newsletter

Luis Nassif Online

Agora chegou a hora da verdade, de criar um ambiente econômico que permita às empresas lucrarem; por Luis Nassif
25 comentários
Não há nada de mais "bolivariano", "cucaracho" no Brasil do que os grandes grupos de mídia; por Luis Nassif
50 comentários
Mais de vinte anos se passaram, e Erundina recorda como enfrentou a identificação dos desaparecidos enterrados na vala
7 comentários

Abílio Diniz compra 10% do Carrefour Brasil

                                        

Jornal GGN - Abílio Diniz voltou ao varejo brasileiro. Pouco mais de um ano após sua saída do comando do Grupo Pão de Açúcar, que passou a ser controlado pelo grupo francês Casino, o empresário fechou a compra de 10% da subsidiária brasileira da rede Carrefour (principal concorrente do Casino) por R$ 1,8 bilhão.

Pelos termos da operação, a Península Participações (que reúne os investimentos de Abílio e sua família) possuem opções que viabilizam o aumento de sua participação no conglomerado até o limite de 16% ao longo dos próximos cinco anos. A abertura do capital da subsidiária brasileira também poderá contemplar, no futuro, uma listagem na bolsa brasileira.

Atual presidente do Conselho de Administração da empresa de alimentos BRF, Abilio passará a integrar o Conselho de Administração e dos comitês de Estratégia e Recursos Humanos da subsidiária do Carrefour no Brasil. Segundo informações do jornal Valor Econômico, a compra não envolve a operação do Atacadão, cadeia de atacado do Carrefour e considerado o mais lucrativo negócio do conglomerado no país.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Crescem domicílios sem nenhum tipo de restrição à compra de alimentos no Brasil

Jornal GGN - Aumenta o número de domicílios sem nenhum tipo de restrição para a compra de alimentos no Brasil. Os dados são do suplemento de Segurança Alimentar da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD 2013), organizado pelo IBGE e divulgado nesta quinta-feira (18). O trabalho aponta que em 2013 o país possuía 65,3 milhões de domicílios. Desse total, 50,5 milhões, ou 77,4%, foram classificados com segurança alimentar. O percentual foi superior ao observado em 2004 (65,1%) e 2009 (69,8%). Por outro lado, o estudo também apresentou que em 22,6% dos domicílios brasileiros as pessoas estão preocupadas com a segurança alimentar. A faixa representa um quarto da população, ou 52 milhões de pessoas.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Abertura de Perus foi o sentido da minha vida, diz Luiza Erundina

Mais de vinte anos se passaram e Erundina recorda como enfrentou a identificação dos desaparecidos enterrados clandestinamente na vala
 
 
Jornal GGN - "Pelo menos o governo municipal não vai abrir mão dos resultados, desses encaminhamentos, temos que levá-los às últimas consequências, dure o tempo que durar, custe o tempo que custar. Isso que é importante, isso que nos dá vontade e certeza dos resultados desse esforço", disse Luiza Erundina, há 24 anos, quando era prefeita de São Paulo e decidiu enfrentar resistência, tabus da ditadura, e levar a cabo a identificação das ossadas de Perus.
 
Agora, a deputada federal assiste a essas imagens, com seriedade e o mesmo fôlego de 1990. Naquele ano, 1.049 sacos com ossos de mortos durante o regime militar foram encontrados na vala clandestina, localizada no cemitério Dom Bosco, na zona norte da cidade. Conhecendo as dificuldades que teria pela frente, defez-se da poltrona que o cargo executivo sustenta, separou botas de plástico - para o terreno irregular e dias de chuva - e liderou a responsabilidade, não apenas com ordens, mas com as próprias mãos. 
 
"Eu fui muitas vezes ao cemitério, porque a gente temia que a polícia baixasse por lá, clandestinamente, ou os interessados de apagar a verdade sobre aqueles crimes, sumindo com aquelas ossadas. Eu tive que ficar vigilante, eu, pessoalmente, além da minha equipe, da equipe policial", contou, em entrevista exclusiva ao Jornal GGN.
 
Média: 5 (2 votos)

O Brasil e a Petrobras, por Adriano Benayon

O Brasil e a Petrobras

Por Adriano Benayon | Via Desenvolvimentistas

1. O Brasil vive batalha decisiva de sua História: a da sobrevivência da Petrobras como empresa nacional. E isso com qualquer resultado, pois a eventual derrota poderá ser o marco, a partir do qual o povo brasileiro resolva partir para o basta e reverter o lastimável processo dos últimos 60 anos em que praticamente só acumula derrotas do ponto de vista estrutural.

