escola de Base, do Bar Bodega, os mesmos que exploraram a religiosidade mais obtusa, o preconceito mais escancarado, o ódio mais acendrado, o esgoto mais fétido que já jorrou da mídia". Eles podem pensar que o mesmo está sendo perseguido por "ter feito justiça". E por ser negro...

Todos já sabiam das virtudes e defeitos do homem quando de sua nomeação. Repito, ele é tão ministro quantos os outros, tão ministro quanto, por exemplo, o nada tranquilo Gilmar Mendes, que foi "eleito" presidente numa boa.

Portanto, muita calma nessa hora... Toda a pertinência da crítica pode ir pelo ralo pela dureza com que se referem a um homem que, pelo simples fato de ser o único negro na corte suprema, espelha um ponto sensível de nosso país.

 

"o mundo é um saco de merda se rasgando. não posso salvá-lo."

 

Acho que você não percebeu que o problema aqui não é a cor, mas a conduta. Qualquer ministro que desrespeite os demais e a corte pode ser advertido. Falar que 'não devemos fazer vista grossa' na hora que outro ministro está votando? Isso é o quê? Ele já deu suas cacetadas discutindo em baixos termos com Gilmar Mendes, que evitou o confronto o quanto pôde. Subiu-lhe à cabeça o papel de, na expressão feliz do Nassif, Torquemada - ele se acha acima dos demais e irretrucável. Diz o que quer e não pretende ouvir resposta. Supremas cortes não são teatros onde se encenam comédias baratas nas quais os personagens dizem frases de efeito, riem, choram, xingam, etc. Cada ministro só tem direito a um voto - não pode interferir no voto alheio! Todos os ministros são obrigados, pelo regimento, a conduzir-se de maneira educada e civilizada com relação a seus pares. Barbosa infringe essa norma reiteradamente - sob o aplauso ridículo de uma mídia partidarizada. Saber ele tem, competência idem - mas como Nassif ressalta, conduz-se de maneira desequilibrada. Não dá pra ter 'bullying' e 'bad boys' no STF. É uma desmoralização da Corte. O voto de cada ministro é soberano e pessoal - Barbosa ainda não entendeu isso, ao que parece. Ele não está acima de quem quer que seja ali, embora pose como se estivesse.

 

Nassif, Lula foi advertido, mas não ouviu. Há um Boletim de Ocorrência, registrado numa delegacia de Brasília, contra ele, feito pela sua própria esposa, Edileuza, que sofreu ataque violento dele. Ele bateu na própria esposa ( ! ) Lula foi informado, mas não ligou.

 

Discordo. O Barbosa está quebrando paradigmas. "Toda unanimidade é burra" - Nelson Rodrigues - Jornalista (acho)

 

É triste ver que pessoas tão instruidas-que dominam de forma magnifica, a ponto de persuadir pessoas, a arte de escrever- saia eem críticas tão duras ao minstro Joaquim Barbosa. É bem verdade que ele fale além do necessário. Mas, quando se cala para uma inverdade, quando prevalece o silêncio em prol de uma "paz", puni-se severamente alguem. Nesse caso a sociedade, que por negligência ou por terceirizar a responsabilidade fica alheio da real justiça (leia-se direitos e garantias) que a CF/88 se propos à alcançar. Justiça que tem havido 2 pesos e 2 medidas a depender de quem se fara exercer o direito. Se for um pobre miserável, que aclama pelas políticas públicas desse país voltadas na imensa maioria das vezes aos benefícios dos burgueses, que urge pelos serviços cujas verbas se perdem pelo caminho e fica por isso mesmo é aplicado a lei do modo frio e doloroso, porém se for um Excelentíssimo senhor qualquer que o custo benefício do seu custo-trabalho para esse país é tão eficiente quanto plantar rosas no deserto, aplica-se o "jeitinho brasileiro", a vista grossa, a falta de provas.

