newsletter

Luis Nassif Online

O candidato que não se der conta dos novos tempos pode levar a eleição, não a governabilidade; por Luis Nassif
58 comentários
Há que se ter visão estratégica, apontar um caminho que conduza ao desenvolvimento econômico e social; por Luis Nassif
42 comentários
Hoje, na TV Brasil, programa debate plano de contingência brasileiro para lidar com infectados que chegam ao país
5 comentários

Escola A Espiral, no Chile, aposta no desenvolvimento integral dos estudantes

Por Juliana Sada, do Centro de Referências em Educação Integral

Nascida do desejo de se ter uma escola mais interessante, significativa e até divertida para as crianças, a Escola A Espiral foi idealizada por um casal de pais e já educadores em outra instituição de ensino. A instituição chilena busca responder a um contexto educacional em crise, com a “construção de um novo paradigma educativo, onde se prime pelo respeito à individualidade e coletividade do ser humano”.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Graciliano e Carpeaux

 

Obras-primas desconhecidas do conto brasileiro

 

Alguns momentos de palestra com Graciliano Ramos — Crítica literária na livraria — Coelho Neto é uma droga — Um conhecedor de Lobato — Os grandes contos brasileiros que ninguém conhece — Graciliano como pesquisador histórico

Otto Maria Carpeaux
A Manhã, 1949

.

Nos fundos da Livraria José Olympio escura e quente, existe um banquinho, incômodo como banco dos réus… eis o lugar preferido do mestre Graciliano Ramos, teatro de conversas saborosas. Já se formou uma “leyenda negra” em torno dessas conversas cada vez mais “pessimistas”; por exemplo, eu teria dito, ao entrar: “Bom dia!”, e Graciliano teria respondido: “Você acha?”.  São lendas nas quais há, porém, como em todas as lendas, um grão de verdade. Ali fala-se mal do mundo. E mestre Graciliano, não raramente, fala mal da literatura brasileira. Já é conhecida sua resposta a um rapaz que defendeu certo escritor cearense cuja vida teria sido superior à sua obra: “Qualquer vida teria sido superior à sua obra”. Os visitantes da província assustam-se sobretudo da irreverência de Graciliano com respeito a Machado de Assis; mas não é tanto assim.

Leia mais »

Média: 5 (3 votos)

Mídia e PSDB paulistas expuseram vida pessoal de Aécio

Há uma enorme hipocrisia no ar. Quando o PT e a rede trazem para campanha fatos dos hábitos "heterodoxos" de Aécio Neves, tanto como governador quanto como senador, não fazem mais do que repetir o que o próprio tucanato paulista trouxe à tona, através de seus jornalistas aliados, quando o político mineiro ameaçava a campanha de Serra à Presidência.

Mesmo depois da eleição de 2010, a imprensa paulista continuou trazendo fatos delicados da vida do atual candidato, porque esperava ver um paulista candidato de novo. Mesmo que mais recentemente pareçam "se esquecer" do que fizeram, porque hoje apoiam Aècio, e criticar a atitude petista. Mas como esta afirmação é delicada, importante será mostrar as fontes que comprovam o que estamos falando.

Por exemplo. O suposto uso de cocaína pelo ex-governador foi insinuado por um jornalista diretamente ligado ao também ex-governador José Serra. Isso se deu na época em que os dois tucanos disputavam o direito a ser o candidato à presidência, em 2010. Aqui embaixo a insinuação já famosa PÓ PARA GOVERNADOR. O Estadão retirou o artigo de Mauro Chaves do arquivo digital, mas diversos sites recuperaram o texto no símile da página. Você pode encontrá-lo aqui: Leia mais »

Média: 4.9 (27 votos)

A imprensa venceu o debate, por Luciano Martins Costa

do Observatório da Imprensa

A imprensa venceu o debate

Por Luciano Martins Costa 

O debate entre os candidatos à Presidência da República, promovido pelo Sistema Brasileiro de Televisão (SBT), o portal UOL e a rádio Jovem Pan, no começo da noite de quinta-feira (16/10), foi uma vitória retumbante da imprensa hegemônica no Brasil.

