Revista GGN

Assine

Barbosa diz que corporativismo protege Noblat

Sugerido por Citrico

Do blog de Fernando Conceição

O presidente de um dos três poderes da República, Joaquim Barbosa, trajava-se como uma pessoa qualquer. De sandália emborrachada, camisa pólo usada de manga curta e calça comum, chapeuzinho maleável de palhinha sintética na cabeça, por volta das 10 horas da manhã de domingo, 13 de abril/14. Tipo tô nem aí…

Seu assessor de imprensa, Wellington Silva, cuidou de conseguir, na última hora, uma sala do hotel Golden Tulip, no Alto do Monte Conselho, praia do Rio Vermelho, Salvador. Para uma conversa reservada com um grupo de 13 intelectuais e ativistas sociais, mulheres e homens do movimento negro não comprometidos com partidos políticos, embora todos politicamente engajados. Não havia representantes da imprensa. Este post, assim, é de responsabilidade total do autor, sem autorização de quem quer que seja.

TUDO FOI ARTICULADO pelo pessoal da “Campanha Reaja ou Será Morta/Reaja ou Será Morto“e do Quilombo X. Hamilton Borges Walê abriu a conversa. Demarcou que o grupo ali estava para declarar sua solidariedade incondicional ao trabalho que Joaquim Barbosa tem realizado no Supremo Tribunal Federal.

Os ataques, “de cunho nitidamente racistas” a ele dirigidos, “seja por parte de setores da direita, seja por parte de setores da esquerda”, atingiriam não somente ao ministro – “mas a todos nós, negros, vítimas diárias do epistemicídio brasileiro” – pontuou Hamilton Borges. Outros presentes reforçaram a tese.

Joaquim Barbosa se disse agradecido pela manifestação de solidariedade. Mas repetiu, como tem feito em outras ocasiões, que já não se importa com aqueles ataques. “Eu já tenho casca grossa e nem tomo conhecimento dessas coisas. Não se pode querer unanimidade em tudo”.

Ao lado de ativistas, Hamilton Borges coordena o encontro abolindo formalismo até ao se dirigir como "você" ao presidente do STF, em vez de Vossa Excelência

Ao lado de ativistas, Hamilton Borges coordena o encontro abolindo formalismos até ao se dirigir como “você” ao presidente do STF, em vez de Vossa Excelência… (foto Mel Adún)

BARBOSA RESSALVOU, porém, que em alguns casos toma providências. Como exemplo, a representação judicial que move contra o jornalista Ricardo Noblat, de O Globo. Noblat assinou artigo nesse jornal ano passado, no qual faz ataques pessoais – referindo-se à origem racial do ministro – de gosto tão duvidoso que, no mesmo veículo, a colunista Myriam Leitão rebateu-o.

O ministro disse cogitar ação legal similar em relação ao chamado “Blog da Dilma” – site oficioso de apoio às ações do governo federal. “Mas há um silêncio da imprensa quanto aquela representação contra Noblat”, anuiu, indicando uma espécie de “espírito de corpo” nos meios de comunicação para proteger um dos seus.

O presidente do STF lembrou, ainda, que em recente palestra que fez em Paris, com platéia cheia e entusiasmada, de repente um sujeito, dentre os poucos brasileiros, perguntou-lhe se não se sentia incomodado de receber elogios “da direita”.

“Eu virei para ele e respondi: se você recebe elogios não pode indagar se a pessoa é de direita ou de esquerda”. O sujeito, de acordo com o relato do ministro, ficou furioso. “Deu a impressão que se ele não estivesse naquele ambiente, no estrangeiro, se fosse aqui partiria para a agressão física de tão nervoso que estava”.

O encontro terminou cerca de 40 minutos depois de iniciado, após Barbosa ser presenteado com dois livros – uma coletânea de poemas de autores negros brasileiros e um romance. Algumas sugestões de desdobramento dos assuntos abordados ficaram de ser encaminhadas com a assessoria do STF que era representada, além de Wellington Silva, pelo ministro do Itamaraty Silvio José Albuquerque e Silva, chefe de gabinete da presidência do Supremo.

Guellwaar Adún e este escrevinhador no ato em solidariedade a Barbosa na manhã de 13/04/14 (foto Mel Adún)

Guellwaar Adún e este escrevinhador no ato em solidariedade a Barbosa na manhã de 13/04/14 (foto Mel Adún)

Na saída, quando da devolução do ticket de estacionamento do hotel, enquanto aguardávamos um manobrista buscar o automóvel, um grupo deles aproveitou para matar a curiosidade. “Vocês são mesmo de onde?” – perguntou aquele que parecia gerenciar o serviço. “Daqui mesmo: viemos nos encontrar com o ministro”.

“E como é o homem que tem presidido o Brasil?” – perguntavam, curiosos, comentando sobre seu papel nesse momento da história do país.

 

Média: 2.2 (13 votos)
65 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Corporativismo: Ter

Corporativismo: Ter deteminada posição somente em função de pertencer a um grupo.

Exemplo: Sou jornalista do pig, portanto darei sempre razão a outro jornalista do pig. Quem discorda é contra a "liberdade de imprensa"

Exemplo 2: Sou negro, portanto darei sempre razão a outro negro, um ministro do supremo, por exemplo. Quem discorda é racista

Conclusão. Corporativismo A x Corporativismo B

Seu voto: Nenhum

Juliano Santos

Convescote de JB na Bahia

Muito representativo esse grupo que recepcionou Joaquim Barbosa em sua estada em Salvador. A pagina deles no Facebook, criada em 2005, (nove anos) tem 3406 curtidas: numa cidade em que só o Bairro da Liberdade, tem a maior população negra fora da África. Não seria com os votos da Bahia que o JB emplacaria uma candidatura.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Joaquim Barbosa se tornou um

Joaquim Barbosa se tornou um paradoxo ambulante: nomeado ministro do STF pela seu currículo e, secundariamente, para servir como emblema para os novos tempos que assomavam o país com o PT no Poder, no qual a integração e valorização dos que historicamente foram alijados só por conta da cor da pele se tornou política de Estado, encarnou seu mister, convenhamos, com "todo o gás", inclusive com votos claramente "progressistas" e enfrentando "dinossauros" como Gilmar Mendes. Sejamos francos: chegou a ser xodó da esquerda e dos petistas. Eu o admirava muito.