2. Principalmente desse ponto de vista, porque, mercê da estrutura que se formou na Era Vargas, ainda foram colhidas - por muito tempo e até os dias de hoje - grandes vitórias em termos de desenvolvimento de tecnologia e capacidade produtiva no País.

3. O progresso estrutural do Brasil ocorreu, até 1954, não apenas em função de investimentos do Estado, mas também por ter este agido como promotor da indústria privada, tendo, antes daquele ano fatídico, surgido firmas nacionais de ótima qualidade, algumas das quais já se tinham tornado grandes.

4. Essas foram as primeiras e grandes vítimas do modelo de dependência financeira e tecnológica adotado desde 1955 e no quinquênio de JK, quando o Estado, foi usado como promotor da desnacionalização da indústria, o que gradualmente levou à da dos demais setores da economia.

Leia mais »

Média: 4 (7 votos)

Abreu e Lima realiza primeira venda de diesel

Jornal GGN – A Petrobras anunciou ontem (17) que realizou a primeira venda de diesel da Refinaria Abreu e Lima (RNEST). De acordo com o diretor de Abastecimento, José Carlos Cosenza, a expectativa é que com a refinaria, localizada no Pernambuco, a importação de derivados, principalmente diesel e gasolina, seja reduzida em 100 mil barris por dia. A RNEST passa a disponibilizar para o mercado um volume total de 13 mil m³ de diesel S-500. A primeira nota fiscal emitida pela distribuidora tem volume de 1.600 m³.

A presidente Graça Foster comemorou o resultado. "É uma grande satisfação", disse em café de confraternização com jornalistas, na sede da empresa. E destacou os bons resultados alcançados pelo Programa de Otimização de Custos Operacionais (Procop), que deve fechar o ano tendo proporcionado uma economia de R$ 10 bilhões à Petrobras. A meta era de R$ 7,3 bilhões.

De acordo com o gerente executivo de Desempenho, Mário Jorge da Silva, a redução de custos com o Procop, entre janeiro e setembro, já chegou a R$ 7,4 bilhões. “Esse número já supera a meta do ano. As equipes e os equipamentos têm respondido melhor do que o previsto”, afirmou. No comparativo com o mesmo período de 2013, a redução de custos foi 54% maior.

Leia mais »

Média: 5 (8 votos)

Alemanha aprova fim de isenção de taxas para empresas familiares

Jornal GGN - A Alemanha manteve até os dias de hoje uma lei de isenção de impostos que protegia empresas familiares quando elas eram passadas para a geração seguinte. Mas essa regra foi considerada ilegal ontem (17) pelo Tribunal Constitucional da Alemanha, propondo isonomia de tratamento entre empresas e indivíduos. Segundo o vice-presidente do tribunal, Ferdinand Kirchhof, em 2012 as empresas alemãs receberam isenções fiscais sobre herança de quase € 40 bilhões. 

A decisão poderá desequilibrar, inicialmente, as contas de muitas pequenas e médias empresas do país. O Tribunal Constitucional solicitou ao poder legislativo para elaborar a nova legislação referente à decisão tributária até metade de 2016.
Média: 4 (2 votos)

O embargo de Cuba e as dificuldades de uma mídia cucaracha

Não há nada de mais "bolivariano", "cucaracho" no Brasil do que os grupos de mídia. Espelham-se nas técnicas, no aspecto gráfico dos países desenvolvidos, mas reproduzem, em todo seu subdesenvolvimento, seus congêneres sul-americanos, especialmente os venezuelanos.

Nasceram para ser Hearst, não Pullitzer.

Quando um país alcança determinada posição internacional, a diplomacia e a geopolítica tornam-se peças intrínsecas no seu planejamento estratégico. E o chamado jornalismo de opinião participa com discussões aprofundadas da elaboração e refinamento das estratégias.

De certa forma, houve os primeiros ensaios nos anos 70, quando os "barbudinhos" do Itamarati sonharam em criar uma zona de influência brasileira na África e na América Latina. Nos últimos anos, tentativas de investida na África, Oriente Médio e ampliação da influência na América Latina.

A lógica da diplomacia comercial é fria e objetiva. Críticas e apoio  devem levar em conta essa dimensão  e não essa bobagem  de considerar que apoio adeterminados países signifique endosso a todas suas práticas.

