newsletter

TelexFree: o golpe do século

Atualizado em 28/06/2013

Este artigo foi publicado originalmente em março de 2013. Já foi lida por mais de 398 mil pessoas. Todo esse material foi disponibilizado no Blog, com todos os elementos caracterizando a extensão do golpe. O Ministro da Justiça foi pessoalmente alertado por mim sobre a extensão do golpe. Só agiu depois da Justiça do Acre ter interrompido as vendas da TelexFree e ordenado o bloqueio das contas dos controladores. Se tivesse agido antes, a decisão do Ministério teria impacto sobre a corrente. Agindo depois, não houve nenhum impacto adicional. Só agiu quando entendeu que não havia nenhuma possibilidade de sobrevida para o golpe. Enquanto houve essa possibilidade, o Ministro José Eduardo Cardozo optou por não entrar no tema.

Atualizado em 03/06/2013

Ao Ministro da Justiça José Eduardo Cardozo:

o material abaixo - com denúncias sobre o golpe da TelexFree - não foi produzido pela Polícia Federal, como deveria ser. Foi levantado pelo trabalho solidário das redes e de um jornal de Vitória, Espírito Santo.

Cumpre-se uma missão pública que =o Sr, Ministro recusa-se a assumir. Repito sua publicação para tentar, mais uma vez, despertar José Eduardo Cardozo para suas responsabilidades de Ministro de Estado.

Matéria

Nos próximos dias, provavelmente, o esquema de pirâmide da TelexFree será desbaratado e seus mentores detidos. É possível que seus bens (visíveis) sejam bloqueados. Mas terá sido em vão para mais de um milhão de pessoas que caíram no mais abrangente golpe financeiro da história do país. Apenas em 2012, o esquema movimentou R$ 300 milhões.

Durante semanas o Ministério Público ficou discutindo se o tema era da alçada federal ou estadual. A Polícia imersa em indagações se era crime contra a economia popular, portanto afeita à Polícia Civil, ou crime mais abrangente, de responsabilidade da Polícia Federal. 

Enquanto pipocavam notícias de todo o país, de famílias vendendo até casa própria para aplicar no golpe, o Banco Central indagava-se se deveria entrar na parada, já que a TelexFree mexe com poupança popular mas não é uma instituição financeira. E a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) dizia que, só após provocada, faria alguma manifestação. Desde janeiro a Secretaria Nacional de Direito do Consumidor está perdida, analisando um produto que é auto-definível: basta analisar o modelo de vendas para saber se é golpe.

Na era da Internet, há necessidade de se montar procedimentos rápidos para evitar a explosão dos prejuízos populares. Para tal, é importante entender como foi montado o golpe

Os golpes clássicos com pirâmide

Os golpes com pirâmides são antigos e obedecem, quase sempre, à mesma lógica.

1. Escolhe-se um produto qualquer . E monta-se uma primeira lista de supostos vendedores com 10 nomes. Como o trapaceiro está iniciando o processo, provavelmente os 9 primeiros nomes da lista são clientes fantasmas, criados por ele.

2. As dez pessoas que receberam a lista, pagam o bônus para o primeiro da lista. Depois, montam uma nova lista, na qual o primeiro nome é excluído e a pessoa coloca o seu próprio nome no 10o lugar.

3. A nova lista é vendida para novas dez pessoas que pagam o primeiro da lista e montam novas listas, incluindo seu nome no 10o lugar. E o nome de quem vendeu para elas no 9o lugar.

4. Portanto, a primeira pessoa a quem a lista foi vendida terá que esperar nove rodadas, antes de começar a receber o retorno.

5. Quando chega sua vez, os primeiros compradores conseguem ganhar bom dinheiro, à custa dos que entraram depois. Cria-se a fantasia de que todos ficarão ricos. Ocorre que o crescimento da pirâmide é insustentável. Chegará uma hora em que não haverá mais incautos para adquirir a pirâmide e ela quebrará, deixando grande parte dos usuários no prejuízo bravo. Estudos estatísticos estimam que, em cada pirâmide, 88% dos participantes perderão dinheiro.

Confira na tabela.

Uma corrente na qual o membro do grupo precise vender para 10 pessoas, na 5a rodada exigirá 100 mil pessoas para não quebrar. Na 7a rodada, 10 milhões de pessoas. Na 10a rodada, 10 bilhões de pessoas.

Os golpes da pirâmide, ou corrente da felicidade, são antigos no Brasil. No caso de golpes, o produto ofertado pouco importava. A receita da corrente consistia no pagamento efetuado pelos novos aderentes aos que entraram primeiro.

Nos anos 60, houve uma corrente famosa com LPs de Johnny Mathis. E outra com sapatos Samello. Em 2006, a Irlanda foi vítima do golpe da pirâmide.

O esquema Ponzi

O mais famoso golpe da pirâmide do século passado foi o "esquema Ponzi", criado pelo criminoso norte-americano Charles Ponzi. Imigrante italiano, Ponzi chegou aos Estados Unidos em 1910. Descobriu que selos de carta de outros países poderiam ser utilizados nos Estados Unidos – e eram mais baratos. Montou uma pirâmide, então, para vender selos estrangeiros nos Estados Unidos.

Em fevereiro de 1920, o esquema tinha lhe rendido US$ 5 mil; em março, US$ 30 mil; em maio US$ 420 mil; em julho US$ 1 milhão. Foi uma febre que se espalhou por todos os Estados Unidos, levando famílias a venderem suas casas para entrar no jogo.

A corrente quebrou, Ponzi foi detido, pagou fiança e fugiu para o Rio de Janeiro, onde terminou seus dias como representante de linhas aéreas. Morreu em 1949, em um hotel para indigentes no Rio.

 

O esquema Madoff

O esquema Bernard Madoff foi mais sofisticado, pegando apenas milionários. Sua empresa oferecia oportunidade de investimentos que rendiam 1% ao mês - alto para os padrões internacionais, não tão alto que pudesse despertar suspeitas de golpe. Os fundos de Madoff não pagavam rendimentos todo mês. Os investidores acoampanhavam o saldo através de extratos. Só obteriam o saldo completo se resgatassem o dinheiro e saíssem do fundo.

Com os recursos que ia recebendo de novos clientes, Madoff ia pagando clientes que saíam da corrente.

