Revista GGN

Assine

Blog de zegomes

O que diz o Loko CIRO?, por Zegomes

O que diz o Loko CIRO?, por Zegomes

Após a sentença de Moro, Ciro Gomes defende o direito do Presidente Lula ao devido processo legal, mas acrescenta em nota: “Considero Lula o grande responsável político pelo momento terrível pelo qual passa o país. Foi traído, mas a ele, e somente ele, devemos a imposição de um corrupto notório na linha de sucessão do Brasil, o senhor Michel Temer.”

Em agosto/2014 publiquei aqui no GGN, no meu blog, o seguinte texto, mas agora gostaria de me retratar:

Leia mais »

Média: 3.6 (38 votos)

O que é Olavo de Carvalho?, por Zegomes

O que é Olavo de Carvalho?, por Zegomes

Os filósofos brasileiros subestimam Olavo de Carvalho. Entretanto, esse que chamam depreciativamente de “o astrólogo” é um dos mais importantes mentores da atual geração de fascistas que infesta o país e que derrubou a democracia.

Os filósofos brasileiros, em cima do salto alto, consideram indigno refutá-lo, fazer marcação cerrada em cima dele, talvez porque pensem que assim o estão valorizando, ou talvez porque tenham vergonha dos colegas do mundo acadêmico, se se dedicarem a objeto tão “abjeto”.

Então deu no que deu. Esse homem adquiriu uma estatura de suporte e musculatura de formador máximo da opinião das hordas bárbaras fascistas. Ai, cometi uma gafe, Olavo não gosta dessa palavra!

Olavo de Carvalho disse:  Um esquerdista, quando começa a chamar histericamente o adversário de “fascista”, é porque nada sabe contra ele e já perdeu a briga. Temos de espremer a mente esquerdista por todos os lados até que nada mais lhe reste senão o apelo forçado a esse expediente verbal pueril.

Leia mais »

Média: 4 (21 votos)

Dizem que George Soros defende gays. Os comunistas devem ser anti-gays?

Vejam essa reportagem que saiu no Sputnik em português:

Milhares de pessoas assinaram uma petição no Change.org, pedindo a Donald Trump para proibir o bilionário americano-húngaro e sua Open Society Foundations de operar no território dos EUA, acusando ele, sua família e seus negócios de trabalhar para manipular políticos americanos e espalhar pós-modernos e anti-conservadores no país e em todo o mundo.

O bilionário, de acordo com a petição, está tentando destruir os EUA "comprando nossos governos, manipulando nossa moeda, comprando políticos e negativamente comprando influência sobre nossos valores ocidentais". Soros forneceu fundos para o direito ao aborto, o ateísmo, a legalização das drogas, a educação sexual, a eutanásia, o feminismo, o controle de armas, a globalização, a imigração em massa e outras experiências radicais em engenharia social ", afirma o texto da petição. Leia mais »

Sem votos

E os loucos gritavam na Paulista: Fim da PM!, por ZeGomes

E os loucos gritavam na Paulista: Fim da PM!

por ZeGomes

A direita não se importa com a violência comum sobre os pobres (bandidos comuns). Até acha útil, pois os pobres, acossados, votam nos seus candidatos que prometem uma solução pela força e pelo reforço da polícia. Quando ganham –e sempre ganham disparado, vejam Duterte nas Filipinas, Bolsonaro, Fraga e toda a bancada da bala- os direitistas passam a matar indiscriminadamente, tripudiam da pobre esquerda, perseguem os movimentos sociais. E as polícias são parte do aparato de liquidar.

Mas aí a esquerda vai à Paulista, encontra os tresloucados manifestantes pró-Trump (assim como seriam tresloucados se fossem pró-Hillary, porque os dois são iguais) e começa a gritar: “Fim da PM”.  Caem na armadilha. Gritar isso é suicídio político, em um país cujo povo está arrebentado pela violência comum, onde há um tiranete em cada rua infelicitando a vida das pessoas. Entre violência policial e violência dos bandidos comuns, a população ainda parece temer muito mais a segunda, e qualquer brado contra a primeira é imediatamente manipulado pela direita como defesa dos bandidos.

