Revista GGN

Assine

A Carne Fraca e o reino dos imbecis

A Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, traz uma comprovação básica: o nível de emburrecimento nacional é invencível. O senso comum definitivamente se impôs nas discussões públicas. E não se trata apenas da atoarda que vem do Twitter e das redes sociais. O assustador é que órgãos centrais da República – como o Ministério Público, a Polícia Federal, o Judiciário – tornaram-se reféns do primarismo analítico.

Como é possível que concursos disputadíssimos tenham resultado em corporações tão obtusamente desinformadas, a ponto de não ter a menor sensibilidade para o chamado interesse nacional. Não estou julgando individualmente delegados ou procuradores. Conheço alguns de alto nível. Me refiro ao comportamento dessas forças enquanto corporação.

Tome-se o caso da Operação Carne Fraca.

A denúncia chegou há dois anos na ABIN (Agência Brasileira de Inteligência). O delator informou que a Secretaria de Vigilância Sanitária no Paraná tinha sido loteada para o PMDB. Levantaram-se provas de ilícitos em alguns frigoríficos.

Por outro lado, há uma guerra fitossanitária em nível global, em torno das exportações de alimentos. Se os delegados da Carne Seca não fossem tão obtusos, avaliariam as consequências desse bate-bumbo e tratariam de atuar reservadamente, desmantelando a quadrilha, prendendo os culpados.

Mas, não. O bate-bumbo criou uma enorme vulnerabilidade para toda a carne exportada pelo país. Os anos de esforços gerais para livrar o país da aftosa, conquistar novos mercados, abrir espaço para as exportações ficaram comprometidos pelo exibicionismo irresponsável desse pessoal.

Ou seja, havia duas formas de se atingir os mesmos resultados:

1.     Uma investigação rápida, discreta e sigilosa.

2.     O bate-bumbo de criar a maior operação da história, afim de satisfazer os jogos de poder interno da PF.

As duas levariam ao mesmo resultado e a primeira impediria o país de ter prejuízos gigantescos, que pudessem afetar a vida de milhares de fornecedores, o emprego de milhares de trabalhadores, a receita fiscal dos impostos que deixarão de ser pagos pela redução das vendas – e que garantem o salário do Brasil improdutivo, de procuradores e delegados.

Qual das duas estratégias seria mais benéfica para o país? A primeira, evidentemente.

No entanto, o pensamento monofásico que acomete o país, não apenas entre palpiteiros de rede social, mas entre delegados de polícia, procuradores da República, jornalistas imbecilizados é resumido na frase-padrão de Twitter: se você está criticando a Carne Fraca, então você é a favor de vender carne podre.

Podre se tornou a inteligência nacional quando perdeu o controle de duas corporações de Estado – MPF e PF – permitindo que fossem subjugadas pelo senso comum mais comezinho. E criou uma geração pusilânime de donos de veículos de mídia, incapazes de trazer um mínimo de racionalidade a essa barafunda, permitindo o desmonte do país pela incapacidade de afrontar o senso comum de seus leitores.

Veja bem, não se está falando de capacidade analítica de entender os jogos internacionais de poder, a geopolítica, o interesse nacional, as sutilezas dos sistemas de apoio às empresas nacionais. A questão em jogo é muito mais simples: é saber discernir entre uma operação discreta e outra que afeta a imagem do Brasil no comércio mundial.

No entanto, essa imbecilidade, de que a destruição das empresas brasileiras contaminadas pela corrupção, permitirá que viceje uma economia mais saudável, é recorrente nesse reino dos imbecis. E se descobre que a estultice da massa é compartilhada até por altos funcionários públicos, regiamente remunerados, que se vangloriam de cursos e mais cursos aqui e no exterior. O sujeito diz asneiras desse naipe com ar de sábio, reflexivo. E é saudado por um zurrar unânime da mídia.

Discuti muito com uma antiga amiga, quando mostrava os impactos dessas ações nos chamados interesses nacionais e via mão externa, e ela rebatia com conhecimento de causa: não são conspiradores, são primários.

