Revista GGN

Assine

Petróleo

Alta na gasolina é a maior desde 2002, diz ANP

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - Reportagem da Folha deste sábado (22) aponta que a alta no preço final da gasolina imposta pelo governo Temer é a maior em mais de uma década. A última vez que o preço subiu tanto para o consumidor final foi em 2002, quando a majoração foi de 12,3% - ou R$ 0,55 o litro, em valores atuais. Hoje, o brasileiro terá de desembolsar R$ 3,895 por litro - um aumento de 11,7%, segundo dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP).
Sem votos

2 Twitters para Ciro Gomes

Ciro Gomes atacou ferozmente Lula. Ele culpou o ex-presidente por ter dividido o Brasil de uma maneira odienta.

Hoje mandei dois Twitters para o Ciro Gomes:

Você endossou o discurso dos canalhas canalhas canalhas que culpam Lula por ter desafiado a elite. Mas vocês não desapontaria Mao Tsé-Tung. https://t.co/JM2OUwmF1E

Nada mais tenho a dizer a você. Nada mais escutarei de sua boca corrompida pelo elitismo e pela covardia. BLOQUEADO.

Sem votos

As mudanças recentes no refino brasileiro: uma bomba perto de explodir, por Cloviomar Cararine Pereira

As mudanças recentes no refino brasileiro: uma bomba perto de explodir

por Cloviomar Cararine Pereira

Desde o início do governo Temer uma das prioridades da sua agenda econômica tem sido a forte abertura do setor petróleo. Para isso organizou-se, por um lado, uma célere reconstrução da (des)regulação do setor e, por outro, um programa agressivo de venda de ativos da Petrobrás na tentativa de atrair capital privado para o setor. Ou seja, os desinvestimentos da Petrobrás tem sido apoiados pela alteração da legislação vigente até 2016 com o objetivo de facilitar a entrada de novos atores no setor de óleo e gás.

No caso do setor de refino esse cenário não tem sido diferente. Em 08 de junho de 2017 o Conselho Nacional de Política Energética, a pedido do Ministério de Minas e Energia (MME), aprovou novas políticas para a reestruturação do mercado de refino e derivados de petróleo no Brasil. O principal objetivo é propor ações e medidas voltadas para a promoção e intensificação da livre iniciativa em uma “nova configuração do mercado” brasileiro de combustíveis.

Leia mais »

Média: 3.4 (7 votos)

Petrobras tem aumento de 3,9% em sua produção de petróleo em maio

petrobras_p56_divulgacao_ag_petrobras_2_0.jpeg
 
Foto: Divulgação
 
Jornal GGN - A Petrobras teve aumento de 3,9% em sua produção média em campos nacionais no mês de maio, chegando a 2,18 milhões de barris por dia. Uma das razões para o crescimento é o início da produção da plataforma P-66, no sul do campo de Lula, localizado na Bacia de Santos.
 
As plataformas P-37, no campo de Marlim da Bacia de Campos, e a FPSO Cidade de Angra dos Reis, no campo de Lula, estavam em manutenção e retornaram à produção, contribuindo para a elevação registrada em maio. 

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

A maldição do petróleo, por Fábio de Oliveira Ribeiro

A maldição do petróleo, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Em 2008 publiquei uma singela análise sobre o que poderia ocorrer no Brasil em virtude da descoberta do Pré-Sal:

“...o aumento das reservas petrolíferas brasileiras poderá acarretar um aumento da atenção e interferência norte-americana em nosso país. Todos os paises pobres incapazes de defender-se com armas nucleares que exportam petróleo para os EUA são vítimas de desestabilização política patrocinadas pela CIA (exceto aqueles que foram invadidos militarmente pelo gigante do Norte). Nesse contexto, o que muitos consideram uma benção pode acabar se tornando uma maldição." 

https://midiaindependente.org/pt/green/2008/04/417398.shtml

Na época o texto foi bastante criticado. Dez anos depois, os fatos confirmaram minha observação. O Brasil está sendo estraçalhado por um golpe orquestrado pela Embaixada dos EUA. Ao chegar ao poder o usurpador começou a desnacionalizar o petróleo, a privatizar da Petrobras e entregar do Pré-Sal à sanha da exploração internacional com base numa Lei que retirará dos brasileiros a renda do petróleo.

