Revista GGN

Assine

O SUS, a ironia e o mau gosto

Por Nina Crintzs

Eu, o SUS, a ironia e o mau gosto

Há seis anos atrás eu tive uma dor no olho. Só que a dor no olho era, na verdade, no nervo ótico, que faz parte do sistema nervoso. O meu nervo ótico estava inflamado, e era uma inflamação característica de um processo desmielinizante. Mais tarde eu descobri que a mielina é uma camada de gordura que envolve as células nervosas e que é responsável por passar os estímulos elétricos de uma célula para a outra. Eu descobri também que esta inflamação era causada pelo meu próprio sistema imunológico que, inexplicavelmente, passou a identificar a mielina como um corpo estranho e começou a atacá-la. Em poucas palavras: eu descobri, em detalhes, como se dá uma doença-auto imune no sistema nervoso central. Esta, específica, chama-se Esclerose Múltipla. É o que eu tenho. Há seis anos.

Os médicos sabem tudo sobre o coração e quase nada sobre o cérebro – na minha humilde opinião. Ninguém sabe dizer porque a Esclerose Múltipla se manifesta. Não é uma doença genética. Não tem a ver com estilo de vida, hábitos, vícios. Sabe-se, por mera observação estatística, que mulheres jovens e caucasianas estão mais propensas a desenvolver a doença. Eu tinha 26 anos. Right on target.

Mil médicos diferentes passaram pela minha vida desde então. Uma via crucis de perguntas sem respostas. O plano de saúde, caro, pago religiosamente desde sempre, não cobria os especialistas mais especialistas que os outros. Fui em todos – TODOS – os neurologistas famosos – sim, porque tem disso, médico famoso – e, um por um, eles viam meus exames, confirmavam o diagnóstico, discutiam os mesmos tratamentos e confirmavam que cura, não tem. Minha mãe é uma heroína – mãos dadas comigo o tempo todo, segurando para não chorar. Ela mesma mais destruída do que eu. E os médicos famosos viam os resultados das ressonâncias magnéticas feitas com prata contra seus quadros de luz – mas não olhavam para mim. Alguns dos exames são medievais: agulhas espetadas pelo corpo, eletrodos no córtex cerebral, “estímulos” elétricos para ver se a partes do corpo respondem. Partes do corpo. Pastas e mais pastas sobre mesas com tampos de vidro. Colunas, crânio, córneas. Nos meus olhos, mesmo, ninguém olhava.

O diagnóstico de uma doença grave e incurável é um abismo no qual você é empurrado sem aviso. E sem pára-quedas. E se você ta esperando um “mas” aqui, sinto lhe informar, não tem. Não no meu caso. Não teve revelação divina. Não teve fé súbita em alguma coisa maior. Não teve uma compreensão mais apurada das dores do mundo. O que dá, assim, de cara, é raiva. Porque a vida já caminha na beirada do insuportável sem essa foice tão perto do pescoço. Porque já é suficientemente difícil estar vivo sem esta sentença se morte lenta e degradante. Dá vontade de acreditar em Deus, sim, mas só se for para encher Ele de porrada.

O problema é que uma raiva desse tamanho cansa, e o tempo passa. A minha doença não me define, porque eu não deixo. Ela gostaria muitíssimo de fazê-lo, mas eu não deixo. Fiz um combinado comigo mesma: essa merda vai ter 30% da atenção que ela demanda. Não mais do que isso. E segue o baile. Mas segue diferente, confesso. Segue com menos energia e mais remédios. Segue com dias bons e dias ruins – e inescapáveis internações hospitalares.

A neurologista que me acompanha foi escolhida a dedo: ela tem exatamente a minha idade, olha nos meus olhos durante as minhas consultas, só ri das minhas piadas boas e já me respondeu “eu não sei” mais de uma vez. Eu acho genial um médico que diz “eu não sei, vou pesquisar”. Eu não troco a minha neurologista por figurão nenhum.

O meu tratamento custaria algo em torno de R$12.000,00 por mês. Isso mesmo: 12 mil reais. “Custaria” porque eu recebo os remédios pelo SUS. Sabe o SUS?! O Sistema Único de Saúde? Aquele lugar nefasto para onde as pessoas econômica e socialmente privilegiadas estão fazendo piada e mandando o ex-presidente Lula ir se tratar do recém descoberto câncer? Pois é, o Brasil é o único país do mundo que distribui gratuitamente o tratamento que eu faço para Esclerose Múltipla. Atenção: o ÚNICO. Se isso implica em uma carga tributária pesada, eu pago o imposto. Eu e as outras 30.000 pessoas que tem o mesmo problema que eu. É pouca gente? Não vale a pena? Todos os remédios para doenças incuráveis no Brasil são distribuídos pelo SUS. E não, corrupção não é exclusividade do Brasil.

O maior especialista em Esclerose Múltipla do Brasil atende no HC, que é do SUS, num ambulatório especial para a doença. De graça, ou melhor, pago pelos impostos que a gente reclama em pagar. Uma vez a cada seis meses, eu me consulto com ele. É no HC que eu pego minhas receitas – para o tratamento propriamente dito e para os remédios que uso para lidar com os efeitos colaterais desse tratamento, que também me são entregues pelo SUS. O que me custaria fácil uns outros R$2.000,00.

Eu acredito em poucas coisas nessa vida. Tenho certeza de que o mundo não é justo, mas é irônico. E também sei que só o humor salva. Mas a única pessoa que pode fazer piada com a minha desgraça sou eu – e faço com regularidade. Afinal, uma doença auto-imune é o cúmulo da auto-sabotagem.

Mas attention shoppers: fazer piada com a tragédia alheia não é humor, é mau gosto. É, talvez, falha de caráter. E falar do que não se conhece é coisa de gente burra. Se você nunca pisou no SUS – se a TV Globo é a referência mais próxima que você tem da saúde pública nacional, talvez esse não seja exatamente o melhor assunto para o seu, digamos, “humor”.

Quem me conhece sabe que eu não voto – não voto nem justifico. Pago lá minha multa de três reais e tals depois de cada eleição porque me nego a ser obrigada a votar. O sistema público de saúde está longe de ser o ideal. E eu adoraria não saber tanto dele quanto sei. O mundo, meus amigos, é mesmo uma merda. Mas nós estamos todos juntos nele, não tem jeito. E é bom lembrar: a ironia é uma certeza. Não comemora a desgraça do amiguinho, não.

Sem votos

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+190 comentários

Se você não fosse você, se sua médica não fosse conhecida, respeitada, teria você conseguido omesmo tipo de tratamento?  Meu avô não o conseguiu e minha empregada também não. O tratamento recebido por você, não deveria vir atrelado ao seu sobrenome. Deveria ser um direito de todos e não de alguns poucos. 

 

Nina Crintzs, parabéns! Fiquei muito emocionada com o seu depoimento e desejo de todo o coração que você mantenha-se firme e nunca duvide da bondade de Deus. Fico muito feliz porque sou uma funcionária pública do SUS, o qual defendo com toda paixão e crença. Trabalho quase que especificamente com toda a legislação do SUS. Como disse, um dia, o grande médico sanitarista Sérgio Arouca, "e assim vivemos a esperança de transformarmos o SUS que temos, no Sus que queremos e merecemos". Tenho certeza que tem mais atores envolvidos, torcendo e trabalhando a favor do que contra, por isso, venceremos.

