Revista GGN

Assine

Os protestos populares em Wall Street

Atualizado às 9h55

Por Marco Antonio L.

Venham todos ocupar Wall Street, pede Michael Moore

Wall Street 2011

Após visitar os acampados em Wall Street e declarar seu apoio ao movimento de ocupação, o cineasta Michael Moore, ferrenho ativista contra o sistema, publicou nesta terça (27) uma nota em seu blog chamando pessoas de todo o país para se reunirem aos manifestantes. Ele considera o fato histórico: “É a primeira vez que uma multidão de milhares toma as ruas de Wall Street”.

A manifestação “Ocupar Wall Street” (https://occupywallst.org) chega ao décimo dia ignorada pela grande imprensa e cada vez mais “gritante” na mídia alternativa e blogs. As milhares de pessoas permanecem acampadas no local, enfrentando policiais cada vez mais violentos.

Lawrence O´Donnel, apresentador de uma emissora de TV alternativa, mostra em seu programa “The last World” a cena de um jovem sendo agredido. Ele questiona: “Por que os policiais estão batendo neste rapaz?”

Em seguida, Lawrence reapresenta a mesma cena em câmera lenta e explica: “Os policiais estão batendo no jovem porque ele está armado com uma câmera de vídeo”. Outra cena do programa mostra duas mulheres gritando muito após terem sido atingidas por spray de pimenta. Lawrence condena a brutalidade: “As pessoas são inocentes, pacíficas, não podem ser agredidas nem presas”.

O que causa espanto ainda maior, acrescenta o jornalista, é a falta de reação de quem assiste ao espetáculo de horror de braços cruzados. “Ninguém faz nada a favor dessas pessoas”, denuncia, afirmando que a violência policial contraria a lei, é crime. Diz ainda que a ação policial tem uma explicação: o governo sabe que a manifestação não terminará enquanto a população nas ruas não for ouvida.

Um internauta posta o programa de Lawrence no Youtube e pede: “Por favor, transformem isto num viral”, explicando que tem poucas linhas para expressar o horror que está ocorrendo nas ruas. Ele assina “moodyblueCDN” na postagem.

Abaixo do vídeo, segue o comentário: “E aqui vamos nós aos bastidores de Matrix”, comparando a bem engendrada política imperialista ao enredo do filme de ficção científica, no qual os personagens têm os destinos traçados por máquinas e só podem romper esse circuito de manipulação quando surgir o salvador.

Outro vídeo da internet mostra os jovens e sua demanda: “quem for honesto nos dará apoio, quem for heróico se juntará a nós”.

Lucas Vazquez está entre os jovens de Wall Street, é um dos organizadores do protesto, segundo um vídeo. Ele dá uma declaração tranqüila, mostrando-se surpreso com a reação dos policiais.

Os dez dias de protestos já deram origem a um documentário, O verão da Mudança (Summer of Change), de Velcrow Ripper. Ripper navega na praia hippie dos anos 1960 ao propor: “Como esta crise global pode se transformar em uma história de amor?”. O documentário foi produzido pela Evolve Love, WWW.evolvelove.live.com

Acompanhe algumas destas cenas nos vídeos a seguir. Eles estão em inglês, mas violência policial ao vivo e em cores não precisa de tradução

- Michael Morre no Countdown with Keith Olbermann:

- Summer of Change (Verão da Mudança), documentário do aclamado Velcrow Ripper, no qual ele pergunta: "como a crise global pode se transformar em uma história de amor?", prodição da EvolveLove (www.evolvelovelive.com:

- Noticiário com cenas das ruas: o programa chama-se "The Last World with Lawrence O´Donnel (O último dos mundos, com Lawrence O´Donnel apresentando:

Por Adamastor

Protestos em Wall Street (dica do Blog do  Miro)

Vídeos

Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Sem votos
29 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+29 comentários

É quando os jovens renascem na soma do que seus pais perderam...

e das sacadas os ricos debocham com a certeza de que o governo está tomando todas as medidas possíveis, e impossíveis, para que eles, os ricos, continuem emprestando o dinheiro que, agora, está sendo negado a cada um dos jovens.

 

no tempo, sabemos que foi assim que sempre funcionou, mas ainda bem que hoje temos pessoas como Michael Moore para nos mostrar a forma moderna do uso da velha guilhotina.