Esses recursos eram administrados por um fundo não ligado diretamente ao banco de Madoff, para ficar ao largo da fiscalização das autoridades.

Estourou em 2009, levando prejuízo a muitos investidores, inclusive a brasileiros. No Brasil, seu fundo eram vendido pelo Banco Safra e pelo Santander.

O esquema Boi Gordo

O último grande golpe de pirâmide no Brasil foi o das Fazendas Reunidas Boi Gordo. Foi montada por Paulo Roberto de Andrade, de Santa Cruz do Rio Pardo.

Historicamente, a engorda de bois rende 10% em 18 meses. A Boi Gordo oferecia aos investidores a possibilidade de ganhos de 38% ao ano.

Era o velho esquema da pirâmide, na qual o dinheiro dos que entravam bancava os investimentos dos primeiros que entraram no jogo.

A diferença da TelexFree é que, no caso da Boi Gordo, havia alguns ativos - fazendas e rebanhos - de garantia, embora insignificantes perto do rombo que deixou no mercado. O prejuízo atingiu 30 mil clientes. Até abril de 2004, chegava a R$ 2,5 bilhões

O esquema TelexFree

O golpe da TelexFree só no ano passado pode  ter movimentado R$ 300 milhões. Se a Polícia Federal não atuar rapidamente, o golpe poderá ser de US$ 1 bilhão.

Esse golpe foi montado inicialmente no Brasil, com características próprias da era da Internet. Depois, conseguiu-se um parceiro norte-americano. O cabeça da operação foi o empresário capixaba Carlos Wanzeler.

O golpe se valeu de um modelo de marketing denominado de "multinível" - que é legítimo e adotado por empresas respeitáveis.

Trata-se de um modelo de vendas porta-a-porta, na qual há espaço para dois tipos de vendedores: o vendedor comum, que recebe um percentual sobre o que vende; e o chefe de equipe, o vendedor que logrou montar uma equipe trabalhando por ele, que recebe pelo que vende e pelo que vendem seus seguidores.

O que diferencia uma empresa séria da golpista é a receita auferida com a venda final do produto. Quando a remuneração de todos é função direta da venda de produtos, o modelo é auto-sustentável. Quando a forma de remuneração é o pagamento de quem entra, e a manutenção da rede depende do crescimento exponencial dos participantes, é golpe.

No caso da TelexFree, o golpe - óbvio, evidente - fundou-se em duas características da Internet.

A primeira, a de oferecer um produto que não existe fisicamente: a possibilidade de fazer ligações de VOIP (telefone através da Internet) pela empresa TelexFree.

A corrente consiste em colocar anúncios na Internet vendendo os serviços da TelexFree. Cada anúncio acarretaria um ganho de US$ 20,00 para o vendedor.

De cara, há dois furos evidentes. O fato de que anúncios em Internet custam muito menos do que US$ 20,00 e o total descasamento entre o faturamento da empresa de VOIP e o volume de vendas de anúncios.

Teoricamente, o faturamento das novas assinaturas de VOIP deveria bancar o lucro dos vendedores. Hoje em dia, o VOIP é oferecido por gigantes, como o Skype (da Microsoft), Google e Facebook. Uma conta Premium do Skype não sai por mais que US$ 5 dólares mês. Já a assinatura da TelexFree é de US$ 50. Ou seja, a empresa tem um produto que jamais competirá no mercado.

No entanto, a quadrilha valeu-se da segunda característica da Internet - a rápida propagação de informações -, para montar esquemas em várias partes do mundo. Acabou tornando-se uma franquia para trapaceiros de várias nacionalidades, a maior parte dos quais do Brasil.

Como o norte-americano James Merril entrou na história

O modelo da pirâmide TelexFree foi inteiramente desenvolvido por Wanzeler, através do site Disk à Vontade, já vendendo as ligações VOIP em 2009.

A dificuldade maior dos golpistas era passar credibilidade em relação ao negócio.

Quando percebeu a potencialidade do golpe, Wanzeler resolveu sofisticar. Localizou uma empresa norte-americana especializada em VOIP, a Commons Cents Communications, aproximou-se do dono James Merril, e entrou como sócio da companhia.

No site da empresa (www.telexfree.com) informa-se que ele entendeu a potencialidade do negócio quando conheceu brasileiros. No Brasil, Merril passou a ser apresentado como o gênio do marketing multinível e da VOIP.

O blog "Meu Dinheiro em Casa" fez um belo levantamento sobre o registro da empresa nos Estados Unidos.

Descobriu que, no registro da TelexFree nos Estados Unidos, pela Secretary Commonwealth Corporations Division (SEC), 1) a empresa se chamava Commons Cents Communications e foi alterada para Telexfree em 15/02/2012. 2) A empresa original não era de marketing multinivel (a especialização das empresas de marketing que trabalham com sistemas semelhantes, mas em cima de produtos reais). 3) No registro, Merril aparece como presidente. Mas o golpista brasileiro, Wanzeler, dono da Disk à Vontade e da Ympactus, é tesoureiro e diretor.

As conclusões do blog foram taxativas:

  • A Telexfree jamais existiu como marketing multinível nos Estados Unidos
  • O contrato é claramente celebrado entre o divulgador e a Ympactus Comercial LTDA e não com a Telexfree INC.
  • Se a Ympactus pertence a Carlos Wanzeler e ele é um dos proprietários da Telexfree INC e da Disk a Vontade, ele é o principal mentor do negócio.
  • Disk a Vontade, Ympactus e Telexfree são a mesma coisa, apesar de não o ser juridicamente.

No entanto, a parceria com o norte-americano acabou fornecendo a capa de credibilidade de que o esquema necessitava no Brasil.

No site, a TelexFree é apresentada como uma multinacional norte-americana.

Tempos depois, a Gazetaonline descobriu que o prédio americano era um local de escritórios virtuais, no qual o TelexFree tinha apenas um endereço. Esses escritórios alugam endereços para empresas e locam salas para reuniões esporádicas.

Os esquemas de vendas

Todas as pirâmides tradicionais das últimas décadas - venda de ouro, Boi Gordo, Avestruz Master - contaram com a mesma estrutura de vendedores, em geral pequenos picaretas de mercado, dispostos a vender qualquer coisa.