Imbecil é o país que se desarma completamente, Judiciário, mídia, organizações que se jactam de ter Escolas de Magistratura, de Ministério Público, de Polícia Federal e o escambau, permitindo mergulhar na mais completa ignorância institucional.

Média: 4.5 (164 votos)
178 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Zurrar em rede, e "Cota Hilton"

    Que o DIPOA/SIF - PR tinha problemas, a ABIN foi comunicada há anos, não há dois, foi mais, e foi procurado - tentado - "cintar" este orgão, mas injunções politicas e empresariais ( não das "majors" ), embaçaram a cintagem, inclusive aumentaram o escopo de suspeitas para outros Estados ( GO, TO, MT, SP ).

     Sou de mercado, um vendedor de qualquer coisa, tangivel ou intangivel, inclusive "carnes" ( não importa o bicho ), e sei como funciona o processo de exportação, o qual não é nem de perto a simplicidade que o infimo delegadinho e seus sabujos midiaticos explanaram mal e porcamente ( não referente a suinos de corte, que são muito limpinhos ), pois pelos contratos, tanto com a USDA como a UE, Japão....qualquer País, tanto o frango como o boi, em partes ( resfriados ou processados, inteiros ou em "partes especificas" de acordo com o cliente ), são rastreados desde o pasto, passando pelo abate, pelo corte/processamento, embalagem, despacho, conteiner, navio e recepção no destino.

      Funciona assim: Se vc. for a churrascaria ( brazilian barbecue ) Fogo de Chão, em Washington ( Pennsylvania Av. ),ir a dispensa e pegar uma peça de alcatra/contra filé , no corte deles ( sirloin ), será JBS, que pelo numero do lote na embalagem, mais o selo de conformidade do USDA/FDA, vai dar para saber até o numero do boi que foi abatido, até o que ele comeu, se foi de pasto ou de estabulo, onde ele engordou e por quanto tempo, o nome do navio que foi embarcado, o fiscal americano que aprovou a entrada do conteiner no Porto de NY ou Charleston, com cortes de frango ou na Europa/Russia/Oriente Médio = A mesma coisa, o procedimento é igual.

      Porra, desde os anos '80 em algumas unidades da BRF de frangos, existem Imãs (muçulmanos fornecidos por contato com a Mesquita do Brasil em São Paulo ), que verificam se os animais são abatidos de acordo com as leis deles, e como não somos preconceituosos, já vi - ninguem me contou - em um abatedouro/frigorifico em Promissão (SP), todos os meses rabinos de "corte" ( os "mãos de faca do judaismo " ), veem conferir o abate de carnes kosher, visando exportações para paises com comunidades judaicas importantes.

       Exportar alimentos semi-processados e/ou processados é um dos maiores desafios no comércio internacional, não é como exportar farelo de soja para alimentar rebanhos ou esmagar grão para oleo, foi um trabalho desenvolvido por décadas, alcançamos a "cota hilton" ( sou velho ainda uso este termo ) só agora, o de cortes in natura, com teor de gordura especifico ( marmorização ), perda de aguá, sem aditivos/defensivos quimico-biológicos, e agora por culpa de uns frigorificozinhos, um palhaço espanhol vem me dizer, quinta feira passada, que até recebe o conteiner, mas quer um abatimento de 20% e renegociar os futuros.

        Então meus queridos, perceberam qual é o barato, os importadores que dependem de nossas carnes para suprir seus mercados, irão vir com medidas fito-sanitárias, só para começar vão embargar o que esta em transito e depois renegociar os contratos já firmados, poderão alegar o óbvio - se o Brasil desconfia de suas exportações, porque eu não vou desconfiar - e jogar o preço lá para baixo.

         Ai meus filhos, por culpa de um delegadinho e a briga de Poder na PF e MinJustiça ( nunca podemos esquecer que o atual MInJustiça é do Paraná ), muita gente irá de f....der.