Finalmente um movimento bonito, lógico e lúcido, pra gente torcer para que seja entendido por todos.

 

Notem no ultimo video que a coisa que anda mais amedrontando policiais do mundo inteiro ultimamente sao cameras.

Escondam suas cameras, sempre.  E usem aa vontade.  Nao eh UMA camera nao, eh um monte de cameras.  Tem que haver um monte de gente com cameras em todo e qualquer lugar aonde a policia esta presente pra protecao de ricos.

 

Estamos aguardando suas imagens, caro Ivan, você que é o enviado especial do Nassif em New York.

Mas cuidado com o spray, cara.

Pimenta no do Ivan é refresco para a direita!

 

Juliano Santos

Quando o movimento Fora Collor se iniciou, também não dava notícia....

 

CRISE ECONÔMICA AQUI E ALHURES: BUSCANDO SAÍDAS

Joaquim José Guilherme de Aragão

Laboratório de Infraestruturas da Universidade de Brasília

A CRISE...

<

[Quando o movimento Fora Collor se iniciou, também não dava notícia....] Ohh!! Se foram eles que organizaram tudo ao ponto de até petista cair na lorota. E os tais caras pintatadas mostra claramente que tais movimentos  nunca foram contra corrupção, tanto que depois até produziram tantos quantos.

 

 
 

Pernambuco falando para o mundo!

 

 Desculpem.

 Isso é o que se pode chamar de "discurso vazio"....hehehe.

 Só agora entendi porque alguns "comentarios" aparecem sem nada escrito.  Aconteceu comigo...  muita rapidez no botão de "enviar".

 

 Mas o que eu dizer é que em "noviorque" é chic se dizer indignado, não representado pelos politicos, etc, etc...

 Já por aqui....

 Protesto, só se for "a favor"....

 

 

Pernambuco falando para o mundo!

Gostei muito do seu comentário, o das 11:30 "of course".

 

Srªs Senadoras e Srs. Senadores, a Transparência Internacional divulgou, nesta terça-feira, a classificação anual dos países mais corruptos do mundo, e a situação do Brasil, sob o império do “lulismo”, só piorou. Demóstenes Torres 08/10/2003

Impressionante a matéria de Lawrence O'Donnell. Verdadeira aula de jornalismo. Fiquei com vergonha alheia pelo nosso jornalismo de quinta-categoria... :-(

 

Viva! A América reage, os norte-americanos finalmente, o cidadão comum, se manifesta. Será de novo aquela américa que empolgou e influenciou tantas gerações, a minha inclusive (Make love not war)? Lá como aqui, e em muitas outras regiões pequenos mas poderosos grupos financeiros se apoderaram da maior parte das riquezas das nações. Lá nos Estados Unidos, 400 famílias detém 80% da riqueza. Aqui, estamos em acelerado processo de transformação da situação de dominação desses grupos, cujo gatilho foi nada mais, nada menos que Luis Inácio Lula da Silva, daí os ataques raivosos deles a qualquer coisa que diga respeito a Lula. Os ideais norte-americanos estão baseados principalmente na idéia da liberdade e nos direitos do cidadão, foi lá que nasceu a defesa do consumidor, por Ralph Nader (quem ainda se lembra dele?), a explosão da contracultura, o underground, e redescoberta de valores culturais do ser humano que estavam esquecidos, e tantos sonhos de liberdade. Retorno aos ideais da minha geração, mas muita coisa aconteceu (Hoje eu sei que quem me deu a idéia de uma nova consciência e juventude está em casa guardado na lembrança, contando vil metal).

Esta manifestação tem tudo para pipocar em todo o mundo, porque parte do país mais influente do mundo, que ecoa a voz da verdade e solta o uivo (Howl), lembrando Allen Gisnberg: o sistema financeiro internacional precisa ser regulado. Ontem mesmo, em Paris, ao receber o título, Lula botou o dedo na ferida: a saída está no debate "político", e não nas medidas de economia.

 

E o pessoal brindando com champanha enquanto o protesto passa?? A que ponto chegamos!

E o Michael Moore falando que os credores não sabem quem são seus devedores tamanha a bandalheira do mercado.

