newsletter

Assinar

A resposta do Instituto Lula à Operação Triple X


 

Jornal GGN - As alegações do juiz Sérgio Moro, para autorizar a deflagração da Operação Triple X, não se basearam em novas informações, como sugere seu despacho. A existência de offshore em nome de terceiros já constava pelo menos desde agosto de 2015 no processo conduzido pelo Ministério Público Estadual de São Paulo. O Instituto acusa a Lava Jato de requentar a notícia para justificar a operação.

Os apartamentos do Guarujá, investigados pelo MPF na Operação Lava Jato, foram lançados pela cooperativa habitacional Bancoop (Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo). Em 2009, o empreendimento foi transferido para a OAS, após a cooperativa ter entrado em crise financeira.

Em 2005, quando o projeto estava na planta, a esposa do ex-presidente Lula, Marisa Letícia Lula da Silva assinou um terno de adesão com a cooperativa, para financiar a unidade de apartamento 141, de três dormitórios (um com banheiro), de 82,5 metros quadrados, pagando uma entrada de R$ 20 mil, e prestações mensais e intermediárias para a empresa.

Quando o empreendimento foi incorporado pela OAS os pagamentos foram suspensos por Marisa que não aderiu ao novo contrato. Ficou com crédito a receber da OAS.

Em 2014, depois que a obra do edifício, agora chamado Solaris, estava pronta, o ex-presidente Lula e Marisa Letícia visitaram um dos apartamentos disponíveis, e que estava em nome da OAS Empreendimentos S.A., em companhia do presidente da empresa. Caso se interessasse, o casal adquiriria o imóvel, pagando a diferença. 

O imóvel era o apartamento tríplex 164-A, com 215 metros de área privativa. Segundo os advogados que acompanham o caso, essa foi a única vez que o ex-presidente esteve no local. E, naquela ocasião, após a visita, decidiu não fechar negócio depois que a imprensa escandalizou o fato tirando a privacidade da família.
 

Instituto Lula

Os documentos do Guarujá: desmontando a farsa

Como os adversários de Lula e sua imprensa tentam criar um escândalo a partir de invencionices. Entenda, passo a passo, mais uma armação contra o ex-presidente.

Abril de 2005

Marisa Letícia Lula da Silva assina o “Termo de Adesão e Compromisso de Participação” com a Bancoop – Habitacional dos Bancários de São Paulo.

A cláusula 1a. do Termo de Adesão diz: “O objetivo da Bancoop é proporcionar a seus associados a aquisição de unidades habitacionais pelo sistema de autofinanciamento, a preço de custo”.

O que isso significa?

Que Marisa Letícia tornou-se associada à Bancoop e adquiriu uma cota-parte para a implantação do empreendimento então denominado Mar Cantábrico, na praia de Astúrias,  em Guarujá, balneário de classe média no litoral de São Paulo.

Como fez para cada associado, a Bancoop reservou previamente uma unidade do futuro edifício. No caso, o apartamento 141, uma unidade padrão, com três dormitórios (um com banheiro) e área privativa de 82,5 metros quadrados.


Maio de 2005 a setembro de 2009

Marisa Letícia paga a entrada de R$ 20 mil, as prestações mensais e intermediárias do carnê da Bancoop, até setembro de 2009. Naquela altura, a Bancoop passava por uma crise financeira e estava transferindo vários de seus projetos a empresas incorporadoras, entre as quais, a OAS.

Quando o empreendimento Mar Cantábrico foi incorporado pela OAS e passou a se chamar Solaris, os pagamentos foram suspensos, porque Marisa Letícia deixou de receber boletos da Bancoop e não aderiu ao contrato com a nova incorporadora.

O que isso significa?

1)  Que a família do ex-presidente investiu R$ 179.650,80 na aquisição de uma cota da Bancoop. Em setembro de 2009, este investimento, corrigido, era equivalente a R$ 209.119,73. Em valores de hoje, R$ 286.479,32. Portanto, a família do ex-presidente pagou dinheiro e não recebeu dinheiro da Bancoop.