Muitas destas pessoas que estão depondo aqui, deveriam estar se "informando" e tentando se transformarem em seres humanos dignos de serem chamados assim. O depoimento destas pessoas é totalmente dispensável.

O SUS É MARAVILHOSO. 

Um grande abraço.

 

Frequento o Sus, principalmente na área de odontologia.  Tenho a dizer que com os preços altíssimos de um tratamento dentário particular,  sinto-me muito mais segura em optar pelos dentistas do Sus.,  não só finaceiramnete como pelo profissionalismo.  Eles, pelo menos,  não "chutam" alto para faturar,  diagnosticam o que é necessário, sem mentiras.

Sou totalmente a favor do Sus e rebato quem o critica.  Erros existem,  falhas,  falta de estrutura.

Mas quando "o bicho pega",  tipo um câncer ou algo difícil de ser tratado,  todo mundo corre para o Sus,  pois convênio não quer perder dinheiro.

 

Eu também tenho Esclerose Multipla e assim como a Nina também faço tratamento no SUS, onde sou atendida por um neurologista que é doutor em Esclerose Múltipla e, além disso, também é uma pessoa humana maravilhosa que sempre me olhou nos olhos desde a primeira consulta e que faz isso com todos os seus pacientes, com muita dedicação e paciência, explicando tudo, mesmo quando fazemos alguma pergunta idiota.

Também recebo o medicamento pelo SUS e este nunca faltou, apesar disso, sei que em alguns estados brasileiros é comum que os medicamentos para a EM faltem nas farmácias públicas, o que é uma lástima, vez que vc já está estressado e deprimido por ser portador de uma doença incurável e ainda se vê sem o tratamento adequando por conta de erro da administração pública ou desleixo mesmo, é muito mais triste.

O SUS realmente não é o ideal de saúde pública, principalmente com relação aos atendimentos mais simples, aqueles realizados nos postos de saúde, mas tem muita coisa que funciona, como o tratamento para o Cancer, a Esclerose Múltipla, a AIDS, dentre outras doenças graves, os melhores especialistas está lá, no SUS, atendendo gratuitamente a população.

Às vezes, estou aguardando para ser atendida no ambulatorio de EM e ouço outros pacientes reclamando da demora, que perderam o dia todo, que ainda tem que voltar para o interior,  etc... eu não reclamo, se for preciso, passo o dia inteiro esperando, pois sei que serei atendida pelo melhor médico e pela melhor equipe, o simples fato de eles conhecerem e entenderem como funciona a doença, já lhes dá uma vantagem enorme. Sem contar que se enganam os que pensam que também não tomamos "chá de cadeira" quando vamos na rede privada, já cheguei a esperar 2, 3 e até 4 horas para ser atendida em consultorios particulares e nem por isso deixei de esperar para ser atendida por aqueles médicos que acreditava serem os melhores.

Enfim, atualmente só tenho a elogiar o atendimento e o serviço prestado pelo SUS, não fosse por ele, provavelmente não estaria tão bem de saúde, mesmo sendo portadora de EM, não estaria aguardando a chegada de minha filha a qualquer momento, sem qualquer problema durante a gravidez.

 

 

Gostaria de fazer algumas ponderações ao excelente texto.

1) Quanto ao ex presidente Lula: Acho que é direito ele tratar onde ele julgar e poder pagar por isso. Porém corre na internet um vídeo de 2010 onde o ex Presidente ao entregar uma unidade de PSF no palanque usa textualmente essa frase: "Dá até vontade de ficar doente para vir tratar aqui nesta Unidade e no SUS" e ainda completa no vídeo: "aquela mulherzinha que desmaiou lá trás já deve estar sendo atendedida aqui pelos médicos desta unidade". Esse é o problema de palanqueiros. Quem fala tudo o que quer, acaba ouvindo o que não quer. Agora que ele ficou doente ele esqueçou do seu discurso em época de eleição. Fica aí um aviso para os desavisados de onde surgiu essa crítica sobre o Lula não procurar o SUS para tratar.

2) Quanto ao SUS apesar de muitas reclamaçõpes existe muita coisa boa e de excelente qualidade, porém Luis Nassif essa doença que mencionou não dá lucro para a iniciativa privada aí eles chamam o SUS, ou seja isso vem desde o convênio de Taubaté (1906), ou seja, privatizar os lucros e socializar os prejuízos.

3) Quanto a impostos para melhorar o SUS, me desculpe mas esquece. Dados de 24/11/11 indicam que a Carga Tributária no Brasil bateu 42%. O governo sempre tem $$$ para concreto e prédios...por que será? Mas sempre diz faltar para o essencial...que este partido que está no Poder tome vergonha na cara e passem além de combater a corrupção, realizarem gestão com Administradores competentes e não com filiados com formação moral e intelectual extremamente duvidosa e te garato que o dinheiro sobrará. Agora querer justificar nossa corrupção porque existe em outros países francamente sem comentários. Em outros países ´como Canadá e grande parte da Europa, Austrália, mesmo com corrupção (bem menor) a Saúde é bem melhor que a nossa e com carga tributária BEM MENOR. É aí que entra competência, meritocracia, gestão e vergonha na cara!

 

Muito importante os relatos de tratamento humanizado no SUS. Tenho plano de saúde e não sinto esse cuidado. Mas já senti quando usei o SUS.

fumava 40 cigarros por dia e tinha muita dificuldade de respirar. procurei socorro no SUS e recebi tratamento multidisciplinar com todos os medicamentos e adesivos de nicotina.

Era como uma outra casa, onde recebia tratamento afetuoso e personalizado.

Meu plano de saúde é caro e na maioria das vezes não sinto a mesma atenção que recebi quando recorri ao SUS.

Desejo a todos, tanto aos que foram bem tratados no SUS, como aqueles que infelizmente usam um momento difícil de um grande homem como o presidente Lula, para fazerem ironia, que possam encontrar bons tratamentos independente de onde seja. Mas queria só dizer. depois que deixei o SUS, passei a gastar muito dinheiro com remédios que recebia gratuitamente do SUS, e sinto muita falta da atenção personalizada que recebia no SUS.

 

Mas felizmente foi no SUS que conclui meu tratamento e parei de fumar. Não fumo mais desde 2008, e teria sido impossível voltar a sentir o prazer de respirar sem o afetuoso e competente cuidado de médicos, psicólogos, enfermeiros, farmacêuticos, educadores físicos, arte terapeutas e outros profissionais que de forma integrada me deram a chance de voltar a respirar profundamente novamente.

 

Eu pagaria 500 reais de imposto relativo ao SUS para que funcionasse na íntegra e atendesse à todos esse seria um dos impostos mais bem pagos, mas vamos concordar que pagar 1500 reais de IPVA, ser multado a todo instante, andar em ruas esburacadas, pagar pedágios a empresas privadas para rodar em certas rodovias, pagar 3,00 reais em um litro de combustível entre outros tributos relativos a automotores é burrice demais do brasileiro ficar calado. Só vejo grave no Brasil para aumento de salários. Deveríamos fazer greve nacional a cada absurdo desses que nos é imposto. Qual efeito surtiria se o Brasil deixasse de abastecer por 3 dias quando o preço da gasolina subisse? E se o povo brasileiro em peso resolver não pagar o IPVA 2012 em protesto ?