Leia mais »

Média: 5 (9 votos)

King Kong, seu filho e o macacão desgovernado brasileiro

Adoro rever e meditar sobre filmes antigos, pois eles nos fornecem insights* sobre a realidade cotidiana. Leia mais »

Sem votos

Michel Temer se agarra à presidência como...?

Apesar de ter sido gravado exigindo propina em favor de Eduardo Cunha, o usurpador Michel Temer disse que não pretende renunciar à presidência. Ele se agarra tenazmente ao cargo. Em razão disso iniciei uma pesquisa no Twitter:

O usurpador @MichelTemer se agarra à presidência como?

 

 

Tenia Soliun no intestino

Carrapato entre os dedos

Sanguessuga no sovaco

Juiz à toga que maculou Leia mais »

Sem votos

Venda de Pasadena é mais um passo na operação de liquidação da Petrobras

Foto: Divulgação

Por Eduardo Maretti

Da Rede Brasil Atual

Apesar da Petrobras, por meio de seu presidente, o tucano Pedro Parente, ter anunciado esta semana o balanço da companhia, com lucro de R$ 4,45 bilhões no primeiro trimestre, contra prejuízo de R$ 1,25 bilhão no mesmo período do ano passado, o assunto mais relevante da semana foi outro anúncio: o de que a estatal vai vender a refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, e sua participação na Petrobras Oil & Gas B.V., na África.

Leia mais »

Média: 2.4 (5 votos)

A armadilha da Bolsa de Nova York, por André Araújo

A armadilha da Bolsa de Nova York

por André Araújo

O Brasil é o 2º pais estrangeiro em número de companhias listadas na Bolsa de Nova York, com 33 empresas, sendo o Canada o 1º com 80 empresas. É um numero surpreendente, o Brasil tem mais companhias que o Reino Unido e a França, grandes economias desenvolvidas. Não tem muita lógica e tem imensos riscos que poucos perceberam na hora da alegria de bater o martelo em Wall Street.

Parte das companhias brasileiras listaram suas ações por uma questão de prestígio mas com isso entram numa zona de altíssimo risco de se submeterem à jurisdição do Governo americano, risco que provavelmente não foi avaliado nos festejos de sua listagem, toda a diretoria em Nova York, a batida do martelo televisionada, é a gloria. Depois vem a conta.

A direção da Bolsa de Nova York fez campanhas no Brasil para conseguir empresas daqui para se listarem nessa Bolsa, ícone do capitalismo,  a Bolsa onde começou a Grande Depressão de 1929, hoje uma sociedade anônima com fins lucrativos e que precisa de clientes. Dois presidentes da Bolsa vieram ao Brasil para aliciar empresas daqui e pelo visto tiveram sucesso. Trinta e três companhias brasileiras listaram suas ações em Nova York, um número desproporcional ao tamanho da economia do Pais.

Leia mais »

Média: 4.6 (18 votos)

Petrobras: Os desvios de Parente ou a preferência estrangeira

Enviado por Antonio Ateu

Por Joaquim de Carvalho

No Diário do Centro do Mundo

A justificativa da Petrobras para contratar empresas estrangeiras acusadas de corrupção não cola

A direção da Petrobras, presidida por Pedro Parente, divulgou nota para rebater as críticas feitas pela Associação dos Engenheiros da empresa (AEPET) em razão de ter convidado apenas empresas estrangeiras para disputar o contrato de sua maior obra em andamento, a construção da Unidade de Processamento de Gás Natural (UPHN), no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj).

Considera as críticas “simplistas sobre uma inexistente preferência por empresas estrangeiras versus empresas brasileiras”. Diz que convidou as estrangeiras porque as grandes empresas brasileiras estão proibidas de fechar contrato com a Petrobras por causa das denúncias da Operação Lava Jato.

A AEPET ainda não se pronunciou oficialmente, mas um diretor da associação, entidade que tem raízes na origem da Petrobras, com a campanha O Petróleo É Nosso, diz que a nota provoca uma confusão, na opinião dele, proposital.