Leia mais »

Média: 4.8 (19 votos)

Folha resgata caso dos jornais fantasmas, detectado pelo governo em 2012

Jornal GGN - Com dados sobre os gastos federais com publicidade em mãos, a Folha de S. Paulo resgatou na edição desta quinta-feira (18) um problema solucionado pelo governo em 2012, assim que a Controladoria-Geral da União e a Polícia Federal apontaram que estatais estavam repassando verba para a Laujar Empresa Jornalística LTDA, investigada por suspeita de manter jornais fantasmas. Segundo o jornal, entre 2004 e 2012 R$ 1,3 milhão foram destinados à empresa, que também recebeu verba para veicular publicidade do governo de São Paulo, durante a gestão de José Serra (PSDB).


Estatais destinaram R$ 1,3 milhão para jornais-fantasmas

Da Folha

As principais estatais federais direcionaram, de 2004 a 2012, R$ 1,3 milhão para veiculação de propaganda em jornais do interior de São Paulo que na prática não existem.

Petrobras, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Correios e BNDES fizeram os pagamentos à Laujar Empresa Jornalística LTDA, que desde 2012 é investigada pela Polícia Federal e pela CGU (Controladoria-Geral da União) por suspeita de fraude.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

A origem do pulmão de aço

O pulmão de aço

Por Paulo Gurgel Carlos da Silva

No Portal Luis Nassif

Inventado nos Estados Unidos em 1928, o pulmão de aço estava entre as primeiras máquinas do suporte à vida. Consiste basicamente de uma câmara hermética conectada a uma bomba de ar.

A máquina foi originalmente concebida para ajudar as vítimas da inalação de gases. Mais tarde, os pulmões de aço se tornariam famosos por manter vivos os pacientes de poliomielite. Em casos graves, quando a doença paralisava os músculos respiratórios, o pulmão de aço assegurava a respiração dos pacientes.

O pulmão de aço ajuda o paciente a respirar por meio de pressões negativas. As quais sugam o ar para fora fora da câmara da máquina, fazendo com que os pulmões do paciente expandam, e este possa respirar.

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

Ao anular processo, STF corrige erro e livra PT do "fantasma" do caso Celso Daniel

STF corrige erro histórico no caso Celso Daniel, por Paulo Moreira Leite

Por Paulo Moreira Leite


A primeira turma do Supremo Tribunal Federal prestou um serviço inestimável a Justiça brasileira, ontem, ao anular as acusações contra Sérgio Gomes da Silva, o Sombra, apontado pelo Ministério Público como mandante do sequestro e assassinato do prefeito Celso Daniel, de Santo André. Com a decisão, o país livrou-se de uma fábula política-policial que durou doze anos, quando a morte injusta e violenta de Celso Daniel serviu como um fantasma para criminalizar o Partido dos Trabalhadores — sem apoio num fiapo de prova.

O STF tomou a decisão a partir da convicção de que houve cerceamento de defesa. As acusações se tornaram nulas porque os ministros concluíram que não se garantiu a Sérgio Gomes da Silva nem a seus advogados o direito de defender-se conforme as regras da lei. Citando uma intervenção anterior de Marco Aurélio de Mello, relator do caso, o advogado Roberto Podval lembrou que “a Constituição tem seu preço. O preço é o cumprimento da lei.”

Leia mais »

Média: 4.3 (6 votos)

Dilma homenageia Pepe Mujica na Cúpula do Mercosul

 
Jornal GGN - Ao final da 47ª Cúpula do Mercosul, na Argentina, a presidente Dilma Rousseff homenageou o presidente do Uruguai, José Mujica, que deixará o governo em março de 2015. Emocionada, Dilma falou do privilégio do convívio com "Pepe" e da colaboração que recebeu do líder uruguaio durante o seu mandato. 
 
"Seu legado ultrapassa as fronteiras do Uruguai e da América Latina, e será sempre fonte de inspiração para todos nós”, disse a presidente, que finalizou afirmando que o presidente eleito Tabaré Vázquez “continuará trilhando o mesmo caminho, em prol da unidade e da prosperidade dos povos do Mercosul”.
 
"Antes de encerrar, eu quero dirigir-me muito especialmente ao companheiro Pepe Mujica, para manifestar minha alegria, pelo privilégio de tê-lo conhecido e pelo seu convívio. Minha emoção, e estou me emocionando, viu Pepe, por contar com sua amizade, e meu imenso agradecimento por ter contado com sua colaboração", homenageou Dilma Rousseff.
 
Assista à esse momento, no vídeo a seguir:
 
Média: 4.6 (9 votos)

Justiça retira do ar site de fãs da Rota

                                      
 
Jornal GGN - A Justiça determinou a retirada do ar do blog "Admiradores da Rota + 18", um site que divulgava imagens sangrentas de ocorrências policiais e mortos em confrontos com a polícia. A ação partiu de uma mãe que teve seu filho morto pela PM em um suposto tiroteio e viu as fotos expostas no portal.
 