2)  Que, mesmo não tendo aderido ao novo contrato com a incorporadora OAS, a família manteve o direito de solicitar a qualquer tempo o resgate da cota de participação na Bancoop e no empreendimento.

3)  Que, não havendo adesão ao novo contrato, no prazo estipulado pela assembleia de condôminos (até outubro de 2009), deixou de valer a reserva da unidade 141 (vendida mais tarde pela empresa a outra pessoa, conforme certidão no registro de imóveis).




 

Março de 2006 a março de 2015

Na condição de cônjuge em comunhão de bens, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou ao Imposto de Renda regularmente a cota-parte do empreendimento adquirida por sua esposa Marisa Letícia, de acordo com os valores de pagamento acumulados a cada ano.

A cota-parte também consta da declaração de bens de Lula como candidato à reeleição, registrada no TSE em 2006, que é um documento público e já foi divulgado pela imprensa.

O que isso significa?

Que o ex-presidente jamais ocultou seu único e verdadeiro patrimônio no Guarujá: a cota-parte da Bancoop.

Site do TSE: http://www.tse.jus.br/sadEleicao2006DivCand/listaBens.jsp?sg_ue=BR&sq_ca...

2014-2015

Um ano depois de concluída a obra do Edifício Solaris, o ex-presidente Lula e Marisa Letícia, visitam, junto com o então presidente da empresa incorporadora OAS, Léo Pinheiro, uma unidade disponível para venda no condomínio.

Era o apartamento tríplex 164-A, com 215 metros de área privativa: dois pavimentos de 82,5 metros quadrados e um de 50 metros quadrados. Por ser unidade não vendida, o 164-A estava (e está) registrado em nome da OAS Empreendimentos S.A, matrícula 104.801 do cartório de imóveis de Guarujá.

Lula e Marisa avaliaram que o imóvel não se adequava às necessidades e características da família, nas condições em que se encontrava.

Foi a única ocasião em que o ex-presidente Lula esteve no local.

Marisa Letícia e seu filho Fábio Luís Lula da Silva voltaram ao apartamento, quando este estava em obras. Em nenhum momento Lula ou seus familiares utilizaram o apartamento para qualquer finalidade.

A partir de dezembro de 2014, o apartamento do Guarujá tornou-se objeto de uma série de notícias na imprensa, a maior parte delas atribuindo informações a vizinhos ou funcionários do prédio, nem sempre identificados, além de boatos e ilações visando a associar Lula às investigações sobre a Bancoop no âmbito do Ministério Público de São Paulo.

Durante esse período, além de esclarecer que Marisa Letícia era dona apenas de uma cota da Bancoop, a Assessoria de Imprensa do Instituto Lula sempre  informou aos jornalistas que a família estava avaliando se iria ou não comprar o imóvel.

As falsas notícias chegam ao auge em 12 de agosto de 2015, quando O Globo, mesmo corretamente informado pela Assessoria do Instituto Lula, insiste em atribuir ao ex-presidente a propriedade do apartamento. Em evidente má-fé sensacionalista, O Globo chamou o prédio de Edifício Lula na primeira página de 13 de agosto.

O jornal mentiu ao fazer uma falsa associação entre investimentos do doleiro Alberto Youssef numa corretora de valores e o contrato da OAS com o agente fiduciário do projeto Solaris, com a deliberada intenção de ligar o nome de Lula às investigações da Lava Jato. O editor-chefe do jornal e os repórteres que assinam a reportagem estão sendo processados por Lula em grau de recurso. (http://www.institutolula.org/lula-entra-com-acao-contra-o-globo-por-cont...)

 

26 de novembro de 2015

Marisa Letícia Lula da Silva assina o “Termo de Declaração, Compromisso e Requerimento de Demissão do Quadro de Sócios da Seccional Mar Cantábrico da Bancoop”.

Como se trata de um formulário padrão, criado na ocasião em que os associados foram chamados a optar entre requerer a cota ou aderir ao contrato com a OAS (setembro e outubro de 2009), ao final do documento consta o ano de 2009.

