newsletter

Luis Nassif Online

São Paulo chegou ao nível mais baixo de enfraquecimento das instituições públicas e sociedade civil; por Luis Nassif
103 comentários
Faria melhor dar uma freada de arrumação e indicar pessoas capacitadas para a área econômica; por Luis Nassif
34 comentários
Há dois fantasmas assombrando o mercado: contas fiscais eimpulsividade da presidente. Medidas heroicas não resolvem
36 comentários

Em busca de uma esquerda, por Monica Stival

Em busca de uma esquerda, por Monica Stival

Talvez a análise mais comum na esquerda, tanto naquela que se opõe ao PT quanto na esquerda que disputa o PT fazendo parte do partido, é a de que o Partido dos Trabalhadores, por um lado, afastou-se dos movimentos sociais e, por outro, cedeu demais às alianças (célebre governabilidade). Parte dessa ampla esquerda entende que é possível retomar o modus operandi que formou o partido para sanar o primeiro erro; para sanar o segundo erro, a reforma política. Parte ou à parte do partido, parece que a dupla aposta pode ser muito promissora. Contudo, gostaria de encontrar mais espaço à parte, por entender que às vezes o erro foi demais; mas aí o discurso me parece extremamente equivocado.

Há, afinal, aqueles que não se dão ao trabalho de diferenciar (e não se trata de capacidade, de modo algum, mas de escolha narrativa) os possíveis “erros do PT” dos projetos que lhe fazem oposição sistemática. Não sei se é pra construir uma identidade distinta, mas vejo muita gente insistindo na tese do “sujo e mal lavado”, “farinha do mesmo saco” e, depois, suando pra garantir que a direita não volte ao centro do poder executivo (dito e reconhecido retrocesso). Não teriam já colaborado para que ela ganhasse mais espaço não apenas no legislativo, mas, muito pior, no imaginário social?

Leia mais »

Média: 3.8 (4 votos)

Sensus e Veritá falam sobre pesquisas de intenção de voto

Jornal GGN – Terminadas as eleições, responsáveis pelos institutos Sensus e Veritá – cujas pesquisas apontavam liderança de Aécio Neves – dizem que já havia uma tendência de queda do candidato. Além disso, o sócio do Veritá, Leonard de Assis, disse que o instituto chegou a fazer uma pesquisa que mostrava a liderança de Dilma, mas que ela não foi divulgada por pressão externa.

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

Partido de Aécio pede ao TSE "auditoria especial" dos votos à Presidência

Jornal GGN - O PSDB, partido do senador Aécio Neves, apresentou na quinta-feira (30) um pedido ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de instituição de uma "comissão especial" para apurar se houve possíveis fraudes nas urnas durante o segundo turno presidencial.

Na visão do PSDB, essa comissão deve ser formada por integrantes dos partidos políticos com o objetivo de prestar contas à população, que estaria, segundo alega a agremiação, desconfiada dos resultados em função da suposta vulnerabilidade das urnas eletrônicas.

No último domingo (26), Aécio foi derrotado por Dilma Rousseff (PT) por uma diferença de 3 pontos. Petistas já criticaram a iniciativa dos tucanos, argumentando que o PSDB tenta um terceiro turno, incorformado com a reeleição apertada de Dilma. Reportagens mostraram que Aécio liderava a contagem de votos até que a apuração no Sudeste e Sul encerrou-se, e abriram-se as urnas do Norte e Nordeste. Foi quando Dilma virou o cenário e chegou a 51% dos votos, deixando o adversário na casa dos 48%.

Leia mais »

Média: 1.7 (24 votos)

O sonho cantado de Martinho da Vila, por Aquiles Rique Reis

Abrir um CD é como começar um caderno novo: esperanças acendem diante da página em branco de um caderno ou de um CD virgem. Os dois acolhem de bom grado as nossas veleidades. Um e outro, cada um no seu cada qual, podem ser agentes de devaneios: o caderno, dos sonhos – basta abrir a primeira folha para ali escrever sobre a vida, plena de múltiplos anseios; o CD, do registro de ideias poéticas – basta gravá-lo para que ele espalhe a inspiração e a fantasia de quem nele deposita efêmeras esperanças.