Os dois representantes do que resta da política partidária se aproximaram muito do nível a que a mídia rebaixou o confronto republicano: a linguagem dos candidatos finalmente se alinhou com o estilo dos mais prestigiados pitbulls entre os colunistas de jornais e os mais agressivos ativistas das redes sociais digitais.

Foi rompido o protocolo que costumava definir as fronteiras do que deve ou não deve ser dito numa disputa de ideias sobre o destino do país, e os dois contendores afirmaram diante das câmeras o que muitos têm pudor de dizer em reuniões sociais. Questões pessoais foram sobrepostas à agenda governamental e muitas acusações ficaram em suspenso, dependendo da iniciativa e disposição de cada eleitor para consultar os registros da internet sobre o assunto, ou esperar por esclarecimentos da imprensa.

O candidato Aécio Neves afirmou que o irmão da presidente foi funcionário-fantasma na prefeitura de Belo Horizonte; os jornais de sexta-feira (17) o desmentem. A candidata à reeleição questionou o oponente sobre o que achava da Lei Seca, referindo-se diretamente a um episódio sobre Aécio Neves que corre nas redes sociais e que o relacionam a uso de drogas e alcoolismo; ele procurou aliviar o golpe admitindo que havia se recusado a fazer o teste do bafômetro quando foi abordado pela polícia, no Rio de Janeiro, e que se arrependia disso.

Leia mais »
Média: 3 (9 votos)

Decisão reconhece direito de Lamarca a promoção e quebra tabu da ditadura

do Estadão

Tribunal reconhece direito de Lamarca a promoção

Roldão Arruda

Capitão, executado em operação da ditadura em 1971, será promovido post mortem à patente de coronel, com proventos de general de brigada

Com Fausto Macedo

Em decisão histórica, o Tribunal Regional Federal da 3.ª Região reconheceu o direito à promoção do capitão do Exército  Carlos Lamarca, morto durante a ditadura militar. Ele será promovido a coronel, com proventos de general de brigada (duas estrelas).

A sentença põe fim a um tabu das Forças Armadas, segundo o qual o militar seria um desertor, sem direito a promoções. A ação judicial vinha tramitando, com idas e vindas, desde 1993.

Lamarca morreu no dia 17 de setembro de 1971, aos 34 anos de idade. Foi executado no sertão da Bahia, no município Brotas de Macaúbas, após ter sido cercado por agentes da chamada Operação Pajuçara, sob o comando da 6.ª Região Militar.
19Lamarca

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

A simplicidade descolada, coxinhas 2.0 e os novos neoconservadores, por Wilson Ferreira

Diga adeus a nomes de pratos requintados e ornamentais da culinária francesa, se despeça de bikes de alta performance, abandone esportes de elite. Agora prefira osso buco e rabada, bicicletas caloi 10 dos anos 1970 reformadas e peladas regadas a cervejas artesanais. O coxinha evoluiu para a sua versão “sustentável”: a simplicidade descolada. Eles são os novos tradicionalistas, uma simplicidade estudada e “descolada”, isto é, de grande valor agregado no mercado cultural. Sua psicografia é hoje explorada pelo marketing tanto político como de consumo – ele aspira a simplicidade, pureza e renovação, muito mais por atitudes do que por ações. Por isso, é campo fértil para crescer o neoconservadorismo: a aversão à Política como algo complicado e, por isso, suspeito e corrupto. Leia mais »

Média: 3.9 (7 votos)

Crise hídrica: segunda cota do volume morto será liberada, mas em parcelas

Jornal GGN - A ANA (Agência Nacional de Águas) aceitou que a Sabesp libere a retirada da segunda cota do volume morto do Sistema Cantareira em "parcelas" mas, impôs novas regras de captação para que a empresa do governo do estado de São Paulo não esgote completamente o sistema. Com estas regras a intenção da ANA é que o manancial chegue até abril de 2015 com pelo menos 10% da capacidade original. Na sexta, o n´nivel caiu para 3,9% da capacidade e, na prática, o manancial está cerca de 15% negativo. Leia a seguir.