Saúde e Educação são prioridades e esses valem a pena investir.

 

 

A ignorância é uma boa professora. É no erro que se aprende o quanto somos pouco sábios. Porém passam os erros e apenas aqueles cometidos por ingenuidade são transformados em crescimento. A infeliz colocação dessa senhora ninfeta, senhora linda esteticamente e horrorosa moralmente, revela o qão maldoso foi o seu comentário. Maldoso, extremista e burro. Este erro apenas, não a ensinará a ser gente, terá de viver ainda muito tempo tomando topadas para que isto ocorra. É o tipo que desconhece, que tem preconceito e que jamais entenderá a lógica da política transformadora exercida pelo eterno presidente Lula. A mudança positiva que o governo do PT e de Lula impuseram ao Brasil ainda deixará os filhotes do domínio colonial com os cabelos em pé, ainda os fará exercer, imbecilmente, o preconceito, o mau agoro, mas acima de tudo, se terão úlcera, será por conta e risco próprios.

 

Manoel Messias  

 

Trabalho no SUS, lutei muitos anos contra o preconceito por atender exclusivamente em saúde pública, sempre vista como infecta, dos desvalidos e ignorantes. Confesso que deliciei-me com os relatos acima. Enfim vozes se elevam reconhecendo os benefícios oferecidos pelo SUS e sem os quais muita gente teria dilapidado todos os seus bens para conseguir custear despesas com doenças. Vi bastante disso na época do extinto Funrural, era triste e revoltante. Dessa forma, como alguém do convívio da instituição, me arvoro a emitir também algumas reflexões, me eximindo de comentários políticos, é claro, não é essa a minha intenção. O que observo? Apesar de haverem malhado o Judas da Renata, acho que ela tem razão. Quem está tendo mais acesso aos tratamentos de alto custo, excluindo a oncologia, são os indivíduos mais esclarecidos em termos de direitos de cidadania e muitos ainda estão marginalizados, infelizmente. Observe-se, por exemplo, as insulinas especiais, a maioria dos usuários não frequenta a rede SUS. A lei determina que o acesso é igualitário mas o cidadão comum, em sua maioria,  não vai no Ministério Público reivindicar e o esclarecido vai e com isso fica burlado o princípio da igualdade de acesso. Não vejo problema nenhum em haver universalidade mas a justiça é necessária, em minha opinião.  Quanto a não haver saúde pública nos EUA, penso haver equívoco, existe mas minúscula, só para fornecimento de remédio para tuberculose e doenças afim. Lindo o texto da Nina mas não entendo o motivo de falar com orgulho que não vota. Cidadão que se omite não pode reclamar, pois não fêz a sua parte. Ela também falou e outros fizeram coro, que corrupção sempre existiu e sempre existirá, pareceu-me um tom de aceitação do inaceitável. Por favor, que não se justifiquem com tal argumento os assaltos aos cofres públicos mas que seja sempre de indignação o tom de nossas vozes quando se tratar desse assunto, seja o partido governante de direita ou de esquerda. O SUS adolesceu, está chegando à maioridade, com muitas conquistas mas com muitos desafios. O gratificante é ver que há empenho de muitos em lapidá-lo, malgrado alguns inescrupulosos  ainda tentem dilapidá-lo com fraudes e outras desonestidades. Reconheço como responsabilidade nossa que lá trabalhamos fazer o esclarecimento de todos os usuários mas esta é apenas uma das melhorias a serem implementadas. Aliás, no momento, é exatamente esse o momento que estamos vivenciando, de correção de rota. Como na vida pessoal, na institucional também há experiências bem sucedidas e outras nem tanto, para as últimas tem que ser elaboradas novas soluções. A participação popular tão propalada e tão pouco exercida poderia ajudar muito a acelerar esse processo. Alguém aí já participou de reunião do Conselho de Saúde da sua região?

 

Muito boa reflexão.....

Muita Ironia mesmo.... Num sistema de saúde onde se trata gratuitamente inúmeras patologias caras e incuráveis, más por outro lado, ainda temos uns dos mais altos índices de mortalidade materna-infantil, e um monte de gente que morrem na porta de hospital por patologias potencialmente curáveis......

 

Se o SUS é assim tão perfeito, qual o problema do Lula ir se tratar lá? A questão aqui é que ele não é pefeito, e o caso dessa moça não é o mais comum. A maior parte dos pacientes que trata pelo SUS não tem doze mil disponíveis para seu tratamento... O SUS tem muuuuuuuito problemas, negar isso é que é ser alienado, burro e enviesado. Se o Presidente Lula não tivesse feito tanto proselitismo idiota e populista sobre a perfeição da saúde pública no Brasil e nem tivesse instigado essa divisão idiota entre a elite e o povo (do qual ele seria o representante), ninguém estaria questionando seu tratamento. Ele está pagando a língua pelas mentiras que contou ontem, nada mais que isso. Lula pode tratar-se onde quiser e tiver dinheiro para pagar, não pode é contar mentiras...

 

Emocionante a leitura do texto. Emoção semelhante, num texto sobre processo saúde-doença eu não sentia desde a leitura de "A morte de Ivan Illich".

 

Senhora Nina,

O Hospital das Clinicas não é do SUS, é da Faculdade de Medicina da USP, uma autarquia estadual vinculada à Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo. Atende SUS por convênio, pessoas de todo o Brasil, em atendimentos deficitários, bancados pelo estado de São Paulo e não pelo Governo Federal. É um hospital-escola, e lá estão os maiores especialistas de diversas áreas pois esses são professores da USP.
Esse atendimento não pode em hipótese nenhuma ser comparado com o atendimento do SUS. Se ele é bom, e realmente o é, o crédito disso é do Governo do Estado.

O Lula certamente teria um atendimento muito bom no HC, comparável ao Sírio e Einstein, que são superiores em hotelaria. Os médicos do Sírio provavelmente foram alunos dos médicos que atendem no HC, na graduação na USP/UNIFESP ou residência vindos de outras faculdades.

 

Quanto a saúde do Lula, que ele se restabeleça logo. Quanto ao acesso ao SUS, pelo que sei somente contribuíntes da previdência podem ter. Assim, funcionários públicos não tem acesso ao SUS...

 

Corajoso, humano, verdadeiro... sem comentários, pois já diz tudo! 

 

Não desejo nada além do que me deu... não é comemorar desgraça dos outros não...é desejar tanto quanto!Que o Lula recupere tão bem quanto o bem que ele trouxe a nossa nação!!!! Que o câncer dele regrida, tanto quanto regrediu a corrupção na sua administração!!!! Que sua cura seja tão verdadeira, quanto suas palavras foram verdadeiras ao povo brasileiro!!!! Que o efeito da quimioterapia seja tão eficiente quanto ele foi como governante!!!! Que Deus use de bondade para com ele, assim como ele usou de bondade para com os pobres e para com os brasileiros! Que toda a justiça que ele praticou no Brasil, da qual ele não se arrepende, seja o galardão dele! Só peço a Deus que tenha misericórdia da sua alma, que se arrependa dos seus maus caminhos! Que ele escolha ser o ladrão que se arrependeu ao lado Jesus, e não o outro que foi soberbo até a morte! Que Deus olhe para ele e diga: te farei tal qual você fez com a saúde brasileira!    São meus sinceros votos... votos de quem ACREDITA FIELMENTE na sua EXCELENTE administração!!!!

