Revista GGN

Assine

Mídia

Jornal brasileiro ajuda EUA a repercutir a Lava Jato na África e América Latina

Foto: Reprodução

Jornal GGN - O jornal Folha de S. Paulo se uniu a vários veículos da América Latina e África para repercutir os casos de corrupção descobertos pela Lava Jato, envolvendo principalmente Odebrecht e BNDES, em 12 países. Anunciado no blog Novo Em Folha nesta quinta (22), o projeto "Investiga Lava Jato" é inspirado e sustentado por investigações do Departamento de Justiça dos Estados Unidos sobre as obras onde a empreiteira admite ter feito pagamento de propina. 

Leia mais »

Média: 3.8 (10 votos)

Vazamento de Moro contra Dilma e Lula rende prêmio jornalístico a GloboNews

Foto: Divulgação/Globo

Jornal GGN - O vazamento, pelo juiz Sergio Moro, do áudio em que Dilma Rousseff e Lula conversavam sobre o termo de posse do ex-presidente como ministro da Casa Civil, rendeu ao Grupo Globo um prêmio internacional por furo de reportagem. A GloboNews transmitiu o conteúdo ao vivo e compartilhou com outros telejornais da emissora.

Moro vazou o grampo em Lula, sem preocupação em ferir os direitos de Dilma como presidente, em março de 2016, às vésperas de Lula tomar posse. O fato criou uma tempestade sobre o governo e Lula acabou sendo impedido de integrar o primeiro escalão do governo. Além disso, o episódio ocorreu às vésperas da votação do impeachment de Dilma na Câmara.

Leia mais »

Média: 1.4 (10 votos)

Réquiem ao Jornalismo na redação-cenário do "novo" Jornal Nacional, por Wilson Ferreira

por Wilson Ferreira

Todos os jornalistas da Globo de pé assistindo ao discurso do patrão, Roberto Irineu Marinho, na redação-cenário da “nova casa” do Jornal Nacional inaugurada com toda pompa e circunstância. Todos atentos como se ouvissem a convocação do seu general arregimentado a tropa para uma nova guerra. Um discurso que revela o conflito de interesses da Globo entre manter a “saúde da empresa” e a missão de buscar um “jornalismo independente”. Esse foi o constrangedor réquiem ao jornalismo em um visual que superou a tradicional “space opera” de Hans Donner para ingressar na estética holográfica do filme “Tron: O Legado”. O JN lança seu novo cenário high tech e robótico como mais uma resposta tautista à crise de credibilidade e do negócio da TV aberta - vender espaço comercial em troca de entretenimento. A inauguração da "nova casa" do JN com todo estardalhaço metalinguístico é mais uma reação da emissora ao seu declínio. Agora o JN apresenta cenários com superfícies transparentes e translúcidas para esconder a opacidade do próprio jornalismo.  

Leia mais »

Vídeos

Veja o vídeo
"Novo" Jornal Nacional - 19/06/2017
Média: 5 (4 votos)

Miriam Leitão, capas de revistas e a teratopolítica, por Wilson Ferreira

por Wilson Ferreira

A denúncia tardia da jornalista Miriam Leitão de que supostamente teria sido vítima do ódio de petistas num voo entre Brasília-Rio tem um timing preciso: o momento no qual Lula e Lava Jato estão em segundo plano diante da guerra entre os canhões da Globo e a resistência do desinterino Michel Temer em se agarrar à presidência. Além da palavra de ordem “Fora Temer!” ter evoluído nas ruas para o lema “Diretas Já!”. Miriam Leitão coloca mais uma vez em funcionamento os mecanismos da “teratopolítica” – a estratégia semiótica da criação de inimigos monstruosos (o morfologicamente disforme, o monstro ou o simulacro humano) na política. Por contraste, as recentes capas das revistas informativas nacionais sobre a atual crise política demonstram isso: enquanto as representações de Dilma e Lula derivam entre a deformidade e um simulacro humano que se quebra ou derrete, com Temer é diferente: é o enxadrista e o estrategista que mantém a morfologia humana. Diferentes planos semânticos, sintomas do atual racha na grande mídia e uma guerra fratricida entre aqueles que articularam o golpe político de 2016.

