Revista GGN

Assine

Cassação Temer: Benjamin confronta Gilmar com sua própria decisão de 2015

Relator leu diversos trechos de decisão de Gilmar, quando Dilma era presidente, que hoje servem como jurisprudência contra o próprio movimento que está prestes a tomar em favor de Temer
 

Foto: José Cruz/Agência Brasil
 
Jornal GGN - Durante a retomada do julgamento contra a chapa Dilma e Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em tom quase pacífico e sabendo que a posição do ministro Gilmar Mendes seria pela absolvição do presidente com o argumento de que novos indícios e provas não podem ser acrescentados após o início da ação, o relator Herman Benjamin usou declarações do próprio Gilmar. Os dois ministros trocaram farpas e ironias.
 
O contexto da situação de agora é que em 2015 foi Gilmar Mendes relator do processo de impugnação das contas da campanha da então presidente Dilma Rousseff, com o seu vice Michel Temer. Foi ele, Gilmar, que impediu o arquivamento da ação apresentada pelo PSDB, e que hoje ameaça o próprio mandatário peemedebista.
 
Nessa linha, Herman Benjamin fez uma leitura oral diante de todos os ministros do TSE de um agravo de Gilmar apresentado há dois anos, no mesmo processo. Enquanto relator da prestação de contas da chapa, o ministro votou favorável ao prosseguimento da investigação quando a então ministra Maria Thereza de Assis Moura, antiga relatora, havia arquivado o caso.
 
Entre os trechos de uma decisão do próprio Gilmar, hoje usadas por Benjamin como críticas a ele e aos ministros que tentarão usar a justificativa das novas provas com as delações da Odebrecht para anular todo o processo, o relator lembrou quando o ministro quis incluir na investigação as acusações do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa.
 
"Há dados fortes [de irregularidades] e vamos ignorar isso na ação?", questionava Gilmar, em 2015, e repetiu hoje pela manhã Herman Benjamin. O relator seguiu na leitura de vários trechos do ministro que servem como uma jurisprudência contra o próprio movimento que está prestes a tomar. 
 
Lembrou da "proibição clara" de recursos ilícitos em campanhas eleitorais e que o que foi decidido anteriormente não pode mais ser modificado. A reação de Gilmar foi controversa. Por ora, usou tons de ironias para atacar Herman, por outras vezes interrompia para mudar completamente o tema.
 
Quando foi citado o ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa, Gilmar disse que o investigado foi premiado pela Operação Lava Jato e, em uma tentativa de negar que as afirmações do passado contradizem com sua atual postura, começou a criticar o PT. 
 
Disse que quando emitiu aquela manifestação, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a então presidente Dilma Rousseff já detinham recursos ilícitos guardados para suas campanhas. Como se a conversa fosse informal, Gilmar emendou com as atuais acusações da JBS e de Joesley Batista, de que a suposta propina paga ao PT foi enviada em contas no exterior.
 
Seguiu interrompendo e começou a defender mudanças no sistema eleitoral. Voltando novamente os holofotes para si, recordou que não votou pelo financiamento público de campanha no Supremo Tribunal Federal (STF) e acusou o PT de aparentemente não querer o dinheiro privado de campanhas: porque já havia guardado montantes desviados para as próximas eleições. 
 
"Às vezes o que a gente fala vira profecia e acontece", disse, recordando as suas declarações de 2015 contra o PT. E foi além na acusação: "Alguém acredita que não houve caixa dois" na eleição de 2016? Quando as doações por empresas privadas já estavam proibidas pela minirreforma eleitoral.
 
Por diversas vezes, Herman Benjamin teve que interromper as explanações de Gilmar caracterizando-as como "encantamentos", e dava sequência à leitura das manifestações do presidente do TSE no passado. 
 
 
Notando que as escolhas de Herman Benjamin tinham como objetivo afrontar as controversas adotadas agora por ele, Gilmar disse que essa ação "só existe graças ao meu empenho, modéstia às favas", provocou. Disse, em ironia, que Benjamin devia a ele estar "brilhando na televisão no Brasil todo".
 
"Vossa excelência sabe que eu prefiro o anonimato, muito mais. Um juiz dedicado a seus processos, que não tem nenhum glamour. Aliás, processo em que se discute condenação de A, B, C ou D, em qualquer natureza, não tem e não deve ter nenhum glamour pessoal", retrucou Benjamin.
 