Admito que há muito não inicio um caderno (computadores pra que te quero), mas em compensação, o que mais tenho feito é abrir CDs. E é aqui que eu quero chegar desde que comecei a preencher a tela em branco do Word (o caderno moderninho). Tenho em minhas mãos Enredo (Biscoito Fino), o novo CD de Martinho da Vila.

O plástico da capa reluta, mas cede à ponta da tesoura... pronto, eis o disquinho. Antes de pô-lo a tocar, admiro a capa, mais uma obra concebida pela genialidade de Elifas Andreato.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

A contribuição de Fernando Pimentel para Dilma Rousseff

Jornal GGN – Durante o segundo turno da corrida presidencial, o PSDB tinha esperança de conseguir uma vantagem de 4 milhões de votos em Minas Gerais e assim compensar a vantagem de Dilma Rousseff no norte e nordeste. Não foi o que aconteceu. Os tucanos foram derrotados no estado, por 500 mil votos. O sucesso da campanha petista deve muito à atuação de Fernando Pimentel. Eleito com vantagem de 1 milhão de votos, o governador percorreu o Estado na primeira semana do segundo turno em campanha pró-Dilma.

Leia mais »

Média: 4.6 (10 votos)

Conselho Nacional do Ministério Público abre processo contra procurador do caso Alstom

Jornal GGN – O procurador da República do estado de São Paulo, Rodrigo de Grandis, vai responder a processo disciplinar do Conselho Nacional do Ministério Público por não ter dado andamento ao pedido de investigação da Suíça sobre o caso da Alstom.

A multinacional francesa foi acusada pela justiça suíça de fazer pagamentos irregulares em contratos públicos em mais de dez países.  No Brasil, as acusações caíam sobre políticos do PSDB ligados ao Governo do Estado de São Paulo, que teriam recebido propina para entregar à empresa contratos de obras do Metrô e da Eletropaulo.

O esquema teria começado ainda no governo de Mário Covas e passado pela administração de José Serra até chegar a Geraldo Alckmin. O funcionamento era o mesmo: propinas e sobrepreços já vinham embutidos nos valores acertados em contrato.

Leia mais »

Média: 4.8 (17 votos)

Hutten, correspondente da AFP, e as fotos inéditas da morte de Che

Sugestão de MiriamL

da Ansa Brasil

Fotos inéditas de Che Guevara morto são achadas

Imagens foram encontradas em uma caixa de charutos

 EPA)   

Fotos inéditas de Che Guevara morto são achadas (foto: EPA) 29 Outubro, 18:00•BUENOS AIRES•ZSG  

(ANSA) - Fotos de Ernesto "Che" Guevara tiradas por Marc Hutten após sua morte, algumas delas inéditas, foram achadas em uma caixa de charutos por Imanol Arteaga, o neto de um ex-missionário na Bolívia ao qual o fotógrafo deu a cópias de suas imagens, temendo que elas fossem confiscadas. Leia mais »

Média: 4.2 (5 votos)

Racionamento, já!

Há duas alternativas para a falta de água em  São Paulo: racionamento controlado ou racionamento selvagem.

São Paulo está caminhando para a segunda opção - o racionamento selvagem - com consequências imprevisíveis. Corre-se o risco, inimaginável em outros tempos, de uma das maiores metrópoles do mundo exposta a surtos de epidemia, a transtornos sociais, à violência generalizada provocada pelo desespero da falta dágua.

Tem-se no governo do estado um governador irresponsável paralisado pela própria mediocridade, que chegou ao cúmulo de comemorar o uso do volume morto de uma represa, como se fosse um feito técnico. 

Alckmin só se guia pelas manchetes. Sua única preocupação é encontrar a desculpa adequada, dividir responsabilidades, terceirizar a culpa. Depois de dois anos dormindo para o tema, os jornais limitam-se a narrar os problemas de abastecimento sem ousar chegar ao ponto central: a necessidade urgente de implantar o racionamento.

Inibido pela falta de repercussão do tema, o Ministério Público Estadual demorou a agir. Quando agiu, alguns procuradores tentando segurar o aumento de captação do Sistema Alto Tietê, para impedir o futuro racionamento selvagem, foram impedidos por um juiz desinformado, que alegou que "não vê como os atos impugnados (a autorização do DAEE para aumentar a vazão) que têm em mira a garantia de fornecimento de água à população, possam ser classificados como inadequados ao interesse público".