Mas eis que chegou o julgamento da AP 470 e o "homem" simplesmente se transforma. Aí o paradoxo se consuma: passa a ser o queridinho da Direita e dos conservadores. Emerge o Joaquim Barbosa de duas faces. 

Daria um filme. 

 

Seu voto: Nenhum

RE:

Ele, JB, pode contar muitas histórias e quem quer ouvir e até acreditar, que ouça e acredite. Procurar o alibi do racismo para encobrir o próprio comportamento e despreparo é apenas mais um ingrediente para avaliar seu caráter. 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Toni

Digo eu: O corporativismo da

Digo eu: O corporativismo da Corte protege as ilegalidades por ele cometidas.

Seu voto: Nenhum (4 votos)

zanuja

imagem de tiao
tiao

A Casa Grande dá,mas depois

A Casa Grande dá,mas depois cobra...

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de iron
iron

O senhor não sente-se

O senhor não sente-se envvergonhado por este comentario claramente racista ?  Mais e mais esta turma de esquerda se aproxima do nazismo.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Carlos G P Lenz
Carlos G P Lenz

indigente intelectual...

... distorce tudo para justificar seu ponto de vista, mesmo que isso represente passar por ridiculo, reacionário e preconceituoso.

1o. Quem informou que quem escreveu o comentário é "racista" ? você conhece ele ? ele por acaso é de outra cor que não a das pessoas da reunião em questão ?

2o. Quem informou que ele é "de esquerda" ? 

3o. De onde você tirou que o comentário pode ser de alguém que defende o nazismo ?

 

Pois é, acho melhor voce ir estudar e exercitar mais a sua capacidade de raciocinio, para não ficar com a fama de um ignorante.

 

sds

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de iron
iron

Elementar  prezado senhor. Do

Elementar  prezado senhor. Do modo como vossa senhoria escreveu só há uma conclusão lógica : O Tião e o Carlos GP Lenz são a mesma pessoa. Parece que o senhor é limitado intelectualmente, pois qualquer um saberia que ao citar casa grande; o senhor Tião Carlos GP Lenz procura associar o passado dos ascendentes do eminente senhor Ministro JB. Talvez a dizer - olha, voce veio da senzala hein, passou dos limites.(respondido o seu 1º questionamento).

Somente os de esquerda de 3ª classe, acham que a AP 470 foi irregular. (respondido o seu 2º questionamento).

Assim como os nazistas, o senhor sendo racista a eles se equipara. Aliás os extremos são rigorasamente iguais nos fins que justificam os meios. Ao absoluto desprezo às instituições. (respondido o seu 3º questionamento)

 

Seu voto: Nenhum
imagem de CARLOS FM
CARLOS FM

Graças aos orixás!!

Como intelectual, ativista em prol dos direitos civis e negro, agradeço a todos os orixás por não ter sido convidado para esse convescote nonsense.

Ser contrário às baboseiras do Noblat não dá a ninguém o direito de ser a favor das baboseiras e, principalmente, às violências pseudojurídicas de Barbosa, juiz que condena contra as provas, que esconde autos do processo da defesa e que, na prática, obriga um condenado a cumprir pena em regime diferente daquele a que foi condenado. Os fatos de JB ser negro e de existir racismo no Brasil não o isentam de suas responsabilidades. Só faltava eu prejudicar intencionalmente algum aluno meu de cor de pele diferente da minha e meus alunos afrodescendentes, esquecendo-se de que todos têm os mesmos direitos e deveres, me homenagearem com um ato de desagravo ridículo como esse aí.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Ele não reclamou do

Ele não reclamou do corporativismo quando a mídia o incensou. Quando ele se insurjirá contra o corporativismo do STF, CNJ e MP?

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Danilo Morais
Danilo Morais

Joaquim Barbosa é um dos

Joaquim Barbosa é um dos símbolos do "direito penal máximo". Quem não sabe que isso é uma posição direitista e que penaliza, na ponta, principalmente a população mais pobre e negra, realmente está fora do mundo.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de PauloBR
PauloBR

O problema do Barbosa

O problema do Barbosa não é o invólucro, é o conteúdo. Não adianta posar à la  Mussum para a fotografia. Não convence. É falso, só isso.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Saudades de Milton Santos,

Aproveito a recaida do ASSIS RIBEIRO que, finalmente, reconhece a sabedoria do saudoso amigo, prof. MILTON SANTOS, ao trazer a reflexão que tem tudo a ver ´contra´ as cotas raciais, que em vez de unir os mais pobres, produz a disputa racial, alienando-os.

“A força da alienação vem dessa fragilidade dos indivíduos, quando apenas conseguem identificar o que os separa e não o que os une.”

Em relação ao autor do post, meu amigo Fernando Conceição é jornalista e professor de mídia na UFBA, e com ele participei a partir do Movimento por Reparações aos Afrodescendentes na USP, nos anos 1990, onde realizamos os primeiros atos relativos a ´Reparações Históricas´ devidas em razão da escravidão. Ainda não se falava em ´cotas raciais´ que era um discurso reacionário...

O MPRAf - é um movimento internacional, por africanos e afrodescendentes na diáspora que coloca para o ocidente a fatura dos danos continuados decorrentes dos três séculos de sequestros, violência e apropriação indébita e demais crimes correlatos ao que a ONU reconhece como crime de lesa-humanidade.