O ministro presidente da Corte seguiu com as provocações, disse que o ministro não é relator por escolha própria, mas por ser o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) mais antigo do TSE. "Não escolhi ser relator, preferia não ter sido relator, mas tentei cumprir, só cumpri o que foi deliberação do tribunal", respondeu Herman.
 
"De fato, contribuí, evitei que houvesse o arquivamento dessa ação e contribuí para o aprimoramento do sistema. Todo esse debate que estamos tendo, modéstia às favas, é graças a essa insistência. Claro que contei com a solidariedade dos colegas, mas não tivesse eu levantado o debate, muito provavelmente, teríamos chancelado, como chancelamos muitos agravos regimentais no sentido do desprovimento. Portanto, modéstia às favas, mais uma vez, esse é um voto histórico, que permitiu que se abrisse essa caixa de segredos", ocupou, mais uma vez, Gilmar o espaço no julgamento.
 
 
 
Assine
 
 
Média: 4.7 (12 votos)
34 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Serjão
Serjão

epifania

Algumas granadas não reverterão nada, os titereiros do mundo com sede no eua não largarão esse osso, mas dariam um adianto ao encontro de umas dezenas de FDPs com o Capiroto.

Seu voto: Nenhum

Um é pilantra e o outro é um

Um é pilantra e o outro é um ativista da justiça.

Ambos estão errados e envergonham a justiça do País, ou, na verdade, são a síntese da justiça ?

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Duke
Duke

Enquanto o julgamento ocorre,

Enquanto o julgamento ocorre, vejam o que fez a CCJ do Senado

http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,comissao-do-senado-aprova-...

Seu voto: Nenhum
imagem de Duke
Duke

TSE não deveria nem existir.

TSE não deveria nem existir.

Seu voto: Nenhum
imagem de Duke
Duke

Gilmar Mendes faz parte da

Gilmar Mendes faz parte da tropa de choque do Temer, que já colocou mais dois capachos no TSE e um no STF. Por isso mesmo ele não será cassado.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de maria rodrigues
maria rodrigues

Gilmar é muito descarado

Gilmar é muito descarado quando vestido da toga aumenta a sua capacidade de influir sobre os demais juizes, por abuso de autoridade, se no caso é ele o presidente da Corte. 

Não conseguiu desmoralizar o Presidente da OAB em outra audiência porque presidia a sessão Lewandowski, que já puto da vida disse-lhe para permitir que o representante da Advocacia tivesse o direito de falar, se ele, Gilmar, falara por mais 05 horas. Como seria demais continuar batendo boca co o Presidente da Corte, o que ele fez foi se retirar da sessão.

Joaquim Barbosa foi quem mais ousou atacá-lo, e quem presidia a sessão era Gilmar, mas JB não se fez de rogado, e disse ao estabanado que ele não estava tratando com os capangas de suas fazendas no MS.

O que irrita Gilmar é ter que ouvir o que não gostaria, como se todos tivessem que partilhar suas ideias. É, como disse JB, nas entrelinhas, um homem merecedor de lapidação para saber se portar de acordo com as circunstânicas. Uma coisa é ser professor no suas instituição de ensino, a outra é dar ordem aos que cuidam de seus gados e cavalos, e a outra, ainda, é tomar posições dentro da mais alta corte com a toga nos ombros e a constituição na mão.

E a irritação nada mais é que tentar agora, mediante essas aparições midiáticas, fugir do óbio: que sempre foi amigo do peito de Temer, haja vista a galeria de fotos deles nas redes sociais, muitas delas tendo também o mineirinho.

O costume dos juízes de qualquer corte é colocar em relatórios e votos citações de ilustres mestres do direito, ou mesmo citações de nem tão ilustres assim. Se em condições idênticas vale a pena ou absolvição por uma ação de um ministro, é disso que se cuida agora. Não se compreende é como em 215 Gilmar dissera tudo aquilo reproduzido pelo Relator ontem, e agora, irritado por ser lembrado do que fez, atingir o seu par com voracidade, quando, parece, estar com ódio de si mesmo, por falta de argumentos.

Todo imbecil, muito buro, sabe o que é jurisprudência. 