Leia mais »

Média: 4.8 (36 votos)

Terra, casa, trabalho são direitos, avisa Papa Francisco

Sugestão de Cláudio José

do Jornal do Brasil

Papa Francisco: estar do lado dos pobres é Evangelho, não comunismo

Terra, casa, trabalho: esses foram os três pontos fundamentais em torno dos quais desenvolveu-se o longo e articulado discurso do Papa Francisco aos participantes do Encontro Mundial dos Movimentos Populares, recebidos esta terça-feira na Sala Antiga do Sínodo, no Vaticano. O Pontífice ressaltou que é preciso revitalizar as democracias, erradicar a fome e a guerra, assegurar a dignidade a todos, sobretudo aos mais pobres e marginalizados.

Tratou-se de um veemente pronunciamento, ao mesmo tempo, de esperança e de denúncia. Um discurso que, por amplidão e profundidade, tem o valor de uma pequena encíclica de Doutrina Social. Ademais, era natural que os Movimentos Populares solicitassem este encontro com o Papa Francisco.

Leia mais »
Média: 4.6 (9 votos)

Denúncia: PF de Pernambuco engavetou investigação sobre fraudes contratuais da Refinaria

Sugestão de Antonio Ateu

de O Globo

Abreu e Lima: PF adiou investigação por três anos

Polícia Federal de Pernambuco não deu andamento a inquérito sobre suspeitas de fraude

POR VINICIUS SASSINE / EDUARDO BRESCIANI

BRASÍLIA — A Polícia Federal (PF) em Pernambuco manteve praticamente paralisado por três anos um inquérito aberto para apurar suspeitas de superfaturamento de R$ 1,3 bilhão nos principais contratos da refinaria Abreu e Lima, em construção em Ipojuca (PE). A investigação, instaurada em fevereiro de 2011, só foi retomada em maio deste ano, quando foram determinadas as primeiras perícias nos contratos. O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, chegou a ser oficiado para que informasse eventual “repactuação dos contratos envolvidos”, ainda no início das apurações, mas não houve resposta nem cobrança por parte da PF.

Durante a tramitação do inquérito, os investigadores ignoraram a recomendação do Ministério Público Federal (MPF) para que prosseguissem na apuração e consultaram a Justiça sobre a competência para atuar no caso, o que impediu a produção de provas num período de três anos e três meses.
Leia mais »

Vídeos

Veja o vídeo
Média: 5 (3 votos)

O STF e a publicação de mais de 400 acórdãos pendentes

Sugestão de Antonio Francisco

DJe desta quinta-feira (30) publica mais de 400 acórdãos pendentes há mais de 60 dias

 

O Diário de Justiça Eletrônico (DJe) do Supremo Tribunal Federal desta quinta-feira (30) publica 437 acórdãos relativos a processos julgados há mais de 60 dias. A medida segue a Resolução 536 do STF, em vigor desde 20 de outubro, que fixou o prazo de 60 dias após a realização da sessão de julgamento para que as decisões sejam publicadas, como previsto no artigo 95 do Regimento Interno da Corte. Cerca de 1.500 acórdãos ainda se encontram na Secretaria Judiciária aguardando publicação, mas se referem a decisões tomadas há menos de 60 dias.

Um dos acórdãos publicados é o do julgamento da Proposta de Súmula Vinculante (PSV) 45, que trata da aposentadoria especial de servidor público. Também está na lista o acórdão do julgamento da medida cautelar na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4638, no qual o Plenário esclareceu regra sobre aplicação de pena a magistrados. Esse julgamento foi encerrado em fevereiro de 2012.

Leia mais »
Média: 5 (2 votos)

Dançando com o Diabo, por Jorge Lima

Um ex-aluno do CPOR publicou no Facebook um vídeo onde mostra um cartucho de fuzil e diz "Esta é para ti, Dilma. Estou só esperando o toque da corneta." O indivíduo vestia um uniforme do Exército Brasileiro, com as insígnias de oficial. Após o vídeo se tornar de conhecimento público, a conta foi apagada, e, entrevistado, o indivíduo afirmou que era uma brincadeira, e que alguém tornara o vídeo público, o que não seria sua intenção.