 

Achei excelente seu artigo, de muito bom gosto mesmo. E acho que realmente é isso que faz a diferença. Só acho que as pessoas estão vendo de uma forma errada o que esta sendo colocado por quem manda o ex-Presidente ir se tratar pelo SUS. Não seria uma ironia com o câncer e muito menos com o SUS. Seria somente um alerta. Não sei se você ira concordar comigo, mas você sendo um jornalista, se alguém chegasse para você e perguntasse, sem conhecer sua profissão, qual jornal você costuma ler e você simplesmente falasse um outro jornal qualquer, acho que você não estaria dando credibilidade nenhuma para o jornal que você ajuda a fazer. Acho que a doença do Lula fez com que sugisse isso, de saber porque as pessoas responsáveis pelo saúde pública, pela educação pública não usa esses serviços, mas os privados. Se o SUS é um sistema tão bom, porque os polícos não usam ele? Qual mal haveria em as pessoas falarem para ele ir se tratar pelo SUS, não vejo mal gosto nisso. Só acho que ele poderia ajudar a previlegiar e mostrar que funciona o SUS, sendo ele a figura pública que é e tendo a responsabilidade que tem pelo serviço.Abraço

 

Sou vítima da incúria e desleixo de médicos de convénio já falido e do falecido INAMPS. Todos contribuiram para me tornar um aleijado, um inválido com um benefício de merda.

Depois que criaram o SUS e necessitei de exames médicos para diagnosticar com maior precisão o primeiro AVC ocorrido em 2003, pastei em filas de postos de saúde, testemunhando a agonia e desespero de gente humilde muito doente, tratados com rispidez cruel da parte das atendentes e com rapidez burocrática da parte dos médicos. De todos que tentei ser consultado, apenas um, moço ainda, teve comportamento de verdadeiro médico. O intervalo entre cada consulta foi sempre superior a 30 dias e por conta disso sofri mais 2 AVC, até descobrir medicamento eficaz para atenuar a isquemia em lóbulo cerebral afetado por traumatismo crâneo encefálico que não foi tratado quando sofri acidente em 1980. Naquela data, o neurologista responsável pelo meu tratamento, resolveu mandar-me para um manicómio por apresentar muita agressividade verbal, mesmo com muitas fraturas de membros que requeriam cirurgias. Uma história de terror muito longa que me permite classificar o SUS como uma organização criminosa que promove suave genocídio dos mais pobres e incautos atacados por doenças. Uma afronta ao Povo brasileiro!

 

Tive uma idéia.

Acho que o Lula deverá usar o SUS, pois, este sistema de saúde vai mal e a culpa é dele;

Acho que ele deve também se mudar do apartartamento e ir para uma Favela ou tentar a sorte no programa minha casa minha vida;

deverá também andar de ônibus ou metrô, afinal, tudo val muito mal e a culpa é dele;

Bom já que e assim:

Os bancos lucraram uma fortuna em seu governo, pois bem, bancos paguem comissão ao Lula;

as empresas de Siderugia, minério de ferro, petróleo, etc... lucram horrores. Comissão pro Lula.

45 milhões de pessoas passaram a consumir... . Cadê a parte dele??

Pessoal, na boa, vão procurar o que fazer...

Isso tudo tem  nome: Preconceito, rancor, inveja e, principalmente muita maldade no coração!!

Discutir uma coisa tão séria com humor negro  ....

o SUS vai mal? ok... vamos protestar, vamos exigir de nossos parlamentares que aprovem mais verbas para a saúde. Vamos exigir que TCU fiscalize melhor para evitar as fraudes e afins...

Desejo a todos as pessoas que sofrem com este doença terrível, forças para enfretá-la. Inclusive ao cidadão Lula.

 

 

 

 

O meu esposo, Luiz, teve a primeira diplopia em 2006, a segunda em maio de 2009 e de lá para cá teve mais cinco. Todos os sintomas são de Esclerose Múltipla: dor de cabeça, dores nos pés, constantemente, problema no esôfago, baixa audição, prejuizo no equilíbrio, etc., fez todos os exames indicados: 7 ressonancias, inclusive, angiorressonacia, pesquisa de lupus, liquor da espinha, potenciais evocados dos membros inferiores e superiores e da face, e muitos outros. Todavia, embora o diagnóstico clínico seja de Esclerose Multipla, os exames não indicam a doença e ele continua sem tratamento, pq sem isso a neurologista nao pode entrar com o processo para ele receber os medicamentos especificos para E.M. do Governo.

Ele vai a uma médica neurologista aqui em Cáceres - MT que o acompanha desde o início, tem outro em Cuiabá e ja foi em 2 médicos no Hospital Santa Cruz em Sao Paulo; foi no Instituto do Sono (SP) tb que fez o Potencial Evocados da face.

Nós já fomos em uma infinidade de neurologistas, cardiologista, ortopedista, gastro, etc. e até agora não conseguimos outros profissionais que atestem E.M.

Para piorar, ele nao está nos grupos de riscos: pois é homem, negro, e tem acima de 45 anos. Isso faz com q o médico de Cuiaba não veja o quadro como Esclerose Multipla. Mas tb nao identifica outra doença.

Continuamos angustiados, pois o maior desafio da E. M. é o diagnóstico, visto q em algumas pessoas mais resistentes ela se mascara e pode aparecer depois de 05 anos.

Enquanto nao se chega ao Diagnóstico Laboratorial, ficamos sem saída, completamente amarrados e os exames de alta complexidade, caros,  tem q ser feitos na rede privada.

Se alguem passou por uma situação semelhante e conseguiu uma saída, dê-nos uma palavra de orientação.

obrigada.

 

 

 

É muito bom que os usuários do SUS compartilhem não só as dificuldades do sistema, mas seu sucesso. Eu fui uma das pessoas que compartilhou no Facebook que o ex-presidente Lula faça seu tratamento pelo SUS. Não tenho nada contra ele, pelo contrário. Desejo que ele realmente tenha o tratamento digno que merece, não por ser político, mas porque TODOS merecem um tratamento digno. Infelizmente, há algumas pessoas que odeiam pessoas públicas por motivos pessoais e entenderam que foi uma brincadeira de mau gosto, como se eu desejasse que o Lula fosse para o SUS para ser mal tratado! Penso que estas pessoas ou não conviveram com a luta diária de alguém contra o câncer ou nunca utilizaram o SUS. Como usuária do SUS e funcionária de um hospital terciário de grande porte que atende pelo SUS e que, inclusive, atende pacientes com câncer de laringe, exatamente como o ex-presidente, posso dizer: Lula, venha ser atendido pelo SUS. Não para o sofrimento dele, pois os pacientes que atendo e que vieram de serviços particulares agradecem à nossa equipe constantemente pelo trabalho bem feito e pelo carinho com que são tratados pela maioria. (Sim, porque existem péssimos funcionários no SUS. Assim como em todo lugar.) Mas pela discussão sobre como melhorar a situação destas pessoas.