Tata falação e escrituração para ainda não podermos ir fundo na bola de cristão, que só prenuncia uma coisa: Temer será blindado mais uma vez por Gilmar, talvez Fux, talvez outro qualquer. Por ora, a único voto aberto, escancarado é de Benjamim. 

Seu voto: Nenhum
imagem de bonobo de oliveira, severino
bonobo de oliveira, severino

O pobre do São Benedito.

Tem um samba que diz que malandro é São Benetido, porque é crioulo mas é Santo!! Serve para parafrasear falando em Gilmar Mendes porque Malandro é o Gilmar Mendes, infrator compulsivo e recorrente das leis, mas é ministro no topo do organograma nas duas casas mais altas da justiça (?????) do Brasil. Só para citar alguns atos delitivos notórios do malandro, pode-se falar em sonegação, desvio de conduta, fraude fiscal, tráfico de influência, uso do cargo público para obter vantagens a sua pessoa física, entre outros, que lhe deram destaque em capa de revista respeitável (o que é raro nesse país) de circulação nacional.

FRAUDE NA ESCOLINHA DO PROFESOR GILMAR

http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/gilmar-mendes-e-acusado-de-so...

Nota: Na ação o autor descreve em detalhes a conduta criminosa que veio a somar-se a tantas outra façanhas do acusado. Mas a ação foi devidamente extinta, nenhum dos seus PARES ou ímpares teve interesse em investigar, apurar e esclarecer nada, e tudo fica por isso mesmo, e o grande suspeito de ser criminoso, para o judiciário, é o Lula e qualquer um que tenha ou teve qualquer relação ou aproximação com ele.

 

Seu voto: Nenhum
imagem de James  Gresslerdd
James Gresslerdd

mi

Aqui na rabada ninguém vai ler, mas vá que seja.  Esse  "As favas" é plágio do Jarbas Passarinho no AI 5 de  68: na mosca.

A grana do Joesley na Suíça É DELE; até Globonews reconeceu. Mas "quem sabe, talvez, algum dia, pode ser, imaginemos

que eventualmente por acaso ou não possa, potencialmente vir a ser repassado ao LULA pra campanha" Certeza absoluta !

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

guerra de quadrilhas

Li a reportagem e os comentários. Quase todos entraram na lógica de torcidas de futebol.

O fato é: o judiciário é o maior câncer do Brasil, quem não faz esta leitura, tende a fazer conclusões equivocadas.

Depois, este processo de cassação, teve como provocador, alguém que perdeu a eleição e não aceitou o resultado. Depois, nestas últimas gravações, admite que entrou com a ação apenas "para encher o saco". Se este órgão do judiciário eleitoral tivesse o mínimo de respeito consigo mesmo, arquivava o processo e cassava os direitos do reclamante e do partido do reclamante.

Mas não, deram sequência. Tudo ao sabor das classes dominantes e da mídia. O objetivo inicial era apenas cassar a Dilma e manter o Temer. Depois, surgiram as gravações e o presidente golpista já não era mais útil para as classes dominantes. Logo, volta-se a discutir o que já havia ido para gaveta por interesses que sabe deus a razão. Mas o objetivo continua sendo cassar a Dilma.

Aí este senhor de sobrenome Herman, que aqui no blog virou "herói", quer incluir no processo as "delações". Pessoal, as delações são apenas palavras. Ou seja, fala-se um monte de verdades, mas que a maioria não vai se provar, pois o aparato de investigação e punição tem lado, e coloca-se algumas mentiras, por pura vingança de classe e contra o PT. Estas últimas serão investigadas à exaustão e, se não houver prova, valem as convicções.

Por incrível que pareça, o "malvado" aqui, o senhor Gilmar Dantas é o que está coerente. Ainda que por motivos não muito republicanos, ou seja, no final ele quer salvar o presidente golpista, mas ele buscou argumentos bastante coerentes e justos: como incluir no processo delações que nem investigadas foram?

E a torcida vibrou com aquele soco no adversário que o juíz não viu. Onde chegamos.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de João de Paiva
João de Paiva

Leia meu comentário e não generalize

Prezado Paulo Henrique Tavares,

Você afirma ter lido todos os comentários e fecha o primeiro parágarfo de forma generalizante:

"Quase todos entraram na lógica de torcidas de futebol."