Nos últimos anos, a Internet abriu espaço para aventureiros mais atrevidos, em geral ligados a esquemas de bingos ou de olho em novos negócios obscuros que aparecem de quando em quando.

Em cima da suposta parceria com uma "multinacional, a empresa montou seu esquema de divulgação na Internet, com vídeos, por si só, demonstrativos da baixa qualidade dos golpistas.

Para iludir os incautos, a empresa colocou na Internet alguns documentos banais, passando a impressão de ser uma atividade legalizada, como uma Certidão Negativa de débitos contra a União da empresa Ympactus, titular do golpe no país.

Em seguida, graças à Internet, foram se acoplando ao golpe diversos grupos espalhados pelo Brasil inteiro, constituindo, provavelmente, a mais extensa rede de golpistas que o mundo já viu. Picaretas de toda sorte, junto com incautos, abriram sites na Internet, usando o nome TelexFree na URL, entrando nos mais distantes rincões do país, espalhando vídeos e sites pela Internet. Surgiram www.suportetelexfree.com.br, www.brasiltelexfree.com.br e outras.

A guerrilha na Internet

Para impedir as denúncias pelo Google, a quadrilha recorre a dois tipos de ação.

A primeira foi bombardear os blogs que denunciavam o esquema através de ataques DoS. Os ataques tomavam como base os links no Google. Os dois primeiros links, aliás, eram do meu Blog e do Acerto de Contas, do Pierre Lucena, denunciando o golpe - no meu caso, republicando o artigo do Lucena.

A segunda ação consistiu em inundar o Google e o Youtube com conteúdos utilizando a palavra "denúncia", mas levando a vídeos enaltecendo o trabalho da quadrilha.

Graças ao esquema de franquia, diversas subquadrilhas entraram no jogo, misturadas a incautos, dificultando a identificação e o mapeamento dos diversos elos. Com tantos empreendedores associados, a Internet ficou abarrotada de publicidade do grupo.

O trabalho do governo

Informações dos leitores do Blog indicam que o esquema entrou nas mais distantes cidades no país, chegou a Portugal e começa a entrar na Inglaterra.

Há vários elos da quadrilha em todo lugar. Ao mesmo tempo, muitos incautos misturados ao grupo.

O trabalho da Polícia Federal deverá ser mapear os elos da corrente, identificar os cúmplices, separar os incautos e acionar a Polinter, já que o golpe envolve vários países em um sistema em que o dinheiro pode ser transferido para paraísos fiscais em dois tempos.

Mas é evidente a lentidão dos órgãos de controle. Desde janeiro a Secretaria Nacional de Direito do Consumidor está analisando o golpe. Ora, bastaria uma mera análise do modelo de venda para constatar o golpe. O passo seguinte seria interromper imediatamente a corrente. Só então, partir para as investigações e para a responabilização penal dos transgressores.

Mas enquanto a malandragem voa pela Internet, o aparelho regulador anda de máquina de escrever.

 

Média: 4 (8 votos)
27 comentário(s)

Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Dilosani penning
Dilosani penning

Maior Golpe

Na minha humilde opinião Nassif, deverias escrever outro artigo,pois este já esta ultrapassado. Explico: o maior golpe do século não foi a Telexfree, mas foi a do eike Batista. O dinheiro envistido na Telexfree foi particular, cada qual com suas economias. E na derrocada do Eike, esta metido o dinheiro do governo, quer dizer, do povo, o nosso. 

Seu voto: Nenhum (21 votos)
imagem de Lu
Lu

vdd, e vc ja parou pra pensar

vdd, e vc ja parou pra pensar que começaram a perseguir  a telexfree quando o Eike começou a afundar?? seria desvio do foco, pra esconder o que estava pra acontecer??

Seu voto: Nenhum (16 votos)
imagem de Paul_btim
Paul_btim

...

não mesmo.....as empresas do eike eram PRE-OPERACIONAIS e qualquer um que quiser investir seu dinheiro nessas empresas,se estudar só um pouco,vai entender que se trata de uma aposta.....as pessoas acreditaram que iriam se dar bem e entraram,mas se tivesse observado coisas simples(empresas que não davam lucros ha anos,se endividando cada vez mais.etc..) ficariam de fora....mas a GANANCIA falou mais alto......como pode uma OGX valer mais de 20,00 a ação sem nunca ter produzido uma gota de petróleo??e pior: como alguém entra numa furada dessas????quanto ao $$$$$ público,esse já voltou em forma de imposots faz tempo....quem tomou prejú foram só os minoritários.....

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de ZENIO SILVA
ZENIO SILVA

Dinheiro nosso?!

Qual dinheiro nosso cara-pálida?! O EIKE lançou ações, muita gente boa do mercado comprou, tomou empréstimo no BNDES e vai ter que pagar! Isso é o nosso capitalismo sem riscos amigo...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Marcos Alberto
Marcos Alberto

Todo mundo faz BLOG todos

Todo mundo faz BLOG todos eles criticam o governo, todos estão revoltados. O povo lê e se revolta  mais ainda. Resumindo todo mundo P da vida mas ninguém faz nada. Nem para comentar ou se unir para anular os votos. E eles já estão se preparando para as reeleições. Por 20 centavos foram as ruas em junho de 2013. Com aumento de 35% do IPTU ficou todo mundo quietinho e aceitaram o aumento. Para ficar do jeito que está, o exercito foi bem melhor para o povo. O exército foi ruim para quem está no poder hoje. Os ingressos da copa já devem ter vendido todos. E o povo ainda continuam com a birra de torcer pra partidos e estão se preparando para votarem de novo. Desculpem a minha ignorancia mais uma coisa quando não está funcionando agente para checa descobre o defeito e arruma.  No Brasil o povo sabe que são 31 partidos que não representam ninguém e votam neles. Eu pergunto? Os senhores reclamam e censuram o que. Ou será que as pessoas gostam é só de falar? Eles tomaram conta do congresso e hoje o povo vota em quem eles querem. O povo não tem representantes mais eles tem!!! Se os órgãos de comunicações estivessem com vontade  de melhorar o país pararava essa droga e arrancava todos eles de lá sem precisar quebra quebra. O povo é igual animal selvagem não sabem a força que tem, e nem sabem utilizalas e os que criticam e escrevem como se fossem os donos da razão estão no bolo também perdidinhos. O incrivel disso tudo é que um cachaceiro analfabeto conseguiu ferrar com o país mandar um monte de diplomados para a cadeia, dá palestra com o preço maior do que do sociologo e ex presidente da república. Está  atuando e fazendo planos para a Dilma,  e fala que a meta  do partido é até 2022. O unico ex presidente que terminou o mandato e está em evidencia direto. Só se esconde quando estoura um escandalo, ou mensalão ou porto seguro e outros que logo logo virão a tona. Os brasileiros que tiveram a boa educação de casa e completaram os estudos de nivel superior devem estar perdidos também, sem saber com é que um partido de vigarista está dominando o país a mais de uma década. E como é que um país cheio de pessoas de nivel  médio e superior aceita isso. Sem  pelo menos fazer uma propaganda pela internet de concientização para ninguém votar em 2014 se unirmos para exigir mudanças. Preferem deixar os crimes virarem cotidiano do que partir para cima de quem está com o dinheiro  dos impostos do povo brasileiro. Ficar satirizando político não chega a lugar nenhum. Na hora que acordarem não haverá mais tempo nem para o povo e nem para os políticos. Se é que estão entendendo o que estou querendo mostrar. Um cancer quando toma conta de diversos orgãos não tem mais cura é caixão. 