O meu desejo real é que, com tudo isso, sejam feitas politicas públicas em favor destas pessoas, principalmente dos paciente com tumores de cabeça e pescoço. Eu os vejo todos os dias e tenho certeza de que o tratamento vai muito além do que exames e medicamentos. Todos os dias aprendo com eles e valorizo minha vida e a vida dos meus familiares e amigos. Faço, junto com a equipe com a qual trabalho, todo o esforço possível para que tenham melhor qualidade de vida. Eu queria que o Lula fosse ver a lista de pacientes que aguardam cirurgia, mas não podem ser operados, porque alguns funcionários estão em greve pelo salário vergonhoso. Queria que o Lula conhecesse meus pacientes, que chegam cedo para as consultas e voltam à noite sem comer porque não tiveram dinheiro para comprar um salgado. Queria que a dona Marisa visse a luta das esposas pra fazer um curativo em casa, uma dieta para passar na sonda de alimentação. Queria que o Lula visse aqueles que precisam ter a radioterapia suspensa porque são tão emagrecidos e debilitados que não suportam continuar. Não para o mal do Lula e sua família. Mas para a melhoria para muitos. Por sinal, só o fato de se discutir sobre isso já é importantíssimo. Todos os dias alertamos os pacientes contra o tabagismo e o etilismo, porém ninguém quer associar isso com o câncer. Ver a fotinho atrás do cigarro, depois que já foi comprado, é eficiente? Acho que discutir isso com uma figura pública pode sensibilizar mais, para benefício das pessoas. A força de vontade do ex-presidente já é motivador para alguns dos pacientes. Os sintomas falados todo o tempo na mídia já alertam muitos. 

Existem muitas campanhas sobre outros sítios de tumores. É comovente ver algumas situações onde as pessoas dizem: "Eu não fiz nada para merecer isso." Mas os pacientes com tumores em cabeça e pescoço às vezes tem suas dificuldades diminuídas porque fumaram ou beberam ou tiveram uma vida complicada. Éssa é a realidade da maioria (claro que não todos). Não podemos julgar ninguém. Independente do que levou as pessoas à estarem doentes, elas merecem um tratamento digno. Ver a reabilitação dos pacientes é muito incentivador!!! Mas também precisamos de melhores salários, locais de trabalho adequados, materiais de qualidade, valorização do currículo. Estes pacientes precisam de melhor qualidade de vida, porque saúde é mais que ausência de doença.

Eu não quero que o Lula sofra mais. Só quero que meus pacientes sofram menos.

 

Olá

 

Fico Feliz em saber que recebe medicamento pelo SUS.. Eu também tenho uma doença bem rara, minha mãe teve rubéola na minha gestação..Nasci com Glaucoma Gogenito...ninguem na minha familia tem ou teve, apenas eu...já fiz 03 cirurgias, e atualmente vivo/enxergo na dependencia da Tecnologia..enquanto existir cólirios que abaixam a pressão do meu olho, tenho tratamento!!! Cirurgias já fui alertada pelo meu médico que não teria muito resultado...

Sei bem como é lidar com uma doença sem cura...vivo nas limitações...piadinhas também acredito que só eu posso fazer!!!!!

 

Nunca tive empolgação para tentar colirios pelo Sus...tive medo de não conseguir...mas é bom saber que funciona..muito bom..fico Feliz de verdade..vou tentar!!!!

Abraços

 

Estela Maris

Apucarana-Pr.

 

Concordo com as pessoas, que não fazem da critica destrutiva a unica opção. Meu filho toma hormonios do crecimento, faz dois anos, disponibilizados pelo SUS. o atendimento fora do sistema e a compra dos medicamentos sería prohibitivo para nos. Sou muito agradecida ao atendimento dado nos postos de saude, pela medica especialista. E quando tenho uma dificuldade vou na ouvidoria e faço as reclamaçoes pertinentes. Achei muito desrespeituoso considerar que se não tem instrução não vai poder lidar com o sistema. As pessoas quando precissam acham um jeito de melhorar o sistema com suas críticas . Parabens pela nota.

 

Que texto brilhante. Parabéns!

 

Eu fico perplexo com a falta de humanidade e com a falta de respeito com qualquer um que segurou o timão do país.

 

Infelizmente, em um país democrático aonde confundem liberdade com libertinagem, somos todos vítimas de arroubos da falta de razoabilidade, bom-senso e aquele preconceito latente, como o professor do Colégio Pedro II (servidor público federal) que destilou seu ódio em uma das redes sociais mais oniscientes: http://binahire.blogspot.com/2011/11/professor-carioca-dissemina-odio-e-... .

 

Eu acho até que é democrático a pessoa ter seus preconceitos,  eis que se trata mais de uma questão de convicção pessoal do que qualquer outra coisa, mas externar tais pensamentos como fez este professor (e também o Jair Bolsonaro, que, em tese, "serve" ao povo brasileiro) é violação de leis criminais brasileiras e acho que deveria ser punido, sob pena de perda de poder coercitivo do diploma legal e da ordem pública. E por ser servidor público federal, professor, deveria abrir uma sindicância para apurar sua falta funcional e ser punido como manda o estatuto dos servidores.

 

Para mim não é nenhuma novidade só o SUS cobrir tratamentos de alto custo. Isso a iniciativa privada não atende, isso não dá lucro, isso quebra um plano privado de saúde, só alguém muito rico dá conta de bancar isso sozinho. O problema do SUS é que o atendimento é lento, demorado, faltam médicos, faltam recursos básicos, e quando a doença é crônica como a sua, o tempo dá para diagnosticar, e tratar, mas quando é uma doença que ataca rápido? Dá pra tratar de câncer pelo SUS? Dá sim. Só que demora. Quem tem medo, e pressa, caça outro jeito de se tratar, particular, acaba voltando pro SUS caso o privado não consiga resolver, digamos, um tipo rarissimo de câncer que exige um tratamento de alto custo, óbvio que esse déficit, só o sistema público suporta... Quanto ao mau gosto, mau gosto foi dizer que o SUS beirava a perfeição, mau gosto foi dizer que dava até vontade de ficar doente para se tratar pelo SUS, e mau gosto foi correr para um hospital privado toda vez que ficou doente. Se ele próprio não fizesse esse tipo de piadinha de mau gosto contra o SUS, ninguém teria tido o mau gosto de dar uma resposta à altura.

 

 

1o. O "protesto" é iniciado por xenófobos, muitos destes, filhinhos de papai que enchem a cara na balada e capotam seus lindos carrinhos importados (ps. e são salvos pelo SUS/SAMUs óbvio), e que em tom mórbido e cretino desejam que nosso ex-presidente Lula se trate pelo SUS.