 

DISCORDO, em gênero, número e grau da afirmação descabida de que a eleição do Ministro Joaquim Barbosa para a Presidência do Supremo Tribunal Federal vá desmoralizar essa corte. O que desmoraliza, não só o STF como quem o colocou lá, é a presença como Ministro de Dias Toffolli que, além de não ter notório saber jurídico - nenhuma titulação acadêmica fora o indispensável bacharelado e 2 (duas) reprovações em concurso para juiz no Estado de São Paulo - demonstrou não ter também nenhum caráter, ao não se declarar impedido de participar do julgamento do seu ex-chefe e mentor José Dirceu. E opor-se energicamente à postura narcisista e equivocada de Ricardo Lewandowski que, inconformado de ser Revisor, quer assumir as funções de maior e justa relevância do Relator nessa Ação Penal 470 - no que, aliás, foi justa e corretamente coibido pelo Ministro Ayres Britto no competente exercício da Presidência da Suprema Corte do País - é apenas natural e normal para um homem da estatutra moral e intelectual de Joaquim Barbosa. Conduzir Joaquim Barbosa à Presidência do Supremo Tribunal Federal é manter essa casa no mais alto nível de competência e dignidade.

 

Parabens pelo comentário!

acertou em cheio;;;

 

Talvez os leitores não saibam, mas juiz, promotor ou procurador corrupto, se for descoberto, pode não ser demitido, mas aposentado. Ora, se para casos graves não há uma verdadeira punição, por que haveria para os casos em que estes indivíduos insultam ou agridem colegas e servidores? Pergunte a qualquer servidor ou advogado em qualquer tribunal e vocês saberão de casos de abusos de poder dessas pessoas. Tais atos ficam impunes porque quem julga juiz?

 

O Ministro Joaquim Barbosa tem passado dos limites. Muita gente defende esse comportamento, no entanto, no dia em que encontre um "servidor público" que faça as mesma coisas com elas, tudo se transformará em um absurdo. (juízes não se consideram servidores públicos, mas eles são o próprio estado, pesquisem em livros e sites).

 

Em tempo: a crítica aqui feita não é sobre o conteúdo dos votos do Ministro, mas de sua postura quando outros juízes proverem convencimento diferente do seu. A livre convicção é princípio basilar da magistratura e é assegurada pela norma jurídica brasileira.

 

Lula comenta mensalão está no conversaafiada. Penso que não da para ir contra a maré. Quem indicou Gurgel e Barbosa e a maioria dos ministros atuais foi o governo petista. Sendo assim concordo com o ex-presidente Lula, no governo petista as coisas não vão para debaixo do pano, como nos governos anteriores. Essa é a saída de gênio do metalúrgico.

 

Franklin.

Cada vez mais os comentários, dos que consideram organização petista como uma santidade, adquirem tom de comédia.

Quantos e quantos comentaristas, que postam diariamente, e que orgulhosa e pomposamente ostentam a fachada de "politicamente corretos" , vem fazendo afirmações racistas.Não é nada ostensivo, mas tá lá, nas entrelinhas. Cheguei a ler sobre a escuridão, obscuridade, pretos, cotas.

A que ponto chegaram.

O Lewandoviski então, foi alçado a condição do "maior jurista do mundo" . O próprio Nassif, tempos atras, postou uma tal de "carta aberta ao ministro lewandoviski", na qual fazia criticas pesadas ao mesmo.

EHEHEHEHEHEH

 

A "carta aberta" do Nassif de que me recordo não foi dirigida ao Min. Lewandovski, mas ao ministro Ayres de Brito. 

 

E eu gosto de ver quando o min. Lewandovski, calmo, no controle da situação, deixa o min. Barbosa nervoso e ter chiliques um atrás do outro. Morro de rir, quá-quá-quá...

 

Continue a morrer de rir, afinal, o "Levando Vantajowisk" está defendendo o chefe da máfia que meteu a mão em dinheiro público, roubando a nação brasileira, da qual você faz parte... continue rindo da própria desgraça...

 

O PIG começa a desconstruir o JB como presidente do STF e sabemos a quem interessa a estratégia.  Doravante o PIG dará uma no cravo e outra na ferradura: Competente para ser o relator da AP470, mas desqualificado para ser o presidente do STF. Acredito que não será pior ou igual ao gilmar. Pelo menos não se vê declarações e entrevistas explicitas no PIG  e não pratica atividades partidárias e/ou  atividades empresarias.  

 

O título do post poderia ser :  "O STF não merece ter Barbosa na presidência... durante o julgamento do PSDB". Na hora de julgar o patriciado , querem derrubar o Torquemada. É muita cara de pau... para dizer o mínimo.