Média: 5 (4 votos)

A bolinha de papel de Mirian Leitão

Não gosto de me meter em brigas de jornalistas. Mas o episódio abaixo teve intenções políticas óbvias, que transcendem as meras quizílias corporativas.

Estamos em plena era das redes sociais. Hoje em dia, celulares captam PMs assassinando pessoas em ruelas escuras, políticos sendo escrachados na rua, em casa, em aviões. Um funcionário da United foi filmado retirando um passageiro do avião.

Segundo a jornalista Mirian Leitão, no dia 3 de junho, ou seja, dez dias atrás, ela foi escrachada em um avião da Avianca por um grupo do PT. Segundo Mirian, não foi uma manifestação qualquer, foram duas horas (!) de ofensas.

"Durante o voo foram muitas as ofensas, e, nos momentos de maior tensão, alguns levantavam o celular esperando a reação que eu não tive. Houve um gesto de tão baixo nível que prefiro nem relatar aqui. Calculavam que eu perderia o autocontrole. Não filmei porque isso seria visto como provocação. Permaneci em silêncio. Alguns, ao andarem no corredor, empurravam minha cadeira, entre outras grosserias”.

Leia mais »

Média: 4.5 (77 votos)

Chorinho e Lava Jato: a entrevista de Luis Nassif na Casa Pública

Do Curta Botafogo

 
Antonio Augusto Brito com a colaboração de Carla Paes Leme
 
Em tempos de radicalização política e de intolerância, o jornalista Luis Nassif, do blog Luis Nassif On line / GGN, consegue ser uma voz equilibrada e, talvez por isso, receba críticas da esquerda e da direita. Seus artigos trazem boas análises da conjuntura política e econômica, lançando alguma luz sobre esses tempos sombrios.

A convite da Casa Pública, que fica na rua Dona Mariana 81, Nassif conversou com jornalistas cariocas, no sábado dia 10 de junho, sobre a operação Lava Jato. Primeiro centro cultural de jornalismo do Brasil, a casa estava lotada. Conduzido pela jornalista Natalia Viana – diretora da Agência Pública, mantenedora do espaço –, o bate-papo era interrompido, vez por outra, para Nassif exibir um talento menos conhecido. Com seu bandolim, tocava e cantava valsas, choros e marchas-rancho, com acompanhamento musical de Tiago Prata no violão de sete cordas.

Leia mais »
Média: 5 (3 votos)

Folha apoia as 'pedaladas' de Geraldo Alckmin, diz presidenta da Apeoesp

alckmin_bike_-_alexandre_carvalho_a2img.jpg
 
Foto: Alexandre Carvalho/A2img
 
Da Apeoesp
 
 
por Maria Izabel Azevedo Noronha
 
O editorial do jornal Folha de S. Paulo, denominado “ensino engessado”, publicado no dia 9 de junho, é uma demonstração eloquente de como funciona o mecanismo de blindagem do Governo Estadual do PSDB em São Paulo por parte da grande mídia.
 
A Procuradoria-Geral da República (PGR) move uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o Governo Alckmin pela ilegal utilização de recursos da educação para pagamento de inativos, por meio da SPPREV. Diante desta ação, a Folha de S. Paulo faz o papel de anteparo do Governo Estadual, utilizando argumentos estapafúrdios para justificar a lambança de Alckmin, entre eles a afirmação de que “tanto faz” essa utilização indevida, porque só há “um Orçamento”.

Leia mais »

Média: 5 (6 votos)

CNN flagrada fabricando notícia falsa nas ruas de Londres, por Wilson Ferreira

por Wilson Ferreira

Repercute nas redes sociais um vídeo no qual uma equipe de reportagem da CNN é pega com a mão na massa fabricando uma manifestação numa rua de Londres contra o Estado Islâmico. Supostamente são mulheres muçulmanas, com destaque para uma criança orientada a segurar um cartaz de papelão. A repórter se transforma em diretora de cena e até policiais colaboram com a produção da CNN, ajudando nas marcações de cena dos “atores”. Desde o “Royal Wedding”, o casamento de Lady Di e príncipe Charles em 1981, cada vez mais a mídia avança sobre a realidade produzindo “eventos-encenação”: roteirizados, dirigidos e produzidos como fossem “notícias” e o jornalista uma “testemunha ocular da História”. Essa pequena amostra de como se constrói a atual matrix de notícias dá o que pensar: imagine a construção de manifestações em larga escala como as sucessivas “primaveras” que varreram o mundo com seus black blocs e máscaras do Anonymous – a árabe, ucraniana, turca, brasileira...

