newsletter

Pular para o conteúdo principal

Cultura

Novecento, de Bernardo Bertolucci

sexta-feira, 13 de agosto de 20101900  Leia mais »

Vídeos

Veja o vídeo
Sem votos

Uma lista dos melhores filmes independentes americanos

Sugerido por Filipe Rodrigues

Da Revista Monet

Os 10 melhores filmes independentes americanos

É verdade que nos dias de hoje está cada vez mais difícil distinguir um projeto independente de uma produção de orçamento nem tão modesto, bancada por alguma filial dos grandes estúdios de Hollywood. No entanto, o cinema independente norte-americano tem uma longa trajetória de resistência ao mainstream, de solução para crises do modelo comercial e de celeiro de talentos que depois ganhariam o mundo. Leia mais »

Sem votos

Co-criador dos Simpsons doará fortuna para a caridade

Sugerido por Támara Baranov

Do Vírgula

Com câncer, criador da série Os Simpsons doará fortuna para caridade

Sam Simon, co-criador da série Os Simpsons ao lado de Matt Groening, vai doar para a caridade toda a sua fortuna adquirida em royalties da animação. O valor, segundo o próprio, chega a dezenas de milhões de dólares.

Vítima de um câncer no cólon, o produtor executivo vai destinar sua fortuna para programas de combate à miséria e à proteção dos animais. Em uma entrevista para o site The Hollywood Reporter, Sam admitiu que é paciente terminal.

Entre as instituições beneficiadas está a PETA, a ONG Save The Children, e a Sea Sheperd, uma instituição de conservação da vida marinha. Leia mais »

Sem votos

Os mortos nos esperam em "Les Revenants"

Décadas de corpos de decompondo, sustos e canibalismo no gênero cinematográfico dos mortos-vivos ajudaram a nos fazer esquecer do verdadeiro centro crítico do personagem do zumbi: a crítica social e metafísica por meio do arquétipo contemporâneo do personagem do “Estrangeiro”. O filme francês “Les Revenants” (2004) renova o gênero ao apresentar esse tenebroso personagem na própria acepção da palavra “zumbi”: “espectro”, “fantasma”. Mortos retornam inexplicavelmente do além-túmulo em uma pequena cidade. Eles não querem comer cérebros e nem matar. Voltam calados, como memórias vivas e indesejáveis, mas escondem um propósito. Leia mais »

Sem votos

A parede de escalada mais alta do mundo

Sugerido por ROSE

Excalibur, a parede de escalada mais alta do mundo (7 imagens)

Localizada ao lado da cidade de Groningen, na Holanda, esta torre de concreto com 37m de altura chamada " Excalibur " é a parede de escalada artificial mais alta do mundo.

excalibur mur escalade 03 585x700 Excalibur, le mur descalade le plus haut du monde  lieux information bonus Leia mais »

Sem votos

Dona Áurea, o papa, e o Santo Graal

Segue conto de minha autoria, inspirado na visita do papa, na foto que minha mãe tirou desse Amanita Muscaria em estância no Paraná, em minha vizinha de infância Dona Áurea, nas idéias de Terence McKeena sobre a importância cultural dos cogumelos, entre outros fatos reais embaralhados na ficção - cristã, ainda que "twisted".

O Santo Graal

Dona Áurea era frequentemente confundida com uma freira. 

Era enfermeira aposentada; seu uniforme era único, desenhado exclusivamente para o cargo de chefe do voluntariado cristão do hospital em que atuava. Dona Áurea não recebia salário: bastava a honra de ter um cargo ínventado para que ela pudesse permanecer na instituição, bastava que mocinhas lhe pedissem a benção na rua, enquanto ela caminhava de volta para casa. 

Muito da confusão sobre ela ser uma "esposa do senhor" se dava por aquele respeitoso uniforme, bordado com um intrincado brasão que misturava símbolos católicos e médicos. 

Para ocupar o centro de sua modesta sala, restaurou uma antiga penteadeira e a transformou em um altar, onde rezava ajoelhada para a imagem de João Paulo II (que mui dignamente tomou o lugar do espelho). Em vez de maquiagens e perfumes, pequenas relíquias, como o terço feito de uma benta massa de pétalas de rosas, em um convento na Espanha. Leia mais »

Sem votos

A mostra O Cinema Negro e a Segregação Racial, em São Paulo

Da Agência Estado

Mostra do CCBB revela o diretor Oscar Micheaux

Luís Carlos Merten

Pode ser mera coincidência, mas o timing para a programação do ciclo dedicado a Oscar Micheaux pelo Centro Cultural Banco do Brasil não poderia ser mais apropriado. Os temas da escravidão e do racismo têm estado em evidência no cinema de Hollywood em filmes como Lincoln, de Steven Spielberg, e Django Livre, de Quentin Tarantino. Mas, agora, a revolta voltou às ruas dos EUA com a polêmica absolvição do branco que matou o garoto negro.