Bordões da direita tipo “o PT quer acabar com a PM” serão mortais. Gritos como aqueles na Paulista oferecem o álibi perfeito.

A esquerda precisa entender o desespero das pessoas frente à violência comum.

Leia mais »

Média: 4.2 (6 votos)

Para Burgos, por Zegomes

por Zegomes

Como Stephen Dedalus, certa ocasião resolvi partir. Sem saber por quê. Talvez buscar inspiração para meus textos. Aprender novas línguas, suporte para elaboração de textos bonitos e líricos.

Deixei tudo, como James Joyce. Fui. Para Alemanha.

Subi no avião no Rio e, por economia, desci em Madrid, para seguir de ônibus até meu destino. Um amigo me passou alguns contatos na cidade.

Mas, um imprevisto aconteceu. Ainda no avião, esse Stephen Dedalus tupi começou a ficar triste, chorar e se arrepender.

Era tarde.

Fui recebido pela parte amável de Espanha. E que amável! Creio que a parte amável de Espanha deve ser a mais amável das partes amáveis do mundo.

Levaram-me a passear por Madrid, e eu triste, todos os lindos monumentos e praças, o Prado, e eu triste, levaram-me ao El Corte Ingles, e eu tristíssimo.

Leia mais »

Média: 4.5 (8 votos)

GOLPES

            No golpe de 2016, como em todos os golpes, manifestam-se interesses poderosos e outros pequenos e mesquinhos.

            Há os interesses dos Estados Unidos: o petróleo, as construtoras, a energia nuclear, a geopolítica. Esse é o dominante.

            Há o interesse dos escroques da política para tomar o Estado e roubar mais.

            Há coisinhas mesquinhas e diminutas como a raivinha atual dos médicos brasileiros, porque o governo feriu seus interesses egoístas de oligopólio da medicina, de monopólio do “Ato Médico”. Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

"Cabeça chata", uma questão de saúde pública

Por Ze Gomes

Por que nós do Norte e Nordeste temos a “cabeça chata” e a “cara de lua cheia”? Palpites sobre a beleza nordestina. Sobre a beleza brasileira. Sobre a beleza.  Questão não apenas estética, mas também de saúde pública.       

Li num jornal no final de 2010 que o Presidente Lula estava numa cerimônia de inauguração no sul do país assistindo a uma apresentação artística de estudantes. Uma ministra ao lado do Presidente comentou: “Como eles são lindos” e o Presidente respondeu algo assim: “Comida farta traz beleza”.

O senso prático do Presidente costuma acertar. A Profª Marilena Chauí disse uma vez: Quando Lula abre a boca, o mundo se ilumina. Talvez tenha recebido esse elogio por diagnósticos e vaticínios semelhantes. Leia mais »

Média: 4.6 (11 votos)

História de um humilde amor por Belo Horizonte

Por zegomes    

Interessa a alguém ouvir a história do meu humilde amor por Belo Horizonte? Então vou contar. Belo Horizonte foi a minha cidade maravilhosa. A minha Alexandria. Onde, pela primeira vez, eu tive um salário mensal, regular e em valor acima do salário mínimo. Aonde cheguei, virgem, aos 23 anos de idade, vindo de Goiânia, para fazer a minha especialização na UFMG, e onde tive minhas primeiras experiências sexuais. Onde comecei a ver, com outro olhar, auroras, noites e pessoas da noite e participei de orgias singelas. Orgias comedidas, comportadas, se comparadas ao já agitado espírito da época. Anotei, então, em meu caderno:

O que se arrasta na noite até a madrugada

 e cujo olhar vagueia

 busca um porto algo seguro noite adentro

 um olhar em desespero e solitário

 espreitando, por vezes, revoadas

 de cores alegres da aurora.

Leia mais »

Média: 5 (5 votos)

combo mínimo contra a barbárie

Sugeri um esquema viável para massificar a filosofia, aqui mesmo no Luis Nassif, em meu blog (zegomes) dêem uma espiada. Filosofia não salva ninguém, vejam Pondé e Olavo, mas pode fazer a diferença!

