Revista GGN

Assine

Cia. Antropofágica volta ao Centro Cultural São Paulo

Foto: Clayton Lima

Jornal GGN – Dia 24 de fevereiro a Companhia Antropofágica de Teatro inicia uma nova etapa do seu projeto Tram(a)ntropofágica que, celebrando 15 anos da trupe, irá revisitar todas as suas montagens com 140 dias de atividades abertas ao público, em São Paulo. O espetáculo "Desterrados – Ur Ex Des Machine" é uma proposta da Cia. para aqueles que procuram uma programação alternativa nos dias de folia, com uma notável produção estética e de inflexões críticas. A reestreia, que será na Sala Jardel Filho, do Centro Cultural São Paulo, segue temporada até 12 de março.

“Desterrados” é uma produção dedicada à criação de imagens e movimentos, que retrata os muitos DES (desterrados, desvalidos...) da sociedade. Deixando a palavra de lado, a montagem foi inspirada no teatro de Tadeusz Kantor, Adorno, Nona Sinfonia de Beethoven, Charles Darwin, Walter Benjamin, Duchamps e Artes Plásticas.

“Esta peça é um dos trabalhos com uma curva de inflexões críticas mais radicais do grupo. Um trabalho de extrema liberdade artística, que afirma uma ligação muito forte com a Antropofagia, o teatro dialético e o teatro de Tadeusz Kantor. É um trabalho que tem uma importância de digestão, de elementos e matizes teatrais que estamos pesquisando há 15 anos. Claro que vinculado às respostas críticas que nosso tempo exige”, disse Thiago Reis Vasconcellos, diretor da Antropofágica.

A Tram(a)Antropofágica, contemplada com a 28ª edição do Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a cidade de São Paulo, como o próprio nome diz “é uma grande trama que leva ao público a história da Companhia“.  As comemorações de 15 anos começaram com as apresentações de uma Trilogia sobre o Brasil. Também já fizeram parte das atividades o “Programa I: Brazyleirinhas QI”, com quatro peças de curta duração, e o espetáculo “A Tragédia de João e Maria”, que ganhou o palco da sede da Companhia do Feijão. Além das temporadas de espetáculos, fazem parte do projeto atrações o “Diálogos Antropofágicos”, onde personalidades da cena artística abordam temas importantes do fazer teatral.

“Desterrados – Ur Ex Des Machine pretende ser um jogo com a história da arte e a história da humanidade a partir de um recorte histórico que se inicia com a Revolução industrial e a Revolução Francesa. Os elementos de sociabilidade e as contradições se apresentam tanto na política, como na arte e assim são capazes de imputar importantes questionamentos. São estes questionamentos que utilizamos como material para a construção da peça, nos perguntando durante o processo como um grupo de teatro pode responder à realidade de seu tempo utilizando uma dinâmica que leva em conta a história e seus desdobramentos na memória coletiva da Antropofágica? Em linhas gerais este é um dos principais disparadores da peça”, completou o diretor.

A produção, que compõe mais uma fase deste projeto, já foi parte exposição “Máquina Tadeusz Kantor”, uma homenagem aos 100 anos de nascimento do multiartista polonês. As apresentações, em 2015, aconteceram no Teatro Anchieta, do Sesc Consolação. 

Composta por mais de trinta integrantes, a Companhia Antropofágica, criada em 2002, está entre as referências da cena cultural Paulista. Com a Tram(a)Antropofágica, o grupo convida o público para uma viagem no tempo e na história, revisitando todo o seu repertório, com espetáculos, intervenções, oficinas e experimentos, atuando tanto em sua sede, o Espaço Pyndorama, quanto em outros espaços da cidade. Ao todo, serão 140 dias de atividades gratuitas, com dezoito temporadas e dezenove ações, realizadas até agosto de 2017.

Sinopse: Desterrados - Ur Ex Des Machine

A peça parte de engrenagens kantorianas, molas propulsoras, de uma máquina inventiva que visa ocupar o espaço da realidade do palco. Desafiando a realidade cotidiana com os expedientes do sono, sonho e criatividade como forma de resistência à realidade degradada. Um jogo de espelhos e caleidoscópios que friccionam as noções convencionais de espaço e tempo. Emprestando de Adorno a noção ensaística de se entusiasmar com o que os outros já fizeram, o grupo se jogou em um ensaio genealógico sobre os mecanismos históricos que proporcionaram e proporcionam o aparecimento de desterrados, exilados, desvalidos e descontentes.

Gênero: Drama.

Duração: 120 minutos.

Classificação Indicativa: 16 anos.

Serviço

Reestreia de Desterrados - Ur Ex Des Machine, de 24 de fevereiro a 12 de março

Local: Sala Jardel Filho – Centro Cultural São Paulo

Endereço: Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso – São Paulo – SP

Datas e Horários: dias 24, 25, 26 de fevereiro e 03, 04, 05, 10, 11 e 12 de março. Sextas e sábados, às 21h e domingos às 20h

Capacidade: 321 lugares

Ingressos: Gratuito

Informações: [email protected]  ou pelo tel (11) 3871-0373

Média: 5 (2 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.