do Estadão

ANA aceita liberar 2º volume morto do Cantareira em parcelas

FABIO LEITE - O ESTADO DE S. PAULO

Agência federal afirma que captação de mais água da reserva profunda é necessária por causa da seca, mas quer novas regras de retirada e estipula meta de recuperação do manancial

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Água: crise que não há chega à Unicamp

Jornal GGN - Por mais que se negue, não tem mais jeito. A crise hídrica toma proporções sérias. A Unicamp teve seu quinhão de seca, com 30 setores atingidos pelo desabastecimento e cerca de 367 mil pessoas prejudicadas.  Outras áreas foram atingidas, mesmo com a negativa da Sanasa, que fornece água no município. Leia a matéria a seguir.

da Folha

Crise da água

Sem água, Unicamp fecha restaurante

Universidade teve 30 setores atingidos pelo desabastecimento; 367 mil pessoas foram prejudicadas em Campinas

Sanasa, que fornece água no município, nega racionamento; PUC e áreas nobres foram atingidas

LUCAS SAMPAIO DE CAMPINAS

A crise no abastecimento de água em Campinas (a 93 km de São Paulo) afetou 367 mil pessoas nesta sexta (17), boa parte em áreas nobres.

Até então, apenas as regiões mais altas e os bairros afastados estavam sendo prejudicados na cidade de 1,1 milhão de pessoas, ficando até seis dias sem água.

Leia mais »

Média: 5 (6 votos)

Tina Turner - Break Every Rule (Live In Europe)

Tia 'Tina' mandando ver já perto dos 50 anos!

Média: 5 (2 votos)

Jornalista com autonomia na imprensa fracassa nesta eleição

Apregoado como o futuro do jornalismo, o jornalista autônomo na imprensa que sugere pauta, apura por conta própria e escreve com independência fracassou nestas eleições.

O jornalista com autonomia dentro das redações quebrou as regras da profissão neste período eleitoral. Uns as romperam para seguir a linha editorial de seu veículo, outros por opção ideológica, prepotência ou autoengano mesmo. Raros foram coerentes com o cargo que ocupam. Leia mais »

Média: 5 (6 votos)

Os trabalhistas em tempos de crise

Enviado por Jota A. Botelho



A ESMAGADORA VITÓRIA DOS TRABALHISTAS NA INGLATERRA EM 1945 


Attlee com a mulher, Violet, logo após a vitória eleitoral dos trabalhistas em 1945

Clement Attlee e a vitória dos trabalhistas, julho de 1945.











Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Tributo ao Bebeto von Buettner

Dia 17/10 fui ao tributo ao querídissimo pianista Bebeto Von Buettner que faleceu em Campinas em agosto de 2014.

Uma grande perda para a música.

Estavam presentes no Tucun - Companhia do Sarau grandes músicos de Campinas e São Paulo como Gogô, José Alexandre, Jayme Pladevall,  Hercules Gomes,  Izabel Padovani, dentre outros.

Noite memorável!

Segue Passa por mim do Solar Trio ,gravado ao vivo no auditório do Centro de Convivência Cultural de Campinas em 09/10/1991. Bebeto, piano; Zé Alexandre, contrabaixo; Jayme Pladevall, Bateria.

Segue ainda Bebeto ao piano com  Lisa.

E o Tucun apresentando o espaço do Sarau e justamente um que iria se apresentar o Bebeto Von Buettner.

Grande músico, grande perda!

 

 

Vídeos

Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Média: 5 (3 votos)

As bases da nova direita, por Antônio Flávio Pierucci

Publicado pela revista Novos Estudos em 1987, As bases da nova direita do professor Antônio Flávio Pierucci é um texto que captou muito bem, a meu ver, um comportamento que talvez pela primeira vez na história eleitoral do país tenha tomado dimensão tão expressiva.

A seguir, um trecho do texto (grifos meus).

Seus medos, seu dedo

  Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Multimídia do dia

As imagens e os vídeos selecionados.

Média: 3 (3 votos)

Fora de Pauta

O espaço para os temas livres e variados.

Média: 3 (2 votos)