Leia mais »
Média: 5 (3 votos)

MPF quer que SBT se retrate por comentários de Sheherazade

sheherazade.jpg
 
Foto: Reprodução
 
Jornal GGN - O Ministério Público Federal (MPF) quer que o SBT se retrate em relação aos comentários feitos pela apresentadora Rachel Sheherazade, quando ela defendeu a ação de pessoas que agrediram e prenderam em um poste um suposto infrator, na zona sul do Rio de Janeiro, em 2014. 
 
Walter Claudius Rothenburg, procurador regional da República, contestou sentença de primeira instância que julgou improcedente a ação civil pública ajuizada em setembro de 2014 pelo MPF, através da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC).
 
Rothenburg afirma que o objetivo da ação é “salvaguardar a integridade física e psíquica de um adolescente vítima de violência e de proteger o público em geral de mensagens que incitam a violência em um contexto social tão fortemente marcado pelo desrespeito aos direitos fundamentais”. 

Leia mais »

Média: 4.4 (16 votos)

Câmara envia notícia crime à PF para apurar eventuais delitos de Gentili

danilo-gentili-2-1024x487.jpg
 
Foto: Reprodução
 
Jornal GGN - Em um ofício da Procuradoria da Câmara dos Deputados enviado para a Polícia Federal, deputados pedem que sejam investigados eventuais crimes cometidos por Danilo Gentili. Na semana passada, o apresentador do SBT divulgou um vídeo no qual rasga uma notificação extrajudicial da deputada Maria do Rosário (PT-RS). 
 
O documento é assinado pelo procurador parlamentar Carlos Marun (PMDB-MS) e também por Maria do Rosário e aponta os crimes de injúria, difamação, ultraje público ao pudor e crime contra a administração pública (desacato) em análise preliminar. 
 
Segundo o ofício, Gentili extrapolou seu “legítimo direito constitucional de manifestação”, agredindo não só a imagem da deputada, como da Câmara e de todos os parlamentares. Além disso, o documento aponta que o vídeo incentiva o “ódio no seio social contra o poder republicana indispensável ao Estado Democrático de Direito”. 

Leia mais »

Média: 4.6 (10 votos)

Ataques em Londres consolidam a tática do "meta-terrorismo", por Wilson Ferreira

por Wilson Ferreira

Depois de quase duas décadas de “false flags” e “inside jobs”, desde os ataques de 2001 nos EUA, para justificar a agenda geopolítica norte-americana, esses não-acontecimentos se tornaram autoconscientes. O mesmo roteiro repetido “ad nauseam” se tornou cada vez mais evidente até para veículos de grande mídia com CNN cujos analistas e repórteres vêm soltando termos como “psy ops” e “false flags”. Por isso, desde os ataques ao Charlie Hebdo em Paris começamos a acompanhar elementos da tática diversionista do “meta-terrorismo” cujo ápice foi alcançado nesses ataques a London Bridge e Borough Market: policiais flagrados trocando rapidamente de roupa por trás de vans, como estivessem mudando de figurino para desempenhar novos papéis, ou tatuagens nos braços de um dos terroristas mortos (proibidas pela religião muçulmana)  parecem indícios plantados propositalmente para simular uma produção mal feita, feitos para atrair câmeras e celulares e repercutirem em redes sociais, desmoralizando críticas sérias como “teorias conspiratórias”. Mais camadas de simulações para tornar ainda mais opaco para a opinião pública os não-acontecimentos.

