Revista GGN

Assine

As 3 agências de classificação de risco

Annette Heuser

A forma como classificamos economias nacionais está toda errada, diz a reformadora de agências de classificação de risco Annette Heuser. Com misteriosos e obscuros métodos, as três agências de classificação americanas detêm imenso poder sobre economias nacionais em todo o mundo, e as consequências podem ser catastróficas. Mas, e se existisse outro jeito? Nesta audaciosa conversa, Heuser compartilha conosco sua visão de uma agência sem fins lucrativos que traria mais igualdade e justiça ao cenário atual.

 

Média: 4.5 (6 votos)
13 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Acho Engraçado

Tem gente que ainda defende as agências. E se consideram donos da razão. Pois saiba que tudo pode ser feito melhor do que está sendo feito.

Seu voto: Nenhum
imagem de Kepler K
Kepler K

Trabalho Interno

Documentário interessante que aborda a inutilidade e picaretagem dessas agências:

https://www.youtube.com/watch?v=YamDhfIi6Hs

A lógica é basicamente a seguinte:

"You pay, I play."

Seu voto: Nenhum
imagem de Motta Araujo
Motta Araujo

Aqui aparecem divagadores e

Aqui aparecem divagadores e sonhadores do dry-martini, falam mal de tudo mas ESSA É A REALIDADE, as agencias existem, o mercado exuste, existem as auditorias, os fundos de investimento, os especuladores, não adiante falar mal, para criar outra realidade precisa muito trabalho e leva muito tempo, na mesa do bar é que não sai coisa melhor.

Seu voto: Nenhum
imagem de Ruy P F Neto
Ruy P F Neto

Falou boninto, mas...

Falou bonito, mas não explicitou os métodos. Palestra genérica. Deixou claro que as atuais agências não são confiáveis nem revelam seus metódos, principalmente em rating soberanos. É claro que uma agência não lucrativa, desde que com boa metodologia e profissionais, seria mais adequada. As atuais agências servem aos USA, sem dúvida, mas seus métodos são mais ou menos conhecidos: Superavit fiscal é o pilar. Mas esse superávit não pode ser feito à custas de pobreza extrema. As agências de rating são largamente a visão do mercado.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Uma leitura pela ótica do mercado e não da justiça social

Uma leitura pela ótica do mercado e não da justiça social é o que faz essa ta S & P

Seu voto: Nenhum

 

...spin

 

 

É um bom movimento. Vai

É um bom movimento. Vai demorar um pouco para terem reconhecimento porque o bloco financeiro e mídia vão virara as costas. Mas as Universidades podem começar a trabalhar com os dados e aos poucos o recoonhecimento vem. O problema ainda é convencer os doadores e a próprias universiadades que estão por décadas sendo aparelhadas pelo mercado. Algum diletantismo teráque acontecer.

Seu voto: Nenhum

PJ não VOTA!

O Jornalismo acabou e a eleição não tem fim!

Sugestão Para Classificar As Agências

A minha sugestão é que nós, público em geral, possamos estabelecer um critério para classificar as agências de risco, através de pontuação pelo seu desempenho em acontecimentos anteriores.

Podemos criar um sistema que pontue os vários aspectos de atuação, desempenho, credibilidade.etc. Quem se habilita a dar o pontapé inicial?

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Motta Araujo
Motta Araujo

Nada a ver. Quem estabelece

Nada a ver. Quem estabelece criterios é o mercado, acreditam ou não acreditam nas agencias, é simples assim, ninguem impõe nada, é um negocio de CREDIBILIDADE, ou se tem ou não se tem ou se tem relativamente.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de FVX
FVX

Deveria ser CREDIBILIDADE,

Deveria ser CREDIBILIDADE, mas e quando é MANIPULAÇÂO. Sendo, podem falar o que quiser, essas agencias, que no momento, vendem a mesma coisa que os pastores de diversas igrejas neoteologasdaprosperidade vendem: apenas opiniões...

Who watches the Watchmen?

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Motta Araujo
Motta Araujo

Manipulação do que? Eles dão

Manipulação do que? Eles dão notas a titulos de paises e empresas, se tem quem pague a elas para ter essas notas, onde está a manipulação? È um business, negocio para faturar, a S& P tem 10.000 empregados, se existe e funciona com grande faturamento e lucro e porque TEM QUME PAGUE PELOS SEUS SERVIÇOS, nosso Tesouro e o BNDES são excelentes clientes.

Seu voto: Nenhum
imagem de Roberto Monteiro
Roberto Monteiro

Então que deixem claro

que é isso que elas fazem. A questão, Motta, é que a imprensa vende essas notas como se fossem notas de sala de aula, que estivessem avaliando o governo. Aí é que está a maracatuaia e a má intenção. Que é negócio todos nós sabemos, mas o povão acha que estão avaliando mal o governo e que isso poderia afetar o dia a dia das pessoas.

Seu voto: Nenhum

As 3 agências com poder de construir ou destruir economias

A forma como classificamos economias nacionais está toda errada, diz a reformadora de agências de classificação de risco Annette Heuser. Com misteriosos e obscuros métodos, as três agências de classificação americanas detêm imenso poder sobre economias nacionais em todo o mundo, e as consequências podem ser catastróficas. Mas, e se existisse outro jeito? Nesta audaciosa conversa, Heuser compartilha conosco sua visão de uma agência sem fins lucrativos que traria mais igualdade e justiça ao cenário atual.

VÍDEO TED abaixo

Leia mais: http://blog.brasilacademico.com/2014/03/a-forma-como-classificamos-economias.html#ixzz2yCQv4S7y

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Demarchi

imagem de Motta Araujo
Motta Araujo

Ela que crie uma agencia e

Ela que crie uma agencia e convence o mercado sobre suas melhores qualificações para avaliar riscos.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.