Revista GGN

Assine

Cardozo diz que Pizzolato poderá ser julgado de novo na Itália

Sugerido por Fiódor Andrade

Do Valor
 
 
Ricardo Brandt
 
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou, nesta quarta-feira, 4, que, caso esteja na Itália, o ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato poderá ser novamente julgado por seu envolvimento no mensalão. Pizzolato foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), mas estaria foragido no país europeu.
 
Segundo Cardozo, ainda não se sabe onde Pizzolato está escondido, o que pode ser dentro ou fora do Brasil. Em uma carta divulgada pelo advogado que defendeu o ex-diretor do BB, no julgamento do mensalão, Pizzolato disse que havia fugido para a Itália.
 
O ministro afirmou que, se Pizzolato estiver mesmo na Itália, caberá ao país europeu dirimir as dúvidas sobre a lei. Alguns especialistas dizem que ele, por ter cidadania italiana, não poderia ser extraditado para o Brasil. Resolver essa questão "caberá à Itália", disse Cardozo.
 
Caso os italianos optem por não extraditar Pizzolato, o governo brasileiro encaminhará para a Justiça da Itália os documentos produzidos pelo STF para que Pizzolato possa ser novamente julgado. "Se for condenado, ele cumprirá pena lá", afirmou Cardozo.
 
Questionado pelo deputado Otávio Leite (PSDB-SP) sobre quais medidas o Ministério da Justiça adotou para impedir a fuga de Pizzolato, Cardozo respondeu que a Polícia Federal só pôde agir após os mandatos de prisão serem expedidos. Antes disso, qualquer ação seria abuso de autoridade.
 
Cardozo afirmou que o Brasil já pediu a inclusão de Pizzolato na lista de procurados pela Interpol, a polícia internacional, para que possa ser preso.
 
O ministro falou sobre o assunto em uma audiência da Câmara dos Deputados. A reunião foi organizada para que ele falasse sobre a atuação de sua pasta no caso Pizzolato e também nas investigações sobre supostas fraudes no metrô de São Paulo.
 
Dirceu
 
Mais cedo, o senador Álvaro Dias (PSDB-PR) cobrou do ministro da Justiça que a denúncia divulgada ontem pelo Jornal Nacional envolvendo a propriedade do hotel St. Peter, de Brasília, que ofereceu emprego de gerente ao ex-ministro José Dirceu seja investigada. O ex-ministro é um dos condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no processo do mensalão.
 
Com base no noticiário da Rede Globo, segundo o qual um dos sócios do hotel é um "laranja", que mora no Panamá, o senador tucano quer que o ministro abra investigação para identificar supostos "proprietários ocultos" do St. Peter. O salário oferecido a Dirceu é de R$ 20 mil mensais.
 
"Ontem, o Jornal Nacional fez uma denúncia da maior gravidade, desenhando os caminhos da ilegalidade que ligam esse empreendimento hoteleiro em Brasília a uma arapuca no Panamá. Nós não podemos ignorar a importância e a gravidade dessa denúncia", afirmou Dias, durante reunião da Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ), na manhã desta quarta.
 
O senador lembrou que, na terça, 3, em audiência pública sobre suposto envolvimento de tucanos paulistas em esquema de propina de cartel montado por empresas para fraudar licitações no setor de transportes, o ministro da Justiça disse que não é "engavetador e, sim, desengavetador".
 
"Com espírito de desengavetador, nós esperamos que o Ministério da Justiça possa instaurar todos os procedimentos para uma investigação rigorosa que possa nos levar a esclarecer os mistérios desta arquitetura de ilegalidade visível", disse Dias.
 
Ele pediu que o ministro convoque especialistas para essa investigação e disse que os supostos proprietários ocultos do hotel serão facilmente encontrados por especialistas. A equipe da TV Globo encontrou um sócio do St. Peter morando no Panamá.
Média: 5 (2 votos)
16 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Marcos Chiapas
Marcos Chiapas

A ver

Mas acho que esse sujeito ainda vai implorar para ser extraditado.

Seu voto: Nenhum
imagem de armando botelho
armando botelho

Muito estranha esta ánalise

Muito estranha esta ánalise do Minis. Cardozo , se o Pizzolato cometeu os crimes aqui no Brasil , como ele vai ser julgado na Itália ,parece até que ele esta jogando contra nossa pátria , isso foi o que minha netinha de 13 anos disse.

Eu concordo  com sua síntese , esta geração da era da informática tem um raciocíneo lógico . Mas como ele vai julgado lá , é porque êle tem dupla cidadania . Bem ai ja foi de caso pensado , é so verificar quando foi que ele adquiriu esta cidadania Italiana Sr. Ministro!  Que malandragem!

Seu voto: Nenhum
imagem de Monier.,.,.,.
Monier.,.,.,.

Óbvio que não vai ser julgado

Óbvio que não vai ser julgado lá. Por acaso ele praticou o mesmo crime em solo italiano? 

Agora temos um ministro da Justiça que não é formado em Direito? Ou ele só não sabe o básico do Direito Penal?

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Monier, só você enxerga o obvio então...

Acho que é mais complexo que obvio. Os crimes alegados sendo praticados fora da Ítala, e ele sendo italiano, a 1ª vista a justiça italiana deve recusar julga-los, como deve recusar a extradição.