A decisão de não comprar o imóvel e pedir o resgate da cota já havia sido divulgada pela Assessoria de Imprensa do Instituto Lula, em mensagem à Folha de S. Paulo, no dia 6 de novembro.

O que isso significa?

Que a família do ex-presidente Lula solicitou à Bancoop a devolução do dinheiro aplicado na compra da cota-parte do empreendimento, em 36 parcelas, com um desconto de 10% do valor apurado, nas mesmas condições de todos os associados que não aderiram ao contrato com a OAS em 2009.

A devolução do dinheiro aplicado ainda não começou a ser feita.

Por que a família desistiu de comprar o apartamento?

Porque, mesmo tendo sido realizadas reformas e modificações no imóvel (que naturalmente seriam incorporadas ao valor final da compra), as notícias infundadas, boatos e ilações romperam a privacidade necessária ao uso familiar do apartamento.

A família do ex-presidente Lula lamenta que notícias falsas e ações sem fundamento de determinados agentes públicos tenham causado transtornos aos verdadeiros condôminos do Edifício Solaris.

Janeiro de 2016

A revista Veja publica entrevista do promotor Cássio Conserino, do MP de São Paulo, na qual ele afirma que vai denunciar Lula e Marisa Letícia pelos crimes de ocultação de patrimônio e lavagem de dinheiro, no curso de uma ação movida contra a Bancoop.

Trata-se de um procedimento que se arrasta há quase dez anos, do qual Lula e sua família jamais foram parte, e que é sistematicamente ressuscitado na imprensa em momentos de disputa política envolvendo o PT.

Além de infundada, a acusação leviana do promotor desrespeitou todos os procedimentos do Ministério Público, pois Lula e Marisa sequer tinham sido ouvidos no processo. A intimação para depoimento só foi expedida e entregue na semana seguinte à entrevista.

No dia 27 de janeiro, a Polícia Federal deflagrou a Operação Triplo X, que busca estabelecer uma conexão entre o Edifício Solaris e as investigações da Lava Jato, reproduzindo dados da ação dos promotores de São Paulo.

Diferentemente do que fazem crer os pedidos de prisão e de busca apresentados ao juiz Sergio Moro pela força-tarefa da Lava Jato, as novidades do caso, alardeadas pela imprensa, já estavam disponíveis há meses para qualquer pessoa interessada em investigar esquemas de lavagem de dinheiro – seja policial, procurador ou jornalista "investigativo".

A existência de apartamentos tríplex registrados em nome da offshore Murray e a ligação desta com a empresa panamenha Mossack Fonseca constam, pelo menos desde agosto passado, da ação que corre em São Paulo. Foram anexadas por um escritório de advocacia que atua em favor de ex-cotistas da Bancoop.

O mesmo escritório de advocacia anexou a identificação e os endereços dos supostos representantes da Murray e da Mossack Fonseca no Brasil.

Mesmo que tenham vindo a público agora, em meio a um noticiário sensacionalista, estes fatos nada têm a ver com o ex-presidente Lula, sua família ou suas atividades, antes, durante ou depois de ter governado o País. Lula sequer é citado nos pedidos da Força-Tarefa e na decisão do juiz Moro.

O que isso significa?

1)  Que fracassaram todas as tentativas de envolver o nome do ex-presidente no processo da Lava Jato, apesar das expectativas criadas pela imprensa, pela oposição e por alguns agentes públicos partidarizados, ao longo dos últimos dois anos.

2)  Que fracassaram ou caminham para o fracasso outras tentativas de envolver o ex-presidente com denúncias levianas alimentadas pela imprensa, notoriamente a suposta “venda de Medidas Provisórias”, plantada pelo Estado de S. Paulo no âmbito da Operação Zelotes.

3)  Que aos adversários de Lula – duas vezes eleito presidente do Brasil, maior líder político do País, responsável pela maior ascensão social de toda a história – restou o patético recurso de procurar um crime num apartamento de 215 metros quadrados, que nunca pertenceu a Lula nem a sua família.