“A questão racial é um ruído de fundo na sociedade americana”, advertia na capa do Aliás, do jornal "O Estado de S.Paulo" de domingo o neurocirurgião Carl Hart, da Universidade Columbia. E o próprio Barack Obama chegou a declarar que Trayvon, o garoto morto, podia ser seu filho. Depois retificou - ele próprio poderia ter tido o destino de Trayvon numa sociedade, a norte-americana, que só consegue resolver seus conflitos por meio da violência, como não se cansava de dizer o grande Arthur Penn, autor de clássicos como Bonnie & Clyde e Um Lance no Escuro. O que isso tem a ver com Micheaux? Leia mais »

Sem votos

Monstros e crianças se encontram em uma exposição

Por que o imaginário infantil sempre esteve às voltas com monstros? Por que esses seres fantásticos presentes em todas as culturas, mitologias e lendas ao mesmo tempo assustam e fascinam crianças há gerações? A exposição “Monstros” do artista multimídia Térsio Greguol ajuda a responder essas questões porque expressam o passado e presente desses assustadores seres: a importância do arquétipo do monstro para a criança enfrentar psicologicamente esse mundo e a nova sensibilidade infantil com esses seres, dessas vez paródica e metalinguística.

Desde que Sigmund Freud descobriu que as crianças não eram exatamente anjinhos barrocos, mas detentoras de uma vida psíquica tão ou mais complexa que os adultos, a maneira como encaramos o imaginário infantil com suas fábulas, lendas e cantigas de ninar mudou. Desde a mais tenra idade as crianças estão familiarizadas com emoções perturbadoras como o medo e a angústia. São experiências que fazem parte do cotidiano. Elas têm que lidar constantemente com frustrações, angústia de perda e abandono, o medo da escuridão e do isolamento. Leia mais »

Sem votos

Como os animais se secam

por Paulo Gurgel Carlos da Silva, no Portal LN

Um animal molhado se seca a uma frequência característica. Este vídeo documenta isso em câmera lenta e com música.

Há um estudo, do qual este vídeo se originou, que dá os detalhes:

Andrew Dickerson, um estudante de engenharia mecânica na Georgia Tech, e colaboradores foram os pioneiros no estudo da frequência com que os animais se agitam para secar a pele.

O processo consistiu em medir a frequência de agitação de um labrador, que se mostrou ser de cerca de 4,3 hertz. Em seguida, os autores criaram um modelo matemático simples e algumas suposições sobre a força de retenção da água para o cão. Para a água a ser ejetada, o cão deve gerar uma força centrífuga maior do que a força de adesão da água. 

Em seguida, a frequência foi relacionada ao raio do animal. Animais menores precisam girar mais rápido do que animais maiores. Assim, um rato treme em cerca de 27 hertz, enquanto um urso treme em apenas 4 hertz.

In anima nobile
Vá tomar banho sem a toalha e publique o seu resultado. Leia mais »

Vídeos

Veja o vídeo
Sem votos

A história do seixo Makapansgat, encontrado na África do Sul

Por Paulo Gurgel Carlos da Silva, no Portal LN

O seixo Makapansgat

Cerca de 3 milhões de anos atrás, um ancestral dos seres humanos na África do Sul escolheu esta pedra e levou-a por pelo menos 4 quilômetros para uma caverna, onde foi descoberta por Wilfred Eizman em 1925. Este seixo, encontrado na caverna de Makapansgat, foi esculpido naturalmente pela correnteza de um rio da região.

 Por que a criatura teria feito isso? 