Seu voto: Nenhum
imagem de Marcos Ribeiro I
Marcos Ribeiro I

Mais um lambe-botas.

Mais um lambedor de coturnos botando as manguinhas de fora. Pode tirar o seu cavalinho da chuva, aqui vc não vai fazer verão.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Anarquista Hilário
Anarquista Hilário

Sem desculpa !

" Desculpem a minha ignorancia mais uma coisa quando não está funcionando agente para checa descobre o defeito e arruma"

Sinto muito mas não te desculpo não. Ignorante realmente você o é, digo isto não no sentido de insultá-lo, mas no sentido original da palavra de desconhecimento, ignorar.

O Sr. diz um monte de besteiras, faz críticas e apela para as pessoas mudarem a sitação caótica- segundo você mesmo, e demonstra uma ignorância absurda da política do país em que vive.

Não há desculpa ! queira se informar primeiro e depois venha dar seus pitacos. Talvez haja esperança para você, uma vez que adentrou o espaço deste blog, que é de longe o melhor lugar para as pessoas obterem informação diferenciada.

Boa sorte!

... mas não desculpo não.

Seu voto: Nenhum
imagem de rick
rick

...

se fosse ilegal ja tinham acabado com a telexfree
trabalho com ela a tempos e tenho otimos lucros
se cadastrem por esse link,esclareço qualquer dúvida ´

http://www.telexfree.com/ad/ricardoresende

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Cezario
Cezario

Telexfree Rodo

Lógico que é ilegal, a Telexfree ja foi bloqueada nos Estados Unidos e o lider deles fugiu para o Brasil, Rodou irmão abre os olhos e larga de ser besta.

Seu voto: Nenhum

O Golpe do século

Voa, Telexfree! 

Há 6 meses escrevi o post "Marketing Multinível ou Golpe Multimilionário?" sobre como a Telexfree, cujo negócio foi considerado um golpe financeiro pela Justiça, avançava sobre o país. Ali tentei mostrar a importância da aproximação com esportistas, artistas, celebridades e profissionais respeitados na sociedade para conferir credibilidade ao golpe. Celso de Freitas, por exemplo, um dos principais jornalistas da TV Record, chegou a ser o principal garoto-propaganda da Telexfree. Mas de lá pra cá, a empresa teve seus bens bloqueados pela Justiça, foi impedida de aceitar novos investidores e muita coisa mudou.

"Mas o que aconteceu? A Telexfree teve suas portas fechadas? O seu presidente foi preso?"

Não! Muito pelo contrário. Com os bens bloqueados e sem a possibilidade de incluir novas vítimas no esquema (que é o que sustenta o negócio), os representantes da empresa iniciaram uma verdadeira cruzada contra as "injustiças" que estariam sofrendo. Com a base anêmica, os faraós da pirâmide incentivaram seus divulgadores a encampar uma campanha profundamente emocional pela volta do funcionamento da empresa.

Capitaneados pelo chefão Carlos Costa, vários deles foram até Brasília reivindicar o desbloqueio dos bens da empresa golpista. Intimidados com a pressão de milhares de pessoas, muitos políticos se renderam e deram apoio à causa piramidal e, hoje, é possível visualizar uma bancada multinível no Congresso. Veja o vídeo em que a Telexfree apresenta, com tons épicos, a luta messiânica do rei do marketing multinível:

Reparem como o sorridente Tião Viana (PT), governador de um estado em que 10% da população caiu no golpe, oferece seu ombro amigo ao nobre empresário Carlos Costa:

“Você pode dizer: ‘olha, eu tenho o governador do Acre como testemunha a favor dessa atividade. E pode me usar em qualquer tribunal. O que eu lhe disse aqui eu digo no STJ. Eu não vi ninguém reclamar, como é que eu posso ser contra?”

E assim, conquistando legitimidade, vamos voando cada vez mais alto.

Recentemente a Telexfree anunciou com orgulho ser a nova patrocinadora do Botafogo, que exibirá o logo da empresa faraônica em sua camisa. Representantes do clube foram até Miami, onde fecharam o acordo com o comparsa sócio norte-americano de Carlos Costa, o cara que topou fingir ter um negócio milionário nos EUA pra conferir status internacional ao golpe. Além disso, Carlos Costa e sua turma também se orgulham de uma outra empreitada: o hotel "Best Western Telexfree Tijuca". Apesar da Telexfree mostrar vídeo divulgando o empreendimento em conjunto, a famosa rede de hotéis fez questão de garantir não ter nenhuma relação com a empresa, diferente do Botafogo que segue pimpão com a parceria. Os cartolas parecem não se preocupar em receber dinheiro de uma empresa considerada golpista e com dias contados para morrer.

"Não é pirâmide! Não é pirâmide! É marketing multinível, não é pirâmide! Eu juro que não é!"

Sinto-lhe informar, divulgador, mas trata-se no máximo de um golpe multinível com muito marketing por trás. Porque o que sustenta o negócio não é o resultado das vendas, mas única e exclusivamente o recrutamento de novos investidores, que fazem girar a roda e sustentam Carlos Costa - o faraó deitado em berço esplêndido no topo da pirâmide. Trata-se do lado mais perverso do esquema: vítimas passam automaticamente a serem co-autoras do golpe, já que precisamdesesperadamente de novas vítimas para não quebrarem. Tudo isso é bastante simples de entendere já foi dissecado por muita gente.

