newsletter

Assinar

Quem foi o primeiro diplomata negro?

Por José Roberto F. Militão

Ops... ANDRÉ, cuidando da precisão histórica, o PRIMEIRO diplomata afro-brasileiro, já que não temos nem pertencemos a uma ´raça negra´. Conforme o site do Ministério das RElações Exteriores, o ´primeiro´, em 1837, foi Francisco Gê Acayaba de Montezuma, o primeiro e único VISCONDE DE JEQUITINHONHA.

(1837) http://www.itamaraty.gov.br/o-ministerio/galeria-de-autoridades/ministros/francisco-ge-acayaba-de-montezuma-visconde-de-jequitinhonha/view.

     Pelas fotos, é o correspondente a um autêntico afro-brasileiro.

   Polêmico e respeitado advogado, foi seguramente o PRIMEIRO ABOLICIONISTA, trinta anos antes do movimento. Foi ainda um dos fundadores e PRIMEIRO Presidente do Instituto dos Advogados do Brasil, portanto é oficialmente reconhecido como fundador e PRIMEIRO Presidente da nossa Ordem dos Advogados do Brasil. 

  Biografia (http://pt.wikipedia.org/wiki/Francisco_J%C3%AA_Acaiaba_de_Montezuma), agora não encontrei a oficial, mas os dados estão corretos.

Média: 5 (6 votos)

Recomendamos para você

6 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
+6 comentários

House Negro ou Field Negro? - perguntaria o meu querido Malcolm X:

http://en.wikipedia.org/wiki/House_Negro

http://www.youtube.com/watch?v=znQe9nUKzvQ

http://pt.wikipedia.org/wiki/Mensagem_a_Grass_Roots

 

É, parece-me, que o André Araújo hoje, não deve estar tão prosa, como estava ontem (06/01/11). Aliás, o Diplomata negro que ele nos apresentou, pela foto, está mais para mulato. A pele é de tonalidade morena.

 

Absolutamente nada a ver. A discussao era sobre o primeiro Enmbaixador  brasileiro negro, citei Domicio da Gama, Embaixador não é Ministro de Estado das Relaçoes Exteriores, que é cargo politico e não diplomatico. Não conheço outro antecessor de Domicio da Gama, como Embaixador nos quadros do Itamaraty.

Quanto à cor da pele, negro puro so tem na Africa, Domicio era mulato, citado por Eça de Queiroz, como ""mulato cor de rosa"". O fato é que nao era branco e é essa a discussao que nasceu do primeiro post sobre o Embaixador Fonseca, a quem rendemos nossas homenagens pela vitoriosa carreira.

A maioria dos Chanceleres brasileiros não é diplomata e sim politico, como Juracy Magalhaes, Olavo Setubal, FHC, Oswaldo Aranha, Magalhaes Pinto, Raul Fernandes. O padrao é mundial, nos EUA Secretarios de Estado são militares, advogados e empresarios, como George Marshall, James Baker, John Foster DullesHillary Clinton, Dean Acheson, o cargo é politico sempre.

 

que personagem sensacional!  como deveria se sentir ele sendo membro da elite de um pais cruel que mantinha seres humanos como escravos.   

 

 

"A verdade é a melhor camuflagem. Ninguém acredita nela." MAX FRICH

Poderíamos "nomear", também, com o título de diplomata (!) ao André Rebouças, talvez o primeiro negro a ser engenheiro militar no Brasil.

É que, além de estudar na Europa, André Rebouças depois foi para lá fazer gestões para que a ópera Fosca, do Carlos Gomes, fosse encenada, e também acompanhou Pedro ao exílio.  

Vida dura, a desse Rebouças.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Andr%C3%A9_Rebou%C3%A7as

 

Li a biografia na Wikipedia. O homem era mesmo uma fera. Enquanto político hoje estaria mais para um Michel Temer, ou talvez para um Roberto Jefferson, sei lá.

Mas a OAB não teria sido ele a criar, mas a IAB, sim. Tentou fundar a OAB, mas não teria conseguido aprovar a lei, no Congresso.