         P.S.: Esta mania da esquerdinha culpar os "americanos" cansou, nosso problema são gerados por brasileiros que se acham americanos, nem precisam ser "adquiridos" pelo Tio Sam, eles se vendem de 0800.

 

Seu voto: Nenhum (10 votos)

A POLÍTICA DA PF É DE TERRA

A POLÍTICA DA PF É DE TERRA ARRAZADA. INCRÍVEL O MP, E PARTE DO JUDICIÁRIO, CONCORDAR COM ISSO.

Totalmente fora de controle, não alcançam os membros da PF a importância para o país do significado estratégico dos "interesses nacionais". Preferem o caminho dos holofotes e estrelismo.

O caso da LavaJato (emprego, empresas de base e empreiteiras nacionais destruídas e paralizadas), e, agora, o da carne são exemplares disso.

Ao invés do estardalhaço pirotécnico mediático, a tomada imediata de medidas administrativas duras, completas e rápidas (contra às empresas) poderiam ter sido coordenadas, casadas com o interesse maior nacional, como apreensão dos produtos acompanhadas de pesadas multas. Em relação aos funcionários faltosos, a instauração imediata de procedimentos administrativos de demissão. E tudo no mais absoluto sigilo (interesse nacional estratégico).

Solucionado o problema, levantamento do sigilo, a mais ampla divulgação dos fatos, das medidas tomadas e da normalização da situação.

Medidas criminais devem ser presididas pelo princípio da "ultima ratio".

Em meio a grave crise econômica interna e internacional, só falta o bloqueio internacional as nossas carnes. 

A pergunta que fica: quantas décadas serão necessárias para nos soerguermos?...ou dane-se a nação?...

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Frederico Borges da Costa Barros
Frederico Borges da Costa Barros

República de Curitiba

Enquanto a Repuública Imbecil de Curitiba composta por uma quadrilha de Delegados Federais, Promotores Públicos Federais e alguns juízes Federais prevalecer sobre os interesses Nacionais com certeza o Brasil terminará a década com sua economia esfacelada. É o que dá um Supremo incompetente e covarde, e o pior é que o Ministro Barrozo ainda tem a cara de pau de botar a culpa só na classe média, como se ELE não tivesse nada com os últimos acontecimentos acontecimentos, principalmente com a omissão contra os abusos da Lava Jata. O resultado é esse que vemos, um delegadinho ignorante destruindo 15 bi em exportação.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Edivaldo Dias Oliveira
Edivaldo Dias Oliveira

Os bostinhas

Edivaldo Dias de Oliveira 

Não a toa no meu coimentário abaixo, no xadrez da carne fraca chamei os componentes desses estamentos de "Os bostinhas", pela completa falta de percepção do que realente está em jogo, são de uma cegueira, provocada pela vaidade e egos pessoais, que são capazes de destruir o edificio em que habitam com eles dentro. Se a bancada ruralista se organizar direitinho numa ação tática com a esquerda podem fazer com que essa ação da PF MP e  Judiciário tenha sido o seu ultimo suspiro, um tiro de canhão no próprio peito. A hora é agora.

 

 

A hora e a vez da Bancada do boi reagir

Esta é a hora e a vez da bancada ruralista, tambem conhecida como bancada do boi, reagir ao assalto feito pela PF.

Sabemos que os grandes figotíficos não possuem rebanhos próprios, mas trabalham em parceria com pecuaristas, atuando basicamente como processadores. Ora, ao dar a pecuária o mesmo destino que deu ao pré sal e as empreiteiras, que é a sua destruição, os bostinhas da PF, MP e judiciário podem estar comprando uma briga de cachorro grande com uma bancada reacionária, porem respeitável pelo tamanho e interesses que defendem.

Milhares de peduaristas podem ir  a bancarrota com a pataquada perpetrada per esse trio de babacas que quer acabar com o país.