2o. Não perdendo a deixa, os anti-Lula de plantão, que claro, mantendo um fundinho de preconceito, dão força ao movimento (movimento similar ao CANSEI!) só que desta vez pouco ou mal informados (destes que assistem Globo, leem a VEJA, a Folha....) manifestam seu "protesto" a favor da saúde pública (como se dependessem da mesma...) e ainda argumentam "tem gente que espera na fila", "tem gente que morre todo dia" e "blablablabla".

3o. Depois o inocente, movido pela ignorância desta vez, entende que o "protesto" é válido (bom momento este, utilizar a saúde alheia para melhorar nossos serviços de saúde) e da-lhe força.

4a. Como não podia ser diferente os mais esclarecidos e coerentes, inclusive anti-Lulas, apartidários e afins (não podemos esquecer de FHC) chegam e falam PARA TUDO, que m. vocês estão fazendo??? E pipocam inúmeros depoimentos esclarecedores jornalistas, especialistas, comentaristas de política metendo o pau e detonando o referido "protesto". Ai o mesmo movimento de uma hora para outra perde sua força...

5o. "mimimimi" mas ele não disse isso, disse aquilo sobre o SUS e blablabla... PARA! 

Meu conselho: Se você participou deste movimento, sai de fininho, finje que não aconteceu nada e TORCE para que niguem lembre da M. que você fez quando este fato ficar mais esclarecido.

 

 

Belo desabafo.

Escrevi sobre o assunto, citando este post, em http://burricenaotemlimite.blogspot.com/2011/11/coitadismo-me-envergonha.html

 

Então, se o SUS está tão bom e é uma referência, mais um motivo para o ex-presidente ir se tratar no SUS, oras. Aliás, ele poderia dar o exemplo provando que, de fato, é bom. Boa sorte a todos.

 

Minha irmã trabalha em um posto de saúde pública e relata que em seus quase 20 anos de carreira nunca tiveram tanto tratamento a disposição de pacientes como agora no governo Lula e Dilma!

No governo anterior mais parecia uma clínica para loucos, os pacientes não eram tratados pois faltavam remédios e médicos. Muitos pacientes morriam na fila de espera!

A elitizinha é desinformada e ainda por cima ignorante e preconceituosa quando criticam sem fundamentação e conhecimento o sistema de saúde pública! 

 

Nina sou portadora deste "inigma" para a medicina ... a meu ver não há interesse em descobrir as causas da E.M., acredito em uma "guerra" entre laboratórios e pesquisadores... a oferta é boa, e a pesquisa é cara !!! Vou compartilhar seu texto no grupo A ESCLEROSE MÚLTIPLA E SUA VIDA ! , no face, e outras comunidades que , não participo, mas bisbitolho para ver verdades , e absurdos que por estes caminhos encontro ... sorte ai amiga de caminhada... mas a E.M. jamais nos dominará !!!

Dênia

 

Tenho 63 anos de idade. Tenho apenas o rim esquerdo. Os remédios que tomo é todos fornecidos pelo Sus. As farmácias populares foi implanta pelo goveno LULA do PT e muitos remédios são distribuidos sem nenhum custo para quem precisa. O resto é conversa fiada! Se o Sus ainda deixa muito a desejar, devemos aos políticos ( demos/tucanalhas) que derrubaram a CPMF e retiraram 40 bilhões/anos da saúde dos mais pobres.

Temos que lutar por esta equação:  -IR nos salários + impostos nos ricos = + saúde + educação + empregos

 

Não entendi muito bem este post, se o SUS está tão bom, por que foi ironia ou piada de mal gosto dizer pro Lula ir se tratar lá? Então é piada de mal gosto qualquer um ser encaminhado para o tratamento no SUS.

Não acho que seja o pior sistema de saúde, mas tem muitas falhas. Pra quem olha o SUS nos estados mais desenvolvidos do país, como São Paulo, Minas, Rio, com certeza tem muita coisa funcionando bem, mas se for pro Norte e Nordeste é decepcionante. Falta muito pro atendimento ser considerado digno.

Mesmo aqui em SP há tantas pessoas passando por situações evitáveis, como mortes por tempo longo de espera, mulheres que perdem seus bebês por falta de leito na hora do parto. É triste, mas é a realidade. O Brasil não está preparado para atender bem sua população.

 

Iniciei a leitura deste texto com muita tristeza, mas depois percebi Nina, que você é uma batalhadora, como todas as pessoas que comentaram esta situação. Uma vez ouvi que se tivessemos um hospital do porte do Hospital das Clinicas de São Paulo em cada região do Brasil, teriamos a possibilidade de ver a saúde dando um salto tremendo na qualidade de atendimento, mas não sei se isso seria a solução. Moro em São Caetano do Sul e não posso reclamar do SUS por aqui, e acredito que na maioria dos municipios do Brasil o atendimento é razoavel para bom. Quanto a EM existe um tratamento que acredito valer a pena conhecer, chama-se Auto-Hemoterapia, defendido por um medico carioca que por coincidência é meu chara, Dr. Luis Moura, espero estar de alguma forma ajudando, pois, faço uso desta técnica já a tres anos. Um abraço a todos.

 
 

Exatamente a mesma patologia que me corrói aos poucos. Recebo regularmente os medicamentos da mesma maneira e tb frequento o HC! Além de usuária, trabalho em uma casa de saúde 100% SUS. Todo mundo reclama mas lá acontecem "milagres" todos os dias. Há estímulo à crítica.

Nenhum plano de saúde cobre tudo como o SUS. Defendo até que minhas células nervosas me calem e paralisem meus dedos.

Mas não somos iguais em tudo: voto. Não abro mão disso pq vejo como um direito. Não deveria ser obrigatório, mas estou sempre lá morrendo de raiva de não ter alguém capaz de mudar a alma do nosso sistema e acabar com a corrupção. Aliás, vamos gastar essa energia que é usada pra reclamar do SUS p focar na corrupção, impunidade, injustiças... Vamos falar em aumentar o salário daqueles que passam o dia limpando - perdoe - bunda cagada de paciente! Favorecer o trabalhador, bandeira de muitos que abandonam os ideais que os criou.

 

Quero e desejo aqui deixar o meu depoimento sobre o SUS. Em dezembro de 2007 tive uma retenção urinária, que depois seria o tormento na minha vida, através de exames foi enfim constatado que eu tinha um câncer na pelve e que eu tinha um tumor enorme que já comprometia o reto, próstata e bexiga.  Foi marcada operação para retirada do tumor em dezembro de 2008 no HUB em Brasília, graças ao urologista e proctologista doutores e professores da Unb estou aqui em frente ao computador dando este depoimento. Até hoje 2 de novembro de 2011 estou tendo acompanhamento com os referidos médicos e também atendimento no CANCON do HUB, que me indicaram o tramento quimioterápico oral através do GLIVEC 400 mg, que me é fornecido pelo SUS no Hospital de Base de Brasília e também acompanhamento pela oncologia do Hospital de Base de Brasília o refrido remédio custa a bagatela de R$ 17000,00 e já estou na terceira caixa. Enfim esse é o retrato do Sus, tão criticado, mas só quem precisa é que sabe o valor que tem. Obrigado LULA. 

 

Com o perdão da palavra, FODÁSTICO esse texto. Só isso.

 

SUS E O  BRASIL:

Tentar desqualificar o SUS, é desconhecer a realidade ou tentar desqualificar com outras intenções.