Se realmente leu - mesmo que na diagonal - deve ter percebido que o meu não se encaixa nessa sua classificação, a começar pelo título.

Já escrevi vários comentários e artigos criticando duramente Gilmar Mendes, suas grosserias, manobras jurídicas e políticas e mesmo ações e decisões que considero criminosas. Portanto, quem lê meus comentários sabe que a minha simpatia e empatia por Gilmar Mendes é zero.

O que sempre afirmei é que GM possui conhecimentos jurídicos muito superiores ao demonstrado pelos outros ministros do STF [políticos, então, nem preciso comentar]; e os usa para o mal, infelizmente. Empatando em grosseria, mas em patamar jurídico e político bem inferior, tivemos Joaquim Barbosa, capitão-do-mato de triste memória, que foi usado pela mídia e pelas oligarquias para fazer um serviço sujo e depois descartado, como se faz com uma laranja da qual se extraiu o suco. Alguns se empolgaram com o bate-boca entre Joaquim Barbosa e Gilmar Mendes, na ilusão de que o primeiro desmascara e vencera o segundo; erro primário de avaliação, como o tempo se encarregou de mostrar.

Sem GM não haveria AIME, AIJE ou qualquer coisa do tipo. Aécio Cunha e seus auxiliares próximos sequer tinham condições e elementos mínimos pra propor esse tipo de ação. Foi GM quem os instruiu e garantiu admissão e trâmite do processo no TSE, que viria a presidir pouco depois de findada a eleição de 2014. O Plano "B" do golpe foi montado no TSE como alternativa para derrubar a Presidenta Dilma Rousseff, caso o golpeachment não prosperasse no Senado. Se dependesse de Aécio e auxiliares, bem como de oputros tucanos de visão curta, a ação teria sido encerrada, assim que a Presidenta foi deposta. Com visão de águia, GM impediu o arquivamento, mantendo as ações no TSE como instrumentos de pressão, chantagem e coação contra Michel Temer e camarilha, de modo que a quadrilha instalada no GF fosse mantida refém do PSDB e colocasse em prática o programa de governo do PSDB, que se resume ao ultra-neoliberalismo oligárquico, plutocrata, escravocrata, cleptocrata, privatista e entreguista.

Por mais que GM declare ser 'amigo de Michel Temer a há mais de 30 anos' essa não é aprincipall razão para que ele, GM, atue como conselheiro jurídico e advogado de defesa de MT.

As contradições de GM sempre foram conhecidas e esta não é primeira vez que elas são expostas. Gilmar Mendes não se importa com isso; o que ele defende são os interesses do grupo político a quem dedica lealdade e fidelidade caninas, ao contrário de Rodrigo Janot, que se preciso for atira aos leões os mais íntimos amigos e aliados até ontem; está aí o caso de Aéciom Cunha, a comprovar isso de forma cabal.

É forçoso reconhecer que se não fosse GM, o relator da AIME  e AIJE no TSE, Hermann Benjamin, jamais experimentaria os 15 minutos de fama que lhe são dados agora. Gilmar Mendes não tem medo ou pudor de dizer de forma clara, como fez ontem. Hermann Benjamin expõe no seu voto/relatório as contradições de GM, ao citar posições deste que são opostas às agora defendidas, na vã expectativa de constrager o líder tucano no STF e no TSE. Aos olhos da maioria dos brasileiros - que tem asco de Gilmar Mendes - essa estratégia de Hermann Benjamin pode agradar e arrancar aplausos; o problema é que a incorporação de delações premiadas e extemporâneas, obtidas  após ameaça, coação e tortura psicológica de pessoas que foram mantidas presas e sem julgamento, sendo esses depoimentos desacompanhados de provas materiais que os corrobore, NÃO CONSTITUEM prova judicial. Ou seja: as firulas que Hermann Benjamin faz repousam sobre fragílima base. Lembre-se de que a AIME foi proposta há quase três anos e quando foi aberta no TSE não havia qualquer prova robusta, material, que sustentasse as acusações. Do ponto de vista estritamente jurídico, tais ações (AIME e AIJE) são nulas de pleno efeito e assim devem ser consideradas.