Diferentemente das empreiteiras e petroleiros, que não possuem uma bancada nominada e organizada para a defesa de seus interesses, os ruralistas tem uma bem azeitada, porém, se não agir rápido para estancar essa sangria, correm o risco de ver seus representados morrerem abraçados com os trabalhadores, empreiteiros e industriais ligados ao fornecimento de materiais para extração de petróleo e construção de navios. Tudo para beneficiar a banca, a mídia e fundos de investimentos, os chamados rentistas, que são os os únicos a ganharem com todo o sucateamento do país.

É agora que lideranças de todos os campos atingidos, aí incluídos os trabalhadores, formarem uma frente, uma aliança tática para barrar as reformas da previdencia e trabalhistas, obstruindo a votação e encaminhamento de qualquer pauta até que se chegue a uma solução final que agrade a todos o setores vilipendiandos pela banca e mídia que manipulam "Os bostinhas" em seu interesse.

Que lideranças como Kátia Abreu, Caiado pelo lado de lá  e a esquerda pelo lado de cá entrem em entedimento para por um fim ao desmonte do Brasil. 

 

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de tolot
tolot

 Caro Nassif, observo dois

 Caro Nassif, observo dois grupos no poder:: um destroi e o outro rapina enquanto pode. Resultado de fragmentação, exclarecida pelo Sr. Araujo. Judiciário morto, transformado em agencia de palestra para palermas e bajuladores. Futuro sombrio e trabalhoso.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

A pergunta que fica salta:

A pergunta que fica salta: quem vai parar essa gente? A primeira resposta que viria à mente seria: uma imprensa livre, descompromissada e ética. 

Só que a nossa "gloriosa" mídia jornalística corporativa é tudo que se possa pensar, menos isso. As manchetes, o noticiário, as análises são superficiais, apelam para o sensacionalismo e passam ao largo do que realmente está em questão. Ignora as causas e as consequências dos fenômenos se contentando com as arengas políticas-ideológicas. 

Institucionalmente, caberia ao Congresso, a caixa de ressonância da população tal mister. Infelizmente, o grau de desprestígio face à degradação ética de seus integrantes torna essa desautoriza essa alternativa. 

O lamentável, é que de há muito essas operações do aparato repressivo, em especial da Polícia Federal, deveriam estar sob o crivo da crítica. Tanto por razões de fundo - injunções políticas,  como pelos aspectos prosaicos, muitas vezes beirando o ridículo. Aí adentramos não numa nova, mas num velha pendenga, qual seja, o limite de discricionariedade(que palavrão) dessa instituição policial sem que seja afetada a sua capacidade operacional. Até  que ponto deve ir essa autonomia tão decantada? Como pode uma instância de quarta escalão agir sem um mínimo de sintonia com o Poder Político que a alberga? 

Agora a moda é delegados de polícia fazendo uso de pretenso discurso político-sociológico para as mídias(na realidade ideológico), numa clara extrapolação das suas funções, como o que ocorreu nesse último carnaval, digo, nessa última operação quando um deles tascou que os "os empresários visavam só lucros e não a saúde pública".

O que se observa é que os avanços conseguidos pela Constituição de 1988, dentre eles uma RELATIVA autonomia de certas instituições, a exemplo do Ministério Público e da Polícia Federal, foram miseravelmente distorcidos e manipulados para servirem a interesses que não os do país. 

(http://www.opovo.com.br/noticias/economia/2017/03/os-empresarios-visavam-o-lucro-e-nao-a-saude-publica-afirma-policia-f.htm

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Delano Willians
Delano Willians

Esperar o que de mafiosos que

Esperar o que de mafiosos que conspiram e atacam os interesses do povo e do Brasil?
Os Marinhos se mudaram para os EUAs e de lá dão as ordens, já que trabalham com o departamento de justiça americano, o alto comando do desmonte nacional.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Um imbecil é um imbecil!

Até que enfim Nassif está dando nome correto para as coisas, pois tempos atrás ele utilizaria outros termos para delicadamente se referir a UM IMBECIL, porém cedeu ao bom português, assim como deveriam ceder aqueles que gostam de usar o termo de Pós-verdade para mentira deslavada ou cafajestice.