Realmente é de desanimar para um inicio de dia.

 

Esse gorvernos acham que vão poder esta sempre priorizando o capital em detrimento ao povo, graças adeus até na pátria do capitalismo isso esta começando a ser questionado.Sucesso a esse indgnados de NY que isso seja só o inicio o mercado não pode continuar a ditar os destinos do mundo 

 

O Eduguim poderia convidá-lo para fazer chamadas para as manifestações aqui. Os 100 se multiplicariam por 1000 ou mais

 

Até o PIG deles tem ignorado, este mundo é uma mentira tremenda mesmo.

 

Façam o teste, procurem Ocupação Wallstreet nos principais jornais "fontes de notícias" e não vão encontrar nada.

 

Eu fiz o teste.

NÃO EXISTE nenhuma referência ao que estamos vendo em https://occupywallst.org/

Agora pergunto: Depois de movimentos na Tunísia, Egito, Yemen, Líbia, Síria e agora com o início de algo muito sério (embora com outra conotação) nos USA, quando teremos de fato algo assim aqui no Brasil?

As vassouras estão fincadas no Congresso (mais isto é coisa do PIG, viu?), os jovens fazem discretas manifestações aqui e acolá, mas nada de peso acontece.

Por que? Porque aqui no Brasil, qualquer manisfestação conta a corrupção é tachada como coisa da Veja, da GRobo, etc... É tentativa de golpe da direita corrupta. Temos que continuar convivendo com este Mar de Lama. Porque pensar em protestar é coisa da direita, de Demos e da Tucanalha.

O Brasil cresce com o bom governo que aí está. Tiramos o povo da miséria, É VERDADE. Mas o Custo Brasil não tem preço. "Se gritar pega ladrão, não fica um meu irmão..."

 

 

 

 

|_|0|_|
|_|_|0|
|0|0|0|
"Liberdade!, Liberdade! / Abre as asas sobre nós / E que a voz da Igualdade / Seja sempre a nossa voz..."

Mentira !  Esse protesto não existe !  É pura invenção desses blogs sujos !  Voces acham que, se esse protesto existisse realmente, o premiadíssimo e altamente confiável jornal nacional já não teria colocado mil e um repórteres para fazer a cobertura ?

 

Ligaram para o Bocardi, que é o correspondente da Gloubow in New York, mas seu celular está sem sinal.

Pretendo ver o Manhattan Conection no domingo para ver se eles dão alguma coisa. Em caso afirmativo, será que eles vão debochar do movimento?

 

Juliano Santos

ô, antônio voc~e tá brincando, né, sua posição é de achincalhação com o tal jornaleco, né não???

 

Antônio, aprenda a pensar; quem sabe, vc gosta.

 

Xara, voce e o Joao Bosco sao imperdoaveis.  IMPERDOAVEIS!

Recolhei vos aa insignificancia do blog do RA.

AGORA E JA!

 

Ivan,

O Antonio pensou bastante, é que resolveu usar ironia bem disfarçada.

 

 

Mas, ele deveria colocar ao menos o "premiadissímo" entre aspas, né não. 

 

Ah, tá ... :)

 

Calma, Ivan, o cara só tá ironisando, pô.

 

Como dizia Roberto Marinho, se não passou na Globo, não aconteceu, não é mesmo, Antônio? Que maravilha de jornal que é esse Jornal Nacional, só que agora, a máscara caiu.

 

Se os EUA não são o paradigma da Democracia, então por que o cidadão não pode protestar contra os crimes do sistema financeiro ?

 

Protestos em Madri e NY só vem corropolar o fato de que na Europa e nos EUA, os lideres governam para as corporações, e não para o povo. Torna mais contraditória a situação atual se levarmos em conta que a China governa para o povo, basta comparar as decisões tomadas pelo governo deles com aquelas do ocidente. Tal fato faz-me achar que a verdadeira ameaça a democracia no século XXI é o mercado, condutor dos governo ocidentais e que fica de joelhos diante dos dirigentes chineses. 

 

Seu comentário é correto, exceto no tocante à China. Para mim uma nação que permite as suas empresas de modo geral pagar salários de fome aos seus empregados não está de modo algum governando para o povo, é tão somente um país com capitalismo de Estado.