Possivelmente, porque reconheceu um rosto nas marcas naturais na superfície da pedra. Se assim foi, esta é a primeira evidência de um sentido estético na história e no patrimônio da humanidade. Leia mais »

Sem votos

O relançamento do filme 'Paris Está em Chamas'

Do Estadão

O épico impressionante de Clément

Relançamento de 'Paris Está em Chamas' recupera elenco estelar em roteiro assinado por um jovem Coppola

LUIZ ZANIN ORICCHIO - O Estado de S.Paulo

Esse filme de culto de René Clément ficou um pouco esquecido com o correr dos anos. No entanto, na época (1966), foi um acontecimento, talvez pela presença de um elenco estelar e internacional. Paris Está em Chamas apresenta um cast formado por gente como Yves Montand, Simone Signoret, Orson Welles, Alain Delon, Robert Stack, Kirk Douglas e um longo etc. Além desses grandes atores, há outra surpresa nos créditos - o roteiro é assinado por um então muito jovem Francis Ford Coppola. A música é de Maurice Jarre.

Não são apenas os nomes que impressionam. É todo um trabalho cinematográfico digno de nota, mas que talvez tenha saído em época errada, e por isso foi um tanto esquecido pelos cinéfilos. Bom que a Lume tenha lançado o DVD, um épico de quase três horas de duração - 2h50 para ser preciso. Leia mais »

Sem votos

Projetos baseados no Cultura Viva ganham o continente

Projetos inspirados no conceito adotado na gestão Gilberto Gil se multiplicam na América Latina e perdem força dentro de casa

“Cultura Viva é a revolução do século 21.” A frase de Ivan Nogales, diretor boliviano do Teatro Trono-Compa e coordenador do 1o Congresso Latino-Americano de Cultura Viva Comunitária, realizado em maio em La Paz, dá a dimensão que o programa Cultura Viva – uma invenção brasileira – tem hoje para a América Latina. “Já não somos apenas o ruído, a ressonância e o apoio estético dos grandes movimentos sociais. Somos também atores de um movimento próprio de transformação social: nós por nós mesmos e um apoiando o outro”, define Nogales.
Leia mais »

Sem votos

O urso e a loba

Por jns

O Urso e a Loba

Os brutos também amam na Finlandia

 A incrível amizade entre o urso pardo eo lobo Leia mais »

Sem votos

A beleza do meteorito Fukang

Quando o meteorito Fukang se chocou contra o solo terrestre havia poucos sinais de beleza. Entretanto, depois de ser estudado e dissecado se revelou uma pedra de rara beleza. Descoberto no Deserto de Góbi, na província chinesa de Xinjiang, o artefato achado em 2000 virou objeto de estudo e foi dividido em diversos pedaços. Um colecionador anônimo, que detém a maior porção dele (a primeira imagem), um pedaço que pesa 420 quilos, adquiriu a pedra em 2008, em um leilão em Nova York, por US$ 2 milhões e, atualmente, esse pedaço permanece guardado. Os pesquisadores acreditam que esses meteoritos se originam dentro de meteoros intactos criados durante a formação do Sistema Solar, há cerca de 4,5 bilhões de anos. Eles são ainda mais raros porque poucos deles sobreviveram à descida na atmosfera terrestre.

Leia mais »

Sem votos

Documentário sobre a casa de candomblé angola Rendandá

Sugerido por jns

A CASA DE CANDOMBLÉ ANGOLA REDANDÁ

"O ngoma (tambor) é a comunicação (...) é a nossa Internet com os Inkices."

Documentário produzido pelo grupo A Barca e Olhar Imaginário. Leia mais »

Vídeos

Veja o vídeo
Veja o vídeo
Sem votos

Morte e Vida Severina em desenho animado

‘Morte e Vida Severina’ do pernambucano João Cabral de Melo Neto em desenho animado 3D feito pelo cartunista também pernambucano Miguel Falcão.

Vídeos

Veja o vídeo
Sem votos

Poesia de João Cabral de Melo Neto pode virar filme

Sugerido por romério rômulo

Da CBN

Filha do poeta pernambucano João Cabral de Melo Neto vai transformar em filme a poesia do pai ‘Auto do frade’

Entrevista com a cineasta Inez Cabral, filha do poeta João Cabral de Melo Neto.

Leia mais »

Sem votos

Poesia de João Cabral de Melo Neto pode virar filme

Sugerido por romério rômulo

Da CBN

Filha do poeta pernambucano João Cabral de Melo Neto vai transformar em filme a poesia do pai ‘Auto do frade’

Entrevista com a cineasta Inez Cabral, filha do poeta João Cabral de Melo Neto.

Leia mais »

Sem votos

Narradores de Javé (2003)

 

Javé é uma cidade do interior baiano que está ameaçada pela a inundação das águas represadas, que irão abastecer uma usina hidrelétrica a ser construída. Na tentativa de evitar que a cidade fique submersa, Zaqueu (Nelson Xavier) tenta convencer a população que cada um narre “cientìficamente” as diversas histórias de Javé desde a sua fundação e as outras conhecidas por todos; e então fazer um livro para constituir um patrimônio.

