newsletter

Conheça os detalhes da Arena das Dunas

Sugerido por implacavel
 
Do Portal da Copa
 
Gabriel Fialho
 
Estádio é o sétimo a ser finalizado para a competição. Veja as informações em vídeo, fotos e infográfico

Inspirada na paisagem de Natal, a Arena das Dunas está pronta para receber os quatro jogos da Copa do Mundo marcados para o local. O estádio foi oficialmente entregue nesta quarta (22.01), em cerimônia que contou com a presença da presidente Dilma Rousseff, do secretário executivo do Ministério do Esporte, Luis Fernandes, e da governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini. A bola rola pela primeira vez no dia 26, com os principais times do estado em campo. Uma rodada dupla reunirá América x Confiança-SE (pela Copa Nordeste) e ABC x Alecrim (pelo campeonato estadual).

O ABC e o América, inclusive, fecharam acordo com a concessionária Arena das Dunas, gestora do estádio pelos próximos 20 anos, para mandar as partidas no local. Projetada para ser um equipamento multiuso, a arena poderá receber feiras e shows na área interna ou na praça de 22 mil m² em frente à entrada situada na avenida Prudente de Moraes. O espaço vai possibilitar a realização de eventos sem a utilização do gramado, preservando o campo de jogo.

"Os camarotes podem funcionar o dia inteiro. A arena está na parte central da cidade e depois da Copa poderemos fazer uma área comercial entre os acessos. Além disso, temos áreas para shows e eventos. Já temos feiras agendadas para 2014 e parte do estacionamento coberto será usado para montar estandes. Desde o início, a arena foi pensada como um espaço multiuso, para termos movimento o ano todo. Nosso objetivo é torná-la rentável. Os dois principais clubes, América e ABC, já firmaram contrato conosco e já temos uma quantidade de jogos definidos”, detalhou Charles Maia, diretor da Arena das Dunas.

Foto: Danilo Borges/Portal da Copa

Foto: Danilo Borges/Portal da Copa#

A nova arena é resultado de 29 meses de obras, com o início marcado pela demolição do antigo estádio João Cláudio de Vasconcelos Machado, o “Machadão”, inaugurado em 1972 e que ocupava parte do terreno onde foi erguido o palco da Copa. Pelo local, passaram cerca de 4.500 trabalhadores, que ajudaram a construir o equipamento com capacidade para 42 mil torcedores (com 10,6 mil assentos removíveis). Os investimentos no projeto são de R$ 400 milhões, com R$ 396,5 milhões de financiamento federal.

Assista a um vídeo exclusivo que mostra os detalhes da arena

 


Em pétalas

A concepção da arena deu um aspecto único à construção. A fachada e a cobertura são integradas e compostas por 20 “pétalas”, projetadas para serem mais altas em um dos lados do estádio, dando a forma e a ideia do movimento das dunas de areia, comuns na região. O design do “teto” ainda permite maior ventilação e entrada de luz no equipamento.

“A cobertura é desnivelada, não é como normalmente é feito, com anéis fechados, centralizados, do mesmo tamanho. De um lado a cobertura é mais alta, o que aumenta a ventilação, que vem do leste para o oeste. O projeto foi feito e inspirado nas dunas de Natal, simulando o movimento e a forma delas”, explica Charles Maia.

As “pétalas” da cobertura são compostas por treliças de aço, cobertas externamente com telhas de alumínio, com tratamento térmico e acústico. Internamente, o “teto” é revestido com membrana tensionada de PVC. A união entre as peças é feita de policarbonato translúcido, que permite a passagem de luz.

Outra função da cobertura da Arena das Dunas é a captação de água da chuva. Com calhas que coletam a água e a levam para nove reservatórios abaixo da arquibancada inferior, um volume de até três mil m³ pode ser reutilizado nos sanitários e na irrigação do gramado.


Acomodações e segurança

Os torcedores que forem aos jogos e eventos no estádio irão perceber um novo padrão de conforto e segurança, que começou a ser visto no país com as novas arenas. Ao todo são 21 acessos para as pessoas alcançarem um dos quatro níveis do equipamento, sem contar os elevadores que levam direto do estacionamento coberto para os 39 camarotes. A Arena das Dunas conta, ainda, com quatro lounges com capacidade entre 250 e mil lugares, 25 quiosques para comercialização de alimentos e bebidas, além de 30 banheiros.