Central de whatsapp do governo para liquidar boatos, grande portal de notícias na internet (idéias acho que do Azenha), TV Brasil nos moldes da Telesur, Voz do Brasil nas televisões (cinco minutos diários basta), Filosofia obrigatória no ensino médio, faculdades, nas provas de ENEM, redação inclusive, vestibulares e nos concursos públicos. Já!! Este é um combo mínimo contra a barbárie!

 

Média: 5 (1 voto)

Mínimos palpites sobre reforma política

As autoridades que tocam a Lava Jato querem criminalizar as doações eleitorais de empresas a partidos (quer dizer, PT). Uai, mas não está na Lei a permissão?


Não seria melhor as autoridades defenderem a mudança da Lei e proibirem o financiamento de eleições por pessoas jurídicas (como defende o PT)?


As autoridades agora querem criminalizar a Lei? Mais grave ainda que burlar aquela máxima legislativa/jurídica: a Lei só pode retroagir para beneficiar o réu, não para prejudicá-lo.


O projeto de reforma política apresentado pelo PMDB mantendo o financiamento de empresas apenas para um partido é o fim do mundo: as elites, as corporações fazem um cartel (essa palavrinha é uma senhora idosa) e só financiam determinado partido: é o domínio total, o fim da democracia por completo.


 


Central de Whatsapp do Governo para combater boatos e grande portal de notícias (idéias do Azenha), TV Brasil nos moldes da Telesur, Voz do Brasil nas televisões (cinco minutos diários basta), Filosofia obrigatória no currículo do 2º grau, faculdades, nas provas de ENEM, vestibulares e concursos públicos. Já!    

Sem votos

AFORISMOS SOBRE O "Ê" BREGUISMO

Na minha escola havia um cartaz acima do quadro negro com esses dizeres: “A beleza atrai, a inteligência fascina, mas só a bondade retém”. Não sei a origem. Da hagiografia de algum santo?

 

Não se subestime a força que a atração estética pode exercer sobre a conduta das pessoas (essa é forte... muita gente já deve ter pensado e escrito isso antes –o que é que ainda não foi pensado e escrito nesse mundo? – Eruditos, por favor, citem).

 

Todos nós queríamos falar “bonito” como os padres espanhóis de nossa cidade.

 

Com a chegada dos alemães, italianos e outros europeus na região Sul e em São Paulo, há cento e poucos anos atrás, os locais passaram a admirar e imitar a forma como aqueles louros de olhos azuis ou verdes diziam “Ê”.

 

Nós falamos rÉalidade, eles, os lindos blauäugigen falam rÊalidade, vamos também falar assim.

 

Só não imaginávamos que cento e poucos anos depois até professoras estariam cometendo bullying contra os alunos, retirando pontos de suas notas, se eles pronunciassem a forma tradicional É no lugar da inovação “chique européia” Ê.

  Leia mais »

Sem votos

O "Ê" Breguismo, o "Ê" Fascismo, por Zegomes

O Ê-breguismo, o Ê-fascismo

Porque muitos brasileiros passaram a chamar a letra É de Ê? Alguns palpites sobre a breguice.  

O que é ser brega? Uma das características mais marcantes do brega é querer agir como se ele fosse outro. Outro que ele talvez admire sinceramente ou que é induzido a admirar (pela mídia, pelo grupo no qual está inserido naquele momento da sua vida, etc.).

Não é por acaso que um dos exemplos mais típicos de breguice, um dos que mais chama a atenção e provoca o riso, é a modificação do jeito de falar. Um brasileiro que passa algum tempo morando no exterior e volta falando diferente, com sotaque. A pessoa que está estudando uma língua estrangeira e passa a utilizar palavras e expressões dessa língua na sua conversa diária, trivial, com os interlocutores. A pessoa que passa a falar “difícil” propositadamente perante o seu grupo.

Quando o brega age como brega ele quer impressionar os outros, seduzir (e assim assumir um certo status de superioridade sobre os outros). Ele acha que é chique imitando alguém que ele acha que é chique ou que foi induzido a achar. E quer que os outros o achem chique quando faz essa imitação. É... A breguice é um modo de sedução. Que funciona entre outros bregas, mas é letal num meio mais cultivado, onde só provocará o deboche.