Todos os brasileiros democratas e de boa índole desejamos não só tirar MIchel Temer e camarilha do poder como vê-los processados, julgados e condenados pelos crimes que cometeram. Mas essas ações no TSE tiveram e têm outro propósito, que era/é o de cassar o mandato e os direitos políticos da Presidenta Dilma Rousseff, o que sabemos ser dupla injustiça. Ademais, a cassação da chapa permite a MT vários recursos, no TSE e no STF, de modo que ele e camarilha continuarão a gozar da imunidade que lhes dá presidência da república usurpada no golpeachment.

Seu voto: Nenhum
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

"Por incrível que pareça, o

"Por incrível que pareça, o "malvado" aqui, o senhor Gilmar Dantas é o que está coerente. Ainda que por motivos não muito republicanos, ou seja, no final ele quer salvar o presidente golpista, mas ele buscou argumentos bastante coerentes e justos: como incluir no processo delações que nem investigadas foram?":

De onde saiu esse "ainda que", Tavares?!  Ele nao pode ser juiz quando lhe convem!  Nao pode ser "coherente e justo" quando lhe convem!  Eh isso que desqualifica  gilmar mentes.  Basta ver a reacao dele ao ter sua propria decisao anterior jogada na cara dele pra se saber a velocidade com que ele muda de "coherencia" pra tatibitati.

Seu voto: Nenhum

Como se o sacudir de argumentos jurídicos valesse qqr coisa...

O julgamento é puramente político. O Direito, uma desculpa. Para um lado e para o outro.

Como se para Gilmar houvesse qualquer problema em se desdizer...

Quantas dezenas de vezes ja nao fez isso??

SEGUE A VALSA: MORO, JANOT E FACHIN NO "BAILE" DO "ACORDÃO" VOL. 2

Por Romulus & Núcleo Duro

Como temos registrado no blog, houve nos últimos dias muitas “piscadelas”, de um lado, e “exibição de músculo”, do outro, entre os diferentes atores do “baile” do acordão possível. E segue a valsa!

Eis a atualização com os fatos desta semana. Incluindo: TSE, Henrique Alves, denúncia de Temer ao STF pelo PGR e... Forças Armadas (!).

 

LEIA MAIS »

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Fernando Henrique Cardozo

Fernando Henrique Cardozo (FHC) tinha para blindá-lo - além do procurador geral da República "geraldo brindeiro" conhecido pelo pejorativo apelido de o  "engavetador geral da República" - essa peça folclórica Gilmar Mendes. Aquele Na PRG e este no STF.

FHC nomeou os dois.

Pouco valeu os alertas...

Para uma breve e rápida recordação:

https://www.cartacapital.com.br/politica/nos-tempos-do-engavetador-geral...

http://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/artigo-de-2002-de-dalmo-dallari-...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Rogério Bezerra
Rogério Bezerra

Gilmar Mendes é o "feitor" do

Gilmar Mendes é o "feitor" do Brasil.  Já nos castigou demais. Até quando?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Rui Ribeiro
Rui Ribeiro

Um bando de vermes desrespeitam o voto de milhões

e a porra do voto ainda é obrigatório, mas apenas para legitimar a porcaria burguesa. Quem elege é o capital, o povo apenas vota naquele que vai jode-lo

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Rui Ribeiro
Rui Ribeiro

Temer pode ser substituído por qualquer outro verme

Mas a populaão não só não vai permtir o desmonte dos dieitos dos trabalhadores e dos aposentados e pensionistas mas, ao contrário, vai elevar os salários e benefícios dos trabalhadores, aposentados e pensionistas reduzir a jornada de trabalho e reduzir também a idade minima de aposentadoria.

Temer no jatinho do wesley, Gilmar mendes no jatinho do carlinho cachoeira.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Cria de quem?

Lembrem-se de que esse  sujeitinho só está togado porque um tal de acmalvadeza, aquele que se achava o dono da Bahia, pediu ao fgagac para coloca-lo lá. Uma forma de "pagamento" pelos  serviços prestados a curriola. Inclua-se nessa, a globo. Isso foi feito contrariando primeiro a tradição, diga-se de passagem honesta, de indicar um dos TRÊS mais votados, se não me engano ele foi o OITAVO  e segundo, contrariando pareceres de juristas.