Um dos atos que repercutiram na mídia e atuei como advogado: um grupo de ativistas, foram almoçar no Hotel Mofarreg na região dos Jardins, um fausto almoço, e ao final disseram ao maitre que se tratava de um ´pendura´. A imprensa tinha sido previamente avisada... Chamaram a polícia, diante da recusa ao pagamento da conta, todos foram conduzidos, etc etc e no mesmo dia outros atos de ´pendura´ estavam sendo realizados em São Paulo pelos estudantes de direito.

Apontamos ao Ministério Público a incoerência de somente o nosso ´pendura´ ter sido objeto da repressão policial... e o inquérito foi arquivado!

Enfim, retomando a questão do Ministro Joaquim, beneficiário da cota racial, vamos ao que interessa.

Copio o que já escrevi em 2012: ISSO É CULPA DAS ´COTAS RACIAIS´ !!

Prezados,

As ofensas do NOBLAT ao Ministro Joaquim é reflexo da proposta política contida na segregação de direitos raciais: a produção e exposição do racismo explícito.

A raiz da culpa disso tudo: tanto as impróprias alusões pessoais feitas por Noblat com a alusão racial típica da injúria racial quanto na postura do Ministro Joaquim e sua esperada reação com a representação criminal, a raiz disso está nessa maldita mesquinharia da outorga de direitos raciais segregados, as famigeradas cotas raciais, das quais o Ministro Joaquim é o exemplar mais notório de nossa história, que, porém, por ser uma mesquinharia é prenuncio de grandes tragédias e muita tinta – e muitas vidas – será gasta para a reparação do mal que as políticas em bases raciais está fazendo aos brasileiros em geral e aos afro-brasileiros em especial, com a tradicional prática da direita mais carcomida, pois contrárias aos ideais iluministas da igualdade, contraditoriamente adotadas por governantes de origem na esquerda. 

Foi de mesquinharia a mesquinharia, de pequena em pequena coisa, que finalmente as grandes tragédias se formaram.” ensina Michel Focault em “A verdade e as formas jurídicas”.

Por isso é sempre inestimável ouvir a ponderação sábia do saudoso professor MILTON SANTOS que faleceu em 2001, ainda no início desse processo de racialização de políticas públicas e ele nos advertia: “Eu tenho um grande medo de que aqui se reproduza essa... essa história americana do crescimento separado (por raças)... Me dá a impressão que muitas coisas mostram que estamos indo nessa direção... E isso me assusta muito!!!”, antevia o nosso maior intelectual do século passado. A entrevista em vídeo, sua última entrevista aqui: http://www.youtube.com/watch?v=xp9_fPuYHXc

Reproduzo abaixo, comentário que fiz a um post do André Araújo, de 29/9/2012, em que naquela ocasião abordávamos a postura do STF e do Ministro Joaquim, em especial por ter sido beneficiário de uma ´cota racial´.

Então teci o comentário seguinte que ora reproduzo:

JOAQUIM BARBOSA - uma escolha política viciada pelo racismo de ´cotas raciais´

http://advivo.com.br/comentario/re-o-erro-de-entender-o-stf-como-tecnico-e-politicamente-neutro-31 publicado em 29/9/2012

“Concordando inteiramente com a tese de AA - http://jornalggn.com.br/blog/ luisnassif/o-erro-de-entender-o-stf-como-tecnico-e-politicamente-neutro?page =1#comment-1069678 - devo acrescentar, porém, que na indicação política do Ministro JOAQUIM o dever de lealdade ao sistema que o indicou não devia ser presumido conforme alega o ANDRÉ, pois, viciada na origem pela indicação exemplar em bases raciais, prevalece no caso, a máxima de ORTEGA Y GASSET: "o homem é ele e suas circunstâncias". No caso, a presunção de inferioridade presumida do Ministro implicou numa redução de sua autoestima e é uma violação de sua própria autoestima.

Costumo argumentar, de forma empírica, e nunca fui contestado pelos especialistas, que as cotas raciais nos EUA somente produziram reacionários de direita. CONDOLESSA RICE e COLIN POWER são expressões máximas: beneficiários dos programas induzidos pelos democratas se alinharam à direita republicana e serviram com grande lealdade aos governos Reagan, Bush pai e Bush filho. Desde o final dos anos 1960 não surge nenhuma grande liderança afro-americana na luta contra o racismo. A única exceção é SPIKE LEE nos limites das artes que tem colocado sempre na luta contra o racismo. Mas não é político.

Nos EUA, em 1970, cerca de 30.000 ou 0,1% de afro-americanos estavam nas prisões, em 2010, mais 2,5 milhões, cerca de 6% estão sob a custódia da justiça. As cotas raciais reduziram a autoestima, especialmente de jovens e crianças que não se orgulham dos feitos de seus pais que, pensam, apenas foram beneficiados pelo critério racial.

Reafirmando a compreensão de que ´raça´ não pode ser critério ´político´, reproduzo abaixo, com revisão, meu comentário no post "Os problemas do modelo de indicação de Ministros ao STF" publicado em 27/09 em que abordo a questão da ´lealdade´ presumida do alforriado e a tendência de não ser leal ao sistema como comportamento do cotista, em razão, da autoestima e da própria dignidade humana do beneficiário.”

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/os-problemas-no-modelo-de-indicacao-de-nomes-para-o-stf

qui, 27/09/2012 - 17:13

J.Roberto Militão

              COTAS RACIAIS x ALFORRIA e a questão da dignidade humana:

As políticas de cotas raciais, cujo formato prático beneficiaram a indicação do Ministro JOAQUIM BARBOSA como modelo de exemplaridade para o mundo tem a mesma matriz ideológica do instituto das alforrias tão largamente utilizado no Brasil durante a escravidão – somente aqui foi utilizada extensivamente -, pelo qual, o senhor de escravos através da promessa do benefício em longo prazo conseguia aliados dentro da senzala para controlar dezenas, centenas de cativos.