Parabéns, andaste o primeiro passo.

Seu voto: Nenhum (15 votos)
imagem de Serjão
Serjão

Ira Santa

Pro seu Nassif chamar alguém de imbecil é que a coisa tá pra lá de feia !

Seu voto: Nenhum
imagem de Simony Magalhães
Simony Magalhães

Pós verdade!

Pois tbm acho um horror quando a imprensa "alternativa" ao PIG diz "pós-verdade", uma invencionice da mídia golpista internacional mentirosa! O certo é dizer mentira deslavada mesmo! Pois do contrário ñ será claro como deve ser a verdade. 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Vixe, Cosmos! Nunca te vi

Vixe, Nassa! Nunca te vi assim criatura! Quem é esse animal da fotinha que quer brilhar mais do que eu nesse blog? 

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Região Serrana Fluminense:Vergonha!Vergonha!Vergonha!

imagem de hugo1
hugo1

Hoje, o curso superior é um

Hoje, o curso superior é um mero passaporte para o mercado de trabalho, como um curso técnico. As discussões extracurriculares ficaram relegadas à internet. Esse pessoal é moldado intelectualmente por indigentes intelectuais como blogueiros e youtubers da extirpe de Olavo de Carvalho.

Seu voto: Nenhum (8 votos)

Caro Hugo Eu dou aula na

Caro Hugo

Eu dou aula na graduação, e é de assustar:> tem cara que chega no 4º ano de engenharia sem saber resolver uma equação de segundo grau (e o pilantra safado do minixtro de educassão quer acabar com a divulgação dos resultados do ENADE)

Fora isso, não têm idéia do que acontece ao redor

Tenho uma tese, que às vezes exponho aqui: essa merda de neoliberalismo (com seu egoísmo feroz, seu individualismo vazio e meritocracia mandrake) destruiu o tecido social, as pessoas não pensam coletivamente, nem refletem sobre seus atos e as atitudes dos outros; e o modo de como podem construir um país melhor

Infelizmente, esta geração que cresceu e amadureceu durante os anos 1990 e 2000 esta perdida

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de paulmoura
paulmoura

Faça o que

eu fazia, reprove, reprove e reprove.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de andre rs t
andre rs t

Em paises que prezam pelo

Em paises que prezam pelo interesse nacional esse processo seria resolvido em uma semana e as empresas continuariam funcionando e sem serem afetadas. A China fuzilaria quem teria que fuzilar e não se falaria mais no assunto. Por aqui a Lava Jato está entrando no 4. ano porque tem que servir a uma narrativa de destruição de Lula e seu partido.  Essa Carne Fraca promete também uns 5 anos de novela.

Seu voto: Nenhum (13 votos)

Nassif,só discordo em dois pontos_da sua generosidade com os de

Curitiba e da sua crueldade com os amáveis asninos.No mais parabéns.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Suspires
Suspires

É Nassif, não é querendo

É Nassif, não é querendo desanimar não, mas graduei ano passado num curso de TI cujo departamento de computação é tido como o melhor do Brasil e pelo nível dos colegas chega a ser desanimador: falta de comprometimento, superficialidade e trabalhos feitos no formato Frankstein (cada um faz uma parte e depois junta, sem coerência) e até oferta em dinheiro pra colocar o nome no grupo. Eis o nível do nosso futuro. Quiçá as exceções, nesse caso, vençam a batalha.

Seu voto: Nenhum (9 votos)

Belo texto!

Só não gostei da ofensa feita aos muares que ilustram o artigo!

São seres uteis e ao contrario do que pensamos inteligentes!

Um foi montaria de Cristo para entrar em jerusalem!

Seu voto: Nenhum (15 votos)
imagem de alcides carpinteiro
alcides carpinteiro

Nassif, para com essa ideia

Nassif, para com essa ideia de que os donos de mídia são tocados pelos leitores idiotas. É o contrário. Os donos da mídia tocam a boiada, guiando-a aonde querem. Como todo bom tocador, sabem que de vez em quando devem deixar a boiada se espalhar um pouco, pois o destino é mais importante do que o caminho. 