Lembrem-se também de uma  frase dita por ele quando era o procurador geral (do fgagac) , "que a presidência da  República  NÃO  tinha que cumprir determinações oriundas do (até então respeitável)  STF."

Nem todo brasileiro sofre de amnésia.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de george karam
george karam

O oitavo foi o Brindeiro,

O oitavo foi o Brindeiro, engavetador.

Ele foi colocado no crepusculo do 2° mandato fhc para fazer 

o que ele faz de melhor: proteger o próprio fhc e seus cupinchas.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Mello
Mello

Jeitinho

Mais uma vez, Gilmar Mendes tenta dar um "jeitinho", tal como foi na situação de uma discordância

feroz com Joaquim Barbosa a alguns anos.

 

http://www.conjur.com.br/2007-set-27/joaquim_barbosa_gilmar_mendes_desen...

Seu voto: Nenhum

Prefiro que esse golpista

Prefiro que esse golpista safado e traidor, caia por impeachment no Congresso.

O povo tem que infernizar a vida desse governo. Com greve, levante, desobediência civil, quebra quebre e o cacete.

Se a chapa for cassada será mais uma injustiça com a Dilma. Ficará inelegível por 8 anos.

Mulher honesta, que não aceitou compactuar com os corruptos, será a maior prejudicada.

Seu voto: Nenhum (18 votos)

Estou de saco cheio por tudo que vem acontecendo no país, e nós democratas, não fazemos nada.

Eu inclusive. Parece que estamos todos anestesiados, que fomos dopados. Mas essa lombra vai passar e vamos acordar.

Eu creio !!!

gAS

imagem de Celso Paulo da Silva
Celso Paulo da Silva

Gilmar é um grande camaleão

Gilmar é um grande camaleão político. Muda de opinião como aquele lagartinho muda de cor de acordo com as suas necessidades. Mas não nego que estou bastante feliz ao ver esse crápula tendo que tentar desfazer o que ele mesmo começou. Primeiro tentou impedir a Dilma de assumir o segundo mandato e, só não o fez porque o Nassif denunciou. Claro que o Nassif teve que ouvir um monte de baboseira jurídica, ja´que argumentos o Gilmar não tinha. Deixou uma brecha aberta para novas ações contra a chapa da Dilma e nela entrou na primeira oportunidade que o seu partido, o psdb, por meio do honestíssimo aécio lhe ofereceu. Entrou é claro pelo cano porque a coisa só chegou onde está por iniciativa dele mesmo. agora tem que salvar o amicíssimo temer e está sendo desmentido pelo o que ele (gilmar) próprio disse. Que ironia do destino!!! KKKKKKKKKKKKK

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de J.J. Lopez
J.J. Lopez

Gil Mar

Assisti as duas sessões do TSE fiquei indignado com esse senhor presidente do TSE. É impressionante sua postura agressiva, eivada de ironias e principalmente de falta de ética para com seus pares. Inacreditável !

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de bonobo de oliveira, severino
bonobo de oliveira, severino

Pares?

Se alguém se sujeita e submete-se a ser par de uma criatura com as qualificações desse malandro, talvez tenha por merecer o tratamento desrespeitoso que enfrenta. O cara tem uma capivara pior que aquela que ostentam Beira Mar, Marcola e Eduardo Cunha e, ainda assim, é tolerado como ".......ministro......." de tribunal de JUSTIÇA? Não de qualquer tribunal, não! Mas, do que seria, ou deveria ser, se não fosse assim como é, um lugar de respeito. Onde se pratica e se inspira o respeito. Mas, não! Por essas e outras, equipara-se a qualquer casa de tolerâncias e conveniências. Corte de acertos e conchavos, até para produção de sentenças condenatórias encomendadas, ao gosto do patrão, com foi realizado no vergonhoso e fraudulento julgamento da AP 470.

Estava lá o Gilmar Mendes, ensaiando suas pretensões teatrais, representanto um de seus personagens preferidos, o moralista sem moral e indignado sem dignidade, mais ou menos, assim:

_ O que fi-ze-ram  com  o  Ban-co  do  Bra-sil, meus senhores e senhoras!!