Aliás, o fhc, quando no "puder" enviou alguns ministros ao Chile para ver  e copiar a privatização do sitema de saúde deles. Tente ver na internet o que aconteceu, pois a mídia agora esconde.

Longe de ser o sistema ideal, mas mereceu  absoluta atenção do governo Lula e agora da Dilma. e com certeza, em alguns anos, será referência mundial no Mundo.

Falar é fácil, o difícil é fazer, e ainda mais bem feito. O que aliás os critícos de hoje psdb e cia, não fizeram por absoluta convicção de que pobre não precisa de nada. Sempre foi expoliado pelas malditas elites Brasileiras; grandes grupos econômicos, entre os quais a midia que hoje está aí.

 

A TODOS, de esquerda ou de direita, incluindo ao autor deste blog, que insistem em POLITIZAR dentro dessa visão limitada e dualista um tema tão delicado quanto a saúde de um ser humano, seja ele um ex-presidente ou um ex-coisa nenhuma; vocês são ridículos!

 

Eu tenho um tipo raro de artrite e me trato com um dos melhores médicos do Brasil. Pago a consulta porque tenho condições para tanto, assim como os medicamentos (meu tratamento é relativamente barato). Mas este mesmo médico atende no HC de SP, pelo SUS. Sim, se eu não tivesse condições d epagar, poderia ser atendida pelo mesmo médico e tomar a mesma medicação,que é fornecida pelo SUS.

Então, desculpem, quem critica nosso sistema de saúde e enaltece os sistemas dos países "civilizados" desconhece tanto um quanto os outros e demonstra apenas sua extrema ignorância.

No mais, o Lula tem condições de pagar seu tratamento, então porque deveria tomar a vaga e os remédios de quem não o tem? Lógica canhestra esta.  

 

Nassif.

Fiquei tão entusiasmado com o brilhante relato da Nina que fiz um rápido comentário elogiando-a. Ao final fiz ligeira referência favorável aos ateus. Teria sido este o motivo da não publicação do comentário????

 

Jairo

 

A questão não é o quê o SUS tem de bom, que é mais do que obrigação levando-se em conta todos os impostos que pagamos. A questão é o quê o SUS tem de ruim, aliás, muito ruim. Conheço uma pessoa que está a dois anos na fila de uma colonoscopia, pelo SUS. Se for um câncer já se alastrou. E aí? Porquê está certo todos pensarem que o Lula tem o direito ao melhor tratamento e essa pessoa não? E não é só ela, é a maioria dos brasileiros. Isso eu não ví na Globo. Acho que essa campanha não tem haver com a saúde do Lula, e sim com o problema do sistema de saúde pública.

 

Pois é galera. Meu pai teve um Tumor Maligno, Invasivo numa região mais delicada do que a do presidente Lula. No caso, a Naso Faringe. Ele fez o tratamento todo pelo SUS, através do Hospital Angelina Caron na Região de Curitiba. Fez tudo a que tinha direito: Quimioterapia, Radioterapia e até um tratamento caríssimo - segundo os médicos - Braquioterapia.

Aos poucos ele se recupera, e nesse exato instante está fazendo o que mais gosta de fazer. Dar suas aulas.

Bando de hipócritas e alienados, sinto pena desses que tem pra si como realidade somente o que é exposto na Globo e no grande PIG!

 

Salve!

Conheço pessoas portadoras deta patologia e infelizmente, não conseguiram um tratamento semelhante no SUS.

Sugiro que este teu depoimento figure em jornais de grande circulação, afim de incentivar os portadores e familiares a pressionarem o Minstério da Saúde, a horizontalizar esse bom tratamento em todo o país.

Paz Profunda!

Maury Cantalice

 

Maury Cantalice

Dona Ruth (esposa de FHC), José de Alencar e Itamar (ex-presidente também), não se trataram no SUS, e nenhum jornalista ficou exigindo que o fizessem

 

Quer conhecer o SUS? Pergunte a seus usuários e a todos que trabalham ou gostariam de trabalhar nele.

1) Qual a avaliação dos usuários?

- A avaliação da maioria dos usuários é Boa/ótima

- Quem avalia péssimamente o sistema são a classe média/alta que só utiliza o básico do sistema.

2) Não utiliza, você quer dizer. Não é?

- Todos utilizam o sistema único de saúde em maior ou menor grau. A campanha nacional de imunização é só um pequeno exemplo. Além de todo movimento anti-tabagismo, AIDS, etc. Tudo isso faz parte do SUS, através do Ministério da Saúde.

- Um dado: 75% da população brasileira depende totalmente do SUS. 20% utilizam planos de saúde, sendo 15% empresariais, ou seja: se forem despedidos, vão direto para o SUS. 5% restantes utilizam planos, seguros ou serviços particulares.

- 100% dos médicos interagem com o sistema público de saúde.

3) O SUS é assim tão pior que a medicina privada?

- Aqui em niterói a média de espera para uma consulta ambulatorial é de um mês. Em muitos convênios, a média de espera para atendimento está em dois meses.

- Nas duas vezes que precisei internar um familiar (via rede privada), foi uma via crúcis enorme. Um deles morreu em casa sem conseguir transferência a tempo após mais de 10 horas procurando vagas. 

4) Mas e a qualidade e o tempo das consultas?

- A maioria dos médicos conveniados que utilizei mal olharam para a minha cara durante a consulta. Enquanto dentro do sistema de saúde (sou estudante da área) vejo um comprometimento grande da maior parte dos profissionais médicos.

5) Mas esses são os que sobram. Porque os melhores são atraidos para o setor privado.

- Falácia. Os melhores estão dentro das universidades e trabalhando em hospitais conveniados. Ou então dentro de grandes serviços do SUS. São nesses lugares que eles tem contato com o melhor pool de pacientes, conseguem desenvolver suas pesquisas e fazer uma boa prática, além de cultivar relacionamentos profissionais. É difícil conseguir isso no setor privado.
Não é o salário (pequeno em maioria) que atrai os profissionais para o serviço público. Se dependesse só disso aí sim você poderia falar que só sobraram os piores profissionais.
Além disso, o SUS oferece algo que é difícil na rede privada: uma relação médico-paciente não comercial. 

6) Mas o SUS não é uma maravilha...

Não. E que está dentro do sistema vê isso com mais clareza do que ninguém.

Os problemas são de duas ordens:

1º- Logística

- Existe excesso de demanda.
- Custos excessivos
- Verbas mal aplicadas

>> Ah, mas é só aplicar direito então e reduzir os custos. Se fosse fácil, todos os problemas do mundo estariam resolvidos. Além de depender de vontade política e algumas medidas impopulares (difícil com essa classe política que temos), ninguém chegou ainda a uma respostas, por mais simpósios, doutorados e pós-docs que se faça ao redor do mundo.
O crescente interesse pela medicina preventiva é um avanço notável, porém. 

Uma observação: o sistema privado sofre dos mesmos males e tende a piorar com a ascenção da população das classes E e D para C, visto que a primeira coisa que compram e que é um símbolo de sua ascenção social é um plano de saúde. A demanda por leitos hospitalares e de UTI é muito grande. O SUS e a rede privada juntos NÃO conseguem atender todos os que necessitam.