Leia mais »
Média: 4.3 (6 votos)

A pornografia e o jornalismo da grande imprensa, por Tiago de Castilho Soares

A pornografia e o jornalismo da grande imprensa

por Tiago de Castilho Soares

Se a pornografia é entediante, como afirmou Pasolini, o jornalismo da grande imprensa é muito entediante. Tanto na pornografia convencional quanto nesse jornalismo à la globo, as narrativas são previsíveis, o roteiro conhecido e nada muda a não ser os atores.

A pornografia e o jornalismo não expressam exatamente como a realidade acontece, eles aproximam, mas distorcem. O que vemos e ouvimos é, aqui e ali, no pornô ou num radialismo da CBN, por exemplo, o que vemos e ouvimos é a realidade na casa de espelhos. Na pornografia, embora revelando os corpos e seus órgãos, o que vemos não é bem a realidade verossímil: os homens estão com o pênis maior que a média, as mulheres são todas modelos e jovens, os desempenhos são sempre impecáveis. No jornalismo, embora revelando os fatos e seus segredos, o que vemos não é bem a realidade verossímil: as conclusões são enunciadas em alto volume enquanto as premissas e suas relações permanecem inaudíveis, os jornalistas sempre isentos, como juízes-deuses, são impecáveis e impiedosos.

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

Doria Jr. é vanguarda de um experimento e São Paulo o laboratório, por Wilson Ferreira

por Wilson Ferreira

Subir numa escavadeira para posar para as câmeras em demolições na Cracolândia, qualificar como “bobagem” quando questionado sobre as ameaças de agressão física do secretario André Sturm contra agentes culturais, o humilhante vídeo demitindo uma secretária de governo análogo à estética visual dos vídeos do ISIS, qualificar as ruas de São Paulo como “lixo humano” e pulverizar e despachar a Virada Cultural para lugares distantes entre si. Arrogante? “João Noia?” O gênio do prefeito João Doria Jr. é saber que foi eleito pela e para a mídia corporativa e que “opinião pública” resume-se a câmera e teleprompter. Sabe que nada deve ao respeitado público já que é uma experiência de vanguarda de um projeto no qual São Paulo é o laboratório. Por isso, de forma atávica, repete como farsa o roteiro do assalto nazifascista ao poder e guerra contra a sociedade: começa pelo banimento da “arte degenerada”, passando pela desautorização e humilhação das opiniões contrárias, terminando com a “Nova Berlim” paulistana na Cracolândia e “sacar revólveres” quando ouve falar em cultura.  

Leia mais »
Média: 4.3 (6 votos)

Grampo indica negociação de entrevista de Temer na Record em troca de patrocínio

temer_roda_viva_beto_barata_1.jpg
 
Foto: Beto Barata/PR
 
Jornal GGN - Diálogos interceptadas entre o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), o ministro Moreira Franco e Douglas Tavolaro, vice-presidente de jornalismo da TV Record, indicam a negociação de uma entrevista com o presidente Michel Temer em troca do atendimento de demandas da emissora pela Caixa Econômica Federal. 
 
Em umas das conversas, Aécio cobra Moreira Franco para “entrar no circuito com o cara da Caixa”, ao que o ministro diz que já havia encaminhado a demanda da emissora.
 
Segundo reportagem do BuzzFeed, a Caixa confirmou que Moreira Franco pediu um avalição sobre a possibilidade de patrocínio para a Record, “que não foi atendido  por não se enquadrar na política de patrocínio do banco”. 

Leia mais »

Média: 4.4 (7 votos)

Barão de Itararé abre inscrições para 3º Encontro de Blogueir@s

barao_de_itarare.jpg

Foto: Divulgação

Jornal GGN - Estão abertas as inscrições para o 3º Encontro Estadual de Blogueir@s e Atividades Digitais de São Paulo, organizado pelo Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé. O evento vai ocorrer nos dias 9 e 10 de junho no Sindisep, no centro da capital paulista.

O encontro vai debater temas como liberdade de expressão em tempos de exceção, a blogosfera na América Latina e a mulher na mídia, além de oficinas de fotografia e comunicação nas redes. Entre os participantes confirmados, estão a senadora Gleisi Hoffman (PT-PR) e os jornalistas Maria Ines Nassif, Laura Capriglione e Eduardo Guimarães.

Leia mais »

Média: 4.2 (5 votos)