Mesmo com tantas provas atestando o golpe e o crime contra a economia popular, a Telexfree continuou conquistando apoio de artistas, políticos, jornalistas, grandes empresas e até time de futebol. O jingle "Voa, Telexfree" era mesmo profético. A empresa voou tanto que alcançou alturas inimagináveis para um golpezinho tão antigo e elementar.

Mas aonde será que Carlos Costa vai parar com seu negócio milagroso? Charles Ponzi, o inventor do golpe da pirâmide, chegou a comprar um banco nos EUA antes de ser preso. E o nosso anjo Charles? Alcançará alturas semelhantes? Nessa toada, é muito provável que sim. Não se assustem se o nosso menino se eleger deputado federal e for homenageado num samba-enredo da Beija-Flor.

 

Seu voto: Nenhum

Ainda sobre fraudes

Acode aí Nassif...

O Armínio Fraga ameça voltar.

Meu Pai!

 

247

 

 

ARMÍNIO TOPA VOLTA AO GOVERNO. MAS VALE A PENA?

Integrante do staff econômico do presidenciável Aécio Neves, ex-presidente do BC diz que, se for chamado, volta para Brasília; "Quero ajudar no que eu puder", respondeu Armínio Fraga à revista Exame; dono da Gávea Investimentos e sempre visto como um 'darling' do mercado financeiro, ele poderá ser ministro da Fazenda se Aécio vencer, ou até retornar ao Banco Central; neste momento, faz um périplo entre banqueiros e empresários para reforçar o ex-governador de Minas e apresentar suas ideias; com Armínio em papel central na campanha, debate sobre passado e presente da economia vai se acentuar

 

http://www.brasil247.com/pt/247/economia/127583/Arm%C3%ADnio-topa-volta-...

Seu voto: Nenhum
imagem de gerson mattoss
gerson mattoss

recuperacao do dinheiro da telexfree demorava mais de 4meses

o MP propos um TAC que prejudica os divulgadores pois se refere aos ultimos 60 DIAS MAS..... na verdade quando entramos na empresa pagamos 2850 reais ou mais . na 1°semana o 100dolares ia para recompra. na outra semana ele ia para venda. ate completar 400 dolares 100por semana . dava 7dias para a eapera da 1° recompra mais 30dias para entrar os 400 dolares e
ais 7 dias para a empresa depositar . sem contar que 30dias antes do bloqueio judicial a empresa mudou o sistema de pagamwntp por numero de CPF . QUE FICAMOS SEM RECEBER... RESUMINDO A JUSTIÇA DEVE DAR PRIORIDADE AS PESSOAS QUE INVESTIRAM SEU DINHEIRO A 3 MESES E MEIO ANTES DA MUDANÇA DE FORMA DE PAGAMENTO PELO CPF QUE ANTECEDE O BLOQUEIRO DA EMPRESA

Seu voto: Nenhum
imagem de Bruno Alves
Bruno Alves

Telexfree Portugal

Felizmente que a Telexfree entrou em Portugal, e graças a um amigo entrou na minha vida. Estou na Telexfree há um ano, e só tenho coisas boas a dizer da empresa. É uma empresa que faz os pagamentos aos seus divulgadores através de um backoffice muito bem elaborado, e com um modelo de negócios excelente. Só posso recomendar a Telexfree a todos, e vou fazer por divulgar esta empresa ao maior número de pessoas que conheço. Em tempos de crise, é raro aparecer uma oportunidade destas. Façam o vosso registo em www.telexfreept.pt

Seu voto: Nenhum (14 votos)

fraude

Por força de decisão judicial proferida em 13 de junho de 2013, pela Juíza de Direito Thais Queiroz B. de Oliveira Abou Khalil, nos autos de Ação Cautelar Preparatória nº 0005669-76.2013.8.01.0001, ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Acre, em trâmite na 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco-AC, estão proibidas novas adesões à rede Telexfree, contas VOIP 99 Telexfree, de novos cadastramentos, de postagens de anúncios, de formação de binários diretos ou indiretos, de royalties, de Team Builder, dentre outras porventura devidas.

Diante disso espero que Portugal não reconheça essa pirâmide financeira tarde demais e
prejudique como fizeram no Brasil depois de muitas pessoas aderirem,
Conhece o NeoBux e o clixsese?
NeoBux e clixsense são sites PTC isto é ..paga você para clicar em anúncios,NÃO PRECISA INVESTIR NADA DE SEU DINHEIRO,você também ganha fazendo pesquisas assistindo vídeos e obtendo referidos ou os alugando.
Experimente é de graça não caia em armadilhas de Pirâmides que levam seu dinheiro.Copie e Cole:

http://lucraremcasa.comunidades.net/

Seu voto: Nenhum
imagem de Thiago Mantovani
Thiago Mantovani

ação penal

Entrei com uma ação cível na Comarca de Campinas - SP, em favor próprio. Entretanto, a juíza se mostrou hostil a não mais poder, desde o despacho da inicial: indeferiu todos os pedidos que fiz e julgou tudo fora de ordem. resultado: a ré nem mesmo foi citada e eu já estou sendo obrigado a DESISTIR da ação (pq ela não deferiu o pedido de suspensão com base no 104, do CDC...um absurdo).

Gostaria de saber se já há ação penal a respeito, haja vista que ela é importantíssima em face do artigo 16 da lei de ação civil pública, que restringe a eficácia territorial da ação do acre. Acaso exista ação penal, os juízes do Brasil inteirinho vão ter que piar fino diante de uma condenação criminal da empresa em questão, concorda? Alguém saberia me dizer se já existe alguma iniciativa penal?

Abraços

Seu voto: Nenhum
imagem de MarcosLP
MarcosLP

Revisando velhas postagens: reprisando velhos comentários...

Seu voto: Nenhum
imagem de MarcosLP
MarcosLP

Agora vai

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Ximene
Ximene

Sensacional !!!!  Enquanto

Sensacional !!!! 

Enquanto existirem os tais 'incautos' ( nada mais que gananciosos espertinhos querendo ganhar dinheiro fácil) ,  os golpistas, picaretas e piramidais continuarão a ter vida farta....