Seu voto: Nenhum (12 votos)

100

Concordo 100 %. Se der na globo que comer m. faz bem para a saúde vai faltar m.

A esposa (curso superior) quase setenta anos, de um amigo ao ver a reporcagem da globo jogou incontinente toda a carne e subprodutos que tinha em casa no lixo. Patriota, responsável e emérita batedora de panelas que é, recomendou em todos os grupos que fizessem o mesmo. Se eu ao encontrá-la disser que não o fiz, serei imediatamente excomungado e equiparado aos urubús e comedores de carne podre. Só mais alguns títulos para colecionar juntamente com os de petralha, comunista, bolivariano, e simpático à corrupção ganhos anteriormente.

Só o deboche torna suportável o Brasil coxa. 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

infamia

parece-me que não conseguimos sequer ser originais.

estamos entrando em algo parecido com a década infame argentina.

entrando ou já entrados.

 

Seu voto: Nenhum (6 votos)

É como entregar uma dessas

É como entregar uma dessas máquinas de lava a jato (êpa) nas mãos de uma criança e a mandarmos limpar a casa.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

"O opressor não seria tão forte se não tivesse cúmplices entre os próprios oprimidos". (Simone de Beauvoir).

 

"Se os delegados da Carne

"Se os delegados da Carne Seca não fossem tão obtusos..."

Perfeita a análise. Mas acho que falta um ingrediente na análise dessa operação Carne Seca (gostei do nome dado pelo Nassif):

Não é o MP que está fazendo todo esse estrago. O problema é que as forças-tarefas não são naturais. O que nos garante uma justiça isenta é principalmente o chamado juizo natural. Porisso o sorteio de processos nas distribuições processuais é tão importante. Seria muito difícil um juiz condenar um desafeto por puro capricho, pois o processo teria antes que dar a sorte de cair em sua mão no sorteio, e na instância superior ter um juiz da mesma forma. Essa é nossa maior garantia contra o poder de um juiz inimigo. A mesma coisa para um procurador.

O problema é que, salvo engano, essas forças-tarefas não são naturais. Se seus integrantes fossem escolhidos por sorteio, duvido que haveria uma Lava Jato tão partidária como a que estamos vendo, e também tão estúpida a ponto de arrebentar com o país em nome do combate à corrupção como estamos vendo. Bastaria um sorteio pra evitar isso. Mas, reiterando salvo engano, são os próprios integrantes que indicam seus colegas. Obviamente não vão indicar ninguém que não tenha as mesmas "convicções".

Eu penso, então, que o trabalho dos jornalistas poderia ser agora o de tentar descobrir como os integrantes dessas forças-tarefas são escolhidos.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Imbecis deslumbrados e desbundados...

É por aí, caro Nassif...

Ainda ontem procuradores, delegados e juízes federais eram apenas servidores públicos. Bem, digo "apenas" como se isso de per si fosse pouca responsabilidade, pouco privilégio no Brasil. Mas agora querem é aparecer na TV, ganhar fama como amigos dos EUA, garantir casa em Miami, sonhos dessa classe média...

Falta nacionalismo. Esses caras não representam o Brasil.

Seu voto: Nenhum (11 votos)

O que você é grita tão alto que não consigo ouvir o que você diz que é.