A mesquinhez dessa “denúncia”, que restará sepultada nos autos e perante a História, é o final inglório da maior campanha de perseguição que já se fez a um líder político neste País.

Sem ideias, sem propostas, sem rumo, a oposição acabou no Guarujá. Na mesma praia se expõem ao ridículo uma imprensa facciosa e seus agentes públicos partidarizados.

Média: 4.6 (24 votos)
27 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Muita presa

Foram apresados encima do Lula e, paradoxalmente, vão outorgar a Lula a maior certidão de honestidade, ainda com dois anos pela frente (2018). Vamos ver agora Aecim, com quantos helicópteros se faz um aeroporto para o tio.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Acusado tendo que provar sua inocência...

Lula, você não precisa provar sua inocência, afinal, data venia Rosa Weber, a literatura jurídica o permite - e sempre permitiu desde a época da revolução francesa.

Torquemada deve estar morrendo de inveja dos nossos promotores.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Cadê o Bonna pra responder a

Cadê o Bonna pra responder a esses argumentos/documentos?

Tá Malla...

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Ele deve estar muito ocupado

Atuando como porta-voz do MPL, justificando o fato do MPL só querer passe livre nos ônibus e só mirar no Haddad...

Seu voto: Nenhum (2 votos)

No Brasil a única proposta política da oposição é o golpe.

Quando a Justiça só pune de um lado, os bandidos já sabem qual lado escolher.

imagem de Eudes Gouveia da Silva
Eudes Gouveia da Silva

A hora certa

Mais uma vez Lula mostra porque é o maior líder político do país. É muito sangue frio suportar todo este massacre por tanto tempo e mostrar os documentos na hora certa. Os jornalões estão sem ter o que dizer. Ficaram sem chão, sem apartamento e sem canoa. As manchetes são de que Lula admitiu a visita ao apartamento. E daí? Vão ter que arrumar outra. Isso é o que se chama de barriga continuada. Estou de alma lavada.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Antonio da Luz Filho
Antonio da Luz Filho

União Nacional dos Trabalhadores

Nós trabalhadores brasileiros tivemos uma grande oportunidade de melhorar as condições de vida durante o período do governo democrático exercido pelo partido dos trabalhadores e de fato mudamos, claro que muitos corruptos e corruptores se aproveitaram para tirar proveito dos grandes contratos realizados pelo estado para imprimir um novo ritmo ao crescimento do país na área de infra-estrutura, energia e petróleo, onde a "iniciativa privada não tem cacife nem quer assumir os riscos para investir".

Agora, nós trabalhadores assistimos a essa tentativa de inibir a possibilidade de termos um país mais justo e igual no tocante a distribuição de suas riquezas e oportunidades.

O que fazer?

Uma união nacional dos trabalhadores convergindo esforços para criarmos nosso próprio meio de comunicação, um canal de televisão onde iremos contrapor todas os ataques golpistas e conscientizarmos a população de tudo que está por trás dessa onda "anti-corrupção".

Além disso devemos sair da inércia e partirmos para o ataque contra a imprensa golpista e os partidos conservadores, mostrando a sua verdadeira face.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de altamiro souza
altamiro souza

p golpe  cruel contra lula

p golpe  cruel contra lula morreu na praia do guarujá.

o final da explicação do insdituto lula ainda tira um sarro,

só rindo dessa tragédia histórica da grande mída e de uma burocracia viciada e partidarizada...

Seu voto: Nenhum (12 votos)

Carta Capital


http://www.cartacapital.com.br/blogs/parlatorio/lava-jato-mira-vaccari-bancoop-e-oas




 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Antonio A. B. Neto
Antonio A. B. Neto

O Lula pode demonstrar por

O Lula pode demonstrar por meio de documentos os mais corretos e probantes possíveis, pode apresentar elementos cabais e inequívocos para evidenciar que não é e nunca foi dono de apartamento no Guarujá, pode fazer qualquer coisa nesta linha, mas nada será suficiente.