O princípio da adoção de políticas de alforria e das cotas raciais é o mesmo: benefício a pouco com um privilégio individual e mantenho o sistema - escravista de então, racista hoje - opressor da maioria.

Porém, há uma diferença fundamental: no instituto da alforria o benefício era revogável pelo senhor diante de uma deslealdade ou ingratidão do beneficiário, assim, o manumisso durante toda a sua vida tinha um dever legal de gratidão e lealdade. Com se vê, essa gratidão e lealdade era devida e quase sempre cumprida, pois, imperativa para a manutenção da própria liberdade. Não era, portanto, a gratidão e lealdade verdadeira. Era constrangedora, pois implicava no abandono da senzala à própria sorte, e muitas vezes, trair os planos de fuga, rebelião e luta pela liberdade.

Comprovando isso não há na história do movimento abolicionista nenhum grande líder oriundo dos alforriados. Somente pretos nascidos livres atuaram no movimento político pela abolição. André Rebouças, José do Patrocínio e Luiz Gama foram os mais conhecidos.

Já no instituto das cotas raciais, muitos defensores pensavam que funcionaria assim: que a lealdade e gratidão faria parte do comportamento esperado do beneficiário. O Ilustre Ministro BARBOSA está demonstrando, na prática, que o fato de ter sido indevidamente utilizado como exemplar racial da nossa falsa ´democracia racial´ na verdade é uma violência contra a sua própria dignidade humana, pois objeto de uma classificação ´racial´, em que, por presunção, mesmo os defensores de cotas raciais sabem que ele somente chegou ao Supremo Tribunal pelo fato ´racial´ de ser preto e não por suas próprias e robustas condições intelectuais e do saber jurídico notório.

Independente da personalidade do Ministro e de seu conhecido pavio curto, que merecem o devido respeito, o que mais revelam as sessões de julgamento do STF é que há evidência de prazer incontido do Ministro Relator para menosprezar a seus benfeitores ´raciais´, no pleno exercício de seu poder e, senão destruí-los, estigmatiza-los, impondo a mácula da condenação judicial, mesmo que venha ser anulada, no futuro, ou mesmo anistiada no parlamento ou beneficiado por indulto presidencial.

Em verdadeira vingança pessoal, inconsciente, por ter sido escolhido e exposto ao mundo como um exemplar da ´raça negra´ violando profundamente, a sua dignidade humana. Neste sentido, sempre válida e irrefutável a lição de I. KANT, consagrando a máxima da igualdade humana:  "Age de tal forma que trates a humanidade, tanto na tua pessoa como na pessoa de qualquer outro, sempre também como um fim e nunca unicamente como um meio".

Essa regra filosófica estabelece, em suma, que todo humano, todo ser racional, como fim em si mesmo, possui um valor não relativo (como é, por exemplo, um preço), mas intrínseco, ou seja, a sua própria dignidade que é violada quando utilizada para ´meio´ exemplar para qualquer fim, por mais nobre pudesse ser.

JOAQUIM e qualquer outro afro-brasileiro digno, jamais se orgulharão de ser escolhido para a ocupação de um cargo qualquer, de aprendiz a Ministro da mais Alta Corte, pelo simples fato de um privilégio ´racial´ para ser um modelo de exemplaridade, através de um privilégio com a segregação de direito e o concurso não ser universal.

O professor FÁBIO KONDER COMPARATO, com quem aprendi as bases dos Direitos Humanos (e por contradição também ele próprio defensor de cotas raciais) em alentado estudo sobre as raízes históricas dos direitos humanos, também realça a relevância das noções kantianas de que a pessoa humana é dotada de razão e de liberdade, bem como de que jamais deve ser tratada como meio, para a compreensão da ideia de dignidade: "Ora, a dignidade da pessoa não consiste apenas no fato de ser ela, diferentemente das coisas, um ser considerado e tratado, em si mesmo, como um fim em si e nunca como um meio para a consecução de determinado resultado. Ela resulta também do fato de que, pela sua vontade racional, só a pessoa vive em condições de autonomia, isto é, como ser capaz de guiar-se pelas leis que ele próprio edita."

Daí decorre, como assinalou o filósofo, que todo humano, tem dignidade e não um preço, como as coisas. A humanidade como espécie, e cada ser humano em sua individualidade, é propriamente insubstituível; não tem equivalente, não pode ser trocado por coisa alguma.

Por sua vontade racional, a pessoa, ao mesmo tempo em que se submete às leis da razão prática, é a fonte dessas mesmas leis, de âmbito universal, segundo o imperativo categórico – ‘age unicamente segundo a máxima, pela qual tu possas querer, ao mesmo tempo, que ela se transforme em lei geral’.

Leia mais: http://jus.com.br/revista/texto/7069/a-dignidade-da-pessoa-humana-no-pensamento-de-kant#ixzz27hZkMc7p           

AVATAR COMENTOU: —  qui, 27/09/2012 - 20:59

IV Avatar do Rio Meia Ponte

Militão,

" Até parece que Lula esperava algum favor de Barbosa ao indicá-lo, para usar suas palavras, ao "alforriá-lo". O certo seria que a indicação tivesse sido feita pelo movimento negro, na Argentina é assim mas não no Brasil. Quando não há nenhum preto nas Instituições o movimento negro reclama. Agora que, por conta de Lula, há, questionam alegando que Lula "esperou retorno". O retorno que Lula e todos nós esperamos é que Barbosa, como qualquer outra, se comportasse como juiz e não como advogado de acusação. Militão, respeito sua pessoa e sua luta em defesa dos pretos mas no mínimo vc foi injusto com Lula, até mesmo pq Barbosa foi escolhido, sim, por ser preto, como forma de inclusão social dos pretos, isso foi bastante simbólico e não ocorreria num governo de extrema-direita do qual hoje Barbosa é pupilo, neste sentido foi uma lástima a indicação de Barbosa. Afinal de contas não há como perdoá-lo por ter sido cordeirinho do pig e ter aceitado a instalação desse Tribunal de Exceção recheado de ineditismos."