Nem de perto brilhante e

Nem de perto brilhante e didática assim, mas esse foi o teor da conversa do almoço em família. Fico espantada com a falta de sensibilidade "sistêmica"; um mínimo de inteligência teria mantido as ações em discreto andamento. Tenho, no entanto, enorme dificuldade - diante da conjuntura instalada nos três últimos anos - de acreditar no "erro não intencional". Desde sempre enxergo butim, rapinagem, pirataria, entreguismo e agendas escusas. Desde a prisão de PRCosta estamos sob desmonte, desmantelamento e destruição intencional a bem de interesses externos e sob beneplácito interno. Criminoso. Mas o planejamento vem de longa data.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Anna

imagem de Jofra
Jofra

O endeusamento de alguns

O endeusamento de alguns juízes e alguns membros do MP e da PF pela mídia-PIG e consequentemente pelos midiotas desde o golpe no Paraguai(O teste para o golpe no Brasil) está a trazer esta consequência de quebradeira e retrocesso ao Brasil: 1 - Sucateamento da tecnologia nuclear ( usinas e submarino ); 2 - Sucateamento e venda dos ativos da Petrobrás ( se não houver engano, só ela é a State Oil Da Noruega possuem tecnologia para prospecção em águas profundas ); 3 - Tecnologia com a construção civil que concorria com os USA e a China e agora a Indústria de alimento que fazia frente aos americanos.Será que os midiotas não entenderam ainda que a retirada do poder de um governo Nacionalista e a colocação de um entreguista foi para exatamente entregar tudo e irmos todos, midiotas e normais, para a merda?

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de MANREL
MANREL

Burros, e o salário,

Burros, e o salário, óhhhh!!!!

Seu voto: Nenhum (6 votos)

O que nos restará?

Como o post onde eu havia postado estes videos já saiu do prelo, vou repetir aqui o comentário

O que nos restará? Nem no Iraque após a dominação total, foi palco de tanto entreguismo, pois as provincias ficaram com parte do petróleo e gás, por aqui nem isso nos restará, ou será que houve uma guerra por aqui e não to sabendo...se bem que tudo o que ocorre no momento foi planejado por Moro tão logo Lula subiu a rampa do Planalto (http://jornalggn.com.br/noticia/como-a-lava-jato-foi-pensada-como-uma-operacao-de-guerra)

Almirante Othon, herói nacional, perseguido pela Lava Jato, no momento cumpre prisão perpétua [tendo em vista sua idade diante dos 40 anos de prisão a que foi condenado logo após visita de Janot  a autoridades americanas]

Vale a pena ler de novo: Xadrez do conteúdo local e o desmonte nacional

http://jornalggn.com.br/noticia/xadrez-do-conteudo-local-e-o-desmonte-de...

Tenho visto ai pelas redes sociais comentários jocosos, pessoas preparando churrasco de papelão: mal sabem elas que este pais, face ao desmonte que está ocorrendo,  o pais corre o risco de entrar na mesma situação de paises africanos: ricos mas nadica de nada para a população, pois tudo tem que ser destinado às burguesias locais e grupos estrangeiros. Triste.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

 

...spin

 

 

imagem de Marco Antonio A. Meyer
Marco Antonio A. Meyer

Há algo mais de pobre no Reino do Brasil

Brasileiros!

Que imbecilidade deste governo golpista.......Num cesto de maças pobres você retira a maça pobre para não contagiar as demais. Num pedaço de pão mofado você retira a parte bolorenta e a outra esta sã e comestível, numa peça de carne em que se apresenta uma parte roxeada você corta esta parte e aproveita quase a totalidade da peça. Mas, o que aconteceu com este desgoverno:  inicia-se a destruição de um setor economico exportador que vinha gerando divisas para o Brasil,e permitirá que os Estados Unidos, Australia e outros produtores de carne se abocanhem da parte das exportações brasileiras.

É o desmonte gradual do Brasil......O que mais me assusta é que os senhores empresários brasileiros fazem de conta que não é com eles.Isto é um crime o que estão fazendo com nosso querido País. E seguramente aquele juízeco do Paraná,que

aparece em festas nos Estados Unidos com gravatinha borboleta (Coincurso das Gatinhas da Play-Boy ou paletras pagas???) - Moro - é um dos arquitetos que está por trás disso. Ousar lutar......Povo brasileiro antes que voltemos a Idade Média.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Carlos Barbosa
Carlos Barbosa

Correto Nassif!

Correto Nassif!

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.