Isso estou dizendo eu, um simples leigo no assunto. Os estudiosos do brega podem talvez dizer mais sobre a breguice.

Leia mais »

Média: 3.2 (25 votos)

Informação, arma de guerra

Por Ze Gomes

Putin cancelou a construção de um gasoduto que uniria a Rússia ao sul da Europa, passando pela Bulgária. Estados Unidos faziam grande pressão contra. Por isso a pobre Bulgária, grande beneficiada, se humilhava e adiava a permissão para as obras em seu território. De repente, em 01/12/2014, Putin vai à Turquia e fecha com Erdogan a construção do gasoduto pelo território turco. Sabem o que esse grande baque geopolítico para os EUA vai causar para Erdogan, segundo especialistas? A partir de agora vamos ver cada vez mais a satanização do Sr. Erdogan na imprensa mundial submissa ao império movido a emissão de dólares. Vão-se descobrir muitas violações de direitos humanos e casos de corrupções que antes não tinham a mínima importância (para os EUA e imprensa submissa), que serão debitados contra o moço. Quem sabe até intervenções militares à la Iraque. Isso dizem os especialistas dos excelentes blogs: The vineyard of the saker,  Counterpunch e The moon of Alabama. Todos em inglês. Muitos textos desses blogs são traduzidos no excelente blog redecastorphoto.blogspot.com.br.

Leia mais »

Média: 4.6 (10 votos)

Quando a esquerda dança -o caso Agnelo em Brasília - Palpites

 


Quando a esquerda dança – O caso Agnelo em Brasília – Palpites


 


Agnelo perdeu a eleição em Brasília porque não soube conduzir a crise de mobilidade.[1]


            Uma de minhas atividades é como médico do trabalho. Tenho observado, num crescente nos últimos anos, aumentar o desespero dos trabalhadores –ou servidores públicos, como se queira chamar- com a dificuldade e a demora em chegar ao trabalho e no retorno para casa.  


            Trabalhar já é duro por si. Enfrentar oito horas diárias de trabalho assalariado é pesado. Acrescentar duas ou três horas para o transporte na ida e o mesmo na volta é insuportável para um ser humano. Voltamos à Inglaterra da Revolução Industrial. As pessoas saindo para trabalhar no escuro da madrugada e voltando para casa no escuro da noite. Avassalador. Leia mais »

Sem votos

Dois palpites curtos e grossos

  1. Para substituto do Ministro Joaquim Barbosa no STF a Presidente Dilma bem que poderia olhar com atenção para o jurista Pedro Serrano. Nas suas manifestações e análises públicas se mostra muito ponderado. Se não for uma camuflagem premeditada, como fez aquele juiz que matava no peito e proferiu algumas sentenças em favor de movimentos sociais para, tudo indica, chamar a atenção de um governo com simpatia pela esquerda e, assim, pavimentar a sua escolha...
  2.  O Presidente Lula viu ruir, dizem, seu plano de preparar o Governador Eduardo Campos para ser um futuro presidente nordestino do Brasil. O delfim, que bom, mostrou sua verdadeira face prematuramente e queimou a largada, para nossa sorte e gaudio. Persiste, porém, a necessidade de descentralizar o Brasil. Os mais virtuosos não entram na política, como pede o Presidente Lula, para serem aquele político com quem tanto sonham, honesto e competente. Temem expor a face à ingratidão e ao insulto público. Diante da escassez de políticos confiáveis, o Presidente talvez pudesse volver seu olhar para Ciro Gomes, como substituto do delfim traidor.
Média: 5 (1 voto)

Três palpites sobre como fazer campanha política

Por Ze Gomes

A irmã da mulher do meu irmão, pessoa humilde, moradora do interior profundo de Goiás, esteve conosco, em Brasília, há uns dois meses. Ganhou uma casa do Minha Casa Minha Vida e está pagando as prestações, muito satisfeita.