 

Isso porque, segundo Zaqueu, quando um lugar tem um patrimônio cultural tombado, ninguém mexe nele, e assim seria a salvação de Javé. Todavia, ocorre que a população é analfabeta; então só restava convocar Biá (José Dumont), ex-funcionário dos Correios , para passar para o papel todas histórias contadas pelos narradores de Javé.

  Leia mais »

Vídeos

Veja o vídeo
Sem votos

Parapolítica e sincromisticismo na série espírita Nosso Lar

Clássico da literatura espírita, a série “Nosso Lar”, psicografada por Chico Xavier, é tradicionalmente interpretada pelo viés moral e religioso da “reforma íntima” do protagonista. Mas olhando detidamente em seu conjunto, a série oferece muito mais: a possibilidade da existência de um campo unificado entre ciências “materialistas” como a Política e Comunicação e o místico e o oculto. As descrições das influências do pensamento dos encarnados no Umbral e como “exércitos sombrios” espirituais próximos da Terra visam o domínio de corações e mentes do planeta para roubar “energia anímica” da humanidade (o que lembra o filme “Matrix”) forneceriam subsídios para duas abordagens heterodoxas: o Sincromisticismo e a Parapolítica. Leia mais »

Sem votos

Soneto de mal-dizer

 

Mais um dos cinco sonetos inéditos de Fernando Pessoa publicados na edição 1 da Granta de Portugal

 

Sem votos

O Centro Cultural Dragão do Mar, em Fortaleza

Por jns

Centro Cultural Dragao do Mar de Arte e Cultura

A capital do Ceará não é somente praias lindas: há muita cultura por aqui.

“Basta, no mês de maio, recolher um poema em cada flor brotada nas árvores do seu sertão”,

Patativa do Assaré.

 
Francisco José do Nascimento

O Dragão do Mar, inaugurado em 1998, é um diversificado espaço cultural que revitalizou o bairro de Iracema, em Fortaleza, abrigando teatros, cinema e ambientes para shows.


 Christian Brandão Leia mais »

Sem votos

O Centro Cultural Dragão do Mar, em Fortaleza

Por jns

Centro Cultural Dragao do Mar de Arte e Cultura

A capital do Ceará não é somente praias lindas: há muita cultura por aqui.

“Basta, no mês de maio, recolher um poema em cada flor brotada nas árvores do seu sertão”,

Patativa do Assaré.

 
Francisco José do Nascimento

O Dragão do Mar, inaugurado em 1998, é um diversificado espaço cultural que revitalizou o bairro de Iracema, em Fortaleza, abrigando teatros, cinema e ambientes para shows.


 Christian Brandão Leia mais »

Sem votos

Dom Helder Câmera e Chico Xavier, os anjos da paz

Por Cláudio José

Rio de Janeiro, 19 de julho de 2013

ONU-BRASIL
Assunto: PROJETO ANJOS DA PAZ

Prezados senhores (as) O Brasil como um país membro e fundador da ONU, já teve como indicados ao prêmio Nobel da Paz, dois seres humanos maravilhosos, irmãos de coração e amigo dos pobres, Dom Helder Câmera e Chico Xavier. Infelizmente não venceram, mas a ONU não pode ignorar, esses seres de luz e de Paz, que fizeram muito, pelos seus irmãos, seguido o exemplo de Jesus Cristo e dando um belo exemplo de vida, para o mundo inteiro. Por isso, venho sugerir uma projeto, OS ANJOS DA PAZ, na qual na entrada do edifício da ONU- Brasil seria feita uma bela homenagem aos dois, com a colocação de duas estátuas, na qual os dois estariam conversando no céu, em cima de uma nuvem, como anjos de bondade, como sempre foram. Tenho certeza, que o povo brasileiro ficaria muito feliz com essa bela homenagem e reconhecimento por parte da ONU. O mundo precisa de Paz e Amor, e de mais seres de luz, como esses dois lindos brasileiros. Peço apoio para a essa campanha, enviando esse pedido para a ONU, para fazermos uma grande corrente do bem.