2º - Corrupção / Mal adminstração / estatuto do servidor público

- Do pouco que chega, muito é desviado. 
- Adminstradores indicados por política, não por conhecimento técnico
- Decisões políticas por interesses diversos sobrepondo a técnica
- Decisões corruptas sobrepondo a técnica
- É muito difícil cobrar resultados e punir um servidor público concursado.
- A dedicação não é premiada e se você não quiser fazer nada ou as coxas, você pode fazer. O prêmio fico por conta do reconhecimento dos colegas e dos pacientes.

 

7) Existe algo de bom no SUS?
- Plano Nacional de Imunizações: um dos melhores e mais completos do mundo

No rio:
- INCA, oferendo o melhor e de mais moderno no tratamento do câncer gratuitamente. Também é uma grande ilha de produção de conhecimento científico. O sonho de consumo dos profissionais oncologistas.
- INC Instituto Nacional de Cardiologia: idem, para cardiologia
- ITO, Instituto de Traumato-Ortopedia: idem, para ortopedia. Cirurgia complexas de coluna, próteses de quadril, joelho, etc. Tudo de graça. As pessoas brigam para trabalhar lá.

Ao mesmo tempo, convivemos com pacientes sem remédios e gestantes morrendo em portas de hospitais.

Um detalhe importante. O gerenciamento do SUS é REGIONAL. A responsabilidade é dos prefeitos e vereadores. Esse é um dos grandes motivos para tantas disparidades!! (além das próprias dificuldades de cidades grandes e populosas demais). Caiam em cima deles!!!!

 

O SUS não é perfeito, mas é o melhor que nos temos. Mais ou menos com ele, MUITISSIMO pior sem ele!!!

O que precisamos é lutar para que ele fique cada vez melhor. Mas tudo isso é impossível sem que a sociedade cobre de seus governantes! Principalmente os locais.

 

Eu gostaria mesmo de aplaudir vc pelo show de humanidade que acabou de partilhar conosco.

Eu sou cristã, tenho fé em Deus, e desejo do fundo do meu coração, que vc vença essa doença, da mesma forma que desejo a cura para todos que estão passando pelo infortúnio da doença, independente de estarem sendo atendidos pelo SUS ou não.

Parabéns pela estatura exemplar do seu caráter!!

Jaqueline B.S. de MOura

 

Boa tarde querida Nina,

infelizmente essa não é a realidade do Brasil, você teve a SORTE de ter um atendimento, e deveria agradecer sim todos os dias e publicar sim o quanto foi bom o tratamento, mas sem generalizar, por que pelo o que lemos (pq refiro a mim e a minha irmã) você até então só corria pra rede particular todo o tempo, e teve a sorte de na rede publica poder se tratar. Mas não é isso que acontece sempre não, eu SEMPRE VOU pra rede pública, infelizmente o DESCASO com a saúde é interminável tanto com criança, jovens quanto para idosos, e eu tenho todos os casos para relatar, inclusive um acidente grave de MOTO com meu irmão, onde ele ficou NO CORREDOR, JOGADO UMA NOITE INTEIRA, sangrando e sem poder dormir por que se não podia morrer, POR FALTA DE MÉDICO no hospital, que "linda" como a saúde é tratado no Brasil, já fiquei mais de 8 horas com meu avô, um senhor de 85 anos de idade, com problema de câncer, sentada em uma fila e ouvir o nome dele ser chamado só a noite. Acho que deveríamos muito pensar em todos os casos antes de sair relatando que o atendimento É excelente, pois isso só acontece pra alguns "priveligiados" em nossa sociedade hipócrita e egocentrica, onde os médicos olham apenas pro próprio umbigo, e quem tiver passando mal que se vire.

 

Mas ninguém esta falando que o SUS não funciona. Alias é ele quem paga medicamento de alto custo, mas alto custo mesmo (do tipo anticorpo monoclonal), vacinas, o SAMU e muitas outras coisas. 
E não é porque uma coisa funciona que ela não pode ser melhor. Comparar HCs (qualquer que seja a universidade) com o SUS de uma maneira geral é um erro, e dos grandes, seria quase a mesma coisa que falar que nadar com tubarões é mais seguro do que repousar na sombra de um coqueiro; afinal os dados mostram que por ano 100 pessoas dão entrada em PS's por conta de um coco que caiu na cabeça e 2 pessoas dão entrada por terem sido atacadas por tubarões(mas quantas pessoas chegam perto de um tubarão e quantas ficam na sombra de um coqueiro por ano???). O que eu quero dizer com isso é que temos que ter uma visão do todo, o SUS é gratuito? É. Ele funciona? Funciona e muito, e eu sei disso, tanto como cidadão mas principalmente quanto profissional de saúde que vi centenas de pacientes fazendo QT e cada ciclo não sai por menos de R$10.000. Mas o SUS realmente é universal??? 
Acho que a discussão aqui não é fazer piada com doença alheia, e sim fazer com que o SUS seja ainda melhor. 
O senador Cristovão Buarque tem um projeto de lei que eu acho fantástico. Essa lei seria para obrigar os filhos dos que ocupam cargos públicos a colocarem seus filhos em escolas públicas. Na opinião comum essa lei melhoraria a escola pública?!! Se fornos no raciocínio do artigo acima exposto essa lei é uma merda, porque nossa educação é ótima. Temos as melhores Universidades – TODAS PÚBLICAS – e os melhores colégios são públicos, ou ninguém nunca ouviu falar do colégio militar de Salvador e do Rio de Janeiro, sem falar nas CEFETs – todos públicos federais. Agora a Pergunta é: isso reflete a realidade??!!!
Acredito que as pessoas não saibam interpretar as coisas, em algum lugar aqui esta escrito: O SUS não funciona?? O SUS é uma merda?? Acho que não!!!
Se propusermos a hipótese de(fazendo um paralelo com o projeto de lei do Sen. Cristovão Buarque) obrigarem políticos a usarem o SUS, mas o SUS normal, esquecendo HCs, o hospital de brasília, estou me referindo àquele Posto de Saúde que todos conhecemos. Fazer eles irem à Unidade básica, pegar encaminhamento para ir a um hospital (se necessário), ai pegar outra guia para fazer o exame, ao pegar outro encaminhamento para ir a um especialista e por ai....Será que isso melhoraria o SUS ou não adiantaria em nada??!!! 
E só para maiores informações, acredito, repito, acredito que o HC acima referido faça parte da considerada MELHOR UNIVERSIDADE DA AMÉRICA LATINA e seja da considerada MELHOR FACULDADE DE MEDICINA DO BRASIL e que é reconhecida internacionalmente. O que me leva a crer que o profissional citado não é um médico comum, pois todo professor de universidade pública é um PROFESSOR PESQUISADOR, e todos nos sabemos da qualidade técnica desses profissionais, e falo isso de experiência adquirida dentro de universidade pública – onde fiz graduação.
Agora a pergunta que fica no ar, de onde provém os profissionais médicos que MUITO PROVAVELVENTE, coordenam o corpo clínico do hospital Albert Einstein e do Sírio Libanês???