Questionados pela reportagem do G1, o Ministério da Defesa e a Polícia Federal deram as seguintes explicações: segundo o MD, o autor da ameaça serviu ao Exército em 1998, e não faz mais parte dos quadros da Força. O objeto exposto no vídeo é um chaveiro, portanto não há razão para que se investigue o fato. O uniforme usado no vídeo já não é mais usado, e o indivíduo apresenta-se com a barba por fazer, o que fere os regulamentos militares. Já a PF foi mais sucinta, dizendo que não cabe investigação por não se tratar de munição real.

Quanto ao GSI, responsável pela segurança da titular da Presidência da República, não há qualquer menção ao que pensa sobre o fato, e quais providências tomou em relação a ele, se é que tomou alguma. Sequer foi questionado pela reportagem. Tampouco saberemos por outros meios, porque é óbvio que tudo que se refere à segurança do ocupante da cadeira é secreto.

Leia mais »

Média: 5 (14 votos)

O orgulho de ser gay do CEO da Apple

Jornal GGN – Em um artigo publicado na revista americana Bloomberg Businessweek, o CEO da Apple, Tim Cook, resolveu sair definitivamente do armário. Embora sua homossexualidade já fosse sabida no Vale do Silício, Cook resolveu falar sobre isso para ajudar outras pessoas a lidar com a sexualidade. "Se saber que o CEO da Apple é gay puder ajudar alguém na luta pela aceitação de quem ele ou ela é, ou ajudar a trazer conforto a alguém que se sinta sozinho ou inspirar as pessoas que insistem pela igualdade, então vale a pena abrir mão dessa privacidade".

do Estadão

Tim Cook, CEO da Apple, diz ter 'orgulho de ser gay'

Executivo-chefe da Apple revela homossexualidade em artigo publicado nesta quinta-feira,30, na revista Bloomberg Businessweek

Tim Cook: "orgulho de ser gay"

Leia mais »

Média: 3.5 (11 votos)

A terra vista do céu em fotos de Yann Arthus-Bertrand, 2

Sugestão de Antonio Francisco

Fardos de algodão, Thonkaha, região de Korhogo, Costa do Marfim.

FARDOS DE ALGODÃO, THONAKAHA, REGIÃO DE KORHOGO, COSTA DO MARFIM

Esta, e outras belíssimas fotos, no link

http://terravistadoceu.com/foto/fardos-de-algodao-thonakaha-regiao-de-ko...

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Luciano Martins Costa: Sociedade e poder, uma ruptura

do Observatório da Imprensa

Sociedade e poder, uma ruptura

Por Luciano Martins Costa 

 

Os leitores e leitoras que ainda leem com atenção os principais jornais brasileiros devem estar curiosos com o noticiário pós-eleitoral, que retoma o estilo predominante até o final do ano passado. Embora o cenário político e os fatos da economia proponham uma grande diversidade de assuntos, pode-se notar que as reportagens, declarações e o conjunto das opiniões selecionadas pela imprensa mantêm um alto índice de convergência, como se as redações combinassem entre si o que vão colocar em destaque.

Mesmo que se saiba que as empresas de comunicação trocaram há alguns anos a concorrência comercial pelo correligionarismo político, ainda chama atenção a grande proporção de coincidências entre temas, interpretações e abordagens, o que torna enfadonho o lazer dos cidadãos que observam as primeiras páginas dos diários enquanto caminham pela cidade. Com pequenas diferenças nos assuntos regionais, pode-se notar que essa convergência aproxima até mesmo os paulistas O Estado de S.Paulo e Folha de S.Paulo do carioca O Globo.

Não. O observador não vai fazer referência ao mitológico PIG – Partido da Imprensa Golpista. Essa é uma expressão superada pelo desempenho dos principais veículos de jornalismo na última eleição. A sigla ficou sem sentido porque, ao exagerar na manipulação de fatos reais, factoides, declarações e boatos, as grandes emissoras, os principais jornais e as revistas informativas de maior circulação avacalharam o próprio conceito de partido político. A imprensa se coloca acima das agremiações partidárias, e agora confronta diretamente os poderes republicanos, sem intermediários.

Leia mais »
Média: 4 (5 votos)