Agora se o ministro da justiça brasileiro pede um julgamento, não acho a resposta tão obvia assim.

Fora o fato que  este último caso seria o reconhecimento oficial e internacional que o Brasil tem um judiciário de república bananeira. Mas aí acho que seria um reconhecimento positivo.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Dupla cidadania

O Judiciário italiano dá esse direito aos seus compatriotas, e Pizzolato tem dupla cidadania, e vai ser muito divertido o julgamento farsesco do mensalão ser desmascarado mundo afora

Seu voto: Nenhum (2 votos)

 

...spin

 

 

O que o Cardozo fala não me

O que o Cardozo fala não me interessa. Mas se realmente ele não se emprenhar em trazer o Pizzolato, será ponto para ele. Sabe-se que Pizzolato tem documentos que provam que a grana do mensalão não era pública, desviada do BB. Então o rastro da mufunfa vai poder encaminhar todos lá para as bandas do Dantas.

Se Cardozo não se preocupa com isso é sinal de que não tem tanto rabo preso com o banqueiro, como insinua o PHA. Aguardemos, no momento é na Italia, onde a verdade dos mensalões (do PT e tucano) pode vir a tona. O resto é conversa para coxinha dormir.

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Juliano Santos

Síndrome de Regina Duarte

Tenho medo! Tenho muuuuito medo da justiça italiana.

A Itália é mais conhecida pela máfia, Cicciolina e Berlusconni que por seus juristas.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Tem o certo. Tem o errado. E tem todo o resto. (Cazuza)

imagem de Motta Araujo
Motta Araujo

Deve ser porque vc não tem

Deve ser porque vc não tem nenhum conhecimento do Direito. A Italia é o  berço do Direito Civil, do Direto Penal e do Dieito Comercial. A base do Direito do mundo ocidental vem do Direito Romano, a base do Direito Penal vem de Beccaria, a base do Direito Comercial foi construida em Florença, onde se inventou a letra de cambio, a nota promissoria, a fatura, a contabilidade de partidas dobradas (ativo e passivo), na ciencia criminal Cesare Lombroso é referencia historica.

A maior jurista especializada em Processo no Brasil é a italiana Ada Pellegrini Grinover, catedratica da USP.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Puxa que Pariu!

 E com todo esse know-how jurídico condenaram Cezare Battisti à prisão perpétua tendo como base o depoimento de um acusado beneficiado por uma delação premiada?

Ainda bem que sou eu que nada entendo de direito. 

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Tem o certo. Tem o errado. E tem todo o resto. (Cazuza)

imagem de armando botelho
armando botelho

Caro Bispo que tal propor a

Caro Bispo que tal propor a iTÁLIA a troca de um Cesare por um Pizzalato. De CESAR o que é de Cesar e de Pizza o que é de lato . Trocadilho infame!

Seu voto: Nenhum
imagem de Geraldo Galvão Filho
Geraldo Galvão Filho

!uirap euq axup...

Você tem razão Wilson. É demais querer que um projetista entenda de Direito.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

*_________*

Pior do que do o nosso Aécio Neves Berlusconi, impossível e, quanto as máfias temos Cachoeira, Daniel Dantas, o médico que estuprou mais de 200 de suas pacientes, todos devidamente acobertados por esse judiciário podre, golpista e igualmente mafioso

Seu voto: Nenhum (1 voto)

 

...spin

 

 

Cortina de fumaça de Botóx

Alváro Dias só está tentando fazer fumaça pra tentar eclipsar o escandalo do trensalão.

Zé Dirceu já foi julgado e condenado sem provas por crimes que supostamente teria cometido há dez anos, o relevante agora é investigar, processar e condenar os crimes praticados atualmente pelos tucanos. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Tem o certo. Tem o errado. E tem todo o resto. (Cazuza)

Se ele for julgado de NOVO na

Se ele for julgado de NOVO na Italia, certamente será ABSOLVIDO, e ai? Como ficará o "nosso" STF.? e os demais? Talvez neste caminho seja encontrada a indicação de anulação da AP 0470 ou a sua total desmoralização, deixando o BARBOSA e seus miquinhos amestrados sem ter o que dizer. A GLOBO não terá muita influência nos tribunais italianos até porque a maioria dos seus JUIZES tem a conduta mais social e menos socializada com o Capital corrupto. Quanto ao "miquinho" mor do Senado Federal o tal do senador Alvaro Dias, realmente ele não tem nada para dizer. Chamem a tal deputada italiana filha do Dep. Ruben Bueno do PPS do PR, por ser bonita, talvez venha dizer algo. Continuando a assistir o Jornal Nacional da TV GLOBO, continuará a dizer besteiras....

Seu voto: Nenhum
imagem de Zanchetta
Zanchetta

Para me convencer que o mesmo

Para me convencer que o mesmo tribunal que condenou o "coitadinho" do Battisti vai inocentar o Pizzo vai ter que ter muito "wishful thinking"

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de André Sousa
André Sousa

Justiça e balé

Jurista brasileiro só entende de bailarinas, sapecou um ministro italiano, e isso ficou provado com o julgamento de exceção do mentirão

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Ugo
Ugo

darf

O pateta patético Dias, tal qual tucano amestrado, poderia investigar com a globo aquele darf milionario!!!! 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.