Revista GGN

Assine

Apresentação

Evento discutiu as políticas públicas para o setor e os ganhos de competitividade com a alta do dólar, além dos problemas logísticos e tecnológicos

A vocação brasileira para o agronegócio é muito criticada por outros setores, de bens manufaturados e industrializados, que temem que o país esteja condenado a ser um eterno exportador de commodities.

Mas sua importância é enorme e não pode ser ignorada. Em 2014, o Produto Interno Bruto do agronegócio foi de R$ 1,178 trilhão, 21,3% do total. Apenas a pecuária registrou R$ 378,3 bilhões de PIB. E a agricultura outros R$ 800,6 bilhões.

Além disso, o setor é fundamental para reduzir o déficit da balança comercial.

Em 2014, o agronegócio teve um superávit de US$ 80,13 bilhões na balança comercial. Os demais setores tiveram déficit de US$ 84,09 bilhões. O Brasil ainda ficou deficitário em US$ 3,96 bilhões, mas sem o agronegócio o resultado teria sido muito pior.

O assunto foi tema de discussão no 63º Fórum de Debates Brasilianas.org.

Matérias publicadas

Jornal GGN – A Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) quer abrir sua infraestrutura para os sistemas estaduais e para a iniciativa...
Jornal GGN – O câmbio atual é positivo para o agronegócio. Com o dólar em alta, o produtor ganha mais na exportação. O problema é que alguns insumos...
Jornal GGN – Até 2020, o Brasil deve ser o maior exportador de alimentos do mundo. As condições gerais (geografia e clima) favorecem a produção...
Jornal GGN – A infraestrutura e a logística para o escoamento da lavoura são alguns dos principais desafios do agronegócio nacional. Os aumentos de...
Jornal GGN – A vocação brasileira para o agronegócio é muito criticada por outros setores, de bens manufaturados e industrializados, que temem que o...

Fotos

Nenhum resultado encontrado