Seja lá o que for que imaginaram e supuseram que "fizeram com o Banco do Brasil", a verdade é que até hoje não apuraram, não apresentaram e, muito menos, não comprovaram qualquer irregularidade por eles apontadas no Banco do Brasil, que serviram para condenação a granel, de baciada, de todos os implicados na ação farsesca. Até hoje devem a alguns poucos, que não assistiram o julgamento sob a ótica do Merval Pereira, a explicação do que hove afinal no  Ban-co  do  Bra-sil , naquela lambança, que nenhuma perícia, auditoria, investigação, ou o que quer que seja, jamais conseguiu identificar e comprovar como irregularidade.

Seu voto: Nenhum
imagem de Roxane
Roxane

Me somo aos que dizem que não

Me somo aos que dizem que não se pode perder o que nunca se teve.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Caedmods
Caedmods

Somamo-nos!

Somamo-nos!

Seu voto: Nenhum
imagem de Wagner Pinheiro
Wagner Pinheiro

É TRISTE...

Um BEIÇOLA desse ficar igual a um PAVÃO...e as PENAS não ficarem na abundância...tentando livrar essa PORRA de lugar algum...será que vão estalar a lista de FURNAS...

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Brnca
Brnca

Para amigos tudo

Nunca teve vergonha. Lembram quando inventou aquele encontro com Lula que teria dito isso e aquilo e na verdade era tudo mentira e que Nelson Jobim foi obrigado a desmentir? Pois é. Agora tenta desmentir que manipulou para impugnar Dilma. Mas o Temer? Ora o Temer é do seu círculo de amigos do peito. Logo...

Seu voto: Nenhum (15 votos)
imagem de João de Paiva
João de Paiva

Eu disse para não subestimarem Gilmar Mendes

Em que pese todo o desejo de Patricia Faermann, que pode ser percebido na linha editorial da reportagem, Gilmar Mendes reagiu como se espera de um leão político quando fustigado. As contradições e manobras jurídicas [mas sobretudo políticas] de GM são conhecidas e foram mais uma vez expostas de forma inconteste. Mas GM não etá nem aí para essas coisas; para ele o que importa é a lealdade política aos que pertencem ao partido dele - o PSDB - e aos que ele considera amigos ou aliados históricos de 'confiança'.

Quando Gilmar Mendes diz, textualmente

"Essa ação só existe graças ao meu empenho, modéstia às favas. Vossa Excelência hoje é relator e está brilhando na televisão do Brasil todo."

ele está completamente certo. Eu percebi isso desde novembro de 2014 e expus em comentários e artigos.

Gilmar Mendes cometeu vários abusos e ilegalidades [que considero criminosas], sobretudo contra o PT e contra os petistas, como voltou a fazer agora. Mas no que diz respeito à inclusão das delações extemporâneas obtidas a fórceps, com pessoas presas (algumas delas sem julgamento), coagidas e torturadas psicològicamente como provas, GM está corretíssimo e nenhum dos depoimentos de delatores (desacompnhado de provas materiais, objetivas, cabais) pode ou deve ser considerado no objeto da AIME. GM impediu o arquivamento da ação porque a ele e ao grupo político dele, o PSDB e caciques da velha e fisiológica direita oligárquica, interessava "cozinhar" Michel Temer, mantendo-o como refém, de modo a implementar o projeto ultraneoliberal, privatista e entreguista que são a marca registrada dos tucanos.

Gilmar sapateou e vai tratorar Hermann Benjamin, sem dó nem piedade. Talvez Rosa Weber siga o voto do relator; os demais estão fechados com Gilmar Mendes. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de pedro  lorençon
pedro lorençon

todo mundo está nu.

Não é só o rei que está nú. A vaca louca também.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Pedro Rinck
Pedro Rinck

  Gilmar perdeu a vergomha.

 

Gilmar perdeu a vergomha.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Ele nasceu sem vergonha.

Ele nasceu sem vergonha.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Eduardo Outro
Eduardo Outro

Errado. Ninguém perde o que

Errado. Ninguém perde o que não tem.

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

Nunca teve.

Nunca teve.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Francisco Gomes
Francisco Gomes

Caro, ele nunca teve

Caro, ele nunca teve vergonha. 

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Serralheiro 70. C
Serralheiro 70. C

Vergonha

Se de fato já a teve algum dia. Né Barbosa.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.