 

Após essa chamada do Ministro Marco Aurélio de Mello, acredito que o medo de Joaquim Barbosa de não ser aprovado para a Presidência do STF vai obrigá-lo a se controlar e parar com os barracos.  Mas quando já estiver na Presidência sua truculência e seus chiliques voltarão, sem dúvida. Não se iludam Ministros. Impeçam essa decadência do STF.

 

Demarchi

Nassif,

A maioria dos comentários já espelha exatamente qual o pensamento dos brasileiros. Precisamos de gente séria, o que não quer dizer que os demais membros do STF não o sejam, mas é preciso ser e demonstrar. O "rolo compressor" amedronta e o medo é um sentimento diferente da competência. "Seja quenta o frio, morno eu vomito...", lembra? A Barbosa o que é de Barbosa, dentro ou fora da quota.

 

 

Se liga Nassif. Barbosa só presta pra julgar petista?

 

"Ah, os que quisemos preparar terreno para a bondade não pudemos ser bons. Vós, porém, quando chegar o momento em que o homem seja bom para o homem, lembrai-vos de nós com indulgência." Bertold Brecht

Marco Aurélio no R7 teme Barbosa como presidente do STF. Eu duvido que o segundo não seja eleito presidente, pareceria discriminação, golpe etc. É a vez dele não a o que fazer. Tem muita gente mal informada, para muitos o dito ministro é um herói e digo mais, dizem que Lula é quem o indicou e unem o mito petista ao Barbosa e descolam o metalúrgico do PT.  A coisa ta feia.

 

Franklin.

Nassif... vc é muito "transparente" mesmo!

O Ministro Joaquim Barbosa é um dos poucos que podem se dar ao luxo de perder a paciência pq não tem nada a esconder.

A atitude dele não foi correta, mas isso não o desabilita a exercer a presidência do Supremo. Até Jesus perdeu a paciência e expulsou os comerciantes do templo.

Que comentário limpo, heim Nassif.

 

Desculpe discordar, mas Jesus não pode ser comparado a Barbosa.

Primeiro porque Jesus tinha domínio próprio, temperança e equilíbrio.

Segundo que Jesus nunca quis o papel de Juiz, como ele diz:

“Eu não vim para julgar o mundo, mas para salvá-lo” (Jo 12,47)

 

Sim, claro. É do respeito a opinião alheia que se faz uma sociedade fraterna.

No entanto, foi dito que Barbosa perdeu a paciência. E que Jesus perdeu a paciência em uma certa ocasião.

Em nenhum momento foi dito que pode-se comparar o Min. Barbosa e Jesus...

Quem fez a comparação foi você.

Bem, cada um interpreta como lhe é conveniente.

Mas, infelizmente o mundo ainda precisa de Juízes e da Justiça dos homens, pois o ser humano não é capaz de conviver em sociedade sem lesar ninguém.

 

 

Pati, questões raciais à parte, ministros de suprema corte não podem assediar verbalmente os demais, interrompendo seus votos para fazer comentários desairosos ou grosseiros. Barbosa já fez isso mais de uma vez, mais de duas, mais de três ... já causou vários 'barracos' verbais contra outros ministros que tentaram até evitar o confronto, mas foram obrigados, em algum momento, a responder. Se ele é promotor e gosta de acusar, deveria ficar no MP mesmo. Além disso, está se mostrando excessivamente parcial e partidário - o que contamina a independência do órgão julgador máximo brasileiro. Isso é péssimo.

 

Falou e disse e direto ao ponto!

 

Se é a vez de Barbosa ele tem que assumir. Lula não deveria telo indicado a ministro, mas o fez, agora é aguentar o tranco.

 

 

Franklin.

Quem indicou o Joaquim para o STF? O erro começou la , e como o Levandoski e o mais novo de todos que era advogado do PT e amigo do Dirceu  , O Toffoli. Assim como na Venezuela em que o ChavÉz domina o STF de la com o projeto de cem anos no poder  , aqui o objetivo era o mesmo. Mas aparentemente fugiu do controle , é a criatura destruindo o criador. Enquanto isso a democrácia vai para o espaço causada pela ância do poder.

 

Logo o Botelho Pinto falando de democracia, um contumaz troll fascista.