Seu voto: Nenhum

Entrevista com Paul Levenson e William Galvin

Da Rádio WSRO de Massachusetts
Programa "Vem Viver"

Nesta gravação, Sérgio Resende e Marcelo Benevides entrevistam Paul Levenson.

Ele diz que a Telexfree foi acusada de comprar e vender valores mobiliários, oferecer títulos de forma fraudulenta, pois nunca foram registrados em Massachusetts.

Também foram bloqueados os bens de oito diretores e pessoas envolvidos na gerência da empresa.

A possibilidade de a Telexfree voltar a funcionar é remota, pois em vez deles estarem administrando um negócio, estavam em grande parte operando um esquema de pirâmide.

Diz que ainda é muito cedo para determinar se e quais outras pessoas além dessas oito, que tiveram seus bens congelados, serão cobradas para restituir o dinheiro às vítimas.

Será um processo longo, um esquema difícil de desmontar, além da dificuldade de se descobrir quem foi vítima e quem sabia que era pirâmide.

A prioridade é impedir que o dinheiro saia do país para que possa ser devolvido aos prejudicados.


Nesta entrevista, William Galvin, Secretário de Estado, afirma que já observavam o funcionamento suspeito da Telexfree há algum tempo, que em vez de ser uma empresa de serviços telefônicos, na verdade era uma empresa que usava um esquema Ponzi e recrutava pessoas para investir.

Depois do depoimento sob juramento das pessoas que foram levadas ao seu escritório, ficou claro para ele que não havia nenhum produto real que a sustentasse e que ela iria entrar em colapso.

Ele gostaria de ter tomado uma atitude antes, pois estava ansioso em proteger as pessoas que estavam investindo, mas queria dar ao SEC e ao Gabinete do Procurador dos EUA a oportunidade de rever a situação a partir de sua jurisdição. Acontece que a Telexfree se antecipou e entrou com o pedido de falência.

A preocupação era que o dinheiro que ainda estivesse lá poderia desaparecer. O objetivo era tentar fazer que as pessoas recuperassem o seu dinheiro.

Quando se tem um esquema como esse, é improvável que as pessoas venham a receber todo seu dinheiro de volta, semelhante ao caso Madoff, nunca há dinheiro suficiente.

Preocupado com o pedido de falência, e desconfiado por ele ter sido feito em Nevada, entrou em contato com as autoridades de Nevada para tentar diminuir o ritmo do trabalho visando tentar recuperar o dinheiro das pessoas.

Disse também que nada seria decidido na Corte de Nevada no dia 17. Seria uma audiência preliminar e queria que lá eles soubessem da sua posição, que não tomassem uma decisão precipitada, de forma que o dinheiro pudesse ser recuperado.

Não sabe ainda quais serão as outras pessoas que receberão seu dinheiro de volta, mas quem tem documentos provando que tem valores a receber terão prioridade sobre os outros investidores.
Por isso a falência é um problema para os investidores médios, dificulta o caso

Ele explica que se a TelexFree continuar com o processo de falência, os divulgadores poderão não receber dinheiro algum, pois poderão existir grandes credores que receberão a totalidade do dinheiro dos divulgadores.

Está ansioso para descobrir onde estão os ativos, se sobrou dinheiro, de onde ele veio, para onde ele foi. Esse é o primeiro passo para recuperar todo o dinheiro

Todos que operam como investidores financeiros têm que ser licenciados pelo seu escritório, tem autoridade para investigar e foi isso que fez.
 
Trouxe os responsáveis pela empresa, colocou-os sob juramento, obteve detalhes sobre como era a forma de trabalho. Eles não o convenceram que havia realmente um produto.

O próximo passo será a falência.

Este é um processo civil para as pessoas reaverem o seu dinheiro, mas não significa que não haverá um processo criminal, disse ele.

(ps.: me perdoem por possíveis falhas ou ausências na transcrição)
 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Bem bom para poucos
Bem bom para poucos

O golpe do marketing multinível

Depois de bloquear os rendimentos dos seus associados, a Telexfree nos Estados Unidos admite que está sem dinheiro para pagar os divulgadores. A empresa entrou com pedido de recuperação judicial e, segundo o site do Judiciário do Estado de Nevada, a dívida do negócio pode chegar a US$ 500 milhões, ou seja, mais de um R$ 1,1 bilhão.

Para evitar a bancarrota, a companhia apresentou à Justiça uma lista com os seus principais credores. A relação exclui os mais de um milhão de investidores para priorizar 30 pessoas físicas e jurídicas. Entre essas estão parentes, esposas e amigos dos sócios da Telexfree, além do nome dos principais líderes da empresa no Brasil e no exterior.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Golpe do marketing multi-nível
Golpe do marketing multi-nível

Scam Absurdities: Why is TelexFree insulting law enforcement?

Hoje, 21 de abril

Apesar de os domínios TELEXFREE.COM  e TELEFREE.COM .BR não funcionarem, existem sites que mantêm o notíciário em dia sobre a "empresa". Quem patrocina esses sites? Não é difícil descobrir.

 

Vídeo rede: 5 x 7, mais um golpe de MMN.

"Esta oportunidade é excelente para divulgadores da Telexfree.
Enquanto a Telexfree USA e Telexfree Brasil estão bloqueadas, você pode participar deste grande oportunidade.

A Prasks trabalha com VENDA DIRETA, e seu produto são pacotes de publicidade."

 

"Scam Absurdities: Why is TelexFree insulting law enforcement?

Most suspects, when caught by law enforcement, would have the common sense to shut their mouths and let their lawyer do the talking, and their lawyer would not do any thing to insult law enforcement, calling them mistaken, unless they actually have proof, and only if they want to try this in the court of public opinion.


"Given that TelexFree, which was already frozen in Brazil 8 months ago, and is under investigation all over the world, and was recently raided by no less than FBI, HSI, ICE, SEC, state police, deputy sheriffs, and who knows what else, you'd think they'd just shut the **** up. But no, they had to send out a press release that basically said the law enforcement are "mistaken and misleading" regarding the incident where they caught Joe Craft trying to take a bag containing a laptop and 36 million in cashier's checks out of the premise WHILE law enforcement are conducting a warrant search."