A Globo imunda, asquerosa, produtora das novelas mais imorais, alienantes, estúpidas, obtusas, banais na sua extravagância deseducadora, dos programas mais idiotas e nauseabundos da TV brasileira, cheios de estereótipos, sexismo, mentiras, promoção do ódio e da violência, dos jornais mais grotescos na sua linha editorial alinhada com a deturpação política, com o poder econômico, com a destruição das instituições democráticas, com as ditaduras, contra os trabalhadores desde sempre.

A Globo dona do BIG BROTHER das comunicações no Brasil, com jornais, TVs, rádios, editoras, retransmissoras em todos os estados do país, verdadeira e autentica “grande irmão” do Brasil continuará usando seu poder midiático para dizer que o Lula é o homem a ser combatido, a ser desmoralizado, a ser interditado, continuará divulgando que o ex-presidente é o dono do apartamento triplex no Guarujá, não importa qual documento ele apresente comprovando o contrário.

Não adianta, seus jornalistas, alguns que se diziam de esquerda em tempos de antanho, oferecem seus préstimos para a miríade de veículos de comunicação que fazem parte do conglomerado ( autêntico ministério da verdade do “grande irmão”) para continuar inventando as mais elucubradas histórias para atacar o Lula, o PT e o atual governo e para dar suporte noticioso ao aparato estatal do judiciário e da PF que só investiga a corrupção de um lado, jamais os intocáveis da oposição.

O mesmo pode ser dito sobre a Editora Abril a a revista Veja.

 

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

O MPF está obrigando Lula a

O MPF está obrigando Lula a provar sua inocência.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Exato...

O julgamento do Mensalão inaugurou a parceria de Judiciário/Ministério Público Federal na adoção da tese "culpado mesmo com prova em contrário", doutrina jurídica seguida ferrenhamente por Moro na Vaza-Jato...

Seu voto: Nenhum (1 voto)

No Brasil a única proposta política da oposição é o golpe.

Quando a Justiça só pune de um lado, os bandidos já sabem qual lado escolher.

Como se locupleta da

Como se locupleta da JUSTIÇA...

ESSA MÍDIA GOLPISTA...

E ai, Poder JUDICIÁRIO?

É isso o que estamos vendo?

Um poder submisso e corrupto?

Onde estão os Juízes sérios, membros do Ministério Público sérios, Policiais Federais sérios - ISSO Não é com vocês?

Vão defender a banda pobre, o indefensável?

Os corruptos falam por vocês?

Seu voto: Nenhum (15 votos)

"As notícias do PIG são cheias de: vírus, malwares, worms e spywares - você tem que ter muito cuidado para NÃO SER CONTAMINADO!"

"Os dois mais importantes dias em sua vida são o dia em que você nasceu e o dia em que você descobrir o porquê... - M

puxa vida, não sei se é promotor ou contorcionista?

mas tem que ter uma coluna muito flexivel para acreditar nessa justiça!

Seu voto: Nenhum (11 votos)

Brasil, há muito pra temer!

A vida é curta demais para se beber cerveja barata!!

A folha é contra a corrupção no pt, no psdb não!!!

 Frede69

Do ponto de vista do Grupo do

Para deleite do Grupo do Paraná...

Seu voto: Nenhum (20 votos)

 

...spin

 

 

é por isso que eu sempre digo...

não é permitido a imprensa estranhar uma operação sobre a qual nada sabe

mas noticiar sem antes se informar, é permitido

se isto é trabalho da imprensa, o ministério da justiça é sua redação

Seu voto: Nenhum (11 votos)

desenhando...

Globo, disparada na frente, segue fazendo poeira

e o ministro da justiça, como sempre, comendo poeira

Seu voto: Nenhum (7 votos)

a Globo se abriu toda, senhor ministro...

incitação seguida da prática de um crime, ou arrastando muita gente com ela

do que o senhor precisa mais?

e o senhor, senhor juiz, era do que o senhor precisava?

Seu voto: Nenhum (9 votos)
imagem de João de Paiva
João de Paiva

Essa foi para humilhar os

Essa foi para humilhar os procuradores do mictório público de sp e federal, a meganhagem da PF, repóteres e colonistas pigais e o juizeco da guantánamo paranaense.