Estávamos todos em uma roda conversando quando o papo tomou o rumo das eleições. Ela se manifestou muito timidamente: “O povo fala tanto, diz coisa, mas mesmo assim eu acho que vou votar é na Dilma”. E contorcia o corpo, olhava pro chão, olhava com rabo de olho prá nós, como se estivesse envergonhada de dizer aquilo.

Quando nós a apoiamos, sua postura mudou. O corpo ficou ereto, o olhar mais firme.

Pareceu cristalino: aquele “o povo fala tanto, diz coisa” é a consequência do bombardeio midiático, da “escandalização do nada”, da detonação do PT, diuturna,  promovida pela mídia. As pessoas mais simples, desinformadas, ficam desorientadas. As coisas estão melhorando para elas, mas a televisão e as rádios afirmam e reafirmam que o governo é ladrão, é quadrilha, incompetente, que tudo está ruim.  Ficam envergonhadas de dizer que aprovam o governo. Inseguras.

Quando um “professor”, um “empresário”, um “doutor”, um “pastor”, um “padre”, um “servidor”, um “estudado”,  ou sei lá o que mais, concordam com elas, como que ressuscitam suas convicções, tiram-nas da área da insegurança.

Creio que boa parte dessas pessoas está entre os 30% de indecisos, brancos e nulos das pesquisas.

Leia mais »

Média: 4.8 (28 votos)

Lei de Médios - Palpites

Sobre a Lei de Médios – Palpites

 

A Lei não poderá regular conteúdos. Muito que bom. Mas terá obrigatoriamente de proteger, de alguma forma, os interesses individuais dos cidadãos (para que ninguém seja linchado, como os donos da Escola Base) e os interesses do Estado, visto que a comunicação é uma arma de guerra e o Estado não pode ficar inerme em relação a essa importante arma.

Quem já leu A Guerra da Gália, de César, lembra muito bem como Roma agia para ir dominando os diversos povos: arrebanhava uma elite venal, seduzida por favores e poder local, que traía descaradamente os interesses de seu povo, sustentada que estava pelo poder de fogo romano. Isso é muito mais velho que a Sé de Braga.

Sun Tsu em A Arte da Guerra é cristalino: inteligente é o poder que ganha a guerra sem guerrear. Para isso valem boicotes, torpedear o desenvolvimento do outro, impedir o crescimento e as associações do “inimigo” com outros poderes, seduzir a população e os generais inimigos  –Que nosso império atual, Estados Unidos, chama de “conquistar corações e mentes”-.     Leia mais »

Sem votos

A Voz do Brasil na televisão

A Voz do Brasil na televisão

 

Estava eu repousando, debaixo do limoeiro, quando me caiu um limão na cabeça e eu fiquei meio zonzo e pensei –Na na ni na não, não pensei como a galinha que pensou que  o mundo ia se acabar-

Pensei:  Poderia haver dez minutos todos os dias na televisão, em horário nobre, reservados para o Poder Executivo e o Poder Legislativo se manifestarem ao Brasil.  As ondas de TV são concessões públicas, os concessionários, bilionários, têm obrigação de ceder alguma coisa em benefício do poder público.

Nesses dez minutos os Poderes podem se manifestar como for necessário, inclusive se defendendo das campanhas de difamações e extermínio de reputações organizadas pelas corporações midiáticas com o apoio de outras corporações.

Os filósofos estão ai dizendo que as corporações querem escravizar todos nós e usurpar Estado.

Os Poderes Públicos, nossos representantes eleitos, devem ter meios de se/nos defenderem, usando a voz da comunicação de massa que é concessão pública.

O Poder Judiciário não entraria nessa, porque esse poder deve se manifestar apenas nos autos dos processos. Leia mais »

Sem votos

A cardiopatia grave do Deputado José Genoíno - Palpites

 A cardiopatia grave do Deputado José Genoíno - Palpites

 

Escrever sobre assuntos técnicos é cansativo. Mas, assim como para o rei da França, Paris vale uma missa, o Deputado José Genoíno, pelo que representa para a democracia brasileira, vale o esforço do debate. Vamos lá:

 

Qual a importância das doenças “nobres” ou doenças especificadas em lei?