No mesmo dia respondi ao AVATAR:

“Prezado AVATAR não acusei o LULA, nem ao ZÉ DIRCEU, apenas reafirmo a minha oposição contra o estado fazer políticas em bases raciais e o faço em defesa da dignidade humana de todo afrodescendente. No caso o Doutor JOAQUIM, sem dúvida foi sim uma indicação/exigência do movimento negro e foi escolhido exatamente pela cor preta de sua pele e não pelo excelente currículo, pois existem outros conceituados juristas, doutrinadores, com currículo e obras e produção doutrinárias e acadêmicas incomparavelmente superiores. 

A dedução que ouso dizer é que tais critérios violam a dignidade humana do beneficiário pelas razões tão bem sintetizadas na máxima do iluminismo quando KANT consagra a igualdade como pré-requisito para a dignidade humana e que o mestre COMPARATO tão bem enuncia e ora reitero.

Enfim, o Ministro BARBOSA não faz ou deixa de fazer um julgamento justo e judicialmente neutro "por ter sido cordeirinho do Pig” ou adotado critérios heterodoxos na avaliação das provas e motivações políticas dos fatos e ilícitos objetos da AP 470. Ele, ao contrário dos alforriados, não tem o DEVER LEGAL de lealdade.

O que estou avaliando é que a condição de exemplaridade racial para indicação ao STF não condiz com a dignidade humana e ao fazei-lo, quem o fez, e quem o fizer, estará sempre gerando humanos violados em seu patrimônio íntimo: o da própria autoestima.  A eles BARBOSA, LULA, ZÉ DIRCEU ou SARNEY - todos defensores de cotas raciais, que involuntariamente se tornaram referências no estudo futuro das perversas políticas raciais brasileiras do século 21, são o que ORTEGA y GASSET se esmerou em constatar: são humanos e suas circunstâncias.

Portanto, não acuso ninguém, apenas constato que no conceito de circunstância do pensamento filosófico de ORTEGA (eu e minhas circunstâncias), pois o eu não se separa da circunstância e essa condição passa a ser tudo o que rodeia o eu: a realidade cósmica, o ambiente político, a corporalidade, a vida psíquica, a cultura em que se vive, nela incluída também as experiências acumuladas no tempo. E influencia o julgamento do Ministro no STF.

A respeito, ´das circunstâncias e do eu´, excelente o artigo do prof. José Maurício de Carvalho, expert em GASSET:. http://www.cfh.ufsc.br/~revista/rch43-2/RCH43-2_artigo_1.pdf  

AVATAR é injusto dizer: "Afinal de contas não há como perdoá-lo por ter sido cordeirinho do pig e ter aceitado a instalação desse Tribunal de Exceção recheado de ineditismos." Acho que deve perdoa-lo sim, pois o Ministro JOAQUIM em vez de algoz de seus benfeitores está sendo vítima de suas circunstâncias: embora esforçado, dedicado a aprimorar sua inteligência, circunstancialmente somente foi reconhecido pela cor e não pelos próprios méritos. A cor ou a ´raça´ do Ministro JOAQUIM jamais poderia ter sido um dos critérios para a sua indicação ao cargo. É isso que quero dizer.

Resta, nesta oportunidade triste, neste episódio macabro e mesquinho da nossa geração continuar lutando e denunciando que critérios raciais para incluir, são injustos, contrariam a lei natural e violam a dignidade humana do beneficiário. O que devemos fazer é impedir que outros milhares, milhões de afro-brasileiros padeçam dessa insidiosa violência contra a própria dignidade humana. A dignidade humana do Ministro JOAQUIM foi violada quando escolhido na condição de exemplar racial. Eu o compreendo: é ele e suas circunstâncias.”

Abraço p/consideração

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

José Roberto F. Militão, ativista contra o racismo e contra a ´raça estatal´. "Numa sociedade com a cultura de raças a presença do racista será, pois, natural." (Frantz Fanon, 1956).

A foto que não abriu em meu PC

Guellwaar Adún e este escrevinhador no ato em solidariedade a Barbosa na manhã de 13/04/14 (foto Mel Adún)

Guellwaar Adún e este escrevinhador no ato em solidariedade a Barbosa na manhã de 13/04/14 (foto Mel Adún)

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Descontração totalmente

Descontração totalmente fake.  Chega a ser risível.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

"Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma".  Joseph Pulitzer

kkkkkkk olha só o escravocrata disfarçado de bom moço

Quer enganar a quem Sr. Barbosa, vá tomar seus vinhos chiques em Paris, vá descansar em seu apto de milhões de reais em Miami, aliás, nos deves uma explicação sobre seus rolos

Seu voto: Nenhum (8 votos)

 

...spin

 

 

Tô nem aí !

Eu como negro não tenho nenhum pena do Joaquim Barbosa.

Ele está colhendo o que plantou.

Ou ele estava pensando que a elite branca lhe daria apôio incondicionalmente ?

Negativo !

Ele teria que destruir o partido que mais fez pela raça negra nos últimos 514.

Como graças a Deus até agora não conseguiu, apesar da covardia que está fazendo com José Dirceu e Genoíno, ele foi deixado ferido na estrada.

Agora ele vai chorar as suas mágoas junto aos seus semelhantes, que quando estava nos braços do PSDB/PIG/Globo e afins, provavelmente não faria, e mais, não estava nem aí para esse bando de pretos.