Seu voto: Nenhum (27 votos)

Onde está?

A corregedoria Nacional de Justiça?

Onde esta a corregedoria do MInisterio Publico Federal?

Onde está o Diretor da Policia Federal?

Onde está o Conselho Nacional de Justiça?

Onde está o Procurador Geral da Republica?

 

Onde está o Ministro da Justiça?

Alguém disse um dia que a autonomia fortalecia as instituições. Mas eu pergunto quem controla  o poder das instituiçoes, se seus homens não respeitarem a missão que tem? * Tudo que vejo é um poder incontido que desrespeita os direitos de um cidadão. 

Finalmente: Os jornais  contratam por um período garantido, para que tenha independencia  inclusive da Editoria um Ombudsman , uma especie de reserva moral . Eu pergunto onde estão os  Ombudsman dos jornais?  ( Talvez procurando o perdido código de ética!!!!)

                  

 

Seu voto: Nenhum (5 votos)

O controle desses órgãos tem

O controle desses órgãos  tem que ser externo. Essas corregedorias são um antro de corporativismo e não funcionam. Aliás, foram feitos para não funcionar.

Seu voto: Nenhum (19 votos)

"Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma".  Joseph Pulitzer

Desacreditados

É nojento essa parte do judiciário brasileiro. Está enlameando o trabalho de gente séria com atitudes como essa. Quando a nossa esperança real era que com a liberdade e a indepedência que têm atualmente, o seu trabalho de servidor público fosse apolítico e portanto, excelente. Uma pena,  uma grande decepção!

Seu voto: Nenhum (13 votos)
imagem de Regis D. V.
Regis D. V.

Vamos na jugular da "elite"

Em vez de fazer passeatas nas ruas, o povo deveria ir para cima das famílias donas da Globo, Folha, Estadão, Veja, Itaú, Bradesco, etc, já que quando o povo revoltado com tanta hipocrisia chega a 10km de distância dessa gente, eles sobem nos helicópteros e fogem para o exterior para nunca mais voltar.

E aí estaria resolvido o maior problema do Brasil, que é ter a pior imprensa e bancos do mundo.

Seu voto: Nenhum (14 votos)
imagem de Marco Vitis
Marco Vitis

Eles não têm Medo

REGIS

Os donos da mídia e o Grupo Fascista do Paraná não têm MEDO de uma suposta revolta popular.

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Regis D. V.
Regis D. V.

Vamos na jugular da "elite"

Em vez de fazer passeatas nas ruas, o povo deveria ir para cima das famílias donas da Globo, Folha, Estadão, Veja, Itaú, Bradesco, etc, já que quando o povo revoltado com tanta hipocrisia chega a 10km de distância dessa gente, eles sobem nos helicópteros e fogem para o exterior para nunca mais voltar.

E aí estaria resolvido o maior problema do Brasil, que é ter a pior imprensa e bancos do mundo.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Altran Gomes da Silvaaa
Altran Gomes da Silvaaa

Nassif, O absurdo é tudo isso

Nassif,

O absurdo é tudo isso ficar por isso mesmo. Como pode um conluio entre delegados da PF, procuradores, juiz e mídia para incriminar injustamente alguém por motivação política passar impune? Não vai haver consequências? 

E o ministro da justiça vai continuar imóvel vendo a PF ser usada políticamente contra o próprio partido?

virou escárnio, virou sandice

Seu voto: Nenhum (16 votos)

Todo esse contorcionismo jurídico visa única e exclusivamente...

Todo esse contorcionismo jurídico visa única e exclusivamente condenar um homem inocente. Se o Lula for condenado significa que todo o sistema jurídico brasileiro está falido. Ninguém mais estará seguro. Ou seja, quem contrariar os interesses inconfessáveis da Casa Grande será sumariamente condenados.

Seu voto: Nenhum (17 votos)
imagem de Luciano Lira
Luciano Lira

Que haja processo contra esse

Que haja processo contra esse promotor e jornais por tais fatos invencionistas...

Seu voto: Nenhum (18 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.