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de O pobre juiz que quase quebra o Brasil
O pobre juiz que quase quebra o Brasil

O surgimento de novas

O surgimento de novas correntes e pirâmides parece acompanhar o ritmo matemático das frustrações.

 

Fecha Tlexfree e logo aparacem outros golpes no rastro fedido. Vejam este aqui:

 

"

DÚVIDAS TELEXFREE RENDA MASTER 100: PRASKS - VENHA FAZER PARTE DOS PRIMEIROS- PRÉ CADA... DÚVIDAS TELEXFREE RENDA MASTER 100: PRASKS - VENHA FAZER PARTE DOS PRIMEIROS- PRÉ CADA...: "Minha pergunta: Está disposto? Ou quem sabe fazer uma renda extra de verdade? E depois essa renda virar EXTRA... EXTRAORDINÁRIA? Plan..

Seu voto: Nenhum

Observem a foto.

Apresentação do Jornalista Emerson Sheik no Botafogo do RJ - Copie a URL e veja o que acontece:

 

http://old.gazetapress.com/v.php?1:626208:6

 

O que tem de diferente?

Seu voto: Nenhum

a corrupção tá no sangue,

conheço um vizinho que antes de 2003, vivia de aluguel e empregado de oficina mecânica, e passava dificuldade para pagar as contas da vida, mas reconhecidamente uma pessoa ativa e determinada; com a melhora da economia e das perspectivas no país, ele montou sua oficina em um terreno adquirido e construiu sua casa própria, bela história, né! Só que o infeliz jogou quase tudo no lixo, quando fez um empréstimo de R$ 68,000,00 e entrou no Telexfree, resultado, não resgatou um centavo, o resto dá pra imaginar a situação, ele não perdeu os imóveis, mas voltou a trabalhar de empregado e perdeu a família.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

SEC - Alerta ao Investidor

Do U.S. Securities and Exchange Commission U.S.

    Investor Alerts and Bulletins
    Alerta ao Investidor: Cuidado com os Esquemas de Pirâmide que se fazem passar por "Programas de Marketing de Rede ou Planos de Distribuição (Multinível)”.

    April 30, 2014

    O Office of Investor Education and Advocacy da SEC (“Securities Exchange Commission”, que corresponde no Brasil à CVM = Comissão de Valores Mobiliários) está emitindo o presente Alerta ao Investidor para avisar os investidores sobre os esquemas de pirâmide, que são um tipo de investimento fraudulento que indivíduos de má fé utilizam, com seu discurso bem preparado, para convencer o investidor de que se trata de uma oportunidade real de negócios sob a forma de programas de marketing de rede ou multinível.

    Você  alguma vez foi tentado por um anúncio ou oferta para ganhar "dinheiro fácil" ou para obter uma "renda virtual" trabalhando tranquilamente em casa? Os programas de marketing de rede ou multinível (conhecidos por sua sigla em inglês "MLM" = “Multi-Level Marketing”) são promovidos através de publicidade na internet, sites de empresas, redes sociais, apresentações, reuniões de grupo, teleconferências e folhetos. Nestes programas de MLM, você é geralmente remunerado por produtos ou serviços que você e os distribuidores na sua "downline" ou linha descendente (ou seja: aqueles participantes que você recruta e as pessoas por estes recrutadas) vendem a outros. Porém, alguns programas de MLM são, na realidade, esquemas de pirâmide  -- um tipo de esquema fraudulento onde os participantes lucram quase exclusivamente com o recrutamento de outras pessoas que vierem a participar do programa.

    Os esquemas de pirâmides mascarados como programas de MLM sempre violam as leis federais que regem os valores mobiliários, tais como as leis que proíbem a fraude e que exigem o registro das ofertas de valores mobiliários e dos corretores-operadores. Em um esquema de pirâmide, o dinheiro proveniente dos novos participantes é usado para pagar as comissões de recrutamento (que poderão assumir qualquer tipo de formato, inclusive o de valores mobiliários) aos participantes anteriores, da mesma forma que nos clássicos esquemas de Ponzi , o dinheiro dos novos investidores é utilizado para pagar os falsos "lucros" aos investidores anteriores. Recentemente, a SEC tem processado os supostos operadores de esquemas de pirâmide de larga escala, disfarçadas de programas de MLM, por violação das leis federais de valores mobiliários.

    Ao considerar afiliar-se a algum programa de MLM, cuidado com as seguintes características típicas de um esquema de pirâmide:

    Não existência de um produto ou de um serviço genuíno. Os programas de MLM envolvem a venda de um produto ou de um serviço genuíno a pessoas que não fazem parte do programa. Use de precaução ao notar que não existe um produto ou serviço subjacente que esteja sendo vendido a outras pessoas, ou ao notar que o que está sendo vendido é algo especulativo ou que parece ter um preço inadequado.

    Promessas de alto retorno em curto período de tempo. Desconfie de discursos elaborados que prometem retornos exponenciais e pretensões de "ficar rico rápido". Altos retornos e dinheiro rápido em um programa de MLM podem sugerir que as comissões estão sendo pagas do dinheiro dos novos recrutados e não da receita gerada pela venda de produtos.

    Dinheiro fácil ou renda passiva. Tenha cuidado se lhe oferecerem remuneração em troca de pouco trabalho, tais como: efetuar pagamentos, recrutar outras pessoas e colocar anúncios.

    Não demonstração de receitas provenientes de vendas no varejo. Peça para ver documentos, tais como: demonstrativos financeiros que tenham sido auditados por um contador público certificado, mostrando que a empresa de MLM gera receita pela venda de seus produtos ou serviços para pessoas fora do programa.

    Exigência de pagamento inicial. O objetivo de um programa de MLM é vender produtos. Tenha cuidado se lhe exigirem fazer um pagamento inicial para participar do programa, mesmo que tal pagamento venha a ser uma cota única e nominal ou uma taxa periódica (ex.: um único pagamento de $10 ou uma taxa de $10/mês).

    Estrutura complexa de comissões. Preocupe-se, a menos que as comissões sejam baseadas em produtos ou serviços que você ou seus recrutados vendam a outras pessoas fora do programa. Se você não entender como será remunerado, aja com prudência.