Eu quero mais que ele se lasque, com a rua arrogância, ignorância, vingativo, raivoso, grosso, e outros atributos do gênero.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Estou de saco cheio por tudo que vem acontecendo no país, e nós democratas, não fazemos nada.

Eu inclusive. Parece que estamos todos anestesiados, que fomos dopados. Mas essa lombra vai passar e vamos acordar.

Eu creio !!!

gAS

Barbosa sem noção de tudo

Barbosa jura que o mesmo sensacionalismo da imprensa para justiçamento dos "mensaleiros" fosse se repetir com Noblat, oh figura sem noção de tudo, um analfabeto político por completo, parece não entender as engrenagens da sociedade,,...triste esse sujeito

Seu voto: Nenhum (4 votos)

 

...spin

 

 

imagem de Vagalume do Brejo
Vagalume do Brejo

Ué?!!! È só falar com o amigo

Ué?!!! È só falar com o amigo Luciano, o paladino do povo e mudar isso.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Ugo
Ugo

triste figura desbotada

Joaquim, não seja ingrato e não tente me chamar de burro, foi exatamente o corporativismo da imprensa que te deu suporte pelas cagadas da ap470. Sentou à mesa da casa grande para receber ordens, iludiu-se pensando em ser o convidado!

A casca grossa te fez ressentido vingativo e covarde, está agora procurando apoio nas organizações raciais (e eles não são racistas?) que estão te apoiando por um único motivo.

Noblat não pode ser atacado, o blog de apoio à Presidenta Dilma pode. Medroso ou canalha?

Seu voto: Nenhum (9 votos)
imagem de Marcelo de Sousa Nascimento
Marcelo de Sousa Nascimento

Barbosa prestou um desserviço ao movimento negro

Barbosa fez e continua fazendo de tudo para solapar as conquistas do povo brasileiro ao ser instrumento dessa elite secularmente corrupta, escravista e má. 

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Calvin
Calvin

Em país vc vive? Pelo

Em país vc vive?

Pelo contrário! Ele colocou alguns colarinhos brancos da elite financeira, publicitária e política, de vários partidos, atrás das grades!!!

Lamento se do seu partido cairam alguns.....

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de iron
iron

Os comentaristas que se

Os comentaristas que se definem como progressistas, de esquerda, petistas, dilmistas, lulistas, trotskistas, e que são a maioria no blog do Nassif, deveriam envergonhar-se dos sucessivos e sistematicos ataques de cunho racista feitos ao JB. Por outro lado, demonstrou de modo didático o profundo desprezo destes mesmos comentaristas pelas instituições. A máxima desse esquerdismo de terceira classe pode ser resumido no famoso   fins justificam os meios. Um bando de fracassados invejosos.

Seu voto: Nenhum (14 votos)
imagem de Ugo
Ugo

analfabeto funcional. Ler sem entender

Iron, totalmente enferrujado.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

E eu fico boba de constatar

E eu fico boba de constatar que ainda existam membros do movimento negro dispostos a dar crédito a esse sujeito (depois de tudo o que ele fez e faz). Para esse pessoal, tudo se resume à questão racial. Deviam era ter vergonha dele. Vão cer cegos assim na... deixa pra lá.

Seu voto: Nenhum (8 votos)

"Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma".  Joseph Pulitzer

Eu sempre digo que esses

Eu sempre digo que esses movimentos negros brasileiros, não movimentam nada.

Eu tenho discussões sérias no face com esses grupos.

Eles defendem Joaquim Barbosa, independente das besteira que ele faz, só por ser negro.

E o pior que esse pessoal, que na minha opinião são mal informados politicamente, não percebem que o Joaquim Barbosa está querendo destruir o partido que mais fez pela raça negra desde o descobrimento.

São um bando de alienados.

Muitos devem  ser eleitores do PSDB, o único partido grande, que não tem em seus quadros de, vereador, dep. estadual, dep federal, senador nem pensar, um único negro.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Estou de saco cheio por tudo que vem acontecendo no país, e nós democratas, não fazemos nada.

Eu inclusive. Parece que estamos todos anestesiados, que fomos dopados. Mas essa lombra vai passar e vamos acordar.

Eu creio !!!

gAS

Eu sou super a favor  do

Eu sou super a favor  do movimento negro, gay, feminista. mas não se pode cometer o grande  equívoco de encarar as reivindicações  específicas como absolutamente  autônomas,  divorciadas das questões mais gerais.  Como vou apoiar um candidato da direita só porque ele tem um discurso aparentemente mais simpático às minhas causas?  No caso de Joaquim, pesa contra ele coisa mais grave  que a ideologia: sua personalidade e seu caráter. Eu me pergunto: esses participantes dos movimento negro só se informam pelo pig? Não tem a menor ideia das barbaridades que esse senhor anda fazendo? São tão alienados assim? Basta ter um negro em posição proeminente, independente de quem seja?

Seu voto: Nenhum (1 voto)

"Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma".  Joseph Pulitzer

This comment has been deleted.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

"Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma".  Joseph Pulitzer

imagem de iron
iron

A senhora não fica boba pois

A senhora não fica boba pois já é naturalmente boba. É só ver a trapalhada que fez ao postar por 3 vezes seu comentario.

Seu voto: Nenhum (10 votos)

Eu não postei três vezes;

Eu não postei três vezes; postei uma só e o blog triplicou. Ao tentar deletar os outros dois posts, deu acesso negado, embora eu seja assinante.  Só agora  consegui fazê-lo.

 

Pior é o senhor, que parte para o ad hominem sem  apresentar nenhum contraponto ou ideia minimamente inteligente.