Foto: Danilo Borges/Portal da Copa

Foto: Danilo Borges/Portal da Copa#

 
São quatro tipos de assentos, em diferentes tons de azul: para o público geral, hospitalidade, Vip e Very Vip. Todos rebatíveis e com encosto. A diferença entre eles é que, em alguns setores, as cadeiras têm braços, estofamento e guarda-copos. Também foram reservados 521 lugares para pessoas com deficiência.

“A arena está acessível em todos os níveis, com rampas e elevadores, da bilheteria aos vestiários. Nos camarotes e ao redor do estádio há sanitários com acessibilidade, distribuídos para atender a todos. Há piso tátil desde o portão externo até a arquibancada”, destacou Charles Maia.

A segurança será coordenada pela equipe do centro de comando e controle da arena, instalada em uma sala com mais de 80m², com equipamentos que permitem o monitoramento das imagens captadas pelas 200 câmeras, capazes de fazer reconhecimento facial nas áreas internas e externas da arena. O sistema de som, integrado com os dois telões de 64m² do estádio, permite que as informações e os lances das partidas sejam transmitidos ao público com clareza.

Estrutura completa

Os jogadores também perceberão as melhores condições de jogo. Eles terão à disposição vestiários com banheiras, duchas, sanitários e sala para aquecimento, além de um gramado em perfeitas condições para a prática do futebol. A grama, do tipo Bermuda Tifton 419, é própria para o clima quente da região, enquanto o sistema de drenagem garante que as partidas ocorram mesmo em dias chuvosos.

Com uma distância de apenas 15 metros do campo para o primeiro lance de arquibancada, os atletas sentirão mais de perto as reações da torcida. Além disso, a iluminação, feita por 306 refletores, evitará sombras no campo e garantirá uma luz homogênea no estádio, possibilitando as transmissões de TV na tecnologia Full HD.

Jogos na Copa

Na Copa, o palco do Rio Grande do Norte receberá quatro jogos, todos válidos pela primeira fase. A primeira partida será entre México x Camarões, em 13 de junho, e vale pelo Grupo A, o mesmo do Brasil. O segundo jogo será entre Gana x Estados Unidos, pelo Grupo G, em 16 de junho. O confronto seguinte vai reunir Japão x Grécia, pelo Grupo C, no dia 19 de junho. Por fim, Natal se despede da Copa com um clássico que reúne seis títulos mundiais em campo. A tetracampeã Itália vai encarar o bicampeão Uruguai no dia 24 de junho. O duelo vale pela rodada decisiva do Grupo D, o chamado “Grupo da Morte”, que conta ainda com Inglaterra e Costa Rica. 

Publicado originalmente em: http://www.copa2014.gov.br/pt-br/noticia/arena-das-dunas-sera-inaugurada-nesta-quarta

Média: 5 (1 voto)
4 comentários

Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Durvalino
Durvalino

um monumento ao desperdicio publico.

..... "Os investimentos no projeto são de R$ 400 milhões, com R$ 396,5 milhões de financiamento federal."   e de juros mais quanto ?:!

donde concluo q cada jogo da copa custara cem milhoes de reais ao povo brasileiro.

Seu voto: Nenhum
imagem de evandro condé de lima
evandro condé de lima

Os que defenderam aqui no

Os que defenderam aqui no blog   - ainda defendem? - a grana gasta na Copa, devem estar exultantes. Paa quem ainda assiste TV aberta e vê as notícias (qualquer sede serve) de suas respectivas cidades, deve estar com a pulga atrás da orelha.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Dudu Cartucho
Dudu Cartucho

Não sei...nem a favor, nem

Não sei...nem a favor, nem contra. Mas esses eventos devem ser lucrativos. Então se gastou 400 milhóes no estádio de Natal, provavelmente recuperarão o dinheiro, seja em turismo ou em jogos/shows.

Se no mundo todo eventos esportivos são lucrativos, porque no Brasil seria diferente? Só porque os coxinhas querem?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Zanchetta
Zanchetta

A Grécia ainda não recuperou

A Grécia ainda não recuperou o que ela gastou nas Olimpíadas de 2004. A África do Sul teve prejuízo na Copa do Mundo de 2010.

Eu ainda não sei bem quem teve lucro nessa história... As empreiteiras e lobistas, com certeza...

Seu voto: Nenhum

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.