    Ênfase no recrutamento.  Se o programa se concentrar primordialmente no recrutamento de outros para que se unam ao programa mediante o pagamento de uma taxa, é provável que se trate de um esquema de pirâmide. Use de ceticismo ao perceber que vai ganhar mais com o recrutamento de pessoas do que com a venda de produtos.

    A SEC tomou medidas emergenciais de sanção para deter estes supostos esquemas de pirâmide que violam leis federais de valores mobiliários, inclusive esquemas que se disfarçam de programas de MLM.

    Por exemplo, em um caso de litígio recém-instaurado, onde as partes são a SEC versus a CKB168 , a SEC entrou com um processo para deter um suposto esquema de pirâmide perpetrado sob a fachada de um programa de MLM para ministrar cursos virtuais a crianças. Os promotores do esquema supostamente solicitavam investidores de todo o mundo, inclusive tendo como público-alvo os membros das comunidades asiático-americanas em Nova Iorque e na Califórnia. A SEC alega que tais promotores descreveram enganosamente a CKB como sendo uma empresa de MLM legítima e rentável que vendia cursos de educação virtual para crianças, quando, de fato, a CKB possui pouca ou nenhuma venda de varejo junto ao consumidor e, aparentemente, nenhuma fonte de receita que não fosse o dinheiro recebido de novos investidores.

    Em acórdão adjudicado na causa da SEC versus o Rex Venture Group, a SEC colocou fim a uma operação fraudulenta de $600 milhões de dólares que ludibriou aproximadamente um milhão de clientes na internet através de um investimento ardiloso e complicado que envolvia um esquema Ponzi promovido como um pool de participação diária nos lucros e um esquema de pirâmide que era vendido como um programa de MLM para a Zeekrewards.com, a qual se autodescrevia como a divisão afiliada de publicidade da zeekler.com, um website de leilão onde se aposta centavos de dólar. A SEC alegou que para o componente do esquema de pirâmide desta fraude, os réus prometiam bonificações e comissões aos clientes por inscreverem-se num plano de assinatura mensal e por recrutarem outras pessoas para unir-se ao plano. Porém, de acordo com a queixa da SEC,  os fundos dos novos clientes  eram combinados e utilizados para pagar as bonificações de recrutamento aos clientes existentes, uma vez que não havia receita substancial legítima proveniente da venda de produtos.

    Os esquemas de pirâmides não podem se sustentar e estão fadados a ruir, eventualmente.  Proteja você mesmo e o seu dinheiro, afastando-se de qualquer "oportunidade" que traga consigo sinais de alerta de ser algum tipo de esquema de pirâmide.

Recursos Adicionais

    SEC Press Release (Comunicado de Impresa da SEC): SEC v TelexFree,
    disponível pelo site: sec.gov/News/PressRelease/Detail/PressRelease/1370541520559.

    SEC Press Release (Comunicado de Impresa da SEC): SEC v CKB168,
    disponível pelo site: sec.gov/News/PressRelease/Detail/PressRelease/1370539880547.

    SEC Press Release (Comunicado de Impresa da SEC): SEC v. Rex Venture Group,
    disponível pelo site: sec.gov/News/PressRelease/Detail/PressRelease/1365171483920.

    FTC Blog: Pyramids of Fortune? (Pirâmides da Fortuna)?
    disponível aos consumidores pelo site: ftc.gov/blog/pyramids-fortune.

    FTC Article: Multilevel Marketing (Artigo da FTC sobre Marketing de Multinível)
    disponível aos consumidores pelo site: ftc.gov/articles/0065-multilevel-marketing.

    SEC Investor Alert: Social Media and Investing  -  Avoiding Fraud, (Alerta ao Investidor da SEC: Redes Sociais e Investimento -  Como Evitar a Fraude), disponível pelo site: sec.gov/investor/alerts/socialmediaandfraud.pdf.

    SEC Investor Bulletin: Affinity Fraud (Boletim de Investimento da SEC: Fraude por Afinidade),
    disponível pelo site: sec.gov/investor/alerts/affinityfraud.pdf.

    FTC Speech: Pyramid Schemes, (Discurso da FTC: Esquemas de Pirâmide),
    disponível pelo site: ftc.gov/speeches/other/dvimf16.shtm.

    Investor.gov Article: Avoiding Fraud (Artigo do Investidor.gov:  Como Evitar a Fraude),
    disponível pelo site: investor.gov/investing-basics/avoiding-fraud.

    SEC Interpretative Release: Multi-level Distributorships & Pyramid Sales Plans,

(Comunicado Interpretativo da SEC: Distribuidoras de Multinível & Planos de Vendas em Pirâmide),
disponível pelo site: sec.gov/rules/interp/1971/33-5211.pdf.

Para denunciar qualquer caso de possível fraude, fazer perguntas, elucidar dúvidas, ou relatar algum problema relacionado com os seus investimentos ou aplicações, sua conta de investimentos ou algum profissional financeiro, favor visitar-nos no endereço eletrônico: http://www.sec.gov/complaint/select.shtml.

Para receber os últimos boletins e alertas do Office of InvestorEducation and Advocacy da SEC, favor inscrever-se em nosso “RSS feed” através do nosso endereço virtual: sec.gov/rss/investor/alertsandbulletins.xml ou por e-mail  no endereço sec.gov/news/press/subscribe_updates.htm. Você também poderá seguir-nos pelo  Twitter @SEC_Investor_Ed, ou visite Investor.gov, o website da  SEC dedicado aos investidores como pessoas físicas.


O Office of Investor Education and Advocacy da SEC forneceu esta informação como um serviço prestado aos Investidores. Não constitui interpretação jurídica e nem declaração quanto às políticas da SEC. Em caso de dúvidas em relação ao significado ou à aplicabilidade de uma lei ou regra em particular, favor consultar um advogado especializado na área de valores mobiliários.
 

Seu voto: Nenhum

ABUSANDO. ORG

Grande parte dos roteadores importados dos EUA marca Cisco no Brasil estão grampeados pela NSA e CIA.

Leiam as matérias da Abusando.ORG e entendam
melhor porque os criminosos internacionais do crime organizado sempre prosperaram no Brasil, com a ajuda dos. Políticos, juízes e polícias que deveriam zelar pela pátria, mas vendem a preço da banana, no país que o líder da seleção de futebol diz serem todos macacos...

Seu voto: Nenhum

comentario

telexfree vai voltar...

Seu voto: Nenhum

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.