Atenciosamente:
Cláudio José, um amigo do povo. Leia mais »

Sem votos

Dom Helder Câmera e Chico Xavier, os anjos da paz

Por Cláudio José

Rio de Janeiro, 19 de julho de 2013

ONU-BRASIL
Assunto: PROJETO ANJOS DA PAZ

Prezados senhores (as) O Brasil como um país membro e fundador da ONU, já teve como indicados ao prêmio Nobel da Paz, dois seres humanos maravilhosos, irmãos de coração e amigo dos pobres, Dom Helder Câmera e Chico Xavier. Infelizmente não venceram, mas a ONU não pode ignorar, esses seres de luz e de Paz, que fizeram muito, pelos seus irmãos, seguido o exemplo de Jesus Cristo e dando um belo exemplo de vida, para o mundo inteiro. Por isso, venho sugerir uma projeto, OS ANJOS DA PAZ, na qual na entrada do edifício da ONU- Brasil seria feita uma bela homenagem aos dois, com a colocação de duas estátuas, na qual os dois estariam conversando no céu, em cima de uma nuvem, como anjos de bondade, como sempre foram. Tenho certeza, que o povo brasileiro ficaria muito feliz com essa bela homenagem e reconhecimento por parte da ONU. O mundo precisa de Paz e Amor, e de mais seres de luz, como esses dois lindos brasileiros. Peço apoio para a essa campanha, enviando esse pedido para a ONU, para fazermos uma grande corrente do bem.

Atenciosamente:
Cláudio José, um amigo do povo. Leia mais »

Sem votos

O trailer de The Fifth Estate, sobre a história do Wikileaks

Vídeos

Veja o vídeo
Sem votos

Marília Pera em Elas por Ela

Especial exibido pela Rede Globo em 09 de janeiro de 1992. O especial contou com uma compilação do espetáculo que atriz fazia no teatro desde 1989, mostrando a música brasileira no século XX sob a ótica feminina.

Vídeos

Veja o vídeo
Sem votos

Estudo analisa papel cultural do teatro-jornal

Sugerido por alfeu

Agência USP de Notícias

Conteúdo político gerou oposição ao teatro-jornal

lPor Rúvila Magalhães

O teatro-jornal é uma vertente do teatro pouco conhecida e estudada, embora tenha importância histórica e eficácia artística. No Brasil, desenvolveu-se no Teatro de Arena de São Paulo, com incentivo do teatrólogo Augusto Boal, conhecido como criador do Teatro do Oprimido, e desempenhou papel cultural importante como tentativa de lidar com a censura no Regime Militar. Nos Estados Unidos, levou milhares de pessoas ao teatro na década de 1930. Apesar de haver alguns estudos sobre essa forma teatral, o teatro-jornal sempre sofreu muita oposição, principalmente devido a seu conteúdo político. Essas são as principais conclusões obtidas na dissertação de mestrado do jornalista Eduardo Luís Campos Lima. O estudo, realizado na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, buscou apresentar e caracterizar os aspectos estéticos e políticos dessa forma de teatro.

Orientado por Maria Sílvia Betti, o estudo, além de caracterizar, comparou os dois momentos do mesmo fenômeno, no Brasil e nos Estados Unidos. Por meio da análise, o pesquisador pôde notar aspectos comuns nos temas e abordagens em ambos os países. A peça norte-americana estudada foi Injunction Granted (em português, Liminar é Concedida), de 1936, cujo tema era a criminalização do movimento operário. A peça brasileira escolhida foi Teatro Jornal: Primeira Edição, produzida pelo Teatro Arena de São Paulo em 1970. Leia mais »

Sem votos

Biblioteca Nacional organiza evento sobre Nicolau Maquiavel

Sugerido por rita scaramuzzi

Da Revista de História

Além do bem e do mal

Quinhentos anos após sua publicação, 'O Príncipe', obra de Nicolau Maquiavel, é tema do Biblioteca Fazendo História do mês de julho. Evento acontece na terça (16), às 16h, na Biblioteca Nacional

“Maquiavel - Além do bem e do mal” é o tema da edição de julho do Biblioteca Fazendo História, que ocorre na terça-feira, dia 16, às 16h, na Biblioteca Nacional. Organizado pela Revista de História, o evento recebe os professores Antônio Edmilson Martins, da PUC-Rio, e Celso Martins Azar Filho, da UFF, para discutir a obra do pensador italiano, 500 anos após a publicação de sua obra mais importante, "O Príncipe". Leia mais »

Sem votos

Sessão das Dez: Sacco & Vanzetti

Sacco & Vanzetti ( Filme completo e legendado em português)

Vídeos

Veja o vídeo
Sem votos