Leia mais »

Média: 4.6 (9 votos)

Governo espera arrecadar R$ 4,5 bi com leilões da ANP

 
Jornal GGN - Com os leilões que serão promovidos pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) neste ano, o governo espera a entrada de até R$ 4,5 bilhões. Deste total, até R$ 3,5 bilhões viriam somente com o pré-sal, segundo Fernando Coelhos Filho, ministro de Minas e Energia. 
 
O montante virá do pagamento pelo direito de exploração das áreas, tanto na forma de bônus de assinatura como lucro-óleo, um ressarcimento à União pela produção na área do pré-sal. 
 
Previsto para maio, o primeiro leilão será menor e terá áreas em terra, e é esperado que a disputa pelas unidades do pré-sal até o final do primeiro semestre. 

Leia mais »

Média: 2.7 (7 votos)

Qual é o futuro da Petrobras?, por Sergio Gabrielli

Do Opera Mundi

Aula Pública Opera Mundi com Sérgio Gabrielli: qual é o futuro da Petrobras

No novo episódio da Aula Pública, Sérgio Gabrielli, professor da Universidade Federal da Bahia, discute como os processos políticos e econômicos influenciam o desenvolvimento da Petrobras. Ex-presidente da estatal, o especialista explica como, para além da exploração do petróleo, a descoberta do pré-sal e as mudanças estratégicas nas últimas décadas colocaram a empresa como vetor central no desenvolvimento do país.

Leia mais »

Média: 4.8 (6 votos)

Após abertura do pré-sal pelo Congresso, Shell anuncia US$ 10 bilhões

Ben van Beurden, chefe executivo da Royal Dutch Shell. Foto: Agência Brasil
 
Jornal GGN - Foi na noite desta quarta-feira (09) que o Plenário da Câmara concluiu a votação do Projeto de Lei 4567, que desobriga a Petrobras a ser a única operadora da exploração do pré-sal no regime de partilha. Já nas mãos de Michel Temer para sanção, representantes e investidores ligados à Shell se reuniram com o peemedebista para apresentar detalhes dos US$ 10 bilhões que serão investidos na exploração de petróleo.
 
A postos da aprovação com a grande base aliada de Michel Temer no Congresso, os executivos da Royal Dutch Shell, juntamente com todo o lobby de interesses de multinacionais e empresas estrangeiras na exploração da camada de petróleo encontrada no Brasil, não perderam tempo.
 
O CEO da Shell, Ben Van Beurden, já fazia o meio de campo com o presidente brasileiro, ainda em setembro deste ano. Afirmava a Temer o que o peemedebista queria ouvir: "o Brasil é um lugar seguro para investir". Mas o interesse da multinacional estava mesmo na aprovação do projeto pela Câmara e Senado e sanção presidencial.
Média: 2.3 (13 votos)

Mais dois navios fabricados no Brasil entram em operação pela Transpetro

Jornal GGN - Braço logístico da Petrobras, a Transpetro colocou em operação dois novos navios construídos no Brasil, em estaleiros de Pernambuco, dentro do Programa de Modernização e Expansão da Frota Nacional (Promef).

Com as novas embarcações, o Promef soma agora 17 navios. Um dos navios é o suezmax (petroleiro com calado para navegar no canal de Suez) Machado de Assis, com 274 metros de comprimento e capacidade de carregar cerca de um milhão de barris de petróleo. Ele é o oitavo suezmax construído pelo Estaleiro Atlântico Sul (EAS).

Leia mais »

Média: 5 (7 votos)

Câmara vota hoje fim da participação obrigatória no pré-sal pela Petrobras

Jornal GGN - A Câmara dos Deputados pode votar nesta quarta (5) o Projeto de Lei 4567/16, do Senado, de autoria original de José Serra (PSDB), que retira a obrigatoriedade de a Petrobras ser a operadora de todos os blocos de exploração do pré-sal no regime de partilha de produção. O projeto já está na pauta e o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM), quer dar prioridade à sua aprovação.

Leia mais »

Média: 2.3 (8 votos)