Seu voto: Nenhum (8 votos)

"Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma".  Joseph Pulitzer

imagem de iron
iron

É possivel que o Nassif tenha

É possivel que o Nassif tenha introduzido um algoritmo, de forma que todas as vezes que a senhora posta um comentario, este algoritmo o triplica. Esse algoritmo é selecionado para pessoas ad man.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Lula  indicou  Joaquim

Lula  indicou  Joaquim Barbosa  nao para  ser carrasco  e sim  por  ser negro , ai  existe  uma grande  diferença pois Joaquim Barbosa  passou a  fazer o jogo da extrema direita  como todos  muito bem sabe  e  apesar de |Lula  ter ficado  temeroso  justo  porque  o JB  tinha  trabalhado  no gabinete  de  Golbery do  Couto e  Silva, e isso era um pessimo sinal  para  indica-lo para o Supremo.  porem  tanto o Padre  como outros  tomaram  a defesa  de JB  e Lula acabou aceitanto, mais  isso porque  ele  era  no momento o mais preparado. Nem sempre o mais preparado é o certo  e  JB demonstrou isso  muito bem virando o CARRASCO DO PT  pois  mentiu, inventou  provas,escondeu outras provas que   inocentavam os reus  dos seus pares.  na  verdade  fez o  que  bem  entendeu.  No  inicio os ministros  tiveram  mêdo do animal  prestorico  que  se  colocava  a  sua   frente  com toda  ferocidade  exigindo  praticamente que todos  votassem  com ele  e como ele tinha  4 ministro  a seu  favor  era so   pressionar  mais  2 .  Ele  encontrou o ponto fraco  em Rosa  Weber e  em Carmem Lucia,  Essas duas  se tremeram  diante  do  algoz,  Na  França  ele  disse que  nao tinha sido ele sozinho que  condenou o pessoal  e sim o colegiado, ai   a coisa  começou  a mudar  pois  muitos juizes  viram  o mar  de lama  criado por  JB  e  começaram  a enfrenta-lo  foi  assim nos  infringentes .

Seu voto: Nenhum (1 voto)

edson tadeu

Lula  indicou  Joaquim

Lula  indicou  Joaquim Barbosa  nao para  ser carrasco  e sim  por  ser negro , ai  existe  uma grande  diferença pois Joaquim Barbosa  passou a  fazer o jogo da extrema direita  como todos  muito bem sabe  e  apesar de |Lula  ter ficado  temeroso  justo  porque  o JB  tinha  trabalhado  no gabinete  de  Golbery do  Couto e  Silva, e isso era um pessimo sinal  para  indica-lo para o Supremo.  porem  tanto o Padre  como outros  tomaram  a defesa  de JB  e Lula acabou aceitanto, mais  isso porque  ele  era  no momento o mais preparado. Nem sempre o mais preparado é o certo  e  JB demonstrou isso  muito bem virando o CARRASCO DO PT  pois  mentiu, inventou  provas,escondeu outras provas que   inocentavam os reus  dos seus pares.  na  verdade  fez o  que  bem  entendeu.  No  inicio os ministros  tiveram  mêdo do animal  prestorico  que  se  colocava  a  sua   frente  com toda  ferocidade  exigindo  praticamente que todos  votassem  com ele  e como ele tinha  4 ministro  a seu  favor  era so   pressionar  mais  2 .  Ele  encontrou o ponto fraco  em Rosa  Weber e  em Carmem Lucia,  Essas duas  se tremeram  diante  do  algoz,  Na  França  ele  disse que  nao tinha sido ele sozinho que  condenou o pessoal  e sim o colegiado, ai   a coisa  começou  a mudar  pois  muitos juizes  viram  o mar  de lama  criado por  JB  e  começaram  a enfrenta-lo  foi  assim nos  infringentes .

Seu voto: Nenhum (1 voto)

edson tadeu

Lula  indicou  Joaquim

Lula  indicou  Joaquim Barbosa  nao para  ser carrasco  e sim  por  ser negro , ai  existe  uma grande  diferença pois Joaquim Barbosa  passou a  fazer o jogo da extrema direita  como todos  muito bem sabe  e  apesar de |Lula  ter ficado  temeroso  justo  porque  o JB  tinha  trabalhado  no gabinete  de  Golbery do  Couto e  Silva, e isso era um pessimo sinal  para  indica-lo para o Supremo.  porem  tanto o Padre  como outros  tomaram  a defesa  de JB  e Lula acabou aceitanto, mais  isso porque  ele  era  no momento o mais preparado. Nem sempre o mais preparado é o certo  e  JB demonstrou isso  muito bem virando o CARRASCO DO PT  pois  mentiu, inventou  provas,escondeu outras provas que   inocentavam os reus  dos seus pares.  na  verdade  fez o  que  bem  entendeu.  No  inicio os ministros  tiveram  mêdo do animal  prestorico  que  se  colocava  a  sua   frente  com toda  ferocidade  exigindo  praticamente que todos  votassem  com ele  e como ele tinha  4 ministro  a seu  favor  era so   pressionar  mais  2 .  Ele  encontrou o ponto fraco  em Rosa  Weber e  em Carmem Lucia,  Essas duas  se tremeram  diante  do  algoz,  Na  França  ele  disse que  nao tinha sido ele sozinho que  condenou o pessoal  e sim o colegiado, ai   a coisa  começou  a mudar  pois  muitos juizes  viram  o mar  de lama  criado por  JB  e  começaram  a enfrenta-lo  foi  assim nos  infringentes .