 

Meu caro, o cidadão acima se identificou com Armando Botelho, e não como este que vos escreve, Botelho Pinto, o verdadeiro, o BP das mulheres, o contumaz troll fascista e esquizofrênico que desintegra as estruturas dos internautas alienados e descerebrados.

Botelho Pinto fala de si mesmo na terceira pessoa, como o jogador de futebol boçal e hipócrita, mas Botelho é capaz de reconhecer uma filha sem exame de DNA, se for pai.

Botelho Pinto nunca escreverá "ância", meu insigne camarada. Como todo democrata, Botelho Pinto é radicalmente a favor da democracia, desde que a democracia seja a favorável de Botelho Pinto.

Meu nome é Pinto. Botelho Pinto.

Aprenda.

 

Meu caro, o cidadão acima se identificou com Armando Botelho, e não como este que vos escreve, Botelho Pinto, o verdadeiro, o BP das mulheres, o contumaz troll fascista e esquizofrênico que desintegra as estruturas dos internautas alienados e descerebrados.

Botelho Pinto fala de si mesmo na terceira pessoa, como o jogador de futebol boçal e hipócrita, mas Botelho é capaz de reconhecer uma filha sem exame de DNA, se for pai.

Botelho Pinto nunca escreverá "ância", meu insigne camarada. Como todo democrata, Botelho Pinto é radicalmente a favor da democracia, desde que a democracia seja favorável a Botelho Pinto.

Meu nome é Pinto. Botelho Pinto.

Aprenda.

(Agora com correção ortográfica).

 

Duas coisas:

1) Tivemos Mendes como Presidente da corte, e sobrevivemos. Sobreviveremos também ao Barbosa

2) Se os ministros tivessem mandato fixo (8 anos?) ou tivessem que ser escolhidos entre juizes de carreira, seria diferente? Talvez sim, talvez não. O fato é que no STF temos um tribunal político e não técnico, e para resolver isso seria necessário repensar o sistema judicial brasileiro, nos moldes da simplificação feita na Austrália, de forma que só chegassem ao supremo questões realmente constitucionais, e não a quantidade enorme de coisas que vai pra lá dormir em alguma gaveta por longos anos.

 

O golpe hondurenho quer interditar Lula, assista ao vídeo

http://ajusticeiradeesquerda.blogspot.com.br/2012/09/a-verdade-da-ap-470-doa-quem.html

 

 

...spin

 

 

 

 

...spin

 

 

 

D.Joaquim Barbosa I - O Único - “Mensalão”: A bala de prata e o rito sumário da boca de urna - A grande vítima de Joaquim Barbosa é a democracia - "Mensalão" é o Abílio Diniz de 1989"É somente na minha pessoa que reside o poder soberano… é somente de mim que os meus tribunais recebem a sua existência e a sua autoridade; a plenitude desta autoridade, que eles não exercem senão em meu nome, permanece sempre em mim, e o seu uso nunca pode ser contra mim voltado; é unicamente a mim que pertence o poder legislativo, sem dependência e sem partilha; é somente por minha autoridade que os funcionários dos meus tribunais procedem, não à formação, mas ao registro, à publicação, à execução da lei, e que lhes é permitido advertir-me, o que é do dever de todos os úteis conselheiros; toda a ordem pública emana de mim, e os direitos e interesses da nação, de que se pretende ousar fazer um corpo separado do Monarca, estão necessariamente unidos com os meus e repousam inteiramente nas minhas mãos."*  Essas palavras ditas aí em cima, caberiam perfeitamente no atual momento de Joaquim Barbosa. A exposição exacerbada na midia, aliada a uma necessidade de provar que não chegou onde chegou por ser negro, pela cota. Durante esse julgamento vários artigos e comentários surgiram. A favor e contra. Não se pode negar um fato: houve corrupção, há corrupção. Pode-se até aceitar que, daqui para frente os conceitos mudem e passe a ser mais elástica a análise de lavagem de dinheiro, peculato, etc. Mas não se pode rasgar a constituição. Está agora mesmo, no congresso, em discussão, a alteração do código penal. Tornar, por exemplo, desvio de dinheiro público hediodndo.  Mais:http://www.obroguero.com/2012/09/djoaquim-baroba-i-o-unico.html  “Mensalão”: A bala de prata e o rito sumário da boca de urna O “mensalão” é a Miriam Cordeiro do Serra Saul Leblon, Carta Maior 

A história não permite incluir no âmbito da mera coincidência a decisão do relator Joaquim Barbosa de calibrar o julgamento do chamado do “mensalão”, de modo a levar a discussão sobre o ex-ministro José Dirceu à boca da urna, nas eleições de 7 e 28 de outubro próximo. 