Da Ponte
 
 
Por Bruno Paes Manso
 
A 7ª Câmara de Direito Privado da Justiça de São Paulo determinou que o Google Brasil retire do ar o blog Admiradores da Rota + 18, página de autores desconhecidos onde são postadas imagens de ocorrências policiais e fotografias de corpos de vítimas em supostos confrontos com PMs, sempre seguidas de xingamentos e acusações contra os mortos. A Justiça também decidiu que o Google identifique os responsáveis pela divulgação de imagens publicadas no site.
 
A medida é o resultado da luta de uma mãe que teve o filho morto pela polícia em um suposto tiroteio e que depois passou a viver a humilhação de ver as imagens do cadáver expostas na internet.
Média: 4.6 (11 votos)

Para Hage, Pasadena não foi mau negócio, mas foi má-fé se basear em estimativas

Jornal GGN - Em entrevista ao jornal O Globo, o ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Jorge Hage, falou sobre a compra da refinaria de Pasadena. Para ele, a aquisição não foi um mau negócio e nem erro de gestão, "foi má-fé mesmo". A auditoria apresentada ontem demonstrou que a Petrobras teve um prejuízo de US$ 659,4 milhões na compra da refinaria. Segundo declarou Hage, a Petrobras "optou por estimativas futuras em vez de levar em conta a situação da empresa à época". Leia a matéria a seguir.

O ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage - Givaldo Barbosa / Agência O Globo

Leia mais »

Média: 3.7 (6 votos)

Veríssimo: Querer igualar os dois lados na ditadura é invocar simetria que não existe

de O Globo

Os dois lados, por Luís Fernando Veríssimo

É desonesto não aceitar a diferença entre a violência clandestina de contestação a um regime ilegítimo e a violência que arrasta toda a nação para os porões da tortura

Na reação ao relatório da Comissão da Verdade sobre as vítimas da ditadura, afirma-se que, para ser justo, ele deveria ter incluído o outro lado, o das vítimas da ação armada contra a ditadura. Invoca-se uma simetria que não existe. Nenhum dos mortos de um lado está em sepultura ignorada como tantos mortos do outro lado. Os meios de repressão de um lado eram tão mais fortes do que os meios de resistência do outro que o resultado só poderia ser uma chacina como a que houve no Araguaia, uma estranha batalha que — ao contrário da batalha de Itararé — houve, mas não deixou vestígio ou registro, nem prisioneiros. A contabilidade tétrica que se quer fazer agora — meus mortos contra os teus mortos — é um insulto a todas as vítimas daquele triste período, de ambos os lados.

Mas a principal diferença entre um lado e outro é que os crimes de um lado, justificados ou não, foram de uma sublevação contra o regime, e os crimes do outro lado foram do regime. Foram crimes do Estado brasileiro. Agentes públicos, pagos por mim e por você, torturaram e mataram dentro de prédios públicos pagos por nós. E, enquanto a aberração que levou a tortura e outros excessos da repressão não for reconhecida, tudo o que aconteceu nos porões da ditadura continua a ter a nossa cumplicidade tácita. Não aceitar a diferença entre a violência clandestina de contestação a um regime ilegítimo e a violência que arrasta toda a nação para os porões da tortura é desonesto.

Leia mais »

Média: 4.6 (13 votos)

Desigualdade e o IPTU, por Marcelo Miterhof

da Folha

Desigualdade e o IPTU, por Marcelo Miterhof

Por serem mais percebidos no bolso, os impostos diretos são mais combatidos; no entanto, são mais justos

Foi derrubada no fim de novembro a liminar que impedia a Prefeitura de São Paulo de colocar em prática o reajuste do IPTU.

Não houve elevação de alíquotas, mas a correção da sua base de incidência. Em geral, isso é automático, como no ICMS: se o produto sobe de preço, a base é reajustada. No IPTU, é preciso a aprovação da Câmara de Vereadores, o que foi feito. Contudo, uma ação judicial da Fiesp protelou por um ano sua efetividade.

Por serem mais percebidos no bolso, os impostos diretos são mais combatidos. No entanto, por serem proporcionais à renda e à riqueza de cada contribuinte, são notoriamente mais justos do que os indiretos.

O tema é particularmente relevante porque está ligado à continuidade dos esforços de combater a desigualdade. Por isso, é proveitosa a leitura do artigo "Nas Fronteiras da Desigualdade Brasileira: Uma Reflexão sobre as Décadas de 1990 e 2000", do economista do Ipea André Calixtre, publicado nesta semana e disponível aqui.

Leia mais »

Média: 4 (4 votos)