Seu voto: Nenhum (1 voto)

edson tadeu

Lula  indicou  Joaquim

Lula  indicou  Joaquim Barbosa  nao para  ser carrasco  e sim  por  ser negro , ai  existe  uma grande  diferença pois Joaquim Barbosa  passou a  fazer o jogo da extrema direita  como todos  muito bem sabe  e  apesar de |Lula  ter ficado  temeroso  justo  porque  o JB  tinha  trabalhado  no gabinete  de  Golbery do  Couto e  Silva, e isso era um pessimo sinal  para  indica-lo para o Supremo.  porem  tanto o Padre  como outros  tomaram  a defesa  de JB  e Lula acabou aceitanto, mais  isso porque  ele  era  no momento o mais preparado. Nem sempre o mais preparado é o certo  e  JB demonstrou isso  muito bem virando o CARRASCO DO PT  pois  mentiu, inventou  provas,escondeu outras provas que   inocentavam os reus  dos seus pares.  na  verdade  fez o  que  bem  entendeu.  No  inicio os ministros  tiveram  mêdo do animal  prestorico  que  se  colocava  a  sua   frente  com toda  ferocidade  exigindo  praticamente que todos  votassem  com ele  e como ele tinha  4 ministro  a seu  favor  era so   pressionar  mais  2 .  Ele  encontrou o ponto fraco  em Rosa  Weber e  em Carmem Lucia,  Essas duas  se tremeram  diante  do  algoz,  Na  França  ele  disse que  nao tinha sido ele sozinho que  condenou o pessoal  e sim o colegiado, ai   a coisa  começou  a mudar  pois  muitos juizes  viram  o mar  de lama  criado por  JB  e  começaram  a enfrenta-lo  foi  assim nos  infringentes .

Seu voto: Nenhum (1 voto)

edson tadeu

imagem de iron
iron

Mais um dos trapalhões.

Mais um dos trapalhões.

Seu voto: Nenhum (11 votos)

Patrulha

Na boa Iron, larga essa patrulha pra lá.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

E um mala sem alça.

E um mala sem alça.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Véio Zuza
Véio Zuza

Hitler e Stalin eram brancos.

Hitler e Stalin eram brancos. Pol Tot e Fujimori, orientais.
Idi Amim e Mobuto, negros.
Nenhum deles prestava, independentemente da cor.
E o JB paraguaio?

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Alles Gute

Alemão, que eu saiba.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Ouso pensar porque ouso pensar que ouso pensar.

 

  Eis Joaquim Barbosa, ou

  Eis Joaquim Barbosa, ou "retrato de um ministro quando descarado".


  E aí, JB, indignação por causa do seu banheiro de 100 mil reais ou apartamento de 10 dólares é racismo também? Engraçado que com 100.000 Barbosas o cidadão apenas reforma um banheiro, mas com cerca de 24 Barbosas (depende da cotação) ele compra um apartamento em Miami.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Fabio !
Fabio !

Ué , não é o mesmo

Ué , não é o mesmo corporativismo que o protege e o lançou como o MENINO NEGRO QUE MUDOU O BRASIL ?


Ele só não reclama quando esse corporativismo lambe o seu s .........

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Barbosa e Noblat juntos numa cova!

Quero que Barbosa e Noblat se afoguem juntos, abraçados um ao outro. São farinha do mesmo saco. O sujo falando do mal-lavado.

Quanto à matéria, já vi textos bajulatórios, mas esse foi ao máximo. Já no começo, com o fato de extasiar-se que um ministro do STF vista roupa comum, o autor revela a que veio - emocionar-se com seu ídolo e com as mínimas coisas que venham dele. Parece aquelas tietes que brigam por um caco da unha do artista e o guardam em um relicário pro resto da vida. Talvez imaginasse que ministros do STF dormem de toga e fazem suas necessidades no banheiro de paletó e gravata...

Seu voto: Nenhum (10 votos)

Primeiramente: FORA TEMER! E pra encerrar: FORA TEMER!

Putz... e eu pensando que já

Putz... e eu pensando que já tinha visto tudo... Ô JB, tu quer parar de palhaçada! Quer dizer que a mídia é corporativa e o Judiciário não, né? E o JD tá sendo perseguido pelo STF pq é idoso, né mesmo? Ah, ninguém merece...

Seu voto: Nenhum (11 votos)
imagem de Durvaldisko
Durvaldisko

Cabotinismo ganha manchetes,

Cabotinismo ganha manchetes, apalusos e  até indicação para cargos eletivos.

Preocupante  é   sua multilicação.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Que jb tenha coragem e vergonha na cara e processe Lula

Minha opinião sobre o que Ricardo Noblat - o profeta de quixibim -, escreve e publica, é das piores. Mas, o texto:  Quem o ministro Joaquim Barbosa pensa que é?Eu assinaria embaixo com orgulho. O ex-presidente Lula já afirmou e reafirmou várias vezes, que Joaquim Barbosa foi indicado para ministro do STF por ser negro.  Entendo o gesto político do ex-presidente. Mas, não concordo. E os atos de Joaquim Barbosa mostraram que ele não tem nenhuma credencial para ser ministro do Supremo Tribunal Federal. Se é para ele processar alguém por racismo, que tenha coragem e vergonha na cara e processe quem lhe discriminou - se bem que de forma positiva -.  Joaquim Benedito Barbosa Gomes, processe Luis Inácio Lula da Silva por racismo. Pronto, falei! http://blogdobriguilino.blogspot.com.br/

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Um papo reto sobre hipócritas fofoqueiros

Onde  Vai Chegar ? Coisa Feia  - Ponto de Equilíbrio

 

Fofoqueiro é a Imagem do Cão - Bezerra da Silva

Seu voto: Nenhum (3 votos)

" A injustiça que se faz a um, é uma ameaça que se faz a todos." - Barão de Montesquieu

 

Antonio, nao está claro a qual comentário o seu responde

Seu voto: Nenhum

O autor da matéria ou a

O autor da matéria ou a comunidade negra que representa não vê nada de errado na frase "e como é o homem que tem presidido o Brasil" sem ter sido eleito pelo povo?

Seu voto: Nenhum (9 votos)

Vera Lucia Venturini

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.