Ao fazê-lo, o relator abastece a cartucheira conservadora com mais uma daquelas balas de prata de que se vale frequentemente a direita brasileira quando parte para o tudo ou nada, sem deixar tempo ao adversário ou ao eleitor para reagir. O conservadorismo sempre teve um aliado canino nesses botes. Agora pelo jeito tem dois. 

O parceiro tradicional é a cobertura esperta da mídia “isenta”, que nunca sonegou a essa tocaia o amparo “factual” que a legitima, e mais que isso, inocenta o capanga e criminaliza o alvo. 

O rito sumário na boca da urna é uma das especialidades eleitorais desse jornalismo. Às vezes, só há tempo para um jogo de fotos. Nisso também eles são bons.
Mais:
http://novobloglimpinhoecheiroso.wordpress.com/2012/09/23/mensalao-a-bala-de-prata-e-o-rito-sumario-da-boca-de-urna/     A grande vítima de Joaquim Barbosa é a democracia
Agora é a criminalização de Dilma? 
PAULO MOREIRA LEITE 

Muitas pessoas ficaram surpresas quando Joaquim Barbosa mencionou Dilma Rousseff no Supremo. Para reforçar a ideia de compra de votos, Joaquim citou um depoimento em que Dilma se confessou surpresa com a rapidez com que o Congresso aprovou o novo marco regulatório de energia elétrica. A mensagem do voto do ministro, exaustivamente repetida pelas emissora de TV, tem um elemento malicioso. A “surpresa” de Dilma seria, claro, era uma prova do mensalão. O ministro não disse, mas permitiu que todos ouvissem: sem o mensalão, o marco regulatório não teria saído com a rapidez que surpreendeu a ministra-presidente. A resposta do Planalto, em nota oficial, foi rápida. Responsável pelas negociações do marco regulatório ocorridas no Senado, Aloizio Mercadante também se manifestou.Mais:O Esquerdopata: A grande vítima de Joaquim Barbosa é a democracia 

"Mensalão" é o Abílio Diniz de 1989
Por Paulo Henrique Amorim, no blog Conversa Afiada:

O timing do julgamento do mensalão, combinado entre o mervalismo pigânico e o Supremo, in tandem, fará com que o Ministro relator – clique aqui para ler as considerações de Mauricio Dias sobre o Ministro Joaquim Barbosa – peça a condenação de José Dirceu na véspera da eleição.

Ali Kamel e Silvia Faria, de sentinela, divulgarão a notícia a tempo de alertar todos os eleitores sobre a degola de Lula e Dilma (já que a condenação de Dirceu isso significa).

Leia mais>>>


 

 

 

 

 

 

 

 

...spin

 

 

Essa tentativa de levar, por parte do relator, o pedido de condenação de Dirceu para às vésperas das eleições é boca-de-urna descarada contra o PT.

Fora Joaquim Barbosa !

 

Jorge Vieira

se assim for, que bom! pois estou farto de boca de urna e compra de votos a favor do PT!

 

O julgamento já teria terminado há muito tempo se o Lewandowski não tivesse protelado por 6 meses, a coincidência de datas deve ser o pior dos pesadelos dele no momento.

 

O julgamento do mensalão tucano já teria terminado se o pig quisesse. Mas o mesmo STF justiceiro de hoje considerou que os tucanos praticaram caixa 2 de campanha eleitoral e extinguiram os 79 politicos tucanos da ação, nem processados serão, já era. Como tem maria vai com as outras que repete tudo o que o pig fala, que nem papagaio.

 
Re: O STF não merece ter Barbosa na presidência
 

Acho que houve uma inversão nas indicações.  Neste caso, para mim o PATRIOTA  significa VENDIDO p/ a Casa Grande !!!

 

 

"A democracia é o pior sistema de governo do mundo. À exclusão de todos os demais” ...Churchill.