Revista GGN

Assine

Trivial de João do Pife

Do Portal Luís Nassif

João do Pife (Banda Dois Irmãos) toca em sua oficina

O simpático João confecciona tambores e pifes, compõe, improvisa, arranja e toca maravilhas em sua flauta de taboca.

Pífano
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Pífano (português brasileiro) ou pífaro (português europeu) ou ainda pife é uma pequena flauta transversal, aguda, similar a um flautim, mas com um timbre mais intenso e estridente, devido ao seu diâmetro menor. Os pífanos são originários da Europa medieval e são frequentemente utilizados em bandas militares.

No Brasil, o pífano tradicional é um instrumento cilíndrico com sete orifícios circulares, sendo um destinado ao sopro e os restantes aos dedos. No geral, é um instrumento muito similar ao pífano de outras regiões do mundo. Pode ser construído com materiais diversos como: bambu, taboca, taquara, osso, caule de mamoneira ou, ainda, como é mais explorado hoje em dia, com cano de PVC, uma alternativa para a escassez de matéria-prima natural. É encontrado em três tamanhos: 65cm a 70cm, chamado "régua-inteiro", 50cm, chamado "três-quartos", e 40cm, chamado "régua-pequena". O som varia de acordo com o comprimento do pífano.
O pífano é um instrumento tradicional do nordeste do Brasil. Seus tocadores, na maioria, são pessoas humildes que transmitem a cultura do pífano pela tradição oral – tanto a confecção quanto o repertório, que em geral dispensa partitura, sendo tocado de ouvido. No Nordeste, ainda se encontram as tradicionais "bandas de pífanos", "bandas de pife cabaçal", "esquenta-mulher" ou "terno de zabumba", sendo compostas por dois pífanos carros-chefe, acompanhados em geral por um surdo, um tarol e um bombo ou zabumba, além de outros pífanos.

http://pt.wikipedia.org/wiki/P%C3%ADfano

Média: 5 (2 votos)
12 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+12 comentários

Uma maravilha!!!!!

 

Transitando da simplicidade de João - que dispensa comentários pelo que já uvi e pelo se ouve aqui - aqui a sofisticação e profundidade do Paulinho da Viola cantando as nossa mazelas urbanas:

 

 

Achei este vídeo mais antigo de Zabé da Loca

http://www.youtube.com/watch?v=EPXKE_evWww&feature=related

 
 

Edmilson do Pífano (CD Soprando no canudinho) e um clássico: A briga do cachorro com a onça (Da Banda de pífanos de Caruaru)

 

Eugênio, eu cubro. 10.000.

 

No habsburgo dos outros é refresco.

Todos os Vídeos Marcados Pífano nos Meus Vídeos

http://blogln.ning.com/video/video/listTagged?tag=P%C3%ADfano

 

Outra grande personalidade da Cultura Popular ligada ao pífano e considerada a a rainha do pífano, e Zabé da Loca

ZABE DA LOCA - O FILME (trailer)

Enviado por ppcarneirotv em 17/01/2011

Longa metragem documental dirigido por Pedro Paulo Carneiro e produzido pela TVC PRODUÇÕES sobre o mundo da tocadora de pífanos Zabé da Loca, uma mulher que morou durante 25 anos dentro de uma pedra no interior do Cariri, onde educou seus filhos e encantava toda a região com sua música.

O filme mostra também toda a diversidade cultural da região em torno de Zabé. Personalidades como Zé de Cazuza, Oliveira de Panelas, Flavio José, Dejinha de Monteiro, Expedito de Mocinha, Biliu de Campina, Pedro Jararaca a dança Mazurka resgatada dos escravos e outras preciosidades. O filme contou com o patrocóinio da PETROBRÁS e o apoio da Prefeitura da Cidade de Monteiro e do SESC da Paraíba.

 

Enviado por antpralon em 02/10/2010

O vídeo mostra uma jornada em 2002 com a pernambucana Zabé da Loca - ex-agricultora e tocadora de pífanos que viveu 25 anos numa gruta (loca) no Cariri paraibano - e seu afilhado Beiçola (já falecido), também tocador de pífanos, em companhia da artista plástica Margarete Aurélio, no sítio Tungão, nas proximidades do município de Monteiro. Imagens (capturadas em VHS) e edição: Antonio Pralon.

 

Do Globo Rural

Conheça a história de Zabé da Loca, que é considerada a rainha do pífano

Durante anos, essa paraibana morou em uma caverna de pedra.

Foi daí que a dona Isabel recebeu o apelido de Zabé da Loca.

http://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/2011/03/conheca-historia-de-zabe-da-loca-que-e-considerada-rainha-do-pifano.html

 

Conheço o trabalho de Dona Zabé, trabalhei com Cultura Popular, dentre as muitas áreas que vaguei e, Pernambuco é rico por demais nessa área e, até em demasia. Aqui a gente não importa nada, muito do que se tem por cada canto do Brasil nasceu aqui ou saiu do nordeste, é porque se esquecem disso. Mas, você conheçe o trabalho da finada Dona Amara, a rainha da Mazurca??? Dona Amara deixou saudade em cada canto, ela também recebeu uma linda homenagem do Globo Rural.

 

Nota 1000 para a postagem!!