           

Se você é o infeliz –ou feliz?- doente de algumas doenças chamadas “doenças especificadas em lei”, você tem alguns direitos que os outros não têm, seja você servidor público (RJU) ou trabalhador segurado do INSS (RGPS).

            A Lei garante esses direitos não só para o petista José Genoíno, mas também para aqueles torturadores que quebraram os dentinhos e torturaram o filhinho de dois anos do Sr. Dermi Azevedo em São Paulo, assim como para qualquer cidadão brasileiro.

 

Qual os principais benefícios legais proporcionados pelas doenças “nobres”? Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Os cristãos não são o sal da terra

Os cristãos não são o sal da terra.

De como as pessoas que se dizem “pela vida” votam no fascismo, que gera a dor e a morte.

Aborto.

 

 

Quando o fluxo menstrual de uma jovem senhorita escorre, aquilo que desce são os restos do que seria a contribuição feminina para a formação de um bebê. Todo mundo sabe disso. O pobre óvulo cansou de esperar em sua caminha a chegada da outra parte, e como essa não veio, escorre tristemente mundo abaixo.  E ai da senhorita se não estiver preparada para o momento do despejo... Se as pessoas a virem espalhando aquele mel escuro, certamente dirão: ai, que nojeira, ai que imundície!

  Leia mais »

Sem votos

Filosofia no ENEM e no Vestibular

O Governo do PT fez alguma coisa pela distribuição de renda, integrou parte da população excluída ao consumo. Facilitou o acesso de jovens à Universidade e ao ensino técnico. Sofre, porém, grandes dificuldades ao irromper no debate ideológico. Todos sabemos porquê.

Meios de comunicação públicos inexistentes. Meios de comunicação privatizados poderosíssimos e de extrema direita destilando diariamente em todos os lares ódio à democracia,ao estado laico e ao PT, único partido a arremedar alguma resistência a essa situação. "Institutos", financiados não se sabe por quem (mas imagina-se) reproduzem as mais horríveis doutrinas de golpismo e treva, ao estilo de gurus tipo Olavo de Carvalho.

Estamos fritos se isso se perpetuar. Os talibans estão se formando. Entendemos que a um governo popular assim cercado não é fácil uma reação. Alguma coisa, porém, tem de ser feita. Recoloco aqui um post antigo sobre a introdução do estudo de filosofia nas escolas.

Não basta aos jovens aprenderem tecnologia e alcançarem um bom emprego ou montarem uma empresa. É preciso que aprendam também a amar a democracia, o bem comum, a separação dos espaços do Estado e da Religião. Aprendam a entender também quão importante é a redução da desigualdade para o bem estar de todos.Nisso o estudo da filosofia pode  auxiliar.

Leia mais »

Média: 3.8 (14 votos)

Nove dias em Havana

Por zegomes

Nove dias em Havana.

Nove dias comendo lagosta quase de graça.

De como, em Cuba, lembrei-me de Pinheirinho.

Eu e meus amigos fomos a Cuba. Estivemos zanzando em Havana de 1º a 09 de novembro/2013. Era uma velha ideia, minha e de meu amigo Salém e sua esposa Alice, sempre adiada. Em fevereiro/2013 disse pra meu parceiro Cássio: Vamos a Cuba em novembro, depois que você terminar a obra? Cássio, que vive no mundo da construção civil e das coisas práticas, respondeu-me: Onde fica isso? Vamos.

PREPARATIVOS PARA A VIAGEM

Decididos a viajar em novembro, passei a pesquisar as passagens na internet. A Cubana de Aviación sai de São Paulo em voo direto para Havana. Copa Airlines sai de várias cidades centro-norte e sul-americanas, entre elas Brasília, em voo internacional com conexão na Cidade do Panamá (Humm... desovam multidões de viajantes no aeroporto do Panamá, que é um imenso shopping, será se fizeram isso de propósito, será? As cucarachas não são bem vindas, mas o dinheirinho delas sim, recolhido lá longe, será se é isso?). Escolhi a Copa pela comodidade de sair direto de casa sem ter de dar a volta por São Paulo. Mais do que na hora de se quebrar esse monopólio das partidas internacionais serem centralizadas no Rio e São Paulo.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)